Descobertas – Capítulo 08

CENA 01: PRAÇA, EXTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Ciego (Reik).

Após se declararem, Maria e Jonathan estão aos beijos na praça, próximo ao chafariz. Em seguida, eles se afastam e sentam no banco da praça.

(JONATHAN): – Há alguns minutos, eu tava super pra baixo e agora estou recuperado. Você tem o dom de melhorar qualquer pessoa com seu astral…

(MARIA): – Exagerado! Mas agora, vamos falar sério… Eu gosto de você e você gosta de mim, mas existe a Stefanny no meio disso. Eu não vou com a cara dela, mas ela é sua namorada e não é certo a gente ficar junto mesmo você estando comprometido com ela.

(JONATHAN): – Eu sei, Maria, pode deixar, eu vou terminar com a Stefanny ainda hoje e depois ficarei livre pra você, pra viver esse sentimento tão bonito que nos aproximou.

(MARIA): – Então, tudo bem… Nossa, que nunca pensei que um dia ia me declarar pra alguém! – rindo.

(JONATHAN): – Ué, porque não? Você é linda e simpática, achou mesmo que ninguém nunca ia se apaixonar por você?

Maria sorri e beija Jonathan novamente. E ali, eles permanecem por mais algum tempo, conversando e se beijando, com os corações disparados.

CENA 02: PENSÃO DA YOLANDA, QUARTO DE MARIA, INTERIOR, TARDE.

Maria entra em seu quarto, sorridente e pulando de alegria. Ela se joga na cama e fica acariciando seus lábios, lembrando dos beijos que deu em Jonathan. É quando Bruna entra no quarto com uma pilha de roupas.

(BRUNA): – Oi queridinha. – jogando as roupas em cima de Maria. – Vá lavar essas roupas! Acha que eu vou ajudar minha mãe sozinha enquanto você vai se divertir?

(MARIA): – Que isso, Bruna, isso é jeito de me tratar? – tirando as roupas de cima de si.

(BRUNA): – Ah desculpa, eu devia ser mais carinhosa com a preferida da minha mãe. – voz irônica. – Que nojo eu tenho de você, garota, sempre tão sonsa, mas conseguiu conquistar a confiança da minha mãe.

(MARIA): – Chega de discutir bobagens, isso não vai levar a lugar algum. – ela levanta da cama. – Eu lavo essas roupas, sem problemas, não me custa ajudar a madrinha.

(BRUNA): – É bom mesmo porque senão eu posso acabar com seu filme pra ela.

(MARIA): – Como é que é?

Trilha Sonora: Criminal (Britney Spears).

(BRUNA): – Tá surda agora, caipira? Desde que você chegou, a mamãe ficou mais rígida comigo. Eu detesto a forma como ela te trata, ela devia me tratar do jeito que ela te trata porque eu sou filha dela, você é só uma afilhada, nem nosso sangue e nossa cor você tem!

(MARIA): – A cor e o sangue é um pequeno detalhe quando se existe amor. Se a madrinha te trata com rigidez, é porque você anda muito rebelde. Eu não tenho culpa de nada!

(BRUNA): – Tem sim, você não devia estar aqui, tinha era que ter continuado lá no campo, ordenhando as vacas e carpindo a terra! Mas tudo bem, se quer ficar aqui, pode ficar, mas vai ter que seguir a minha linha a partir de agora.

(MARIA): – Seguir a sua linha? Oi?

(BRUNA): – A partir de hoje, você é minha empregadinha aqui na pensão. Vai me ajudar em todos os serviços que eu pedir sem reclamar. E obviamente, a mamãe não saberá de nada.

(MARIA): – Você é louca, Bruna! Eu não vou entrar no seu jogo sujo. Aliás, se você levar isso a frente, eu posso contar pra Stefanny e Patrícia que você não é rica como elas pensam… Esqueceu?

(BRUNA): – É mesmo? E se você se negar a entrar no meu jogo, eu posso convencer a mamãe que você roubou ela. Algo que a mamãe preza muito, é a confiança. Ela tem muito apreço a essa joia, Maria. – ela tira um anel do bolso e mostra a distância. – É um anel da bisavó dela, caríssimo e com muito sentimento. A joia já sumiu das coisas dela, foi roubada. Já pensou se a mamãe encontra o anel aqui no seu quarto? – rindo e guardando o anel. – Na mesma hora, ela te expulsa da pensão e você não tem pra onde ir, vai morar debaixo da ponte ou então voltar pro interior de onde nunca devia ter saído.

(MARIA): – Ordinária! Isso é muita maldade!

(BRUNA): – E agora, quem tem mais poder? Você com o meu segredo ou eu com a meu plano? Mexeu com fogo, garota… Agora vai se queimar! – ela vai sair do quarto, mas volta. – Ah, lava bem direitinho as roupas, não quero nenhuma mancha.

Bruna ri e vai embora, deixando Maria furiosa com as provocações.

CENA 03: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, INTERIOR, NOITE.

Catarina está sozinha na sala, vendo um álbum de família. Ela folha as páginas e observa as fotos com melancolia. Às vezes, ela acaricia as fotos e enche os olhos de lágrimas, mas controla-se para não chorar. É quando Jonathan surge por trás do sofá e abraça a mãe, dando um beijo em seu rosto.

(JONATHAN): – Boa noite, mãe. Fazendo o que aqui sozinha?

(CATARINA): – Nada. – se levanta e fecha o álbum.

(JONATHAN): – O que a senhora tava vendo aí? É um álbum?

(CATARINA): – É um álbum sim, um álbum de casamento que uma amiga me enviou pelo correio, é isso. – tentando disfarçar o nervosismo. – Filho, já tá tarde, eu vou dormir. Quando seu pai chegar, diga que já fui deitar. Boa noite, querido.

Catarina abraça e beija o filho, subindo ao seu quarto com o álbum, apressadamente. Jonathan fica intrigado, mas ignora e se joga no sofá da sala, começando a lembrar do que aconteceu entre ele e Maria, ao mesmo tempo em que se lembra do plano de Stefanny. É quando a campainha toca e ele vai atender. Era Richard, seu melhor amigo. Eles se cumprimentam e vão para a sala.

(JONATHAN): – E aí, meu amigo, que surpresa você há essa hora.

(RICHARD): – É que eu preciso te contar uma coisa e precisava ser pessoalmente.

(JONTHAN): – Beleza, também preciso conversar contigo. Vamos pra cozinha? Tô morrendo de fome, quero fazer um lanche. Quer também?

(RICHARD): – Ah, eu vou topar, nem jantei ainda.

Jonathan compreende e vai pra cozinha, sendo seguido por Richard.

CENA 04: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, COZINHA, INTERIOR, NOITE.

Jonathan e Richard conversam enquanto arrumam um sanduíche na mesa da cozinha.

(JONATHAN): – Fala aí, o que você quer me contar que precisa ser cara a cara, fiquei curioso.

(RICHARD): – Então… Aconteceu uma coisa inesperada. Eu tô apaixonado!

(JONATHAN): – Oi? Não acredito! Sério? Ah, me desculpe, mas você não faz o meu tipo. – rindo.

(RICHARD): – Idiota! – empurrando ele. – É sério, Jonathan, eu me apaixonei de verdade, tô muito afim da Luana, nossa colega do 3º ano.

(JONATHAN): – A nerd? Quem diria hein… Bom, ela é gata mesmo. Com todo respeito!

(RICHARD): – Gata, simpática, sensível, doce…

(JONATHAN): – Ih, tá muito meloso pro meu gosto hein, cuidado com a diabete!

(RICHARD): – Engraçadinho, tá muito piadista hoje!

(JONATHAN): – Tá, você tá gostando da Luana desde quando? Já falou com ela?

(RICHARD): – Há alguns dias atrás, a gente se encontrou por acaso numa balada, batemos um papo e dançamos, aí acabou rolando um beijo. Tivemos contato pelo Face e hoje nos beijamos de novo. Ela se declarou pra mim! A gente tá namorado, meu amigo.

(JONATHAN): – Uau, que apressadinhos! Mas olha, parabéns, você é um cara muito gente fina, merece uma garota que te faça feliz e a Luana parece ser muito legal. – abraçando. – Primeira namorada séria, tá criando juízo! – rindo e se afastando.

(RICHARD): – Tá na hora né? Mas e aí, o que você queria me contar?

(JONATHAN): – Então… Eu tô numa enrascada, Richard. Preciso de um conselho de amigo.

(RICHARD): – Tá certo, desembucha que eu vou tentar te ajudar. Brigou com a Stefanny?

(JONATHAN): – Não, mas eu tô em dúvida sobre o que eu sinto por ela. Tipo, eu gosto da Stefanny, acho ela linda, boa de papo, mas sei lá, não tem mais aquela química do começo do nosso namoro, entende? E a Stefanny revelou um caráter muito cruel, quer me usar pra queimar a reputação de uma garota aí.

(RICHARD): – Te usar? Como assim?

(JONATHAN): – A Stefanny quer que eu seduza a Maria para expor ela diante da escola como uma vagabunda. Eu não sei de onde a Stefanny tirou esse ódio pela Maria, mas enfim, ela quer que eu faça isso porque sabe que eu sou popular na escola, tenho influência fácil nas garotas. Sem querer me gabar, mas…

(RICHARD): – O rosto de modelo internacional sempre fez as garotas caírem aos seus pés… – rindo. – Mas vem cá, você topou participar desse plano?

(JONATHAN): – Você sabe como é a Stefanny, quando coloca uma coisa na cabeça, ninguém muda. Ela insistiu tanto até me convencer. No começo, eu até não me importei, era só uma brincadeirinha, mas agora tá pesando as coisas. Ela quer que eu tire a virgindade da Maria, filme e jogue na internet!

(RICHARD): – Putz, que viagem, cara! A Stefanny só pode estar louca! Você recusou isso, óbvio né? – Jonathan fica em silêncio. – Cara, eu não acredito que você vai humilhar a Maria desse jeito… Eu nem conheço ela direito, não tenho nada contra nem a favor, mas não acho certo isso que a Stefanny quer fazer.

(JONATHAN): – Eu sei, fui um idiota em aceitar, mas não acabou por aí. Richard, eu tô confuso com meus sentimentos. Não sei mais se eu amo a Stefanny e eu acho que tô balançado pela Maria. Ela não é uma garota comum, ela é pura demais, com um coração tão bom. A primeira vez que eu a beijei, ela me bateu, diferente de outras garotas que aproveitavam a situação e avançavam mais. Hoje, a Maria se declarou pra mim e as palavras que ela disse, mexeram comigo.

(RICHARD): – Vish… Acho que você não tá só balançado, isso aí já é paixão. O que você vai fazer agora?

(JONATHAN): – Eu não sei. Preciso pensar. Queria saber tua opinião de amigo…

(RICHARD): – Sinceramente? Se a Stefanny bolou esse plano todo contra a Maria, ela não vale a pena pra se namorar. E se você tá balançado pela Maria e sabe que ela gosta de você, porque não tentar algo com ela?

(JONATHAN): – Sabe o que eu penso? Apesar desse plano ser absurdo, talvez ele me ajude a entender o que eu tô sentindo. Eu acho que vou seguir com ele, Richard, assim eu terei tempo pra saber se eu gosto mesmo da Stefanny ou da Maria.

(RICHARD): – Mas aí você corre o risco de iludir a Maria e isso não é legal…

(JONATHAN): – Alguém vai sair machucado nesse jogo, meu amigo, não tem mais volta.

Richard fica pensativo e termina de fazer seu lanche, assim como Jonathan, que comem ali mesmo na cozinha e seguem conversando.

CENA 05: COLÉGIO MÁXIMO, EXTERIOR, MANHÃ.

Maria e Luana estão caminhando e conversando.

(LUANA): – Então, você tomou coragem e se declarou pro Jonathan? – surpresa.

(MARIA): – Fala baixo, quer que alguém escute? Ele namora aquela louca ainda, não quero confusão pro meu lado. Sim, me declarei e ele também se declarou. Ele é um fofo, Luana, ai eu tô muito apaixonada!

(LUANA): – Que lindo! Ai, vou torcer por vocês, amiga! Eu nunca pensei que ele fosse se separar da Stefanny, faz um tempo que eles estão juntos e formam o “casal perfeito”, são os mais populares e ricos da escola.

(MARIA): – Pois é, eu nunca pensei que um cara como ele fosse olhar pra mim, justo pra mim, tão sem-graça e pobre.

(LUANA): – Para de se diminuir, você é maravilhosa! Agora, deixa eu te contar: eu e o Richard estamos namorando!

(MARIA): – Sério? Ai que ótimo, parabéns amiga! – abraçando. – Demorou anos pra assumir o que sentia por ele, mas finalmente a hora chegou. – se afastando.

(LUANA): – O Richard é tão fofo, amiga, nossa eu tô nas nuvens, nem acredito!

Maria ri o sinal toca. Quando ela e Luana vão sair, uma mão se entrelaça na mão de Luana, que se assusta e olha para o lado, vendo Richard. Eles sorriem.

(RICHARD): – Oi… Vamos entrar juntos?

(LUANA): – Oi Richard… Vamos! – surpresa.

Richard dá um selinho em Luana e os dois caminham de mãos dadas em direção a sala de aula, enquanto Maria observa de longe. De repente, Jonathan surge por trás de Maria.

(JONATHAN): – Me espera na quadra de esportes da escola quando for a hora da saída, eu preciso falar com você.

(MARIA): – Ai que susto… Falar aqui na escola? Tem certeza?

(JONATHAN): – Sim, confia em mim.

Maria fica intrigada, mas aceita. De longe, Stefanny vê Jonathan com Maria e resolve se aproximar. Logo, os três ficam frente a frente.

(STEFANNY): – Olá, será que tô atrapalhando alguma coisa?

(JONATHAN): – Não. Vamos pra sala?

Stefanny encara fixamente Maria, que vai sair, mas ela se coloca em sua frente.

(MARIA): – Com licença, Stefanny, eu quero passar.

(STEFANNY): – E daí? E se eu não quiser sair da frente, vai fazer o quê, sua imbecil? Tá vendo, você é tão inútil que até pra circular na escola, precisa da minha ajuda.

(JONATHAN): – Stefanny, menos né!

(STEFANNY): – Tá protegendo a caipira brega porquê? Tá com peninha? – olhando de cima a baixo. – É, tem que ter pena mesmo, olha os trapos que ela veste! E esse desodorante vencido da liquidação no camelô? Gente… É muita escrotice pra uma pessoa só! – rindo. – Maria, você morava num circo lá no interior? Porque você é uma palhaça!

Maria fica cabisbaixa e irritada, enquanto Stefanny segue rindo. Jonathan se afasta e vai para sala de aula, sendo seguido pela namorada em seguida. De repente, Gustavo se aproxima.

(GUSTAVO): – Oi Maria, tá tudo bem? Eu vi o que estavam fazendo contigo, eu sei como é isso, também já fui muito alvo de bullying. Mas olha, ignora isso, é o melhor, não vale a pena se estressar com esse tipo de gente.

(MARIA): – Obrigado Gustavo, é bom ouvir um conselho de quem já passou por algo parecido. Eu não consigo entender essa perseguição, eu não fiz nada pra ela.

(GUSTAVO): – Eu também nunca fiz nada, mas eles me perseguiam. Se você não se encaixa num padrão de beleza, num grupo, se a gente é diferente da maioria, isso já basta pra ser perseguido. Eles riem de nós por ser diferentes, nós rimos deles por serem iguais. Todos tão fúteis, vazios, prepotentes, vivem de falsidades uns com os outros, mas ainda se acham no direito de julgar.

(MARIA): – Você guarda muito ressentimento da época em que era vítima de perseguição, não é?

(GUSTAVO): – Sim, mas aprendi a superar, me renovei, passei a ignorar essa gente. Mas tudo o que eu passei, tá guardado aqui dentro. A cicatriz machuca, mas um dia eu devolvo na mesma moeda.

Maria fica intrigada com as palavras de Gustavo. Logo, eles escutam muitas palmas e se assustam, vendo a diretora Abigail encarando-os.

(ABIGAIL): – Não ouviram o sinal tocar? Vamos, já pra sala! A aula não espera, andem!

Abigail continua batendo palmas, até que Maria e Gustavo vão para a sala de aula.

CENA 06: MANSÃO DE ROSA, QUARTO DE ROSA, INTERIOR, MANHÃ.

Rosa está sentada na cama, escorada na cabeceira, recebendo uma bandeja de café da manhã das mãos de Fernanda.

(FERNANDA): – Olha só, trouxe um café bem reforçado pra você.

(ROSA): – Obrigada, minha amiga, mas eu tô sem fome. – cabisbaixa.

(FERNANDA): – Oh Rosa, faça uma forcinha, você precisa comer alguma coisa. Eu sei que você está triste, eu não posso nem dizer que entendo a sua dor porque eu não entendo. Só quem já perdeu um filho, pode te entender. Mas eu tô do seu lado, pra te dar apoio, pra ser seu alicerce nesse momento tão difícil.

(ROSA): – Obrigada, querida! Você é um anjo na minha vida. – um silêncio domina por alguns minutos. – Porque o Lucas foi fazer isso? Como eu não percebi nada?

(FERNANDA): – Não pense nessas coisas, não vale a pena, já aconteceu, você tem que ser forte para seguir com sua vida.

(ROSA): – Que espécie de mãe eu fui que não percebi algum problema no meu filho? Se eu tivesse sido mais presente, o Lucas não tinha se matado. – chorando. – Eu sou culpada! A minha omissão foi o combustível pro Lucas se matar!

(FERNANDA): – Ai meu Deus, não fique assim… – ela vai até o banheiro do quarto, pega um remédio e retorna. – Olha, toma um calmante que vai te ajudar.

(ROSA): – Eu não quero calmante! Tira esse veneno de perto de mim! Foi com esses malditos comprimidos que o meu filho se matou! Joga fora! – gritando.

(FERNANDA): – Tudo bem, Rosa, mas fique calma, eu só quero ajudar. – ela coloca o frasco no bidê e a abraça. – Tenha fé em Deus, minha amiga.

Rosa chora compulsivamente no ombro de Fernanda, que permanece o resto da manhã lhe fazendo companhia.

CENA 07: COLÉGIO MÁXIMO, QUADRA DE ESPORTES, EXTERIOR, MANHÃ.

Na aula de Educação Física, o professor Lauro ensina a turma exercícios básicos como abdominal, flexão e tipos de alongamento. Os garotos são os mais interessados e participativos, muitos deles frequentam academia, então auxiliam nas explicações. As garotas estão divididas: enquanto algumas prestam atenção na aula, outras estão admirando a beleza do professor.

(PATRÍCIA): – Gente, que delícia… Oh lá me casa! – cochichando.

(BRUNA): – Ah se eu tivesse 18 anos… – cochichando e rindo.

(LAURO): – Turma, agora chegou a hora de vocês se separarem em duplas para treinar. – batendo palmas. – Vamos lá, se dividam!

(JONATHAN): – Prof, eu tô meio enjoado pelo lanche, acho melhor não fazer abdominal, tô com um pouco de ânsia.

(LAURO): – Mesmo? Bom, então tá liberado de fazer o exercício, mas vai ajudar os colegas se tiverem dúvidas. – batendo palmas. – Vamos, se dividam, o tempo tá passando!

A turma começa a se dividir. Luana e Richard; Victor e Bruna; Patrícia e Gustavo; por fim, restam Maria e Stefanny, que se encaram de longe. As demais duplas começam os exercícios, enquanto as duas ficam imóveis.

(LAURO): – E as duas aí, porque não começaram ainda?

(STEFANNY): – Eu não vou fazer dupla com ela, prof.

(LAURO): – Porque não? Vocês são colegas, qual o problema? Tão no 3º ano ou na creche?

(MARIA): – Deixa, prof, eu faço sozinha.

(LAURO): – Não, esse exercício tem que ser em dupla. Stefanny, por favor, colabore!

(STEFANNY): – Eu não faço dupla com essa garota nem morta! Pode me mandar pra direção se quiser, mas eu não quero aproximação.

(LAURO): – Ok então, quer que eu te mostre o caminho pra sala da Dona Abigail?

Stefanny se impressiona com a ordem de Lauro, que a encara seriamente. Ela sai da quadra e vai à direção, enquanto Lauro ajuda Maria nos exercícios.

CENA 08: COLÉGIO MÁXIMO, SALA DA DIREÇÃO, INTERIOR, MANHÃ.

Stefanny está sentada em frente à mesa de Abigail.

(ABIGAIL): – Querida, você por aqui? O que houve?

(STEFANNY): – O prof Lauro me mandou pra direção porque me recusei a fazer dupla com uma colega. Eu não gosto dela, não sou obrigada a nada!

(ABIGAIL): – Imagino quem seja… É a Maria, não é?

(STEFANNY): – Pois é, eu não fui com a cara dela, o santo não bateu, sabe? Agora o prof Lauro quer me obrigar a fazer dupla com ela, me poupe, isso é impossível.

Naquele momento, professor Rômulo ia entrar na sala, mas percebe que está ocupada e resolve esperar do lado de fora. Porém, a porta fica entreaberta e ele escuta a conversa.

(ABIGAIL): – Fique tranquila, Stefanny, eu vou conversar com o prof Lauro, não tem porque ele te obrigar a fazer dupla com quem você não quer. Você é uma ótima aluna, muito querida, sabe que tem privilégios.

(STEFANNY): – Imagina senão tivesse né, minha mãe contribui bastante pela escola.

(ABIGAIL): – Claro, sou muito grata a Dona Rosa, por isso tenho tanto apreço por você. Nem vou registrar isso no nosso caderno. – o sinal toca. – Bom, tá na hora de você ir embora. Dê um abraço na sua mãe, ela deve estar muito mal com a perda do seu irmão.

(STEFANNY): – Pode deixar, eu digo pra ela. Tchauzinho!

Stefanny vai sair da sala, quando prof Rômulo entra e ela sai depois. Abigail começa a arrumar seu material na mesa para ir embora.

(ABIGAIL): – Pois não, prof Rômulo, o que o senhor deseja?

(RÔMULO): – Eu gostaria de saber por que a senhora protege tanto a Stefanny? Porque uma aluna com comportamento dúbio tem privilégios na sua gestão na direção da escola?

Abigail sente-se pressionada e Rômulo a encara seriamente.

CENA 09: COLÉGIO MÁXIMO, QUADRA DE ESPORTES, EXTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Ciego (Reik).

Maria está sozinha ao lado do vestiário da quadra de esportes, quando é surpreendida por uma braço que a puxa para trás. Era Jonathan, que a prensa na parede e lhe dá um beijo intenso. Eles permanecem por alguns instantes, abraçados e se beijando.

(MARIA): – Para, seu louco! E se alguém nos vê?

(JONATHAN): – Eu não consigo resistir a tua boca quando estou perto de ti.

(MARIA): – Bobo! – dando selinho. – Tá, você pediu pra mim te esperar… E agora?

(JONATHAN): – Agora, eu quero fazer o teu dia mais especial. Topa ir comigo no cinema, depois dar um rolê pelo shopping e, por fim, ir jantar na minha casa?

(MARIA): – Oi? Peraí Jonathan, vamos com calma… – se afastando. – Ir no cinema e shopping eu até topo, eu nunca fui, será mágico! Mas jantar na tua casa? Olha, não vamos atropelar as coisas…

(JONATHAN): – Qual é o problema? Eu já levei vários amigos pra jantar na minha casa.

(MARIA): – Tá, mas a gente não é amigo né! Eu vou ficar envergonhada na frente dos teus pais, não tenho nem roupa boa pra vestir, sua família tem muito dinheiro e…

(JONATHAN): – Desencana, meus pais têm grana, mas são super simples, eles não ligam pra classe social, aliás eles eram de famílias pobres. – se aproximando. – Maria, eu já terminei com a Stefanny e não quero mais perder tempo, é de você que eu gosto e quero ficar ao teu lado hoje, no meu primeiro dia depois de quase dois anos junto da fútil da Stefanny.

(MARIA): – Ai… Tá bom, eu aceito seu convite. Mas olha, eu preciso ir na pensão e conversar com a madrinha, ela tem que saber de tudo.

(JONATHAN): – Perfeito, já aproveito e converso mais com ela, parece ser uma mulher muito simpática.

Maria sorri e Jonathan a beija intensamente de novo, sem ninguém por perto para ver. Em seguida, eles pegam suas mochilas e vão embora da escola.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Jorge é liberado do presídio.

Anúncios

31 thoughts on “Descobertas – Capítulo 08

  1. Amei o capítulo, só não foi melhor por que o Wesley não apareceu…Ele não foi pra escola? … Chantagem fraca essa dá Bruna…Maria tadinha caindo na lábia desse garoto…

    Curtido por 2 pessoas

  2. Bruna foi idiota e, ao mesmo tempo, inteligente. Não acredito que ela vai ser capaz de cometer essa idiotice de incriminar a Maria para expulsá-la da pensão. Mas ao menos o plano é bem inteligente em sua teoria (#ChupaStefanny).

    Jonathan já tá apaixonado pela Maria. A hora é agora, cara, cai fora do barco da Stefanny. Assim, tu se suja menos. Isso não vai te livrar a cara, vai cair uma bomba no teu colo, mas o estrago vai ser menor se tu desistir antes do plano ser concluído. Se tu fizer isso, tu tem uma chance de subir ainda mais no meu conceito.

    É só eu que acho muito estranho a maneira com a qual os personagens empregam a palavra “bullying”? Tipo, eu não esperaria algo assim num contexto coloquial e comum. Eu achei muito estranha a maneira como o Gustavo empregou essa palavra no capítulo de hoje… eu usaria, sei lá, “perseguição”. Eu dei uma pequena retrospectiva nos capítulos e vi que é a terceira vez que o uso dessa palavra no roteiro me incomoda, mas eu podia jurar que isso aconteceu pelo menos uma vez em cada capítulo… procê ver, né?

    Rômulo, eu sinceramente não esperava tanto de você. Confesso, te subestimei. Tiro o chapéu pra você hoje. Demorou a aparecer, mas quando apareceu foi pra arrasar mesmo. Era isso que eu esperava de você. Parabéns. Só não se empolgue e volte a ser o patrulheiro insuportável que você foi nos últimos capítulos.

    Tal qual Luana, Abigail não faz nada demais, nada além do que ela foi previamente destinada a fazer, mas é o suficiente para ela se destacar. E enfim foi revelado porque ela tem o rabo preso com a Stefanny: ela é comprada pelas doações periódicas da Rosa. Não vou mentir, eu achei uma justificativa de merda. Eu esperava um motivo melhor pra justificar os privilégios da Stefanny dentro do Máximo. Mas enfim, vida que segue.

    Maria demonstrou preocupação com a situação em que ela está: cercada por um cara já comprometido. Ué, mas ele não tinha dito pra ela que deu um tempo com a Stefanny? Mas o problema não é esse. A Maria tem medo de se complicar por causa do Jonathan, certo? ENTÃO POR QUE DIABOS ELA FICOU SE AGARRANDO COM O JONATHAN NA QUADRA? Nossa, a Stefanny devia ter filmado isso… ela perdeu a oportunidade perfeita de fazer o plano machista dela vingar.

    Curtido por 1 pessoa

    • Bruna é meio amadora, mas tem lá suas vilanias, usou o artifício mais próximo a ela para punir Maria, vamos ver até onde ela consegue. Enfim, se rendeu a Rômulo, ui que delíciaaaaaaaaaa, espero que se mantenha daqui pra frente, risos. Maria não estava agarrando o Jonathan, foi ele quem agarrou ela, e a quadra de esportes estava vazia, assim como a escola, todos já tinham ido embora. Obrigado pela participação, Glay! ❤

      Curtir

  3. Parabéns Airton, ótimo capítulo.
    Jonatan tá balançado, mas certeza que vai ficar com Maria.
    Bruna tentando virar o jogo, acho que conseguirá.
    Romulo enfrentando a diretora adorei. Stefanny tem privilégios só porque sua mão sustenta a escola.
    Parabéns mesmo, adorei.
    Jorge vai aparecer. Reviravoltas a vista?

    Curtido por 1 pessoa

  4. Primeiramente, aplaudo a maneira de como você aborda os assuntos de nosso cotidiano em Descobertas. A cada capítulo eu vejo uma mensagem deixadas por ti, Airton, e eu acho isso muito bacana.

    Bruna achando que pode com Maria. Se Maria fosse esperta reforçava em dizer o poder, digamos assim, que tem sobre sua colega. Mas entendo o medo de decepcionar sua madrinha ou ser expulsa da mansão, afinal, ela não tem pra onde ir.

    Stefanny, como sempre, perigosa e eu gosto disso. E Rômulo flagrou o momento suborno de Abigail. Com certeza ela vai arranjar uma desculpinha e ele vai permanecer intrigado, mas quieto.

    E Gustavo se mostrando de exemplo pra Maria. Assim como ele teve uma reviravolta de comportamento e atitude, a jovem caipira também terá. Tenho fé!

    Parabéns, Airton!!!! Felicidades. :*

    E Jorge vem aí…

    Curtido por 1 pessoa

    • Bruna se revoltou com a maneira como Yolanda trata Maria e resolveu ameaçar a jovem, mas até quando isso vai durar? Rômulo vai ficar em cima de Abigail agora, teve uma grande descoberta sobre seu mau-caráter. E chegou a hora de Jorge entrar na história para remexer no núcleo adulto da trama e, de certa forma, atingir os teens também. Obrigado pelas opiniões e elogios, Fred! ❤

      Curtir

  5. Bruna faz uma ameaça-chantagem a Maria. Richard e Jonny trocam confissões sobre estarem apaixonados. Stefanny provoca Maria. Jonathan cada vez mais se aproxima de Maria. Gustavo aconselha Maria a ignorar o tratamento que recebe de Stefanny. Rosa sofre pela perda de Lucas. Stefanny se nega a fazer dupla com Maria na aula de Educação Física e é encaminhanda à direção. Abigail não pune Stefanny corretamente e a libera. O professor Rômulo vê tudo e questiona a atitude da diretora. Jonathan convida Maria para sair e ela decide aceitar.

    A partir de agora que veremos o plano de Stefanny ir se concretizar, tá quase. Jonny já conseguiu se aproximar e passar confiança suficiente a Maria para a expor, nem imagino o quanto ela vai sofrer. E deixo aqui minha indignação com a morte de Lucas, inadmissível, ok? O que me intriga é o que estava escrito na carta pro ódio de Stefanny pela Maria crescer ainda mais. E lá vem várias teorias em minha mente, mas por enquanto não vou escrever, preciso de mais algumas informações pra ter certeza. E amando total o luxo, parabéns :*

    Curtido por 1 pessoa

  6. Definitivamente eu não engulo mais o Jonathan! Ele era um personagem que apesar de tudo, eu torcia. Mas não tem mais saída, ele decidiu seguir com o plano e eu não consigo sentir mais nenhuma forma de simpatia com o personagem. Maria foi muito burra, sim. Se ela pensar mais um pouco, ela acaba com qualquer chances do plano da Bruna dá certo. Pensa, Maria. Pensa! Meu shipper (Rômulo e Helena) está morto… Inclusive adorei a afronta do Rômulo contra a Abigail. Se eu dizer quem eu estou torcendo pra se torna casal, não vai acreditar… Isso mesmo, o Gustavo e a Maria. Jonathan não merece a Maria, mesmo que se arrependa. Mas o Gustavo, pela “dica” do capítulo de hoje, terá sua fase vilão, e isso me assusta… Explicando minha teoria de achar que Catarina ser mãe de Maria: Ela tem um segredo de 17 anos atrás (idade da Maria); uma “amiga” que abandonou (que pode ser a “mãe” da Maria adotiva), mas ainda é muito cedo pra criar uma teoria concreta. O desespero da Rosa é perceptível, já que o Lucas se matou a base disso, nada mais justo que ela eliminar isso da vida dela. Bruna muito politicamente correta aguardando ter 18 anos pra da em cima do Lauro… Logo ela, Bruna Piranha Mello kkk No mais, Parabéns Airton 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Como as chamadas diziam, Jonathan é um mocinho dúbio, ele é do bem, mas tem atitudes controversas, como compactuar com o plano da Stefanny. Sobre Gustavo, ele vai ter uma virada na trama sim, suas mágoas pela época em que sofria bullying ainda existem e isso vai ser decisivo pro futuro da trama. Interessante sua teoria sobre Catarina, será que você acertou ou passou perto? Aguarde… Obrigado pelas opiniões, Flávio! ❤

      Curtir

  7. Bruna querendo fazer de Maria sua empregada, risos. Se Maria for esperta, ela grava uma dessas conversas dela com a Bruna, e pronto, a farsa da vagabunda estará acabada. Já Maria tem mais a ganhar com o segredo de Bruna, pois é algo real e ela tem como provar. É só questão da protagonista deixar de ser ingênua e pensar mais.

    Agora que Luana está com o Richard, Maria acabou perdendo parte da companhia da amiga, e Jonathan só a cerca ainda mais… Sinto falta de ganchos às vezes, preferia que o capítulo de hoje tivesse se encerrado com Abigail encurralada pelo Rômulo, e não com Jonathan e Maria indo embora do colégio.

    Parabéns, Airton 😀

    Curtido por 1 pessoa

  8. Primeiramente me desculpa por não ter comentado no capítulo anterior, mas eu estou MUITO atarefado, é o pré vestibular, tem os deveres do colégio… Mas enfim, temos que tirar um tempinho pra apreciar o luxo.

    Maria e Jonathan dão um beijo e dessa vez quem puxou o clima foi Maria, g. Morro que ela goxxtou de beijar, não faz mal, não, Maria, vem que vem que vem com tudo. Jonathan começou a gostar dela mesmo agora né? Depois de tudo que ela disse ele sentiu seu coração bater mais forte, achei fofo, e fora isso significa que a Stefanny vai ser super tombada em breve.

    Bruna, querida, você acha que é quem? Está mais por baixo que o Samuel nos comentários das web’s novelas deste recinto e acha que ainda pode tentar pisar em alguém? Logo ela, o próprio tapete. Me choco com ela tentando fazer a Nina, botando Maria de empregadinha, faz-me rir, Bruna, por favor… Cara, ela ameaçando a Maria… Que raiva dessa embuste! Por favor, faz ela se ferrar mais. Olha, apesar de ela ter cedido à chantagem, tô amando em saber que a Maria está aos poucos deixando de ser aquela bobinha que aceita tudo calada, a Maria que estou vendo agora é bem diferente daquela do primeiro capítulo. Um autor competente que nos faz acreditar de verdade nessa mudança em pouco tempo, adoramos?

    Cataria e seus mistérios… Esse núcleo ainda vai nos prender, eu creio. Ainda não me chama tanto a atenção quanto os núcleos jovens, mas claro, isso pode e sinto que vai mudar. Vem Jorge.

    Jonathan e Richard conversam. E vamos fazendo Richard subir aos pouquinhos no meu conceito… Quer dizer então que ele está realmente apaixonado? E melhor ainda, pela Luana, aquela dama! Nossa, bom demais pra ser verdade. E bom saber que Jonathan deu uma desabafada com o Richard, se ele fez isso é porque realmente esta mexido com esse lance todo com a Maria. Ta feliz, Stefanny?

    Luana e Maria conversando e eu só tenho uma palavra pra essa cena: Luxo. Falar nela, Luana e Richard quase namorados!!!! Eu tô gritando com as viradas que a vida dá. Jonathan chamando Maria pra conversar, que ele se declare imensamente pra ela por favor. Stefanny se achando… Que ódio dessa nojentaaaaaa. Mas calma, Guilherme…. O tombo assim é maior ainda, amamos? Gustavo reapareceu depois de um tempo, acho ele um personagem maravilhoso. Adorei o papo que ele teve com Maria, felizmente existem pessoas do bem no colégio Máximo.

    Maria e Jonathan estão me fazendo vomitar arco-íris, está tudo muito fofo! Stefanny não pode e espero que não vai estragar isso, tá tudo muito perfeito, cara! Jonathan agora sim ele deixou de ser o embuste do início e ganhou minha torcida oficial para com a Maria…

    Aquele comentário rapidinho pra marcar presença e não deixar de me atualizar. Desculpa por não comentar no outro capítulo, mas felizmente erro corrigido.

    E amando essa trama, parabéns, Airton, está bom demais! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Tudo bem, Guilherme, entendo que não conseguiu comentar no outro capítulo, sei como é essa rotina corrida, mas fico satisfeito por ter se atualizado e continuar gostando da trama, ainda mais que está mudando de opinião sobre alguns personagens, como Jonathan e Richard. O núcleo da Catarina terá uma virada em breve e tem relação com Jorge, que entra no próximo capítulo. Obrigado pelas opiniões, querido! ❤

      Curtir

  9. Já li o capítulo, mas não tô com tempo suficiente pra fazer aqueles textões que eu adoro fazer, mas tô deixando a minha contribuição na audiência desse lacre. Parabéns, Airton. 😀

    Curtido por 1 pessoa

  10. GENTE, que amoor da Luana e Richard!!!!
    Raiva pela Stefanny e Jonathan se acumulando… ao mesmo tempo que vibro com as cenas dele com a Maria!!!
    Olha, vc está abordando um assunto que, infelizmente as vezes acontece, que é UMA BRUXA de diretora…
    AVANTE P/ O PRÓXIMO CAPÍTULO

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s