O Preço da Vida – Capítulo 14 (antepenúltimo capítulo)

O Preço da Vida (logo)

14-anos

CENA 01: APARTAMENTO DE HENRIQUE, INTERIOR, NOITE.

Após ser desmascarada por Abner, Kelly revela para Jeniffer que destruía todos seus relacionamentos.

(KELLY): – Você me procurava pra me contar que tinha começado um namoro, ficava me contado tudo do cara, do que ele gostava e do que ele não gostava, do que ele queria que você fizesse… – rindo. – Imbecil, você jogava isca pra pessoa errada! Eu aproveitava todas as informações e seduzia teus namorados! Todos ficaram comigo, todos! – ela começa a gritar. – Chifruda! Otária!

Jeniffer se enfurece e dá uma bofetada no rosto de Kelly, que se apoia na mesa. Logo, Jeniffer segura nos cabelos de Kelly e começa a puxar com muita força, arrastando a falsa amiga por todos os lados da sala do apartamento. Abner e Henrique assistem tudo, apavorados e imóveis. De repente, Jeniffer dá uma rasteira em Kelly, que cai. Jeniffer senta em cima de Kelly e começa a desferir várias bofetadas em sequência.

(JENIFFER): – Toma, sua vagabunda! – batendo. – Toma o que você merece, sua maldita! – batendo. – Eu te odeio!

Jeniffer continua a dar tapas no rosto de Kelly, enquanto ela grita furiosa e tenta se soltar, inutilmente.

(KELLY): – Me solta, sua cachorra, que eu te arrebento no meio! – gritando.

(JENIFFER): – Cala boca, sua vaca! – bofetada. – Eu tive dúvidas em ajudar a Dona Marieta a te desmascarar por causa da nossa amizade, mas eu fiz bem porque você não merece nenhum sentimento além do meu desprezo, sua ordinária! – bofetada.

Abner se aproxima de Jeniffer e a tira de cima de Kelly, afastando-a da namorada. Kelly fica jogada no chão, com o rosto sangrando e cheio de hematomas, tentando se levantar com dificuldades. Henrique, Abner e Jeniffer observam com indiferença.

(KELLY): – Ninguém vai me ajudar a levantar não? – se apoiando na mesa pra levantar. – Bando de otários! Vocês vão se arrepender disso…

Kelly consegue ficar em pé, com muita dor, e encera fixamente Abner e Jeniffer.

(ABNER): – Vá embora, Kelly. Finja que eu não existo. Nossa história acabou por aqui.

(KELLY): – Se você quer assim, tudo bem, eu não vou insistir. Fique aí com seu conceito retrógrado de namoro e fidelidade, que eu vou viver loucamente porque meu sangue ferve nas veias e eu não vou mudar nunca por homem nenhum!

(ABNER): – É uma vagabunda mesmo…

(KELLY): – Sou vagabunda sim, adoro! Qual é o problema? Vou ser vagabunda até morrer e foda-se o mundo! – rindo e pegando sua bolsa. – Se vocês fossem espertos, aproveitavam que tão os três juntos e faziam uma suruba, mas vocês são tão certinhos e metódicos que nunca vão se permitir sentir um prazer desse nível. – gargalhando. – Tchauzinho, seus merdas!

Kelly caminha com dificuldade até a porta e Henrique abre. Ela o encara e atira um beijo no ar, enquanto ele ignora. Após ela sair, ele fecha a porta e os três sentam no sofá, exaustos após a noite que passaram.

CENA 02: LANCHONETE, INTERIOR, MANHÃ.

Célia e Tiago estão sentados atrás do balcão de atendimento, nitidamente entediados. Há horas a lanchonete abriu e nenhum cliente apareceu. Eles veem o fluxo grande de pedestres na calçada em frente a lanchonete, mas ninguém entra no estabelecimento.

(CÉLIA): – Ai Tiago, tô ficando cada vez mais preocupada com o futuro da lanchonete. Desde que o filme vazou, a cada dia que passa, é menos clientes que aparecem.

(TIAGO): – A situação tá crítica, meu amor, se isso persistir pelos próximos dias, vamos ter que fechar a lanchonete. – cabisbaixo.

(CÉLIA): – Fechar? Mas a gente lutou tanto pra conseguir abrir nosso próprio negócio, não é justo!

(TIAGO): – E quando a vida foi justa com a nossa família, Célia? Quando? Acho que essa história de carma que os Espíritas tanto falam, é verdade. Nosso carma é sofrer. Eu não tenho mais esperanças do futuro, meu amor…

Célia fica com pena da descrença do marido, que a encara com ternura. É quando, de repente, uma pedra atinge sua testa, que começa a sangrar imediatamente. Célia se apavora e olha para fora da lanchonete, vendo um rapaz na porta, encarando-os.

(CÉLIA): – Tá maluco? Porque você fez isso? Eu vou chamar a polícia! – gritando.

(RAPAZ): – Chama o hospício pra internar vocês dois, seus loucos! Teu marido devia ter vergonha de sair de casa depois do que ele fez!

(TIAGO): – Some daqui antes que eu te dê uma surra, seu idiota! Você não sabe nada da minha vida! – gritando.

(RAPAZ): – Todo mundo já tá sabendo do filme e não quer ficar perto de você, ninguém quer se contaminar comendo aqui, vá que você tenha pego uma doença fazendo o filme e passe pros alimentos?

Tiago se irrita e sai de trás do balcão, indo até o rapaz. Porém, ele foge, correndo sem parar, enquanto Tiago o segue por alguns metros, mas para ao perdê-lo de vista em meio à multidão. Logo, Célia aparece e segura sua mão.

(CÉLIA): – Vem Tiago, vamos fazer um curativo, sua testa tá sangrando muito!

Tiago fica cabisbaixo e se controla pra não chorar, retornando a lanchonete com Célia, completamente humilhado.

CENA 03: UNIVERSIDADE FEDERAL DE BELO HORIZONTE, PRÉDIO DO CURSO DE ARQUITETURA, SALA DO COORDENADOR, INTERIOR, MANHÃ.

Gabriel está sentando em frente à mesa do coordenador do curso de Arquitetura da UFBH, pois recebeu uma convocação por e-mail.

(GABRIEL): – Bom dia, professor. Assim que recebi seu e-mail, vim o mais depressa possível. O que houve?

(COORDENADOR): – Nós temos uma pendência a resolver, Gabriel. Eu vou lhe mostrar algumas imagens e quero sua opinião.

Gabriel fica intrigado e o professor aperta um botão em seu computador, iniciando a exibição de um vídeo na tela. Naquele momento, o jovem fica chocado ao ver as imagens de uma câmera de segurança em que mostram ele entrando na sala da coordenação do congresso com um pen drive nas mãos e saindo minutos depois. Gabriel tenta disfarçar a tensão, enquanto é encarado pelo professor.

(COORDENADOR): – E então, o que me diz?

(GABRIEL): – Não sei… Porque o senhor me mostrou esse vídeo? Quem é a pessoa? – suando frio.

(COORDENADOR): – Não se reconheceu no vídeo, Gabriel? Mas é tão nítido…

(GABRIEL): – Eu? Não sou eu não! Eu nunca entrei nessa sala e a imagem tá desfocada, não dá pra saber quem é!

(COORDENADOR): – Gabriel, não adianta negar. Nós conseguimos as imagens dessa câmera de segurança do corredor apenas agora porque as imagens só podem ser cedidas pela empresa que instalou e ela é de Goiás, precisamos agendar data e hora. Mas assim que eles vieram ontem e eu olhei as imagens, é nítido que é você. Eu te mostrei apenas uma parte do vídeo, mas tem mais. No vídeo, dá pra ver você atrás da parede, cuidado a sala, e assim que o assistente sai, você entra com um pen drive na mão e fica por alguns minutos, saindo rapidamente e logo o assistente retorna. O que você foi fazer lá?

(GABRIEL): – Não sou eu, por favor, eu juro!

(COORDENADOR): – Eu estou dando a oportunidade de você confessar, mas se você não quer, tudo bem… Serei direto, Gabriel: está claro que foi você quem sabotou a apresentação do trabalho do Abner e exibiu um filme pornográfico para o congresso inteiro. Você foi a única pessoa que entrou naquela sala sem ser integrante da equipe organizadora do evento, não resta mais dúvidas!

(GABRIEL): – Professor, alguém pode ter fraudado essas imagens e cortado a parte em que outra pessoa entra na sala! – demonstrando nervosismo.

(COORDENADOR): – Então, agora você admite que entrou na sala? Chega Gabriel, não vou mais perder meu tempo contigo. Você é adulto e deve saber que todas as nossas atitudes, geram consequências. Diante das provas que eu tenho, não há o que pensar: você está expulso do curso! Do curso e da universidade!

(GABRIEL): – O quê? Não, isso não é possível! Professor, essa faculdade é a minha vida, o senhor não pode me expulsar! – trêmulo.

(COORDENADOR): – É claro que eu posso te expulsar, já conversei com o reitor da UFBH e ele concordou. Você manchou o nome dessa instituição internacionalmente, aqui dentro você não estuda mais! Pode fazer quantos vestibulares você quiser, pode até abrir um processo administrativo, mas será inútil. O seu erro foi gravíssimo e a punição mínima pra isso, é a expulsão. – ele levanta e vai até a porta, abrindo. – Por favor, retire-se.

Furioso, Gabriel pega sua mochila e sai da sala, sem acreditar no que acaba de acontecer.

CENA 04: UNIVERSIDADE FEDERAL DE BELO HORIZONTE, PRÉDIO DO CURSO DE ARQUITETURA, INTERIOR, MANHÃ.

Ao sair da sala do coordenador, Gabriel vê o saguão do prédio lotado, com todos os professores e alunos do curso de Arquitetura. Todos observam Gabriel em silêncio e com desprezo no olhar. Vagarosamente, ele caminha entre as pessoas para sair do prédio, quando uma vaia coletiva é iniciada por Henrique. Alunos e professores começam a vaiá-lo, que fica imóvel, olhando para todos os lados, sentindo-se extremamente humilhado. Gabriel empurra várias pessoas e sai do prédio, enquanto as vaias continuam. Após a saída dele, todos começavam aplaudir para comemorar a punição.

CENA 05: APARTAMENTO DE HENRIQUE, INTERIOR, MANHÃ.

Abner está na sala, mexendo no seu celular e vendo fotos que havia tirado com Kelly nesses meses de namoro. Lágrimas inundam seus olhos, revoltado por ter sido enganado mesmo amando tanto.

(ABNER): – Porque você fez isso comigo, Kelly? Eu te amei tanto… Maldita hora que te conheci!

Ele limpa as lágrimas e começa a excluir as fotos de Kelly do seu celular. É quando ele começa a ver fotos suas com seu pai. Abner fica paralisando, olhando as fotos que tirou com Tiago. Ambos abraçados, felizes, sozinhos ou juntos com Célia. Lágrimas escorrem em seu rosto.

(ABNER): – Pai… Porque as coisas tinham que ser assim? Eu gostava tanto de você, meu pai… Tô precisando tanto do seu abraço nesse momento!

Abner continua a chorar enquanto observa uma foto dele com Tiago. É quando a campainha toca e ele coloca o celular em cima do sofá, secando o rosto com a camisa e indo abrir a porta. Era Marieta, que dá um forte abraço em Abner e entra no apartamento, ambos sentando no sofá.

(MARIETA): – E então, meu neto, como você tá? Vim te ver depois da confusão de ontem…

(ABNER): – Tô indo né, vó. Não é fácil descobrir que seus sentimentos foram traídos. Acredita que a Kelly teve a cara de pau de vir até aqui se justificar, dizendo que me ama mesmo me traindo? Ela é muito ordinária mesmo, muito vulgar, como eu me deixei cegar tanto!

(MARIETA): – Eu sinto muito, Abner. Eu não queria falar, mas eu avisei muito, lembra? Eu sempre desconfiei dela e ninguém acreditava em mim, falavam que era implicância. Podia até ser implicância sim, de certa forma era, mas eu só implico com quem dá motivo.

(ABNER): – Ai vó, muito obrigado por abrir meus olhos! Eu te amo muito! – ele a abraça. – Você é a única pessoa da minha família que ainda me entende.

(MARIETA): – Oh meu querido, eu sou tua avó, te amo também e te entendo, mas não defendo seus erros com sua mãe e seu pai. – eles se afastam. – Até quando vocês vão continuar afastados desse jeito?

(ABNER): – Não sei, vó. Eu não quero falar disso.

(MARIETA): – Bom, então vamos falar de coisas boas! Não sei se você percebeu, mas meu aniversário está bem próximo.

(ABNER): – É mesmo, é no fim do mês! Você fará 80 anos, não é?

(MARIETA): – Depois de uma certa idade, a gente aprende a parar de contar os anos. – os dois riem. – Eu vou dar uma festinha lá em casa, pra reunir os amigos da família, e eu gostaria muito que você fosse.

(ABNER): – Vó… Você sabe!

(MARIETA): – Mas Abner, você é meu único neto, eu quero muito que você esteja nessa festa! Eu gosto tanto de você, não negue meu pedido…

(ABNER): – Vó, não tem clima. Como eu vou voltar naquela casa? Como eu vou ficar diante dos meus pais depois de tudo o que houve?

(MARIETA): – Esqueça essa briga, é o meu aniversário! Faça um esforço, por mim!

(ABNER): – Ah vó… Tá, eu vou pensar! Mas já digo, vai ser muito difícil. Eu tô achando que a senhora quer que eu vá na festa pra tentar fazer eu e o meu pai nos reconciliarmos.

(MARIETA): – Olha, eu tô te convidando pra minha festa sem pretensão de causar uma reconciliação, mas se isso acontecer, eu não vou reclamar. É tão triste ver uma família destruída, Abner… Eu sei que a briga entre você e o Tiago foi muito forte, mas será que não restou nenhum sentimento pelo seu pai dentro do seu coração? Nada?

Abner fica em silêncio e cabisbaixo por alguns segundos. Logo, ele olha para Marieta, com os olhos marejados.

(ABNER): – Lógico que eu ainda gosto do meu pai, vó. Eu tenho saudades dele e da minha mãe. Agora mesmo, eu tava vendo umas fotos minhas com meus pais, e me emocionei. – chorando. – Eu tô precisando tanto de um abraço de pai, aquele abraço carinhoso que só o Tiago sabia me dar pra me confortar.

(MARIETA): – Então, meu neto, porque você não procura o Tiago e fala isso pra ele! Porque você não se acerta com seu pai?

(ABNER): – Mas é difícil aceitar o que ele fez, vó. Eu sei que eu tô vivo por causa da atitude dele, mas é difícil pra mim entender. – chorando.

(MARIETA): – Se você ainda ama o seu pai, é sinal de que uma reconciliação é possível.

(ABNER): – Ah, mas eu acho que o meu pai não me ama mais não, depois de tudo o que eu falei… – limpando as lágrimas.

(MARIETA): – Claro que o Tiago te ama, Abner, amor de pai e filho é um laço inquebrável.

Abner fica em silêncio e Marieta acaricia o rosto do neto. De repente, o celular dele toca e ele atende. Era Henrique, que conta sobre a expulsão de Gabriel e o motivo, deixando-o chocado e furioso. Após ele desligar o celular, ele bebe um copo de água.

(MARIETA): – O que houve, meu neto? Você ficou diferente após o telefonema…

(ABNER): – Eu descobri quem sabotou meu trabalho no congresso e publicou o filme pornô do meu pai, vó. Foi o Gabriel, filho da Paola! Ai que ódio daquele desgraçado! Só podia ser ele mesmo, mas isso não vai ficar assim, eu vou dar uma lição nele!

(MARIETA): – Oh Abner, olha lá o que você vai fazer hein, menino! – nervosa.

(ABNER): – Eu vou fazer o que eu devia ter feito há muito tempo. – ele pega seu celular e sua carteira. – Vó, eu vou pensar no seu aniversário e obrigado pela visita.

Abner dá um beijo no rosto da avó e sai do apartamento junto com a idosa.

CENA 06: APARTAMENTO DE PAOLA, INTERIOR, TARDE.

Gabriel está sentado na sala, chorando de raiva, após ser expulso da universidade. Paola está arrumando sua bolsa para sair, enquanto observa o filho com indignação.

(PAOLA): – Expulso da faculdade, que bonito né, Gabriel? O que você vai fazer da vida agora hein? Como você vai conseguir um curso superior depois da confusão que você causou? Isso ficará machado pra sempre no seu currículo social, meu filho…

(GABRIEL): – Ah mãe, sem sermões agora, tá? Tô com a cabeça fervendo, nem acredito que isso aconteceu…

(PAOLA): – E você esperava o quê, Gabriel? Você destruiu um congresso internacional e sujou o nome da universidade, a expulsão era o mínimo que poderia acontecer.

Gabriel fica em silêncio e a campainha toca. Paola vai atender e Rafael entra com um policial. Gabriel se assusta e Paola já imagina o que seja.

(POLICIAL): – Você é o Gabriel?

(GABRIEL): – Sim, sou eu. – assustado.

(POLICIAL): – Eu trouxe uma intimação da DEICC, a Delegacia Especializada de Investigação de Crimes Cibernéticos. Preciso que você assine. – entregando o documento.

(GABRIEL): – Intimação? Mas porquê?

(POLICIAL): – Você está sendo acusado de publicar um vídeo de conteúdo adulto sem autorização da empresa que produziu e do ator que protagonizou, com o propósito de difamar sua imagem perante a sociedade. Foi prestada uma queixa contra você, que precisará esclarecer a lei. Assine, por favor.

Gabriel está pálido, não pensou nas consequências de sua atitude, mas assina a intimação em silêncio e entrega ao policial, que vai embora.

(RAFAEL): – Bom, eu também preciso que você assine um documento. Acho bom você procurar um advogado, Gabriel. – entregando um papel a ele.

(GABRIEL): – O que é isso agora? – nervoso.

(RAFAEL): – O Tiago abriu um processo no Ministério Público de Minas Gerais contra você, ele está te processando pela publicação do filme pornográfico sem autorização e também por difamação. Assine o documento e compareça no fórum no dia marcado.

(GABRIEL): – Mas eu não publiquei vídeo nenhum! Porque o Tiago tá me processando? Baseado em quê ele me acusa?

(PAOLA): – Baseado na sua própria confissão, Gabriel. Esqueceu que quando você estava bêbado, você me contou que foi o responsável por tudo isso?

(GABRIEL): – Mãe… A senhora teve coragem de trair seu próprio filho? – gritando. –Como você pode me entregar pra eles, mãe! A senhora tem que estar do meu lado!

(PAOLA): – Eu sou tua mãe e sei o que eu faço. Estarei do seu lado quando você estiver certo, mas não hesitarei em te punir quando estiver errado. Não é porque sou mãe que vou me cegar, você foi errado e tem que pagar.

(GABRIEL): – Que ódio! Maldita hora que você me tirou daquele orfanato!

(RAFAEL): – Que isso, garoto, mais respeito com a tua mãe!

(GABRIEL): – E quem é você pra pedir isso pra mim? Acha que vou te respeitar como pai? Nunca! Você é tio do Abner e eu detesto toda a família dele!

(RAFAEL): – Por favor, vamos poupar nosso tempo? Assine o documento, Gabriel, você não tem saída. Você cometeu alguns crimes ao tornar público esse filme, vai ter que responder isso pra polícia e pro juiz.

Enfurecido, Gabriel se cala e assina o documento, jogando em direção a Rafael, que pega-o no ar. O jovem vai para o quarto e bate a porta fortemente. Paola abraça Rafael e, logo depois, eles se beijam.

(PAOLA): – Que situação, meu Deus…

(RAFAEL): – Mas vai passar, tenha esperança que dias melhores virão. Agora, vamos ao cinema como combinamos?

(PAOLA): – Com certeza, tô precisando relaxar!

Eles sorriem e se beijam, saindo do apartamento. Poucos minutos depois, a campainha toca. Do quarto, Gabriel escuta, mas permanece no quarto. Após a campainha tocar várias vezes, ele resolver ir atender. Ao abrir a porta, ele se depara com Abner o encarando seriamente. Imediatamente, Abner desfere um soco no rosto de Gabriel, que cai bruscamente no chão. Abner entra no apartamento e fecha a porta, enquanto Gabriel se levanta.

(GABRIEL): – Você tá maluco, Abner? Vem na minha casa me agredir, quer que chame a polícia?

(ABNER): – Deixa a polícia fora do nosso acerto de contas, Gabriel. Chegou a hora da verdade!

Gabriel e Abner se enceram, com fúria no olhar de ambos.

CENA 07: APARTAMENTO DE KELLY, INTERIOR, TARDE.

Kelly acabou de tomar banho, está enrolada numa toalha no corpo e outra nos cabelos. Sentada em frente ao espelho, ela observa os hematomas da surra que levou e pega seu estojo de maquiagem. Vagarosamente e com dor, ela maquia seu rosto, tentando disfarçar os sinais.

(KELLY): – Ai que dor! Não pensei que aquela songa-monga da Jeniffer tivesse uma mão tão pesada. Mas o que adianta ser boa de briga e péssima de cama? – rindo. – Eu sou mais eu! A Jeniffer que engula o Abner, tomara que ele broxe com ela também. – terminando de se maquiar. – Prontinho, estou sexy mesmo com hematomas! Assim que esse rostinho lindo estiver perfeito, eu vou a caça novamente!

Kelly gargalha e guarda a maquiagem em sua gaveta, quando percebe que o filme pornográfico de Tiago está na gaveta. Ela pega na mão e observa fixamente.

(KELLY): – Ah meu sogrão, se o Gabriel não tivesse publicado o filme na internet, eu ia te chantagear com ele. Cobraria uma noite de sexo em troca do DVD, fiquei muito atraída ao ver seus dotes. – rindo. – Bom, já que eu não vou fazer mais nada com esse filme mesmo, acho que farei uma visitinha aquela família hipócrita, vou devolver essa perversão a quem merece. – ela se encara no espelho. – Sou cara de pau mesmo, adoro!

Kelly levanta-se da cama para se vestir quando, de repente, ela sente uma enorme tontura. Ela se apoia na parede e logo sente um forte enjoo, correndo até o banheiro e vomitando no vaso sanitário. Após, ela lava o rosto na pia e se olha no espelho.

(KELLY): – Isso nunca aconteceu antes, é estranho… Será que eu… – incrédula. – Não, não pode ser! Eu? Grávida? – pálida. – Gente, quem será o pai? E agora? Tô ferrada!

Kelly se encara no espelho, chocada com a possibilidade de estar grávida.

CENA 08: APARTAMENTO DE PAOLA, INTERIOR, TARDE.

Abner e Gabriel se encaram fixamente na sala do imóvel.

(ABNER): – Eu já tô sabendo de tudo, Gabriel. Foi você quem sabotou meu trabalho na faculdade e publicou o filme na internet. Desgraçado! – dando um soco. – Porque você fez isso hein? Porque essa perseguição sem fim, cara?

(GABRIEL): – Você é muito otário mesmo, Abner! Eu não quero papo contigo. Vai embora da minha casa, sua presença não é bem-vinda aqui!

(ABNER): – Eu só saio daqui depois que você me falar porque você fez tudo isso. De onde vem tanto ódio por mim, Gabriel? Como você conseguiu esse maldito filme?

(GABRIEL): – Cara, sai do meu apartamento, eu não vou te falar nada porque eu não te devo explicações!

(ABNER): – Deve sim! Você mexeu comigo, mexeu com a minha família, e eu não admito isso, seu idiota! Eu exijo uma explicação! – gritando.

(GABRIEL): – Ui, tá nervosinha? – voz afeminada. – Tá defendendo a família agora, Abner? Você não tinha brigado com teu pai por causa desse filme? Tá defendendo aquela bichona do seu pai porquê?

(ABNER): – Cala essa boca suja pra falar do meu pai!

Abner desfere um soco no rosto de Gabriel, que enfurecido revida com dois socos no rosto de Abner. Logo, os dois se agarram e começam a se empurrar, até que caem no chão. Gabriel fica sob Abner e começa a desferir vários socos em sequência.

(GABRIEL): – Toma, cretino! – batendo. – Eu te odeio! – batendo. – Você não devia ter nascido! – batendo. – Você vai se arrepender de ter cruzado meu caminho! – batendo.

Gabriel começa a apertar o pescoço de Abner com muita força, deixando-o sem ar. Abner tentar se soltar, mas Gabriel é mais forte. Eles se encaram com ódio, até que Abner alcança um objeto caído no chão e pega, batendo na cabeça de Gabriel, que com dor acaba soltando o pescoço do rival. Então, Abner desfere um soco em Gabriel, que cai para o lado. Abner fica sob Gabriel e começa a desferir vários socos em sequência.

(ABNER): – Toma, seu desgraçado! – batendo. – Eu te odeio, Gabriel! – batendo. – Você é uma pessoa desprezível! – batendo. – Eu vou acabar com você! – batendo.

Abner cospe no rosto de Gabriel e sua saliva mistura-se com o sangue pelos socos. Abner levanta-se e segura Gabriel pela gola da camisa, erguendo-o do chão e deixando-o em pé.

(ABNER): – Você expôs a mim e a minha família, mas tenha a certeza que eu ainda vou devolver essa sua maldade com o peso que você merece, seu ordinário!

Abner dá uma joelhada nas partes íntimas de Gabriel e, em seguida, dá um soco em seu rosto, fazendo-o cair de costas na mesinha de centro na sala, quebrando-a. Um silêncio perdura por alguns instantes, o único ruído que se ouvia era a respiração ofegante de Abner e Gabriel, ambos sangrando após tanta violência.

(GABRIEL): – Você quer saber porque eu fiz tudo isso, seu otário? – levantando-se vagarosamente. – Porque tenho inveja de você, Abner.

(ABNER): – Inveja de mim? Que bobagem é essa?

(GABRIEL): – Eu sempre tive inveja de você, Abner, desde quando a gente era amigo. Inveja da tua vida, inveja da família que você tem, inveja do carinho que as pessoas têm por você, inveja do teu currículo bem-sucedido na faculdade…

(ABNER): – Cara, você é louco? Que fixação doentia é essa por mim hein?

(GABRIEL): – Lembra daquele nosso trabalho na faculdade que foi acusado de plágio?

(ABNER): – Plágio feito por você e que eu levei a culpa! – gritando.

(GABRIEL): – Mas você não conseguiu provar minha culpa e teve que engolir um zero sozinho, por pouco o coordenador do curso não abriu um processo administrativo! E eu fiz isso de propósito porque eu não aguentava mais te ver por cima, Abner, eu não suportava mais te ver sendo o queridinho sempre! – gritando.

(ABNER): – Calhorda! Você é muito imbecil mesmo! Eu só não entendo porque você tem inveja da minha vida. Se você estivesse no meu lugar, vivendo os dramas que eu vivo, você não ia gostar nenhum pouco.

(GABRIEL): – Você não entende isso porque não é adotado, como eu. Eu não tenho uma família de verdade. A Paola me adotou, me amou, mas não é a mesma coisa, eu pelo menos não acho. Sou grato, mas eu queria uma família de verdade, como a sua, com pai, mãe, vó, tio, eu não tenho isso. As memórias do orfanato são terríveis, eu sofri muito lá até ser adotado. Apanhava diariamente, meus coleguinhas armavam contra mim pra eu ficar de castigo, até abuso sexual eu sofri! – chorando. – Você nasceu virado pra Lua, seu idiota, eu tenho raiva de pessoas como você, que nascem com tudo na mão, com tudo pronto! Você tem família, tem um amigo leal, uma namorada que te ama, é elogiado nos estudos… Eu não sou nada disso! – limpando as lágrimas.

(ABNER): – Você se contradiz, Gabriel… Minha família não é nada perfeita, ela é cheia de problemas, tanto que eu rompi relações. Se eu tenho a amizade verdadeira do Henrique, é porque eu cultivei isso, coisa que você nunca fez, você afastou todo mundo com seu rancor e prepotência. Sobre uma namorada apaixonada, eu acho que nem preciso falar né, a Kelly é uma vagabunda que até sua amante eu sei que ela foi. Por fim, como você pode ter inveja de mim nos estudos, sendo que você conseguiu o intercâmbio e eu não. Gabriel, você é tão vazio que nem justificativas pra me invejar, você tem!

(GABRIEL): – Se eu não posso ter a tua vida, então eu vou destruir tudo o que te cerca. Já destruí teu namoro com a Kelly, já destruí tua família, já destruí teus estudos… Agora só falta destruir tua amizade e, por fim, destruir você mesmo! – aproximando-se e encarando. – E eu não vou desistir até acabar contigo e com tudo que existir ao teu redor, seu bosta!

(ABNER): – Eu não tenho culpa se a tua vida não é o que você queria viver. As pessoas ao meu redor também não têm culpa se você é infeliz. Ninguém tem culpa também do que você sofreu no orfanato. Eu não sei o que sentir diante da sua figura, Gabriel. Raiva, nojo, pena… Talvez o melhor seja a indiferença. Faça um favor? Esqueça que eu existo! Para de me atazanar ou eu não vou hesitar em te dar outra surra!

(GABRIEL): – Eu não tenho medo de você, seu imbecil! Eu não sei se você sabe, mas o hipócrita do seu pai me denunciou pra polícia e abriu um processo na justiça contra mim. Aconselho você a falar com ele pra voltar atrás, senão uma tragédia vai acontecer.

(ABNER): – Se meu pai quer te denunciar e te processar, ele tem todo o direito do mundo, o que você fez com ele foi uma baixaria enorme e eu não vou impedi-lo de te punir porque é isso que você merece, seu lixo!

(GABRIEL): – Tem certeza? Depois será tarde pra se arrepender… – encarando.

(ABNER): – Cala essa boca, Gabriel, vê se me deixa em paz! Procure um psicólogo e vá se tratar, seu maluco! Vá pro inferno! – gritando.

Abner empurra Gabriel, que se apoia na parede. Ele sai do apartamento e bate à porta fortemente, enquanto Gabriel caminha até o quarto de sua mãe com dificuldade. Da parede do quarto, Gabriel retira um quadro e, de dentro da parede falsa, ele retira um revólver. Gabriel coloca o quadro no lugar e alisa o revólver, com ódio no olhar.

CONTINUA…

NÃO PERCA AS SURPRESAS E TENSÕES DO PENÚLTIMO CAPÍTULO DE “O PREÇO DA VIDA”! NESTA SEXTA-FEIRA, ÀS 22H!

Resultado da Enquete

Você achou correto Paola entregar Gabriel para a família de Tiago após descobrir que foi seu filho quem divulgou o filme pornográfico?

Concordo, mesmo sendo mãe, Paola priorizou o senso de justiça, eu faria o mesmo se meu filho estivesse errado = 85%
Discordo, Paola é mãe de Gabriel e devia protegê-lo e defendê-lo ao invés de entregá-lo, mesmo que ele tenha sido errado, eu não entregaria meu filho = 11%
Imparcial, não sei o que faria em uma situação como a da Paola = 4%

65 thoughts on “O Preço da Vida – Capítulo 14 (antepenúltimo capítulo)

  1. Acho que rainha Kelly ta com Hiv e passou pro Abner!
    Pronto! Fim.

    Esse final me lembrou Mil Acasos. Esse negócio de inveja e tals… Mas sei que foi coincidência.

    Enfim, não sei o que esperar desses capítulos finais. Quero me surpreender!
    Só sei que Marieta tem que encontrar um garotão pra dar no couro! Minha diva!!

    Parabéns, Airtoon❤️

    Curtido por 1 pessoa

    • Eita, será que Kelly tem HIV e passou pro Abner? Que teoria hein, aguarde… Existem algumas coincidências entre “O Preço da Vida” e “Mil Acasos”, sofro sabe, mas foi sem querer, eu fiz a sinopse antes da trama do Jean e Flávio estrear e quando percebi as coincidências, até cogitei em alterar, mas perderia a essência e mantive, até porque toda a trajetória e os rumos finais serão bem diferentes. Obrigado pela participação, Benício! 😀

      Curtir

  2. UAU! Kelly pode estar embarazada… Se for verdade, será que ela muda seu jeito de ser? Apesar dos erros que ela cometeu, eu não consigo ficar bravo com ela.
    Curioso pra saber se a Jeni e o Abner vão ficar juntos. Eu já imaginava que o Gabriel sentia inveja do Abner, mas nunca passou pela minha cabeça que era por causa da sofrida infância dele. Que loucura esse garoto vai fazer agora meu Deus? Espero que não seja nada com a Paola. E o rapaz que fez isso com a Célia…, me deu muita raiva, falar uma coisa dessas pro Tiago. Eu não teria vergonha, se alguém da minha família fizesse o que o Tiago fez. Ele está pagando por isso, mas o mesmo preferiu se rebaixar para salvar a vida do filho. E isso é a prova do que um pai que ame o seu filho é capaz de fazer, ele é o Herói desta História. Afinal, os humilhados sempre dão a volta por cima. Vem 6ª feira logo, espero ansioso viu Airton.

    Curtido por 2 pessoas

    • Kelly é uma pessoa de gênio forte, ela é diferente e não esconde isso. Uns aceitam, outros não, eu como autor fico em cima do muro! kkkkkkkkkkkk 😛 A relação de Abner e Gabriel chegou ao ápice e vai desencadear acontecimentos bombásticos nos últimos dois capítulos, não perca! Muito obrigado pelas opiniões, Júlio! 😀

      Curtir

  3. Parabéns Aírtom, muito bom o capítulo.
    Diálogos cheios de sentimentos, que demostram os conflitos dessa trama. Muito amor, ódio, inveja.
    Kelly mereceu a surra que levou, mas pior foi suspeitar que esteja grávida e não saber quem é o pai( coitada da criança).
    Marieta querendo unir uma família destruída pelo invejoso do Gabriel.
    Tiago e Célia ainda sofrem pela divulgação do filme pornográfico, torcendo pra não fecharem a lanchonete.
    Gabriel expulso foi excelente, saiu humilhado. Mas, quem é humilhado quer vingança. A justiça tá cobrado os delitos que Gabriel fez. Foi crime.
    Vamos falar dessa sensacional briga. Foi muitos socos, chutes, tudo com muito ódio, raiva, inveja. Abner quis se vingar. Surrou Gabriel. Foi muito intensa a luta, quebraram tudo que tinha a redor. Mas, Abner nunca pensou porque Gabriel fazia as coisas contra ele e sua família, fazia por inveja. Destruiu uma relação familiar e vivia sacaneando Abner. Foi diálogos eletrizantes entre os dois. Gabriel contando de sua vida do orfanato e Abner tentando explicar que não tem uma vida maravilhosa. Foi grandiosa essa briga. Principalmente por ditar os rumos dos dois capítulos finais.
    Gabriel vai querer matar Abner e sua família. Vai ser explosivo esses capítulos finais.
    A votação deu 101%, acho que você digitou errado, amigo.
    Esperando os desfechos de O Preço da Vida. Gosto muito.

    Curtido por 2 pessoas

    • Por essa, Kelly não esperava… Grávida, mas de quem? Tiago e Célia sofrem sérias consequências do ato do passado, infelizmente as pessoas estão julgando sem saber da verdade. O destaque foi mesmo o embate de Abner e Gabriel, carregado de violência e drama, e o final não será menos que isso. Obrigado pelas opiniões, Gremista! 😀

      Curtir

  4. Airton a trama acaba sexta ou sabado
    Mds e se fizer alguma coisa contra a Paola c essa arma .
    Dps de tudo a Paola fez o ele
    E ela tão fragil justo agora q encontrouum amor tomara q eu esteje errado

    Curtido por 1 pessoa

  5. Estouem choqueeeeee o que foi isso gente?
    Kelly gravida do diretor
    Gabriel bicha loca sofrendo as consequencias
    E matando a Kelly afinal Kelly ira chegar quando o circo tiver armado ela vai entregar o dvd e levara o tiro no lugar do Tiago
    Estou no chão essa web vai tar um arraso nos 2 ultimos capìtulos!
    Parabèns Airton

    Curtido por 2 pessoas

  6. Morto com a briga entre o Abner e o Gabriel

    Chocado com o motivo que o Gabriel quer destruir o Abner, e ainda foi pegar um revólver com intenção de causar uma tragedia.

    Claramente a Kelly está grávida, e com certeza é do Gabriel, ou está aconteceu outra coisa que a fez mal.

    Parabéns, Airton 😀

    Curtido por 2 pessoas

  7. Então vamos aos comentários….

    • A Kelly queria chantagear o Tiago por um noite de sexo, depois de ver os seus dotes. Eu simplesmente morri com essa parte kkkkk;

    • Achei bonito o momento emocionante do Abner com a Marieta, tudo termina bem quando fica bem;

    • Kelly grávida… Pode ser que seja do Abner ou pode ser das noites loucas dela com o Gabriel e com o galero. Não dá pra saber! Do jeito que ela é, capaz de dizer que é do Abner.

    • Por fim eu acho que o Gabriel pode sim dar fim à vida do Tiago… Mas pelo drama e pelo desenrolar da novela, acho que na hora do tiro o Abner pode entrar na frente para salvar o pai e retribuir o feito de salvar a vida.

    Curtido por 2 pessoas

    • Kelly é tão vadia que não alivia nem o sogro, mas agora está grávida e não sabe quem é o pai. Abner finalmente admitiu a Marieta que ainda ama os pais, mas seu orgulho permanece falando mais forte. O ódio de Gabriel chegará ao extremo nos dois capítulos finais, aguarde… Obrigado pela participação, Júlio! 😀

      Curtir

  8. Não entendi direito esse processo do Tiago contra o Gabriel… ele gravou o filme, ou seja, agora não pode reclamar se alguém espalhar… é a mesma coisa que eu sair espalhando por aí um filme qualquer que eu gostei, até o ponto que eu sei, ninguém pode me processar por isso…

    Mas enfim, o embate entre Abner e Gabriel foi ótimo, morri com tudo que o Gabriel falou. Realmente, nada que o Gabriel fez é justificável, mas a explicação que ele deu fez sentido. Ele sempre se sentiu inferior por ser adotado. Pode não parecer, mas isso é mais comum do que pensamos.

    Parabéns pelo ótimo capítulo e reta final, Airton 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • O contrato que Tiago assinou para o filme proibia qualquer vinculação do produto além da fita cassete dentro do território dos Estados Unidos, ou seja, o que Gabriel fez vai contra os direitos autorais da empresa e da imagem de Tiago. Sobre os motivos de Gabriel, como você disse, não são justificáveis, mas é comum sim pessoas adotadas se sentirem tão inferiores, o que é uma pena. Obrigado pelas opiniões, Caíque, te espero sexta! 😀

      Curtir

  9. A revelação da inveja do Gabriel não chegou a me surpreender, apesar não ter ficado claro desde o inicio, o motivo mais próximo da inveja do Gabriel pelo Abner, seria esse, ele sentir inveja da vida do Abner, não somente o fato de ter perdido a namorada pra ele. Alguns pontos da revelação me fizeram sentir pena do Gabriel, até estuprado no orfanato ele foi, gente. Mas nada justifica suas atitudes. Eu cheguei a pensar se o Abner não tinha feito algum mal ao Gabriel no passado, e as ações do Gabriel ir além da inveja… Kelly grávida? O pai é quem, Abner ou Gabriel? Olha, acho tão absurdos esses ataques ao Tiago, esses escrotos de plantão, que infelizmente existem, em nada tem a ver com a vida do Tiago, se ele é ator pornô ou não, ninguém tem nada com vida dele. E Gabriel vai tentar matar Tiago? Eu também aposto na opção que o Abner vai dar sua vida para salvar a do pai.

    Parabéns Airton. 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • A inveja de Gabriel sempre ficou meio explícita na trama mesmo, apenas seu passado no orfanato mantive em segredo e revelei agora. Realmente, isso não justifica as atitudes de Gabriel, mas seu mau-caratismo tem origem nesse passado sofrido. Kelly teve TANTOS amantes nesse tempo em que namorou Abner, que descobrir quem é o pai será difícil né! 😛 Tiago está sofrendo com o moralismo e hipocrisia da sociedade, que é bastante preconceituosa com atores pornográficos e não procuram entender os motivos que levam uma pessoa a fazer tal filme, como no caso do Tiago, que foi pra salvar o filho. Agradeço pelas opiniões, Jean, não perca sexta! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  10. Incrível a mudança do discurso do Abner… foi só ele dar um tempo que ele passou a ver o Tiago e as atitudes dele com outros olhos. Claramente essa festa de aniversário da Marieta vai ser o pretexto perfeito pro Abner pedir perdão ao Tiago e eles voltarem a viver felizes para sempre.

    Quer dizer, ainda não porque o Gabriel agora enlouqueceu de vez e vai pegar em armas para terminar o que começou. Ele se valeu de ótimos argumentos para justificar a sua inveja do Abner. Na prática, a vida dele é bem melhor e bem-sucedida que a do Abner, mas o Gabriel é complexado pelo fato de ser adotado, de não ter tido uma família biológica e estruturada como a do Abner, e isso era o motor da sua inveja. E isso já justifica aquele discurso dele de que o Abner era um falso moralista, um falso e coisa e tal… é tudo causado pela cegueira que a inveja lhe submeteu. Apesar da plausibilidade, o Gabriel exagerou: o Abner aparentemente nunca esfregou isso na cara dele, o que potencializaria o ódio do Gabriel e justificaria por completo o ponto ao qual ele chegou.

    Kelly engravidou… vamos fingir que não sabemos que o pai é o Gabriel.

    #MomentoDivulgaçã1: https://audienciadatvmix.wordpress.com/2016/08/10/mundos-opostos-capitulo-08/

    Curtido por 1 pessoa

    • Será que Abner vai a festa de Marieta? Ele está dividido, mas mesmo que for, será isso o aproximará do pai? E Gabriel enfim revelou a origem de sua inveja, como você disse, não justifica suas ações erradas, até porque Abner nunca jogou na cara o fato dele ser adotado, porém dá para entender a origem de seus sentimentos tortos. Sobre a paternidade do filho de Kelly, porque tanta certeza que é do Gabriel? Lembre-se que ela foi pra cama com ele, Abner e Belo Horizonte inteira! kkkkkkkkkkkkkkkk 😛 Obrigado pelas opiniões, Glay! 😀

      Curtido por 1 pessoa

  11. Não tenho mais palavras de como elogiar essa web. Me surpreende todos os dias. As cenas são ótimas , texto incrível. Isso tem que ir pra Tv.
    Incrível como a Kelly ainda me surpreende, muito biscate mesmo, apanhou mas não desceu no salto. Gabriel expulso da faculdade e vaiado por todos, AMOOO! Rainha Marieta fará festinha ❤ uma esperta com intenção de juntar pai e filho. Muita pena do Tiago e da Célia, atacados mais uma vez. Kelly grávida 😮 a biscate terá que fazer teste com a cidade inteira, pq né. SOCORRO com a mega briga do Abner e Gabriel, lixo sempre teve inveja do Abner, isso não justifica o que esse idiota faz. Chocado que ele foi abusado 😮 . Briga foi intensa, Gabriel não toma jeito, e ainda está armado, medo de uma tragédia :/ Alguém que o Abner ama muito deve levar o tiro , to achando que o Tiago sera baleado, a confusão será na festa msm. Ggghh pensando mil possibilidades aqui. Pegando fogo a web. Parabéns, amg!

    Curtido por 1 pessoa

  12. CAPÍTULO BOMBÁSTICO!!

    Kelly levando umas bofetadas, finalmente estamos lavando nossas almas! Mas agora surge uma suspeita de gravidez… De quem será o bebê?

    Gabriel e Abner se encarando e, de repente, Gabriel saca uma arma!! Meu Deus! Fico intrigado, apesar de achar que nada vai acontecer com o Abner… Mas vai que você decide nos surpreender, né?

    Bom, consegui me atualizar da sua web, finalmente! E devo te agradecer em nome de todos nós do Mix, muito obrigado por esse capítulo! ❤

    Curtido por 1 pessoa

  13. Misericórdia, que capítulo foi esse, Airton? Uma destruição, literalmente 😛 Ai, Jeniffer fez o que deveria fazer com Kelly, uma vagaranha dessas merecia essa surra. Que bom que Gabriel vai pagar pelo que fez. Em falar nele, o embate dele com Abner foi foda, e já imaginava que ele usaria essa justificativa pra odiar o Abner. Eita, Kelly pode estar grávida. Acredito que o filho seje do Abner, se caso ela realmente estiver grávida, ficaria mais impactante. Gabriel está prestes a cometer uma besteira, e creio que vai ser no aniversário da Marieta que uma tragédia vai acontecer. Me passou pela cabeça que o Tiago protegesse o filho de Gabriel, seria um bom motivo pra que Abner o perdoasse. Mas se caso isso acontecer, eu quero que o Tiago morra, por favor. E parabéns Airton! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • A reta-final é tiro, porrada e bomba, mas vem muito mais por aí, os dois capítulos finais estarão bombásticos e explosivos. Depois de tantas discussões e ameaças, chegou a hora do embate revelador entre Abner e Gabriel, com muita violência e ódio. Sobre Kelly, aguarde que a piranha ainda vai aprontar muito, inclusive sobre a possível gravidez. Obrigado pela participação, Thayron! 😀

      Curtido por 1 pessoa

  14. E o capítulo foi praticamente voltado pelas consequências dos atos de Gabriel. Achei muito bem feito que os crimes que esse ordinário fez contra a família de Abner, terão suas devidas punições. A revelação da inveja que ele sentia por Abner desde quando eram menores, não foi surpresa, mas foi o mais digno. Creio eu que nn teria sentido que esses ataques eram por causa de um amor nn correspondido. Gritei na hora do acerto de contas. Uma briga tensa, bem escrita e aplausível. Uma sequência melhor que a outra foram presenciados no capítulo de hoje. E parece que a maré de mal sorte veio tudo de uma vez só, hein. Agora por causa daquele maldito filme, Tiago e Célia sofrem na lanchonete. Morto com a Kelly. As falas delas foram de cair, kkkk. Morri demais aqui. E o que o louco do Gabriel pretende agora? Será que ele irá invocar o Vinicius? Aguardemos ansiosamente. Espero que o aniversário de Marieta faça com que o Abner se arrependa de seus atos, e peça perdão aos pais.

    Cadê o spoiler do penúltimo capítulo? 😛 Parabéns, Airton! 😀 Ansioso por demais por sexta feira.

    Curtido por 1 pessoa

    • Depois de um capítulo dedicado a derrocada da Kelly, nada mais justo que um capítulo dedicado a derrocada do Gabriel. Sua briga com Abner foi importante para esclarecer a origem de tanta inveja e raiva, mesmo que injustificável, é entendível. E isso não deve parar por aqui, pelo contrário, o desfecho promete muitas surpresas, as quais não foram exibidas na prévia do famoso spoiler final. hehehehehe 😛 Obrigado pelas opiniões, Fred, fico feliz que continue gostando da trama, agora em sua reta-final, faltando apenas 2 capítulos! 😀

      Curtir

  15. Incrível que a Kelly saiu ainda a por cima, morto com ela falando que vai continuar sendo como é, espero que a vida não seja ingrata com ela. Que situação essa do Tiago e Célia, coitados vai ter que fechar a lanchonete, eu fico revoltado que todos julga eles mas não os procuram para saber da verdade, pena que as pessoas são assim.
    Finalmente a justiça sendo feita e o Gabriel foi expulso da faculdade. Abner finalmente sentindo falta do pai, sinceramente espero que ele volte a falar com o pai. Coitada da Paola em ver o belo filho que criou, ninguém merece ver a rebeldia do filho. Em chock com a Kelly pensando eroticamente com o Tiago, será que ela está grávida? Não sei não em.
    Gabriel revela o motivo de tanto ódio, É sinceramente ele é um imbecil, fazer tudo isso por causa de inveja,se ele sofreu na vida isso faz ele tentar ser uma pessoa melhor, infelizmente ele viu no Abner alguém para ele jogar toda sua revolta, lamentável.
    Parabéns amigo! ❤ Já de luto pelo fim do lacre.

    Curtido por 1 pessoa

    • Kelly não vale nada, foi desmascarada e ainda manteve o orgulho. O sofrimento de Célia e Tiago demonstra como vivemos numa sociedade hipócrita, que julga a todos sem procurar entender os motivos. Gabriel merecia uma lição e a expulsão seguida de vaias na faculdade foi justa. O motivo do ódio de Gabriel para Abner é injustificável, de fato, e irá provocar grandes reviravoltas nos últimos dois capítulos. Muito obrigado pelas opiniões, Paulo, não perca sexta-feira! 😀

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s