A Flor do Sertão – Especial 02

A Flor do Sertão - Logo

Um especial da trama das 21h escrita pelo novato Ari Rodrigues .

Então amados leitores, este é a última parte especial sobre a minha trama, que está em sua reta final. Hoje o capítulo 21 da trama dará espaço para essa mini coluna. A edição terá algumas informações bombásticas. Espero que gostem!

SINOPSE INICIAL

Antes de ter a sinopse oficial, a trama sofreu várias alterações.

Aroazes, Piauí, Brasil

Em meio às dificuldades do sertão piauiense, os moradores do Vilarejo Serra Branca levam uma vida feliz e se sustentam através da plantação de mandioca e da extração de babaçu na enorme fazenda do coronel Ramiro. Regina vive em uma casa simples com seus pais e seus oito irmãos. A bela jovem que atrai a atenção de todos se vê obrigada a mudar para a capital Teresina para conseguir dar  uma condição de vida melhor para sua família.

 Na cidade grande, as dificuldades aumentam e após muitas tentativas ela consegue um emprego na casa de Beatriz, uma mulher muito rica. No local, Regina se apaixona pelo playboy Ricardo, filho de sua patroa, que vê na moça uma oportunidade de se divertir enquanto ela pensa que encontrou um príncipe encantado. O romance dos dois chega ao ponto de Regina ficar grávida, mas o rapaz não assume a criança e a jovem fica desamparada até conhecer Antônio, que se coloca disposto a criar ela e sua filha.

Na nova cidade, Regina percebe todas as mentiras ditas por Antônio e terá que viver um mundo totalmente diferente. Com o passar do tempo, as relações ficam cada vez mais estremecidas e os conflitos aparecem cada vez mais.

MOMENTOS MARCANTES

CENA 12: FAZENDA DE RAMIRO, VILAREJO, MANHÃ (CAP.1)

Ao chegar na fazenda, Geraldo vai pra zona infantil. Chateado, ele distrai o irmão e foge da fazenda para ir pro rio. No momento, Ramiro chega de carro e avista o menino. O coronel o segue até no rio.

RAMIRO: Mas que guri safado! Saindo pra nadar  no horário de trabalho. Isso não vai ficar assim!

Ramiro desce do carro,  pega o menino pelo braço e o leva novamente para fazenda. Ao chegar lá, todos prestam atenção no coronel.

RAMIRO(gritando): Esse moleque estava no rio no horário de serviço! Não quero que isso se repita. Ai de quem se atrever a fazer isso novamente! Vai se arrepender!

CÍCERO: Me larga! Meu braço tá doendo.

Regina percebe a gritaria e se aproxima para saber o que está acontecendo. Ela avista o coronel segurando seu irmão pelo braço.

REGINA: Mas quem esse coronelzinho pensa que é para segurar meu irmão pelo braço?

Regina tenta avançar, mas uma mulher a segura.

MULHER: Calma, menina. Não afronte o coronel que será pior!

Regina consegue se soltar e no meio da imensidão de pessoas desafia Ramiro.

REGINA(gritando): Quem você pensa que é para machucar meu irmão? Larga ele agora!

Todos ficam impressionados com a afronta ao coronel. Ramiro e Regina se encaram.

[FLASHBACK] CENA 04: CARRO DE RAMIRO/INT./DIA   (CAP.6)

O dia está quente. Ramiro e Lívia estão dentro do carro dirigido pelo capataz da fazenda.

RAMIRO: Esse passeio vai ser inesquecível, meu amor…

Alguns instantes depois o carro para. Ramiro e Lívia descem e seguem a caminhada andando, enquanto o capataz fica dentro do veículo. Após muito andarem, eles chegam ao topo de uma montanha, que lhes permite apreciar uma bela imagem.

RAMIRO: Aproveite essa imagem, pois ela vai ser a última que tu vai ver na tua vida…

Ramiro pega uma arma e aponta pra esposa.

LÍVIA: O que é isso, meu marido?

RAMIRO: É o fim da tua traição, sua vagabunda. Achou que ia me fazer de corno e eu não descobriria?

Ramiro dispara contra sua esposa, que cai no chão. Ele se aproxima do corpo e dá um tiro certeiro na cabeça de Lívia.     

Ramiro pega o corpo e arrasta até onde está o carro. Ele joga uma pedra no veículo, fazendo com que o capataz saia do automóvel. O coronel aproveita e dá um soco nele.

CAPATAZ: Coronel?

RAMIRO: O que foi, seu desgraçado. Foi que tu me traiu e vai morrer.

Os dois começam uma briga. Ramiro atira no capataz. Ele coloca os dois corpos dentro do carro e começa a empurra-lo até que ele cai ribanceira abaixo. Ouve-se um barulho de explosão.

CENA 07: CASA DE BENTO/SALA DE ESTAR/INT./TARDE    (CAP.10)

Regina chega na casa de Bento. Ela bate na porta três vezes, mas ninguém atende. Após ouvir algumas risadas, Regina decide entra.

REGINA: Ele deixou o rádio ligado alto por demais. Que bom que vamo nos acertar!

Após andar pelos cômodos da casa, Regina chega ao quarto Bento. Ela se coloca em frente a ele. Do lado de fora era possível ouvir aqueles barulhos. Parecia um casal em seu momento intimo. Regina fica nervosa, sua respiração ofegante mostrava o medo de ver o que estava acontecendo ali dentro.

Regina hesita em abrir a porta, até que ouve um gemido de prazer. Ela respira fundo e coloca mão sobre a maçaneta e a gira lentamente. O close vai para seus olhos assustados com a cena que vê.

Bento e Francisca param de transar e encaram Regina.  Eles se entreolharam. O silencio toma conta do lugar. A decepção de Regina era evidente. Francisca e Bento se enrolam nos lençóis e se levantam.

REGINA: Bento… Eu num acredito!

BENTO: Regina…

Regina vai até Francisca.

REGINA: Como tu foi capaz?

FRANCISCA: Tu que não soube segurar um homem.

Regina dá um tapa no rosto de Francisca. Ela tenta revidar, mas Regina segura seu braço.

BENTO: Calma Regina!

Regina olha friamente para Bento.

REGINA: Acabou, Bento! Nunca mais me procure. E tu Francisca, vai ter uma lição que tava merecendo há muito tempo.

Regina dá outro tapa em Francisca e a empurra no chão.

FRANCISCA: Me solta, sua perdedora. Aceita que tu perdão o seu homem pra mim.

Em seguida, Regina se senta sobre a irmã e começa a preferir-lhe vários tapas.

REGINA: Quenga! Serigaita! Ordinária!                    

BENTO: Para com isso, Regina.

Vendo aquilo, Bento puxa Regina e a segura.

REGINA: Vai defender sua amante, é?

Regina dá um chute nas partes intimas de Bento, que cai no chão com dor.

REGINA: Isso é pra tu aprender a num trair mais ninguém, seu safado.

Francisca aproveita para sair dali. Só que Regina vê e vai atrás dela.

REGINA: Eu ainda não acabei com tu, sua sirigaita! Mas já que tu quer ir pra rua, vamo na rua. Todo mundo vai saber quem é tu.

Regina pega Francisca pelos cabelos e a arrasta pela rua.

REGINA (gritando): Tão vendo essa daqui? É uma sirigaita! Ficou com o noivo da própria irmã.

Muitos moradores curiosos vão se aproximando com a gritaria. Regina pega Francisca e estrega sua cara no barro.

REGINA (gritando): Eu vou abaixar seu fogo!

Regina pega um galho de um cacto e bate em Francisca.

REGINA (gritando): Agora eu e tu vamo pra casa e esperar painho chegar. Ele vai saber quem tu é de verdade.

Francisca empurra Regina e tenta correr, mas é alcançada pela irmã.

REGINA: Tu vai pra casa mais eu e é agora!

Regina leva Francisca até em casa pelos cabelos.

CENA 01: ÔNIBUS/INT./NOITE    (CAP.15)

Regina continua observando o motorista. Enquanto, dirige ele começa a fechar os olhos e tem rápidos cochilos. Regina percebe e se levanta para ir alertá-lo. O ônibus segue andando em alta velocidade, sem direção. Regina chega à cabine do motorista e consegue acordá-lo. Imediatamente, o motorista retoma a direção. Uma luminosidade toma a conta do ônibus. Um caminhão começa a buzinar, querendo passar na frente do ônibus. O caminhão invade a pista contrária e faz fila dupla. Outro caminhão segue na curva.  O motorista do primeiro caminhão não percebe a aproximação do veículo e continua correndo. Desafiado, o motorista do ônibus tenta chegar à curva primeiro. Os dois veículos chegam à curva e se deparam com o segundo caminhão. O primeiro caminhão tenta desviar e joga o ônibus ribanceira abaixo. O veículo cai em um córrego e é arrastado pela correnteza devido a forte tempestade.

Alguns gritos são ouvidos. Os passageiros acordam com a água gelada. Muitos tentam sair do ônibus, mas são pressionados para o fundo do veículo, que está totalmente tomada pela água. A câmera mostra pessoas sendo arrastadas pela correnteza. Uma mulher é arrastada e desaparecem em meio à água. O foco vai para Regina, desacordada, flutuando pelo rio. A câmera vai se afastando e mostra a jovem se afastando cada vez mais do ônibus. A imagem se escurece.

CENA 03: POUSADA/QUARTO/INT./NOITE  (CAP.17)

Francisca e Aroldo entram no quarto da pousada, vestidos ainda como noivos. Aroldo carrega Francisca nos braços. Eles estão felizes e se beijam.

AROLDO: Bem, como é que se costuma dizer? Enfim… sós!

FRANCISCA: Enfim mesmo. Eu não via a hora que estaríamos juntos e sozinhos em nossa lua de mel.

Aroldo a coloca no chão. Francisca vai até a janela da pousada e percebe que está no segundo andar.

AROLDO: Gostei desse lugar. Embora você tenha escolhido essa pousada e ela seja um pouco isolada de tudo, eu gostei. Já a conhecia?

FRANCISCA (mentindo): Uma prima havia me recomendado. Disse que a cidade é bonita e calma.

AROLDO: Eu achei um pouco isolada de tudo. Não há comércio, nem outros hotéis.

FRANCISCA: Ah, mas assim é melhor porque estando longe de tudo, teremos mais privacidade pra nossas loucuras!

AROLDO (excitado): Loucuras?

FRANCISCA: Você sabe… Ás vezes os gritos podem chamar atenção da vizinhança.

AROLDO: Gritos? Nossa! Você tá me deixando louco de vontade de…

Aroldo tenta agarrá-la, mas ela se desvencilha.

FRANCISCA: Calma amor! Pra quê a pressa? Estamos sozinhos neste fim de mundo e temos a noite toda só pra nós. Eu quero que tudo seja bem devagar. Bem forte e bem marcante.

AROLDO: E o que você tá pensando em fazer comigo, hein? Sua sapequinha?

FRANCISCA: Uma fantasia que tenho. Que sempre sonhei em fazer com você, mas teria que ser só depois de casado.

AROLDO (excitado): Ô minha Chica, meu sangue tá fervendo agora. E que tipo de fantasia você quer?

Francisca abre uma bolsa e tira dois pares de algemas. Aroldo ri.

AROLDO: Já sei. Quer brincar de polícia e ladrão. Quer que eu te prenda não é?

FRANCISCA (sedutora): Não meu amor. Eu é que sou a polícia hoje e você é o bandidinho malvadinho. Agora tira a roupa já.

AROLDO (animado): Só se for agora.

Aroldo fica completamente nu.

AROLDO: Vai minha Chica, amarra esse bandidinho malvado, amarra vai.

Ele se deita na cama. Francisca algema suas mãos na cama e depois os pés.

FRANCISCA: Agora você espera aqui que eu vô lá dentro do banheiro me arrumar pra você.

AROLDO: Tá bom. Tá ótimo. Mas não demora que eu tô em ponto de bala.

FRANCISCA: É. Eu tô vendo.

Francisca vai para o banheiro.

Corta rápido para: BANHEIRO.

Francisca se olha no espelho e seu sorriso se desfaz e um semblante macabro surge em seu lugar. Ela abre sua bolsa e tira uma lingerie vermelha e uma faca.

A câmera volta a focar no quarto.

AROLDO: Cadê você amor? Já tá pronta?

A porta do banheiro se abre e Francisca sai vestida com a lingerie vermelha e as mãos nas costas, escondendo algo. Aroldo, algemado na cama, muito excitado a admira.

AROLDO: Nossa! Incrível!

FRANCISCA: Gostou?

AROLDO: Adorei. Agora vem e pula em cima de mim. Vem minha gostosa.

FRANCISCA: Calma. Você reparou na cor da minha lingerie?

AROLDO: Vermelha! A cor do amor. Do sexo. Do desejo.

FRANCISCA: Eu diria também a cor do sangue. E combina perfeitamente com o momento que viveremos esta noite.

AROLDO (rindo): Como assim, amor?

FRANCISCA: Sabe o que eu tenho aqui nas minhas mãos?

AROLDO: Bem, se eu entendo um pouco de sadomasoquismo, só pode ser um chicotinho desses de brinquedo, não é?

FRANCISCA: Bem eu diria que o que tenho não é bem um chicote, mas também machuca e fere.

Francisca revela para Aroldo uma faca muito bem afiada.

AROLDO: Uma faca? Eu nunca tinha ouvido dizer que uma faca fazia parte de alguma fantasia.

FRANCISCA (com um semblante assustador): Da minha sim.

AROLDO (assustado): Que cara é essa, Chica? Cê tá me assustando! Que brincadeira é essa? Que diabo de fantasia é essa?

FRANCISCA: Não é fantasia coisa alguma. Tudo isso. Essa pousada no fim do mundo. Essas algemas. Nada disso foi uma brincadeira. Tudo foi altamente planejado.

AROLDO: Planejado? Porquê? Pra quê?

FRANCISCA: Tu acha mesmo que eu me casaria com você por amor? Olha pra você Aroldo! Mas olha bem pra você e olha pra mim e responda sinceramente se você acha mesmo que foi por amor.

Aroldo fica cada vez mais apavorado.

AROLDO: Desgraçada. Se não foi por amor, então…

FRANCISCA: Isso mesmo. Comunhão de bens. Tudo que é seu, agora é nosso. E com você morto, tudo que é nosso, será só meu.

AROLDO (gritando): Maldita! Não vai ficar com meu dinheiro. Não vai me matar.

FRANCISCA: Não?

Francisca se envolve em um lençol branco e com a faca na mão se deita sobre Aroldo que está algemado e não consegue se mexer.

AROLDO (gritando): Socorro! Alguém me ajuda! Socorro!

Francisca se cobre e cobre Aroldo com o lençol branco. Ela lhe aplica facadas enquanto ele grita de dor. Pelo lençol podemos ver Francisca o golpeando cada vez mais, os gritos de Aroldo cessam, e o lençol branco aos poucos vai ficando vermelho de sangue.

SIMULAÇÃO DE AUDIÊNCIA – REPRISE

A Flor do Sertão - Logo

NOVELA: A Flor do Sertão
HORÁRIO: 18h00
DE: Ari Rodrigues
META: 07 pontos

Estreia: 06 de Março de 2017
Término: 31 de Março de 2017

-Com 20 capítulos

Média Decimal: 11.90 pontos

06/03 a 10/03/2017 13 10 09 10 08 = 10
13/03 a 17/03/2017 14 12 11 10 10 = 11
20/03 a 24/03/2017 14 14 12 11 12 = 13
27/03 a 31/03/2017 13 14 13 13 15 = 14

MÉDIA-GERAL: 12 pontos – Grande Sucesso

NOVO LOGOTIPO

“A Flor do Sertão”, web-novela de Ari Rodrigues que, está no capitulo 20, vai inovar e irá ter um logotipo exclusivo para a última semana.

A Flor do Sertão - Logo

ABERTURAS

Além de um novo logotipo, a web-novela ainda terá uma abertura para cada capítulo durante essa última semana. A ideia é inspirada na série “Justiça”, da Rede Globo. O nome dos atores aparecerão de acordo com a participação de seu personagem no dia.

SURPRESAS

“A Flor do Sertão” trará inovações para o Tv Mix, mas as surpresas não acabam por aí. A reta final será de uma forma diferente, com algo nunca visto no blog. Aguarde…

AMANHÃ: CAPÍTULO ESPECIAL DA NOVA FASE EMBALA A RETA FINAL DA TRAMA.

PAULA: Chega mãe! Eu já sei que o Antônio não é o meu pai. Quem é o meu pai, mãe? Eu quero saber toda a verdade!

tv_mix_logo

Anúncios

17 thoughts on “A Flor do Sertão – Especial 02

  1. O Tv Mix exibiu na noite desta sexta-feira (25), um especial da web-novela das nove, “A Flor do Sertão”, substituindo o capítulo 21, que será levado amanhã (28/08). A mini coluna conseguiu se isolar no segundo lugar e alcançou a liderança, aproveitando do recorde negativo de “Velho Chico”.

    O especial, assinado por Ari Rodrigues, exibido entre 21h30 e 22h00, marcou segundo dados consolidados do Ibope Tv Mix 10.4 pontos de média e chegou a picos de 14.3 pontos na Grande São Paulo, alcançando cerca de 0.0001 milhões de leitores.

    No confronto direto, a Rede Globo, ficou em primeiro lugar isolado com 14.9 pontos de média, o SBT, ficou em terceiro lugar com 8.6 pontos de média e a Record, apareceu em quarto lugar empatada com a Band com 1.4 pontos de média.

    Contra o “Zorra”, o especial alcançou a liderança entre 21h56 e 22h00, com 11.7 e picos de 14.3. A Globo ficou com 11.4. Já contra o capítulo de recorde negativo de “Velho Chico”, o especial ficou em segundo ligar por um placar de 15.8 a 10.3.

    Vale lembrar que o especial só alcançou alta audiência no final por causa da espera de “Alvos da Sociedade”, que teve 22.7 com picos de 26.9. A trama das 22h alcançou a liderança isolada. No confronto direto, a Rede Globo, ficou com 11.9 pontos de média, o SBT, ficou com 11.4 pontos Record apareceu com 0.1 pontos de média.

    Os dados apresentados são consolidados e refletem a preferencia de um seleto grupo de espectadores situados na Região Metropolitana do Tv Mix. Cada ponto na capital paulista equivale a 0,002 mil domicílios ou 0.0000023 mil espectadores.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Na velha sinopse percebo que vc daria mais valor a segunda fase, o que eu não sei como seria. Se fosse assim, o título iria mudar mesmo. Não me relembre essas cenas… 😭 Eu me recordo daquele tempo de estréia e dos demais personagens. O ponto alto da web, sem duvidas. ❤ Em relação a reprise, eu aposto uns 14/15. Nada de 12, ok? :* QUE LOGOTIPO LINDO! Simplesmente ótimo e belo, agora a flor foi pra cidade. Ansioso por demais dessas inovações que vc vai fazer, e pela reta final que promete muuuito! Parabéns Ari! ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s