Coração de Mentiras – Capítulo 10

Coração de Mentiras 2

Cena 1: Mansão dos Vasconcellos/Sala/Noite

Continuação Imediata do capítulo anterior

REGIANE: Então, não vão responder pelo menos o meu singelo e educado boa noite? -Ninguém responde- Pelo que parece…

RODRIGO (Nervoso): Que brincadeira é essa? Regiane, o que esta acontecendo aqui?

REGIANE: Não esta meio óbvio? Sua filha e meu filho estão namorando, então… Minha nora queria me conhecer e vice versa, assim como o meu filho queria conhecer o sogro dele.

RODRIGO: Isso tudo só pode ser gozação, só pode…

THELMA: Vamos ir embora, pai. Parece que isso não é uma brincadeira e se fosse, seria de muito péssimo gosto.

REGIANE: Calma, calma… –Se aproximando- A Neusa nem serviu o jantar ainda pra vocês poderem ir. Saibam que jogar alimento fora é pecado e como eu sou uma moça divina não posso deixar que isso aconteça, entente?

Rodrigo permanece a olhar para Regiane com os olhos revelando o seu ódio naquele instante. Miguel se aproxima da mãe.

MIGUEL: Mãe, por que vocês estão se atacando desse jeito? Tem alguma coisa que eu não estou sabendo?

REGIANE: Sim, Miguel, tem diversas coisas que você não esta sabendo mas vamos dar tempo ao tempo e mais pra frente eu te conto. Agora temos visitas e estamos prestes a jantar, sim?

RODRIGO: Acabou o seu showzinho barato, Regiane! -Segura no braço de Thelma- Vamos pra casa, Thelma, lugar onde não devíamos ter saído.

Segurando Thelma, Rodrigo caminha até a porta principal para se retirar da Mansão.

REGIANE: Veja só isso, que casa você tem, Rodrigo? A casa de Deus não é só sua então não vem com essa de esbanjar e encher a boca pra dizer que tem uma casa sendo que não passa de fantasia.

Ao ouvir aquelas palavras, Rodrigo solta o pulso de sua filha e caminha até Regiane encarando-a.

REGIANE (Desafiando): O que você vai fazer? Me bater? -Sussurro- Quero ver se você tem coragem!

Ao ver aquela cena, Miguel se aproxima de Rodrigo em defesa a sua mãe e empurra Rodrigo.

MIGUEL: Você ficou maluco? Ninguém se aproximou assim antes da minha mãe e ainda mais com essa cara de louco.

Rodrigo olha fixamente Regiane que dá um sorriso de boca fechada demonstrando deboche por sua parte. Ao ver a agressividade de Miguel, Thelma se aproxima.

THELMA: Não precisa de tanto, Miguel, meu pai não ia fazer nada com sua mãe, okay? Deixa disso!

MIGUEL: Mas Thelma…

THELMA (Nervosa): Mas nada! Vamos sair desse lugar pai. -O segura- Anda!

Rodrigo da um último e longo suspiro antes de se retirar do local com a filha. Ao atravessarem e fecharem a porta, Miguel vai até a mãe e observa que ela está com os olhos marejados.

MIGUEL: Mãe, a senhora esta bem?

REGIANE: Eu preciso ficar sozinha, meu filho, vou subir para meu quarto. Boa noite!

Regiane sobe as escadarias indo em direção ao seu quarto. Miguel permanece na sala intrigado. Neusa adentra o cômodo.

NEUSA: A janta esta…

Neusa não entende o motivo para a sala esta totalmente vazia com apenas Miguel que se senta no sofá.

NEUSA: E cadê todo mundo? Não quero acreditar que demorei demais para fazer essa janta e por isso se foram.

MIGUEL: Não, Neusa, aconteceu um imprevisto e a Thelma e seu pai tiveram que ir, só isso.

Neusa não entende o motivo e retorna a cozinha intrigada. Miguel permanece sentado no sofá.

Cena 2: Igreja/Fundo/Quarto de Maria/Noite

Flávio permanece segurando e mostrando o celular para Maria que tenta se explicar e revirar o “jogo” para si.

MARIA: O que você esta fazendo com o meu celular, Flávio? Você voltou pra me infernizar, é isso? Se for essa a resposta saiba que você esta cumprindo seu papel direitinho, agora me passa o celular!

FLÁVIO: Voltei apenas para te ver, maninha, mas você não é a mesma pessoa de anos atrás não… A senhorita mudou e ontem comprovei isso. A única coisa que desejo após descobrir o que você faz foi tentar te ajudar, mostrar que isso é errado. Diante de cristo você se ajoelhou e deixou derramar uma lágrima no chão da igreja e agora esta atrás de sexo? Quer seu celular, é? Vem pegar!

MARIA: Flávio, eu não estou pra brincadeira, me dá o meu celular! Você não tem o direito de mexer no que é meu, escutou?

FLÁVIO: Tenho todo o direito sim! Se me convém eu irei tocar em tudo nessa casa e ninguém vai me impedir.

MARIA: Por favor, irmão… Mais de vinte anos na cara não foi o suficiente para a sua pessoa emadurecer. -Se aproximando- Me dê agora essa merda!

FLÁVIO: Até usando palavreado impróprio ela está? Nossa, essa Maria é uma vadia!

MARIA: Acabou de me insultar com o “palavreado impróprio”, né? Engraçado isso…/

Um som do toque do celular recebendo chamada é ouvido e corta o momento. Flávio olha a tela do aparelho e percebe que pode ser a mesma pessoa que ligou hoje cedo.

FLÁVIO: Olha quem esta ligando…

MARIA: Flávio, não!

Flávio desliza para atender a ligação quando Maria vai pra cima dele na tentativa de pegar o aparelho. No meio de puxões o celular cai no chão e no momento, Padre José aparece na porta do quarto.

PADRE JOSÉ: Que baderna é essa aqui?

Cena 3: Fênix Negra/Int./Noite

A luz da lua e das lâmpadas dos postes e casas da cidade, Thelma e Rodrigo caminham em direção a Igreja. Os dois estão desconfortáveis com o momento que ocorreu antes.

THELMA: Me desculpe, pai, eu não sabia quem era a mãe do Miguel. Nunca imaginei que seria essa tal Regiane que tanto você fala, a mulher que já foi o seu amor do passado…

RODRIGO: Tudo bem, filha… Existem coisas que só o destino pode conduzir e isso foi ele quem escreveu. Não se culpe por isso.

THELMA: Mas é que…/

RODRIGO (Cortando): Mas nada! Vamos que essa história me deixou com muita dor na cabeça e preciso tomar um remédio para passar isso.

THELMA: Okay. Espero que essa noite se encerre logo pois foi bem dolorido pra mim ficar diante da mulher que ainda está apaixonada pelo meu pai e não aceita de maneira alguma que todo esse sentimento tenha se acabado.

RODRIGO: Vamos parar de falar nesse assunto? Caminhar em silêncio é uma boa para passar esse tipo de dor que estou sentindo.

THELMA: Tudo bem…

Com as mãos sobre o bolso da calça, Rodrigo permanece caminhando. Thelma o olha e o acompanha.

Cena 4: Igreja/Fundo/Quarto de Maria/Noite

PADRE JOSÉ: Estou a espera de uma resposta! Ambos não são mais crianças pra esse tipo de briguinhas, pelo amor de Cristo, vamos ter senso.

MARIA: Me perdoe, tio, mas é que o problema…/

PADRE JOSÉ: Você é a pessoa que está mais errada, minha filha. Pedi para que viesse pegar a água benta correndo e me deparo com isso. Anda, vamos voltar para a igreja que os fiéis nos aguardam.

MARIA: Sim, tio, me desculpe.

Maria tentando conter sua raiva sai do quarto.

FLÁVIO: Me desculpe, tio, eu pedi que Maria me ajudasse a encontrar algo e por isso a demora.

PADRE JOSÉ: Quando cheguei aqui não era bem isso que eu presenciei.

FLÁVIO: Tive que fazer Maria me ajudar de alguma forma, então decidi fazer cócegas nela para conseguir tal feito.

PADRE JOSÉ: Da próxima vez, repense antes de atrapalhar a missa, filho. Agora vá dormir pois era isso que o senhor me disse que iria fazer.

O padre se retira do quarto. Ao ver sua saída, Flavio se agacha e pega o aparelho que tinha caído debaixo da cama. Em seguida o jovem levanta e olha o aparelho.

FLÁVIO: Eu vou descobrir quem é você, “Amor”, e acabar com essa farsa de minha irmã.

Cena 5: Mansão dos Vasconcellos/Suíte de Regiane/Madrugada

Naquela madrugada, Regiane deitada em sua cama e se mexe para um lado e para o outro não confortável com o momento. Ela agarra seu travesseiro onde apoiava sua cabeça até que abre os olhos. A mulher se levanta, calça sua pantufa e vai até a varanda de seu quarto. A brisa da madrugada batia em seu rosto e nos seus fios de cabelo. Ela se apoia na sacada e observa a lua.

REGIANE: Que noite…

No momento sua mente é tomada pelos acontecimentos daquela noite. Seus olhos marejam com cada palavra de Rodrigo para ela.

Trilha sonora: Solamente Tú- Pablo Alborán

Regiane permanece olhando a lua com os olhos marejandos. Depois de um tempo, ela enxuga seus olhos com sua mão e retorna ao quarto onde se senta e em seguida se deita.

Cena 6

Ao som da música, um novo dia vai nascendo em “Fênix Negra”. O foco vai para a Igreja.

Cena 7: Igreja/Fundo/Cozinha/Manhã

Reunidos em volta a uma mesa com poucos alimentos para o café da manhã, o Padre e sua sobrinha conversam. O momento é atrapalhado pela chegada de Flávio que se senta em uma cadeira se juntando à eles.

FLÁVIO: Bom dia! A benção, tio.

PADRE JOSÉ: Deus lhe abençoe, meu filho. Aí tem margarina e pão francês fresco. Tem café dentro da leiteira pois não temos cafeteira e o leite de caixa está na pia. Sirva-se à vontade.

FLÁVIO: Obrigado, tio! Olá, maninha, tudo bem?

Maria o olha seriamente e em seguida o responde.

MARIA: Estou ótima, Flávio, obrigada por perguntar.

FLÁVIO: Não é incômodo algum pra mim. Estou amando ficar ao seu lado e matar a saudade… E o senhor, tio, tem algo hoje a tarde na igreja?

PADRE JOSÉ: Hoje passarei o dia no confessionário escutando os pecados dessas pessoas em nossa volta.

FLÁVIO: Realmente, existem muitos pecadores em nossa volta que deveriam tomar vergonha na cara e irem se confessar. Pode parecer que dói, mas é totalmente ao contrário.

Flávio olha para Maria que não gosta daquela insinuações mas se mantem calada.

MARIA: Enfim, e a Thelma, será que ela e seu pai não vão vir?

PADRE JOSÉ: Deixem os dois. Esses são o que mais sofrem com os pecados dessa vida.

Cena 8: Mansão dos Vasconcellos/Suíte de Regiane/Manhã

Sentada em seu colchão, Regiane espera o café que a serviçal iria levar. Um batido na porta é escutado e em seguida a brecha é aberta.

MIGUEL: Mãe… Posso falar com você?

REGIANE: Claro, Miguel, entre.

Miguel entra no quarto e se senta ao lado da mãe.

MIGUEL: Você prometeu que me contaria o motivo para aquela atitude de ontem a noite no jantar. Saiba que deixei passar apenas pra hoje porque vi a senhora um pouco indisposta.

REGIANE: Tem certeza que quer saber o motivo?

MIGUEL: Claro, por isso estou aqui insistindo na mesma tecla.

REGIANE: Tudo bem… O Rodrigo já morou aqui no passado e nesse tempo eu e ele nos apaixonamos e vivemos uma romântica história de amor, mas…

MIGUEL: Mas o que?

REGIANE: Ele se apaixonou por uma outra mulher e foi embora sem me dar um adeus. Naquele dia, filho, eu me senti um lixo, completamente. -Marejando- Graças ao nosso Deus que eu encontrei o seu pai e me senti amada outra vez. Me perdoe por ontem, por favor. Quando eu vi aquele infeliz eu… Enfim, acabei prejudicando o seu namoro com a Thelma, né?

MIGUEL: Não fique assim, okay? -Abraçando-a – E não prejudicou nada. Irei atrás da Thelma mais tarde esclarecer tudo e fazermos as pazes. Não quero ver você chorando por aquele homem.

REGIANE: Tudo bem, eu te amo, meu filho.

MIGUEL: Eu também, mãe.

As lágrimas de Regiane após escorrer em seu rosto, pinga sobre os ombros do filho.

Cena 9: Igreja/Fundo/Quarto de Rodrigo/Manhã

Thelma se levanta da cama e se surpreende com seu pai já de pé acordado.

RODRIGO: Oi, Thelma, dormiu bem?

THELMA: Oi, pai, dormi sim e você? Está melhor?

RODRIGO: Antes de qualquer coisa eu gostaria de te pedir um favor, será que posso?

THELMA: Claro! Qual seria?

RODRIGO: Você é a pessoa que mais conhece minha história, que mais me vê sofrer diariamente com isso. Bom, para o meu bem e o seu bem eu queria que você e o Miguel dessem um tempo.

Thelma fica surpresa.

THELMA: Oi? Mas pai…/

RODRIGO: Não quero chegar ao ponto de ter que obrigar vocês a isso, minha filha, mas me entende.

THELMA: Isso não pode ser. Eu amo o Miguel e nossa história ainda tem muitas palavras para serem escritas.

RODRIGO: Thelma!

THELMA: Preciso ficar sozinha!

Apressada, Thelma sai do quarto em lágrimas após ouvir aquele pedido feito pelo seu pai.

Cena 10: Igreja/Ext./Manhã

Maria varre a calçada da Igreja e avista Thelma correndo em direção a praça. Ela tenta chama-la mas a moça não ouve. Maria se vira e encontra Flávio.

MARIA: O que você quer, hein? Hoje não estou afim de ouvir o seu sermão.

FLÁVIO: Vim apenas entregar o celular para a prostituta da vez.

MARIA (Surpresa): Do que você esta falando, seu louco?

FLÁVIO: Louco? Eu? Vamos pesquisar o significado disso no dicionário, vamos?

MARIA: Tá, agora me dá meu celular!

FLÁVIO: Não vai confessar o que você faz, Maria? Não vai me dar uma justificativa para o seus atos?

Maria puxa seu celular das mãos do irmão e consegue pegar o aparelho. Após o ato, ela se aproxima e o olha seriamente.

MARIA: Se meu maninho continuar com essas ofensas, vai ser chutado daqui igual um vira-lata. E saiba que mais cedo ou mais tarde irei descobrir o por que dessa sua vinda aqui.  Não mexa comigo ouviu bem? Sei que por trás desse peitoral cabeludo, também existe um coração de mentiras pois essa sua cara de tonto não me engana.

FLÁVIO: Pode vasculhar à vontade. Não sou igual certas pecadoras que esconde algo. Agora tchau, vou dar uma volta na cidade.

Flávio se retira do local e enquanto isso, Maria o observa atentamente.

Corte Rápido:

Cena 11: Fênix Negra/Rua/Manhã

Após o momento com Maria, Flávio caminha tenso pela calçada da praça com suas mãos sobre o bolso. Depois de um tempo ele para e se apoia em um poste de ferro.

FLÁVIO: Merda! Ela não pode descobrir daquela perseguição, não pode! Se Maria souber disso e de que eu ainda fui responsável pela morte de uma mulher, aquela vaca vai virar o jogo a seu favor e não vai hesitar em me colocar atrás das grades.

A TARDE CAI SOBRE A CIDADE

Cena 12: Mansão dos Vasconcellos/Sala/Tarde

Miguel desce as escadarias e encontra a mãe deitada no sofá folheando uma revista.

MIGUEL: Vou sair, dona Regiane.

Regiane se levanta e se aproxima.

REGIANE: Se for ir atrás de Thelma diga que estou bastante envergonhada com isso tudo. Peça desculpas em meu nome.

MIGUEL: Pode deixar!

REGIANE: Ah, -Caminha até a mesinha de centro, pega sua bolsa e retira umas cédulas- Aqui, compre um buquê bem lindo pra sua namorada. Não permita que ela escape, filho, Thelma é uma moça encantadora ao meu ver.

MIGUEL: Ótima idéia! -Pega as notas- Vou indo, até mais tarde.

REGIANE: Boa sorte!

Miguel se retira da mansão e Regiane volta a se sentar. Depois de uns minutos ela é surpreendida com a chegada de Heitor pela porta dos fundos.

 HEITOR: Oi, linda! Sentiu saudades?

Regiane se levanta assustada.

REGIANE: Que isso, garoto? Esta louco de vir aqui e aparecer do nada? Anda, põe-se fora daqui pois o Miguel acabou de sair.

HEITOR: E quem disse que eu queria falar com o Miguel? -Heitor se aproxima e retira sua camisa ficando apenas de calça jeans- Vim ver você, gostosa.

REGIANE: Mas a Neusa…

HEITOR: Silêncio, gata, acabei de ver a escravinha indo em direção ao mercado. A mansão é só nossa!

Heitor se aproxima e arranca um beijo sensual de Regiane que aos poucos vai tendo em mente a imagem de Rodrigo mais jovem e se entrega ao momento. Regiane retira o cinto da calça do jovem e o conduz até seu quarto.

Corta para o quarto:

Sobre Regiane, Heitor vai beijando seu pescoço e tirando com a boca a parte de cima da roupa da mulher. O foco vai para o rosto de prazer de Regiane e em sequência para uma brecha da porta onde conseguimos ver um celular filmando o momento. Atrás do aparelho esta Neusa, a empregada da casa.

NEUSA (Sussurrando): Xeque-mate!

Cena 13: Igreja/Fundo/Sala/Tarde

Rodrigo esta na sala arrumando algumas coisas para ir arrumar a igreja quando alguém bate na porta.

RODRIGO (Gritando): Já vai! –Ele caminha em direção a ela– Quem será?

Ao abrir a porta, Rodrigo se depara com Miguel e se surpreende.

MIGUEL: Posso falar com você?

Cena 14: Igreja/Confessionário/Tarde

A igreja está vazia e o padre José dentro do confessionário reza antes de ouvir os pecados dos fiéis. Ele está ajoelhado dentro daquele espaço pequeno com as mãos unidas. Depois de um tempo a reza acaba e suas mãos se desunem. O Padre se senta em seu banquinho, faz o sinal da cruz em seu peito e beija sua manta. Alguém vestido de preto tanto na roupa que vestia, quanto no boné que usava, vai se aproximando. A pessoa ajoelha e percebemos que se trata de um homem. Ao perceber a chegada de alguém, o padre começa a dizer as palavras para iniciar a confissão.

PADRE JOSÉ: Ave Maria santíssima…

HOMEM: Olá, José, lembra de mim?

Após ouvir aquela voz forte e atraente, o padre fica pasmo com quem vê.

PADRE JOSÉ (Pasmo): Vo- vo… Você?

VICTÓRIO: Sim, padre, sou eu. Victório Vasconcellos!

Padre José fica sem palavras ao descobrir que Victório nunca esteve morto. Victório sorri para o sacerdote que esta pasmo com o momento. Foco no rosto de Victório. Foco no rosto pasmo de José. Foco naquele momento de revelações.

FIM DO DÉCIMO CAPÍTULO

20 thoughts on “Coração de Mentiras – Capítulo 10

  1. Padre José tá com o coração acelerado rsrs
    Victorio vadio 😂
    Maria e seu irmão em pé de guerra
    Thelma comprando a briga do pai e Miguel a sa mãe!
    Eu acho que a Thelma não será filha do Rodrigo, só acho 😁
    Adoooooooro esse coração, tramão das boas!
    Parabéns Fred 😘

    Curtir

  2. O que será que Padre José fará agora que descobriu que Victório nunca esteve morto? Será que Flávio é o culpado pela morte de Antônia? Bombas vão estourar! Parabéns Fred.

    Curtir

  3. Essa revolta do Flávio tava muito estranha… realmente ele tá escondendo alguma coisa de todo mundo. Mas gente, tô chocado que todo mundo esconde segredos nessa trama. Sei que esse é o mote de CdM, mas mesmo assim… será que o Flávio não tá envolvido na morte da Antônia?

    Estranhei muito a reação da Thelma em saber que o Miguel é filho da Regiane. Achei ilógica. Quem tinha o direito de reagir assim era o Rodrigo, e não ela.

    E finalmente Victório saiu da sua zona de conforto e voltou a Fênix Negra. E adivinha quem foi a primeira pessoa que ele procurou? O Padre José. Será que ele não vai fazer a mesma coisa que a Regiane e torturá-lo revelando um segredo em confissão?

    Curtir

  4. Essa descoberta do Rodrigo que a filha tá namorando o filho da Regiane ficou bem apagada com o restante do capítulo.

    Flávio se tornou um chato, babaca, e teve uma revelação que tombou geral, não esperava: ele esconde um segredo e ficou claro que ele estava envolvido na perseguição que acabou resultando na morte da Antônia. Será que ele tá foragido? Enfim, essa revelação foi muito surpreendente mesmo, pensando bem, esse jeito do Flávio sempre foi muito estranho, mas não pensei que ele escondia tal segredo. Fui tombado e não vou mentir, adoro.

    E Neusa, rainha dona da poha toda, filmando a transa da Regiane com o Heitor, amo, ela vai derrubar o império dessa aí.

    Rodrigo quer proibir o namoro de Miguel e Thelma? Meu filho, mesmo que não seja do seu agrado, isso não é você quem decide. Ele só não conseguiu mais antipatia minha porque realmente, esse romance é proibido.

    E Victório finalmente saindo da moita e foi encontrar o padre, que certamente já sentiu um fogo subindo. Mas será que Victório sabe que Maria é sobrinha do José?

    Parabéns Fred, capítulo excelente, como de costume, com o porém de que esse foi revelador, amo.

    Curtir

    • Gente, parece a contagem de pontos já se encerrou, mas o comentário demorou muito para ser postado, uns 8 minutos, então pode-se considerar esse meu ponto na audiência do capítulo, não é?!
      #. :/

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s