Descobertas – Capítulo 14

CENA 01: COLÉGIO MÁXIMO, EXTERIOR, MANHÃ.

Bruna está comendo sozinha na cantina da escola, pois Stefanny está no hospital e Patrícia faltou aula. De longe, Ryan observa ela com interesse e, ao pegar a bandeja de lanche, resolve se aproximar. Ele senta em frente a Bruna, na mesma mesa.

(RYAN): – Se importa se eu ficar aqui?

(BRUNA): – Já tá aí né… Fica!

(RYAN): – Teu nome é Bruna né?

(BRUNA): – É. Como você sabe? A gente nunca se falou…

(RYAN): – Cuidei pela chamada, sou bom observador. Sou o Ryan, prazer. – estendendo a mão.

(BRUNA): – Prazer. – cumprimentando.

(RYAN): – Você é uma gatinha hein…

(BRUNA): – E você é bem inconveniente…

(RYAN): – Só fiz um elogio, não precisa xingar.

(BRUNA): – Oi? Bom, eu também vou ser inconveniente então… Eu vi que você chegou na escola com um policial. Porque?

(RYAN): – Ah, besteira, tudo por causa do pó.

(BRUNA): – Pó? Por caso, você tem envolvimento com drogas?

(RYAN): – Pois é… Faz parte! Mas não se assuste, eu não tenho nenhuma droga aqui, já até sai desse mundo aí, fiquei um tempo na Fundação Casa.

(BRUNA): – Que loucura… Eu olho pra você e não consigo ver um bandido.

(RYAN): – Mas eu não sou nenhum bandido!

(BRUNA): – Se você vendia droga, então você era.

(RYAN): – É fácil dizer que eu era bandido quando não vivia a condição que eu tinha. Você mora aonde? Na cidade né? Com a família?

(BRUNA): – Sim, você não?

(RYAN): – Não. Eu moro no Morro do Jaburu, com pais desempregados e sem estudo mínimo pra conseguir emprego, cansei de ver almoço e janta de pratos vazios. Aí vem dizer que se meter com drogas é bandido? Repense, talvez seja necessidade.

Ryan pega sua bandeja e troca de mesa, deixando Bruna intrigada e surpresa com seu relato. Eles trocam olhares de canto algumas vezes, demonstrando interesse um pelo outro, embora divididos também pelas diferenças.

CENA 02: COLÉGIO MÁXIMO, SALA DA DIREÇÃO, INTERIOR, MANHÃ.

Abigail está encerrando uma ligação telefônica quando Rômulo entra na sala e senta em frente à sua mesa.

(ABIGAIL): – Pois não, prof Rômulo, o que deseja? Algum problema com algum aluno?

(RÔMULO): – Não. Quer dizer, talvez. Eu gostaria de conversar com a senhora sobre o que está acontecendo com a Maria.

(ABIGAIL): – Ah sim… Saiba que as providências já foram tomadas.

(RÔMULO): – Quais? A senhora chamou a Maria, a Stefanny e o Jonathan pra conversar, afastou a Maria por uma semana da escola e… Só! Acha que essas providências realmente vão solucionar um caso grave como esse?

(ABIGAIL): – Fiz o que estava ao meu alcance. A Maria não é tão vítima quanto parece. Convenhamos, prof Rômulo, quantas garotas nessas escola fariam de tudo pra conseguir passar uma noite com o Jonathan? Você tá chegando agora, não conhece muito a trajetória dos alunos, mas eu sim. Não é a primeira vez que uma garota fica com ele e dá confusão.

(RÔMULO): – O fato é que a Maria teve a perda da sua virgindade exposta pra toda a escola e, pior ainda, pro mundo inteiro assistir, depois que caiu na internet, não tem mais volta. A senhora tem ideia do sofrimento que essa garota tá passando? A perda da virgindade é um dos momentos mais importantes na vida de uma pessoa e os adolescentes idealizam muito esse momento, agora imagina isso sendo exposto pra todo mundo ver?

(ABIGAIL): – Eu sinto muito pela Maria, mas nada disso estaria acontecendo se ela não tivesse se relacionado com o Jonathan, mesmo sabendo que ele era namorado da Stefanny.

(RÔMULO): – Agora a Maria é culpada de tudo? O Jonathan e a Stefanny são uns anjos inocentes? Olha, não é a primeira vez que a senhora protege a Stefanny. Ela já aprontou muito desde o início do ano, mas agora ela extrapolou, ela espancou uma aluna dentro da escola. Nada será feito?

(ABIGAIL): – Ela passou dos limites sim, mas eu fui compreensiva. Imagina ela assistindo o vídeo do namorado na cama com a rival? Óbvio que ia explodir. Se nós, adultos, explodimos, imagina eles, que são adolescentes e vivem sempre no limite.

(RÔMULO): – Dona Abigail, eu não posso acreditar nisso que eu acabo de ouvir. Porque a senhora protege tanto essa garota? Porque a senhora tá protegendo agora o Jonathan também? A Maria é a grande vítima disso tudo sim e eu não vou permitir que esse cyberbullying que ela sofreu fique encoberto pela sua direção omissa.

(ABIGAIL): – E o que o senhor pretende fazer?

(RÔMULO): – Defender a Maria diante de toda a escola, produzir uma palestra sobre cyberbullying, solicitar uma investigação sobre o caso na polícia se for necessário, mas eu não vou deixar a Maria sozinha nesse momento.

(ABIGAIL): – Polícia? Vamos com calma, o senhor está exagerando.

(RÔMULO): – Não é exagero, já existe leis para crimes virtuais no Brasil. A Maria sofreu uma difamação muito grande e isso daria um processo. E tem mais: eu não vou admitir que a senhora se omita diante disso. Ou a senhora tome uma providência contra Jonathan e Stefanny, ou então eu vou denunciar a senhora a Secretaria de Educação.

(ABIGAIL): – Como é que é? O senhor está me ameaçando? – chocada.

(RÔMULO): – Eu só quero que as coisas sejam feitas de maneira correta. Omissão não combina com um cyberbullying cruel como esse sofrido pela Maria e eu tô do lado dela.

(ABIGAIL): – Olha, prof Rômulo, eu vou te explicar uma coisa. Você sabe quem são os pais da Stefanny e do Jonathan? Simplesmente, os mais ricos do Colégio Máximo. A Dona Rosa, mãe da Stefanny, por exemplo, contribui todo mês com uma quantia considerável de dinheiro. Qualquer ajuda que a escola precisa, o Seu Luiz, pai do Jonathan, faz doações sem pensar duas vezes. Então, o senhor quer que eu me posicione contra essas famílias, que tanto ajudam essa escola diante da omissão de um governo corrupto, para defender a Maria, uma garota que só gerou dores de cabeça desde que entrou aqui?

(RÔMULO): – Peraí… A senhora tá se vendendo pra essas famílias, é isso? – pasmo.

(ABIGAIL): – Me vendendo porque, se o dinheiro não fica pra mim? Eles ajudam a escola e eu não quero perder essa ajuda, que é fundamental pra nossa sobrevivência.

(RÔMULO): – Agora eu entendo tudo… Agora tudo está mais claro… Você se vende a família da Stefanny, por isso fecha os olhos pra tudo de errado que ela faz aqui dentro. Que vergonha! – levantando e indo até a porta. – Eu vou investigar esse caso da Maria e não importa se as famílias da Stefanny e do Jonathan são ricas, eu não me vendi a ninguém. E não se oponha a minha investigação, senão eu vou te denunciar a Secretaria de Educação.

(ABIGAIL): – Você é muito tolo, prof Rômulo. Tem certeza que quer seguir com isso? Depois, não venha se arrepender…

(RÔMULO): – Eu nunca me arrependo de tomar as atitudes corretas.

Abigail e Rômulo se encaram fixamente e ele sai da sala, batendo a porta com força e deixando a diretora extremamente irritada. Em seguida, ela pega o telefone e liga para a Secretaria de Educação, conversando por um tempo considerável com sua amiga, que é a secretária do município.

CENA 03: HOSPITAL SANTA RITA DE CÁSSIA, QUARTO DE JONATHAN, INTERIOR, MANHÃ.

Durante a madrugada, Jonathan teve uma grande melhora no quadro de saúde e foi transferido da CTI para um quarto individual, onde já pode receber visitas, pois acordou e reage bem. Catarina e Luiz estão cada um de um lado da cama, segurando uma das mãos de Jonathan, que os observa.

(CATARINA): – Como você tá se sentindo, meu filho? Tem alguma dor?

(JONATHAN): – Tô bem. Um pouco tonto e sonolento, mas tô bem.

(LUIZ): – Efeito dos remédios, logo passa. O importante que você tá vivo.

(JONATHAN): – Eu ainda não entendi como tudo isso foi acontecer. Foi tão rápido.

(CATARINA): – Oh meu filho, você não devia ter saído de carro naquele temporal, nem carteira de habilitação você tem.

(LUIZ): – Foi muita irresponsabilidade, Jonathan, você brincou com a tua vida e nos deixou mortos de preocupação.

(CATARINA): – Calma, meu amor, não é o momento.

(JONATHAN): – Desculpa? Eu tô arrependido e envergonhado, me desculpem?

(LUIZ): – Deixa pra lá, meu filho, agora isso é o de menos, já passou, o que importa é sua vida e isso nós temos aqui. – beijando sua mão.

Naquele momento, o médico que operou Jonathan entra na sala e se aproxima da maca, enquanto Catarina e Luiz se afastam e ficam juntos.

(MÉDICO): – E então, como é que esse garotão está?

(JONATHAN): – Tá tudo tranquilo.

(MÉDICO): – Tranquilo quer dizer o quê? Sem dor, pronto pra ir embora?

(JONATHAN): – Quase. – rindo. – Eu tô bem, doutor, não sinto nada de diferente. Só essas faixas no rosto que me incomodam, ainda não entendi porque tenho elas.

(MÉDICO): – Então, eu vou lhe explicar. Quando o carro capotou, ele virou do lado do motorista e foi arrastado por vários metros na estrada. O vidro da porta se quebrou e, como você estava pendido para aquele lado, os pedaços de vidro acabaram cortando muito o seu rosto. Por isso, você tem essas faixas, mas elas vão ser retiradas agora.

(JONATHAN): – Meu rosto foi muito cortado? Mas… Eu tô deformado, é isso?

(MÉDICO): – Nós não sabemos ainda, desde que você chegou aqui, nós aplicamos alguns medicamos nas feridas e enfaixamos.

Jonathan, Catarina e Luiz ficam preocupados, mas logo o médico começa a retirar as faixas crepes de seu rosto. Até que, por fim, o rosto de Jonathan é revelado: ele está com a feição totalmente diferente, levemente deformado, com várias cicatrizes e pequenos cortes que se mantiveram. Catarina e Luiz observam o filho com surpresa, não esperavam vê-lo daquele jeito. Um silêncio perdura e Jonathan percebe algo de diferente.

(JONATHAN): – O que foi? Porque vocês tão me olhando desse jeito? Eu tô deformado, é isso? – ele passa sua mão pelo rosto. – Tô notando umas coisas diferentes… Eu quero um espelho, doutor! Traga um espalho pra mim agora!

O médico realiza o pedido de Jonathan, pegando um espelho na gaveta do quarto e entregando a ele, que cria coragem e olha seu reflexo, ficando chocado.

(JONATHAN): – Meu Deus, eu tô horrível! Meu rosto tá retalhado! Todo mundo vai ter medo de mim, vão sentir nojo de mim! – chorando. – Minha vida acabou.

Catarina e Luiz se compadecem do estado de Jonathan e vão até a maca, dando um abraço coletivo e tentando acalmá-lo.

(MÉDICO): – Fique calmo, Jonathan. Eu sei que não deve ser fácil, mas hoje em dia a Medicina tem muitas técnicas de cirurgias plásticas, nós podemos reverter esse quadro, mas não agora, recém passou por uma cirurgia no cérebro, será necessário esperar.

Jonathan sequer presta atenção no médico e choca compulsivamente ao lado dos pais, sentindo-se destruído. O garoto mais bonito e desejado da escola, agora está deformado. A beleza física que tanto cultuou e sentia orgulho, agora não existe mais.

CENA 04: PENSÃO DA YOLANDA, INTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Criminal (Britney Spears).

Maria está limpando o banheiro do quarto de Bruna, enquanto está deitada na cama, comendo um pote de sorvete.

(BRUNA): – Isso aí, limpa bem direitinho, quero esse banheiro limpíssimo. Ah, não esquece de desentupir o vaso, tá um horror.

(MARIA): – Já estou acabando, ok?

(BRUNA): – Muito bem… Até que você leva jeito pra empregadinha, sabia? Devia seguir essa profissão. Ou atriz pornô! – rindo.

(MARIA): – Ai garota, me poupe do seu veneno.

(BRUNA): – Só disse a verdade, queridinha… Teu filme tá tão queimado lá na escola. Queimado não, torrado! Acho melhor você nem voltar, só falam sobre o vídeo íntimo, tão te zoando sem limites. Criaram até uma page no Facebook: “Caipira Vadia”, quer ver?

(MARIA): – Eu não acredito nisso… Me mostra!

Maria sai do banheiro e se aproxima de Bruna, que mostra em seu celular a página no Facebook que criaram para humilhá-la. Maria fica chocada, sem acreditar no que vê. A página já tem várias publicações, feita com montagens de fotos e xingamentos.

(BRUNA): – Quase todos os alunos da escola curtiram a página, tá um sucesso. Todo mundo tá te fazendo de tapete, Maria. Se você tem um pingo de vergonha na cara, não voltaria mais lá.

(MARIA): – Porque estão fazendo isso comigo? Eu nunca fiz nada pra eles, porque estão dizendo essas coisas horríveis no Facebook? Olha só, tiraram fotos minha e tão fazendo montagens, me xingam de vários palavrões, dizem pra mim me matar… – chorando.

(BRUNA): – Ai, para de chorar e volta a limpar meu banheiro. Sem paciência pra frescura de pobre.

Maria continua chorando e sai correndo do quarto de Bruna, se trancando em seu quarto e chorando muito, abraçada em seu travesseiro, querendo encontrar uma forma de fugir daquele tormento que está vivendo.

CENA 05: CASA DE FERNANDA E CARLOS, QUARTO DE WESLEY, INTERIOR, NOITE.

Wesley está terminando de se arrumar, enquanto Richard e Luana estão sentados na cama dele.

(RICHARD): – Tá gatinho… Vai onde hein?

(WESLEY): – Idiota… O Victor me convidou pra ir num show de rock com ele.

(RICHARD): – Tá certo, vai se divertir mesmo. Eu pensei em ir nesse show e levar a Luana, mas fiquei sabendo que o Jonathan saiu da CTI e acordou, quero muito ver ele.

(LUANA): – Ah, mas nem tem clima pra mim sair, a Maria tá muito mal, eu quero visitar ela. Vocês viram a página que criaram no Facebook pra humilhar ela? Olhem só!

Luana mostra para Richard e Wesley a página em seu celular e os deixa pasmos.

(WESLEY): – Caipira Vadia? Nossa… Que horror! É um absurdo o que estão fazendo com a Maria, essa perseguição é injusta e ridícula. Tudo culpa do Jonathan!

(RICHARD): – Não é bem assim, tem muita coisa que vocês não sabem.

(LUANA): – Ah é? Então diz! Não fica só defendendo esse cafajeste, diz logo o que você sabe.

(RICHARD): – Eu não vou dizer nada, quem vai dizer é o Jonathan.

Naquele momento, Fernanda entra no quarto, seguida de Victor.

(VICTOR): – E aí, brother, tive que vim te buscar né, tá mais demorado que noiva, desse jeito. – cumprimentando Wesley.

(WESLEY): – Até parece, tem muito tempo pro show ainda.

(FERNANDA): – Mas é melhor vocês irem logo pra não se atrasar, sabem como é o trânsito de Vitória. Richard, se arrume logo, eu e seu pai vamos com você ao hospital, iremos passar a noite pra Catarina e Luiz irem dormir em casa.

Richard compreende e se despede de Luana com um beijo, indo ao seu quarto se arrumar, enquanto ela vai para Pensão da Yolanda. Em seguida, Wesley e Victor saem ao show.

CENA 06: BOATE, INTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Can’t Stop The Feeling (Justin Timberlake).

Wesley e Victor estão na boate lotada, aonde irá acontecer o show, porém antes um DJ anima a todos com uma música a todo volume. Victor dança na pista, próximo a algumas garotas que ele nem conhece, enquanto bebe um copo de wodka. Wesley dança um pouco afastado, meio sem jeito, observando seu amigo com ciúmes. De repente, Victor esbarra na garota atrás e eles se viram, era Bruna.

(VICTOR): – Oi, Bruna! Desculpa, eu não te vi.

(BRUNA): – Oi, Victor, tudo bem, a gente tava de costas mesmo. Tá curtindo a balada?

(VICTOR): – Muito! Você tá muito bonita hein…

Bruna sorri e começa a dançar, sendo acompanhada por Victor, que se sente atraído pela primeira vez pela colega de escola. Eles dançam na batida, enquanto conversam e bebem. Sentindo-se meio isolado, Wesley se afasta e senta em um puff, observando os dois à distância. De repente, Victor e Bruna se beijam na boca, um beijo longo e cheio de carícias ousadas, no meio da pista. Wesley vê tudo surpreso, não esperava que os dois ficariam tão rápido.

(BRUNA): – Apressadinho você…

(VICTOR): – Vai dizer que não curtiu?

(BRUNA): – Adorei. Tem mais?

Victor ri e beija Bruna novamente, ficando assim por algum tempo, até que acabam se separando e indo cada um pra um lado. Victor procura por Wesley na boate, até que o encontra sentado no puff, sentando ao lado dele.

(VICTOR): – Ah, você tá aqui, cara, tava te procurando. Porque sumiu?

(WESLEY): – Não quis atrapalhar você com a Bruna.

(VICTOR): – Cara, você viu como ela tá bonita? Nunca vi a Bruna daquele jeito, tão bem arrumada e cheirosa. Não resisti e peguei. – rindo. – Agora vem, vamos pra pista, não veio pra balada pra ficar sentado né, meu amigo? Tá cheio de garotas aí, vamos!

Victor empurra Wesley até ele levantar. Os dois caminham pra pista e dançam novamente, no meio de várias pessoas.

CENA 07: EMPRESA DE CAMINHÕES, EXTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Um caminhão entra no estacionamento para descarregar a encomenda. Dele, Jorge desce e se espreguiça, bocejando em seguida. O caminhoneiro desce em seguida.

(JORGE): – Cara, eu não pensava que o Amapá fosse tão longe de São Paulo.

(CAMINHONEIRO): – Quem não tem costume de viajar muito, se assusta mesmo, mas eu já tô acostumado com a vida na estrada.

(JORGE): – Tá certo… Vem cá, será que nenhum destes teus colegas, vai pra Vitória, no Espírito Santo? Eu preciso ir pra lá, mas tô sem grana pra pegar um ônibus. Será que descolam uma carona camarada, tipo você?

(CAMINHONEIRO): – Peraí, eu vou ver pra você, mas deve ter alguém sim.

Jorge agradece e o caminhoneiro vai conversar com seus colegas, voltando minutos depois e arrumando uma carona para ele. Na mesma hora, Jorge usa o banheiro do local e vai até o caminhão de carga da outra pessoa, fazendo logo amizade com ele. Pouco depois, o caminhão parte de São Paulo com destino a Vitória, enquanto Jorge observa pela janela a paisagem com um olhar frio, pensando fixamente em Catarina. Ele acaricia seus lábios e pensa em Catarina, abrindo um sorriso maquiavélico.

CENA 08: PENSÃO DA YOLANDA, INTERIOR, NOITE.

Maria, Luana e Yolanda estão na sala da pensão, tomando um café.  Maria está com os olhos inchados de tanto chorar.

(YOLANDA): – O que estão fazendo com a Maria, é muita maldade. Agora criaram uma página na rede social pra xingar ela. Você não suspeita de ninguém, Luana?

(LUANA): – Só penso na Stefanny, que sempre declarou ódio a Maria, mas eu não sei se é ela mesmo, Dona Yolanda. Agora que o vídeo vazou e todo mundo viu, pode ser qualquer pessoa querendo zombar com a Maria.

(MARIA): – Eu não quero mais voltar pra escola, madrinha. Por favor, me tira do Colégio Máximo!

(YOLANDA): – Mas minha querida, foi tão difícil conseguir uma vaga pra você lá, não é justo que você prejudique sua formação trocando pra uma escolar qualquer por culpa desses miseráveis.

(MARIA): – Como é que eu vou entrar de novo naquele lugar? Todo mundo me chamando de caipira vadia, igual tá na página, falando sobre o vídeo com deboche, pedindo pra sair comigo como se eu fosse uma prostituta. Eles já estão fazendo isso na internet, imagina pessoalmente?

(LUANA): – Eu sei que não é fácil, amiga, mas você precisa insistir, não pode deixar esses idiotas vencerem. O prof Rômulo não disse que vai te ajudar? Então, confia nele, ele é muito gente fina, vai conseguir resolver essa situação.

(MARIA): – É tão difícil confiar em alguém agora, Luana. Eu confiei tanto no Jonathan e ele acabou comigo. Tenho medo de confiar e me decepcionar de novo.

(YOLANDA): – Amanhã eu vou procurar o prof Rômulo na escola, quero saber como ele vai fazer pra descobrir quem tá envolvido nessa sujeira. Fique calma, Maria, eu prometo pra você que nós vamos te ajudar a vencer esse obstáculo. Você não tá sozinha!

Maria se sente mais confortável e Luana abraça a amiga no sofá, enquanto Yolanda beija sua testa. Naquele momento, seu pensamento começa a vagar para a página do Facebook, em que os xingamentos e montagens atormentam sua mente, mesmo quando ela tenta esquecer.

CENA 09: BOATE, INTERIOR, NOITE.

O show de rock já começou. É uma banda local, que está se apresentando no palco da boate. Victor assiste animado, enquanto bebe muito, ao lado de Wesley, que se mantém sóbrio. Perto dali, Bruna caminha pela boate, bebendo também, até que ela avista Ryan sentando em um puff e decide se aproximar. Bruna senta ao lado de Ryan e eles se encaram.

(BRUNA): – Oi, Ryan… Não sabia que você viria.

(RYAN): – Porque? Um favelado não pode vir num show?

(BRUNA): – Ai, não é isso… Sabe, eu pensei naquilo que você me disse na escola, queria te pedir desculpas. Eu fui muito radical, não devia ter te chamado de bandido. Eu não vivo a tua realidade, não posso julgar.

(RYAN): – Pois é, é fácil julgar estando de fora. Mas relaxa, que bom que tu entendeu. E aí, tá sozinha aqui?

(BRUNA): – Tô, minhas amigas não quiseram me acompanhar. E você?

(RYAN): – Eu tava sozinho, agora não tô mais. – brindando seu copo de bebida com o copo dela. – Bora dançar?

(BRUNA): – Ah, eu topo, mas deixa eu ir no banheiro, já volto.

Bruna coloca seu copo de bebida em cima da mesa e vai ao banheiro. Imediatamente, Ryan retira do bolso de sua calça um comprimido e coloca dentro do copo de Bruna, que logo se dissolve. Ele ri sarcasticamente e espera ela voltar. Quando Bruna retorna, ela bebe todo seu copo, Ryan faz o mesmo, e os dois vão para o centro da pista, dançando a música do show. Um pouco distante dali, Victor está completamente bêbado, mas não para de beber, enquanto Wesley tenta convencê-lo a ir embora.

(WESLEY): – Vamos, meu amigo, já chega, você bebeu demais, vamos embora.

(VICTOR): – Quem bebeu demais aqui? Eu? Eu tô ótimo! – soluçando. – Eu quero aproveitar mais o show, pegar várias gatinhas, me deixa!

(WESLEY): – Não, nós vamos embora sim, você tá muito bêbado. Cara, eu nunca te vi desse jeito, meu Deus! – empurrando. – Vamos, não tem conversa, vamos embora.

(VICTOR): – Peraí, deixa eu pegar mais uma wodka! – tentando se soltar.

Wesley empurra Victor para impedir que ele volte ao bar da boate e beba ainda mais. Após muita dificuldade e insistência, Wesley consegue tirar Victor da boate, com ajuda de algumas pessoas que se solidarizaram. Em seguida, eles pegam um táxi, mas Victor tem dificuldade em entrar, devido seu estado.

CENA 10: CASA DE FERNANDA E CARLOS, INTERIOR, NOITE.

A casa está vazia e escura. Wesley abre a porta e entra com Victor debruçado em seu ombro. Ele ascende as luzes da sala e Victor acaba escorregando de seu ombro, caindo no chão e sem se mover.

(WESLEY): – Ai, eu mereço, vou ter que ser babá de marmanjo. – levantando o amigo do chão. – Vamos, Victor, levanta daí, se ajuda né, cara! – colocando sentando no sofá. – Putz, não pensei que era tão pesado, credo!

(VICTOR): – Cara, tem uma cervejinha aí?

(WESLEY): – Acho que você já bebeu demais. Vou no meu quarto pegar um cobertor pra você dormir aí no sofá. Ainda bem que meus pais não dormem em casa hoje, que vergonha se eles te vissem assim.

Wesley levanta do sofá e vai sair da sala, quando Victor levanta também, meio zonzo, e segura seu braço, puxando-o para si. Naquele momento, Wesley e Victor ficam frente a frente, se olhando fixamente, com a respiração ofegante.

(VICTOR): – Eu gosto muito de você, cara.

(WESLEY): – Eu também. Você é meu melhor amigo.

(VICTOR): – Ah, não é disso que eu tô falando. É disso!

Trilha Sonora: Como Fui (Rio Roma).

Wesley está confuso e, de repente, Victor dá um beijo intenso na boca do amigo. Wesley está surpreendido, pois não esperava aquilo, já que Victor é um hétero convicto, mas como Wesley sempre foi apaixonado por ele, não recusou e retribuiu o beijo na mesma intensidade. Lentamente, Victor caminha aos beijos com Wesley até seu quarto, trocando abraços e carícias, até que entram no cômodo.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Jorge chega a Vitória e conhece a Pensão da Yolanda.

Anúncios

24 thoughts on “Descobertas – Capítulo 14

  1. Eu consegui me atualizar no momento certo! Eu tô em choque… Socooorrroooooooo!!!! Como assim, Victor beijou Wesleeeey!!!! Que babado!!! Melhor casal #Vicsley #MelhorCasal

    Bom… Nem consegui acompanhar direito esses dias meu amigo, mas consegui me atualizar hj mais cedo e sua web é maravilhosa… A melhor trama do mix, desde laços! Pode deixar que serei mais assíduo daqui pra frente… E farei uma análise em breve…

    Curtido por 2 pessoas

    • Você voltou, adooooooooooooro, saudades! Pois bem, fico feliz que tenha se atualizado e que esteja gostando da trama, me satisfaz saber que considera a melhor trama do blog desde a minha querida “Laços de Afeto”, nem tenho palavras pra agradecer. Sempre que puder e quiser aparecer, será um prazer ler suas análises. Obrigado pela participação, Henrique! ❤

      Curtir

  2. Lembrei da cena da novela O Beijo do Escorpião nessa do Wesley e do Victor, tomara que ele não se arrependa depois 😊 Wesley com certeza ficou nas nuvens, ansioso pela continuação 😍😍😍
    Maria, tomara que ela dê a volta por cima e ao Jonathan com certeza será desprezado pela fútil da Stefanny cobra, que merece um castigo pior, muito pior.

    Curtido por 1 pessoa

    • Wesley ama Victor, mas não esperava que ele fosse tomar a iniciativa, afinal sempre demonstrou sua heterossexualidade como um troféu. Mas e agora, diante do que rolou, como vai ficar a amizade dos dois? Sobre a Maria, ela vai sim dar a volta por cima em breve, a humilhação que ela sofreu servirá como escada pra subir e enfrentar seus rivais, em especial a Stefanny. Obrigado pelas opiniões, Jair, te espero amanhã! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  3. E o embate teve até a máscara de Abigail caindo sobre o chão do Máximo. Rômulo descobriu o motivo de tanta proteção envolvendo Jonathan e Stefanny. O que o prof irá fazer? Ele está brincando com fogo, apenas digo.

    Gente… Morto! Jonathan teve o que mereceu. Que fique com o rosto assim por muito e muito tempo. Humilhou Maria, agora aguente.

    E Ryan se aproximou de Bruna e tacou “balinha” em seu copo. 😮 Choque! Medo pelo que pode acontecer com ela, coitada. :/

    Parabéns, Airton! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • A máscara da Abigail caiu mesmo e agora Rômulo vai enfrentá-la para defender a Maria. Jonathan perdeu aquilo que mais cultuava: sua beleza. Um castigo justo depois do que ele fez contra Maria. Ryan já começou a agir, seu primeiro alvo foi Bruna, já digo que essa “balinha” não é inofensiva. E avalie o gancho, queridinho… Obrigado pelas opiniões, Fred! ❤

      Curtir

  4. Parabéns!
    Capítulo top.
    Muitas tramas novas.
    Ryan e Bruna
    Finalmente Victor e Wesley.
    Jonatan teve seu castigo, como ele vai agir agora?
    Romulo enquadrando a diretora.
    Maria sendo humilhada na internet.
    Enfim, gostei demais do capítulo.
    A cena final foi muito esperada.
    Parabéns!
    Agora a trama esta excelente!!!!!!!!!!!!!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Tramas novas se iniciaram hoje. A aproximação de Ryan com Bruna será crucial pro futuro da trama, ele é um jovem bem perigoso. Jonathan ficou com o rosto deformado, castigo grande para quem cultuava tanto sua beleza. Victor tomou a iniciativa com Wesley, algo inesperado, e o futuro do núcleo terá desdobramentos diferentes, aguarde. Obrigado pela participação, Gremista! ❤

      Curtir

  5. Essa trama do Victor com o Wesley tá parecendo a do Marcelo e do Paulo de “A Divina Vingança” e de Paulo e Miguel da novela portuguesa O Beijo do Escorpião.
    A trama do Jonathan parece a do filme A Fera, mas mudou apenas os acontecimentos. Seria claramente uma pequena inspiração?
    Parabéns Airton, finalmente consegui me atualizar em Descobertas, só não gostei do Lucas ter morrido (Sim,ainda Tó puto que destruiu meu Shipp)

    Curtido por 1 pessoa

    • Coincidência as tramas serem semelhantes, pois não li “A Divina Vingança” e nem assisti “O Beijo do Escorpião” ou “A Fera”. hehehehehe 😛 Fico feliz por ter se atualizado e esteja gostando da web-novela, apesar da morte do Lucas ter te chateado, mas foi necessário, infelizmente, em breve será explicado. Obrigado pelas opiniões, Muuza! ❤

      Curtir

  6. Morte que Jonathan ficou desfigurado, ui que delícia. Perdeu parte da sua estimada beleza, não me surpreenderia se Stefanny desse um chute nele agora.

    Ryan coloca um comprimido na bebida de Bruna, chocado. Pensei que ele tivesse um lado humano.

    Victor agarra Wesley, mas que safadinho. Ele fez uma pequena declaração pro amigo, isso me leva a crer que Victor sempre teve interesse no Wesley, sim. E Victor que não venha usar o fato de estar bêbado pra justificar o que fez, pegou o Wesley porque tem interesse, bati o martelo.

    Ótimo capítulo, parabéns, Airton ❤

    Curtido por 1 pessoa

  7. Que capítulo foi esse?

    E vamos ao #AnalysisToday✌😛 de hoje.

    Descobertas – Capítulo 14

    Bruna está na cantina, comendo sozinha, quando Ryan se aproxima dela. Ela pergunta porque ele veio com um policial, ele responde que vendia drogas, mas passou um tempo na Fundação Casa e se desconectou das drogas, ela o chama de “bandido”, mas ele diz que fez isso por necessidade, pois o tráfico é a única maneira de sobreviver na favela. – se isso que ele falou foi verdade, eu até me emocionei, mas se tudo o que ele falou foi para impressionar a Bruna, ele devia deixar o tráfico e se tornar ator na Rede Globo.

    Enquanto isso, na direção… o Professor Rômulo defende a versão da história de Maria para a Diretora Abigail, que diz que os pais de Jonathan e Stefanny dão ótimas contribuições para o colégio Máximo, e que por isso, ela omite os casos da escola. – ela acabou de deixar claro que ela se vende para os pais de Jonathan e Stefanny. – ao saber disso, Rômulo fica furioso e diz que irá denunciar Abigail para a Secretária de Educação. – eitxa! O Rômulo agora pegou pesado. Mas pisou forte na Abigail. Ele teve um ínicio um pouco forçado, mas agora, ele tá arrasando. – e agora? O que a Abigail vai fazer? Será que ela vai seduzir ele? 😛

    No hospital… Catarina e Luiz visitam Jonathan, que está se recuperando do acidente, mas ainda está com o rosto enfaixado. O Médico chega e retira as faixas do rosto de Jonathan, porém, o resultado é surpreendente: Jonathan está com o rosto totalmente desfigurado, a beleza que ele tanto conservava foi-se naquele acidente de carro. – bem-feito! Aposto que depois que ele ficar feio a Stefanny vai dar um pé na bunda dele.

    Morto que fizeram uma página no Facebook chamada “Caipira Vadia” para denegrir a imagem da Maria. – minha querida, você tem um jeito perfeito para virar esse jogo, qual? Assumir que é puta de verdade! Dizer que seduziu o Jonathan e que filmou a transa dos dois, e que na transa, o Jonathan disse que ela transava mais gostoso do que a Stefanny, a Stefanny ia morrer de ódio. 😛

    Anoitece… Wesley e Victor curtem o show de rock. Bruna e Ryan também estão no show, Bruna sai para ir ao banheiro e Ryan coloca um comprimido na sua bebida. – socorro, o que será que tem nesse comprimido. – Victor bebe demais, e Wesley o leva para casa, lá, Victor beija Wesley e o leva para o quarto. – Victor nera hétero? Victor nera hétero? Socorro 2.0, que safadinho o Victor bêbado, mas o Wesley também se aproveitou da situação, só senti falta de mais detalhes na cena de sexo do Wesley e do Victor (senti falta de boquetes e penetrações. 😛).

    Capítulo nota 10. Parabéns, Airton!

    Curtido por 1 pessoa

    • Que bom que Rômulo está subindo em seu conceito, ele vai defender Maria e enfrentar Abigail. O castigo de Jonathan veio rápido, ele está desfigurado e isso vai mudar o rumo do personagem daqui pra frente. Socorro com sua solução pro bullying da Maria, ela é uma moça direita, não faria isso. Horrorizado com a descrição na cena de sexo entre Wesley e Victor, mas calma, foi o gancho, tem a continuação ainda, risos. Obrigado pelas opiniões, Roberto! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  8. Capítulo maravilhoso amg. Não to conseguindo acompanhar direitinho a trama por problemas pessoais, mas assim que der eu me atualizarei. Amei a cena final do Victor com o Wesley, que fica claro a atração que existe entre os dois, mas que o Victor nunca percebeu. Acho que ele vai botar a culpa na bebida depois. Wesley tão apaixonado não resistiu e nem deve mesmo kkkkkkkk Amei amg, vc arrasa sempre. Parabéns.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Morto com capítulo inteiro. Maria cada vez mais exposta na Internet. Ryan colocando alguma droga na bebida da Bruna. Jonathan desfigurado, agora a Stefanny vai abandonar esse tonto. Morto com Wesley e Vitor, no outro dia Vitor nem vai lembrar, ansioso pelo desenrolar da história deles.
    Parabéns pelo cap ;*

    Curtido por 1 pessoa

  10. Ryan parece que vai ser um dos personagens mais interessantes da web e já tô odiando a Abigail 😡 Bruna também detestável, merecia uns bons tabefes de Yolanda, assim como suas amigas Stefanny e Patrícia mereciam de suas mães 😡 Aguardo logo uma volta por cima de Maria, um troco para as cobras e ela deveria começar usando esta página como prova para a polícia, pois isso é um caso de polícia 😡 A paixão falou mais alto ao Wesley logo que Victor avançou nele, como será que ele irá reagir no dia seguinte? Coitado do Wesley, ele pode sofrer caso Victor sinta repulsa por ele 😦 Adorei o capítulo, muito bom 😀

    Curtido por 1 pessoa

  11. Aí amigo desculpa tô me atualizando agora, bom vamos lá… Capítulo maravilhoso o castigo do Jonathan é merecidissimo só tô com muita pena dá Maria, essa diretora é uma ridícula… Torcendo aqui pra Bruna se ferrar com o tal Ryan… Victor e Wesley eu tô simplesmente chocado e muito feliz que venha muito amor entre os dois

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s