Troia – Episódio 0 (resumão da 1ª temporada)

Troia

RESUMÃO DA PRIMEIRA TEMPORADA DE “TROIA”

Páris

A vida de Páris sempre foi marcada por grandes reviravoltas. Tudo começou quando ele era apenas um bebê pois seus irmãos, Cassandra e Heleno, profetizaram que ele destruiria Troia, obirgando Hécuba e Príamo, seus pais e reis de Troia, o entregasse a um servo, para que ele fosse criado bem longe da cidade, impedindo que a profecia se cumprisse.

(…)

CASSANDRA — A voz disse que Páris só trará morte.

HELENO — Nós também vimos o bebê sentado no meio da cidade destruída, segurando uma espada.

HÉCUBA — Vocês não estão bem!

CASSANDRA (GRITANDO) — Páris vai nos matar!

(…)

Hécuba entrega o bebê para Jacinto e se ajoelha, cobrindo o rosto com a túnica, enquanto chorava. Príamo vai até ela e abraça.

PRÍAMO — Vá, Jacinto! Não torne tudo isso ainda mais doloroso!

JACINTO — Como quiser, poderoso rei Príamo!

Jacinto sai da sala e Príamo solta um grande grito de raiva e dor, como se tivesse sido atingido por uma lança.

(…)

Após muitos anos, Páris teve uma difícil missão, escolher entre Hera, Atena e Afrodite qual era a mais bela, escolhendo a última, que lhe ofereceu a mais bela mortal.

(…)

Hermes sorri, enquanto Páris, confuso, encarava as deusas.

PÁRIS — Já tenho uma escolhida!

As deusas se aproximam, confiantes e sorridentes.

PÁRIS — Me perdoem as outras duas, mas eu entrego a maçã à Afrodite.

Afrodite sorri, enquanto segura a maçã triunfantemente.

(…)

Páris então descobre, por meio de uma visão de sua amiga, a ninfa Enone, que  era filho de Hécuba e Príamo.

Contrariando a ninfa, Páris segue para Troia e finalmente é aceito como príncipe.

(…)

PRÍAMO — O poderoso deus Apolo, por meio de Heleno, nos revelou que sim, Páris é nosso filho!

Hécuba não se contém, e chorando abraça o rapaz, que retribui o abraço calorosamente.

HÉCUBA (CHORANDO) —Não sabe o quanto eu sofri, meu maior sonho era te reencontrar! Páris, me perdoe por tudo que sofreu por minha culpa.

Páris não se controla e começa a chorar.

PÁRIS (CHORANDO) — Não existe nada a ser perdoado, minha mãe!

(…)

Anos se passam, até que em uma viagem diplomática a Esparta, ele conhece e bela rainha dali, Helena. Com o tempo os dois acabam se apaixonando, chegando ao ápice com a ida de ambos para Troia.

(…)

PÁRIS — Vá direto para o meu quarto quando chegar, é o primeiro do corredor principal, a porta está aberta.

HELENA — Sim, você já me disse o que devo fazer muitíssimas vezes.

Páris sorri.

PÁRIS — Não esqueça de esconder o máximo possível o rosto com o lenço, ou alguém poderá ver que não se trata de um homem e sim de uma mulher. Eu tenho que esperar por meu irmão aqui fora.

HELENA — Então… estou pronta!

Helena começa a entrar no navio, escondendo o rosto com o lenço da própia túnica.

(…)

Helena

Antes de se tornar a polêmica Helena de Troia, ela se casou com Menelau, um dos herdeiros de Micenas. Com a morte de Tíndaro, seu pai e rei de Esparta, Helena e Menelau se tornam os soberanos dali.

(…)

Leda sorri ao olhar para o trono, onde ela e seu marido passavam grande parte do dia.

LEDA — Agora precisamos de um novo rei, Esparta não pode ficar sem alguém para governar.

Helena e Menelau trocam olhares.

HELENA — Espera… acabo de entender… eu e meu marido…/

LEDA — Sim, vocês são, a partir de agora, os reis de Esparta!

(…)

Quando Páris chega em Esparta, a promessa de Afrodite se cumpre e a mortal mais bela, no caso Helena, está apaixonada por ele, sendo capaz de ir para Troia, deixando toda a família para trás. Enquanto as histórias de Páris e Helena se desenrolavam, outras também aconteciam paralelamente, entre elas podemos listar.

Aquiles: Filho de Peleu e Tétis, Aquiles sempre foi uma pessoa importante, até mesmo antes de nascer. Enquanto Tétis estava grávida, ela recebeu uma profecia na qual dizia que Aquiles lutaria em uma grande guerra.

Assim que o menino nasceu ela na~opensou duas vezes e o mergilhou no Estige, o tornando invencível em qualquer batalha.

Mesmo invencível, agora já adulto, Aquiles se regugiou em Esquiro, se vestindo de mulher e vivendo como dama de companhia de Deidamia, tudo isso para fugir da guerra.

Acontece que logo a princesa Deidamia descobriu a real identidade de sua dama, revelando assim uma forte e recípocra paixão.

Cassandra: Filha de Príamo e Hécuba, assim como o irmão Heleno, ganhou o dom da profecia. Por alguns anos todos respeitavam e acreditavam em suas palavras, mas logo tudo isso mudou, por conta do deus Apolo, já que a princesa se recusou a transar com o deus. Como punição, ninguém mais acreditaria nas profecias da princesa, chegando a chamá-la de louca.

Creusa: Também filha de Príamo e Hécuba, sendo a segunda na linha de sucessores, atrás apenas de Heitor, o primogênito.

Viu na dificuldade em engravidar de Andrômaca, esposa de Heitor, a chance de colocar um filho, ou até ela mesma e o marido Eneias no trono de Troia.

Para dificultar ainda mais as chances de Andrômaca e Heitor se tornarem pais, ela passou a envenenar a cunhada com uma poção roubada da sala do principal sacerdote troiano, Criseis.

Não percam…

Uma história de ódio e vingança!!!

CLITEMNESTRA — Agamenon foi o responsável pela minha transformação, ele me transformou no que sou hoje ao mostrar sua verdadeira face. Mas eu irei me vingar, irei destruir tudo aquilo que ele mais ama, tudo aquilo que me liga à ele e mais, ele mesmo. Eu vou matar Agamenon!

LEDA — Não acredito no que estou vivendo estou vendo minha família ser destruída por um jovem príncipe mimado, Páris.

CREUSA — Andrômaca, me desculpe, mas eu darei a luz ao futuro rei de Troia. Serei capaz de tudo para impedir que você seja mãe de um filho de Heitor!

A guerra está chegando e se depender de Menelau, os troianos serão destruídos.

MENELAU — Aqueles que aceitei em minha casa, tratei como irmãos, me traíram. Isso não vai ficar assim, eu vou destruir Páris e todos aqueles que o rodeiam, Troia cairá aos meus pés!

O amor poderá sobreviver em tempos tão difíceis?

PÁTROCLO — Nunca senti isso por ninguém, mas meu coração acelera cada vez que vejo meu melhor amigo, Aquiles. Seremos companheiro de guerra e eu serei capaz de tudo para protegê-lo, até mesmo dar a minha vida! Eu… te amo, Aquiles!

PENÉLOPE — O meu amor será colocado a prova inúmeras vezes, Odisseu, mas eu nunca irei me esquecer de você, nem de todos os momentos bons que vivemos, ainda mais agora, que finalmente estou grávida! Eu esperarei o tempo que for , fugirei de todos os pretendente, tudo isso por você!

HELENA — Não tenho culpa da guerra, eu apenas fiz o que meu coração pedia. Encontrei meu grande amor, minha alma gêmea, Páris me completa, não poderia perdê-lo…/

HÉCUBA — Se depender de mim Helena volta para Esparta. Uma vadia que não mediu as consequências de seus atos. Ela é meu filho não podem viver juntos, ela irá destruir a vida dele, eu tenho certeza disso!

tv_mix_logo

5 thoughts on “Troia – Episódio 0 (resumão da 1ª temporada)

  1. Um ótimo resumo! Curto e de ótima leitura e compreensão!
    Parabéns!
    Desejo sucesso e boa-sorte nessa 2ª temporada de Troia!
    #. ❤ 😀 ❤

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s