Viagem no Tempo – 21ª Edição

Viagem no Tempo – 21ª Edição

Edição escrita pelas amigas (censurei, desculpa) oficiais de Lily Santos

viagemnotempo

Então manas, nessa edição iremos relembrar um dos maiores fiascos da teledramaturgia nacional (se não o maior, risos) chamado Tieta. 

Tieta

SINOPSE:

A jovem Tieta é escorraçada da cidade pelo pai, o miserável Zé Esteves, irritado com o comportamento liberal da menina e influenciado pelas intrigas da outra filha, a invejosa Perpétua. Rejeitada e humilhada, Tieta vai para São Paulo, fugindo do conservadorismo da população da pequena cidade de Santana do Agreste, no nordeste brasileiro.

Vinte e cinco anos depois, Tieta reaparece rica e decidida a se vingar da família. No dia em que chega, encontra o comércio fechado por causa de uma missa que está sendo rezada em sua memória. Ela se aparesenta na igreja e desfaz o mal entendido com muita ironia. Os que a condenaram na juventude passam então a cortejá-la, seja pela sua fortuna, pela exuberância de seus modos, ou pela prodigalidade.

A ousada Tieta altera a rotina de Santana do Agreste. Para chocar a família, ela aceita até mesmo o amor de seu sobrinho seminarista Ricardo, filho da rancorosa Perpétua.

CURIOSIDADES:

  • Livre adaptação do romance Tieta do Agreste, de Jorge Amado, pelo trio de autores liderados por Aguinaldo Silva (mais Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares), que proporcionou momentos hilariantes e agradáveis aos telespectadores.
  • Da obra original subtraiu-se apenas o mote inicial e o perfil dos personagens. Os 197 capítulos foram recheados por entrechos cômicos e dramáticos em competente criação dos roteiristas.
  • O grandioso elenco escalado, na maioria por veteranos, foi outro fator para o sucesso, com muitos personagens inesquecíveis. Alguns, pequenos no romance de Jorge Amado, acabaram ganhando força e se destacaram, cada qual com suas características próprias, na adaptação.
  • Muitos foram os destaques: Yoná Magalhães (Tonha), Arlete Salles (Carmosina), Luciana Braga (Imaculada), Paulo Betti (Timóteo), Tássia Camargo (Elisa), Ary Fontoura (Artur da Tapitanga), Armando Bógus (Modesto Pires), Lília Cabral (Amorzinho), Rosane Gofman (Cinira), Sebastião Vasconcelos (Zé Esteves), e muitos outros.
  • Mas o grande momento foi mesmo de Joana Fomm, inesquecível como a megera Perpétua, e Betty Faria, como a protagonista Tieta.
  • Joana Fomm optou por uma linguagem circense na interpretação da moralista viúva Perpétua. O que, a princípio, pareceu uma temeridade – alguns achavam que ela deveria mudar o tom –, revelou-se um achado. A personagem foi um dos grandes sucessos da novela. Segundo a atriz, as situações propostas pela trama e a harmonia entre os atores resultavam em muitas gargalhadas nas gravações. (Fonte: site Memória Globo.)
  • Segundo Betty Faria, foi ela quem negociou a compra dos direitos para adaptar o livro diretamente com Jorge Amado. Como ainda estava no elenco da novela antecessora, O Salvador da Pátria, a entrada da atriz na trama só aconteceu por volta do capítulo 20.
  • Aguinaldo Silva ressaltou que pretendeu fazer uma metáfora sobre a volta da liberdade de expressão na novela brasileira. No capítulo em que Tieta (Claudia Ohana) é expulsa de casa pelo pai, Zé Esteves (Sebastião Vasconcelos), ele arranca aquele dia do calendário e diz: “Faz de conta que esse dia nunca aconteceu”. O dia marcado na folhinha é 13 de dezembro de 1968, data em que foi promulgado o AI-5. (Fonte: site Memória Globo.)
  • A personagem Dona Milú (Mirian Pires), fixou na cabeça de todos o bordão “mistééééério!”.
    Tonha (Yoná Magalhães) se despedia com um engraçado “Te-chau!”.
    Timóteo (Paulo Betti) usava a expressão “nos trinques!” para salientar que algo estava bom, ou havia sido bem feito.
    E Modesto Pires (Armando Bógis) soltava um “u-ú!” cada vez que queria sua amante Carol (Luiza Tomé) em seu colo.
  • Tieta teve problemas com a Justiça e com a Igreja Católica, que enquadraram a relação amorosa entre tia e sobrinho (Tieta e Ricardo) como um caso incestuoso.
  • Dois mistérios movimentaram a trama de Tieta. Perpétua (Joana Fomm) agarrava-se a uma caixa escondida em seu guarda-roupa. O conteúdo dessa caixa aguçou a curiosidade de todos mas nunca foi revelado. Especulava-se que seria o órgão genital do falecido marido de Perpétua. No final, depois da megera desmoralizada, o povo da cidade fez fila para ver o que havia dentro da tal caixa, mas apenas foi exibida a reação dos personagens, surpresa, assustada, enojada ou divertida.
  • Também especulou-se quem seria a “Mulher de Branco”, uma misteriosa figura feminina que assombrava a cidade em noite de lua cheia e atacava sexualmente homens “indefesos”. Depois de várias vítimas, a identidade da assombração veio à tona: Laura (Cláudia Alencar), a fogosa esposa do Comandante Dário (Flávio Galvão) – que já havia aceitado com naturalidade dividir os carinhos de seu marido com a jovem Silvana (Cláudia Magno).
    Aguinaldo Silva usaria um mistério semelhante em outra novela sua, A Indomada, em que as mulheres eram as vítimas de um tarado nas noites de lua cheia. A figura era conhecida como “o Cadeirudo”, por sua silhueta estranha e andar peculiar.
  • A abertura da novela integrava beleza feminina e elementos da natureza. Para isso, o designer gráfico Hans Donner e sua equipe fotografaram o litoral de Mangue Seco, norte da Bahia. As fotos viraram slides projetados no fundo da cena onde a modelo Isadora Ribeiro aparecia nua e coberta por uma penumbra. A partir de modernos recursos de computação gráfica, pedras, árvores e folhas contorciam-se, dando origem ao corpo da modelo.
  • Isadora Ribeiro, até então apenas uma modelo (já havia aparecido também na abertura do Fantástico, de 1988), fez uma participação no último capítulo da novela, como a nova amante de Modesto Pires (Armando Bógus).
  • Para falar com sotaque e usar o vocabulário nordestino, os atores tiveram a assessoria da pesquisadora Íris Gomes da Costa, que aplicou no trabalho expressões citadas nas obras de Jorge Amado e os termos coloquiais usados na região. (Fonte: site Memória Globo.)
  • A cidade cenográfica de Santana do Agreste, construída numa área de 10.000m2 em Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro, era formada por 46 prédios, duas igrejas, oito ruas, duas praças, um grande circo abandonado e 15 ruínas. Destacou-se na obra a reprodução do calçamento das ruas de Laranjeiras, em Sergipe, feita em fibra de vidro por artesãos locais. (Fonte: site Memória Globo.)
  • A repercussão e o sucesso da novela foi tanto que Betty Faria chegou a lançar a linha de roupas “Tieta by Betty Faria”.
  • Tieta foi adaptada para o cinema, em 1996, no filme de Cacá Diegues com roteiro assinado por Antônio Calmon. Betty Faria foi preterida na versão cinematográfica. Sônia Braga – também coprodutora – viveu a personagem-título. Assim como acontecera com a versão cinematográfica de Gabriela (filme de Bruno Barreto, de 1983), optou-se por Sônia pensando no potencial internacional de vendas do filme. Por esse mesmo motivo, optou-se por Marília Pêra para o papel de Perpétua. Caetano Veloso – também um artista de prestígio internacional – fez a trilha sonora. Ainda no elenco, Chico Anysio (Zé Esteves), Cláudia Abreu (Leonora), Heitor Martinez (Ricardo) e outros.
  • A novela foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo entre 19/09/1994 e 07/04/1995. Esta reprise apresentou uma alteração até então nunca vista nas aberturas de novelas globais. A nudez de Isadora Ribeiro foi censurada e, para disfarçar o corpo da modelo, a imagem foi escurecida e os créditos apareciam subindo a tela, como nos créditos de encerramento.
  • Mas, o problema maior na abertura dessa reprise foi a grafia errada de alguns atores creditados: “Lílian” Cabral (Lília), “Dalton” Mello (Danton), “Renato Barbosa” (Renata Castro Barbosa), “Rosana Goffmann” (Rosane Gofman), Ana Lúcia “Torres” (Torre).
  • Durante essa reprise, a Som Livre lançou um CD com as melhores músicas das duas trilhas da novela. A capa era a mesma da trilha 2, com a foto de Betty Faria.
  • Em 2012, a Globo Marcas lançou o box do DVD da novela, em homenagem ao centenário de Jorge Amado.

AUDIÊNCIA:

Foi um mega fiasco, deu 65 de média sendo que a meta era 90.

Tieta

NOVELA: Tieta
HORÁRIO: 20h30
DE: Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares
META: 90 pontos

14/08 a 19/08/1989 = 64
21/08 a 26/08/1989 = 65
28/08 a 02/09/1989 = 65
04/09 a 09/09/1989 = 62
11/09 a 16/09/1989 = 64
18/09 a 23/09/1989 = 58
25/09 a 30/09/1989 = 59
02/10 a 07/10/1989 = 59
09/10 a 14/10/1989 = 62
16/10 a 21/10/1989 = 68
23/10 a 28/10/1989 = 61
30/10 a 04/11/1989 = 64
06/11 a 11/11/1989 = 69
13/11 a 18/11/1989 = 68
20/11 a 25/11/1989 = 65
27/11 a 02/12/1989 = 66
04/12 a 09/12/1989 = 66
11/12 a 16/12/1989 = 70
18/12 a 23/12/1989 = 57
25/12 a 30/12/1989 = 62
01/01 a 06/01/1990 = 66
08/01 a 13/01/1990 = 64
15/01 a 20/01/1990 = 60
22/01 a 27/01/1990 = 63
29/01 a 03/02/1990 = 68
05/02 a 10/02/1990 = 64
12/02 a 17/02/1990 = 69
19/02 a 24/02/1990 = 65
26/02 a 03/03/1990 = 68
05/03 a 10/03/1990 = 67
12/03 a 17/03/1990 = 68
19/03 a 24/03/1990 = 71
26/03 a 31/03/1990 = **

MÉDIA GERAL: 65 pontos – Hiper Mega Fiasco 

Seu último capítulo registrou 72 pontos e a reprise dele 49. 

A reprise no Vale a Pena Ver de Novo entre 1994 e 1995 deu média de 28 pontos, em alguns capítulos chegou aos 35.


Então cachorras, gostaram de relembrar esse fiasco? Pois bem, agora se lambuzem de mel (vocês entenderam o tipo de mel). 

Anúncios

72 thoughts on “Viagem no Tempo – 21ª Edição

  1. Guardar o órgão genital do marido em uma caixa? Morta. Meta 90? Não acredito que chegava a esse ponto na televisão brasileira antigamente. Mortífera com a edição. Parabéns manas.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Não vou ler porque estou meio mal.
    Mas tentarei ler depois, desde já parabéns, deve ter ficado maravilhosa como sempre.

    Curtir

  3. Tieta! Tieta! Pelos olhos de Tieta. Me deixei guiar. Tieta! Tieta! No ventre de Tieta, encontrei o meu lugar… 🎵

    Boatos que eu estava ouvindo a abertura dela esses dias, amo. Queria muito assistir essa novela, mesmo com essa história da caixa. Se tiver um remake, já sei quem será Tieta. :* Parabéns, Jean e Fabio. 😀

    Curtido por 1 pessoa

  4. Mortificado com essa edição lacrante desse mega fiascão! 😛 ❤
    Já ouvi muito falar dessa novela, mas tenho é medo de assisti-la! 😛
    Parabéns pela linda e sofisticada edição de hoje, amiguinhos!
    #. ❤
    E amanhã o CdTV volta! 😉
    #. ❤

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s