Natureza Proibida – Capítulo 05

natureza-proibida-1

Reencontro

 

Cena 01

Gabriela fica atônita ao ver a irmã ao seu lado.

Gabriela: Eu não acredito que é você!

Ramona: Anda garota que eu não tenho no dia todo, dirige essa medida de carro.

Gabriela: Ok

Gabriela liga o carro e sai em disparada.

Gabriela: Como? Quando você me encontrou? A dias que eu tento encontrar em você, mas simplesmente parece que o nome Daniela Gusmão não existe.

Ramona: Claro idiota.. Acabei de falar que Daniela Gusmão está morta e enterrada.

Gabriela: A mesma Daniela, quer dizer Ramona de sempre.

Ramona: Não.. Eu mudei muito.

Gabriela: Impressionante como nós continuamos idênticas.

Ramona: Eu não acho. Continuo sendo a mais bonita. Agora liga esse carro aí. Vamos dar uma voltinha.

Gabriela sorri e liga o carro. Ela passa por Théo que observa a  Cena de longe com um sorrisinho.

Theo: Elas são idênticas mesmo.

Cena 02

Dia/Casa de Luna/ Interior

A família de Luna esta tomando café da manhã.

Sônia: E então filha? Sua amiga melhorou?

Luna: Que amiga?

Cléber: Ora a que estava doente e você foi passar a noite com ela.

Luna: Ah sim! Ela está melhor.

Cléber: Essa história está muito mal contada.

Nesse momento alguém bate na porta.

Cléber: Quem será um hora dessas?

O homem se levanta e ao abrir a porta se depara com Nando.

Cléber: Quem é você?

Nando: Prazer seu Cléber, meu nome é Ferdinando e eu vim para falar com o senhor.

Luna que ajudava a sua mãe arrumando a mesa, deixa a louça cair ao ver o amado na porta de sua casa.

Luna: Nando o que você faz aqui?

Nando: Eu fale que vinha meu amor.

Cleber: Que historia é essa de meu amor?

Cléber olha furiosa para Luna.

Luna: Pai eu…

Nando: A história é simples seu Cléber eu e sua filha estamos namorando e pretendemos nos casar.

 

Cena 03

Gabriela e Daniela está o em um quiosque conversando.

Gabriela: Eu não acredito que você me encontrou, minha irmã. Como você conseguiu? Estou a sua procura a tanto tempo e nada.

Ramona: Eu sempre fui mais esperta que você. Você esperava o quê?

Gabriela: Mas você não sabe o quanto estou feliz em ter você comigo novamente.

Ramona: É né se você está dizendo.

Gabriela abraça a irmã que faz cara de nojo ao receber o carinho.

Gabriela: Finalmente juntas de novo. Você não imagina o quanto eu sofri longe de você é da mãe.

Daniela: Sofreu é? Naquele luxo todo que seria meu? Acho difícil ter sofrimento numa mansão daquelas.

Gabriela: Não fale assim.

Daniela: O Fernando amava a mim e não você. Até hoje fico indignada quando lembro que ele resolveu comprar você ao invés de mim.

Gabriela: Você sabe que não foi culpa minha. Ele quis assim, mas fique tranquila eu nunca o vj como homem. Pra mim ele é como se fosse um pai.

Ramona: Um pai que comprou a própria “filha” por que ela é cara da mulher que ele ama.

Gabriela: Mas eu…

Ramona: Esquece não vamos mais falar sobre isso. Essa história ficou no passado pra mim.

Gabriela: Que bom. Você tem notícias da mamãe?

Ramona: Esta cada vez mais velha e caduca.

Gabriela: Como assim? Vocês ainda mantém contato?

Ramona: Quem você acha que é minha cafetina?

Gabriela: Como assim? Ela nunca vendeu você?

Ramona: Até que tentou, mas eu não quis.

Gabriela: E ela aceitou isso assim numa boa?

Ramona: Ai querida irmã. Eu tenho nossa mãe na palma da minha mão.

Gabriela: Eu preciso reencontra-la.

Ramona: Claro irmãzinha. Eu te levo até ela.

 

Cena 04

Liliana e Gabriel estão na entrada da faculdade.

Liliana: Ai que sono!

Gabriel: Esse seu emprego tá te matando, hein.

Liliana: Nem tanto.

Um luxuoso carro preto estaciona ao lado dos dois e quando o vidro abaixa Liliana percebe se tratar de Beto.

Beto: Olá querida?

A moça fica pálida de aflição.

Gabriel: Esse aí não é o cara do restaurante?

Liliana: O que faz aqui?

Beto: Eu preciso que venha comigo.

Liliana: Eu tenho aula agora.

Beto: Vamos logo, você não vai se arrepender.

Gabriel: Quem esse cara pensa que é, hein?!

Liliana: Tudo bem.

A jovem entra apressadamente no carro e dá um beijo no rosto de Beto.

Gabriel: Liliana a aula de hoje é importante.

Beto: Tenho certeza que o melhor amigo dela não vai se negar a passar a matéria depois, não é?!

Gabriel: Claro que não, mas…

Beto: Ótimo!

Liliana olha aflita para o rapaz que fica sem ação.

Liliana: Desculpa!

O carro segue em frente deixando Gabriel para trás que permanece imóvel no lugar.

 

Cena 05

Dia/ Casa de Luna/ Interior

Nando encara Cléber que está vermelho de raiva.

Cleber: Você só pode estar de brincadeira! A Luna esta noiva.

Nando: Eu sei disso, mas ela não ama ele. É de mim que ela gosta.

Cléber: Claro que não. Ela gosta do Marcos.

Luna: Isso não é verdade pai. Eu não amo o Marcos.

Cléber se aproxima da filha.

Cléber: Então o que esse elemento está falando é verdade?

Luna: Sim papai. Eu amo o Nando e nunca gostei do Marcos.

Cléber respira fundo e parece não encontrar palavras para dizer.

Luna: Me desculpe. Mas acho que eu já sou grande o suficiente para escolher com quem quero me casar.

O homem não resiste e dá um tapa na cara da filha.

Cléber: Enquanto você estiver sobre minha responsabilidade, morando debaixo do meu teto. Quem escolhe o que é melhor para você sou eu!

Nando: Eu não vou tolerar que você bata nela.

Cléber: E vai fazer o que? Hein.

Nando: A gente já decidiu se o senhor não aprova nossa relação, nos vamos fugir.

Cléber: Você nunca terá a minha filha. Ela vai se casar com o Marcos, querendo ou não.

Nando: Suponho que ele não vai querer uma noiva desonrada.

Ao ouvir essas palavras Cléber parece não acreditar e a fúria toma conta de seu corpo.

Cléber: O que você quer dizer com isso?

Nando: Eu quero dizer que eu em Luna nos entregamos ao amor.

Cléber parte furioso pra cima de Nando e o prende na parede segurando-o pela camisa.

Cleber: Seu desgraçado. Eu vou te capar.

Luna e Sônia tentam segurar Cléber.

Sonia: Homem de Deus não vai fazer nenhuma besteira.

Luna (aos prantos): Solta ele pai, por favor.

Sônia tenta acalmar o marido que joga Nando no chão.

Luna: Você está bem?

Nando: Eu sabia que não seria fácil.

Luna: Por favor, vai embora.

Nando: Eu não vou te deixar aqui com ele.

Luna: Eu vou ficar bem. Mas se você não sair ele pode cometer uma loucura.

Nando abraça a jovem e cochicha em seu ouvido

Nando: Arrume suas coisas, vamos fugir hoje a noite.

Nando sai enquanto Cléber olha frustrado para a filha.

Cleber: Eu nunca imaginei que fosse passar uma vergonha dessas.

Sônia: Calma homem. O que você vai fazer?

Ele empurra a esposa e começa a  retirar o cinto indo na direção da filha.

 

Cena 06

Dia/ Mansão/ Quarto de Heitor/ Interior

Heitor está em seu quarto ainda chorando por conta da Gabriela.

Heitor: Me perdoa meu amor. Por favor!

Felícia entra no quarto.

Heitor: O que você está fazendo aqui?

Felícia: Eu moro aqui. Esqueceu?

Heitor: Não no meu quarto. Sai daqui antes que eu enfie a mão na sua cara.

Felícia: Tá nervosinho é?

Heitor: Você destruiu meu namoro com a Gabriela?

Felícia: Claro que não. Eu não fiz nada sozinha.

Heitor: Eu estava fora de mim. Nunca transaria com você.

Felícia: Você diz isso agora.

Heitor: Quer sair do meu quarto?!

Felícia: Você é eu sabemos que você gostou. Não tem porque continuar esse noivado fake com a prostituta.

Heitor: Não fale assim dela.

Felícia: Você é cego mesmo.

Heitor puxa a prima e a empurra para fora de seu quarto.

Heitor: Aceita de uma vez por todas Felícia. Eu não amo você. Me esquece.

Ele bate a porta na cara dela.

Felícia: Esquecer? Nunca. Me aguarde, Heitor.

 

Cena 07

Dia/ Boate/ Interior

Tina, Suzana e Diana estão deitadas na cama, ainda descansando da noite anterior.

Tina: Ai ontem tive que ficar com aquele velho fedorento de novo e o desgraçado ainda me pagou pouco.

Diana: Já eu fiquei com um novinho. Um bolinho de 14 anos. O pai dele já era meu cliente e trouxe o filho pra perder a virgindade comigo. Eu amei! Aquele moleque tem futuro, hein.

Tina: Sorte sua!

Tina olha para Suzana que está distraída.

Tina: E você Su? Ficou com quem ontem?

Ela responde distraída.

Suzana: Com ninguém.

Diana: Mas eu bem que vi você com aquela sapatão no bar.

Tina: Sapatão? Que historia é essa?

Diana: É uma mulher que sempre vem pra cá de olho nas meninas, a sortuda da vez foi a Suzana.

Tina: Me conte tudo, não me esconda nada.

Suzana: Ela estava me paquerando na cara de pau. Praticamente me comendo com os olhos, tive que conversar com ela.

Tina: Vai dizer que não gostou?

Suzana: Pra eu ficar com ela, a sapatona vai ter que me pagar muito bem.

Tina: Assim que se fala amiga. Mas não tem mistérios eu já fiquei com várias clientes mulheres e não tive problemas.

Diana: Mas você é você né Tina.

As três dão gargalhadas quando são interrompidas com a chegada de Anita que entra no quarto com olhar antipático.

Suzana: Olá Anita?

Anita (friamente): Oi.

Tina: É melhor procurarmos o que fazer, o clima aqui não está mais agradável.

Tina sai do quarto empurrando Anita com o ombro.

Anita: Ai! Olha por onde anda garota!

Tina: Desculpe querida, mas isso foi de propósito.

Anita olha furiosa, mas permanece calada.

 

Cena 08

Dia/Boate/Interior

Gabriela e Ramona entram lentamente na boate.

Gabriela: Que lugar é esse Daniela. Achei que íamos encontrar a mamãe.

Ramona: Cala a boca! Nos não podemos ser vistas.

Ramona puxa a irmã e a leva na direção do escritório de Dolores. Ramona entra triunfante.

Ramona: Olá mãezinha.

Dolores: O que deu em você? Nunca me chama assim.

Ramona: Acontece que eu tenho uma surpresinha pra você. Pode entrar!

Gabriela entra vagarosamente com lágrimas no olhar e um sorriso estampado no rosto.

Dolores: Gabriela?

Gabriela: Oi mamãe.

As duas core em para uma abraço emocionado.

Dolores: Oh, Minh filha. Me perdoe.

Gabriela: Que isso mamãe. Eu nunca guardei mágoa de você.

Dolores: Mas eu vendi você.

Gabriela: Isso não importa agora. O que importa é nos três nos reencontramos novamente e que agora vamos ser uma família.

Ramona começa a rir.

Gabriela: Eu falei alguma coisa errada?

Dolores: Você conhece a Daniela.

Ramona: RAMONA. Meu nome é RAMONA.

Gabriela: Desde que fui pedida em casamento que estou a procura de vocês. Revirei vários arquivos com a ajuda do meu colega que é policial, mas nada nos levava a vocês. Nem mesmo a esse lugar. Afinal que lugar é esse?

Ramona: É só uma casa de shows nada mais.

Gabriela: Isso tá parecendo uma boate. Vocês estão me escondendo alguma coisa?

Ramona é Dolores se entreolham.

Ramona: Isso é apenas uma casa de shows. Coloca isso na cabeça.

Gabriela encara Ramona e depois Dolores que está de cabeça baixa.

Gabriela: Tudo bem. Se vocês estão dizendo.

 

Cena 09

Dia/ Casa de Beto/ Interior

Beto e Liliana se encaram na mesa de um restaurante.

Liliana: Por que você me trouxe aqui?

Beto: Eu preciso falar com você.

Liliana: Falar o que? Eu nunca me encontrei com nenhum cliente sem ser na boate.

Beto: Eu não quero ser chamado de cliente.

Liliana: Como assim?

Beto: Você chama de cliente aqueles que pagam por sexo. E nos não fizemos nada além de conversar.

Liliana: E isso é que me assusta.

Beto toca nas mãos de Liliana.

Beto: Você não tem que ficar assustada. Eu quero ser mais do que seu “cliente”. Desde o dia em que te vi pela primeira vez que não tiro você da cabeça.

Liliana o observa assustada.

Liliana: Confesso que também não consigo tirar você da cabeça.

Beto: Naquele dia decide gastar com você o preço que fosse só para te conhecer e esse seu jeito de menina e sua determinação me contagiaram. Você tem uma historia sofrida e eu quero te ajudar. Te tirar daquele lugar e poder te chamar de minha.

Liliana: Do que você está falando?

Beto: Eu posso estar cometendo a maior loucura da minha vida. Mas eu quero te pedir em casamento.

Beto mostra uma caixinha onde uma linda aliança de ouro brilha como os olhos de Liliana. A moça fica perplexa.

 

**

A noite está caindo e cenas aceleradas da cidade de São Paulo São exibidas.

**

Cena 10

Noite/ Quarto de Luna/ Interior

Luna esta chorando em seu quarto  com várias marcas pelo corpo e decide ligar para Nando.

Luna: Oi amor, sou eu.

Nando: Como você está?

Luna: Acabei de arrumar minhas coisas. Estou pronta para fugir com você.

Nando: Você não sabe o quanto fico feliz em ouvir isso. Me desculpa se te fiz sofrer mas nos sabíamos que isso iria acontecer uma hora ou outra. Como estão as coisas por aí?

Luna: Não poderia estar pior. O meu pai resolver que eu vou me casar com o Marcos a força e está agora conversando com ele lá na sala. Estou muito preocupada.

Nando: Não tem que ficar eu vou cuidar de você agora. Nos vamos pra bem longe e nem seu pai e nem ninguém vai poder nos separar.

Luna: Eu estou com você, amor. Eu só espero que tudo dê certo.

Nando: Vai dar tudo certo sim, não precisa se preocupar. Logo logo estaremos juntos para sempre.

Luna: Eu te amo muito e tenho certeza que nossa vida vai mudar a partir de agora. Eu vou sair assim que meus pais dormirem. A gente se encontra na Praça?

Nando: Isso mesmo.

Luna: Ok. Te Amo!

Nando: Te Amo muito mais.

 

Cena 11

Noite/ Entrada da Boate/ Exterior

Ramona é Dolores se despedem de Gabriela.

Gabriela: Vocês não sabem o quanto eu estou feliz em ter reencontrado vocês.

Dolores: Nos é que estamos felizes meu amor.

Ramona: Fale por você.

Dolores e Gabriela encaram Ramona.

Ramona: Ai gente tô brincando.

Gabriela: A gente se encontra amanhã não é mesmo?

Ramona: Claro que sim.

Gabriela: Mal vejo a hora.

Gabriela dá um último abraço na mãe e na irmã e se despede com um beijo e logo segue com seu carro.

Dolores: O que foi isso?

Ramona: Eu trouxe sua filhinha de volta, ué.

Dolores: Você não fez isso por uma boa causa. O que tem em mente?

Ramona: Isso não é da sua conta.

Ramona se vira e volta pra boate.

Dolores: Espera! Isso já faz parte da sua vingança?

Ramona: Minha vingança está só começando.

 

Cena 12

Noite/ Mansão/ Exterior

Felícia caminha pelo Jardim da mansão quando avista Théo falando ao telefone.

Theo: E então meu amor? Vamos nos ver hoje?

Felícia: Com quem esse idiota está falando?

Théo: Tem muito mais do meu amiguinho querendo você.

[…]

Théo: Ok. Então hoje eu terei a Ramona só pra mim?

[…]

Théo: Ah que pena você vai se apresentar hoje?

[…]

Théo: Então chegarei mais cedo pra ter você um pouquinho só pra mim, antes da machadada tomar conta.

Ele desliga o Telefone e caminha em direção a saída.

Felícia: Então a vagabunda da Gabriela além de prostituta é amante do jardineiro?

Ela pega o celular e liga para Nando que está arrumando suas coisas.

Felícia: Para tudo o que você estiver fazendo.

Nando: O que?

Felícia: Hoje a pura vai se apresentar na boate.

Nando: E daí?

Felícia: E daí que você pode ir lá e filmar tudo.

Nando: Até que não é uma má ideia. Mas eu estou de viagem e…

Felícia: Que se foda essa viagem. Você prometeu que ia me ajudar a desmascarar a Gabriela e essa é nossa chance de virar o jogo.

Nando: E como você ficou sabendo disso?

Felícia: Eu vi o jardineiro marcando um encontro de sexo com ela. O que prova que eles dois tem um caso.

Nando: Você me convenceu. Eu irei lá. Talvez seja a minha última oportunidade de mostrar a verdade para o Heitor.

 

Cena 13

Noite/ Boate/ Quarto/ Interior

Anita está se preparando para mais uma noite na boate, ela usa apenas uma camisola e vai até um espelho onde consegue se ver de corpo inteiro. De repente ela deixa a camisola cair no chão e só podemos ver a parte de trás de seu corpo. A jovem se olha com tristeza no olhar. De repente Tina entra apressada no quarto e dá de cara com Anita que rapidamente se cobre com uma toalha.

Tina: Rum, tá com vergonha de quê? Eu tenho uma buceta igual a sua, sabia? E ela é até mais bonita.

Anita: Eu só queria ter a minha privacidade.

Tina: Nesse lugar NINGUEM tem privacidade.

De repente Tina fica tonta e se desequilibra se segurando em uma cômoda.

Anita: Você está bem?

Tina (ofegante): Isso não é da sua conta.

Ela sai do quarto ainda desequilibrada deixando Anita intrigada.

 

Cena 14

Noite/ Mansão/ Sala/ Interior

Gabriela entra em casa ainda com um sorriso bobo quando se depara com Heitor.

Heitor: Ainda bem que você chegou!

Gabriela muda rapidamente o semblante.

Gabriela: Com licença.

Heitor: Amor, não faz assim. Vamos conversar?

Gabriela: Eu não tenho nada pra falar com você.

Heitor: Mas eu tenho pra falar com você. E você vai me ouvir.

Heitor olha seriamente para Gabriela que o encara da mesma forma.

 

Cena 15

Noite/ Boate/ Quarto/ Interior

Ramona entra no quarto para se preparar quando se depara com Théo deitado na cama.

Theo: Demorou hein amor.

Ramona: O que significa isso?

Théo: Eu falei que viria.

Ramona: Sim mas você será atendido como todos os outros. E terá que esperar sua vez na fila.

Theo: Ai amor para de drama. Eu comprei um jantar especial para nós.

Ele aponta para uma mesa onde um há um jantar preparado a luz de velas num clima bem romântico. Ao ver a cena Ramona cai na gargalhada.

Theo: Do que você está rindo?

Ramona (Rindo): Você é muito idiota mesmo. Você achou mesmo que eu e você… (Risos Altos)

Théo: Você se declarou pra mim, eu achei que…

Ramona: Meu amor, eu me declaro para todos os homens que passam por mim.

Theo: Então era mentira?

Ramona: Claro que era seu idiota. Eu nunca me interessaria por alguém como você.

Théo: Eu não posso acredita nisso.

Ramona: Você até que me foi útil e eu agradeço você por isso.

Ramona tira a coxa do frango do jantar preparado por Theo e começa a comer.

Ramona:  Se não fosse você ter vindo até aqui com aquela chantagenzinha barata eu nunca teria encontrado a Gabriela. Se não fosse você ter entregado o pôster da boate para a Felícia, talvez o Fernando não tivesse descobrindo onde eu estava e hoje nos não teríamos uma aliança. Se não fosse você eu não teria entrado hoje na mansão e posteriormente no carro da Gabriela. Você me foi útil, mas agora eu não preciso mais dos seus serviços.

Theo (chorando): Você me usou. Ninguém brinca comigo.

Ramona: Mas Ramona, a mulher perigosa brinca, usa e depois joga fora.

Theo: Isso não vai ficar assim. Eu vou falar pra todo mundo quem é você de verdade. O seu Heitor, a dona Gabriela, todos vai ficar sabendo. Quem sabe eu não posto no facebook e ai o mundo todo vai saber quem é  você de verdade.

Ele sai em direção a porta. Mas Ramona se põe na sua frente.

Ramona: Espera!

Ela se aproxima do jovem que a observa abobalhado.

Ramona: Um último beijo.

Ela segura a cabeça dele e se aproxima para beija-lo. Mas ao se aproximar ela vira a cabeça do jovem dando uma volta de 360¤ , quebrando  o pescoço.

Ramona: Vai postar no Facebook? Aproveita e compartilha com o diabo.

Ela dá um gargalhada triunfal enquanto o corpo de Théo cai em sua frente.

CONTINUA…

27 thoughts on “Natureza Proibida – Capítulo 05

  1. Adorei o encontro da Gabriela com a Madame Dolores e a Ramona
    Eu suponho que pela tontura, a Tina esteja grávida ou doente
    Mas o destaque do capítulo foi a Ramona matando o Theo e se revelando a grande vilã da história
    Parabéns, José
    Você consegue me deixar sem palavras

    Curtir

  2. Impressionado com a Ramona. Sério que ela teve força pra virar a cabeça do Théo a 360°? Melhor perguntando, como isso é possível? Gente, baixou o Jason Voorhees na Ramona.

    Esperando para a Daniela começar a se passar pela Gabriela e atrair o Heitor para a armadilha dela e do Fernando.

    Curtido por 1 pessoa

    • Ramona tem experiência por que ela é uma ser… Opa falei demais.. Kkkk (sem spoiler). Mas menino já ta sabendo mais do que eu o que vai acontecer na web.. Kkkk Enfim, aguarde os próximos e confira se sua teoria está certa. Será?
      Muito obrigado!

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s