A Desonra – Capítulo 21 + Resumão (Última Semana)

Classificação Indicativa

Nos capítulos anteriores de A Desonra…

Após cair de um barranco, Camila encontra-se completamente ferida e desacordada, por conta do impacto da queda e das vezes em que a jovem bateu sua cabeça em diversas pedras. Salma lê o e-mail enviado por Rebeca e entra em pânico, porém, demonstra que está decidida a enfrentá-la e abre o jogo com Clarisa, revelando o motivo pelo ódio mortal que sente pela irmã, que é por Leon ter sido amante da irmã. Após tanto procurar, Ângelo encontra a esposa em uma parte dos campos da fazenda e entra em desespero, lhe batendo o arrependimento por tudo o que fez com Camila. Após comunicar toda a família, Ângelo providencia a entrada de Camila no hospital, que acaba entrando em coma por conta das pancadas. Sozinho com Camila no quarto, Leon aproveita-se do atual estado da filha e declara seu amor paterno por Camila, mas não contava com que Clarisa o ouvisse. Ela fica em fúria, pois agora sabe o real motivo pelo qual sempre foi protegida por Leon e acredita que a prima seria um obstáculo para que ela se desse bem sob seus tios. Ao saber do acidente da filha, Rebeca se desespera, e em uma atitude arriscada, decide ir até ao hospital onde Camila está internada. Decidida a livrar-se de uma vez por todas de Camila, Clarisa invade seu quarto e prepara-se para desligar seus aparelhos respiratórios, porém, acaba sendo surpreendida por Alma, que ali mesmo, lhe dá uma surra, porém, promete que não contará nada do que aconteceu. Do lado de fora, Rebeca acaba ouvindo tudo, e ao Clarisa sair do quarto, Rebeca ataca a sobrinha e a ameaça, deixando Clarisa confusa, pois não conhecia a senhora que a ameaçou. Salma acaba descobrindo sobre a visita de Rebeca à Camila, e Clarisa acaba ligando os fatos. Juntas, as duas juram que farão da vida de Rebeca um inferno. Salma revela a Alma que Rebeca está no país e pede segredo, para que em hipótese alguma, Leon e Camila saibam disso. Camila desperta de seu coma e logo Ângelo vai lhe visitar, porém, é recebido com frieza por Camila, que pede o divórcio. Camila recebe a visita de seus familiares, que confraternizam o seu despertar. Transtornado, Ângelo acaba atropelando Rebeca, e ao prestar socorros, ele lhe dá seu cartão. Camila comunica que voltará a morar na mansão Olmedo-Dorantes, para o desespero de Salma e Clarisa, que veem em Camila uma armadilha para que João abandone Clarisa. E decidido, João pega todos se surpreso, inclusive Clarisa, ao anunciar que em breve se casará com a jovem. Camila demonstra indiferença ao casamento de João e Clarisa, mas ainda sim, está decidida a voltar a morar na mansão. Rebeca conta a Vânia que foi atropelada por Ângelo e que esse acaso será mais fácil para aproximá-la de Camila. Tempos se passam, e Camila recebe alta do hospital, e o passar em frente ao teatro onde Camila trabalha, Eduardo acaba cruzando com a irmã e acaba entrando em choque ao encontrá-la. Rebeca e Ângelo se encontram numa cafeteria e ela aproveita mais este acaso para se aproximar do marido de sua filha. Leon tenta fazer com que João cancele sua decisão precipitada de se casar com Clarisa, em vão, mesmo que o rapaz não tenha feito isso por vontade própria. Rebeca encontra Clarisa na rua, que revela que sabe que ela é sua tia e mãe de Caamila, e ao destilar seu veneno para cima da tia, Rebeca a esbofeteia, tendo os tapas retribuídos pela sobrinha. Camila prepara-se para ir até a fazenda La Bella para buscar seus objetos deixados por lá. Eduardo conta a Rebeca que conheceu Camila, a deixndo completamente radiante, e também, ele revela que a partir de agora fará de tudo para se tornar amigo da irmã, sem que ela saiba de seu grau de parentesco. Ao mesmo tempo, Camila e Ângelo chegam ao povoado, mas Camila chega primeiro até a casa, e lá, é impedida por Inês de entrar, mas sem obedecer as ordens da criada, ela entra no quarto e começa a guardar seus objetos. Ao chegar na fazenda, Ângelo descobre que Camila estava por lá e eles tem uma breve discussão, e ao pegar algumas roupas para colocar em sua mala, Camila encontra a carta de Clarisa e lê tudo, ficando extremamente horrorizada.

CAPÍTULO 01×21 – SANGUE NOS OLHOS

Continuação imediata do capítulo anterior

CENA 1, FAZENDA LA BELLA, QUARTO DE ÂNGELO, INTERIOR, NOITE

Camila permanece em pânico com o que estava escrito na carta, que estava assinada por C. Olmedo-Dorantes.

Camila – O que significa isso, Ângelo? Que brincadeira é essa?

Ângelo – Mas como assim que brincadeira é essa? Vai se fazer de santa mais uma vez e dizer que não sabe de nada? Vamos Camila, assuma que você escreveu essa carta, que você escreveu a sentença de morte do meu irmão!

Camila – Mas eu juro que jamais escrevi isso, eu nunca enviei essa carta para o Dimitrio! Mas agora tudo está explicado, foi por causa dessa carta que você me trouxe para esse lugar apenas para se vingar de mim, é isso?

Ângelo – Perfeitamente, por causa desta maldita carta e aquele maldito colar que minha cabeça têm se atormentado a cada dia que passo, por causa de C. Olmedo-Dorantes, que na verdade, é você.

Camila – Não, você está enganado, eu nunca escrevi essa carta, essa letra não é minha! E tem mais, esse colar não é meu, apesar de ser igual ao que tenho.

Camila puxa o pingente de seu colar para fora de sua blusa e o mostra para Ângelo.

Camila – É quase impossível de enxergar, mas o meu colar tem o meu nome escrito nele na parte de trás, olhe com mais calma e você poderá ver!

Ângelo analisa o pingente de Camila, e fazendo força com sua visão, ele consegue identificar o nome de Camila ali.

Camila – E é bem provável que esse colar também tenha o nome da dona dele na parte de trás, e é o que eu vou te mostrar agora!

Camila pega o colar que estava junto da carta, e ao lado de Ângelo, ela força sua visão para enxergar se há a presença de um nome na parte de trás do colar; De repente, Camila entra em pânico novamente ao conseguir enxergar o nome da verdadeira dona do colar, se tratando de Clarisa, sua prima.

CENA 2, MANSÃO OLMEDO-DORANTES, SALA DE JANTAR, INTERIOR, NOITE

Todos jantam num completo silêncio, até que João quebra clima com um novo assunto.

João – E a Camila? Passará muito tempo naquele povoado ou será apenas essa noite?

Salma – Por que a pergunta? Acho que você não deveria se preocupar com a Camila quando a sua noiva está ai com você.

João – Eu só fiz uma pergunta, mamãe, só queria saber mesmo.

Leon – A Camila me ligou hoje cedo pra pedir o jatinho e disse que passaria apenas essa noite por lá, porque iria pegar as coisas dela na casa do Ângelo e logo depois dormiria em um hotel.

Clarisa – Como nota-se ela não desistiu dessa história mal contada de divórcio, mas não há dúvidas que mesmo assim ela não deixará de aproveitar essa noite com o pobre do Ângelo.

Leon – Tenha mais respeito com a sua prima e não diga coisas que você não sabe, menina.

Clarisa – Eu só estava brincando, calma…

Leon – Brincando, porém ela já sofreu tantas humilhações nessa casa por sua parte e por parte da sua tia que a gente não sabe mais quando é uma ironia ou quando é algo sério.

Clarisa cala-se diante da lição de moral de Leon e bebe um gole da sua taça de vinho; Salma resolve mudar o assunto do jantar.

Salma – Mas vamos falar de coisas mais agradáveis, por favor. João, quando você e a Clarisa vão começar os preparativos do casamento de vocês?

João – Muito em breve, mas ainda eu não fiz o pedido oficial da mão da Clarisa a vocês dois, mas isto deve ser em questão de dias.

Salma – Por mim não seria necessário, afinal, eu sempre quis o casamento de vocês dois, minha permissão neste caso seria inútil.

João – Porém eu preciso saber a opinião do Leon, mamãe, porque além de ter criado a mim e a Camila como os verdadeiros filhos dele, também criou a Clarisa assim, e claro, ele saberia dar uma opinião mais sensata sobre esse compromisso, sem ofensas.

Leon – Bom, a única coisa mais importante que tenho a dizer a vocês dois é que não façam com que esse casamento não seja uma brincadeira, e tomem como exemplo a prima de vocês, que uma semana depois de casada quis o divórcio.

Clarisa – Pode deixar, titio, nós dois jamais faríamos tal maluquice em nos casar para depois nos arrependermos. Se estamos nos casando, é porque estamos completamente apaixonados, não é meu amor?

João acena com a cabeça, em sinal de concordância à Clarisa; Com um sorriso malicioso no olhar, ela bebe mais um gole da sua taça de vinho e encara João. A família volta a conversar normalmente e suas vozes são abafadas, cortando para a próxima cena.

CENA 3, FAZENDA LA BELLA, QUARTO DE ÂNGELO, INTERIOR, NOITE

Abalada, Camila caminha de um lado para o outro com uma das mãos em sua cabeça; Ângelo não entende o desespero de Camila, a observando com uma expressão confusa.

Ângelo – O que tá acontecendo Camila? Não vai dizer que tá fazendo mais um desses dramas que você tá acostumada a encenar no teatro para fugir dessa história.

Camila (balbuciando) – Não pode ser… Não pode ser… Eu não acredito nisso… (T) Agora faz todo o sentido, foi ela, essa maldita desgraçada…

Ângelo – Para de rodeios e diz logo do que você está falando!

Camila – Você não entende? Ângelo, a mulher que escreveu essa carta e que é a dona desse colar é a Clarisa, a minha prima, a Clarisa!

Ângelo entra em estado de choque com a revelação dita por Camila, a princípio, sem conseguir acreditar no que foi dito.

Ângelo – Que brincadeira é essa, Camila? Como assim a dona desse colar é a Clarisa?

Camila (nervosa) – Tá aqui Ângelo, tá aqui no colar dela! E além do mais eu já disse que essa letra não é minha, e se foi assinado por C. Olmedo-Dorantes, só pode ser ela, ela é a verdadeira “a bela”, a mulher que causou o suicídio do seu irmão!

Camila chora de raiva por conta do momento, ao descobrir que Clarisa é a verdadeira culpada pelos momentos de inferno que viveu nas mãos de Ângelo; Ângelo demonstra estar sem reação, após ter feito Camila cruelmente por algo que Clarisa foi a verdadeira culpada.

CENA 4, MANSÃO OLMEDO-DORANTES, QUARTO DE CLARISA, INTERIOR, NOITE

Clarisa entra em seu quarto vestindo uma camisola de seda; Ela vai em direção ao espelho, com sua escova de cabelos em mão.

Clarisa – E o próximo passo para meu triunfo nesta mansão é a expulsão da Camila daqui, ela não pode tirar o João de mim e muito menos descobrir que é filha do tio Leon…

Enquanto escova seus cabelos, Clarisa pensa em algumas ideias, até que abre um sorriso malicioso.

Clarisa – Quem sabe o Eric tenha razão, eu posso ganhar muito em cima desse segredinho do tio Leon e da tia Rebeca, claro, assim quem sabe eu faça ganhar por fora um bom e gordo dinheiro… – risos.

Clarisa coloca sua escova em cima de uma cômoda e senta-se em sua cama, abrindo um lago sorriso malicioso.

Clarisa – Sua vida não podia estar melhor, Clarisa, com esse segredo em mãos e com um casamento que me levará a ter tudo o que almejo, minha vida está totalmente feita. Pena que a idiota da minha prima ainda seja um peso em vida, mas isso é questão de tempo, muito em breve eu mando você ir fazer uma festinha no inferno, eu juro.

Clarisa joga-se na cama e ri diabolicamente de seus planos para o futuro.

CENA 5, FAZENDA LA BELLA, QUARTO DE ÂNGELO, INTERIOR, NOITE

Ângelo tenta aproximar-se de Camila, que chora compulsivamente, escorada sob um armário.

Ângelo – Então quer dizer que, que você não é a culpada pela morte do meu irmão… Eu não sei mais o que pensar, sinceramente…

Camila (chorando) – Desde o inicio eu jurei de joelhos diante de você que não seria capaz de cometer uma atrocidade feito essas que tá na carta, eu jamais estive grávida do seu irmão e jamais roubei um só centavo dele. Por que, Ângelo, por que você escolheu a mim para fazer isso?

Ângelo – Porque desde o início a sua prima disse que você foi amante do meu irmão e escondia isso de todos!

Camila (chorando) – Minha prima, minha prima que sempre me odiou e jamais escondeu a inveja que sente por mim de coisas fúteis, mas eu jamais poderia desconfiar que ela seria capaz de me envolver numa história cheia de coisas podres feito essa! Eu me sinto usada agora, não sei se eu fico mais em fúria com o inferno que você me fez passar ou com a mente pérfida desse monstro chamado Clarisa Olmedo-Dorantes, a bela ou seja lá como ela gosta de ser chamada!

Camila ajoelha-se e chora descontroladamente, tomada pela raiva por Clarisa ao descobrir toda a verdade sobre a história da morte de Clarisa.

Ângelo – Mas eu juro que estou arrependido por todo o mal que te causei, vendo agora eu fui um verdadeiro monstro tomado pela precipitação e pela calúnia. Eu me sinto um idiota e usado por ter sido mais de uma vez vítima das calúnias da Clarisa. – soco na parede.

Camila (chorando) – Seu perdão não me vale de nada, o que vai adiantar se você conseguiu cumprir a sua vingança, só que em cima da pessoa errada? Um perdão não apagar os seus pecados!

Ângelo – Não, pode não apagar meus pecados, mas o que mais preciso nesse momento é do seu perdão, é importante para que nossa situação não continue sendo irreversível. E digo mais, depois de descobrir toda essa verdade, de que Clarisa é a verdadeira culpada da morte do meu irmão, minha vingança só começa!

Camila limpa suas lágrimas e levanta-se; Uma fria e decidida expressão toma conta de seu rosto. Ela fica de costas para Ângelo.

Camila – Você não vai vingar-se de ninguém, esqueça, o mal que você me causou em cima de uma vingança errada já basta. (T) Quem dita as regras dessa vingança agora sou eu, eu vou acabar com a Clarisa assim como ela acabou comigo, mas dessa vez, será de mulher para mulher!

Ela vira-se para Ângelo, que fica surpreso com a decisão de Camila.

Ângelo – Mas você não pode fazer isso, a morte do meu irmão é um assunto que corresponde somente a mim, eu sim tenho contas a acertar com essa garota.

Camila – Este assunto fugiu do controle que agora não interessa mais só a você, é assunto meu também. Clarisa foi capaz de cavar a minha cova com algo que ela cometeu,e por causa de todas essas intrigas, ela têm atingido seus objetivos fúteis. Não vou deixar ela realizar mais nenhum de seus caprichos à partir de hoje, isso incluindo iludir o coitado com João. Muito, mas muito em breve todos vão descobrir o verdadeiro demônio que vive dentro da mansão dos Olmedo-Dorantes.

Camila encara Ângelo com seu decidido olhar, o deixando bastante surpreendido e até assustado com o tom em que suas palavras saíram de sua boca.

CENA 6, O DIA AMANHECE

CENA 7, FAZENDA LA BELLA, COZINHA, INTERIOR, DIA

Ângelo estava sozinho na cozinha, tomando seu café; Camila sai de dentro de um dos quartos, ela havia dormido na casa de Ângelo, para que quando o dia amanhecesse, os dois voltassem juntos para a cidade.

Ângelo – Dormiu bem?

Camila – Sinceramente não, tive muitos pesadelos por causa daquela carta e daquele colar. Ainda não consigo digerir que a Clarisa conseguiu fazer tal barbaridade.

Ângelo – Agora eu quero que você me fale o que está pretendendo.

Camila puxa uma cadeira e senta-se de frente para Ângelo.

Camila – A primeira coisa que eu vou fazer quando chegar é ir no consultório do Dr. Gilbert, porque provavelmente foi com ele que a Clarisa encomendou o aborto. Pegarei uma cópia do prontuário e guardarei às sete chaves, pois ele vai me servir como prova. E falando nisso, eu precisarei da carta e do colar da Clarisa.

Ângelo – Eu imaginei que você fosse precisar desse envelope e por isso o deixei lá na sala. Mas e aí, seu plano entrará em ação quando?

Camila – Vai demorar, e muito, porque já tenho em mente o que farei, mas não posso te contar nada, apenas que durante esse tempo eu apenas blefarei com a Clarisa.

Ângelo – Okay, mas por hora, não terei nenhuma participação nisso? Afinal, essa desgraçada matou meu irmão.

Camila – Ângelo, eu disse que agora isso é coisa minha e que quem dita as cartas dessa vingança sou eu. Se você quiser se acertar com a Clarisa depois, é problema seu, mas por hora, só eu formatarei esse plano.

Ângelo – Como quiser…(T) E outra coisa, quero conversar sobre o divórcio…

Camila – Nós dois não temos o que conversar sobre isto, eu já decidi tudo e o João dará entrada na papelada para mim. Enfim, já arrumou sua mala? Vou esperar lá fora até você terminar tudo.

Camila pega sua mala e sai da casa pela porta que há na cozinha, abalada após Ângelo tocar no assunto do divórcio; Ângelo demonstra estar inconformado com a fuga do assunto da parte de Camila e passa suas duas mãos pelo rosto, soltando um longo suspiro de desânimo.

CENA 8, TEATRO, EXTERIOR, DIA

Nicole dá alguns maços de cédulas à Clarisa, que conta o dinheiro atenciosamente.

Nicole – Tá tudo aí patricinha, não precisa ficar contando o dinheiro.

Clarisa – Ah precisa sim, amada, com a expressão sedenta por erva na sua cara, é bem capaz que tenha esquecido de me dar alguns centavos, mesmo que eu tenha pavor à moedas, nunca é demais cobrar.

Nicole (irônica) – Ah, mas convenhamos, de cobrar você entende muito bem, não é? Patricinhas como você são as da pior espécie, umas verdadeiras vadias. – risos.

Clarisa – Garota você me respeita porque eu não sou suas companhias, e só não dou nessa sua cara porque tenho nível e é capaz de você me atacar feito um pitbull. E para sua informação, eu estou noiva, felizmente.

Nicole – Noiva, você? Nossa, não sabia que um tipinho feito você casava, não é considerado zoofilia, já que você é uma cobra? Me diga, quem é o coitado que vai casar com esta cascavel?

Clarisa – Felizmente serei esposa de João Omedo-Dorantes, meu priminho, que após tanto tempo enxergou que eu sou o verdadeiro amor dele.

Nicole – Uau, vejo que conseguiu seus objetivos de separar o pobre coitado da Camila, lhe parabenizo por isto. Mas me diga, não vai rolar um convite para a festinha, não?

Clarisa – Ficou louca? Vou te convidar para quê, para aparecer totalmente alucinada e falar alguma besteira? Mas é claro que não.

Nicole – Ah Clarisinha, faz isso não, eu que sou sua maior cliente e além de ser bem próxima da sua prima. Faz essa por mim, por favor?

Clarisa – Verei o que está em meu alcance, se tiver espaço na lista, eu coloco seu nomezinho, okay? Agora tenho que ir, preciso de um banho de espumas após tocar nesse pacote horroroso.

Ironicamente, Clarisa acena para Nicole, que retribui o gesto com um também irônico sorriso.

CENA 9, CONSULTÓRIO DE DR. GILBERT, CORREDOR, DIA

O local estava bastante abandonado, a maioria dos objetos do escritório estava dentro de algumas caixas; Camila e Ângelo chegam ao local e se deparam com a secretária do médico, que ainda prestava seus serviços por ali.

Secretária – Dona Camila, o que faz por aqui, deseja algo?

Camila – Moça por favor, eu vou te fazer um pedido e não me negue, por favor!

Secretária – Bom, não sei se poderei atendê-lo, afinal como pode ver, a maioria das coisas do Dr. Gilbert estão encaixotadas após a morte dele.

Camila – Então moça, me diga se os prontuários das pacientes dele e o computador dele estão em ordem, pois preciso com urgência verificar estes arquivos.

Secretária – Ai senhorita, está tudo em ordem no escritório sim, mas não sei se devo deixar a senhorita verificar eles, são confidenciais…

Camila – Por favor moça, é um caso de extrema urgência, sem os arquivos que preciso eu não poderei fazer um procedimento que necessito. Eu juro que não vou revelar detalhes sobre os casos do seu finado chefe ou fazer nenhum tipo de denúncia, mas por favor, me deixe verificar estes arquivos.

A secretária tenra relutar ao pedido de Camila, mas diante de suas insistências, acaba cedendo.

Secretária – Tudo bem senhorita, eu deixarei você e este rapaz entrar, mas desde que você não comprometa a meu finado patrão, pois quem acabaria se entendendo com a família dele seria eu.

Camila – Muito obrigada moça, eu juro que não direi a ninguém que estivemos aqui! (T) Vamos Ângelo, precisamos achar este documento!

Ângelo acena com a cabeça e segue Camila, que entra em uma das portas que estão espalhadas pelo corredor.

Corta para:

CENA 10, CONSULTÓRIO DE DR. GILBERT, ESCRITÓRIO, INTERIOR, DIA

Sozinhos no escritório, Ângelo e Camila tentam procurar algum arquivo que envolva o nome de Clarisa; Ele verifica as pastas, enquanto Camila procura no computador.

Camila – Não achou nada aí?

Ângelo – Não, já revirei pasta por pasta, em todas as ordens possíveis, mas nada, não há nenhum registro que envolva a sua prima. E você, encontrou algo?

Camila – Também não, acho que a Clarisa deve ter feito um belo e gordo suborno para que não fosse registrado nem um prontuário.

Ângelo fecha a gaveta de arquivos em que estava procurando o prontuário de Clarisa e aproxima-se de Camila.

Camila – Não tem nada de suspeito nessas pastas, são apenas prontuários comuns. Acho que minha paranoia está falando muito alto…

De repente, ela depara-se com uma pasta nomeada “confidencial” e suspeita; Ela clica na pasta e começa a analisar cada documento, até que encontra um dos documentos com o nome de Clarisa.

Camila – Eu acho que pode ser isso, vejamos.

Ela dá dois cliques no documento, que em seguida, se abre; Ela e Ângelo leem atenciosamente o documento, e ao se darem conta de que as suspeitas do aborto ter sido cometido por Dr. Gilbert, ele se entreolham.

Camila – Realmente as coisas saíram do controle mais do que pensávamos, eu conhecia o Dr. Gilbert desde menina e ele sempre foi um médico integro, acima de qualquer suspeita de prática de aborto. Agora faz sentido o porque ele e Clarisa haviam se aproximado…

Ângelo – E agora, qual é o seu plano?

Camila – Eu vou imprimir duas cópias disso e por segurança, guardarei o documento no meu pen drive. Liga a impressora para mim, por favor.

Ângelo liga a impressora para Camila, que procura em sua bolsa seu pen drive; Enquanto imprime algumas cópias do documento e o alva em seu pen drive, uma fria expressão toma conta de seu olhar, estando decidida a usar aqueles papéis para provar quem era verdadeiramente Clarisa.

CENA 11, OLMEDO-DORANTES ADVOCACIA, ESCRITÓRIO DE JOÃO, INTERIOR, DIA

João estava sentado em sua cadeira, demonstrando estar desatento e à toa, sem conseguir se concentrar em seu trabalho; Ele pega uma caixinha preta que encontra-se ao lado de seu computador, e ao abri-lá, tira de dentro a aliança de compromisso que dará a Camila e a encara fixamente, falando com si mesmo enquanto olha para o anel.

João – O que eu estou fazendo da minha vida? Por que tenho que pagar esse duro preço para te esquecer, Camila? Entrar em um casamento no qual eu não amo minha noiva… Ah Camila, se eu soubesse que você não me amava e que só me usou nesse tempo todo…

Ele resolve retomar o foco de seu trabalho e guarda a aliança dentro da caixinha; Ao se deparar com um porta-retratos ao lado de seu computador onde havia uma foto sua com Camila, ele vira o objeto e volta a analisar alguns processos judiciais.

CENA 12, MANSÃO OLMEDO-DORANTES, SALA DE ESTAR, INTERIOR, DIA

Camila entra na mansão, que se encontrava em completo silêncio; De repente, Gema surge até a sala, e ao ver a governanta, Camila retira seus óculos escuros e solta suas malas, correndo para abraçar a empregada.

Camila – Ai que saudades, Geminha, que saudades…

Gema – Também estive com muitas saudades, minha filha, mesmo que tenha sido uma noite só. Mas e aí, como foi? Você encontrou o seu ex-marido por lá?

Camila – Sim, e acabou que eu dormi por lá, não na mesma cama, é claro, mas depois te conto todos os detalhes. Agora me diga, a Clarisa se encontra?

Gema – Acabou de chegar da rua, e como de praxe, me tratou com toda a ignorância do mundo, e disse que iria tomar um longo banho de espumas, mas à esta hora, deve estar em seu quarto.

Camila – Eu vou até lá, preciso acertar algumas contas com aquela víbora. Deixe minhas malas aí, daqui a pouco desço para buscá-las.

Gema sente curiosidade pelo o que Camila diz, em acertar contas com Clarisa; Camila corre até as escadas e as sobe rapidamente.

Corta para:

CENA 13, MANSÃO OLMEDO-DORANTES, QUARTO DE CLARISA, INTERIOR, DIA

Trajando apenas suas roupas íntimas, cobertas por um roupão, Clarisa encontra-se em frente ao espelho secando seus cabelos com um secador de cabelos; De repente, Camila entra no quarto sem bater, e avistando o reflexo da prima contra o espelho, ela desliga o objeto e vira-se diante da prima.

Clarisa – Não sabe bater na porta, priminha? Mas agora que entrou, fala logo o que você quer.

Sem dizer nenhuma palavra, apenas com uma fria expressão no olhar, Camila aproxima-se de Clarisa em rápidos passos, e de repente, a segura pelos cabelos e a joga na cama.

Clarisa – Mas o que é isso, sua idiota, ficou doida?

Camila – Ainda não, mas é capaz que me mandem para um hospício após o que farei, porque temos muitas contas para acertar.

Camila encara Clarisa com uma fria expressão no olhar, enquanto a jovem demonstra estar confusa com o momento e ao mesmo tempo, sentindo dor pela agressão sofrida. A imagem se congela no rosto de Camila, e aos poucos, a imagem é transformada em uma carta amarelada com as letras do papel borradas.

27 thoughts on “A Desonra – Capítulo 21 + Resumão (Última Semana)

  1. Não machuque a minha Clarisa, Camila. Eu sei que ela merece, mas por favor. Brincadeira… Por mais que eu ame a Clarisa, ela deve levar uma boa surra sim. Fez muito mal para a Camila.

    Curtir

  2. Vem aí… uma nova surra – risos! Pulei a cena do João deve ter falado da Camila e também de besteiras. Parabéns William

    Curtir

  3. Me choquei que eu fui descendo e parei logo no momento em que Camila revela a verdade para Angelo, que choque.
    Amo essa virada.
    No mais parabéns, queridissima Willy, me perdoe por não poder acompanhar.

    Curtir

  4. Não sei o que dizer após esse capítulo, de verdade. Camila agora é quem dita as regras desse jogo, adorei a determinação da rainha. Ângelo será o comparsa e ela a protagonista da vingança contra Clarisa a partir de hoje. Me tremi todo! Bastante intrigado para saber como Camila vai desmascarar a cobra. Nicole e Clarisa conversando sobre o casório. Morri com algumas ofensas em determinados momentos. E esse GANCHÃO? Agora Clarisa vai começar a entender o motivo desses ataques da priminha contra ela.

    Parabéns, Willian! 😀 Final de temporada maravilhosa e muito atraente. Ansioso pelo próximo capítulo.

    Curtir

  5. Parabéns pelo capítulo! E olha, última semana da temporada já, passou bem rápido.

    Willian, queria agradecer muito por você colocar o resumão, pois me falta tempo pra conseguir ler alguns capítulos e o resumo me ajuda bastante.

    Curtir

  6. Parabéns William!
    Camila descobriu tudo e quer se vingar.
    Clarisa vai apanhar de novo, isso sim que é bom.
    Camila suprema vai acabar coma Clarisa vagaba.
    Ansioso pra continuação dessa reta final.
    Que virada magnifica da história.
    Ângelo também quer se vingar.
    Muito bom!!!1

    Curtir

  7. Quem essa who com o nome de Nicole pensa que é pra afrontar Clarisa desse jeito? Uma rameira dessas, felizmente foi pisada. Camila no seu momento Emily Thorne e preparando sua vingança pra Clarisa. E o gancho foi justamente um embate entre as duas, adoro, prevejo surra amanhã.

    Parabéns Willian, semana final envolvente.

    Curtir

  8. Mortinho q Ângelo e Rebeca ja se conhecem . Morto q Clarisa e Rebeca brigaram. Adorei, estava perdido pois tinha uns caps q não li.

    Socorro com o cap, Camila e Ângelo descobrem tudo , e a rainha decidida a acabar com a sonsa. Morri com a Clarisa e Nicole trocando farpas. Socorro que a Camila encontrou os documentos e agora vai acertar contas com a vadia. Q dê uma surra. Parabéns pelo cap Will, adorando os últimos caps

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s