O Preço da Vida – Capítulo 12 (últimos capítulos)

O Preço da Vida (logo)

14-anos

CENA 01: UNIVERSIDADE FEDERAL DE BELO HORIZONTE, PRÉDIO DO CURSO DE ARQUITETURA, INTERIOR, MANHÃ.

Abner está apresentando um trabalho no Congresso Internacional de Arquitetos da América Latina. Ele clica no botão do notebook, em uma mesa do palco, que abre sua apresentação no telão. Porém, a imagem que aparece no telão deixa todos chocados: era o filme pornô de Tiago. Abner fica pálido e sem reação, deixando o microfone cair no chão. Ele vê seu pai fazendo sexo com outro homem, sendo exposto pra centenas de pessoas no evento. Gabriel abre um sorriso sarcástico ao perceber que conseguiu atingir seu objetivo. Henrique, Kelly e Jeniffer estão pasmos na plateia, enquanto Abner encara o telão com ódio e repulsa.

(HENRIQUE): – Meu Deus, o que tá acontecendo? Coitado do Abner!

(JENIFFER): – Gente, esse homem aí não é o pai do Abner? Eu vi poucas vezes, mas acho que é ele…

(KELLY/pensando): – Como essa merda foi vazar aqui no congresso? Só eu tenho o filme, quem roubou ele de mim? Será que foi o… Gabriel?

Todos do evento seguem perplexos enquanto o filme pornográfico é exibido no telão. Alguns colegas de Abner reconhecem seu pai e começam a rir. Ele segue encarando seriamente o telão.

(ABNER): – Que nojo… Que ódio… Porque isso tá acontecendo comigo? Quem foi o desgraçado que fez isso?

Em um ataque de fúria, Abner corre até o notebook e o arremessa na parede lateral do evento, estraçalhando o aparelho. Nesse momento, o filme para de ser transmitido. Logo, Abner corre até o telão e começa a puxá-lo com muita força e gritando, até que o derruba e começa a tentar rasgá-lo com as mãos. Toda a plateia do evento observa em choque, alguns riem, outros filmem com o celular, poucos seguem em silêncio. Henrique sobe ao palco e segura Abner, levantando-o do chão.

(HENRIQUE): – Vamos sair daqui, meu amigo, vem!

(ABNER): – Me solta, eu quero destruir esse telão maldito! – tentando se soltar.

(HENRIQUE): – O filme não vai mais ser exibido, para com isso! Quem quis expor você já conseguiu, não dê mais motivos! Vamos?

Abner se controla e segue chorando, mas sai do palco com Henrique. O coordenador do curso de Arquitetura sobe ao palco e faz um discurso, tentando concertar o fato, mas não adianta. Todos os professores, doutores, arquitetos e congressistas, pouco a pouco, vão embora do evento, demonstrando assim que o congresso que acabara de ser aberto, foi encerrado. Ao fundo, Gabriel ri de toda a situação, sentindo-se vitorioso por sua vingança.

CENA 02: UNIVERSIDADE FEDERAL DE BELO HORIZONTE, PRÉDIO DO CURSO DE ARQUITETURA, INTERIOR, MANHÃ.

Numa sala ao lado do palco, Abner está sentando num sofá, chorando enfurecido.

(HENRIQUE): – Bebe essa água, Abner. – entregando um copo.

(ABNER): – Não quero água, eu quero sumir!

(HENRIQUE): – Bebe, você precisa se acalmar, meu amigo!

(ABNER): – Não quero, que droga! – batendo na mão de Henrique e derrubando o copo no chão.

(HENRIQUE): – Meu amigo, você precisa esfriar a cabeça! Eu sei que o que aconteceu foi horrível, mas passou!

(ABNER): – Passou? Henrique, todo mundo desse congresso viu meu pai naquele filme pornô! Eu fui exposto, humilhado, vou virar chacota pra sempre! Que ódio! – ele dá um soco no sofá.

(HENRIQUE): – Eu entendo a sua revolta, mas você precisa esfriar a cabeça pra pensar quem pode ter feito isso. Alguém deletou a sua apresentação do notebook do congresso e colocou o arquivo do filme no lugar, foi proposital. Mas quem teve acesso a esse filme?

(ABNER): – Só você, eu e meu pai, ninguém mais. E óbvio que não suspeito de você nem do meu pai. – chorando compulsivamente. – Porque isso foi acontecer, cara? Eu queria morrer agora!

Henrique se comove, sente ao lado de Abner no sofá e o abraça, enquanto ele chora em seu ombro.

CENA 03: UNIVERSIDADE FEDERAL DE BELO HORIZONTE, PRÉDIO DO CURSO DE ARQUITETURA, EXTERIOR, MANHÃ.

Gabriel está caminhando próximo ao prédio, quando é abordado por Kelly.

(KELLY): – Foi você, não foi? Foi você né! Imbecil! – empurrando fortemente.

(GABRIEL): – Que foi, sua piranha, tá maluca é? – segurando seus braços.

(KELLY): – Não se faça de santinho porque não combina com seu perfil. – se soltando. – Admita, foi você quem colocou o filme pornô no notebook pra expor o Abner né?

(GABRIEL): – Eu não sei do que você tá falando…

(KELLY): – Claro que foi, você deve ter feito uma cópia do filme quando eu fui no teu apê te mostrar. Olha, isso que você fez com o Abner foi demais, não vai ficar assim! Eu vou contar tudo pra ele!

(GABRIEL): – Conta, sua cachorra, que eu vou adorar contar que eu tive acesso ao filme porque a vagabunda da namorada dele me mostrou! Conta que fui eu quem armou esse circo todo que eu conto que você não é essa boa moça que todo mundo pensa! Vai lá, Kelly, pode contar, mas não esqueça que tem o seu dedo sujo nessa história também.

(KELLY): – Ordinário! Se eu soubesse que você era tão imbecil assim, eu não teria aceitado ser tua amante. – cuspindo no rosto dele. – Vá pro inferno!

Gabriel limpa o rosto e Kelly volta ao prédio, furiosa consigo mesma. Ele vai embora do campus.

CENA 03: UNIVERSIDADE FEDERAL DE BELO HORIZONTE, PRÉDIO DO CURSO DE ARQUITETURA, INTERIOR, MANHÃ.

Abner está mais calmo, enquanto Henrique conversa com o coordenador do curso. Logo, Kelly e Jeniffer entram na sala.

(KELLY): – Oh meu amor, como você tá? – sentando ao lado de Abner no sofá e beijando seu rosto. – Que absurdo foi esse que aconteceu?

(ABNER): – Alguém sabotou meu trabalho pra me expor ao ridículo. Eu tô péssimo! – chorando.

(COORDENADOR): – O congresso acabou depois desse vexame. O nome da Universidade Federal de Belo Horizonte foi machado com esse filme pornográfico. Tem certeza que foi uma sabotagem, Abner?

(ABNER): – É claro que sim ou o senhor acha que eu ia mostrar um filme nojento desses na hora da apresentação do meu trabalho? Alguém deletou o arquivo do notebook e trocou pelo filme.

(COORDENADOR): – E vocês suspeitam de alguém?

(HENRIQUE): – Eu só conheço uma pessoa que detesta o Abner nesse curso, mas ele não teve acesso ao filme. Pelo menos, até onde eu sei, não.

(KELLY): – Tá falando do Gabriel né? Ai gente, ele tem implicância com o Abner, mas acho que não chegaria a esse ponto. – tentando disfarçar.

(ABNER): – O único jeito do Gabriel ter acesso a esse filme era através da Paola, que é mãe dele e amiga da minha mãe. Mas a Paola não é mau-caráter como o Gabriel, ela não teria sido cúmplice dessa sujeira.

(JENIFFER): – A não ser que o Gabriel tenha conseguido o filme por outra pessoa próxima a você, Abner. – olhando fixamente para Kelly, que disfarça.

(ABNER): – Vocês são as pessoas próximas a mim, depois da minha família, e eu não suspeito de ninguém daqui.

(COORDENADOR): – Bom, eu irei recorrer a todos os recursos possíveis para descobrir quem te sabotou, Abner. Essa pessoa destruiu o congresso, manchou o nome da universidade e deve ser severamente punida. Lamento pelo ocorrido, você é um ótimo estudante, não merecia isso. Vá para casa, qualquer notícia eu te aviso.

O coordenador sai da sala, ainda perplexo e revoltado com o ocorrido. Abner limpa as lágrimas e sai da sala, junto com Henrique. Quando Kelly vai sair, Jeniffer a segura pelo braço.

(JENIFFER): – Amiga, seja sincera: você tem alguma coisa a ver com isso?

(KELLY): – Tá maluca, é claro que não! – se soltando. – Que desconfiança besta é essa?

(JENIFFER): – Você e o Gabriel tiveram uma recaída, lembra? Será que você não mostrou ao Gabriel o filme pornográfico do pai do Abner?

(KELLY): – Na época da recaída, o Abner nem tinha brigado com o Tiago ainda por causa desse filme. Eu jamais seria capaz de espalhar uma coisa dessas, eu adoro o meu sogro!

(JENIFFER): – Seja como for, tá na cara que foi o Gabriel quem sabotou o Abner nesse congresso. Como ele conseguiu o filme?

(KELLY): – Se realmente for ele, você deve perguntar pra ele mesmo, não pra mim. Sua desconfiança me entristece, Jeniffer, pensei que nossa amizade tivesse mais confiança.

Kelly sai da sala e Jeniffer fica pensativa. Logo, ela liga para a casa de Marieta e conta do ocorrido.

CENA 04: CASA DE CÉLIA E TIAGO, QUARTO DO CASAL, INTERIOR, MANHÃ.

Marieta desliga o telefone após falar com Jeniffer e corre até o quarto de Célia e Tiago, que estavam dormindo, mas acordam com o chamado da idosa.

(CÉLIA): – O que foi, mamãe? Porque tá tão ansiosa?

(MARIETA): – Vocês não vão acreditar, mas o filme pornográfico do Tiago acabou de ser exibido num congresso na faculdade do Abner.

(TIAGO): – Como assim, minha sogra? – levantando da cama e se vestindo. – Como esse filme vazou? Só existia uma cópia aqui em casa!

(MARIETA): – Alguém deve ter pego essa cópia e agora vazou no congresso, o Abner está arrasado e os professores da universidade estão uma fera.

(CÉLIA): – Ai meu Deus, será que esse filme vazará na internet?

(TIAGO): – Não diga isso nem de brincadeira, Célia! Eu vou ao apartamento do Henrique, preciso falar com o Abner. Tenho medo de como serei recebido pelo meu filho depois das nossas brigas, mas não posso ficar imóvel.

Célia e Marieta compreendem e Tiago pega a chave do carro, saindo de casa apressadamente.

CENA 05: APARTAMENTO DE PAOLA, INTERIOR, MANHÃ.

Paola está tomando seu café da manhã e lendo jornal, quando a campainha toca. Ao olhar pelo olho mágico da porta, ela estranha ao ver apenas rosas vermelhas. Paola abre a porta e vê Rafael, segurando um ramalhete de flores e sorrindo.

(PAOLA): – Rafael, você está em Belo Horizonte em nem me avisou!

(RAFAEL): – Quis fazer uma surpresa. – ele entrega as flores. – Pra você. Gosta de rosas?

(PAOLA): – E quem não gosta? – ela cheira as flores. – São lindas, obrigada! Entra.

Rafael entra no apartamento e senta no sofá da sala. Paola arruma as flores em uma jarra e senta-se ao lado dele, em seguida.

(PAOLA): – E então, Rafael, como está seu doutorado no Rio de Janeiro?

(RAFAEL): – Muito bem, estou entrando no último ano. Nem acredito que no fim deste ano, terei o diploma de doutor em Direito.

(PAOLA): – Que bom, Rafael. Você é um homem muito inteligente, culto, simpático e sensível. Às vezes, eu me pergunto porque a gente sente tanto medo de expressar nossos sentimentos?

(RAFAEL): – Por que você diz isso?

(PAOLA): – Ah Rafael, nesses meses que nos aproximamos pelas redes sociais, nós conversamos coisas que agora eu me sinto travada em falar na sua frente. Mas você sabe o carinho que sinto por você, não sabe?

(RAFAEL): – Sei, mas eu não sinto só carinho por você. – ele põem sua mão sob a mão dela. – Acho que já demorei demais pra falar isso, mas eu estou apaixonado por você, Paola! Desde quando a gente era jovem, eu tinha atração por você, mas nunca fomos muito próximos, acabei reprimindo meus sentimentos. O tempo passou, nós nos reencontramos, e eu não quero mais deixar o tempo passar. – ele aproxima-se dela no sofá. – Paola, eu te amo! Quer namorar comigo?

(PAOLA): – E você ainda pergunta, Rafael? Depois de tudo o que conversamos pelas redes sociais, eu percebi que o que eu sentia por você lá no passado, ainda existe dentro de mim. Você me atrai como nenhum outro homem já me atraiu. – ela acaricia o rosto dele. – Como eu me arrependo de não ter dito há 16 anos atrás que eu te amava? Tive medo, dúvidas, mas hoje eu não sinto mais nada disso. Eu só sinto amor e claro que eu aceito o seu pedido, Rafael!

Rafael e Paola sorriem e, enfim, dão um beijo longo e apaixonado, selando o início de um relacionamento que tardou, mas persistiu e se concretizou.

CENA 06: MINAS SHOPPING, LAN HOUSE, INTERIOR, MANHÃ.

Gabriel está mexendo em um computador da lan house do shopping. Ele introduz seu pen drive no aparelho, abrindo os arquivos na tela. Logo, ele começa a pesquisar, discretamente, por sites e blogs de conteúdos adulto. Após escolher, ele começa a transferir de seu pen drive, as cenas em que Tiago atuou no filme pornográfico. Enquanto vê os arquivos sendo transferidos na tela do computador, Gabriel sorri.

(GABRIEL/pensando): – Pensou que o vexame do congresso seria o fim, tá muito enganado, Abner… Teu fim tá só começando, desgraçado!

Gabriel ri e, após alguns minutos, aparece uma mensagem na tela do computador avisando que a transferência de dados foi concluída com sucesso. A partir daquele instante, o filme pornô de Tiago estava vazado na internet, para o mundo inteiro assistir.

CENA 07: APARTAMENTO DE HENRIQUE, INTERIOR, MANHÃ.

Kelly está sentada no sofá, com Abner deitado sua cabeça em seu colo, fazendo cafuné no namorado.

(KELLY): – Isso vai passar, meu amor, relaxa…

(ABNER): – Como você ainda me aguenta? Diante tudo o que aconteceu, eu virei um chato.

(KELLY): – Não te acho chato, pelo contrário, eu te amo muito e estarei do seu lado sempre. – ela beija o rosto dele. – E seu pai?

(ABNER): – Não sei e não quero saber, dele eu só quero distância.

Kelly fica surpresa e se cala, seguindo fazendo cafuné em Abner. A campainha do apartamento toca e Henrique, que estava em seu quarto, vai atender. Era Tiago, que entra aflito. Ao ver o pai, Abner levanta-se do sofá e o encara.

(TIAGO): – Eu já sei o que aconteceu, Abner. Eu sinto muito.

(ABNER): – É, agora é tarde. Satisfeito com a minha humilhação pública?

(TIAGO): – Como você pode achar que eu vou ficar satisfeito vendo o meu filho nesse estado após uma sabotagem?

(ABNER): – Não me chama de filho! – gritando.

(KELLY): – Que isso, Abner, pega leve, ele é seu pai! – levantando do sofá.

(ABNER): – Esse homem não é mais meu pai depois do que ele fez.

(HENRIQUE): – Abner, não seja tão cruel. Se você se sente humilhado, imagina seu pai? Foi a imagem do Tiago que foi exibida naquele telão pro congresso inteiro assistir, mas eles nem imaginam o motivo que ele fez o filme.

(KELLY): – E qual foi o motivo, meu sogro? Desculpe a indiscrição…

(TIAGO): – O Abner não te disse? Isso você não fala, não é, seu ingrato! Eu fiz o filme pornô pra pagar a cirurgia no coração do Abner, foi graças ao filme que seu namorado está vivo hoje. Eu vendi meu corpo pra salvar a vida do meu filho.

(ABNER): – Você sempre com seu drama, porque não faz um teste pra entrar na Rede Globo?

(HENRIQUE): – Você tá sendo infantil, meu amigo, para com isso!

(ABNER): – Tá do lado desse cretino agora, Henrique? Você é meu amigo, tem que estar do meu lado!

(HENRIQUE): – Eu vou estar do seu lado quando você estiver certo e eu não acho certo a forma como você trata o seu pai.

(TIAGO): – Deixa ele, Henrique, eu fui um idiota mesmo em ter vindo até aqui. Quando soube do que aconteceu, eu fiquei desesperado imaginando como você estava se sentindo. Eu vim até aqui pra te ajudar, Abner, pra te dar apoio e afeto. Eu pensei que com o tempo, você fosse mudar de visão sobre mim e entender a minha atitude, mas é inútil. – uma lágrima escorre e ele limpa. – Você é meu filho, queira ou não, é meu filho e eu vou te amar pra sempre. Mas jamais eu vou aceitar seu desprezo.

(ABNER): – Pois vá embora se não gostou da recepção, você não faz a menor falta na minha vida. – uma lágrima escorre e ele limpa.

(HENRIQUE): – O apê é meu e o Tiago é bem-vindo aqui. Pode voltar sempre que quiser, eu tenho muita estima por você.

Tiago fica em silêncio, cabisbaixo, enquanto é encarado por Abner, seriamente. O celular de Kelly vibra e ela retira do bolso da calça, ficando chocado ao ver o conteúdo da imagem.

(KELLY): – Meu Deus do céu, vocês não vão acreditar! O filme do Tiago vazou na internet! Um colega da facul me enviou por mensagem, tô pasma!

(TIAGO): – O quê? Mas que raiva!

(ABNER): – Tem certeza, Kelly? – ele pega o celular e acessa o link da mensagem, que abre num site pornô com o filme de Tiago. – Quem foi o desgraçado que publicou o vídeo! Eu vou matar essa pessoa quando descobrir! – ele joga o celular no chão, estraçalhando.

(KELLY): – Meu amor, você quebrou meu celular que eu nem terminei de pagar as prestações! Tá maluco hein?

(ABNER): – Desculpa, meu amor, eu tô descontrolado… – ele se aproxima de Tiago. – Pronto, agora o mundo inteiro já pode assistir a sua vergonha. A partir de hoje, nós não teremos mais sossego na vida, todo mundo já sabe do seu passado.

(TIAGO): – Eu sempre tive medo que esse dia chegasse, que isso fosse acontecer, porque eu sei a sociedade preconceituosa que nós vivemos, sei a forma como as pessoas veem os atores pornográficos e não queria ser visto dessa forma. Só que o que eu não podia imaginar é que o meu próprio filho me visse com preconceito.

(ABNER): – Quer que eu te veja como hein? Um herói? – rindo.

(TIAGO): – Não, eu só queria que você me visse como pai. E me dói saber que você não vê mais assim por causa do meu sacrifício pela sua vida. Quando você superar a sua arrogância, tenta buscar o amor dentro do seu coração. Se existir um mínimo de amor que seja, me procure. Se não, eu só vou lamentar pela arrogância ter matado todo o amor que existia dentro de você.

Abner fica tocado e mexido pelas palavras de Tiago e começa a chorar, sentando no sofá em seguida. Henrique e Kelly estão em silêncio, chocados com o conflito familiar. Tiago deixa uma lágrima escorrer, mas logo a limpa e se despede de Henrique e Kelly, indo embora do apartamento. Kelly senta ao lado de Abner e acaricia seus cabelos, enquanto ele chora compulsivamente.

(ABNER): – Minha vida acabou! Agora com esse filme vazado, é o meu fim!

(KELLY): – Não diga isso, Abner, você é jovem, tem uma vida longa pela frente! Você precisa se entender com o seu pai, eu morri de pena dele hoje…

(ABNER): – Tá com peninha dele é? Então vai embora daqui você também! – gritando.

(KELLY): – Que isso, Abner? Eu tô querendo te ajudar e você me trata com grosseira? – levantando do sofá. – Pois fique aí remoendo a sua arrogância. Como o Tiago disse, você tem tanta arrogância dentro de si que é capaz do seu amor morrer. Tchau!

Kelly pega a bolsa e vai embora do apartamento. Henrique observa Abner chorando desesperadamente e fica imóvel.

(HENRIQUE): – Oh meu amigo, o que você tá fazendo da sua vida hein? Olha pra você…

(ABNER): – Por favor, Henrique, não me abandona! Todo mundo me abandonou, eu só tenho você e a Kelly! Quer dizer, agora só você, a Kelly já perdeu a paciência. – chorando.

(HENRIQUE): – Será que você não percebeu ainda que ninguém te abandonou, foi você que abandonou as pessoas? Você rompeu com seu pai, sua mãe, mal fala com sua avó, seu tio voltou de viagem e vocês nem se falaram… Todos tentaram reatar e você negou. Se existe alguém abandonado nessa situação, é sua família, não você. – ele se aproxima e toca seu ombro, ambos se encaram. – Eu sou teu amigo e vou apoiar, mas eu nunca vou concordar quando você estiver errado só porque somos amigos.

Abner chora e Henrique se afasta, deixando-o sozinho na sala, em sua crise existencial.

CENA 08: AVENIDA AFONSO PENA, EXTERIOR, MANHÃ.

Tiago dirige seu carro pela avenida, visivelmente transtornado pela discussão com Abner. Seus olhos, inundados de lágrimas, dificultam sua visão para dirigir.

(TIAGO/pensando): – Meu Deus, como será minha vida agora que o filme vazou na internet? Será que vão me apontar o dedo na rua? Será que minha lanchonete vai deixar de ter clientes? Porque isso está acontecendo comigo? O que eu fiz pra merecer essa exposição pública?

Tiago chora e dirige, muito nervoso. Ele soa frio, está com a respiração ofegante, quase bate seu carro em outros veículos e por pouco não atropela pedestres. As lembranças de Tiago no filme pornográfico e de Abner entre a vida e a morte no hospital começam a atormentá-lo enquanto dirige e, sem forças, ele estaciona o carro no acostamento e encosta a cabeça no volante, chorando compulsivamente.

CENA 09: CASA DE CÉLIA E TIAGO, QUARTO DE MARIETA, INTERIOR, TARDE.

Jeniffer foi visitar Marieta e ambas conversam no quarto.

(MARIETA): – E então, querida, como está nossa investigação sobre a Kelly?

(JENIFFER): – Tá bem. Eu já segui a Kelly algumas vezes a noite e ela costuma ir muito em boates e motéis.

(MARIETA): – Vagabunda! Eu sabia que ela traía o Abner. Nós precisamos desmascará-la. Tem alguma ideia, Jeniffer?

(JENIFFER): – Tenho! Eu pensei em mostrar alguma foto ou vídeo, mas a Kelly pode dizer que é montagem. Acho que o melhor a se fazer, é um flagrante. Temos que levar o Abner no local onde a Kelly for o trair.

(MARIETA): – Você tem razão, do jeito que a Kelly é ordinária, é óbvio que ela vai manipular o Abner contra uma imagem. Mas contra um flagrante, não há o que negar!

(JENIFFER): – Ah, mas eu preciso lhe contar uma coisa. Não sei se a senhora já sabe, mas o filme do Tiago vazou na internet.

(MARIETA): – Virgem Santíssima! Eu sabia que tinha vazado no congresso, mas na internet também? Coitado do meu genro, deve estar destruído.

(JENIFFER): – Eu só consigo suspeitar de uma pessoa para ter vazado o filme no congresso e na internet: o Gabriel. Ele odeia o Abner, só pode ter sido ele!

(MARIETA): – Mas como o Gabriel conseguiu o filme? Só havia uma cópia e estava aqui em casa.

(JENIFFER): – Pois então, siga meu raciocínio: a Kelly teve uma recaída com Gabriel, ela me confessou. Só que eu duvido que seja apenas uma recaída, eu acho que eles foram amantes mesmo. A Kelly pode ter roubado esse filme durante uma visita a sua casa e entregou ao Gabriel.

(MARIETA): – Mas que rameira! Será que ela seria capaz de algo tão baixo?

(JENIFFER): – Acho que a Kelly não seria capaz de vazar o filme, no fundo eu acredito que ela gosta do Abner e tem respeito pelo Tiago, mas o Gabriel pode ter se aproveitado da situação e utilizado o filme contra o Abner.

(MARIETA): – Se a Kelly gostasse do meu neto, ela não faria o que faz, ela é uma vadia! Gostar de alguém é amar, respeitar, ser leal. Você é tudo isso, Jeniffer, sem ser namorada do Abner. Você o ama, o respeita e é tão leal que está indo contra sua amizade com a Kelly por lealdade ao seu sentimento pelo meu neto. – ela segura nas mãos da jovem. – Obrigado por tudo, querida!

(JENIFFER): – De nada, Dona Marieta. Nós vamos desmascarar a Kelly, custe o que custar!

Marieta sorri e Jeniffer se despede da idosa, indo embora da casa.

CENA 10: LANCHONETE, INTERIOR, TARDE.

Célia está atendendo os clientes de sua lanchonete, um pouco nervosa pela demora de Tiago. Logo, dois jovens começar a rir enquanto assistem um vídeo no celular. Eles olham para Célia e olham para o vídeo, e riem. Célia percebe e sente-se desconfortável, mas ignora. Porém, a atitude repetitiva dos jovens a irrita e ela aproxima-se da mesa deles, vestindo um avental da lanchonete.

(CÉLIA): – Pois não, garotos, algum problema? O lanche não está bom?

(JOVEM 1): – Tá bom sim… – rindo.

(JOVEM 2): – Teu marido não vai trabalhar hoje não? – disfarçando o riso.

(CÉLIA): – Daqui a pouco ele chega. Porquê? – intrigada.

(JOVEM 2): – É que a gente queria saber se a bunda dele tá no cardápio da lanchonete.

Célia fica chocada e os dois jovens começam a rir sem parar, enquanto o vídeo segue sendo exibido no celular. Ela olha para a tela do celular e percebe ser o filme pornográfico de Tiago.

(CÉLIA): – Vocês deviam ter mais respeito!

(JOVEM 1): – Respeito com aquela bichona do seu marido? Que mundo é esse, cara… A mulher permite que o marido faça sexo com outro homem num filme pornô pra internet e ainda pede respeito. – ele fica em pé. – Você é uma vadia, isso sim! Você e teu marido são dois lixos, não prestam, não valem nada!

(CÉLIA): – Cala essa boca, seu idiota! – dando uma bofetada. – Sai daqui! Saiam da minha lanchonete! – quase chorando.

(JOVEM 1): – Esse tapa vai lhe custar caro, sua rameira. – ele pega uma cadeira e joga sob o balcão de atendimento, quebrando o vidro e vários objetos. – Avisa pra bicha do Tiago que ele vai morrer pobre porque ninguém mais vai pisar nessa lanchonete imunda.

(CÉLIA): – Vão embora daqui, saiam logo! – empurrando os dois.

Os jovens vão embora da lanchonete, rindo. Célia senta numa cadeira, tira o avental e chora, enquanto observa o estrago feito no balcão.

(CÉLIA/pensando): – O filme vazou… A perseguição começou… Ai meu Deus, o que será da minha família agora?

Célia segue chorando em silêncio. É quando Tiago chega e observa a lanchonete quebrada e sua esposa chorando. Eles se olham fixamente e correm um até o outro, dando um forte abraço.

(TIAGO): – O que aconteceu aqui, meu amor?

(CÉLIA): – Teu filme tá na internet, Tiago, e já vieram aqui debochar e nos humilhar.

(TIAGO): – Santo Deus… Isso não pode ficar assim, nós precisamos reagir. – eles se afastam. – Eu vou conversar com o Rafael, afinal meu irmão é advogado e nós vamos punir quem publicou esse filme na internet. Eu posso ser humilhado publicamente, mas quem me expôs desse jeito não ficará impune. Eu juro!

Célia concorda e abraça Tiago novamente. E ambos ficam no meio da lanchonete vazia e quebrada, abraçados e chorando, diante do novo drama.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Jeniffer e Marieta desmascaram Kelly para Abner.

Resultado da Enquete

Você acha correto Jeniffer ajudar Marieta a desmascarar Kelly, mesmo ambas sendo amigas?

Concordo, Jeniffer tem que desmascarar Kelly mesmo sendo amigas, eu faria o mesmo se soubesse que alguém está sendo enganado pela minha amiga (o). = 70%
Discordo, Jeniffer não devia se envolver nos problemas familiares de Abner, eu ficaria omisso numa situação assim e não trairia minha amizade. = 22%
Imparcial, ainda não me posicionei sobre a ação de Jeniffer e não sei como agiria numa situação parecida. = 7%

67 thoughts on “O Preço da Vida – Capítulo 12 (últimos capítulos)

  1. Airton, eu tiro o chapéu pra você cara. Me emocionei com todas as cenas. Acompanhei Destinos Cruzados e achei a sua melhor web. Mas O Preço da Vida já a superou em todos os sentidos na minha opinião. É preciso muita inspiração para escrever uma web tão perfeita como essa. Você é o cara, dono do horário das 22h. Parabéns pelo capítulo, que chegue 2ª feira logo.

    Curtido por 2 pessoas

    • Ai meu Deus, Júlio, tô emocionado aqui com seu comentário! Gente, nem sei o que responder! Olha cara, muito obrigado mesmo, fico muito satisfeito em saber que meu trabalho possui essa recepção. Agradeço por dedicar seu tempo a minha humilde trama e espero que o desfecho lhe agrade! Não perca segunda-feira, será um capítulo bombástico! 😀

      Curtir

  2. E vaza pra todos que o Tiago é uma bicha ,risos
    Marieta e Jeniffer tão parecendo Odete e Fatima,risos,
    Rafael vai fuder a Paola,risos
    Gabriel vai matar Rafael,risos
    Paola vai matar o Gabriel,risos
    Kelly vira prostituta,risos
    Tiago se mata,risos
    Abner faiz um filme porno pra salvar a vida da Kelly,risos
    Parabéns Airton,risos

    Curtido por 2 pessoas

  3. Parabéns, bom capítulo.
    Muito triste ver o sofrimento de Abner e sua família. Gabriel foi cruel demais,o expôs no congresso e na internet. Que trama complicada, complexa. Entendo a vergonha que Abner tá sentindo, compreendo e aceito o filme que Tiago fez. Não aceito a atitude de Abner com seu pai. Cada momento surgem novos empecilhos nessa conflituosa trama familiar.
    Kelly vai ser desmascarada, adoro!!!
    Estou curioso para saber como você Airton vai desenvolver essa trama.
    Reflexão, é o que fizemos ao ler essa web. Vários dilemas a serem refletidos.

    Curtido por 1 pessoa

    • Gabriel foi cruel e qual seu motivo? Inveja! Sua inveja por Abner é tanta que ele semeou mais discórdia na família dele divulgando o filme no congresso e na internet. E sim, chegou o grande momento de Kelly ser desmascarada, segunda prepares-se para cenas bombásticas! Que bom que minha web te faz refletir, Gremista, é essa a intenção! Obrigado pela participação! 😀

      Curtir

  4. Tanto o Abner quanto o Tiago estão precisando de um psicólogo. Abner, pra ver se para de ser tão babaca… e Tiago, porque vai ser MUITO difícil ele aguentar essa barra, agora que o filme vazou. A vida do Tiago vai virar um inferno.

    Parabéns pelo capítulo!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Me atualizei e estou aqui!

    Meu Deus, são muitas tragédias pra um capítulo – e uma família – só! Coitado do Abner, fiquei muito triste por ele, certamente isso foi um golpe baixo que o atingiu em cheio! Agora Kelly se sente arrependida, mas não dá mais pra voltar atrás, infelizmente… Geralmente gosto dos vilões, mas esse Gabriel está me dando nos nervos! Dele realmente sinto raiva! E ainda pra piorar o filme foi parar na internet, os problemas parecem estar longe de acabar… Bom, Airton, ando ocupado esses dias, mas espero estar aqui nessa sua reta final. Parabéns ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Ai querido, você conseguiu se atualizar, tô emocionado! Realmente, as tragédias nessa família não são pequenas, quando as coisas parecem se abrandar, vem o Gabriel e põe mais lenha na fogueira. E segunda, as coisas vão piorar, com Kelly desmascarada. Na vida de Abner e Tiago, é uma bomba atrás da outra, e a relação de pai e filho que já era prejudicada, fica ainda mais. Muito obrigado pelas opiniões, Bruno, te espero nessa reta-final! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  6. Sei lá, o Gabriel tem de tudo para ser morto misteriosamente, mas por enquanto isso tá tão improvável, por mais que haja suspeitos em potencial, como o Abner, a Kelly, o Tiago, a Célia e o Henrique. Acho que esse recurso não vai ser utilizado em O Preço da Vida, prefiro apostar no Gabriel se arrependendo e tentando consertar a merda que ele fez…

    Curtido por 1 pessoa

    • Gabriel é movido pela inveja por Abner, esse sentimento o cegou tanto que ele foi capaz de expor o Tiago para atingir o Abner. Mas seria ele capaz de se arrepender? Ou esse inveja só tende a aumentar? E porque essa inveja? Muitas perguntas, em breve todas solucionadas, pois faltam 4 capítulos! Obrigado pelas opiniões, Glay! 😀

      Curtido por 1 pessoa

  7. Chocado com a revolta do Abner, mas deve ter sido horrível ele ter visto essa exposição de seu pai. Kelly não tem nem vergonha na cara de se fazer de vítima, ridícula. Muito triste de ver a situação dessa família, O quê parecia ruim piorou com o vazamento do filme. Qual a razão de tanto ódio do Gabriel, não tem como uma pessoa fazer tudo isso se não for por muito ódio.
    Sinceramente quase chorei com a conversa do Tiago e Abner, muito triste ver como acabou a amizade de pai e filho, Abner está sendo muito ingrato e está afastando todos de perto dele. Marieta não gosta da Kelly mesmo, mas falar que ela não sente nada pelo o Abner ela está mentindo, apesar de tudo ela sente algo por ele, isso é amor reprimido. Só observo o clima entre Jeniffer e Marieta ❤ . Tiago vendo sua vida sendo destruida por causa de um ato de amor, mas esse foi o preço da vida de seu filho e apesar de tudo valeu apena salvar a vida do filho.
    Parabéns, Airton! ❤

    Curtido por 1 pessoa

  8. Eis que finalmente o filme do Tiago foi vazado na internet (gostei da ideia do Glay da morte misteriosa de Gabriel), acho que o Gabriel não consegue se arrepender, e sobre a inveja não posso acreditar que exista algo maior do que já foi apresentado. Será que ele ama o Abner também (Alô Alô Mil Acasos?).
    Celia e Tiago vivendo um verdadeiro drama, muito intensa as cenas, e também muito bem desenvolvidas.
    (E quem não riu da Kelly tendo seu celular quebrado kkkkkk).
    Meus parabéns.
    Desta vez sofri demais com o spoiler do próximo capítulo, apenas sentir, que venham as emoções finais do luxo.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Só consegui aparecer agora! 😦
    Essas Olimpíadas estão me deixando sem tempo Kkkkkk

    Parabéns, Airton!!
    Capítulo maravilhoso como sempre!

    Sofri com a rainha hoje HAHAHAHAHAHA
    (KELLY): – Meu amor, você quebrou meu celular que eu nem terminei de pagar as prestações! Tá maluco hein?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s