A Flor do Sertão – Capítulo 07

A Flor do Sertão - Logo

CENA 01: CASA DOS FONSECA/SALA DE ESTAR/ DIA

Um carro prateado estaciona em frente a uma mansão luxuosa. As casas vizinhas também são grandes e elegantes. Do carro, descem Francisca e Gustavo.

FRANCISCA: Nossa, que casona, hein!

GUSTAVO: A sua deve ser parecida, né?

FRANCISCA: Claro! Minha casa é um luxo, igual a sua.

GUSTAVO: Meus pais estão ansiosos pra ter conhecer.

Gustavo entra em casa com Francisca.

GUSTAVO: Sente-se meu amor. Irei chamar meus pais.

FRANCISCA: Tudo bem.

Gustavo sai de cena. Francisca se levanta e anda pela casa, observando todos os artigos de luxo.

FRANCISCA: Isso sim é o que eu mereço!

Os país de Gustavo entra em cena junto com ele.

ODETE: Cadê sua namorada, meu filho?

GUSTAVO: Pai. Mãe. Essa daqui é a Laura Lafayette, minha namorada.

Francisca, que estava de costas, se vira.

ODETE: Francisca, é você?

GUSTAVO: Essa é a Laura Lafayette, mãe.

ODETE: Não, meu filho. Essa mulher é a Francisca, nossa antiga empregada da outra casa.

GUSTAVO: Deve estar havendo algum engano. Não é possível!

ODETE: Francisca, você enganou meu filho?

GUSTAVO: Diz que é mentira, meu amor.

FRANCISCA: Chega! É verdade!

GUSTAVO: Por que você mentiu? Pra que?

FRANCISCA: Dinheiro. Eu estou cansada de ser pobre, de ser humilhada… Precisava dar golpe em alguém. Aí você apareceu e ia ser a minha galinha dos ovos de ouro.

GUSTAVO: Pois vá embora agora.

Gustavo pega Francisca pelo braço e a leva pra fora da casa.

CENA 02: CASA DOS FONSECA/FACHADA/EXT./NOITE

Gustavo empurra Francisca. Ela cai próximo às flores no jardim.

GUSTAVO: SOME, SUA POBRETONA!

Gustavo volta para dentro, fechando a porta. Francisca olha para o outro lado, observando as demais residências.

FRANCISCA: Droga! Deu tudo errado. Vou ter que voltar pra aquele chiqueiro de novo.

Francisca se levanta e vai embora. Porém, antes de se afastar da casa de Gustavo, ela avista um homem vindo em sua direção. Quando ele se aproxima, ela finge torcer o pé, forçando-o a ajudá-la. Aproveitando sua distração, Francisca lhe furta a carteira.

Francisca caminha pelo condomínio e admira as mansões.

FRANCISCA: Droga! Deu tudo errado. Vou ter que voltar pra aquele chiqueiro de novo.

Francisca continua andando e vê um homem vindo em sua direção. Ela finge torcer o pé e o homem a ajuda. Francisca aproveita e rouba a carteira dele.

CENA 03: CASA DE JOSÉ/FACHADA/EXT./DIA

Aurora passa na frente da casa de José no momento em que Regina sai de casa. Uma Kombi lotada de meninas segue andando pela rua e para perto de Aurora. Um homem desce do veículo e tenta pegar a garota. Vendo aquela cena, Regina corre para ajudar Aurora. Ela empurra o homem no chão e corre com a garota. Elas param ao perceber que a Kombi foi embora.

REGINA: O que é que tu tá fazendo na rua sozinha, menina? Esse homem podia ter sequestrado tu pra vender.

AURORA: Eu vou-me embora.

REGINA: Cadê os teus pais?

AURORA: Naquela casa ninguém gosta de mim.

REGINA: Mas é tua família. Vou te levar pra casa. Onde é que tu mora?

AURORA: Na fazenda.

REGINA: Com um pai daqueles, até eu fugia. Vamo pra tua casa. Tu num pode ficar andando sozinha por aqui.

Regina leva Aurora consigo para a fazenda.

CENA 04: CASA DE GILSON/SALA DE ESTAR/ DIA

Arivalda joga o corpo de Gilson em cima do sofá e, em seguida, sai de casa.

Instantes depois, Laís entra com uma sacola de pão.

LAÍS: Papai, já voltei com o pão.

Laís se surpreende ao ver o pai no sofá.

LAÍS: Tá dormindo, né?

Laís sacode o pai, tentando acordá-lo.

LAÍS: Papai acorda. Pai?!

Sem sucesso, Laís começa a chorar.

LAÍS: Papai, o que tá acontecendo? Pai? PAI?

Laís sai correndo de casa e grita por ajuda. Instantes depois, Laís retorna acompanhada de Maria, que examina Gilson e constata o óbito. Maria abraça Laís. A imagem se escurece.

CENA 05: FAZENDA/ PLANTAÇÃO DE MANDIOCA/ DIA

Regina deixa Aurora em casa e vai pra lavoura. Bento e Regina se encontram e trocam um beijo apaixonado. O momento é interrompido pela chegada de Ramiro.

RAMIRO: Eu num contratei empregado pra ficar de namoro na hora do trabalho não.

Assustados, os dois param de se beijar e encaram Ramiro. O coronel faz um gesto para Bento, intimando-o a se afastar. E ele o faz.

RAMIRO: E quanto a ti, garota atrevida, escuta bem o que eu vou dizer. Se eu ver isso acontecer de novo nas minhas terras, os dois vão pra rua e não tem conversa.

REGINA: E quanto a ti, coronel explorador, escuta bem o que eu vou dizer. Se continuar tratando esse pessoal feito escravo, o senhor vai ter que prosear mais a polícia.

Regina vira as costas para Ramiro e sai, deixando-o sozinho.

RAMIRO: Eta menina abusada… a única que teve a ousadia de me enfrentar.

Ramiro dá um sorriso disfarçado enquanto olha Regina. Nesse momento, Matias se aproxima do coronel.

MATIAS: Tá interessado na moça, seu coronel? Apaixonou?

RAMIRO: E eu lá sou homem de apaixonar, Matias!

Ramiro volta pra fazenda e Matias vai atrás. Alguém observava tudo atrás de uma árvore.

DOIS DIAS DEPOIS…

CENA 06: PRACINHA/EXT./MANHÃ

Muitos moradores estão na pracinha ouvindo o prefeito Galvão discursar do alto de um palanque.

GALVÃO: Eu estou planejando várias obras pra melhorar nossa cidade! Quando eu for reeleito, vou concluir a transposição do Rio São Francisco, que trará água pro nosso sertão. Vou investir em saneamento básico, lutarei contra a fome e a miséria. Nosso sertão terá uma vida melhor!

Os moradores aplaudem e exaltam Galvão.

GALVÃO: Nessa noite promoverei um grande baile para todos. Que todos compareçam. No dia da eleição, eu votarei em Galvão. No dia da eleição, eu votarei em Galvão. Obrigado!

Josias atrai Galvão para longe do povo exaltado. Os dois sorriem, satisfeitos.

JOSIAS: Parabéns, pai. Quase acreditei!

GALVÃO: Eles vão acreditar.

Galvão e seus ajudantes descem do palanque e começam a entregar santinhos para os eleitores.

Um pouco afastada da multidão, Regina abraça Laís, consolando-a pela morte de Gilson.

REGINA: Ô, minha princesa. Não fica assim não.

LAÍS (chorando): Meu pai, Regina… Agora tö sozinha.

REGINA: Tá não. Tu tem eu, tua madrasta e todo mundo do vilarejo.

Laís solta um sorriso forçado para Regina.

REGINA: Fica aqui. Eu já volto!

Regina vai até o prefeito, que voltou ao palanque e se preparava para voltar a falar com o pouco.

REGINA: Com licença, senhor prefeito… eu tenho uma pergunta pra fazer pro senhor. Como o senhor garante que o senhor vai fazer isso mesmo? Se eu bem me lembro, nas últimas eleições, o senhor veio com essas mesmas palavras, mas ficou só na promessa…

Silêncio absoluto. Galvão e Regina ficam se encarando.

GALVÃO: Eu dou a minha palavra!

Regina encara Galvão e sai com Laís. Segundos depois, o prefeito retoma seu discurso.

CENA 07: CASARÃO DE RAMIRO/ FACHADA/ EXT./DIA

Geraldo se aproxima do casarão de Ramiro pra chamar Aurora. Ele pega algumas pedrinhas do chão e taca na janela do quarto da garota. Segundos depois, ela aparece ali na janela. 

AURORA: Geraldo, o que tu tá fazendo aqui?

GERALDO: Vim te ver.

AURORA: Sai daí. Meu pai num pode te ver aqui.

GERALDO: Tu nunca mais foi lá na plantação.

AURORA: Painho me proibiu de sair de casa.

GERALDO: Eu posso subir aí?

AURORA: Meu pai não vai te deixar entrar.

GERALDO: E quem disse que vou entrar pela porta? Pega um lençol, por favor.

Geraldo sorri para Aurora.

TAKE 1

A câmera mostra Aurora jogando o lençol.

TAKE 2

A câmera corta Geraldo subindo.

TAKE 3

Geraldo está  no quarto de Aurora.

AURORA: Geraldo, eu num quero morar aqui mais. Não posso nem sair de casa.

GERALDO: E eu tenho que trabalhar todo dia…

AURORA: Tu quer fugir mais eu?

GERALDO: Fugir pra onde?

AURORA: Eu mais tu pega nossos trapo e vamo estrada afora.

GERALDO: Tá… eu vou mais tu. Hoje de noite!

Geraldo dá um abraço em Aurora. Sandra aparece no fundo da cena: aparentemente ouviu toda a conversa.

SANDRA: Uma a menos no nosso caminho, Ramiro. Tu será todinho meu.

Sandra vai para a cozinha, sem ter sido percebida por Aurora e Geraldo.

CENA 08: CASARÃO DE RAMIRO/ SALA DE ESTAR/ DIA

Ramiro entra em casa e se senta no sofá Ele está pensativo. Aparece a imagem de Regina em sua cabeça.

RAMIRO: Ah, Regina… Única a me enfrentar!

Sandra entra em cena.

SANDRA: Quer um café, seu coronel?

RAMIRO: Não.

SANDRA: Eu faço do jeito que o senhor gosta.

RAMIRO: NÃO!

SANDRA: E se…

RAMIRO (gritando): EU JÁ DISSE QUE NÃO! TÁ SURDA, MULHER?

Sandra se aproxima e tenta fazer uma massagem em Ramiro, que se levanta.

SANDRA: Tu tá estressado por demais, meu amor. Vem pro meu quarto, vem.

RAMIRO (gritando): Quando é que tu vai entender que é tu só uma EMPREGADA? SÓ UMA DIVERSÃO!

SANDRA: TU NUM PODE FALAR ASSIM COMIGO!

RAMIRO (gritando): E o que é que tu vai fazer? NADA!

Ramiro vai para seu escritório.

SANDRA: Isso é o que tu pensa. Acabou de ganhar tua pior inimiga, coronel!

Sandra joga um copo na parede.

CENA 09: BAILE/INT./NOITE

Inicia-se o baile. Galvão discursa na inauguração.

GALVÃO: Aproveite a festa, meu querido povo de Aroazes!

Regina e sua família chegam ao baile. Bento também chega. Ele e Regina trocam olhares. Começa a tocar uma música. Bento se aproxima de Regina e a convida para dançar, só que José leva a moça para o meio do salão.

Para provocar José, Raimundo convida Maria para dançar.

REGINA: O que foi, painho?

JOSÉ: Aquele cabra chamando tua mãe pra dançar.

REGINA: Mas é o pai do Bento…

José para de dançar e vai até a esposa. Raimundo sai.

Um homem pega Regina e dança com ela. Ele passa a mão nas nádegas dele e ganha um tapa no rosto. Bento vai até lá e dá um soco no homem. A música para e todos prestam atenção na briga. Regina leva Bento pra outro lugar.

GALVÃO: Por que pararam? Volte a música.

Geraldo aproveita a confusão e sai do baile. Josias o segue.

CENA 10: PRACINHA/EXT./NOITE

Um ônibus estaciona próximo à pracinha do vilarejo. Várias pessoas descem e vão pegar suas bagagens. Uma delas ganha o foco. A mulher caminha pelo vilarejo. Ela é mostrada de costas de pela câmera. A mulher fixa o olhar sobre a casa de José. A face da mulher é revelada. Trata-se de Francisca.

FRANCISCA: E estou de novo nesse vilarejo xexelento.

Francisca bate na porta da casa de sua família, mas não obtém respostas. Uma música alta chama sua atenção.

FRANCISCA: O que deve estar… Ai, Francisca… Aqui não é a capital. Você. Tu tem que falar errado! O que deve de tar tendo por aí? Os pobretões devem tar na festinha. É, Regina, hoje teremos nosso reencontro.

Francisca caminha rumo ao baile.

CENA 11: FAZENDA DE RAMIRO/EXT./NOITE

Geraldo pula a porteira da fazenda de Ramiro. Ele segue andando até que vê uma luz. É o farol do carro de Ramiro. Geraldo se esconde e espera o carro sair. Ele ouve alguém o chamar.

JOSIAS: Menino! Venha cá.

GERALDO: Oxe, o que tu quer?

JOSIAS: Te propor um desafio. Tu gosta da Aurora, mas ela vai casar mais eu. A gente faz uma corrida de cavalo e quem ganhar fica com ela.

Geraldo fica pensativo.

JOSIAS: Tá com medinho é?

GERALDO: Eu topo.

Corte rápido. Josias com dois cavalos, um deles já com a sela e o outro recebendo a sela. Josias toma o cuidado de afrouxar a sela. Em seguida, ele chama Geraldo e o ajuda a montar no cavalo de sela frouxa. Por fim, ele monta no outro cavalo.

JOSIAS: Ganha que passar daquela árvore primeiro. VALENDO!

Josias e Geraldo partem com toda velocidade. A sela frouxa pende para o lado, jogando Geraldo contra o chão. A cena escurece bruscamente.

CENA 12: GALPÃO/EXT./NOITE

Ramiro estaciona seu carro próximo a um galpão. Ele olha para todos os lados e verifica que não tem ninguém no local. Em seguida, Ramiro entra no galpão.

Instantes depois, Ramiro sai do local com algumas caixas na mão. Ele abre o porta-malas e as coloca lá dentro. Ele entra no carro e se prepara para dar a partida, quando um homem vestido de preto para na frente do veiculo.

RAMIRO: Sai daí!

Ramiro começa acelerar o carro. O homem coloca a mão em seu casaco, tira uma pistola e aponta para o carro de Ramiro.

Continua…

56 thoughts on “A Flor do Sertão – Capítulo 07

  1. E Francisca esta de volta! Quero só ver como ela vai agir no local, já que nn teve uma cena dela ali. Morto que a mesma tem que mudar o palavreado, hahaha…
    Galvão e suas “promessas”. Quando o povo saber da verdadeira face dele, vão descobrir que ele nn é flor que se cheire. Josias já mostrou pra que veio. Ô menino ruinzinho esse. Geraldo que se cuide pois esse “cabrinha” nn vai deixá-lo nem tão cedo. É capaz de Aurora pensar que Geraldo a deixou plantada, sofro! E Ramiro tem um rival a altura, hein? Será que esse homem tem alguma ligação com Sandra? Sei lá, me pareceu isso. Adorei o gancho assim como o capítulo.

    Parabéns, Ari! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Desculpa a demora.

      A máscara da Chica caiu e ela vai continuar pobre e terá que voltar pro interior. Galvão, um péssimo, risos. Coitado do Geraldo. A Aurora vai achar que ele não gosta dela… Agora o coronel terá um embate daqueles… Será?

      Muito obrigado!❤

      Curtir

  2. Francisca promete tocar o terror em Aroazes.
    Seria o passado retornando para atormentar Ramiro?
    Geraldo sofreu um acidente… será que ele morreu? De qualquer forma, Aurora foi deixada na mão, e nem de propósito foi.
    Regina deve de num tá mais aguentando os ciúmes do Bento, né non?
    Galvão vs. Regina, um embate daqueles.

    #MomentoDivulgaçã1: https://audienciadatvmix.wordpress.com/2016/08/02/mundos-opostos-capitulo-02/

    Curtido por 1 pessoa

    • Desculpa a demora.

      A máscara da Chica caiu e ela vai continuar pobre e terá que voltar pro interior. Coitado do Geraldo. A Aurora vai achar que ele não gosta dela… O Bento, um péssimo. kkkk

      Muito obrigado!❤

      Curtir

  3. Chica é descoberta e expulsa kkk coitada da rainha o seu plano foi para os ralos. Tadinha da Laís perdeu o pai em um momento que ela mais iria precisar dele :/ . Ramiro de olho em Regina? Não gostei disso. Quero Regina para prefeita kkk, pois Galvão é um típico político do promete e só quer é roubar. Falsandra humilhada, eu gosto assim. Bento e seu ciúmes :/ . Raimundo gosta de Maria ainda? 😮 Chica de volta para casa, ansioso para o encontro dela com Regina. Tomara que não aconteceu nada a de grave com o Geraldo :/ O homem misterioso vai procurar Ramiro, ansioso para ver o embate deles.
    Parabéns Ari ❤

    Curtido por 2 pessoas

    • Desculpa a demora.

      A máscara da Chica caiu e ela vai continuar pobre. A vida da Laís é só sofrimento. Será que o coronel tá de olho na diva? Ela daria uma boa prefeita kkkk. Falsandra teve o que merece. O reencontra vai ser o maior bafafa.

      Muito obrigado! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  4. Olha, fiquei um pouco decepcionado com o desmascaramento da Francisca. Ela nem tentou argumentar pra se defender e já se entregou. Também estranhei parte da ação repetida na cena 2, mas deve ter sido um erro de edição. Geraldo e Aurora, dois inconsequentes. Regina rainha, que pisão no prefeito. Francisca chega no vilarejo, ansioso pelo reencontro com a irmã.Quem é essa pessoa misteriosa?

    Parabéns Ari. 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Que pena! Mas o que ela ia dizer? Foi desmascarada pelos ex-patrões. A cena 2 foi no exterior da casa… Crianças né kkk Galvão foi pisado! ❤ As duas terão um reencontro daqueles… Vamos saber amanhã 🙂

      Muito obrigado!❤

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s