Descobertas – Capítulo 10

CENA 01: COLÉGIO MÁXIMO, EXTERIOR, MANHÃ.

Maria e Luana caminham na rua em frente ao colégio, conversando.

(MARIA): – Foi incrível, Luana. O Jonathan é um garoto tão meigo, tão fofo, ele é tudo que eu sempre quis, sabe? Eu nem acreditei quando ele me convidou pra jantar na casa dele, conhecer os pais dele!

(LUANA): – É, tô surpresa, não pensei que o Jonathan seria tão rápido assim. E como os pais dele te viram como nova nora?

(MARIA): – Ele não me apresentou como namorada, só como amiga. Recém terminou com Stefanny, ele quer ir com calma com os pais.

(LUANA): – Ah sim… Bom, eu acho que a gente podia marcar um cinema entre casais e amigos né? Eu e o Richard, você e o Jonthan. Seria legal né?

(MARIA): – Muito, adorei a ideia! Podemos chamar o Wesley também né, assim ele não se sente sozinho. Mas também ele pode não querer ir, pra não segurar vela.

Luana ri e continua a caminhar com Maria até chegar ao portão da escola, onde Richard lhe espera, escorado no muro. Eles sorriem e se beijam, enquanto Maria entra no pátio e esbarra em Bruna, fazendo-a derrubar um copo de refrigerante em sua blusa. Patrícia e Stefanny, que estavam juntas, se espantam.

(BRUNA): – De novo isso? Você me persegue, garota infeliz?

(STEFANNY): – Acho que ela fez de propósito, tá com inveja da sua roupa de grife.

(MARIA): – Grife? – rindo. – Me poupe, isso aí a mãe dela comprou num brechó.

(PATRÍCIA): – Mas que abusada! Eu não deixava, falou da tua mãe, Bruna! – debochada.

Trilha Sonora: Criminal (Britney Spears).

Bruna encara Maria e despeja o resto de refrigerante na cabeça dela, molhando seu cabelo. Stefanny e Patrícia riem e aplaudem, chamando atenção de outros colegas.

(BRUNA): – Se coloque no seu lugar, sua ridícula, será que tá difícil de entender que você não é bem-vinda nessa escola? Pense duas vezes antes de falar comigo porque eu preciso usar uma máscara no rosto, não quero ser contaminada pelas suas bactérias de pobre.

(STEFANNY): – Arrasou, amiga! Humilha mais que tá pouco! – gritando.

(MARIA): – Você me paga, Bruna…

(BRUNA): – Eu não tenho medo de você. – aproxima-se e sussurra. – Antes de falar qualquer coisa, se lembra da joia da mamãe que sumiu e eu posso te acusar. – rindo.

Maria empurra Bruna e sai correndo, esbarrando em algumas pessoas que estavam ali, assistindo a discussão. Stefanny e Patrícia comemoram com Bruna a sua atitude contra Maria, rindo da situação.

CENA 02: COLÉGIO MÁXIMO, SALA DE AULA, INTERIOR, MANHÃ.

O sinal acabou de tocar e, pouco a pouco, os alunos entram em suas salas. Lado a lado, Wesley e Victor entram juntos e sentam próximos, como sempre.

(WESLEY): – Cara, eu agradeço pelo convite, mas eu não tô muito afim de jogar bola hoje não…

(VICTOR): – Ah, meu amigo, já faz tanto tempo que você não vai, poxa… Você tá pra baixo, eu sei, então é por isso mesmo que você precisa se distrair. Vamos lá, cara, vai ser legal, assim você esquece dos problemas.

(WESLEY): – Não sei não, capaz de eu não jogar bem e prejudicar o time ainda.

(VICTOR): – O time é formado só por camaradas, todos amigos, acha que alguém vai ligar pra pontuação do jogo? É só diversão mesmo, como sempre. – colocando a mão em seu ombro. – Topa?

(WESLEY): – Tá bom, tá bom, eu topo, Victor. Satisfeito?

(VICTOR): – Beleza! Mas eu só vou estar 100% satisfeito quando você conversar comigo sobre o que tá acontecendo. Nós somos melhores amigos, não tem porque esconder coisas de mim, eu quero te ajudar, Wesley.

Wesley compreende e logo o restante da turma entra, juntamente com a professora Helena, que larga seu material na classe e observa a turma.

(HELENA): – Olha só, quem reapareceu… Wesley! Tudo bem, sumido?

(WESLEY): – É, tudo indo. Eu andei meio mal, por isso faltei.

(HELENA): – Tá certo, peça ajuda aos colegas pelo conteúdo que perdeu, pois fim do mês tem nosso primeiro teste.

(STEFANNY): – Já? A senhora é rápida hein…

(GUSTAVO): – Não tão rápida quanto o luto de alguns… – riso irônico.

Toda a sala fica em silêncio e Stefanny encara Gustavo, que desvia o olhar.

(STEFANNY): – O que você tá querendo dizer com isso, seu tosco? Respeita meu irmão!

(GUSTAVO): – Que agressividade… Eu citei teu nome? Usou a carapuça porque quis.

(STEFANNY): – Sou a única da sala que estive de luto pela morte do meu irmão, logo sua indireta foi pra mim. Pois saiba que eu ainda não superei tá, você não tem o direito de falar isso!

(GUSTAVO): – Eu falo o que eu quiser, se doeu porque quis, vá se ferrar!

(HELENA): – Epa, chega né, por favor, vamos manter o respeito? – ela pega um giz branco e começa a escrever no quadro. – Hoje, vamos começar a estudar as relações de Girard.

Enquanto todos prestam atenção nas explicações de Helena e copiam, Jonathan, que está ao lado de Gustavo, curva-se até ele.

(JONATHAN): – Você não acha que pegou meio pesado não? – sussurrando.

(GUSTAVO): – Só disse a verdade, todo mundo já percebeu como ela superou o luto rápido, foi questão de dias. Hoje mesmo, já estava provocando a Maria junto com as amiguinhas, eu vi tudo de longe, bando de escrotas e mal-amadas. – sussurrando.

Helena vira-se para a turma e vê ambos conversando, ficando irritada.

(HELENA): – Que bonitos, depois não sabem por que zeram a prova né?

(JONATHAN): – Desculpe, prof, foi sem querer.

Helena ignora e retoma a explicação, enquanto alguns prestam atenção e outros ignoram como se nem estivem na sala de aula.

CENA 03: BIBLIOTECA MUNICIPAL, INTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Após passar a noite dormindo num banco de praça e restos de alimentos que encontrou em um lixo, Jorge está em uma biblioteca público de Macapá, sentando em uma mesa com uma pilha de jornais que datam do ano 2000. Ele folha os jornais atrás da página policial, onde ele e Catarina aparecem. Jorge observa suas fotos que saíram no jornal com satisfação. Quando ele vê uma foto de Catarina, ele dá um sorriso sarcástico e beija a folha de jornal, cheirando-a em seguida.

(JORGE/pensando): – Saudades da tua boca e do teu perfume… Onde você está agora? Será que eu vou encontrar alguma pista nesses jornais velhos? – ele continua folhando alguns jornais até que vê uma foto de Luiz. – Maldito desgraçado! Foi tudo culpa sua! – ele dá um soco em cima da foto, balançando a mesa e chamando atenção de quem está no local. – Perdão, me desculpem, eu me excedi.

As pessoas ignoram, embora assustadas. Jorge continua a ler os jornais, em busca de alguma informação que lhe leve até Catarina. Ele permanece horas na biblioteca, lendo todas as reportagens policiais que saíram na época a seu respeito, até que no último jornal, ele obtém uma informação importante.

(JORGE/pensando): – “Após prisão de Jorge, Catarina Abreu vai recomeçar sua vida longe de Macapá”. Então, ela foi embora daqui. Mas pra onde? A manchete não diz, nem a matéria. Jornalistas incompetentes… Bom, pelo menos já é alguma informação, a Catarina não está mais aqui em Macapá. Quem poderia me dizer onde ela está? – ele pensa um pouco. – Será que a avó cega do Luiz ainda vive?

Jorge ri e guarda os jornais, indo embora da biblioteca atrás de informações do seu passado.

CENA 04: CAMPO DE FUTEBOL, EXTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Can’t Stop The Feeling (Justin Timberlake).

A turma de amigos está jogando uma partida de futebol no campo público que há próximo a escola. Jonathan, Richard, Victor, Wesley, Gustavo e alunos de outras turmas estão descamisados, usando apenas um calção, se divertindo por horas da tarde, enquanto são observados por Maria, Luana, Stefanny, Patrícia, Bruna e outras garotas de outras turmas.

(BRUNA): – Nossa, esse Victor é um gostoso hein… Ai, se ele olhasse pra mim! – suspirando.

(PATRÍCIA): – Mulherengo do jeito que ele é, você pega fácil. Agora, eu nunca tinha reparado no Wesley, mas ele tá gatinho né?

(BRUNA): – Pior que é, tá ficando mais homem, encorpado, adoro! – rindo.

(STEFANNY): – Credo, quanto assanhamento… Solteironas! Podem juntar todos esses caras aí que não supera o deus grego do Jonathan, beijos invejosas!

Patrícia e Bruna se calam e seguem observando o jogo. Perto dali, as outras garotas conversam.

(MARIA): – O Jonathan me passou uma mensagem pelo celular, me convidou pra posar na casa dele, no final de semana. O que você acha?

(LUANA): – Ai… Sei lá, eu acho que ele tá bem apressado, mas sendo na casa dele, tem os pais né, então… Olha, você que sabe, se confia nele, enfim…

(MARIA): – Eu sei o que você tá insinuando, eu também pensei nisso, mas eu acho que o Jonathan não seria tão inconveniente, não faz parte do perfil dele. Eu vou pensar ainda.

Logo, Jonathan faz um gol no jogo. Ele comemora com seu time, enquanto Stefanny comemora a distância.

(STEFANNY): – Lindo! Você é o melhor! Te amo! – gritando.

Jonathan acena para Stefanny e segue jogando, enquanto Maria e Luana estranham.

(LUANA): – Vem cá, eles não tinham rompido, Maria?

(MARIA): – Tinham, mas pelo visto, ela não entendeu muito bem isso.

(LUANA): – Ou ele mentiu né.

Maria fica intrigada e segue olhando o jogo, atraída por Jonathan, embora confusa. A partida de futebol segue por mais algum tempo, divertindo todos os jovens.

CENA 05: CASA DE FERNANDA E CARLOS, QUARTO DE WESLEY, INTERIOR, TARDE.

Wesley está colocando perfume após chegar à casa do futebol e tomar banho. Ele senta na cama e fica escorado na guarda, quando é surpreendido por Victor, que entra nu em quarto, cobrindo as partes íntimas com as mãos, todo molhado.

(WESLEY): – Que isso, Victor, tá maluco? Porque não se vestiu no banheiro? – chocado.

(VICTOR): – Eu não tinha toalha pra me secar, chamei por você e pelo Richard, mas nenhum me ouviu, então sai do banheiro correndo e vim pra cá, ainda bem que tua mãe e teu pai não me viram assim. Wesley, me empresta uma toalha pra mim me secar? As roupas eu trouxe na mochila…

(WESLEY): – Claro, peraí que eu vou pegar. – ele vai até o armário e retira uma toalha, entregando ao amigo. – Que situação hein?

(VICTOR): – Tá louco, eu sou muito azarado. – começando a se secar. – Se incomoda se eu me secar aqui no seu quarto? Não queria voltar ao banheiro, alguém pode me ver.

(WESLEY): – Imagina, fica tranquilo. – disfarçando o incômodo.

(VICTOR): – Valeu, brother!

Trilha Sonora: Como Fui (Rio Roma).

Victor se seca no quarto de Wesley, seu melhor amigo, sem suspeitar que ele sente mais que amizade. Wesley disfarça o olhar, tenta não pensar naquela situação, mas é inevitável: ele tem atração pelo amigo e é a primeira vez que o vê sem roupa, seus hormônios estão descontrolados e senta na cama, pegando um travesseiro e colocando em seu colo, para evitar que Victor perceba sua excitação. Ao terminar de se vestir, Victor senta ao lado de Wesley na cama.

(VICTOR): – E aí, como você tá depois do jogo? Se sente melhor?

(WESLEY): – Sim, foi divertido, me ajudou a esquecer meus dramas.

(VICTOR): – Quais dramas, Wesley? Fala comigo, cara, a gente sempre teve tanta liberdade um com o outro, pode falar.

(WESLEY): – Deixa pra lá, Victor…

(VICTOR): – Se fosse pro Lucas, você contava? Pelo visto, eram bem amigos, acho que você confiava mais nele do quem mim né…

(WESLEY): – Que isso, Wesley, que bobagem! Eu confio muito em você, nada a ver com minha amizade com o Lucas.

(VICTOR): – Você se abalou demais com a perda dele, mal conversou comigo depois que ele faleceu… Sei lá, talvez você não sinta mais tanta amizade por mim…

(WESLEY): – Ciúme de amigo agora? – rindo.

(VICTOR): – Não é ciúme, seu besta, eu só tô preocupado contigo. – ele coloca a mão no ombro de Wesley. – Olha, eu te considero mais que um amigo, te considero meu irmão, o irmão que meus pais não me deram. Qualquer problema, eu tô aqui.

(WESLEY): – Eu sei disso, obrigado. – ele dá um tapinha nas costas de Victor. – Amanhã é sábado, não tem aula, o que você acha de posar aqui hoje? A gente podia virar a madrugada jogando vídeo game…

(VICTOR): – Mas que beleza, eu topo! Teus pais deixam, será?

(WESLEY): – Vou lá falar com eles, mas eles são tranquilos, vão deixar sim. Já volto!

Wesley levanta da cama e sai do quarto, enquanto Victor fica deitado na cama. Do lado de fora, Wesley se apoia na parede, respirando ofegante pelo que está sentindo diante de seu amigo, tentando se controlar para não deixar transparecer sua sexualidade.

CENA 06: CASA DE CATARINA E LUIZ, QUARTO DE JONATHAN, INTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Team (Iggy Azalea).

Stefanny está terminando de instalar a câmera no quarto de Jonathan, estrategicamente posicionada para não ser vista por Maria e pegar o ângulo certo na cama. Jonathan observa tudo, dividido. Ela liga a câmera e vai até o notebook, assistindo as imagens.

(STEFFANY): – Perfeito! A imagem mostrará bem a caipira vadia e você ficará pouco favorecido, depois na hora de editar o vídeo, eu cubro seu rosto.

(JONATHAN): – E o meu quarto? Alguém pode reconhecer!

(STEFANNY): – Ui, ficou com tantas garotas na escola que alguma poderá reconhecer os móveis daqui, seu safado?

(JONATHAN): – Não é isso, meu amor, mas todo cuidado é pouco, isso que você quer fazer requer cuidado nos mínimos detalhes. – sentando na cama. – Sério, eu tô com medo! Medo que isso dê rolo com a polícia, sei lá.

(STEFANNY): – Deixa de besteira, com tanto crime grave, acha que a polícia vai dar bola pra uma garota que se entrega fácil e é filmada? Me poupe, seja mais racional, querido, não vai dar problema nenhum pra nós, só pra ela mesmo.

(JONATHAN): – A gente vai ficar sozinho amanhã aqui em casa, ela nem tá sabendo. Meus pais vão viajar pra uma reunião de trabalho, voltam no dia seguinte.

(STEFANNY): – Os astros estão conspirando a meu favor, gosto assim! – sentando no colo dele e acariciando seu rosto. – Ai, como você tá tenso… Relaxa! Faça aquilo que você sempre fez: seja sedutor e conquistador! – beijando sua boca. – Eu confio no teu potencial. Te amo!

(JONATHAN): – Também te amo!

Stefanny sorri e Jonathan a beija, ambos deitam na cama e ficam entre beijos e abraços por um tempo, enquanto a câmera grava sem eles perceberem.

CENA 07: RUA, EXTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Jorge está em frente a uma casa simples, no subúrbio de Macapá. Ele bate palmas até que a porta da casa se abre e revela uma senhora simples, com uma bengala e com os olhos fechados.

(IDOSA): – Pois não, quem é?

(JORGE): – Oi, a senhora é avó do Luiz?

(IDOSA): – Sou. Por quê?

(JORGE): – Eu sou amigo dele, da época de escola. Fui embora de Macapá há muitos anos, nunca mais o vi. Voltei hoje à cidade, queria falar com ele.

(IDOSA): – Ah meu rapaz, você perdeu a viagem… O Luiz não mora mais aqui há quase 20 anos. Ele se casou e foi morar no Espírito Santo.

(JORGE): – O Luiz se casou? Mas que surpresa, quando a gente era colega de escola, ele dizia que nunca ia casar. – rindo.

(IDOSA): – Jovens né… – rindo. – Meu neto se casou com uma amiga, a Catarina, você chegou conhecer?

(JORGE): – Hum… Não, eu não conheci não… – disfarçando a raiva.  – Eles ainda moram no Espírito Santo?

(IDOSA): – Sim, na capital, em Vitória, bem no centro. Mas olha, você não quer entrar e tomar um cafezinho? Faço questão! Amigo do meu neto, é meu amigo também.

(JORGE): – Um convite de uma senhora tão distante, eu não posso negar. Obrigado!

Jorge entra na casa e fica um tempo tomando café e conversando com a avó cega de Luiz, enganando-a com sua lábia e falsa simpatia. Pouco a pouco, ele tira da idosa informações de Catarina e Luiz, pensando em uma forma de viajar atrás deles.

CENA 08: PENSÃO DA YOLANDA, INTERIOR, MANHÃ.

Na manhã de sábado, Yolanda está se arrumando para sair e conversa com Bruna na sala.

(YOLANDA): – Você vai tomar conta da pensão na minha ausência, tá bom? Limpe tudo, sirva o almoço aos hóspedes, arrume os quartos… Enfim, tudo de rotina! No fim da tarde, eu volto. Juízo, filha!

(BRUNA): – Ai mãe, eu não sou mais criança, fica de boas.

Yolanda dá um beijo no rosto de Bruna e acena para Maria, saindo da pensão toda sorridente. Em seguida, Bruna encera Maria, pega a vassoura encostada na parede e joga para Maria, que segura.

(BRUNA): – Ouviu bem né? Tem que varrer todos os cômodos, arrumar os quartos, servir o almoço, lavar a louça… Quero a pensão brilhando mais que a joia que você roubou da mamãe! – sorrindo sarcasticamente.

(MARIA): – Você acha que me incomoda ter que limpar a pensão inteira? Eu já fiz trabalhos muito mais pesados lá no interior, Bruna, isso aqui pra mim é moleza. Pra você, deve ser difícil né, não é acostumada, sempre se aproveitou da Yolanda, usa a mãe de empregada.

(BRUNA): – Cala essa boca, garota, comece a limpeza antes que os hóspedes acordem.

(MARIA): – Eu já vou começar, mas eu vou sair hoje, pela tarde.

(BRUNA): – Se você terminar o serviço, você sai, senão…

Bruna ri e vai para se quarto, voltando a dormir. Maria respira fundo e engole sua raiva, começando a faxina geral na pensão. Ela trabalha sem parar, limpando tudo nos mínimos detalhes. Maria faz isso pensando em Yolanda, em ajudá-la na organização da pensão devido a sua idade, coisa que Bruna nunca fez por arrogância.

CENA 09: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, INTERIOR, NOITE.

Maria e Jonathan estão comendo sorvete na sala da mansão, sozinhos e conversando.

(MARIA): – Sorvete, ai que delícia! Desde aquele dia que você me levou, nunca mais comi.

(JONATHAN): – Por isso eu comprei, lembrei de você. Nossa, que olheiras são essas? E isso em suas mãos, parecem calos?

(MARIA): – Eu acordei cedo hoje, precisei ajudar minha madrinha a limpar a pensão, por isso as olheiras e calos, mas é bobagem, logo passa. Pra quem já capinou uma lavoura inteira antes da plantação, isso não é nada! – rindo. – E teus pais, cadê?

(JONATHAN): – Então, Maria… Eles não estão aqui. Meus pais precisaram viajar de repente, tiveram que resolver um assunto de trabalho em outra cidade.

(MARIA): – Ah tá… – disfarçando a tensão. – E eles voltam ainda hoje de noite?

(JONATHAN): – Não, só amanhã de tarde. Relaxa, eles sabem que você viria, inclusive mandaram um beijo pra você.

(MARIA): – Teus pais são muito legais, Jonathan, você deve ser muito feliz com eles né?

(JONATHAN): – Sim, eu sou muito feliz, eles são pais incríveis. Às vezes, rola uma briga aqui, uma discussão ali, mas nada grave, depois a gente se entende. Família né!

(MARIA): – Pois é… Você não sente falta de ter um irmão? Eu também sou filha única e sempre senti falta, eu queria muito ter um irmão.

(JONATHAN): – Sabe, eu nunca pensei muito nisso, mas não tenho vontade de ter um irmão não, é difícil me imaginar dividindo minhas coisas com um irmão.

(MARIA): – Mas que mimadinho! – ela passa a colher com sorvete na bochecha dele.

(JONATHAN): – Eu não sou mimado não! E agora, não vai limpar a sujeira de doce?

(MARIA): – Claro!

Maria sorri e se aproxima de Jonathan, beijando sua bochecha e, consequentemente, lambendo o sorvete. Logo, ele desvia o rosto e beija a boca dela, que se abraçam e se beijam intensamente na sala por um longo tempo. O clima esquenta, mas Maria se afasta.

(MARIA): – Não é melhor eu ir pra casa?

(JONATHAN): – Por quê? Não gosta da minha companhia?

(MARIA): – Não é isso, seu bobo, é que eu me sinto estranha ficando aqui sem teus pais estar em casa, entende?

(JONATHAN): – Ah Maria, não esquenta com isso… – ficando em pé. – Bom, agora eu quero te mostrar uma coisa: o meu quarto!

(MARIA): – Eu? No seu quarto? – ficando em pé. – Jonathan, eu não sei se a gente devia…

(JONATHAN): – Calma, eu só quero te mostrar meu quarto. Poucas pessoas entraram lá, só quem eu confio e gosto muito. Vem?

Jonathan estica a mão e Maria fica receosa, mas deixa se levar pelo momento e aceita, segurando na mão dele. Os dois sobem a escadaria que dá acesso aos quartos no segundo andar, de mãos dadas.

CENA 10: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, QUARTO DE JONATHAN, INTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Ciego (Reik).

Jonathan abre a porta e Maria entra vagarosamente no quarto, impressionada com o tamanho e beleza. Ela observa todos os detalhes, como porta-retratos, a mesa de estudos, a estante com livros, o computador e televisão, além da cama. Jonathan está nervoso, pois sabe que o momento se aproxima.

(MARIA): – Seu quarto é muito bonito, Jonathan. Eu nunca vi um quarto tão grande como esse, você tem muita sorte de ter pais bons que te dão essa condição de vida.

(JONATHAN): – Eu também tenho sorte por conhecer uma garota incrível como você, que me mostrou o que é amar de verdade. – ele a abraça por trás e beija seu pescoço. – Eu te amo, Maria! Obrigado por ter entrado na minha vida.

(MARIA): – Eu também te amo! – virando-se para ele. – Eu não sei explicar a alegria que eu sinto aqui dentro quando estou com você, é mágico.

Jonathan sorri e acaricia os cabelos de Maria, beijando delicadamente sua boca. Em seguida, ele começa a beijar suas bochechas e seu pescoço, enquanto acaricia seu corpo com suas mãos, deixando-a cada vez mais envolvida. Vagarosamente, eles sentam na cama e se olham fixamente, dando um longo beijo sensual. O clima esquenta novamente e os dois se excitam. Quando Jonathan vai deitar Maria, ela se afasta um pouco.

(MARIA): – Eu não sei se tô preparada… – ofegante.

(JONATHAN): – Oh meu amor, a gente se gosta tanto, deixa acontecer… Eu sou louco por você! – beijando sua boca.

(MARIA): – Eu também sou louca por ti, mas não sei, eu não esperava…

(JONATHAN): – Olha, fica tranquila, eu não vou fazer nada que você não queira. Deixa eu fazer parte desse momento tão especial pra você? Pra mim, também vai ser. É a primeira vez que eu vou para cama com uma garota que eu estou apaixonado.

Maria sorri timidamente e suspira, começando a relaxar. Jonathan tira a camisa e deita Maria na cama, ficando ao seu lado, beijando-a intensamente. Eles trocam carícias românticas e sensuais, envolvidos pela paixão e desejo sexual que os unem. Lentamente, Maria tira a roupa e fica apenas em trajes íntimos, despertando os olhares de Jonathan, que nunca pensou que ela fosse tão linda e que lhe atraísse tanto. Logo, ele também fica apenas em trajes íntimos. Maria e Jonathan ficam entre beijos e carícias na cama, em trajes íntimos, por algum tempo, até que ambos se sentem plenamente relaxados e envolvidos. Ele abre a gaveta do bidê ao lado de sua cama e retira uma camisinha, mostrando a ela. Os dois se olham fixamente e com a respiração ofegante.

(JONATHAN): – Vai ser muito especial, eu prometo.

(MARIA): – Eu te amo! Eu quero que seja com você.

Jonathan sorri e a beija, enquanto abre o pacote da camisinha. E pouco a pouco, eles ficam nus e a relação sexual acontece. A primeira vez de Maria foi com o homem por quem ela se apaixonou verdadeiramente. Jonathan não era mais virgem, mas aquele momento o deixou completamente confuso, pois ele se sente mexido por Maria como nunca se sentiu antes por ninguém. E todo esse momento íntimo foi gravado pela câmera de Stefanny, desde o princípio, sem que Maria desconfie ou perceba.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Ryan é trazido pela polícia para o Colégio Máximo.

Anúncios

47 thoughts on “Descobertas – Capítulo 10

  1. Parabéns Airton!
    Capítulo top.
    Bruna não pensa em sua mãe, já Maria faz de tudo para ajudá-la. Wesley não consegue mais controlar seu amor por Victor. Gustavo mudou completamente, agora enfrenta e não se cala mais para o bullyng. Maria e Jonatan tiveram a 1 vez, ela está muito apaixonada e ele está prestes a decidir por Maria ou Stefanny. Acho que ele fica com Maria.
    Me pareceu que a câmera filmou as transas de Jonatan com Maria e também com Stefanny.
    Acho que Stefanny vai se ferrar com seu plano.
    Ryan esta chegando, mudanças à vista;
    Parabéns, adoro Descobertas. é muito prazeroso ler essa web.

    Curtido por 1 pessoa

    • A câmera filmou as duas transas, vamos aguardar. Tá sendo difícil pro Wesley esconder seus sentimentos por Victor, vamos ver até onde ele suporta. E agora, qual será a decisão de Jonathan? Segunda-feira, o capítulo será bombástico, muitos acontecimentos, incluindo a entrada de Ryan, o último adolescente da trama, que vai ser bem problemático. Obrigado pelas opiniões, Gremista! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  2. Não me conformo com a Maria ter deixado o jogo com a Bruna se inverter tão facilmente. Será que ela esqueceu do trunfo que ela tem contra a Bruna? E outra, a Bruna tem chances de se prejudicar com a própria chantagem, basta a Maria voltar a ser inteligente. Sei lá, algo simples como aproveitar um momento a sós com a Yolanda na pensão e abrir o jogo, antes que a Bruna tenha a chance de acusá-la de roubo… ou então ficar lançando iscas, para que, quando a Bruna a acuse de roubo, a Yolanda ligue os pontos e saque logo de cara que é uma armação.

    Stefanny, não seja burra. A polícia vai agir sim, caso ela se envolva na sua armação. E, como você e o Jonathan são menores de idade, seus pais e seus sogros responderão criminalmente pela sua humilhação. E outra, realmente a consumação do plano é tecnicamente impossível. Independente do ponto em que a câmera foi fixada, é quase impossível que a gravação consiga esconder a identidade e o quarto do Jonathan. Seria mais seguro se o próprio Jonathan filmasse o ato, mas como isso entregaria o plano…

    E a Maria se entregou muito facilmente ao Jonathan. Mesmo desconfiada, ela aceitou ficar no mesmo quarto que ele e permitiu que ele fizesse o que quisesse com ela. A verdadeira protagonista de caráter dúbio aqui é a Maria, o Jonathan nada mais é do que um vilão tal qual a sua namorada.

    Definitivamente, o plano da Stefanny foi muito bem executado, mas mal elaborado. E furado, claro. Mas agora já foi.

    Jonathan não me convenceu como protagonista, mas me convence como antagonista. Mais uma vez, João Vithor Oliveira funcionando melhor como vilão em web teen do Tv Mix.

    Curtido por 1 pessoa

    • Maria não tem mais ninguém na vida a não ser Yolanda e ela sabe como Bruna é ardilosa, tem medo que ela convença a mãe do roubo e seja expulsa da mansão, por isso acabou aceitando a chantagem. Mas como você mesmo mencionou, uma simples conversa pode solucionar tudo, então… Aguarde! O protagonista dúbio aqui é Jonathan, a Maria não é nada dúbia, e de vilania mesmo é a Stefanny. Talvez até o momento, os papéis tenham ficado permeáveis uns nos outros, mas creio que semana que vem isso ficará bem explícito. Obrigado pela participação, Glay! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  3. Gente, Maria tava com a faca e o queijo nas mãos para expor Bruna mas perdeu a chance. Eu acho que mesmo que ela também esteja sendo chantageada ela poderia usar também o que sabe pra empatar com a Bruna, cada um pra um lado, sem ninguém se prejudicar, mas eu sei que Maria nasceu pra sofrer, coitada. E Jorge cada vez mais enigmático, sofro, não faço ideia do que ele é. Gritoooooo com a cena do Victor e do Wesley, quase que Wesley teve um cum free hands, morro. Ele escondendo a ereção, melhor parte. E Maria cai no plano de Jonny, não quero nem saber o que vem por aí, já me abalo só de pensar. E parabéns :*

    Curtido por 1 pessoa

    • Maria ainda é muito ingênua, acabou cedendo pra Bruna com medo da Yolanda acreditar no roubo, mas as coisas vão mudar em breve. Tadinho do Wesley, que situação ele passou com Victor né, até quando vai aguentar? Enfim, o plano foi concretizado, mas será que vai até o fim mesmo? Aguarde segunda, obrigado pela participação, Thay! ❤

      Curtir

  4. A classificação indicativa subiu. Ui, que delícia! Berro que o Ryan chega segunda… e sobre a análise tripla que eu tava prometendo, vai virar uma análise quádrupla segunda-feira, no mais, deixo a minha participação na audiência. Parabéns, Airton. 😀

    OBS: avalie Maria no meu Gravatar, uma menina pura e ingênua como eu.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Sobre a subida da classificação indicativa, eu esperava +16. .tapa Fui iludido, mas está bom. Vamos elevando aos poucos pra não causar estranheza do público.

    Bruna está cada vez mais domando Maria com seu papo de roubo. Após a humilhação no colégio, nossa protagonista deveria ter pensado em reverter essa situação. Algo me diz que semana que vem o jogo muda, e uma reviravolta está por vir envolvendo elas, principalmente Maria.

    E Wesley não me convence. Mesmo ele vendo Victor praticamente nu (GGGG) e demonstrando que realmente está apaixonado, eu não me simpatizo com ele. Preferia o par com Lucas.

    Gustavo está mudado mesmo, hein? Enfrentou Stefanny na maior cara dura. Eu gostei e muito.

    O passado de Catarina aos poucos vai sendo descoberto. Jorge será o responsável por clarear a minha mente em relação a ela. Jonathan e Maria falando sobre irmãos? Será que é uma dica? Cada cena deve ser lida atenciosamente. Vai que ligamos os fatos a partir daí né?

    E mais uma etapa do plano está sendo concluído. Não sei por quê, mas acho que se der ruim pra Maria, dará ruim pra Stefanny e Jonathan. Se eles não vêem esse vídeo na hora da edição… Aposto que o rapaz trocará o vídeo. No momento do amor de nossa caipira, não consegui sentir a verdade em Jonathan. Curto o cara, mas dessa vez o achei mais pro lado de Stefanny.

    Semana que vem promete ser tiro, porrada e mísseis. ❤ Se vou acompanhar? Hahaha claro! :*

    Curtido por 1 pessoa

    • Maria está engolindo Bruna por medo de Yolanda, mas claramente que isso não deve durar muito tempo, um dia nossa protagonista vai cansar. Victor não estava “praticamente nu”, ele estava totalmente nu mesmo, risos, Wesley precisou se controlar. O passado de Catarina se introduzido aos poucos, seu encontro com Jorge será crucial para isso. Jonathan executou o fim do plano de Stefanny, embora ainda dividido, o futuro de Maria será traçado na próxima semana, que junto com a entrada de Ryan e outros acontecimentos, será muito tiro, porrada e mísseis, sim! heheheeheheh 😛 Obrigado pelas opiniões, Fred! ❤

      Curtir

  6. Classificação indicativa mal subiu e as safadezas já deram às caras, apenas sentir.

    Berrei com o pisão que o Gustavo deu na Steffany, e ele está certíssimo, ela nem sofreu pela morte do seu irmão, foi um luto instantâneo, essa é a verdade.

    Maria minha filha, me ajuda a te ajudar. A simpatia que ela conquistou de mim está se esvaindo… Além de cair na lábia do embuste do Jonathan, se deixa ser chantageada por Bruna. Pensa Maria, coloca esse cérebro para funcionar e veja que Bruna tem muito mais a perder do que você, ela só está por cima porque você deixou.

    Grito com o Victor aparecendo pelado pro Wesley, mas que situação… Wesley quase não conseguiu se segurar, risos.

    E a vaca da Steffany instala uma câmera no quarto do embuste do Jonathan pra filmar a transa dele com Maria. Falando em Maria, para uma moça inocente e do interior, sem malícia alguma, ela tá me saindo uma bela de uma apressada. Cedeu ao Jonathan bem rápido, quase não ofereceu resistência. Essa daí tem é muito fogo debaixo da saia, risos. No mais, aguardando o desenrolar desse plano, quero Jonathan e Steffany tomando no xu, desde já.

    Parabéns, Airton 😀

    Divulgação:

    https://audienciadatvmix.wordpress.com/2017/04/07/cadeia-sem-grades-capitulo-20-ultimo-capitulo/

    Curtido por 1 pessoa

  7. Capítulo 9
    Gostei da aproximação da Catarina com a Maria. Seria mais um ligação pra mostrar a mim que talvez minha teoria esteja certa? O misterioso Jorge… Não sou capaz de opinar.

    Capítulo 10
    Chocado com a cena do Wesley e Vitor… Gustavo eu te venero rei, pisa mais que está pouco! Airton, apenas se pronuncie se tem alguma esperança de Rômulo e Helena acontecer como casal, não quero me iludir, okay? Jonathan eu te abomino! E conseguiu o que tanto queria. O plano já vai ser executado. Teoria: Acho que Stefanny e Jonathan transando que caíra na web… E Ryan chegara na web trazendo a maior confusão…

    Parabéns, Airton 😀

    Curtido por 1 pessoa

  8. Amei!!! Um dos melhores capítulos até aqui..Quando vi a classificação 12 já fiquei animadinho rsrsrsrs teve cena de Wesley e Victor que foi ótima além dá primeira vez dá Maria… Tadinha

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s