Mundos Opostos – Capítulo 17

CENA 01: CASA DE JÉSSICA/FACHADA/EXT./NOITE

TRILHA SONORA: Fogo Sobre Terra – MPB-4 e Quarteto em Cy

O carro de Jair estaciona em frente à casa de Jéssica. Júlio abre a porta do motorista e sai do veículo. Ele estranha ao ver as luzes de casa apagadas.

JÚLIO – Ué, eles já foram dormir? Mas ainda são sete horas da noite…

Júlio se aproxima da janela da casa e não consegue ver nada. Ele estranha, mas mesmo assim resolve entrar.

CENA 02: CASA DE JÉSSICA/SALA/INT./NOITE

Mesma trilha sonora da cena anterior. Júlio entra e acende a luz. Ele estava de costas, fechando a porta. Ao se virar de frente para a sala, ele estranha a presença de uma caixa azul em cima do sofá. Involuntariamente, Júlio abre um tímido sorriso: ele já prevê que se trata de algo bom, pois azul é a sua cor preferida.

Ele se senta no sofá e põe aquela caixa no colo.

JÚLIO – O que será? Uma pedra de gelo pra imitar o meu coração?

Júlio ri da própria piada. Ele rasga o embrulho, abre a caixa e se surpreende ao se deparar com outra caixa, um pouco menor, e também azul.

JÚLIO – Gente… outra caixa?

E ele abre a segunda caixa. O que tem dentro? Outra caixa azul, também um pouco menor.

JÚLIO – Ai gente, que desperdício de material. Esse povo não tem pena do meio ambiente não…

Dentro dessa terceira caixa, um livro, de capa completamente azul, sem qualquer identificação.

JÚLIO – Um livro?

Júlio resolve abrir o livro. Ele se depara com uma mensagem manuscrita, e logo reconhece a letra.

JÉSSICA (voz) – Oi, meu filho. É a mamãe. Você já olhou no calendário? Pois é, hoje é o dia do seu aniversário. O dia mais feliz da sua vida, porque foi o dia em que você saiu de dentro de mim e veio ao mundo depois de nove meses. Acredite, foram nove meses carregados de alegria e felicidade, eu e o seu pai estávamos muito ansiosos pela sua chegada. E quando você chegou, nós te amamos muito, cuidamos muito bem de você, como nunca deixamos de amar e de cuidar. O nosso amor por você é incalculável, e tão grande quanto o amor que nós temos pelo seu irmão. Vocês dois são a nossa vida, e fazemos tudo o que for possível para vê-los bem, mesmo que pra isso a gente tenha que arriscar o nosso próprio bem estar.

Júlio sorri com a mensagem de Jéssica e beija a página.

JÚLIO – Eu também te amo muito, mãe. Te amo muito, muito mesmo. Eu ainda vou retribuir todo esse amor que a senhora tem por mim.

Júlio vira a página. Outra mensagem manuscrita, de uma letra bem conhecida dele.

JAIR (voz) – Hoje é o aniversário do meu filho querido. Júlio, nós sempre tivemos dificuldades em nos entender, eu quase nunca mostrei para você que eu gostava de ti, mas felizmente eu consegui perceber isso e estou fazendo o que posso para reparar isso. Estou fazendo o que posso para te mostrar que eu te amo, sim, tanto quanto eu amo o teu irmão, que vocês são os maiores tesouros da minha vida e que eu sempre vou amar vocês, sempre vou defender vocês com unhas e dentes.

Júlio sorri com a mensagem de Jéssica e beija a página.

JÚLIO – Também te amo, pai. O senhor tá conseguindo sim reparar o seu erro. Pelo menos o senhor pode consertar os seus erros…

Júlio enxuga as lágrimas que caem dos seus olhos. Ele vira a página e se depara com mais uma mensagem manuscrita.

JONAS (voz) – Se ser irmão fosse esporte olímpico, você ganharia a medalha de ouro. Sim, você nunca quis ter um irmão, mas quando eu cheguei você me deu muito amor e carinho. Foi tão forte que você nunca descontou em mim a frustração de ter ganhado um irmão mesmo sem querer. Você foi um excelente irmão pra mim, me amando e me dando carinho, mas também brigando comigo e me educando. Você era quase um segundo pai pra mim. Júlio, muito obrigado por ser essa pessoa maravilhosa que você é.

As lágrimas voltam a cair, e Júlio as enxuga. Ele beija a página.

JÚLIO – As melhores coisas entram na vida da gente sem ser avisadas. Você foi a melhor coisa que me aconteceu, maninho.

Um barulho chama a atenção de Júlio, que vira o rosto para cima. É Jonas, parado em sua frente, com os olhos cheios de lágrimas, sorrindo para ele. Júlio larga o livro em cima do sofá, se levanta e abraça Jonas com toda a força. Jonas retribui a força do abraço. Os dois não se aguentam e choram copiosamente, um no ombro do outro.

JÚLIO – Eu te amo, Jonas, eu te amo…

JONAS – Eu também, Júlio… tu também é a melhor coisa que me aconteceu. Muito obrigado por ser o meu irmão mais velho.

JÚLIO – Muito obrigado por ser o meu irmãozinho…

Jonas e Júlio se apartam do abraço. Eles se sentam no sofá, um do lado do outro. Jonas pega o livro e o devolve às mãos de Júlio, virando a página. Mais uma mensagem manuscrita.

RICARDO (voz) – Nossos laços de sangue são um pouco distantes, mas os laços afetivos são bem estreitos. Júlio, eu gosto muito de ti como primo e como pessoa. Olha, você pode não ter querido ganhar um irmão, mas eu posso dizer que você ganhou dois… um de sangue e outro de consideração que te amam, que te adoram e te consideram pacas. Você é muito importante pra gente. Feliz aniversário, Júlio.

Jonas enxuga as lágrimas de Júlio e apoia-se no ombro dele.

JONAS – Eu vou falar. O Ricardo foi o que mais demorou pra escrever.

JÚLIO (ri) – Já suspeitei.

Júlio vira a página. Outra mensagem manuscrita.

CAROLINA (voz) – Eu poderia falar muitas coisas bonitas pra você no dia de hoje, mas eu queria fazer diferente. Não sei a melhor forma de dizer isso, mas vou tentar tomar o máximo de cuidado com as minhas palavras. Todos nós sabemos que você foi capaz de coisas muito erradas lá no passado… eu, o seu irmão e o seu primo poderíamos estar guardando rancor de você até hoje, mas não podemos fazer isso, porque nós entendemos porque você fez isso, e também porque foi graças às suas atitudes que nós vivemos felizes com nossos respectivos parceiros. Pensando nisso, eu queria, além de lhe desejar feliz aniversário, desejar também que Deus lhe presenteie com uma pessoa que possa lhe fazer totalmente feliz, porque infelizmente eu não pude ser essa pessoa.

Júlio para de ler e levanta a cabeça, em uma tentativa de engolir o choro.

JÚLIO – Ai, Jonas, eu não sei se eu vou aguentar até o final…

JONAS – Aguenta sim, irmão. Tu consegue sim. Vai.

JÚLIO – É demais, Jonas. É demais…

JONAS – Vem, vamo lá na cozinha pegar um copo d’água pra ti.

Jonas e Júlio se levantam do sofá e vão em direção à cozinha. A trilha sonora vai abaixando aos poucos.

CENA 03: CASA DE JÉSSICA/COZINHA/INT./NOITE

Jonas e Júlio entram na cozinha e são surpreendidos pela festa de aniversário do segundo. Angelo, Bárbara, Carolina, Dimas, Felipe, Jair, Jéssica, Larissa, Maurício, Ricardo, Talita, Vinícius e Venâncio começam a cantar parabéns para Júlio, que não consegue mais segurar a emoção e chora à vontade.

TODOS – Parabéns pra você, nessa data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida!

A estrofe é repetida. Jonas abraça Júlio, enquanto Jair e Jéssica se aproximam para completar o abraço.

TODOS – É pique, é pique, é-pique-é-pique-é-pique! É hora, é hora, é-hora-é-hora-é-hora! Rá-tim-bum, Júlio, Júlio, Júlio, Júlio!

Uma salva de palmas para Júlio.

DIMAS – ABRAÇO COLETIVO!

Todos se aproximam para abraçar Júlio.

CENA 04: FORTALEZA/EXT./NOITE

Imagens da Avenida Mister Hull.

Imagens do Theatro José de Alencar.

Imagens da Praia do Futuro.

CENA 05: CASA DE GUTO E LUCIANA/QUARTO DE LUCIANA/INT./NOITE

Luciana está deitada na cama, de barriga pra baixo, mexendo no celular. A câmera mostra a tela do celular, revelando que a moça está conversando com Helena via WhatsApp.

LUCIANA (cel.) – Hoje é o aniversário do Júlio? Mas o signo dele não é Áries?

HELENA (cel.) – Pois é, também não sei o que é isso. Mas hoje é o aniversário dele, o Jonas me disse.

LUCIANA (cel.) – Já entendi. Você quer preparar uma festa pra ele amanhã num encontro da Corrente.

HELENA (cel.) – Exatamente. Se nós comemoramos o aniversário da Maria, por que não comemoramos o aniversário do Júlio?

LUCIANA (cel.) – Concordo. O que acha de fazermos a festa do Júlio aqui, tal qual fizemos com a festa da Maria?

HELENA (cel.) – Por mim tudo bem. Mas nós precisamos da opinião do resto da Corrente para decidir. Eu já sei que o Gustavo é a favor.

LUCIANA (cel.) – Acho que o Guto também não acharia ruim.

HELENA (cel.) – De qualquer forma, acho que será aí mesmo. Se houver votos contra, eles serão a minoria. E, como decidimos as coisas democraticamente…

LUCIANA (cel.) – Esse mês tá bem festivo, né? Tivemos a festa de aniversário da Maria, vamos ter a festa do Júlio amanhã e, no fim do mês, podemos ter o casamento do Igor e da Débora.

HELENA (cel.) – Verdade.

Helena e Luciana continuam conversando.

CENA 06: MANSÃO ANDRADE DA COSTA/SALA/INT./NOITE

Cassandra e Débora estão sentadas no sofá, uma de frente para a outra, conversando.

CASSANDRA – Apesar dos contratempos, tudo está saindo como planejado. Seus tios se comprometeram a cuidar dos preparativos do casamento e já devem estar procurando marcar a data. Muito em breve, você será esposa do Pedro Igor.

Débora solta um farto sorriso após ouvir aquilo da avó.

DÉBORA – Meu sonho vai se realizar, vó. Eu me caso com o homem que eu amo e ainda corto as asinhas daquela mistura de Xica da Silva com Maria do Bairro.

CASSANDRA – Mas você está ciente das dificuldades que lhe esperam, minha neta? Você terá que conquistar os seus tios e os seus primos para conseguir ser plenamente aceita como a esposa do Igor. Nossa permanência nesta mansão depende disso.

DÉBORA – Vai ser muito difícil, mas eu conseguirei. Eu só preciso daqueles dois favelados o mais distante possível desta casa, onde eles nunca mais nos causem problemas.

Cassandra e Débora sorriem uma para a outra.

CENA 07: FORTALEZA/EXT./NOITE

Imagens da Avenida Beira-Mar. Amanhece.

CENA 08: CASA DE MAURÍCIO E TALITA/COZINHA/INT./MANHÃ

Maurício, Talita, Vinícius e Venâncio estão sentados à mesa, tomando café da manhã. Felipe, sentado na cadeirinha, é alimentado por Talita.

VENÂNCIO – Cadê o Jonas e a Carolina? Tão dormindo ainda?

VINÍCIUS – Claro, né? Eles só vão se deitar lá pra meia-noite, claro que eles vão acordar tarde.

TALITA – Ai Vinícius, dá um desconto. Eles foram os últimos a sair da festa do Júlio, eles ficaram lendo com ele as mensagens que a gente escreveu pra ele…

VENÂNCIO – Espero que ele tenha gostado da minha mensagem.

MAURÍCIO – Com certeza ele gostou de todas as nossas mensagens. Todo mundo fez sua parte pra botar um sorriso no rosto dele.

Carolina e Jonas chegam à cozinha e se sentam à mesa. Sonolentos e cansados, os dois mal conseguem esboçar decentemente reações como sorrir.

VINÍCIUS – Bom dia, belos adormecidos.

CAROLINA e JONAS (sonolentos) – Bom dia, família…

Os sete tomam o café da manhã juntos.

CENA 09: CASA DE JÉSSICA/COZINHA/INT./MANHÃ

Jair, Jéssica e Júlio estão sentados à mesa, tomando café da manhã. Júlio demonstra sonolência.

JAIR – E aí, filho? Gostou da nossa surpresa?

JÚLIO (sonolento) – Se eu gostei? (ri) Ai, eu adorei a surpresa. Já quero uma surpresa parecida ano que vem.

JÉSSICA – Nós fizemos isso com o maior carinho pra ti, meu filho. Nós quisemos mostrar pra ti o quanto a gente te ama e te gosta.

JÚLIO – E conseguiram. Chorei tanto com as mensagens que eu consegui encher um copo d’água.

Os três riem.

JÚLIO – Eu me senti amado por todo mundo, me senti querido. Era tudo o que eu mais queria… foi o melhor aniversário que eu tive, foi o dia mais feliz da minha vida até agora.

JÉSSICA – Era tudo o que a gente queria também, te ver assim, feliz.

JÚLIO – Que pai, que mãe não quer ver o filho feliz, né?

Os três sorriem um para o outro.

CENA 10: FORTALEZA/EXT./MANHÃ

Imagens do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Imagens da Avenida General Osório de Paiva.

Imagens do Porto do Mucuripe.

CENA 11: MANSÃO ANDRADE DA COSTA/SALA/INT./MANHÃ

Helena e Igor estão em pé, conversando.

IGOR – Por mim tudo bem. A Corrente pode comemorar o aniversário do Júlio na casa do Guto e da Luciana.

HELENA – Ótimo. Local escolhido por unanimidade. Bom, de qualquer forma seria lá mesmo…

IGOR – Agora é só acertar o horário.

HELENA – Pode ser às seis da tarde.

IGOR – Vamo avisar o povo?

HELENA – Ai, vamo!

Imediatamente, Helena e Igor sacam seus celulares e começam a contatar os membros da Corrente pelo WhatsApp.

CENA 12: CASA DE GUTO E LUCIANA/COZINHA/INT./MANHÃ

TRILHA SONORA: Uptown Funk – Mark Ronson ft. Bruno Mars

Guto termina de guardar a louça do café da manhã e ouve o toque do WhatsApp. Imediatamente, ele interrompe o que está fazendo, pega o celular em cima da mesa e confere a mensagem.

HELENA (cel.) – Tudo certo. Vamos comemorar o aniversário do Júlio aí. Seis horas é um bom horário?

Guto começa a responder Helena.

GUTO (cel.) – Beleza.

HELENA (cel.) – Ótimo, agora vamo avisar o povo no grupo?

GUTO (cel.) – Ai, vamo!

CENA 13: MANSÃO ANDRADE DA COSTA/QUARTO DE GUSTAVO/INT./MANHÃ

Mesma trilha sonora da cena anterior. Gustavo está sentado na cama, concentrado na conversa via WhatsApp em seu celular.

DIMAS (cel.) – Que horas?

GUTO (cel.) – Seis horas da tarde.

JONAS (cel.) – Olha, gente, não precisa levar presente não. A gente já deu presente pra ele ontem.

RICARDO (cel.) – Agora, por favor, maneirem nas homenagens. A gente inventou de fazer um livrinho de homenagens pro Júlio e ele quase que se acaba de chorar.

GUTO (cel.) – Ótimo, tudo certo. Agora excluam esse grupo e vamo voltar pro grupo principal.

LUÍS (cel.) – Beleza!

Gustavo sorri.

CENA 14: CASA DE LARISSA/SALA/INT./MANHÃ

Mesma trilha sonora da cena anterior. Carolina, Dimas, Jonas e Ricardo estão sentados no chão da sala, conversando.

JONAS – Agora é só a gente inventar uma desculpa pra levar o Júlio até a casa do Guto e da Luciana.

CAROLINA – Ai, vai ser a coisa mais fácil do mundo. É só dizer que marcaram um encontro da Corrente lá.

JONAS – Mas a gente não falou sobre marcar encontro no grupo principal, ele pode desconfiar.

CAROLINA – A gente dá o nosso jeito.

RICARDO – Ai gente, ele vai chorar muito, já tô é vendo…

DIMAS – Mas ele vai gostar.

Júlio entra na casa de Larissa e estranha ao ver Carolina, Dimas, Jonas e Ricardo sentados no chão. A trilha sonora vai abaixando aos poucos.

JÚLIO – O que é isso? Vocês tão brincando de verdade ou desafio e não me chamaram?

Eles se levantam, ficando de frente para Júlio.

DIMAS – Júlio, a gente devia ter te avisado mais cedo, mas é que a Helena marcou um encontro da Corrente pra hoje à noite.

JÚLIO – Encontro hoje à noite? Mas onde foi que vocês marcaram? No grupo da Corrente do WhatsApp é que não foi…

JONAS – Eu disse que ele não ia acreditar…

CAROLINA – A Helena falou com o Jonas por telefone, foi por isso.

JÚLIO – Tá bom… e quando vai ser esse encontro?

RICARDO – Hoje, às seis da tarde, lá na casa do Guto e da Luciana.

JÚLIO – Tá certo. Já tamo lá.

CENA 15: FORTALEZA/EXT./MANHÃ

Imagens da Praia de Iracema.

Imagens da Avenida Alberto Craveiro.

Imagens da Avenida da Universidade.

CENA 16: CASA DE GUTO E LUCIANA/FACHADA/EXT./NOITE

Já passou um pouco das 18h. O carro de Jair estaciona em frente à casa de Guto e Luciana. As quatro portas se abrem: Júlio sai do banco do motorista, Jonas sai do banco do acompanhante, Dimas, Carolina e Ricardo saem do banco de trás. Os dois tocam à campainha e são prontamente atendidos por Luciana.

LUCIANA – Que bom que vocês chegaram. Entrem, sim?

Ela abre espaço para eles entrarem.

CENA 17: CASA DE GUTO E LUCIANA/SALA/INT./NOITE

Carolina, Dimas, Jonas, Júlio e Ricardo entram na sala e se surpreendem ao ver Gustavo, Guto, Helena, Igor, Luís e Maria levando um bolo de aniversário até uma mesa posta no centro da sala.

GUTO – Três! Dois! Um! Vai!

TODOS – FELIZ ANIVERSÁRIO, JÚLIO!

Júlio abre um sorriso ao ver o bolo.

LUÍS – Quantos anos, Júlio?

JÚLIO – 23.

Imediatamente, Guto, Luís e Maria vão até a cozinha. A atitude deles causa estranheza generalizada, mas ela não é muito levada em conta. Segundos depois, eles aparecem com uma caixa de ovos na mão cada e a abrem.

GUTO – VAMO DAR OVADA NO JÚLIO, AÊÊÊÊ!

TRILHA SONORA: Uptown Funk – Mark Ronson ft. Bruno Mars

Em uma euforia contagiosa, todos pegam os ovos e atiram na cabeça de Júlio, que se inclina para evitar que os ovos o sujem. Ao total, são 23 ovadas, uma para cada ano de vida do jovem.

CENA 18: CASA DE GUTO E LUCIANA/BANHEIRO/INT./NOITE

Mesma trilha sonora da cena anterior. Júlio abre a torneira da pia e começa a enxaguar os seus cabelos, em uma tentativa de amenizar o estrago causado pelas ovadas. Sua felicidade permanece estampada em seu rosto até o momento que ele observa Luciana se aproximar pelo reflexo do espelho. A trilha sonora é bruscamente interrompida.

JÚLIO – O que foi dessa vez?

LUCIANA – Hoje o Dimas e o Ricardo terminam.

Júlio fica nervoso com a frase de Luciana.

JÚLIO (nervoso) – Não, Luciana…

LUCIANA – O aniversário é seu, mas o presente é meu. Vou fazê-los brigar e terminar o namoro. Tudo o que você me disse ontem vai ser muito importante para esse momento.

Júlio encara o reflexo de Luciana com temor no olhar. A cena congela em um efeito preto-e-branco no reflexo dos rostos de Júlio e Luciana no espelho.

FIM DO DÉCIMO SÉTIMO CAPÍTULO.

Anúncios

33 thoughts on “Mundos Opostos – Capítulo 17

  1. Tudo indica, que ‘Escrava Isaura’ uma reprise, substituirá ‘Escrava Mãe’, em Novembro ,no mais tardar Dezembro.
    a pré-producao da trama ‘Belaventura’ está extremamente atrasada.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Não tenho muito o que falar, pois o capítulo foi voltado ao aniversário de Júlio. Esse jeito família é o que também me agrada na web. Vc esta conduzindo essa parte muito que bem. O gancho roubou as atenções sim! Luciana vai conseguir separar Dimas de Ricardo e eu vou curti pacas. Parabéns, Glay! 😀

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s