Cadeia Sem Grades – Capítulo 15 (Últimos Capítulos)

Cena 1: Campana/ Mansão de Olavo e Odete/ Sala de Estar, Dia

Paulino abraça sua mãe, que ainda chora descontroladamente. Taís faz menção de fazer o mesmo ato, porém Odete recusa e lhe olha com revolta.

Odete: O que você faz aqui? Não tem vergonha de fazer o que fez, e aparecer na minha casa?!

Taís se assusta, e todos voltam a atenção para a cena. 

Paulino: Que grosseria é essa, mamãe? Nem de luto a senhora dá trégua?!

Odete: Essa mulher é a responsável pela morte do meu marido! Se você, Paulino, não tivesse ido para o Rio de Janeiro com seu pai atrás dela, nada disso teria acontecido. O Olavo ainda estaria aqui! Taís é culpada por isso tudo que aconteceu! Se ponha para fora da minha casa. Agora!

Taís olha para Odete, chocada com sua reação, sem saber o que fazer. Todos os presentes olham para ela.

Paulino: Taís não tem culpa de nada! Ela é uma vítima dessa história toda!

Taís: Não, Paulino. Ela está certa, eu irei embora. Eu não devia ter vindo.

Paulino: Fique, Taís. Não se importe com o que minha mãe disse, ela só está abalada.

Taís: Eu vou embora, Paulino. Não estou me sentido bem. Com licença.

Ela se retira, e Paulino lança um olhar repreensivo para Odete, que muito nervosa, se senta no sofá, e começa a chorar descontroladamente. Paulino volta sua atenção para o caixão de Olavo e deixa as lágrimas rolarem. Os presentes comentam em voz baixa, sobre o que ocorrera com Taís.

Cena 2: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Estar, Dia

Taís chega na sala e se senta no sofá, chorando.

Taís (chorando): Eu tenho culpa na morte do seu Olavo. Tentam me convencer do contrário, mas eu tenho culpa! Já não basta eu ter uma vida marcada por desgraças, ainda tenho que trazer isso para a vida de outras pessoas?

Ela continua chorando, se sentindo culpada. 

Cena 3: Passagem de Tempo

Alguns dias se passam e Rodolfo, Paulino e Odete tentam superar o luto. O testamento de Olavo é lido, no qual decreta que o comando da sua empresa ficará dividido entre os dois filhos. O resto de seus bens, fica partilhado entre os filhos e a esposa. Paulino e Taís continuam se amando, e aos poucos, ela vai se livrando da culpa que sentia pela morte de Olavo. Dário continua desaparecido. Alana confirma que está grávida, pronta para executar seu plano contra Paulino.

Cena 4: Campana/ Mansão de Paulino/ Quarto de Paulino, Noite

Paulino e Taís estão sentados na cama, conversando.

Taís: Eu ainda não tive tempo de lhe agradecer por ter me salvado do Dário… Eu não sei o que faria sem você!

Paulino: Não há o que agradecer, eu fiz isso porque te amo. E você não merece sofrer nas mãos do meu primo novamente.

Taís: Eu também te amo muito, sabia? Pena que não podemos nos casar, infelizmente somos presos à um casamento…

Paulino: Infelizmente, perante a lei não podemos casar. Mas de que importa a lei? Podemos nos casar de outra forma. O que importa, é vivermos o nosso amor, juntos.

Taís: Só isso importa. Seremos felizes, sim, e nos casaremos, sim. Ficará registrado em nossos corações para sempre.

Paulino: E ainda podemos encher nossa casa de filhos.

Ele sorri, mas ela fica cabisbaixa.

Paulino: O que foi? Disse algo errado?

Taís: É que… eu não posso ter filhos, Paulino. 

Paulino olha para Taís, chocado com a revelação.

Taís: Eu engravidei uma única vez do Dário, mas em um dos seus ataques de fúria, ele me agrediu… e eu acabei perdendo o bebê. Ele chutou minha barriga diversas vezes… e depois disso, nunca mais consegui engravidar novamente. Até o sonho de ser mãe o Dário tirou de mim…

Paulino, mesmo chocado, abraça Taís, que chora ao relembrar tais fatos.

Paulino: Claro… como sempre o Dário é o causador de tudo de ruim que lhe acontece. Meus Deus, quanta desgraça ele trouxe para sua vida… Mas não se preocupe. Isso não muda o que sentimos um pelo outro, seremos felizes de qualquer forma. Ele te tirou o prazer de ser mãe, mas superaremos isso, juntos. Esse homem não vai mais te atormentar, meu amor.

Ele a beija, tentando reanimá-la. Ela tenta cessar as lágrimas e abre um sorriso, sem vida.

Cena 5: Campana/ Casa de Lucília/ Entrada, Noite

Rodolfo e Lucília acabam de chegar de um passeio, eles estão na frente da casa.

Rodolfo: Tenho uma surpresa para você. Espero que goste e aceite. Caso contrário, serei o homem mais infeliz da cidade.

Lucília: Do que está falando? Assim você me deixa preocupada!

Ele se ajoelha e retira uma caixinha de veludo do bolso. Lucília se surpreende e já imagina o que está por vir. Rodolfo abre a caixa, revelando um anel de brilhantes.

Rodolfo: Lucília, você aceita se casar com esse jovem bobo e apaixonado que vos fala?

Lucília (fingindo indecisão): Não sei… acho que preciso pensar melhor nessa proposta…

Rodolfo: Você quer que eu tenha um ataque cardíaco? Não brinque com meu coração!

Lucília (sorrindo): É claro que eu aceito, seu bobo! Você é o amor da minha vida, como posso recusar esse pedido?

Rodolfo se levanta, sorrindo.

Rodolfo: Eu te amo muito, e farei o possível para te fazer a mulher mais feliz dessa cidade. Pode ter certeza, que você não está fazendo um mau negócio.

Lucília: Saiba que sou exigente e vou cobrar tudo isso, hein? – ambos riem, mas logo voltam a falar seriamente – eu também prometo te fazer muito feliz, Rodolfo. Mais do que já somos.

Eles sorriem um para o outro e se beijam, apaixonados. Rodolfo ergue Lucília no ar, e a rodopia, fazendo-a soltar breves gritos assustados em meio as gargalhadas. O casal superou o preconceito, em prol do seu amor.

Cena 6: Imagens Aleatórias

Amanhece, ao som de N – Nando Reis.

Cena 7: Campana/ Mansão de Olavo e Odete/ Sala de Jantar, Dia

Odete toma café da manhã, em profundo silêncio. Rodolfo chega e se senta à mesa, feliz.

Rodolfo (sorrindo): Bom dia, mamãe!

Odete (amarga): Que felicidade é essa? Ainda devia estar de luto.

Rodolfo: Ainda estou, mas a ocasião me faz ficar feliz. Irei me casar.

Odete quase se engasga com o café que bebia.

Odete: Casar? Com a Lucília?!

Rodolfo: Claro. Com quem mais seria? Lucília é a mulher da minha vida, isso já não é segredo para mais ninguém.

Odete: Seu pai e eu erramos muito na criação de nossos filhos. A que ponto chegamos…

Rodolfo: Felizmente, nem eu, nem o Paulino herdamos seus conceitos sobre a vida em sociedade. Sabe mãe, eu só queria que você, ao menos, ficasse feliz com a felicidade do seu filho. Será que é tão difícil assim?

Odete fica em silêncio diante daquelas palavras e Rodolfo bebe um gole de suco, a encarando.

Cena 8: Campana/ Mansão de Paulino/ Sala de Jantar, Dia

Paulino, Taís e Vanessa tomam café da manhã. Solange surge no cômodo.

Solange: Com licença, seu Paulino. A dona Alana está lá fora, querendo entrar.

Paulino: Hoje eu não estou com paciência para a Alana. Mande a embora, Solange.

Solange assente e se vira para dispensar Alana, porém a mesma entra na sala, mesmo sem ter sido convidada.

Alana: Eu não sou obrigada a ficar esperando. O assunto que tenho a tratar é muito importante para isso.

Paulino: Mas é muito descarada! Vá embora!

Vanessa: Mamãe, não insista. Vá, será melhor.

Alana: Todos contra mim, pois bem… Vanessa, minha querida, você sabia que vai ter um irmãozinho? Você será papai novamente, Paulino.

Alana sorri, e Vanessa e Taís olham para ela, chocadas. Paulino debocha.

Paulino: Piada muito boa. Me poupe, Alana, isso é impossível. Se você estiver grávida, o filho é daquele seu amante.

Alana: Estou quase no terceiro mês de gestação. Faça as contas, Paulino. À três meses atrás estávamos bem felizes… se é que me entendem.

Ela ri e Paulino deixa o tom debochado, e começa a falar seriamente.

Paulino: Se você estiver mesmo grávida, e o filho for meu, assumirei a responsabilidade. Mas não pense que você voltará para essa casa, não temos mais nada.

Alana: Não temos? Jura que você se esqueceu da noite maravilhosa que tivemos à alguns dias atrás, Paulino? Não acredito! Foi algo inesquecível, com toda a certeza foi a noite mais prazerosa que tivemos juntos.

Paulino se choca, e se lembra do dia em que acordou ao lado de Alana, seminu. Taís não se contém.

Taís: Isso é verdade, Paulino? Você dormiu com a Alana?!

Taís o olha fixamente, com receio da resposta. Alana sorri, enquanto Vanessa também se mostra chocada. Paulino se vê num beco sem saída, diante da indagação. Ele teme a sua própria resposta.

A imagem congela no rosto temeroso de Paulino, em um tom amarelado. Aos poucos, a sombra de uma grade se forma sobre o homem.

Anúncios

20 thoughts on “Cadeia Sem Grades – Capítulo 15 (Últimos Capítulos)

  1. Por favor, Taís, não seja idiota a ponto de cair no joguinho da Alana. Paulino me surpreendeu com a reação dele à revelação da Alana.

    Falando nisso, me surpreende à maneira como a história de amor do Paulino e da Taís se desenvolve. Nem o fato de eles serem proibidos pela lei de desfrutarem desse amor os impede de lutar por ele. Pode parecer épico ou coisa do gênero, mas não deixa de ser surpreendente. Eu tenho certeza que, se fôssemos contemporâneos deles, muitos de nós rejeitaria esse casal.

    Curtido por 1 pessoa

    • O próprio Paulino não sabe dizer se o que Alana tá falando é mentira, afinal, ele acordou ao lado dela, e isso é um fato que ele não pode negar.

      Na época em que a trama se passa, um casal como Paulino e Taís seria bem difícil de acontecer. Ambos são casados, e não existia o divórcio, mas mesmo assim, eles permanecem juntos, o amor deles é mais forte do que todos esses problemas. E quis que esses fatores da época reforçasse o quanto o sentimento do casal é real.

      Obrigado pela participação, Glay 😀

      Curtir

  2. Como tinha apostado, agora é a vez de Alana agir, e agiu. Resta saber se Taís vai ou não, cair nessa dela de que passou uma noite com Paulino. E o amor está no ar… Lucília e Rodolfo, enfim vão se casar. Demorou mais chegou, risos.

    Últimos capítulos? Não! Ai, Jean… Ansioso pelo próximo capítulo. Parabéns, amigo! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Alana arquitetou muito bem seu plano, seu maior trunfo é a noite que ela passou com Paulino, apenas ela sabe, de fato, que nada aconteceu. Resta saber se o plano vai funcionar dessa vez.

      E a web está chegando ao fim, a partir de segunda-feira, adentra sua semana final 😥 Obrigado, amigo ❤

      Curtir

  3. Capitulo curto, mas muito revelador, gosto assim.
    O que? ATaís não pode ter filho, ô coitada que sofre, e Dário (o monstro) teve a ousadia de agredila durante a gestação, realmente ele se supera em cada nova descoberta.
    Rodolfo e Lucília vão se casar, será que dona Odete não vai fazer nada para que esse noivado se concretize.
    Nada a comentar sobre a última cena, só se chocar mesmo.
    Parabéns Jean, capítulo revelador e bombástico.

    Curtido por 1 pessoa

    • Um pouco mais da história de Taís foi revelada, e como sempre, foi algo muito sofrido e doloroso.
      Será que Odete vai querer impedir o casamento de Rodolfo e Lucília?

      Fico feliz que tenha gostado, obrigado, Vitor ❤

      Curtir

  4. Taís vai embora do velório por se sentir culpada pela morte do Olavo, mas meu bem, para com isso, a culpa é do estume do Dário! Horrorizado que Taís não pode ter filhos porque Dário agrediu ela durante uma gravidez, pelo amor de Deus, que demônio de homem é essa, exijo um final trágico! Rodolfo pede Lucília em casamento, que aceita, amo esses dois, muito shippáveis! Odete surta ao saber do casamento. Alana invade a casa de Paulino e diz estar grávida dele, chocando Taís. Que naja, vamos ver no que isso vai dar! Parabéns Jean, estou adorando! 😀

    Curtido por 2 pessoas

    • Dário é um capeta em forma humana, verdade. O que Taís sofreu nas mãos dele… Né brinquedo não.
      Amo que você ama Rodolfo e Lucília. Também gosto muito deles, e fico feliz que os leitores também simpatizem com o casal. Alana apronta mais uma, aguardemos os desdobramentos.

      Obrigado, Airton ❤

      Curtido por 1 pessoa

  5. Quando o Jean tava escrevendo “Cadeia sem Grades” ele devia tar ouvindo Valesca pra deixar a web tiro, porrada e bomba, principalmente tiro. 🔫🔫👊💣😛

    E enfim consegui me atualizar, adoramos?

    E vamos a uma análise compactada dos capítulos perdidos.

    Cadeia sem Grades – Capítulos 08/09/10/11/12/13/14

    Taís se recusa a voltar com Dário para o Rio de Janeiro e para a sua “cadeia sem grades”. Ao descobrir a verdade sobre Dário e Taís, Paulino resolve dar um tempo com Taís, em resuno, terminar o namoro, e isso acaba a deixando bastante sensível e fragilizada. Alana se aproveita da situação e vê em Dário uma oportunidade para separar Taís e Paulino, ela o seduz, faz ele transar com ela, e diz para ele sequestrar Taís. Sem pestanejar, Dário faz um acordo com Alana, e juntos, eles armam para que ele leve Taís de volta para a sua “cadeia sem grades” – coitada, senti tanta pena da Taís. E depois que a Alana cedeu a sua xota para o **Dário, ela subiu e muito no meu conceito. 😛

    Ao descobrirem do relacionamento de Rodolfo e Lucília, Olavo e Odete, os pais hipócritas e preconceituosos de Rodolfo se indignam pelo fato de seu filho estar namorando com uma mulher pobre e negra. Odete tenta convencer Lucília a deixar Rodolfo, lhe oferecendo muito dinheiro, mas ela diz que não vai largar o homem que ama de jeito nenhum, no way – Lucília ofuscou, pisou, lacrou, humilhou e tombou, adoramos? – Lucília rainha, Odete nadinha. #LucíliaRainhaOdeteNadinha

    Alana está prenha, socorro com a vadia, eu aposto que foi da noite que ela teve com o Dário, antes dele sequestrar a Taís. Para tirar vantagem de sua gravidez, Alana se aproveita de Paulino para dizer que o filho é dele, forjando uma noite de sexo com ele, mas na verdade, ela o dopou, tirou as suas roupas e fingiu ter transado com ele – Alana, uma piranha rainha dessas, bicho! Vai tentar o golpe da barriga? Será que ela vai conseguir se dar bem? Espero que não!

    Após descobrirem que Taís não se encontra mais em Campana, Rodolfo, Lucília e Paulino encontram provas que afirmam de que que ela foi sequestrada por Dário, e por isso, Paulino resolve ir ao Rio de Janeiro, amo. Porém, uma coisa surpreendente acontece: Olavo vai junto com ele, que bom que ele aceitou o relacionamento do Paulino com a Taís.

    No Rio de Janeiro… Taís é agredida, humilhada e violentada por Dário, cansada de tanto sofrer, ela resolve aproveitar um momento de distração de Dário para fugir de casa; e, por um lado, o seu plano dá certo, pois ela consegue fugir e por ironia do destino, no meio da rua, ela acaba encontrando Olavo e Paulino; mas por outro lado, seu plano dá errado, pois Dário acaba percebendo a sua fuga. Taís entra no carro de Paulino com Olavo, porém, Dário os segue, e essa perseguição culmina em duas terríveis tragédias: Olavo leva um tiro, não resiste e morre, e Dário foge, esse verme.

    Agora, vamos ao #MyAnalysis de hoje.

    Cadeia sem Grades – Capítulo 15

    Impressionante… mesmo de luto, a Odete não deixa de ser nojenta, que absurdo! Meu Deus. A Taís não tem nada a ver com a morte do Olavo. Senti tanta pena da Taís, coitada, se culpando por uma coisa que não fez… o único culpado dessa história é o Dário, e mais ninguém.

    Dias se passam… Paulino fala de formar uma família com Taís, só que ela se lembra de que ela já esteve grávida de Dário e por causa dele, ela perdeu o bebê – meu Deus, tô chocado! A cena tá boa, mas na minha opinião, um flashback mostrando o Dário chutando a barriga da Taís grávida deixaria a cena mais impactante.

    Rodolfo pede Lucília em casamento e ela aceita… um casal lacrante desses, amo. ❤

    Alana chega na mansão de Paulino e diz que está grávida e mente na cara dura, que ele é o pai – uma quenga dessas, não vou mentir, adoro! Agora chegou a hora da Alana agir nessa história.

    Antes de terminar, direi o que acontecerá: o Dário voltará atrás da Taís e morrerá tragicamente. 😛

    Reta-final eletrizante, adoro… E ainda teve certas pessoas que disseram que a web era lenta e outras coisistas mais…

    Parabéns, Jean. 😀
    Conte com a minha presença nessa última semana.

    Curtido por 1 pessoa

    • Grito, eu não nego que adoro.

      E sua atualização chegou, amo.

      Alana se uniu a Dário e ainda cedeu a ppk pra ele. E grito que você gosta dela vadia, mas que safadinho. Avalie a Paolla Oliveira nas cenas :*

      Lucília pisou com força total na Odete, boatos que adorei escrever essa cena, amo.

      Alana está grávida. Será que é do Dário? Talvez, mas não esqueça do Anderson, e até mesmo Paulino, há chances dele ser o pai (mesmo que mínimas).

      Taís foge de Dário, mas no fim de toda essa perseguição, Olavo acabou morrendo, e Dário fugiu.

      A acusação de Odete acabou abalando Taís e a deixando culpada. Uma mocinha sofredora? Claramente.

      Realmente, a cena da revelação da Taís não poder ter filhos merecia um flashback… Falha minha :/

      Quando Paulino e Taís conseguiram uma folga do Dário, chega Alana para lhes atormentar. E ela chegou com tudo!

      Será que você está certo? Aguarde, não vai demorar para a resposta chegar.

      Adoro, aquela mucura foi devidamente pisada.

      Fico muito feliz que tenha se atualizado e esteja gostando da trama, obrigado, Robertinho ❤

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s