Cadeia Sem Grades – Capítulo 06

Cena 1: Campana/ Mansão de Paulino/ Entrada, Dia

 A mulher chega à porta, e é possível ver seu conhecido rosto: é Alana. Sem se preocupar em bater, ela abre a porta da casa e adentra. Já dentro do imóvel, ela se surpreende, deixando as malas caírem no chão. Alana avista Paulino e Taís se beijando.

Alana: Mas o que está acontecendo aqui?!

Paulino e Taís se assustam e interrompem o beijo, se virando na direção da voz. Ambos se surpreendem com a presença daquela mulher ali, principalmente Paulino, que não esperava reencontrar Alana.

Alana: Vamos Paulino, se explique! Que pouca vergonha é essa?

Paulino: O que você está fazendo, aqui, Alana? Não foi você quem saiu dessa casa dias atrás dizendo que não queria me ver nunca mais? Que nunca me amou?!

Mesmo sabendo que não é a vítima da história, Alana segue fazendo seu jogo.

Alana: Não fuja da minha pergunta, Paulino! Quem é essa mulherzinha? Parece que você não sofreu com minha ausência, não é mesmo? Vejo que fui boba em acreditar que você me amava!

Taís: Então você é a mulher que abandonou o marido e a filha para fugir com o amante, e com o dinheiro do homem que sempre enganou? Quem você pensa que é para voltar assim de repente, e se fazendo de vítima?

Alana: Quem é você? Eu nem te conheço para você me julgar dessa forma. Mas já percebi que não passa de uma gigolete, já que está se atirando para um homem casado!

Taís: A adúltera aqui é você, você quem traiu seu esposo. Logo se vê quem é a gigolete da história!

Alana não esconde sua surpresa com a reposta de Taís, mas não está disposta a perder a batalha.

Alana (gritando): Escuta aqui, sua mulherzinha…

Paulino (interrompendo): Escuta você, Alana! Você não tem moral nenhuma para julgar nem a mim, nem a Taís! Voltou por quê? O seu amante te abandonou, foi? Te deixou na sarjeta?

Alana fica em silêncio, entregando sua resposta. Paulino começa a rir.

Paulino (rindo): Quem é o tolo dessa história agora? Me enganou da forma mais sórdida, e vejo que você também foi enganada. Aqui se faz, aqui se paga. – ele continua rindo, enquanto Alana se sente humilhada, e seus olhos começam a lacrimejar. Paulino volta a assumir uma expressão séria – Agora, Alana, se retire da minha casa! 

Alana (chorando): Eu voltei toda entusiasmada, cheia de amor para lhe dar… E é assim que você me trata, Paulino?

Paulino: Deixe de ser dissimulada! A sua interpretação de mocinha arrependida não me convence, Alana. Pensou o quê? Que após me trair e me abandonar, eu iria te aceitar de volta de braços abertos? Se você acha que vai tirar mais alguma coisa de mim, está muito enganada. Fora daqui. Agora!

Alana (chorando, com ódio): Isso não vai ficar assim. Não vai!

Antes que ela pudesse se retirar, Vanessa surge no alto da escada. A garota se surpreende ao ver sua mãe ali, e sorri.

Vanessa: Mamãe!

Alana: Vanessa! Minha filha, que saudades de você!

Vanessa desce a escada correndo e vai até sua mãe. A menina pula nos braços de Alana, e elas se abraçam. Paulino fica desconfortável com a situação, mas nada pode fazer. Alana abre um sorriso malicioso. Ela encontrou algo para poder usar à seu favor.

Cena 2: Campana/ Hotel Campana Palace/ Recepção, Dia

Rodolfo adentra o hotel, procurando por Lucília. Ele a avista, com seus materiais de trabalho sobre um carrinho de mão, descendo as escadas que levava aos quartos. Ele vai até ela, a surpreendendo.

Lucília: Rodolfo?! O que faz aqui?

Rodolfo: Precisava te ver! E conversar com você.

Lucília: Mas eu estou em horário de trabalho. Não podemos conversar agora, se o meu chefe te ver aqui…

Nesse momento, o gerente do hotel sai de trás do balcão da recepção e caminha até o casal.

Gerente: Posso saber o que está acontecendo aqui?

Lucília: Nada senhor, ele já está de saída.

Gerente: Ótimo. Você está em horário de trabalho, Lucília. Converse quando estiver liberada.

O gerente se retira. Rodolfo e Lucília ficam a sós

Lucília: Rodolfo, por favor, vai embora. Mais tarde nós conversamos. Daqui a pouco é meu horário de almoço, e eu te encontro na praça. Tudo bem?

Rodolfo: Tudo bem, vou te esperar.

Ele sorri para ela e se retira. Lucília volta a trabalhar.

Cena 3: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Estar, Dia

Alana e Vanessa continuam abraçadas. A menina esquece de tudo o que sua mãe fez naquele instante, a alegria de vê-la novamente falou mais alto. Elas se apartam.

Vanessa: Ah, mamãe. Eu estava com tanta saudade da senhora…

Alana: Eu também, Vanessa. Estava com muita saudade de você. Saudade da minha família! Por isso, eu voltei!

Vanessa sorri e abraça Alana novamente. Paulino se indigna, enquanto Taís observa a cena em silêncio.

Paulino: Nos poupe, Alana! Você abandonou a sua filha, e nem se preocupou em se despedir dela. Simplesmente foi embora sem olhar para trás! E agora vem dizer que estava com saudades?!

Vanessa se afasta da mãe, as palavras de Paulino lhe fizeram retornar imediatamente todos os atos de Alana.

Vanessa: Isso é verdade! Você me abandonou mamãe, e nem se despediu de mim! Simplesmente foi embora, sem dizer nada!

Alana: Não, minha filha. Não é bem assim. Você está interpretando de forma errada…

Paulino (interrompendo Alana): Chega, Alana! Para com esse teatro! Você tem noção do quanto a Vanessa sofreu com sua ausência?! Eu duvido que tenha, você só pensa em si mesma!

Alana: Para de tentar envenenar minha filha contra mim, Paulino! Não seja tão baixo!

Paulino: Eu estou sendo baixo? Essa é a verdade, não tente distorcer essa história. Você não vai conseguir nos convencer com essa atuação pífia!

Alana abre a boca para responder, mas é interrompida por Vanessa, que grita e chora.

Vanessa (chorando e gritando): Parem! Parem!

A menina, completamente desolada, sai correndo dali, e sobe a escada. Paulino olha para Alana com ódio. Ela retribui o mesmo olhar, e corre atrás de Vanessa, a seguindo.

Cena 4: Campana/ Praça, Dia

Lucília chega no local, procurando por Rodolfo, mas não o encontra. Ela caminha pela praça, tentando encontrá-lo, mas novamente não obtém sucesso. De repente, sente mãos lhe tapando os olhos. De inicio, ela se assusta, mas logo reconhece a pessoa pela voz.

Rodolfo: Advinha quem é?

Lucília (rindo): Rodolfo! -ele retira as mãos dos olhos dela, que se vira para ele. Ela vê que o rapaz segurava um buquê de flores nas mãos – seu bobo!

Rodolfo: E você passou no teste com êxito!

Lucília: Que teste?

Rodolfo: O de me reconhecer somente pela voz.

Lucília: Mas é muito bobo mesmo! Mas afinal, o que você quer falar comigo?

Rodolfo: Primeiramente, preciso lhe entregar essas flores.

Ele estende as flores para ela, que pega e cheira, sentindo o perfume.

Lucília: Que lindas. Obrigada, Rodolfo!

Ela sorri para ele, que retribui. Eles se sentam em um banco.

Lucília: E qual é o assunto, que você tanto queria falar comigo?

Rodolfo: Vou ser bem direto, não quero ficar deixando as coisas subentendidas.

Lucília: Você está me assustando…

Rodolfo: Eu estou apaixonado por você, Lucília. É só em você que eu penso nos últimos dias! Eu não sei explicar, mas é um sentimento real, e que precisa ser vivido.

Lucília se surpreende com as palavras de Rodolfo. Ele nutre por ela o mesmo sentimento que ela estava sentindo por ele.

Cena 5: Campana/ Mansão de Paulino/ Quarto de Vanessa, Dia

Vanessa está deitada em sua cama, chorando compulsivamente após a briga que presenciara. Alana adentra o quarto e vai até a filha, a abraçando.

Alana: Vanessa, minha filha… Não chore assim.

Vanessa (chorando): E desde quando a senhora se preocupa comigo?!

Alana: Eu me preocupo com você, sim. Tanto, que estou aqui, do seu lado!

Vanessa (chorando): Então porque me abandonou? Porque foi embora sem se preocupar com meus sentimentos?!

Alana: Vanessa, você está se deixando influenciar pelo seu pai. Ele quer te afastar de mim!

Vanessa (chorando): O meu pai só quer o meu bem, sempre está do meu lado. Ao contrário da senhora!

Alana (se irritando): Chega, Vanessa! Eu não admito que fale assim comigo! Não admito que você me julgue dessa forma! Se ponha no seu lugar!

Vanessa se assusta com as palavras da mãe e Paulino aparece na porta do quarto.

Paulino: Chega, Alana! Vá embora da minha casa. Agora!

Alana se vira na direção de Paulino.

Alana: Eu tenho o direito de falar com a minha filha!

Paulino: Você já teve tempo suficiente para falar com ela, e só piorou o estado da menina. Ponha-se daqui para fora, ou farei isso a força!

Alana olha para Paulino, surpresa com seu tom de voz. Ela concorda com a cabeça e beija a testa de Vanessa, se despedindo. Após, ela caminha até a porta, onde está o marido.

Alana: Eu vou, mas pode ter certeza que eu volto!

Ela sai do quarto e Paulino a observa, irritado.

Cena 6: Campana/ Praça, Dia

Lucília olha para Rodolfo, assustada com a revelação. Ela prefere reprimir seus sentimentos.

Lucília: Não, Rodolfo! Isso não é possível!

Rodolfo: E porque não? Você não sente nada por mim?!

Lucília: Não é isso, eu sinto. Tenha certeza que sinto. Mas olha para mim! Não é possível viver esse sentimento!

Rodolfo: Espera, você está falando da cor da sua pele? É isso Lucília? Eu não estou acreditando. Isso de nada importa!

Lucília: Eu sou negra e pobre, você é branco e rico. Você acha que teremos paz? O preconceito cairá como chuva nas nossas costas. Inclusive a sua família, deve nos reprovar!

Rodolfo pega nas mãos de Lucília.

Rodolfo: Lucília, o preconceito é apenas um obstáculo, e vamos passar por cima dele. Se necessário, passaremos por cima de minha família. E nada, nada vai impedir o nosso relacionamento. Basta você querer, e eu sei que você quer.

Rodolfo sorri para Lucília, que reflete sobre o que ele disse. Aos poucos, ela deixa seus sentimentos se apossarem de seu corpo. Ele aproxima seu rosto ao dela, que fecha os olhos. Os seus lábios se encostam e eles se entregam à um beijo. As pessoas que estavam presentes na praça os olham com estranheza e reprovação, mas o casal não se importa.

Cena 7: Imagens Aleatórias

Ao som de N – Nando Reis, anoitece.

Cena 8: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Estar, Noite

Paulino e Rodolfo estão sentados no sofá, conversando.

Paulino: Ah, meu irmão. Que ótima a sua visita!

Rodolfo: Resolvi te ver, e aproveitar para conversarmos. Tenho algo a lhe dizer.

Paulino: Eu também preciso conversar, minha vida está um turbilhão. Mas conte-me, o que te aconteceu para estar tão feliz? Seus olhos estão brilhando!

Rodolfo: Paixão, meu irmão. Estou apaixonado como nunca estive antes, e o meu relacionamento com a moça já está avançando.

Paulino: Olha só, meu irmãozinho apaixonado! Conte mais, quem é a moça?

Rodolfo: O nome dela é Lucília. É uma moça linda, trabalhadora, e humilde. Mas já sabemos que para ficarmos juntos, teremos que passar por cima dos nossos pais.

Paulino: Como? Não entendi.

Rodolfo: A Lucília é negra e pobre. E você sabe, o papai e a mamãe, são preconceituosos. Duvido que aceitem bem esse relacionamento.

Paulino: De fato, terão que passar por cima do papai e da mamãe. Mas não se deixem abalar pelo preconceito deles. Saiba que tem todo o meu apoio.

Rodolfo: Muito obrigado, Paulino. Não deixaremos que nada nos impeça de viver esse sentimento. Mas e você? O que tem para me dizer?

Paulino: Ah, Rodolfo, você nem vai acreditar: eu estou apaixonado pela babá da Vanessa. Taís é uma mulher tão delicada, gentil, encantadora e linda… e hoje me declarei para ela. E ao mesmo tempo, Alana voltou para Campana e flagrou nosso beijo. Fez o maior escândalo. Dá para acreditar?

Rodolfo (surpreso):  A Alana voltou?! Mas por quê? 

Paulino: Ela não disse, mas ficou claro que o amante a enganou, e a deixou sem dinheiro. E agora ela voltou, tentando distorcer a história e querendo a sua “família” de volta.

Rodolfo: Mas que descarada, ela devia ter vergonha! Mas eu sei que você não vai cair no jogo dela. E fico muito contente meu irmão, que você já esteja apaixonado por outra pessoa. Assim você se liberta de vez da Alana.

Paulino: A única coisa que me liga a Alana é a Vanessa. Ela não vai atrapalhar o meu romance com a Taís.

Paulino e Rodolfo continuam trocando confidências, mas o som é abafado.

Cena 9: Campana/ Hotel Campana Palace/ Recepção, Noite

Alana está no balcão, negociando com o gerente. Após alguns segundos, ela sai de lá com uma chave em mãos, tal como suas malas. Ela sobe as escadas, olhando para a estrutura simples do local, enojada.

Alana (para si): Mas que lugar é esse que eu vim me meter? Que horror. Tudo é pobre, velho. Essa espelunca não vê uma reforma a anos! Mas é o que eu tenho condições de pagar. Terei que suportar por alguns dias.

Ela continua subindo as escadas, chegando ao andar dos quartos.

Cena 10: Campana/ Hotel Campana Palace/ Quarto de Taís, Noite

Taís está sentada na cama, conversando com Lucília, que está ao seu lado.

Lucília (chocada): O seu patrão te beijou e a esposa dele voltou? Mas que loucura!

Taís: E o pior de tudo foi a Alana, a mulher dele. Ela armou o maior escândalo, querendo se tornar a vítima da história!

Lucília: Que dissimulada, ela não tem vergonha?

Taís: Parece que não. Mas o que importa, é que o seu Paulino é esperto. Não engoliu o jogo dela.

Lucília: E o beijo? Como foi?

Taís: Não nego, eu gostei e correspondi. Mas foi fraqueza, isso não vai dar certo. Principalmente agora que a espoa dele voltou. Eu e Paulino juntos, seria muito complicado.

Lucília: Se vocês se amam, não deixem nada atrapalhar esse romance. E digo isso por experiência própria, tomei uma decisão parecida hoje.

Taís: Como assim? Do que está falando?

Lucília: Sabe aquele moço que me ajudou aqui outro dia? Nos encontramos outras vezes… e nos apaixonamos. Mas você sabe, não será nada fácil ficarmos juntos. O fato de eu ser negra e pobre, será um grande empecilho.

Taís: Como você mesma me disse: Se vocês se amam, não deixem nada atrapalhá-los.

Lucília: Eu tive medo no inicio, e ainda tenho. Mas o Rodolfo me mostrou que devemos passar por cima das barreiras que nos aparecer.

Taís: Rodolfo? O nome dele é Rodolfo?

Lucília: Sim, porquê? Conhece alguém com esse nome?

Taís: Eu escutei o seu Paulino dizer que tem um irmão, chamado Rodolfo… Será que é a mesma pessoa? Se for, será uma feliz coincidência.

Lucília se surpreende com a possibilidade, e continua conversando com Taís, mas não é possível ouvir o que elas falam.

Cena 11: Campana/ Hotel Campana Palace/ Corredor, Noite

Alana caminha pelo corredor com suas malas em mãos, procurando pelo seu quarto. Ela encontra e vai até a porta, posicionando a chave na fechadura. De repente, a porta do quarto atrás de si se abre, e Alana instantaneamente se vira. Ela se assusta ao ver Taís conversando com uma moça que não conhecia.

Alana (para si): Ah, não. Isso só pode ser um pesadelo!

Alana tenta esconder o rosto, mas Taís a avista e se aproxima.

Taís: Eu estou enxergando direito? Não acredito, a madame aqui nesse hotel pobre? O que faz aqui? Resolveu fazer uma visita à locais mais humildes?

Ela ri, não perdendo a oportunidade de provocar a rival após tudo o que ela fez mais cedo. Alana se vira para Taís, e a encara seriamente, com ódio e fúria no olhar.

A imagem congela no rosto enfurecido de Alana, em um tom amarelado. Aos poucos, a sombra de uma grade se forma sobre a mulher.

Anúncios

42 thoughts on “Cadeia Sem Grades – Capítulo 06

  1. Um capítulo morno (novamente). inúmeras cenas destinadas à chegada de Alana na casa de paulino, esse foi o foco do capítulo que deu voltas e mais voltas nesse enlace. Fico triste que o autor está cozinhando tudo em banho-maria, os acontecimentos estão resumidos, não há uma grande reviravolta para movimentar o capítulo. E não adianta dizer que é porque a trama está ainda no início, pois, já li muitas tramas com inícios promissores. A trama está bem insonsa, espero algo mais agradavel nos capítulos seguintes, pois, como leitor estou ficando insatisfeito. Mas, minha crítica não interessa tanto assim, afinal, o autor é orgulhoso e não aceita críticas de ninguém.
    #opinião
    #semhipocrisia

    Curtir

    • Você já criticou o ritmo da web antes, e eu te respondi com a maior educação. Não é a primeira vez que recebo críticas numa trama de minha autoria, e sempre aceitei todas de bom grado, desde que sejam construtivas. E você só diz que está insatisfeito com o ritmo da web. Eu não posso fazer nada, não escrevi essa estória para te agradar em específico. E o que se faz quando uma obra de entretenimento não te satisfaz? Para de acompanhar. Eu já te disse que Cadeia sem Grades não é uma trama de grandes reviravoltas (mas tem reviravolta, e também já disse isso), e se esse estilo mais “simples” não te agrada, eu não posso fazer nada.

      Eu realmente vou me poupar disso, pois você não me conhece. Essa já é a minha terceira obra, e obviamente, você não é a primeira pessoa que me critica. Então, Samuel, pare de se achar o centro do mundo, porque eu recebo e sempre recebi críticas, e sempre aceitei todas e levei comigo, desde que sejam construtivas e não sejam apenas merdas digitadas para tentar me rebaixar. Eu já disse uma vez, e volto a repetir: se a web não está agradando, apenas pare de ler. Eu não posso alterar a minha estória só para te agradar. Sinto muito se não está gostando, mas você tem duas opções: ou continua lendo mesmo assim, ou para de acompanhar e leia uma web que tenha toda a ação e reviravoltas que você deseja.

      Curtido por 1 pessoa

      • Esse garoto se acha o centro do mundo mesmo. Pior é ele se achar o “dono” da verdade, o fodão, e escrever algo do nível que era Ângela, uma web dele.

        Curtido por 1 pessoa

      • ok querido, vou ler algo mais construtivo e com mais ação, pode ficar tranquilo.
        E em resposta à Flavin, eu escrevi ângela e tenho certeza que estava ágil ao extremo para um início, arrisco dizer, que era muito melhor do que essa farofa de feijão com arroz já requentado.

        Curtir

      • Me poupe Samucu
        Prefiro uma web novela “insônia” e sem grandes acontecimentos e reviravoltas, porém bem escrita (Cadeia Sem Grades) do que uma web que é “ágil” e PESSIMAMENTE escrita e sem nenhuma coerência, onde uma hora mulher esta morrendo e mal consegue falar e logo depois está de pé pegando caixa em gaveta e se movimentando (Angecu)

        No mais, passar bem

        (Jean) você está pisando com sua web, parabéns

        Curtir

      • O que adianta ser ágil e mal escrita? Mal escrita é até um elogio pra aquele embuste que é Ângela, query. Você não cansa de passar vergonha, ne? Bota uma dentadura no cu e vai sorrir pro caralho, em vez de esta passando vergonha. Agora se poupe, enfie um rojão no cu e saia voando.

        Curtir

      • Eu li sim, querida. E afirmo que é sem alguma coesão as bostas de cenas. “Insonsa” como você diz, mas bem escrita e avaliada. Isso é inveja sua query, já que nem uma crítica construtiva sabe fazer, apenas ataca.

        Curtir

  2. O grande destaque da novela hoje foi mesmo Alana e seu retorno repentino. Que dissimulada, hein? Ainda bem que nem o Paulino e nem a Vanessa caíram nessa história. Quero só ver como vai se desenrolar essa rivalidade.
    Parabéns, Jean!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Sofro que não consegui me atualizar ainda, época cheia de trabalhos e provas no colégio. Espero que entenda, Jean.
    Farei o possível para me atualizar, mas não posso garantir.
    Tenho certeza que a trama está maravilhosa, então parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Jean, meu querido, finalmente consegui me atualizar da sua web! Bom, eu sou obrigado a dizer que sua web é extremamente gostosa de ler, é uma leitura que não cansa o leitor, que dá facilidade para continuar até o final. Vou falar dos personagens principais.

    Percebi o quanto Tais sofreu logo no primeiro capítulo e fiquei com muita pena não só dela, mas do Paulino também. Tanto Dário como Alana se acham superiores e não pensam na felicidade dos outros. Felizmente achei justo o destino que os dois protagonistas estão tendo até agora, mas também temo porque os vilões não vão deixar barato, principalmente Alana, depois desse show de falsidade que ela deu hoje, espero tudo dela!

    Eu, do fundo do core, espero continuar acompanhando sua web porque eu realmente gostei dela. Peço desde já desculpas pela demora a comentar, mas enfim, vou fazer o impossível pra estar aqui. Parabéns, amigo ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Adoro que você se atualizou e gostou da trama, Bruninho.

      Taís e Paulino sofreram muito, ambos tiveram uma grande decepção no casamento, e apesar de cada um ter uma história diferente, tem esse sofrimento em comum. Porém, os vilões realmente não vão deixar barato e Alana foi a primeira a aparecer para atrapalhar o casal. Em breve, Dário também chega.

      Espero que consiga acompanhar a web a partir de agora, sua presença é muito importante para mim. Obrigado, amigo ❤

      Curtido por 1 pessoa

  5. Gente, que cena foi essa? Maravilhosa! Excelente! Estou impressionado, real. Já sabia do seu potencial, Jean, mas porra. Alana sendo humilhada pelo marido que a própria humilhou, quem diria. Taís se intrometendo e fazendo Alana ser pisada ainda mais, gostei. Deu pra sentir o amor no ar ali. ❤❤ Não, Vanessa, agora não…

    Lucília e Rodolfo são um casal lindo. Nem se preocuparam com o povo da praça e mandaram ver. Eu aprovo e muito.

    Alana no Campana Palace? Xii… Prevejo treta.

    E acertei! Taís X Alana. Esperei tanto pra ver esse momento. Pelo que parece, esse será o primeiro embate de muitos que estão por vir.

    Parabéns, amigo! Cada dia me surpreendendo com a história, e com a qualidade da web. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Alana levou mais um tombo, né. Foi pisoteada com força, risos.

      Amo, uns pisadores desses, colocaram o preconceito no chão.

      Taís e Alana no mesmo hotel, claramente que teríamos um embate. Um duelo desses :*

      Obrigado, amigo, fico muito contente com suas palavras, de verdade ❤

      Curtir

  6. Enfim, consegui me atualizar.

    E vamos a um resumão dos capítulos anteriores – vou procurar um nome para isso, mas enquanto eu não achar, eu vou chamar de resumão.

    Após ser traído, humilhado e abandonado por Alana, Paulino decide esquecê-la e contratar uma babá para a pequena Vanessa e quem se candidata ao cargo? Isso mesmo, a Taís e a mesma é contratada e consegue a confiança de Vanessa.

    Falando em Taís, a nossa protagonista finalmente encontrou uma pessoa para poder desabafar e parar de ficar falando sozinha que nem uma esquizofrênica, e essa pessoa é ninguém mais, ninguém menos que Lucília, a camareira do hotel Campana Palace.

    Lucília conheceu Rodolfo, um rapaz charmoso, gentil e elegante e que é o irmão de Paulino, esse mesmo que foi citado no início do resumo. Rodolfo e Lucília se apaixonam, porém, eles terão que enfrentar o preconceito e a hipocrisia da sociedade e de Olavo e Odete, os pais de Rodolfo.

    Enquanto isso, no Rio de JaneiroAnderson convence Alana a ter acesso a sua conta bancária e dá um calote na mesma, roubando todo o seu dinheiro e deixando a mesma na miséria… que desgraçado! Tomara que alguém dê um calote nele, que nem ele fez com a Alana!

    Ainda no Rio de Janeiro… Dário chega em sua casa e procura por Taís, porém, ele não a encontra e fica pasmo ao descobrir que Taís fugiu. Dário jura que vai descobrir aonde Taís está, nem que seja no mais profundo do inferno!

    Após levar uma rasteira de Anderson, Alana retorna a Campana com o intuito de reatar com Paulino, porém, quando ela chega na mansão, ela é tombada!

    Com Taís trabalhando na casa de Paulino, como babá da pequena Vanessa, os dois acabam se aproximando e se apaixonando e quando Paulino se declara para Taís e a beija, porém, o primeiro beijo do casal é interrompido com a chegada de Alana na mansão.

    Ao ver os dois se beijando, Alana dá um escândalo, mas acaba sendo pisada por Paulino e por Taís… ai, gente, eu não vou mentir: amei essa cena.

    Após ser pisada, Alana se hospeda no Campana Palace, no mesmo lugar aonde Taís está hospedada… isso vai terminar que nem a música da Valesca Popozuda: tiro, porrada e bomba! 🔫👊💣🔪 (botei a faca porque me deu vontade, hahahahaha. 😛)

    Algo me diz que o Dário e a Alana vão se unir para acabar com a Taís e o Paulino

    Não suporto casais protagonistas, mas eu tô amando shippar Taís e Paulino e Rodolfo e Lucília, é impossível não shippar eles. ❤

    Na minha opinião, a história está maravilhosa, o desenvolvimento também, confesso que essas tramas que possuem um desenvolvimento um pouco mais simples me encantam.

    A história está divina!

    Parabéns, Jean!

    Curtido por 1 pessoa

    • E ao menos tentarei, responder esse comentário luxo à altura.

      Como eu disse, Taís só falou sozinha naquele capítulo porque tinha acabado de chegar na cidade e não conhecia ninguém. Mas agora tem uma grande amiga ao seu lado.

      Anderson fez com Alana algo parecido com o que ela fez com o Paulino… e a participação dele foi bem rápida, digamos que a função dele era deixar a Alana sem sua fortuna.

      A busca de Dário por Taís começou, e posso garantir que muito em breve,ele terá sucesso.

      Alana pisada por quem ela humilhou, adoramos.

      Será que teremos união entre Dário e Alana? Aguardemos.

      Morrendo, que bom que o casal protagonista de Cadeia sem Grades é uma exceção para você 😛

      Fico feliz que esteja gostando, obrigado Roberto ❤

      Curtido por 1 pessoa

    • Nem sofro com esse garoto, felizmente ele é o único que reclamou da trama como um todo, a maioria aprovou o andamento da estória, então estou no caminho certo. Se ele achou que ia me colocar para baixo, se enganou.

      Curtir

  7. Mesmo criança a Vanessa não é bobinha.
    A falsidade e a cara de pau de Alana me surpreendeu.
    Até agora nada demais entre o romance de Lucília e Rodolfo, até agora!
    Certamente haverá muitas tretas entre Alana e Taís, principalmente agora sendo vizinhas.
    Parabéns Jean, como de costume mais um ótimo capitulo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Alana dissimulou, mas obviamente, ninguém comprou seu teatro. Até mesmo​ Vanessa tem noção da gravidade do que sua mãe fez.

      Obrigado, Vitor 😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s