A Desonra – Capítulo 18

Classificação Indicativa

CAPÍTULO 01×18 – DECISÕES PRECIPITADAS

Continuação imediata do capítulo anterior

CENA 1, COMPLEXO HOSPITALAR, QUARTO DE CAMILA, INTERIOR, DIA

Camila encara Ângelo friamente, que não consegue digerir a decisão da esposa.

Ângelo – Divórcio? Nós dois estamos casados há muito pouco tempo, você não pode fazer isso.

Camila – Eu posso e quero o divórcio, não quero ficar um só dia a mais com um monstro, uma pessoa sem escrúpulos feito você, que não tem pena de nenhum ser humano.

Ângelo – Mas eu te amo Camila, e quero provar para você que toda essa situação não passou de um erro.

Camila – Erro foi eu ter aceitado me casar com um homem odiável feito você, e mais erro ainda é você insistir nesta história de que eu sou a culpada da morte de um inocente. Você destruiu todo o amor que eu sentia por você e agora eu tenho asco em olhar para o seu rosto.

Ângelo não contém suas lágrimas por conta do momento, abalado com as duras palavras de Camila.

Camila – Você tem a sorte de que ninguém saberá das coisas que você me fez, porque ainda sim, eu tenho pena de você. Agora me faça um favor, suma da minha frente e não me apareça mais aqui, seu monstro!

 Mesmo abatido, Ângelo acata o pedido de Camila e retira-se do quarto em lágrimas; Já do lado de fora, ele se escora na porta e chora, decepcionado com a reação da esposa, e Camila, que após se alterar com a discussão, deixa uma lágrima escorrer por seu rosto, mas rapidamente a seca, para transparecer à si mesma que está firme diante da decisão tomada.

CENA 2, OLMEDO-DORANTES ADVOCACIA, INTERIOR, DIA

Leon e João caminham em direção à suas respectivas salas no fim do corredor, quando de repente, a secretária de Leon aproxima-se do chefe com um telefone nas mãos, demonstrando estar bastante apressada.

Secretária – Senhor Leon, acabaram de ligar do hospital, lhe trazem notícias sobre o estado da sua sobrinha Camila!

Rapidamente, Leon toma o telefone das mãos da secretária, e João aproxima-se do padrasto, para tentar ouvir algo.

Leon – Sim, aqui é Leon Olmedo-Dorantes. […] Não me diga, então quer dizer que… – abrindo um largo sorriso. – […] Estou indo para aí imediatamente, apenas irei comunicar meus familiares. Diga à minha sobrinha que mandei um abraço, até logo!

Leon desliga o telefone e vibra de alegria com a notícia do despertar de Camila; Imaginando do que se tratava, João abre um largo sorriso de alegria.

João – Nem precisa me dizer, a Camila despertou daquele coma, não é?

Leon – Sim meu filho, sim! A sua prima a partir de agora está muito bem e cheia de saúde! Mas não vamos perder tempo, vamos correr para o hospital e no caminho você comunica sua mãe, sua prima e seus tios.

João – Perfeito, aproveito para ligar para alguns clientes para remarcar algumas análises de casos que tínhamos para hoje. Mas vamos, não podemos perder tempo!

Leon e João encaminham-se ao elevador, e ao entrar na cabine, ele seleciona um dos botões que leva a cabine ao térreo do prédio.

CENA 3, RUAS, DIA

Ângelo dirige seu carro pelas ruas da cidade, sem ligar muito para o que está em seu caminho; Ele consegue apenas pensar nas duras palavras ditas por Camila ao despertar; Mais a frente, Rebeca analisava o sinal de trânsito, esperando que ele ficasse vermelho para que pudesse atravessar a rua. Quando o sinal muda sua cor, Rebeca prepara-se para atravessar a rua, mas de repente, Ângelo, que não prestava muito atenção no trânsito percebe que o sinal já havia mudado sua cor, e consequentemente, ao ver Rebeca, dá uma freada brusca em seu carro e com o susto, Rebeca cai no asfalto.

CENA 4, COMPLEXO HOSPITALAR, RECEPÇÃO, INTERIOR, DIA

Leon e João esperam ansiosamente por Camila, e de repente, Salma, Alma, Clarisa e Marcelo chegam e se aproximam dos dois.

Marcelo – Como está minha sobrinha, irmão?

Leon – Felizmente está bem, eu e João estávamos apenas aguardando que vocês chegassem para que pudéssemos ver ela.

De repente, o médico responsável por Camila aproxima-se da família.

João – E então, todos nós podemos ver a Camila?

Médico – Todos de uma vez só não, recomendo que apenas três de vocês vão de cada vez vê-la.

João – Bom, a mamãe, o Leon e a tia Alma podem vê-la agora, daqui a pouco eu, a Clarisa e o tio Marcelo vamos, okay?

Todos concordam com a cabeça, e assim, o médico acompanha Leon, Salma e Alma até o quarto de Camila.

CENA 5, RUAS, DIA

Ângelo desce de seu carro rapidamente e aproxima-se de Rebeca para socorrê-la.

Ângelo – Você está bem? Não machucou nada?

Rebeca (gemendo) – Acho que apenas tive algumas escoriações, mas nada além disso…

Ângelo – Tem certeza? Em todo caso, entre, lhe levarei ao posto de saúde mais próximo para que algum especialista possa verificar se não fraturou nada.

Rebeca (gemendo) – Não precisa se incomodar, moço, já está fazendo muito em me prestar os primeiros socorros…

Ângelo – Não é incomodo algum, estou apenas fazendo o meu dever. Deixe eu lhe ajudar.

Ângelo agacha-se e apoia um dos braços de Rebeca a seu ombro; Ele abre uma das portas de seu carro e a coloca sentada num dos bancos de trás, e em seguida, a auxilia com o cinto de segurança; Em seguida, ele entra no carro e dá a partida, dando fim ao turbulento trânsito iniciado pelo ocorrido.

CENA 6, COMPLEXO HOSPITALAR, QUARTO DE CAMILA, INTERIOR, DIA

Leon, Salma e Alma entram no quarto da jovem, que ao se deparar com os familiares, abre um largo sorriso.

Camila – Tios!

Eles se aproximam de Camila e um por um dá um forte abraço nela.

Leon – Se sente melhor após as pancadas que levou na cabeça?

Camila – Tô com uma pequena dor de cabeça ainda e uma dificuldade para falar, mas tirando isso, estou bem, e o médico me disse que felizmente não ficarei com nenhuma sequela.

Alma – Menos mal, porque você não sabe o quanto rezei todo esse tempo para que você melhorasse, com medo que algum tumor surgisse no seu crânio ou alguma coisa assim.

Camila – Ai tia, a senhora como sempre sendo dramática até demais… Relaxa, o doutor disse que eu tô bem e livre de suspeitas de tumores, e daqui a uns dias, estarei de volta à ativa.

Salma – Mas vá com calma, viu? Lembre-se que a senhorita caiu de um cavalo e rolou um barranco, isso não foi uma dessas quedinhas qualquer que você tinha quando criança.

Camila – Você como sempre tão durona, tia, mas até que me surpreendo com a senhora aqui neste momento se preocupando com a minha saúde.

Salma – Falando assim você me faz parecer uma bruxa que só quer o seu mal, enquanto é apenas o contrário. Apesar de você achar que eu te odeio, eu mais é me preocupo com sua saúde.

Camila (desdenhando) – Aham, sei…

Salma – Aliás, cadê o seu marido? Ele não deveria estar aqui cuidando de você, como fez ao longo de toda a semana que você passou desacordada?

Camila resolve omitir a todos o verdadeiro motivo da ausência de Ângelo, que havia sido destratado mais cedo por ela.

Camila – Ele teve que sair, e acho que não irá voltar mais. Enfim, não vamos falar disso, vamos falar do que eu perdi nessa última semana em coma.

Os três estranham a explicação e o pedido de Camila, porém resolvem respeitá-la e mudar o assunto.

CENA 7, O DIA ANOITECE

CENA 8, COMPLEXO HOSPITALAR, QUARTO DE CAMILA, INTERIOR, NOITE

Camila ouve umas batidas na porta de seu quarto, e de longe, ela responde com sua voz fraca.

Camila – Entra!

De repente, quem entra no quarto é Nicole, carregando um buquê de flores nas mãos; Ela se aproxima da amiga e dá um forte abraço, e em seguida, solta o buquê em cima da cômoda ao lado da cama.

Camila – Que saudades, amiga!

Nicole – Também estive, faz tanto tempo que nós duas não nos vemos, e por falta de tempo, não pude vir te visitar.

Camila – Você jura que não veio por falta de tempo e sim porque estava ocupada usando aquelas coisas que só te fazem mal?

Nicole – Jurar eu não posso jurar, admito que de vez em quanto é mais forte do que eu, mas agora estou limpa, de verdade! Mas sim, eu realmente estive ocupada com o teatro, consegui um papel de protagonista após tanto tempo.

Camila – Ah amiga, eu já disse pra você procurar uma reabilitação, você não pode continuar dependendo disso. Mas enfim, como você tá aqui pra falar de coisas boas, eu tenho que te parabenizar pela conquista, espero que assim te valorizem mais e parem de te dar papéis pequenos.

Nicole – Obrigada amiga, mas o assunto aqui é você. Então, me conta como foi essa queda, amiga, quando eu soube eu fiquei apavorada.

Camila – Por favor, nem queira me lembrar disso, eu vivi um verdadeiro inferno nesse dia e jamais quero voltar a viver algo semelhante.

Nicole – Como assim? Me conta essa história direito porque eu tô confusa.

Camila – Amiga, o que eu vou te contar agora não pode sair daqui de maneira alguma! (T) Enfim: Semana passada, depois de uma conversa do meu marido com o padre amigo dele, eu fiquei sabendo que o Ângelo casou comigo apenas para vingar-se de mim, e que na verdade eu sou a pessoa a quem mais ele odeia.

Nicole fica chocada com a história.

Nicole – Minha nossa, mas do que exatamente ele queria se vingar? O que você fez para esse cara?

Camila – Aí é que está, ele diz que eu sou a culpada pela morte do irmão dele, o Dimitrio, lembra dele? Então, ele diz que eu iludi ele e que levei ele ao suicídio, sendo que o breve caso que a gente teve terminou da forma mais amigável possível. Você não imagina o inferno que passei, com aquele homem me agredindo, me dizendo palavras de ódio gratuito e apontando um revólver para a minha cabeça.

Nicole – Minha nossa, eu não sei nem o que dizer! Um verdadeiro psicopata, isso o que o seu marido é! Mas e depois do acidente, como ficaram as coisas?

Camila – Ele disse que está totalmente arrependido, apesar do meu erro do passado, e que estaria disposto a esquecer tudo se eu desse uma nova chance a ele. Eu jurei para ele que jamais tive culpa na morte do irmão dele, e ainda sim ele insiste em dizer que sou a culpada disso. Enfim, eu pedi o divórcio e pedirei aos meus tios que eu volte a morar com eles.

Nicole – Nossa, divórcio em um casamento que só tem uma semana? Mas você tá certa, não pode viver debaixo do mesmo teto de um louco desses. Mas o que dirá aos seus tios?

Camila – Me julgue, mas não contarei nada disso a eles, porque seria capaz dos meus tios e do João matarem ele, e por isso inventarei algumas desculpas. E pode me julgar de novo, mas apesar do pedido de divórcio, eu amo o Ângelo e acho que será bem difícil desse sentimento sair do meu peito. Mas jurei a mim mesma que provaria minha inocência, mas mesmo amando ele, seria difícil eu voltar para seus braços.

Nicole – Que barra, amiga, e é por essas e outras que decidi ficar solteira para toda a vida… Mas enfim, eu vou indo, tô vendo que vou pegar um trânsito enorme agora.

Camila – Tudo bem, vai lá, mas antes me promete duas coisas: Que esse segredo jamais sairá daqui e que você não vai se drogar quando sair daqui.

Nicole – A primeira eu juro com direito a dedo mindinho, mas já a última não posso te garantir, mas enfim né…

Nicole aproxima-se de Camila e lhe dá um forte abraço de despedida e um beijo na bochecha; Em seguida, ela abre a porta do quarto e acena para Camila, que lhe retribuí o gesto, e sai, dando uma leve batida na porta.

CENA 9, HOTEL, EXTERIOR, NOITE

Ângelo estaciona seu carro em frente ao hotel e desce, abrindo a porta do banco de trás do carro; Ele ajuda Rebeca a descer, que está com alguns curativos no braço e na perna devido ao acidente.

Ângelo – Pronto, está entregue! E novamente, me desculpe pelo ocorrido, eu juro que não estava prestando muita atenção no trânsito.

Rebeca – Não precisa se desculpar, você foi muito gentil comigo em me socorrer, se fosse outra pessoa, acredito que não seria socorrida.

Ângelo e Rebeca sorriem; Ele pega sua carteira, e a pós a abrir, retira de dentro um cartão.

Ângelo – Caso precise entrar em contato comigo ou se aparecer algum problema devido ao acidente, me ligue.

Ela pega o cartão, e ao ler o nome que está ali, imediatamente lembra-se que Ângelo se trata do marido de sua filha.

Ângelo – Eu preciso ir, hoje foi um dia muito tumultuado… Até breve!

Rebeca acena para Ângelo, que entra em seu carro e dá a partida; Ela olha fixamente para o cartão, impressionada com a coincidência causada pelo atropelamento.

CENA 10, COMPLEXO HOSPITALAR, INTERIOR, NOITE

Leon, Salma, João e Clarisa estão reunidos no quarto junto à Camila, que dará um comunicado a toda a família.

João – Bom, então o que de tão importante você quer comunicar a todos nós?

Camila – Bom, provavelmente vocês irão me julgar, mas antes de tudo digo que estou em meus direitos, e que ninguém poderá impedir a minha vontade. (T) Enfim, quero dizer que assim que eu sair deste hospital, eu voltarei a morar com vocês.

Todos demonstram-se chocados com a decisão de Camila, principalmente Salma e Clarisa, vendo a volta da jovem como uma ameaça.

Leon – Como assim você quer voltar a morar na mansão? Mas e seu marido?

Camila – Eu não quero voltar a morar com o Ângelo, e tenho meus motivos, e espero que vocês respeitem minha decisão.

Clarisa – Não me diga que cansou do seu capricho de se casar em cima da hora e agora quer voltar a ser livre para correr atrás do namorado alheio?

Camila – Não priminha, engana-se você, porque não tenho vocação para ser uma pessoa agourenta e invejosa feito você.

Leon – Mas que motivos seriam esses para que você não queira mais viver com o seu marido? Ele te tratou mal alguma vez?

Camila resolve esconder de todos toda a verdade sobre a vingança de Ângelo, e resolve inventar uma desculpa convincente.

Camila – Sinto que todos vocês estiveram certos, e por isso toda aquela história de casar em cima da hora não deu certo, e sinto que não amo o Ângelo de verdade, e já disse a ele que darei entrada no pedido de divórcio, e minha decisão é irrevogável.

Salma – Ah claro, você termina com o meu filho, faz todos nós de palhaços com essa história de casamento para quê? Para uma semana depois você acordar de um coma para fazer todos nós de palhaços novamente? Não é a toa que você é filha de quem é.

Camila – Não meta minha mãe nisto que ela não tem nada haver. E mais, eu já disse que é uma decisão minha, mas pelo o que vejo seu descontentamento não é nem por eu estar querendo me divorciar, e sim, que eu possa ser uma pedra no sapato do João e da Clarisa.

Salma – Você quer a verdade? Sim, eu vejo que você está disposta a dificultar a vida do João e da Clarisa, afinal, por qual outro motivo você iria querer se separar de seu marido e voltar a morar naquela mansão bem quando eles estão juntos?

De repente, João resolve interromper a discussão e fica entre Salma e Camila.

João – Você se engana, mamãe, a Camila não pode atrapalhar meu romance com a Clarisa porque eu não a amo mais, e sim, amo a Clarisa. E além do mais, aproveito para dizer aqui que eu e a Clarisa iremos nos casar!

Todos se surpreendem com a decisão de João, principalmente Clarisa, que mesmo almejando um casamento com o primo, não esperava ter seu casamento anunciado naquele momento. A imagem se congela no rosto de João, e aos poucos, a imagem é transformada em uma carta amarelada com as letras do papel borradas.

15 thoughts on “A Desonra – Capítulo 18

  1. Parabéns William!
    Rebeca conheceu Ângelo por coincidência.
    Ângelo levou o que mereceu, gostei que Camila quis se separar.
    João numa atitude inesperada revela que vai se casar com Clarisa, algo que nem ela estava esperando naquele momento.
    Parabéns!!!

    Curtir

  2. Camila pediu divórcio do Ângelo, bem-feito
    Ângelo atropela, sem saber, a própria sogra e a socorre
    João se metendo numa enrascada…
    E a mal-amada da Salma implicando com a Camila, odeio ela, quero que o Leon fique com a Rebeca e esfregue a felicidade dos dois na cara dessa…
    Parabéns

    Curtir

  3. Camila esta decidida mesmo em se divorciar de Ângelo. As palavras dela foram bem duras mesmo, mas foram as verdades. Agora Ângelo terá que se rastejar para conseguir a confiança da moça de volta, já que o amor dela ele ainda tem. Rebeca já encontrou e conheceu Ângelo? Morto! Agora as coisas vão começar a melhorar ainda mais. Salma nem com a garota em coma deixa de ser chata. Começou com a história de que queria a sobrinha bem e tal, mas em seguida já foi jorrando veneno. E com a pressão do momento, João disse que vai casar com Clarisa. Grito! Nem ela sabia, estou em shock. Parabéns, Willian! 😀

    Curtir

  4. Camila pisou no Ângelo, muito que bem feito, ele mereceu, agora vai ficar feito cachorro sem dono atrás dela. Desconheço a tal Nicole, uma who. Clarisa apagadinha, quero uma volta triunfal da rainha. Ângelo se envolve num acidente com Rebeca. Ele nem suspeita que ela é sua sogra mas ela já sacou que ele é seu genro. João anuncia casamento com Clarisa achando que causaria algum tipo de ciúme na Camila, vai ser tombado.

    Parabéns Willian. 😀

    Curtir

  5. A Salma é MUITO irritante! Interessante a relação recém criada entre Ângelo e Rebeca… João e Clarisa acham que Camila está se importando horrores com a notícia do casamento deles, que ela está com rugas de preocupação… Alices.

    Parabéns 😀

    Curtir

  6. Ângelo fica abalado com o pedido de divórcio de Camila. Ângelo dirige transtornado pelas ruas e atropela Rebeca, que ironia do destino hein? Camila desabafa com Nicole sobre a vingança de Ângelo. Rebeca descobre que o homem que a atropelou é o marido de sua filha. João revela para a família, na frente de Camila, que irá se casar com Clarisa. Meus parabéns, Willian! 😀

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s