Cadeia Sem Grades – Capítulo 13

Cena 1: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Estar, Dia

Paulino pensa por alguns segundos, até que toma sua decisão.

Paulino: Vocês tem razão. Taís pode estar correndo perigo, caso realmente esteja nas mãos de Dário.

Lucília: O seu primo a sequestrou, não há outra explicação! Tenho certeza que minha amiga não saiu de Campana por livre e espontânea vontade.

Paulino: Irei para o Rio de Janeiro. Vai ser um salto no escuro, mas tenho que tentar. Encontrarei Taís!

Rodolfo: E quando você parte?

Paulino: Amanhã pela manhã. Não parto hoje pois em breve anoitece. Mas amanhã, bem cedo, eu irei.

Rodolfo: Certo. Faça boa viagem, meu irmão.

Lucília: E encontre Taís, por favor! Mesmo que seja difícil, você precisa encontrá-la!

Paulino: Farei o que estiver ao meu alcance para encontrar Taís. Espero que Deus esteja ao meu lado nessa busca.

Rodolfo e Lucília concordam, enquanto Paulino mantém a esperança de encontrar sua amada no Rio de Janeiro.

Cena 2: Imagens Aleatórias

Ao som de Sorte No Amor – Fernanda Takai e Andy Summers, vários takes da cidade do Rio de Janeiro e da fictícia Campana passam, enquanto anoitece.

Cena 3: Campana/ Mansão de Olavo e Odete/ Sala de Jantar, Noite

Olavo e Odete estão sentados à mesa, jantando. Rodolfo aparece no local e fica em pé, olhando para os pais.

Olavo: Rodolfo, onde estava? Você demorou, não lhe esperamos para o jantar.

Rodolfo: Estava na casa do Paulino. Ele vai viajar para o Rio de Janeiro amanhã bem cedo.

Odete: E o que ele perdeu no Rio de Janeiro? O que ele tem para fazer nessa cidade?

Rodolfo: Ele vai em busca de Taís. A mulher que ele ama.

Odete larga os talheres que estavam em suas mãos, no prato.

Odete: Como é? Eu não estou crendo que o Paulino irá fazer isso! Ele não se cansa de ser marionete das mulheres?

Olavo: Mas se o Paulino vai para o Rio de Janeiro, eu irei com ele!

Odete: O quê?! Você vai compactuar com isso, Olavo?!

Olavo: Não! Eu apenas acompanharei meu filho. Essa viagem pode ser perigosa, não deixarei ele ir sozinho.

Odete: E os negócios da família? A nossa tecelagem, como fica?

Rodolfo: Se o papai realmente viajar, eu posso cuidar da empresa.

Olavo: Então está tudo certo. Amanhã cedo eu vou até a casa de Paulino. Sinto que devo acompanhá-lo nessa viagem.

Após encerrar esse assunto, Rodolfo inicia outro.

Rodolfo: Mudando de assunto… Eu preciso ter uma conversa séria com a senhora, mãe. E com o senhor também, pai. Tenho certeza que também está envolvido nesse plano vergonhoso!

Odete: Do que está falando, Rodolfo? Que tom é esse?!

Rodolfo: Não sabe do que estou falando? Pois bem, eu refresco sua memória: como a senhora teve a ousadia de oferecer dinheiro para Lucília se afastar de mim? Não se envergonha de uma atitude tão desprezível?!

Olavo e Odete se olham, surpresos com a reação do filho diante daquela situação.

Cena 4: Campana/ Mansão de Paulino/ Quarto de Paulino/ Noite

Paulino está organizando alguns pertences em uma pequena mala de viagens. Após terminar, ele a fecha e a coloca debaixo da cama. De repente, a porta do quarto se abre e Alana entra.

Paulino: Mas o que é isso? Que invasão é essa? Como entra no meu quarto sem nem ao menos bater?

Alana: Somos muito íntimos para ter esse tipo de formalidade, não acha?

A empregada da casa, Solange, surge na porta.

Solange: Seu Paulino, perdão. Ela quase passou por cima de mim para entrar aqui, não consegui anunciá-la.

Paulino: Tudo bem, Solange. Eu resolvo esse problema.

Alana: Some, sua imprestável!

Solange sai, e Alana retira uma garrafa de vinho da bolsa que carregava em suas mãos, juntamente com duas taças. Ela coloca sobre um móvel.

Paulino: O que quer dessa vez, Alana? Não estou com tempo para suas sandices.

Ela abre o vinho, tirando a rolha que tampava a garrafa e serve duas taças. Paulino observa intrigado. De costas para ele, Alana despeja um líquido guardado em um pequeno frasco que tinha nas mãos, sem que o homem perceba. Ele vai até ela, pegando em seu braço.

Paulino: O que você pretende? Procure alguma coisa para fazer, Alana. Pare de me perturbar!

Ela lhe entrega a taça que colocou o líquido do frasco, e permanece com a outra.

Alana: Beba, Paulino. Trouxe esse vinho para bebermos juntos. 

Paulino olha para a taça, desconfiado. Após, ele olha para a mulher, que bebe o vinho.

Paulino: Vá embora, Alana. Já estou com problemas demais para me preocupar.

Alana: Eu vou. Mas só depois que você beber esse vinho. Não faça desfeita, é muito deselegante.

Desejando que ela vá embora logo, Paulino ingere o líquido.

Paulino: Pronto, já exerci minha boa educação com você por hoje. Agora pode ir. Você sabe o caminho da saída.

Alana não diz e nem faz nada, apenas sorri, intrigando Paulino.

Cena 5: Campana/ Mansão de Olavo e Odete/ Sala de Jantar, Noite

Rodolfo olha furioso para Odete, a espera de uma explicação.

Rodolfo: E então, dona Odete? Nem vai tentar se explicar?

Odete: Eu tentei subornar a Lucília, sim! E faria novamente. Fiz isso para o seu bem, meu filho!

Rodolfo: Meu bem? A senhora acha que vai me fazer bem me afastando da mulher da minha vida?! A Lucília me ama tanto quanto eu a amo, e ela provou isso ao recusar o seu dinheiro!

Olavo: Foi isso o que eu disse para sua mãe: se ela recusou o dinheiro, é porque realmente te ama, Rodolfo. Não está interessada na sua fortuna.

Odete: Mas ela pode muito bem estar querendo se casar com você, Rodolfo. Casada, ela tem direitos, será rica! Vocês não percebem?

Rodolfo: Mãe, eu só quero te avisar que é melhor poupar o seu esforço em tentar me separar da Lucília. O nosso amor é muito mais forte que qualquer empecilho que a senhora tente impor. Nada vai nos separar, está entendendo? Nada!

Rodolfo sai do cômodo, deixando Odete pensativa.

Cena 6: Campana/ Mansão de Paulino/ Quarto de Paulino, Noite

Após beber o vinho, Paulino caiu no sono. Ele está desacordado sobre a cama. Alana tira suas roupas, o deixando apenas de peças intimas. Após, ela se despe, também ficando apenas de roupas íntimas. Ela se deita ao lado dele e o abraça, se aconchegando como se ainda fossem casados.

Alana: Ah, Paulino… Você é meu, resta aceitar. Está preparado para ser papai novamente, meu amor?

Ela gargalha, vitoriosa.

Cena 7: Imagens Aleatórias

Ao som de Love me Again – John Newman, amanhece.

Cena 8: Campana/ Mansão de Paulino/ Quarto de Paulino, Dia

Paulino está deitado na cama. Ele se acorda e sonolento, olha ao redor e se surpreende ao ver Alana dormindo ao seu lado, coberta por um lençol. Ele se levanta rapidamente e percebe que está seminu.

Paulino: Mas o que aconteceu aqui?! Não, não é possível… Eu não posso ter me deitado com a Alana… Eu não me lembro de nada… Tem algo errado!

Paulino caminha até ela, pronto para acordá-la e exigir uma explicação, mas se lembra de sua viagem.

Paulino: Não posso me ocupar com isso agora. Preciso ir em busca da Taís, é mais importante.

Ele veste suas roupas que estavam no chão, e pega sua mala embaixo da cama. Após, ele sai do quarto apressado, mesmo intrigado com a presença de Alana ali.

Cena 9: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Estar, Dia

Paulino desce as escadas, e se surpreende ao encontrar Olavo na sala, na companhia de Solange.

Paulino: Pai? O que faz aqui?

Olavo: Rodolfo me contou da sua decisão de viajar para o Rio de Janeiro em busca de Taís. Irei com você, Paulino.

Paulino: Por quê? Você sempre reprovou meu relacionamento com ela.

Olavo: Você é meu filho, e não deixarei que viaje sozinho. Pelo que eu fiquei sabendo, você suspeita que Dário a tenha levado. E ele é perigoso, todos sabemos o quanto ele é agressivo.

Paulino: Tudo bem, pai. Mas o senhor precisa administrar a tecelagem…

Olavo: Eu vou com você, e ponto final. Rodolfo cuidará de nossa empresa.

Paulino acaba concordando e olha para Solange.

Paulino: Espero não demorar, Solange. Mas nesse tempo que eu estiver fora, cuide de Vanessa por mim? Só posso contar com você para fazer isso.

Solange: Pode deixar, seu Paulino, cuidarei da menina. Faça boa viagem!

Paulino sorri em forma de agradecimento e sai da casa, acompanhado de Olavo.

Cena 10: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Jantar, Dia

Vanessa está sentada à mesa, tomando café da manhã. Ela conversa com Solange, que está em pé.

Vanessa: Então o meu pai viajou em busca da Taís?

Solange: Sim. Mas segundo ele, será uma viagem bem breve.

Vanessa: Eu só espero que ele tenha sucesso nessa busca.

Nesse momento, Alana adentra o cômodo, surpreendendo Vanessa e Solange.

Vanessa: Mamãe? O que faz aqui?

Alana: Eu dormi aqui, minha filha. Tive a melhor noite da minha vida ao lado de seu pai.

Alana sorri e se senta, se servindo do café da manhã, enquanto Vanessa e Solange se olham, chocadas.

Alana: E onde está Paulino? Não veio tomar café?

Vanessa: Papai viajou, não ficou sabendo? Está a procura de Taís, a mulher que ele ama.

Alana se surpreende e fica sem reação para responder. A sua alegria se esvai com tal notícia.

Cena 11: Rio de Janeiro/ Casa de Dário e Taís/ Entrada, Dia

A porta se abre e Dário e Taís adentram, ambos com sacolas de mercado em mãos. Ele tranca a porta, enquanto Taís coloca as compras sobre à mesa da cozinha. Dário retira a chave da fechadura e olha para a esposa na cozinha, se certificando de que ela não está olhando. Após, ele abre a gaveta de um móvel e coloca a chave lá, na intenção de esconder a mesma de Taís. Nesse momento, ela se vira e vê que ele guardou o objeto ali. Ele fecha a gaveta, crente que ela não notara seu ato.

Taís: O que quer para o jantar? Alguma preferência?

Dário: Não… escolha você o prato. Me surpreenda, meu amor.

Taís: Hum… farei aquele risoto de frango que você gosta.

Dário: Está ótimo. Capriche no prato.

Ele se aproxima de Taís, a beijando. E ela não resiste ao ato, se deixa ser beijada.

Cena 12: Imagens Aleatórias

Anoitece ao som de N – Nando Reis.

Cena 13: Rio de Janeiro/ Carro de Paulino, Noite

Paulino dirige, enquanto Olavo ocupa um dos acentos passageiros. O carro estaciona em frente a uma estação ferroviária.

Paulino: Essa é a estação ferroviária da zona leste do Rio de Janeiro. A Taís mora nessa região.

Olavo: Mas como você vai encontrá-la? Não dá para bater de porta em porta, de casa em casa.

Paulino: Eu não sei pai… vamos rodar os quarteirões, manterei a fé que a encontrarei.

Paulino acelera o carro novamente, andando devagar pelas ruas.

Cena 14: Rio de Janeiro/ Casa de Dário e Taís/ Quarto de Dário e Taís/ Noite

Dário e Taís estão deitados na cama. Ele dorme, e ela está acordada. A mulher se levanta lentamente, para não fazer barulho. Ela sai para fora do cômodo e vai até a sala. Lá, ela abre a gaveta do móvel em que Dário colocara a chave e retira a mesma de lá de dentro. Com a chave, Taís vai até a porta de entrada e a abre. A porta faz um alto rangido. Ela teme que o marido acorde com esse barulho e sai correndo, passando pela rua deserta, onde não há vizinhança. Ela continua correndo e chega na avenida principal. Taís olha para trás, e avista Dário na porta de sua casa: o que ela temia aconteceu e ele acordou; Ele grita por ela, que ignora. É possível vê-lo entrando no imóvel novamente. Ela continua a correr e atravessa a rua sem olhar, e por pouco não é atropelada por um carro. Ofegante, Taís olha para dentro do veículo e avista Paulino e Olavo. Ela sorri, e Paulino também, ambos surpresos.

Taís: Paulino!

Paulino: Taís!

A felicidade por terem se encontrado é grande. Porém, a mesma termina quando outro carro estaciona à alguns metros de distância. O motorista salta do veículo e é possível ver Dário.

Paulino: Entre no carro, Taís!

Dário: Exatamente, Taís. Entre no carro. No meu carro. Você não me abandonará novamente!

Ele saca um revólver da cintura e aponta, ora para Taís, ora para Paulino dentro do veículo. Ambos temem que ele atire e se apavoram. Dário continua apontando a arma, com o dedo no gatilho.

A imagem congela no rosto de Dário, que esbanja frieza e crueldade, em um tom amarelado. Aos poucos, a sombra de uma grade se forma sobre o homem.

Anúncios

29 thoughts on “Cadeia Sem Grades – Capítulo 13

  1. Dona Odete é colocada contra a parede após o suborno feito à Lucília. Rodolfo está certíssimo nessa história. Mulher maluca, eu hein. Alana aproveita da fragilidade de Paulino para dar um “golpe” nele. Se deitou com o homem após deixá-lo doidão com sua porção mágica, safada! Por coincidência, essa semana teve uma cena assim em Rock Story, porém sem a porção. Eu adoro! ❤ Uma conexão dessas, pois CSG, pelo que eu sei, já estava toda escrita antes de iniciar. Amamos?

    Paulino junto a Olavo, vão em busca de Taís. O velho ganhou pontos comigo. Taís se mantém atenta a tudo que Dário faz ou deixa de fazer. A noite, nossa protagonista aproveita uma brecha para conseguir fugir. Na rua, a melhor parte: O encontro do casal! Eles se reencontraram, amo. ❤ Mas Dário está atrás com um revolver. Vadio! E agora? 😮

    Parabéns pelo capítulo maravilhoso, Jean! Estou aprisionado, não nego.❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Grito com a conexão com o novelão, não nego que adoro. Mas foi coincidência mesmo, a web está escrita e finalizada desde janeiro.

      Taís fugiu e acabou encontrando Paulino, mas felicidade durou pouco, pois Dário chegou tocando o terror.

      Adoro, obrigado, Fred ❤

      Curtir

  2. Não esperava nada disso. Não esperava que o Rodolfo conseguisse deixar a Odete sem palavras. Não esperava que o Olavo fosse junto com o Paulino para o Rio de Janeiro. Não esperava que o Dário desse tanta bobeira. E não esperava que ele fosse reagir daquela maneira com a fuga da Taís.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Li até o capítulo anterior porque tá uma correria danada. Chocado com o demônio do Dário obrigando Taís a voltar com ele, e ainda por cima a estuprou 😮 Odete não desiste mesmo de afastar Lucília de Rodolfo, a ofereceu dinheiro mas tomou foi um pisão da rainha, amo. E a vadia da Alana descobre estar grávida e planeja usar isso para obrigar Paulino a ficar com ela, mas sua piranha de quinta… E Paulino vai atrás de Taís, prevejo morte nos próximos capítulos, hahaha. E Lucília e Rodolfo, os fofos ❤ Parabéns Jê :*

    Curtido por 1 pessoa

    • Taís está sofrendo nas mãos de Dário, coitada.
      Odete foi pisada pela Lucília, amamos.
      Grito, será que teremos mortes? Aguarde.

      Aguardo suas opiniões sobre os capítulos seguintes, obrigado, Thay :*

      Curtir

  4. Capítulo 12:

    Dário (LIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIXO!) não consigo descrever o ódio que sinto por esse personagem! 😡 Maria mordeu os lábios de Dário, bem feito? Merecido? Foi pouco? Amei? 😛 ÓDIO da bofetada que ela deu em Taís, que monstro FDP! 😡 – Pasmo que Vacalana depois de ajudar o LIXO a sequestrar Taís ainda vai procurar Paulinho e fazer joguinho de cena, se poupe, me poupe e nos poupe! 🙄 – NOJO que Dário abusou Taís, NOJO NOJO E NOJO, que esse verme maldito tenha o castigo que merece, quero ver esse FDP se ferrando nos últimos capítulos! 😡 – Vacalana fazendo alienação parental com a filha, nojo dessa vagabunda! 😡 Dona Jeana caprichou nos vilões hein, se estão sendo odiados então estão no caminho certo! 😛 – Chocado que a Barangodete foi até a RAINHA Lucília querer lhe dar dinheiro para ela se afastar de Rodolfo, que velha ordinária! 🙄 – Taís tenta convencer Dário (LIXO!) a confiar nela novamente, mas não adianta, o verme não acredita mais nela e quer mantê-la presa nessa cadeia sem grades! ÓDIO! 😡 – Vibrando muito com a pisada que a RAINHA Lucília deu na Lixodete! E foi pouco perto do que essa velha safada merecia! 😀 😛 – Mesmo triste, Lucília consegue se lembrar de uma informação de ouro para ajudar na busca de Taís – Lixodete continua a mesma vaca metida a besta, mas ao menos Olavo já está pouco a pouco deixando de ser um panaca e vendo as coisas com mais clareza, menos mau! 😛 – Espero que Rodolfo diga umas poucas e boas para a Barangodete depois de saber o que ela tentou fazer com a RAINHA! – Então Vacalana está grávida? Mas eu duvido que o filho seja do Anderson, aposto que com toda certeza deve ser do Dário (LIXÃO!) 😳 E a vaca logo pensa em usar o filho para “fisgar” Paulinho novamente, porque será que não me surpreendo? 🙄 – Finalmente Paulinho irá para o Rio procurar pela RAINHA Taís, já não era sem tempo. ❤

    Capítulo 13:

    Olavo decidi ir junto com Paulinho para encontrar Taís, que bom que Olavo mudou de lado, ao contrário da Lixodete! 🙄 – Gente, não acredito que Paulinho caiu novamente nas armações de Alana, como ele não expulsou imediatamente a víbora de sua casa e ainda ingeriu o vinho que ela trousse, com sonífero é claro, mas gente, Paulinho, para de ser tão idiota, Vacalana novamente conseguiu o que queria 🙄 – Adorei as poucas e boas que Rodolfo disse para a mãe! Mas será que ela irá se convencer do relacionamento dele com Lucília? – Paulinho acordou e se deu de cara com a ex ao seu lado na cama, incrível a facilidade que a víbora tem para manipular o ex, Paulinho não acorda Vacalana e se arruma para viajar para o Rio de Janeiro, ta mais do que certo, chega de perder tempo com essa vaca! Ta na hora de agir! Vanessa conta a mãe que Paulinho viajou para o Rio para encontrar Taís, seu verdadeiro amor, chupa Putalana! 😆 😛 – Paulinho e Olavo começam a busca por Taís – Taís consegue ver onde Dário (LIXO!) esconde as chaves – Gente, que cena final foi essa? 😮 Simplesmente espetacular! – Taís levanta da cama e pega as chaves onde Dário (LIXO!) as colocou, mas quando ela sai de casa a porta faz um rangido muito alto e ela decidi fugir com medo que o LIXO tenha ouvido, Taís corre desesperada e atravessa as ruas sem olhas para os lados, pra piorar, Dário (LIXO!) percebe sua fuga e vai atrás dela, mas por um acaso do destino, Taís e Paulinho se reencontram bem na hora da fuga da mocinha, finalmente ❤ Mas Dário (LIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIXO!) chega bem na hora do reencontro e aponta uma arma para o casal, exigindo que Taís volte pra ele, mas gente! Que ganchão foi esse? 😮 Que capítulo foi esse? Nota 1000, sem sombra de dúvidas! A web está muito bem escrita, essa última cena foi tensa, espero que Taís e Paulinho consigam sair ilesos e que Dário (LIXO!) seja preso! 😡 :\ – Ansioso pelos próximos capítulos, parabéns pela “Além do Tempo” do Tv Mix, dona Jeana! 😀 😛 😉

    Curtido por 1 pessoa

    • Você odeia muito o Dário, e não nego que adoro, um embuste. E caprichei nos vilões, risos, uns asquerosos.
      Geral adorou a pisada que a Odete levou da Lucília, e felizmente, foi muito merecida.
      Alana prepara um golpe da barriga para pegar o Paulino. Será que ela vai ter sucesso?

      Paulino vacilou, e Alana executou parte de seu plano. Paulino não exigiu explicações de Alana, porque a busca por Taís era mais importante.
      Taís consegue fugir, mas Dário está na sua cola. E quando ela encontra Paulino e uma luz no fim do túnel, Dário aparece e os coloca sobre a mira de seu revólver.
      Fico feliz que a sequência final tenha agradado tanto, não foi fácil de escrever, e fico mais contente ainda em saber que a trama como um todo esteja prendendo quem lê.

      Obrigado, Audy ❤

      Curtido por 1 pessoa

  5. Alana caiu do cavalo, hein? Bem feito. Muito bom que o Paulino criou coragem e foi atrás da Tais, coitada. Mas não vai ser fácil resgatar a moça.
    Me surpreendi com o pai do Paulino.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Paulino bebe o vinho com líquido suspeito de Alana, mas queridinho, que burro você hein! Olavo decide acompanhar Paulino na viagem em busca de Taís. Alana fica pasma ao saber que seu plano falhou, pois Paulino viajou mesmo após acordar ao seu lado na cama, devido o sonífero no vinho. Tais foge de casa e Dário a persegue, quando Paulino encontra ambos. Dário aponta um revólver para Taís e Paulino. Berrando com esse capítulo frenético, vem com tudo próximo capítulo, meus parabéns, Jean! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Paulino vacilou, mas digamos que foi necessário… Taís foge e Dário a persegue. E posso adiantar que essa perseguição vai culminar em algo sério.

      Obrigado, Airton ❤

      Curtido por 1 pessoa

  7. O plano da mejera deu certo,muito estranho o Paulino não ter desconfiado que aquele poderia ser mais uma armação dela.
    Taís jogando direitinho e enganando o otário, ops, o Dário.
    A última cena foi sensacional, um show!
    Parabéns Jean, show de capítulo.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Tirem meu comentário do SPAM!!!, o bichim nunca fez mal à alguém.
    Há, eu acho que nessa perseguição, o pai de Paulino vai morrer, meio sem sentido ele ter ido com o filho, claramente, deve acontecer algo com o coitada, e nós que não somos bobos nem nada, já pensamos o pior!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s