Alvos da Sociedade – Capítulo 10 (Antepenúltimo Capítulo)

Divulgação

Algumas dores não tem cura

 

CENA 1 (Noite)

Quando finalmente eles chegaram até o ponto de partida, Adryan e Janele ficaram um de frente para o outro e se abraçaram fortemente.

Janele: Obrigada por ser meu melhor amigo.

Adryan apenas chorava.

Janele: Conte sempre comigo.

O abraço dos dois foi interrompido pela chegada de um policial que puxou Adryan para o lado e outro que empurra Janele para longe.

Policial: Adryan Allen Orc, você está preso!

A expressão de desespero de Janele e Cassie só aumentaram ao ouvirem os gritos de Adryan.

Adryan: Me solte!

Cassie, movida pelo desespero agarrou um dos policiais pelo pescoço na tentativa de salvar seu filho.

Cassie: Deixem meu filho em paz!

Marcele e Janele tentam conter Cassie para impedi-la de agredir aqueles policiais.

Policial: Senhora, seu filho deverá nos acompanhar até a delegacia.

Cassie: Não, não… – Cassie é finalmente contida, ela cai no chão em lágrimas enquanto via seu filho sendo algemado.

Cassie: Adryan, meu filho! – Ela vai até ele e o abraça, os policiais respeitam os minutos entre família, Adryan apenas chorava, não conseguia dizer nenhuma palavra, apenas dor existia em seu coração.

Os passos rápidos levaram Adryan até a saída do aeroporto, os olhares curiosos das pessoas observavam enquanto ele era guiado como um criminoso, e ele era, uma pessoa imunda que iria pagar por seus crimes graças a denúncia de Geórdio.

Cassie, Janele e Marcele seguiram o tumulto até o lado de fora,  Adryan foi levado até uma viatura e mesmo Cassie insistindo para ir junto os policiais não permitiram.

Cassie: Onde estão levando meu filho?

Desesperada, ela segurou o braço de um dos policiais que lhe disse o endereço, enquanto Janele aguardava um pouco mais afastada ao lado de Marcele.

Janele: Marcele, pegue as malas de Cassie e Adryan e aguarde na casa deles.

Marcele: O que está acontecendo, dona?

Janele: Agora não é o momento, apenas faça o que eu lhe pedi.

Marcele faz um aceno positivo com a cabeça e sai logo em seguida.

Janele caminha apressadamente para alcançar Casssie que estava tentando parar algum táxi na rua.

Janele: Cassie!

Ela tenta conter Cassie que já invadia a avenida tentando parar algum carro que a levasse até a delegacia, mas Cassie a empurra.

Cassie: Me deixe em paz! Eu preciso salvar meu filho.

Janele via o desespero escorrer pelos olhos e pelas palavras de Cassie, e também começou a chorar.

Janele: Cassie, vem comigo, eu estou de carro.

Dizendo aquilo a expressão de Cassie mudou completamente, era como se Janele fosse sua única esperança naquele momento.

Cassie a abraça desesperada e chorando.

Cassie: Ajuda meu filho, por favor, ajude-o!

Comovida, Janele também chora, o breve abraço é interrompido pela correria que se seguiu, as duas entram no carro de Janele e se dirigem para a delegacia.

 

CENA 2 (Noite)

Geórdio poderia ter suas atitudes confundidas, mas ele era um homem honrado e que fazia de tudo para manter sua família unida, e não se pode julgá-lo por isso. Afinal se ele traiu Luciana algumas vezes, isso não importa, homens tem suas necessidades e suas esposas tem que entender isso, a carne é fraca.

Por esse motivo Luciana estava se comportando como uma vagabunda ao recusar o amor verdadeiro de Geórdio, e ele iria mostrar a verdade a ela. Estavam os dois na delegacia.

Luciana esperava na recepção enquanto Geórdio falava com o delegado, não era horário de visita, mas com alguns dólares as pessoas conseguem o que quiser, até mesmo a justiça pode ser corrompida com dinheiro.

Geórdio voltava da sala do delegado.

Geórdio: O delegado nos deixou ver nosso querido filho por alguns minutos, apenas.

Luciana estava aflita, ela ainda não acreditava, na verdade ela não queria acreditar que aquilo fosse verdade, seus passos foram guiados por seu marido e os dois finalmente entraram numa sala qualquer com pouca iluminação, em seguida um policia leva Aslan algemado até eles.

Luciana se desespera e chora ao ver seu filho.

Luciana: Aslan, ai meu Deus, o que fizeram com você?

Ela o abraça enquanto chora, Aslan também começa a chorar.

Aslan: Me tire daqui.

Luciana: O que você fez meu filho?

Aslan: Foi um acidente, eu juro. – Ele chorava desesperadamente. – Vocês vão me tirar daqui, não vão?

Geórdio sorria ao ver a cena.

Geórdio: Isso só vai depender da sua mãe, não é mesmo, meu amor?

Ele olha para Luciana, que estava aflita e trêmula. O assunto não foi mais tocado naquela sala, até que depois de poucos minutos Aslan foi levado pelo policial de volta para sua cela.

Luciana permanecia arrasada.

Geórdio: Você viu só como seus filhos vão ficar bem depois que você morrer?

Luciana permaneceu em silêncio.

Geórdio: Você precisa de mim. – Ele a puxa para si. – Diga que me ama.

Com lágrimas frustradas nos olhos, Luciana cedia mais uma vez.

Luciana: Eu te amo.

Geórdio: Diga com vontade, vagabunda! – Ele acerta um tapa no rosto de Luciana a derrubando no chão.

Luciana: Eu te amo! – Ela grita.

Geórdio: Boa cadelinha, agora me beije como se a vida de nosso filho dependesse disso.

Luciana se levanta, com lágrimas nos olhos ela se aproxima de Geórdio e o beija calorosamente, e depois do beijo ela implora.

Luciana: Salve meu filho.

Geórdio: Você promete me amar, respeitar, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza até que a morte nos separe? – Diz ele pegando uma aliança do bolso.

Luciana: Eu prometo.

Geórdio coloca a aliança no dedo de Luciana.

Geórdio: Eu nos declaro marido e mulher.

Ele sorri vitorioso enquanto que Luciana chora humilhada mais uma vez.

 

CENA 3 (Noite)

Cassie e Janele chegam rapidamente na delegacia, Cassie vai falar com o delegado, mas o mesmo se recusa em permitir que vejam Adryan. Já na recepção, Cassie chorava descontroladamente.

Janele: Eu vou ligar para um advogado conhecido meu, tenho certeza que ele vai poder nos ajudar.

Cassie: Faça isso, por favor, eu pago o que for necessário.

Janele: Não se preocupe, nós conseguiremos ajudar Adryan.

Cassie chorava, ela esperou que Janele terminasse a ligação e em seguida ela fala esbravejando sua raiva.

Cassie: Seu pai destruiu minha família. – Janele apenas ouviu assustada. – Eu vou matar esse desgraçado! Eu vou mata-lo com minhas próprias mãos!

É como se o destino quisesse brincar com as pessoas, Geórdio e Luciana voltavam da sala onde há pouco tinham encontrado com Aslan, e se deparam com Cassie e Janele na recepção da delegacia.

Geórdio: Quem é que você pretende matar?

Cassie volta-se a ele e sua expressão muda completamente, todo mundo podia ver a vontade de matar em seus olhos.

Cassie: Você… Seu monstro! – Ela salta para cima de Geórdio e desfere um golpe de mão fechada no rosto daquele homem. – Eu vou acabar com você!

Geórdio: Socorro, essa louca está me agredindo!

Os policiais aparecem rapidamente e contém Cassie.

Geórdio: Prendam essa mulher! – Ele grita. – Essa desequilibrada.

Janele: Pare com isso, já chega!

Geórdio: Me surpreendo você com essa daí, Janele.

Luciana: Filha…

Janele: Me surpreendo vê-los juntos, mãe. – Ela olha para Luciana. – Depois de tudo o que esse homem fez você ainda continua do lado dele? – Ela começa a chorar. – Depois dele ter me agredido! – Era visível as marcas roxas no corpo de Janele. – Mãe, por favor.

Luciana: Minha filha, eu não tenho escolha.

Geórdio: Vamos embora.

Policial: Você vai registrar uma ocorrência contra essa mulher?

Janele: Não! Ele não vai. – Ela encara Geórdio. – Ele também me agrediu e se não quiser responder isso judicialmente ele vai pensar duas vezes antes de acusar Cassie.

Geórdio: Como quiser. – Ele sai sorrindo enquanto Cassie gritava de raiva.

Luciana parou no meio do caminho, era aquele o momento onde ela devia fazer sua escolha.

Janele: Mãe… Por favor.

Luciana deixou apenas uma lágrima de presente, ela sabia que era certo seguir Geórdio e deixar seus filhos para trás, afinal seu futuro dependia disso.

Os policiais soltam Cassie que não consegue se levantar, Janele vai até ela.

Janele: Cassie, não se preocupe. – Ela chora abraçada a Cassie. – Esse homem pode ser meu pai, mas eu prometo, ele vai pagar por tudo isso.

 

CENA 4 (Noite)

Titânia teve seu corpo transferido para o IML, afinal Patifa queria estudar melhor o caso e saber ao certo o que estava por trás daquele mistério, depois de organizar as fichas em sua mesa, Duke e Alice entram, eles pareciam arrasados.

Patifa: O que aconteceu?

Alice: Perez foi submetido a uma cirurgia.

Patifa: E…

Duke: Ele não resistiu.

Era lamentável os rumos daquela investigação, todos estavam em perigo. Depois do tiroteio que houve no escritório de Titânia, os policiais e a ambulância foram alertados. Patifa enviou o corpo de Titânia ao IML, e Perez foi para um hospital as pressas, mas acabou não resistindo.

Patifa: Já sabemos que Titânia fazia parte dos assassinatos, afinal não estamos lidando com um assassino e sim uma quadrilha.

Duke e Alice se entreolham.

Patifa: Perez não morreu em vão, e nós vamos descobrir toda a verdade. – Ela suspira. – Geórdio também parece suspeito, porém não temos provas suficientes contra ele.

Alice: E o que você pretende?

Patifa: Espero que ele cometa algum erro, afinal o corpo de Titânia foi enviado ao IML e quem vai dar o laudo da morte dela será ele. – Ela sorri triunfante.

Duke: Mas se você desconfia que é uma quadrilha…

Patifa: Exatamente, tinha mais alguém ajudando Geórdio e Titânia nos assassinatos. – Ela suspira. – Ainda não sei quem e nem quantas pessoas estão envolvidas, mas vamos descobrir.

 

CENA 5 (Amanhecer)

Aquela noite foi uma noite maravilhosa para Geórdio, depois de muito tempo conseguiu finalmente deitar-se com Luciana como homem e mulher, ela permitiu-se ser penetrada por ele várias vezes, e deixou que Geórdio a chamasse pelo nome da amante. Enquanto Geórdio a penetrava, ele sussurrava em seu ouvido.

Geórdio: Titânia, sua gostosa.

Luciana deixou-se ser usada, ela acreditava que aquilo salvaria seus filhos do caos que seria depois de sua morte.

O dia nasceu mais uma vez, Geórdio se levanta e segue para seu trabalho como sempre enquanto que Luciana permanece na cama, ela chorava silenciosamente, a sensação era como se estivesse sendo violada pelo próprio marido, mas isso é totalmente permitido, afinal o marido pode muitas vezes exigir o sexo da parte de sua esposa, mesmo que ela não queira é direito do marido ter uma noite de prazer e obrigação da mulher lhe satisfazer na cama.

Deixando as cenas de nudez de lado, Geórdio chegou mais alegre em seu trabalho, ele estava sorridente e arriscava até em assoviar. Ele cantarolava alegre enquanto levava alguns corpos para outras salas.

Evelin, sua assistente vinha de outra sala e se encontra com Geórdio no corredor.

Evelin: Você parece bem feliz.

Geórdio: E estou mesmo. – Disse ele sorrindo.

Evelin: Tem um corpo na sua sala para análise.

Geórdio: Que seja…

Evelin: Como estamos em falta no quadro de funcionários, temo que tenha que fazer os primeiros preparativos sozinho, pois terei que me ausentar por alguns minutos.

Geórdio: Não tem problema, eu sei resolver isso sozinho.

Evelin sai e Geórdio entra na sala. Ele coloca suas vestimentas necessárias e em seguida suas luvas. Seus passos são calculados e o dirigem até o corpo, ao retirar o lençol ele revela o rosto do cadáver.

Geórdio: Titânia!?

Ele estava surpreso e ao mesmo tempo assustado. Sua primeira reação é recuar poucos metros para trás.

Geórdio: Então mataram você…

Ele lê no formulário da morte de Titânia e percebe que estava descrito que a tinham encontrado em uma rua escura da cidade.

A marca do tiro era visível, o propósito da análise era buscar algum vestígio de quem havia matado Titânia, como se ela tivesse sido assassinada, Geórdio não conseguia ligar os pontos, ele não podia imaginar que tivesse ocorrido uma troca de tiros entre ela e Perez.

Geórdio: É uma pena que você tenha morrido.

Ele retira todo o lençol e acaricia o corpo nu de Titânia, ele fica excitado e baixa a calça até o tornozelo, em seguida sobe sobre o corpo de Titânia. Ele introduz seu órgão no cadáver, a sensação parecia maravilhosa, sua expressão era de imediato prazer.

Geórdio: Vou lhe garantir seu último desejo. – Ele continua os movimentos até chegar ao ápice. Ao contrário de Adryan, Geórdio não estava se sentindo sujo por ter feito sexo com um cadáver, pelo contrário, era uma experiência agradável e o fez recordar os últimos momentos dele com Titânia.

Geórdio: Minha querida. – Ele acaricia o rosto dela.

 

CENA 6 (Manhã)

Algumas horas depois Aslan finalmente deixava a cadeia, ele não se esbarrou com Adryan, e em ficou sabendo da prisão do rapaz, assim que ele sai do presídio ele se encontra com Luciana.

Luciana: Filho…

Ela corre abraça-lo, os dois choravam.

Luciana: Vamos para casa.

Aslan: Obrigado por me salvar. – Eles continuavam abraçados.

Luciana: Eu não vou deixar nada acontecer contigo.

Os dois se dirigem até o carro, mas Luciana sente uma tontura e tenta se apoiar em Aslan.

Aslan: Mãe, você está bem?

Ela é amparada por ele, ao ver o olhar preocupado do filho ela apenas solta um suspiro.

Luciana: Foi apenas uma tontura, eu estou bem…

Ela tenta se levantar, mas não consegue, era inútil e ela desmaia nos braços de Aslan.

 

 

CENA 7 (Manhã)

Janele estava na casa de Cassie, ela se recusava voltar para sua casa, no seu ponto de vista, sua mãe havia lhe traído da pior forma ficando ao lado de Geórdio.

Talvez por Janele dormir até tarde ela não viu Cassie se levantando logo cedo e caminhar rapidamente até a cozinha.

Marcele: A senhora vai sair?

Cassie: Eu vou fazer o que eu deveria ter feito há muito tempo.

Cassie sai e Marcele corre desesperada até o quarto de hospedes onde Janele estava.

Marcele: Com licença, dona.

Janele desperta rapidamente saltando da cama.

Janele: O que houve?

Marcele: A Cassie saiu, ela estava estranha, por favor, não deixe que nada aconteça com ela.

Desesperada, Janele corre trocar de roupa e rapidamente sai.

 

CENA 8 (Manhã)

Duke e Alice caminhavam lentamente em direção ao IML para conseguirem provas contra Geórdio, na entrada eles percebem uma movimentação e param abruptamente.

Alice: Vamos esperar aqui.

Duke: Não seria melhor aproveitar a movimentação para invadir o local a procura de provas?

Alice o encara e concorda, os dois entram rapidamente sem serem vistos pelos seguranças que lutavam contra uma mulher que tinha sangue nas mãos, ao passar pela recepção eles viram ela sendo levada pelos seguranças, era Cassie, ela tinha sangue nas mãos e pelo corpo, era sangue humano.

Cassie: Desgraçado! Desgraçado!

Uma cena horrível de um crime, Janele entrou logo em seguida, ela viu o sangue espalhado pelo chão e Cassie se debatendo para que os seguranças soltassem ela, os olhos de Janele correm em volta a procura de Geórdio, ele não está mais ali, talvez estivesse na outra sala onde estava o rastro de sangue.

Janele: O que está acontecendo aqui?

Ninguém a respondia, os seguranças tentando levar Cassie, e algumas movimentações indo e voltando, várias pessoas pisoteando naquele sangue.

Janele: Você o matou…

Ela estava surpresa, via a morte nos olhos de Cassie, ela realmente tinha coragem de matar Geórdio.

Aproveitando-se da confusão, Alice e Duke conseguiram invadir o IML sem serem vistos.

 

CENA 9 (Manhã)

Aslan estava na recepção daquele hospital, ele aguardava alguma notícia de sua mãe, e desesperado ele tentava ligar para Janele, mas ela não atendia ao telefone, ele nem imaginava, mas naquele exato momento Janele estava em meio a uma confusão envolvendo sangue e desespero.

Aslan esperou e finalmente o médico apareceu, era outro, diferente da última vez.

Aslan: E então, doutor?

Médico: Sua mãe passou por uma crise nervosa, mas já está melhor.

Aslan: Ela corre risco de vida?

Médico: Não, eu já vou dar alta para ela, vou receitar alguns medicamentos e…

Aslan: Espera. – Ele caminha de um lado para o outro. – E o câncer avançou? Os medicamentos estão fazendo efeito?

Médico: Que câncer?

Aslan: Minha mãe tinha câncer.

Médico: Não, não foi encontrado nada nos exames, posso lhe entregar algumas cópias se você quiser.

Aslan: Não será necessário.

Médico: Bom, se quiser vê-la pode passar no quarto ao lado.

O médico se retira e Aslan fica pensativo, então sua mãe não tinha câncer, ele não conseguia entender, sua primeira reação foi procurar o primeiro médico que atendeu sua mãe da vez anterior, ele conseguiu acesso rapidamente com a mulher da recepção que lhe passou a informação onde era a sala do outro médico.

Aslan entra rapidamente batendo a porta com força.

Médico(1): O que significa isso?

Aslan: O que significa isso sou eu quem pergunto. – Ele joga os laudos dos exames de sua mãe sobre a mesa do médico. – Esses exames aqui provam que você estava mentindo sobre o estado de saúde de minha mãe, eu quero uma explicação plausível pra isso.

O médico fica trêmulo, e em seguida começa a falar.

Médico(1): Olha aqui, eu não tenho culpa, foi seu pai…

Aslan: O que?

Médico(1): Eu e ele somos amigos, e depois que sua mãe teve uma crise nervosa eu o liguei informando sobre isso. – Ele parecia muito nervoso. – Minha profissão está em jogo, eu não tive culpa, seu pai que pagou para que eu fraudasse os exames e constatasse que ela tinha pouco tempo de vida.

Aslan solta um sorriso em meio a lágrimas.

Aslan: Eu não vou te denunciar porque estou de bom humor hoje. – Ele não sabia ao certo o que pensar, ao mesmo tempo que sentia-se enganado, ele sentia-se feliz por sua mãe não estar morrendo. – Mas fique feliz por isso. – Ele acerta um soco na cara do médico. – Nunca mais se meta com minha família.

Aslan sai apressadamente e vai até o quarto onde estava sua mãe, enquanto corria ele percebia que tudo se encaixava, Geórdio inventou a mentira para que pudesse humilhar Luciana da forma como ele quisesse.

Aslan: Mãe!

Ele abre um sorriso ao vê-la.

Luciana: Aslan, que bom que está aqui. – Ela suspira, ela ainda tinha medo de morrer e deixar seus filhos.

Aslan: Mãe, a senhora não vai morrer! Mãe a senhora vai viver. – Ele começa a chorar, era felicidade, era dor era tudo misturado. – Mãe você vai viver!

Luciana ainda não estava entendendo o que Aslan queria dizer com aquilo, mas chorou junto.

 

CENA 10 (Manhã)

Duke e Alice caminham entre os corredores.

Duke: O que exatamente estamos procurando?

Alice: Vamos procurar qualquer sala e procurar vários documentos aleatoriamente, vai que acontece igual filme e encontramos algo relevante.

Duke: Vale a pena tentar. – Ele vê uma porta. – Vamos tentar essa sala aqui.

Alice: Nunca pensei que um lugar onde vive gente morta fosse tão grande.

Eles abrem a porta e se deparam com uma sala relativamente vazia, a ausência de alguma alma viva naquele local deixava o clima mais sombrio do que realmente era. Duke correu para a mesa do escritório e vasculhou nas gavetas a procura de qualquer coisa que pudesse servir de pistas para incriminar Geórdio e provar que ele era um assassino.

Duke: Não encontro nada aqui.

Alice solta um sorriso.

Alice: Eu imaginei.

Ela vai até a porta e com tranquilidade ela tranca a passagem.

Duke: Como você tinha a chave dessa sala?

Alice: Quem você acha que administrava a lista da Titânia?

Duke fica muito surpreso, e não conseguia compreender ao certo o que estava acontecendo.

Alice: Duke, eu preciso que você entregue as provas que Geórdio esta envolvido, eu sei que no dia que Titânia morreu você fez uma gravação, dê ela pra mim!

Duke a encara com revolta e estranheza, aos poucos ele se dava conta de que Alice poderia estar envolvida nos crimes assim como Geórdio e Titânia.

Duke: Você… – Uma lágrima paralisou o olhar de Duke. – Você matou a Laize?

Alice solta uma gargalhada enquanto Duke a encarava aterrorizado.

 

CENA 11 (Manhã)

Adryan não conseguiu dormir nenhum minuto sequer, ele esperava pela condenação, ele sabia o que tinha feito de errado, ele era todo errado e não merecia ser considerado o orgulho da família.

A sua superioridade estava na lama, agora ele não era nada mais. O dia amanheceu, e Adryan não conseguiu ver o sol naquela manhã, ele segurava para não chorar, por sua sorte ele fora colocado numa cela separada dos demais presidiários, mas a humilhação continuava sendo a mesma.

Presidiário: O que há com a princesinha, vai chorar?

Adryan ouvia tudo em silêncio, ele evitava encarar os presidiários que estavam na cela ao lado, mas ele não tinha esperança nenhuma, mesmo que ele saísse da cadeia, sua vida estava acabada.

 

CENA 12 (Manhã)

Algumas horas atrás…

Entenda o que aconteceu antes da confusão no IML.

Geórdio terminava de abrir o corpo de Titânia, ele já tinha saciado sua sede por sexo e agora concluía seu trabalho como legista. Ele abrira o corpo para ver se algum outro órgão tinha sofrido algum ferimento a procura de sinais de violência.

Ele já estava na metade do processo quando Cassie entrou desesperada.

Cassie: Seu desgraçado. – Ela pega uma faca em sua bolsa e aponta para Geórdio. – Eu vou te matar. – Ela chorava desesperadamente. – Eu vim acabar com sua vida!

Geórdio a encara sem reação nenhuma…

CONTINUA…

RESULTADO DA ENQUETE

Qual será o fim do vilão Geórdio, em “Alvos da Sociedade”?

Morte = 27%
Na cadeia, pagando pelos seus crimes = 8%
Nos Estados Unidos, brindando sua vitória junto de uma meretriz qualquer = 19%
Nenhuma das opções, me surpreenda = 46%

E a partir da próxima segunda (12/09), prove o que é proibido…
Em breve, aqui no Tv Mix.

62 thoughts on “Alvos da Sociedade – Capítulo 10 (Antepenúltimo Capítulo)

  1. Genteeee #choquei
    Que criatura desprezível essa Luciana, não dá, é muita submissão.
    Quanto ao Geórdio ta cada vez mais asqueroso.
    Não mate o Duke pvf 😶😥
    Parabéns por mais esse capítulo muito bom. Bjs

    Curtir

  2. Luciana não tem câncer, Cassie matou Geórdio, Alice ameaça matar Duke, altas emoções nesse capítulo maravilhoso
    Parabéns, Hivan

    Curtir

  3. Ótimo capítulo. Geórdio morreu mesmo, gret. Cassia rainha, vdd. Então Luciana não está com câncer? Adoroooooooooooooooooo. Mais uma armação do filho da puta do Geórdio.

    Parabéns :*

    Curtir

  4. Em O Preço da Vida, Tiago nos panfletou que os fins justificam os meios. E em Alvos da Sociedade, o Geórdio veio nos perguntar “tem certeza que os fins justificam os meios?” E é isso o que não me deixa odiar o Geórdio, porque debaixo daquele médico legista, eu enxergo um Tiago. Se ele foi capaz de cometer atos condenáveis, foi pra reconstruir sua família. Para ter a Luciana de volta, ele foi capaz de forjar uma enfermidade. Para ter o Aslan de volta, ele foi capaz de fazer o Adryan se passar por necrófilo. E tendo a Luciana e o Aslan de volta, ele teria a Janele de volta. Ele realmente faz qualquer coisa pela sua família, ama a esposa e os filhos, mesmo que eles não se sintam valorizados por ele… talvez porque ele foi desumanizado pelo trabalho legista/forense (não sei qual a melhor colocação), que o fazia conviver diariamente com a morte, que o punha em constante e intenso contato com cadáveres das mais diversas procedências e mortes. Indubitavelmente, Geórdio é o melhor personagem de Alvos da Sociedade, porque ele nos mostrou que os fins só justificam os meios em casos específicos. Dependendo dos meios, não há fim que justifique. E dependendo da pessoa que tá agindo, pior ainda.

    #MomentoDivulgaçã1: https://audienciadatvmix.wordpress.com/2016/09/05/mundos-opostos-capitulo-26/

    Curtir

    • Geórdio quer de todas as maneiras unir a família dele e para isso ele foi capaz de cometer atrocidades, mas infelizmente não consigo pensar na visão “os fins justificam os meios”, afinal isso não é mais uma família, a família é feita por amor, carinho, e ele quer forçar algo que não existe, e essa família não vai existir mesmo que ele queira, e a família que ele julga (as famílias não tradicionais) muitas vezes são mais unidas e com mais amor q as famílias tradicionais, e ele não quer ficar para trás, ele quer mostrar para o mundo que ele está certo, lamento, mas ele é um homem que desconhece bom senso.
      No mais muito obrigado, foi ótimo a análise que fez, profunda a respeito do personagem, que realmente descreve parte das atitudes de Geórdio, mas não o todo.

      Curtir

  5. Capítulo anterior:

    “Patifa pega uma xícara de café e começa a toma-lo enquanto encara seriamente Alice.” – Somente esse gif na cabeça, sabe, apenas sentir.

    Essa cena na clínica da Titânia, perfeita, amo essas cenas, eu fico muito entusiasmado, sobe uma adrenalina no corpo. 😛 Enfim, nessa cena foi revelado que os assassinos são Geórdio e Titânia, o que em nada surpreendeu, principalmente por Geórdio sempre ter sido o grande suspeito (mas com certeza ainda teremos surpresa). E Geórdio conseguiu fugir mesmo com o Perez lá e armado, sério, o Perez foi muito incompetente, dava pra ter feito algo para impedir a fuga. E ali começou uma troca de tiros, onde Titânia atira em Perez, Titânia aponta a arma para Duke, mas é morta por Perez antes que pudesse executar o assassinato. De tirar o fôlego. Geórdio batendo em Janele, que ódio desse homem, matem ele, eu imploro! O desgraçado ainda denunciou Adryan, que termina preso.

    Capítulo atual:

    Eu olho para meu teclado e não sei o que dizer, apenas sentir. Mas vamos lá: Como assim a Luciana não tá doente e tudo não passou de mais uma armação do filho da puta do Geórdio? Tá fazendo um jogo comigo garota? O tombo foi grande hein. E Alice deixando subentendido que faz parte da quadrilha de assassinos, me surpreendi, mas ela nunca deixou de ser suspeita. Mas o que será de Duke agora? E Cassie, será que conseguiu mesmo matar o Geórdio? Acho que não, ainda não, mas sinceramente, é difícil tentar prever. Sobre Adryan, sinceramente, nem sinto mais pena dele como antes, acho que me acostumei com todo esse sofrimento do personagem.

    Parabéns Hivan, essa web consegue me impressionar a cada capítulo, incrível mesmo.

    Curtir

    • Eu é que fiquei sem palavras, mas vamos lá

      No capítulo anterior
      Patifa com a xícara de café, e basicamente eu escrevendo as cenas desse capítulo.

      Eu tive muita dificuldade em escrever essa cena, e peço desculpas desde já pelos erros que possam ter sido cometidos neles, afinal eu tinha que dar um jeito de Geórdio escapar (pois ele teria que participar de outras cenas), então me baseei em Perez (que é um detetive iniciante) e deixei a cena rolar, e Titânia acabou sendo uma vítima fatal.
      Mas mesmo com a insegurança a respeito de tal cena, fico muito feliz que tenha agradado e tenha sido agoniante como eu pensei que seria.
      Geórdio batendo em Janele, talvez uma das cenas mais desagradáveis (Janele minha rainha ❤ ), e acabou por ser o causador da prisão de Adryan.

      Capítulo atual
      A grande virada da Luciana sobrevivendo surgiu do nada, pois desde o começo quando eu criei a personagem e até mesmo na chamada eu deixei bem claro (não só para os leitores, mas pra mim mesmo) que ela morreria, a morte dela seria lenta, e aos poucos ela mostraria-se uma boa mãe para seus filhos, ela estava na trama apenas para esse objetivo, e sua morte haveria de ser lamentada, mas então ao escrever os capítulos finais, percebi o quanto ela havia crescido na trama, e não quis cometer o mesmo erro que fiz com Laize, e mudei totalmente a trajetória dela para que ela não morresse, agora é a hora da virada, Luciana descobre que foi enganada o tempo todo e que não tinha doença nenhuma, espero ter surpreendido, afinal nem estava nos meus planos essa mudança em cima da hora, mas aconteceu.
      Desde o começo os assassinos eram Titânia e Geórdio, mas eu sempre deixei uma grande lacuna para que um terceiro assassino aparecesse, e poderia ser qualquer um, Alice apenas confirmou as desconfianças que alguns leitores depositaram sobre ela, porém desde o início nunca descartei a possibilidade de torna-la uma grande vilã.
      Sobre Geórdio e Cassie, é possível que ela não o tenha matado, afinal foi feita uma enquete sobre isso, e a morte talvez não seja uma dessas opções, não no momento. Duke corre grandes riscos nas mãos de Alice.
      Pobre Adryan, na verdade senti como se ele tivesse morrido na trama, pouco a pouco a vida dele foi consumida pelo sofrimento, e me acostumei com isso também, infelizmente.

      E muito obrigado espero continuar surpreendendo 😀

      Curtido por 1 pessoa

  6. SOCORRO com esse capítulo. Geordio é um crápula msm, a história do câncer era tudo mentira. E ainda violenta a Luciana. Nem o cadáver da Titânia escapou. Esse jogo de cenas , da Cassie suja de sangue e na última cena dela na sala com o Geordio , deixou meio confuso, mas ainda acho que aconteceu alguma outra coisa. Geordio n iria morrer assim ,tão simples. Morro

    Parabéns , capítulo ótimo

    Curtir

    • Um capítulo cheio de viradas, a surpresa de Luciana continuar viva dentro da trama, Geórdio a violando e também violando o corpo já desfalecido de Titânia. O jogo das cenas de Cassie suja de sangue será melhor explicada no próximo capítulo, espero surpreender, muito obrigado 😀

      Curtir

  7. Capítulo 09
    Janele levou uma surra, coitada 😦 Titânia e Geórdio eram os assassinos 😮 O preço que Luciana tem que pagar é o Aslan ser libertado da prisão. Coitada da Luciana 😢 Geórdio está cada vez mais louco… 😮 Aslan é preso. E agora? 😮

    Capítulo 10 (Antepenúltimo)
    Não tenho palavras pra descrever esse capítulo, simplesmente chocante! 😮 Então Luciana não está doente, era tudo armação do Geordio 😮 Mas fico feliz por ela está bem 😀 Geordio abusa do cadáver de Titânia, que horror 😮 Então Alice era a mandante de tudo. Eu já desconfiava, mas me mantive calado, me negativa a acusar ela, além das suspeitas (e acredite, é verdade) mas mesmo assim não deixou de ser um surpresa bastante chocante 😮 Coitado do Adryan, está sofrendo muito 😢 Será que Cassie matou Geordio? 😮

    Estamos chegando ao fim 😢 Espero que Adryan consiga reconstruir sua vida e seja feliz com Aslan. E que Adryan, Janele, Cassie, Aslan e Luciana terminem recomeçando em Paris 😀 – Se bem que conhecendo suas tramas… – Parabéns, Hivan 😀 ❤

    Curtir

    • Capítulo 09
      A surra da Janele partiu meu coração também :/ Titânia e Geórdio assassinos, sem grandes surpresas, acredito. Luciana pagando um alto preço pelo bem de seus filhos.

      Capítulo 10
      Eu fiquei muito satisfeito ao ver o resultado desse capítulo, foi como um último capítulo (sem ser último) com todas as surpresas e emoções que caberia a um último capítulo. Luciana sobreviverá, ela cresceu na trama, seria injusto para com ela elimina-la como fiz com Laize. Alice sempre foi uma grande suspeita, mas sempre se posicionando como “boazinha” e conseguiu confundir bastante os leitores. Será que Cassie conseguiu matar o Geórdio?

      Bom, sobre o final, não quero algo trágico, mas haverá tragédia, é inevitável, mas quero um recomeço para alguns personagens, mas não vou soltar spoiler -risos-

      Muito obrigado ❤

      Curtido por 1 pessoa

  8. Deixando minha participação antes de terminar a contagem, mas pela breve lida que tive, o capítulo esta fogo e Geórdio causando. Parabéns, Hivan!

    Curtir

  9. Mortissima que Luciana teve que aguentar isso…

    Cassie desesperada

    Geòrdio faz sexo com o cadaver da Titânia :O

    Luciana não esta com cancer :O

    Alice faz parte da ceita satanica, e eu pensando que ela sò queria ajudr a Adime! :O

    E agora temos um mistério no fim e…

    Adryan sendo estrupado na prisão?

    Mais uma vez Hivan me surpreendendo!, Vamos sofrer com essa ultima segunda sem meu luxo do horário adulto 😦 e duvido nada que Patifa também faça parte da “ordem dos assasinos”.
    ou até mesmo a Evelin e a Marcele!, ou até o Hivan porque né…

    Parabéns Hivan!

    Curtir

    • Luciana se submeteu as piores humilhações que alguém poderia aguentar (ela e Adryan)

      Cassie não suporta ver o filho dessa forma

      Geórdio se despede do corpo de sua amada da forma como ela gostaria de ser honrada

      É, se bem que essa parte todos os forninhos cairam -risos- Mas Luciana cresceu na trama, essa ideia surgiu do nada, e pensei como seria se ela sobrevivesse, e percebi que teria mais impacto que a morte dela.

      Alice desde o começo nunca enganou ninguém, essa safada

      Não, Adryan não será estuprado na prisão, não se preocupe quanto a isso.

      Ah, Patifa não faz parte da seita dos assassinos, enfim, ela estava investigando mesmo. (Evelin e Marcele, umas figurantes apenas). Eu um assassino, porque? kkkk

      Muito obrigado (E desculpe a demora)

      Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s