Descobertas – Capítulo 24

CENA 01: PENSÃO DA YOLANDA, QUARTO DE MARIA, INTERIOR, MANHÃ.

Maria está deitada em sua cama, pensativa, enquanto Luana mexe em seu notebook, terminando de publicar mais um vídeo em seu canal no YouTube e verificando a taxa de inscritos e os comentários de vídeos anteriores.

(LUANA): – Amiga, eu tô curtindo tanto fazer esses vídeos pro meu canal. Sério, tô me sentindo mais descontraída e leve, tô adorando falar tudo o que estava engasgado sobre bullying. E o pessoal tá gostando, tenho quase 100 inscritos em duas semanas de canal. É uma miséria perto dos youtubers mais lacrosos do momento, mas ok né, tô no início!

(MARIA): – Que legal, Luana, parabéns… – desanimada.

(LUANA): – O que foi, Maria? Você tá tão pra baixo… – intrigada.

(MARIA): – Eu fui visitar o prof Rômulo na prisão, ele tá acabado. Talvez ele nunca mais consiga trabalhar como professor depois dessa prisão por tráfico.

(LUANA): – Coitadinho, ele não merecia isso… Tudo por culpa daquela inconsequente da Stefanny!

(MARIA): – Ele me contou sobre as provas que tinha contra Stefanny sobre o cyberbullying. O amigo que investigou foi viajar pra Nova Zelândia a estudos, volta daqui um ano, sei lá. Com o prof preso, fica impossível conseguir novas provas sozinha. Só tem um jeito, Luana: denunciar a Stefanny pra polícia. Só que pra isso, eu preciso de uma testemunha, pra polícia acreditar na veracidade da denúncia. Ele sugeriu o Jonathan.

(LUANA): – O Jonathan? Mas se ele denunciar a Stefanny, vai se denunciar também.

(MARIA): – Pois é… Será que ele seria capaz de se entregar pra polícia só pra me ajudar a punir a Stefanny?

(LUANA): – Não sei, Maria, é bem complicado a situação… Mas olha, se ele fizer isso, é um grande prova de amor hein!

(MARIA): – Eu não tenho saída, Luana, eu vou ter que conversar com o Jonathan sobre isso, é minha única saída. Ou ele me ajuda, ou a Stefanny seguirá impune. Agora vamos ter a prova se o que o Jonathan sente por mim é amor mesmo.

Luana concorda e logo recebe notificações em seu canal no YouTube, com comentários em seu novo vídeo sobre patricinhas, indo curti-los e respondê-los. Maria segue pensativa diante da situação, lembrando-se de Rômulo e Jonathan.

CENA 02: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, QUARTO DO CASAL, INTERIOR, MANHÃ.

Catarina está nervosa, caminhando de um lado para outro no quarto, conversando com Luiz, que está sentado na cama.

(CATARINA): – O Jorge armou uma situação pra forçar um encontro em um lugar público comigo, usou a Rosa pra isso, você tem noção disso, Luiz?

(LUIZ): – Ele tá incontrolável mesmo. Ele tentou alguma coisa contra vocês?

(CATARINA): – Claro né! A gente fugiu dele no shopping, ele tentou entrar no elevador, mas eu derrubei ele. Depois ele apareceu no estacionamento, me agarrou dentro do carro, foi horrível! Se não fosse a Rosa ter batido nele, nem sei o que teria acontecido. O Jorge ainda nos seguiu de moto pela estrada, me faz muitas ameaças, eu perdi o controle e joguei o carro contra ele. O maldito se desequilibrou e caiu no matagal do acostamento.

(LUIZ): – Meu Deus, isso tá ficando grave demais! Temos que denunciar pra polícia!

Naquele instante, Jonathan caminha pelo corredor e escuta a conversa, olhando pela fresta da porta entreaberta.

(CATARINA): – Não! Polícia não! Eu não quero envolver polícia nisso! – gritando.

(LUIZ): – Mas meu amor, esse maluco tá te perseguindo e te ameaçando, como você não quer envolver a polícia? Ele já ficou preso, basta uma denúncia que ele volta pra prisão!

(CATARINA): – Não, Luiz! Será que você não entende que se a gente envolver a polícia, isso vai se tornar público? Ninguém aqui do Espírito Santo sabe do meu passado e uma denúncia tornaria tudo público, eu não quero isso! Ainda tem o Jonathan, eu não quero que meu filho saiba da verdade, entendeu? – gritando.

(LUIZ): – Olha Catarina, vamos ser racionais: o Jorge está aí, não tem como negar, ele voltou e tá disposto a tudo. Mais cedo ou mais tarde ele vai procurar o Jonathan. Você não acha que é melhor o nosso filho saber da verdade por nós do que por esse calhorda? O Jonathan já tem 17 anos, ele vai entender, mas tem que ser por nós, se a gente deixar pro Jorge contar tudo, ele vai se aproveitar do garoto e jogar contra nós, você não pensa nisso?

Jonathan está surpreso e intrigado com o que escuta de seus pais e invade o quarto, deixando Catarina e Luiz encurralados.

(JONATHAN): – O que vocês escondem de mim? Que verdade é essa que eu não posso saber? – bravo.

Catarina e Luiz se olham, aflitos, enquanto são encarados por Jonathan, muito nervoso.

CENA 03: CASA DE FERNANDA E CARLOS, INTERIOR, MANHÃ.

Carlos, Richard e Wesley estão sentados na mesa, quando Fernanda traz da cozinha uma panela de feijoada e coloca na mesa, sentando em seguida.

(FERNANDA): – Prontinho, almoço servido!

(WESLEY): – Pelo cheiro, tá ótimo! Adoro suas feijoadas, mamãe.

(CARLOS): – Atrasou uns minutinhos, você sabe que eu gosto de almoço na hora certa.

(FERNANDA): – O gás do fogão estava fraco, por isso.

(RICHARD): – Não importa o atraso, o que importa é que deve estar gostoso como tudo o que a mamãe cozinha. – se servindo, assim como todos. – Família, eu queria dar uma notícia pra vocês. Eu acho que, finalmente, eu descobri o que quero fazer de faculdade.

(FERNANDA): – Ai, que notícia boa, meu filho! Você nunca sentiu vontade de fazer algo em específico, isso me preocupava tanto, que bom que agora você se encontrou.

(WESLEY): – E qual faculdade você decidiu fazer, meu irmão?

(RICHARD): – Cinema!

Fernanda e Wesley ficam surpresos, mas gostam, enquanto Carlos para de comer no mesmo instante e larga os talheres na mesa, encarando Richard.

(CARLOS): – Como é que é, Richard?

(RICHARD): – Eu quero fazer Cinema, pai. Eu tô ajudando a Luana a gravar e editar os vídeos do canal no YouTube que ela criou, eu tô adorando fazer isso, é muito legal. Eu já pesquisei, aqui em Vitória tem faculdade de Cinema e eu tô muito afim de seguir essa carreira.

(CARLOS): – E você acha que gravar videozinhos pra internet é a mesma coisa que gravar um filme? Meu filho, deixe de besteira, você não vai fazer isso.

(FERNANDA): – Mas Carlos, se o Richard se interessou nisso, qual o problema?

(CARLOS): – Eu não admito que meu filho vire um vagabundo ao se meter nesse mundo artístico. Você tem noção de como é difícil fazer um filme no Brasil, Richard? Eu não quero ver filho meu passando fome! Isso não é futuro, eu sonhei muito mais pra você, eu te quero ver formado em algo útil e sério, como em Engenharia, Medicina, Direito ou sei lá o que, mas Cinema nem pensar, tá fora de cogitação!

(RICHARD): – Pai, porque o senhor tá falando assim comigo? Eu nunca senti vontade de fazer uma faculdade, agora que eu descubro um curso que eu gosto, você não deixa.

(CARLOS): – Eu sei o que é melhor pra você e pro teu irmão. Filho cineastra, era só o que me faltava… Você vai fazer uma faculdade que dê dinheiro, que te dê um futuro digno, nada que envolva o meio artístico, isso seria vergonhoso. – levantando da mesa. – Perdi o apetite.

Carlos vai para a sala e Wesley coloca sua mão no ombro de Richard, demonstrando apoio ao irmão. Revoltando, ele levanta da mesa e vai atrás do pai, sendo seguido por Fernanda e Wesley até a sala.

(RICHARD): – O que você quer hein? Que eu faça uma faculdade por dinheiro? Que eu seja frustrado na profissão, mas que tenha um bom salário?

(CARLOS): – Richard, o mundo é Capitalista, você precisa de dinheiro pra tudo. Se você pode escolher tua profissão, então escolha baseado no financeiro.

(RICHARD): – E ser como você, uma pessoa frustrada e infeliz, que não gosta de trabalhar como contabilista naquela empresa e desconta tudo no álcool? Eu não quero ser um viciado em bebida como você, eu não quero fazer minha esposa sofrer como você faz com a mamãe!

(CARLOS): – Cuidado com o que você fala, seu moleque! Eu sou teu pai! – gritando.

(FERNANDA): – Calma, Richard, tenta entender seu pai… – aflita.

(RICHARD): – A senhora ainda defende esse canalha, mãe? Quase todas as noites, ele chega bêbado e discute contigo, nem liga pra mim e pro Wesley. Que pai é esse que o senhor diz que é hein? Eu não te reconheço como pai!

Furioso, Carlos dá um tapa no rosto de Richard, que fica imóvel. Fernanda e Wesley se chocam e ela se aproxima do filho, abraçando-o. Tenso, ele se afasta da mãe e uma lágrima escorre de seus olhos.

(CARLOS): – Cala essa boca, garoto, eu sou teu pai e exijo respeito! Quem manda nessa casa sou eu, você vai fazer a faculdade que eu quiser! – gritando.

(RICHARD): – Eu vou fazer faculdade de Cinema sim, o senhor queira ou não, porque é o que eu gosto! Eu sou teu filho, não teu fantoche! – gritando.

Richard corre para seu quarto e bate a porta fortemente, se trancando. Wesley vai atrás, enquanto Carlos senta no sofá e Fernanda o encara.

(FERNANDA): – Você passou dos limites, Carlos.

(CARLOS): – Quem passou dos limites foi esse moleque, olha as barbaridades que ele falou pra mim? Não fica aí para não, pega um drink pra mim, tô nervoso, preciso relaxar.

Fernanda fica abismada e vai para seu quarto, chorando, enquanto Carlos fica sozinho na sala, tentando se acalmar após a discussão.

CENA 04: CASA DE CATARINA E LUIZ, QUARTO DO CASAL, INTERIOR, MANHÃ.

Catarina e Luiz estão aflitos enquanto são encarados por Jonathan, que está muito confuso.

(CATARINA):– Filho, você entendeu errado, não é nada disso e…

(JONATHAN): – Eu ouvi muito bem sim, mãe! Você e o papai querem esconder a verdade de mim. Que verdade? Quem é esse tal de Jorge aí que te perseguindo? Porque não envolver a polícia? Eu quero saber de tudo!

(LUIZ): – Meu amor, eu acho que chegou a hora né… Conta tudo!

(CATARINA): – Não! Eu não quero falar sobre isso! – gritando.

(JONATHAN): – Parem de enrolação! Falam logo! É a minha vida que vocês estão escondendo, eu tenho o direito de saber! – gritando.

(LUIZ): – Eu sou a favor que você saiba de tudo, mas só quem pode decidir é a tua mãe, essa história diz mais respeito a ela do que a mim, eu não quero forçar nada e tente entender tua mãe, Jonathan, não é nada fácil pra ela passar por essa situação.

Jonathan está confuso e Luiz beija o rosto de Catarina, saindo do quarto e deixando-os a sós. Mãe e filho se olham com muita aflição, até que ela se aproxima e dá um forte abraço nele. Em seguida, os dois sentam na cama e ela segura nas mãos do filho.

(CATARINA): – Filho, Deus é testemunha de como é difícil pra mim falar sobre isso. Até hoje, eu nunca falei disso com ninguém, só com o Luiz porque ele presenciou tudo também. Dói muito e fiz o possível pra não te envolver nisso, mas não consegui. O meu passado foi muito sofrido, Jonathan, eu carrego cicatrizes desse sofrimento até hoje na minha alma. E agora esse passado tá batendo na minha porta, eu tô apavorada.

(JONATHAN): – Como assim, mamãe? Explica melhor…

(CATARINA): – Eu não nasci aqui no Espírito Santo como eu digo pra tudo mundo, eu sou do Amapá, eu e o Luiz. Eu vivi até meus 22 anos em Macapá com minha família. O Luiz era um conhecido, ele era mais amigo do meu namorado na época: o Jorge.

(JONATHAN): – O Jorge? Aquele homem que eu vi a senhora dizer que tá te perseguindo?

(CATARINA): – Pois é. Eu conheci o Jorge em uma festa, a gente se gostou, se aproximou e em poucos dias estávamos namorando. Ele era um homem incrível, Jonathan, sempre tão simpático e afetivo, ele logo conquistou a confiança de toda minha família e olha que o meu pai era tão rígido em relação a namoro, mas o Jorge conseguiu envolvê-lo. – rindo. – Só que o tempo foi passado e as coisas mudaram.

(JONATHAN): – Mudaram em que sentido?

(CATARINA): – Depois de alguns meses de namoro, o Jorge começou a se revelar. Ele passou a ter crises de ciúmes com frequência, se tornou autoritário, começou a me seguir nos lugares aonde eu ia, bem obsessivo mesmo. Ao mesmo tempo, ele continuava aquele doce romântico de sempre. Então, eu ficava dividia, porque eu gostava do Jorge, eu amava ele, mas ficava assustada também com suas crises.

(JONATHAN): – E o Luiz? Onde entra nisso?

(CATARINA): – O Luiz era o melhor amigo do Jorge, cresceram juntos, estudaram juntos, enfim, eram como irmãos. A situação se agravou quando eu entrei no último ano da faculdade e precisava me dedicar quase que exclusivamente aos estudos, porque precisava escrever o temido TCC, que é o trabalho de conclusão do curso, sem a aprovação dele, ninguém recebe diploma. O Jorge não compreendia isso, me cobrava atenção, a gente começou a ter muitas brigas, foi bem complicado. A gente brigava, se acertava, brigava de novo, reatava… Só que eu já estava cansada, isso estava me desconcentrando do TCC e eu precisava acabar aquela faculdade, era de uma família humilde e queria ajudar meus pais e meu irmão mais novo.

(JONATHAN): – Nossa, eu nem sabia que eu tinha um tio. Onde ele está?

(CATARINA): – Calma, eu já vou chegar aí… – respirando fundo. – Exausta, eu rompi o namoro com o Jorge. Não dava mais pra continuar daquele jeito, a obsessão dele acabou desiludindo o amor que eu sentia. Ele não aceitou o fim do relacionamento e passou me perseguir ainda mais. Acampava na frente da faculdade ou da minha casa, me envia mil mensagens pelo celular, mandava bilhetes por terceiros… A gente se viu algumas vezes depois que eu rompi, mas foram apenas discussões, eu lembro que o Jorge até me agarrou a força uma vez e me beijou. A situação ficou descontrolada e uma noite ele tomou uma atitude drástica pra chamar minha atenção. Essa atitude destruiu a minha vida, Jonathan. – lágrima escorre.

(JONATHAN): – Oh mãezinha, se acalme… O que ele fez?

(CATARINA): – O Jorge descobriu que eu estaria em um congresso à noite, numa cidade vizinha a Macapá. Ele se aproveitou disso e incendiou a minha casa, com toda minha família dentro. Só que a intenção do Jorge não era matar meus pais e meu irmão, a intenção dele era colocar fogo na casa e salvar todo minha família, para sair como herói e eu reatar o noivado com ele, porque a gente tava de casamento marcado já.

(JONATHAN): – Meu Deus, que doente! Que plano maluco!

(CATARINA): – Quando eu soube o incêndio, sai correndo do congresso e fui pra casa, já estava amanhecendo e a casa já tinha virando cinzas. Todos morreram, o Jorge não conseguiu salvar como ele previa. A polícia descobriu rápido que ele foi o culpado, porque ele comprou dois galões de gasolina em um posto próximo a minha casa e ele estava na cena do crime, foi preso na hora. – chorando. – Meu mundo desabou, Jonathan! Eu não era nada sem meus pais e meu irmão, eram meus únicos parentes vivos e o Jorge matou por culpa de uma obsessão por mim! Ele foi condenado há 30 anos de prisão em regime fechado.

(JONATHAN): – Eu sinto muito, mamãe, agora eu te entendo quando se emocionava vendo aquele álbum de fotos. – abraçando. – Mas já se passaram 30 anos do crime pra ele estar solto?

(CATARINA): – Não, se passaram 17 anos. O desgraçado deve ter ganhado a progressão de pena por bom comportamento. – limpando as lágrimas e se afastando. – Mas a história não acabou ainda. O Luiz ficou contra o Jorge, obviamente, não tem amizade verdadeira que aprove um crime hediondo como esse. Eu tinha que acabar a faculdade, mas não tinha onde morar nem como sobreviver. Alguns amigos me ajudaram, inclusive o Luiz. Foi quando eu descobri algo que me deixou ainda mais nervosa: eu estava grávida. – cabisbaixa. – Você é filho do Jorge, Jonathan, é filho do assassino da minha família e do meu perseguidor.

Jonathan fica perplexo e levanta da cama, tentando digerir o que Catarina lhe disse. Ela chora cabisbaixa, enquanto ele a encara, confuso.

(JONATHAN): – Eu não sou filho do Luiz?

(CATARINA): – Biologicamente não, mas ele é teu pai sim, ele foi um pai de verdade, diferente desse monstro do Jorge! – ficando em pé. – Quando o Luiz soube da minha gravidez, ele resolveu me ajudar: ele se casou comigo e deu seu sobrenome pra você. A gente foi embora do Amapá e escolhemos o Espírito Santo pra recomeçar nossas vidas, longe de toda aquela tragédia e ficando o mais distante possível do Jorge. – acariciando o rosto dele. – Eu não amava o Luiz quando me casei com ele, mas com o tempo eu me apaixonei e hoje eu sei que eu amo muito o Luiz, muito mais do que eu cheguei a amar o Jorge. Ele é o seu pai e não importa se o Jorge voltou, o Luiz continuará sendo seu único pai!

Catarina abraça Jonathan, que chora no ombro da mãe. Após, eles se afastam e ela limpa as lágrimas do filho.

(JONATHAN): – Mãe, e agora esse Jorge tá te perseguindo? Como ele te encontrou tão longe?

(CATARINA): – Eu não sei, mas esse desgraçado me encontrou e agora tá me ameaçando, quer se vingar de mim e do Luiz, diz que nós somos culpados pela prisão dele. Ele quer se aproximar de você, te usar pra se vingar de nós. O Jorge é um homem terrível, Jonathan, ele é muito perigoso. Por favor, não se aproxime dele! Se ele te procurar, ignore, jamais enfrente! Ele não quer ser reconhecido como seu pai biológico, o que ele quer é destruir a família que eu construí com o Luiz. Eu já perdi uma família pra obsessão doentia dele, mas eu não vou perder outra vez. – chorando. – Me desculpe? Eu nunca te contei nada disso porque é uma história que dói muito lembrar, ninguém sabe disso aqui em Vitória. Tenta me entender, filho!

(JONATHAN): – É claro que eu te entendo, mãe, eu tô do seu lado e do lado do papai também. Mas agora, eu preciso sair, espairecer um pouco depois dessa bomba.

Catarina compreende e chora compulsivamente, então Jonathan abraça a mãe, ainda muito abalado com tudo. Em seguida, ele sai de casa e ela deita na cama, chorando após relembrar todo seu sofrimento nas mãos de Jorge.

CENA 05: CAMPO DE FUTEBOL, EXTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Can’t Stop The Feeling (Justin Timberlake).

Os jovens amigos e conhecidos do Colégio Máximo aproveitam uma tarde ensolarada e se reuniram para jogar uma partida de futebol no campo. Descamisados e com algumas pessoas na pequena arquibancada enviando torcida, eles jogam animados por muito tempo. Até que eles cansam e um dos times sai vencedor.

CENA 06: VESTIÁRIO, INTERIOR, TARDE.

No banheiro coletivo, todos os jovens estão nus, tomando banho juntos, em seus respectivos chuveiros, lado a lado, com exceção de Wesley, que está falando no celular do lado de fora do vestiário. Assim que todos acabam de tomar banho, eles pegam suas toalhas e vão para suas cabines na sala ao lado, se secar e colocar a roupa. Wesley então entra no vestiário, fica nu e vai tomar banho sozinho. Ele até prefere assim, para evitar constrangimentos ao ver outros homens nus, diante da condição que ele quer esconder. Naquele instante, Victor entra no vestiário, já vestido e secando seu cabelo, quando a imagem de Wesley tomando banho lhe chama atenção. Ele fica paralisado, observando o amigo, enquanto flashs invadem sua mente.

FLASHBACK

Wesley levanta do sofá e vai sair da sala, quando Victor levanta também, meio zonzo, e segura seu braço, puxando-o para si. Naquele momento, Wesley e Victor ficam frente a frente, se olhando fixamente, com a respiração ofegante.

(VICTOR): – Eu gosto muito de você, cara.

(WESLEY): – Eu também. Você é meu melhor amigo.

(VICTOR): – Ah, não é disso que eu tô falando. É disso!

Wesley está confuso e, de repente, Victor dá um beijo intenso na boca do amigo.

FIM DO FLASHBACK

Victor está horrorizado com o que lembra, continuando a observar fixamente Wesley no banho e ficando pálido.

FLASHBACK

(WESLEY): – Tem certeza que é isso que você quer, Victor? – confuso.

(VICTOR): – Claro, vem logo! – sorrindo.

Wesley sorri timidamente, mas fica imóvel. Victor levanta e se aproxima dele, meio zonzo pela bebida, e segura em sua mão. Eles se beijam e Victor traz Wesley até a cama onde, por fim, eles transam.

FIM DO FLASHBACK

Victor está boquiaberto, perplexo, incrédulo. Finalmente, ele se lembrou que beijou e transou com Wesley, ao ver o melhor amigo nu, sua memória teve certeza: aquilo não eram sonhos, eram lembranças. Desespero, ele sai do vestiário, enquanto Wesley segue no banho, sem ter visto sua presença.

CENA 07: PENSÃO DA YOLANDA, INTERIOR, TARDE.

Jorge está sentado no sofá da sala da pensão, com o braço engessado pelo acidente de moto, recebendo sopa na boca por Yolanda.

(YOLANDA): – E então, está boa?

(JORGE): – Muito. Obrigado pela preocupação e pela disposição.

(YOLANDA): – Imagina, não me custa ajudar. Que acidente foi esse hein? Tem que tomar mais cuidado, meu querido.

(JORGE): – Pois é, eu estava muito depressa e Vitória tem muitas ruas esburacadas, mas vou tomar mais cuidado da próxima vez.

Yolanda compreende e a campainha toca, então ela coloca o prato de sopa na mesa e vai atender. Era Jonathan, que entra na pensão, nitidamente angustiado. Jorge fica pasmo ao vê-lo ali, não entende o motivo do seu filho estar aí.

(YOLANDA): – Jonathan, o que você tá fazendo aqui?

(JONATHAN): – Oi, Dona Yolanda, eu gostaria de conversar com a Maria. Ela está?

(YOLANDA): – Tá no banho, ela já vem. Sente aí, espere um pouco. Vou pegar um refresco pra você.

Jonathan compreende e senta no sofá, ao lado de Jorge, enquanto Yolanda vai pra cozinha. Jorge observa Jonathan fixamente, enquanto pensa numa forma de se aproximar do filho.

CENA 08: VESTIÁRIO, INTERIOR, TARDE.

Wesley termina de se vestir, colocando sua blusa e pegando a toalha para secar o cabelo. Logo, Victor entra no vestiário e olha para todos os lados, procurando se há alguém.

(WESLEY): – E aí, meu brother, partiu casa?

(VICTOR): – Tem mais alguém aqui no vestiário além de nós? – sério.

(WESLEY): – Não… Por quê?

(VICTOR): – Então agora a gente vai ter uma conversa séria, Wesley, e não adianta mais você mentir pra mim. – sério.

(WESLEY): – Como assim? Do que você tá falando, meu amigo?

(VICTOR): – Amigo? Agora você lembra que eu sou teu amigo? E naquele dia que eu estava bêbado, você lembrou disso? – um silêncio perdura. – Quando eu entrei nesse vestiário e te vi no banho, minha memória clareou e eu tive a certeza daquilo que eu mais tinha medo: nós transamos de verdade! Não era um sonho, era uma lembrança!

Wesley fica pálido e imóvel diante da certeza de Victor a respeito do que houve entre eles. Os dois se enceram fixamente em um silêncio mortal.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Wesley se assume gay para sua família.

Anúncios

48 thoughts on “Descobertas – Capítulo 24

  1. A forma inteligente e sagaz que conduz a trama é para se aplaudir de pé. Esperando anciosamente a cena do Wesley se assumindo gay. Quero um cenão daqueles…

    Curtido por 1 pessoa

  2. Morrendo com tudo
    No cap anterior a surra ❤ e a perseguição do Jorge agitou o cap. Mort q o Jorge é pai do Jon , Victor finalmente lembrou que n era um sonho e sim real o q ele teve com Wesley, sera q vai ter briga? :/ .
    Parabéns pelo cap ;*

    Curtido por 1 pessoa

  3. Jonathan descobriu que não é filho de Luiz, e sim de Jorge. Cena muito bem detalhada e emocionante. Estou bastante surpreso com a maturidade do guri. Compreendeu a mãe e deu apoio. Uma cena perfeita!

    O bom da história de Maria entregar Stefanny, é que se ela cair, Jonathan cai junto. Pra mim, esse é o lado bom.

    E está prestes a ter o encontro entre pai e filho. Ansioso pra saber as reações.

    E Victor descobriu a verdade. 😮 SOCORRO! Parabéns, Wesley! Grande amigo que tu é.

    Parabéns pelo capítulo bomba, Airton! ❤ E amanhã terá mais um. Prevejo Carlos surtando. Preparando minha bombinha de asma.

    Curtido por 1 pessoa

    • Não foi apenas Jonathan quem descobriu tudo, mas você e o restante do público também. Agora, todo mundo conhece o Jorge, ainda tem dúvidas sobre suas intenções no Espírito Santo? Victor lembrou de tudo, como Wesley vai se sair dessa? E como a família vai reagir após ele se assumir? Recomendo que traga a bombinha de asma mesmo, vem capítulo bombástico amanhã. Obrigado pelas opiniões, Fred! ❤

      Curtir

  4. Parabéns!
    Capítulo muito revelador.
    Agora sei exatamente o que aconteceu entre Catarina e Jorge. Também sei que Jorge falou a verdade capítulos atrás em relação ao Jonatan, que em querer ficaram sentados lado a lado.
    Carlos não aceita as vontades de Richard, mas quando Wesley dizer que é gay ele vai pirar.
    Cena excelente entre Catarina e Jonatan, percebi a cumplicidade e o carinho que mãe e filho sentem um por outro.
    Luana seguindo com seu canal, a faz se sentir melhor em relação ao bullying.
    Mas a cena final foi sensacional, Victor confrontando Wesley após lembrar da transa dos dois. Amanhã vai estar top a web. A trama só melhora, você surpreendeu hoje ao revelar logo o passado de Catarina.
    Airton, Descobertas é maravilhosa.
    Sensacional.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Descobertas +14? Olha, acho exagero. Pra mim, tá um +12 lindo. Talvez um +10, mas acho que o +12 é mais adequado.

    Ainda não dá pra saber o que vai acontecer depois desse confronto final. Trabalho com duas opções: que o Victor abra o jogo de maneira amigável e que o Victor parta pra ignorância. Não sei porque, mas eu acho que a primeira opção tá parecendo mais certa que a primeira (pasmem).

    De qualquer modo, acho que a melhor alternativa pro Wesley é negar até a morte que isso aconteceu. Vai ser melhor pra ele insistir que isso não passa de um delírio do Victor. Isso pode não salvar a amizade deles, mas pode salvar a pele do Wesley. Isso facilitaria uma provável futura reconciliação, pois deixaria um peso na consciência do Victor.

    Catarina poderia ter evitado um monte de dor de cabeça se não tivesse escondido essa história do Jonathan. Se o Jonathan soubesse de tudo desde pequeno, a Catarina e o Luiz tinham como lidar melhor com esse abacaxi que atende pelo nome de Jorge. Parece que a dubiedade é hereditária, mas não eficiente.

    Falando em Jorge… a Catarina ainda não me convenceu completamente da culpabilidade do Jorge em relação ao incêndio. Sim, é possível que ele realmente tenha causado o incêndio pra tentar se passar como herói, mas eu ainda tenho minhas dúvidas. Uma coisa é a versão da Catarina, e outra coisa é a versão do Jorge. Como júri popular, temos o direito de ouvir as duas versões da história antes de julgar a inocência ou culpabilidade do réu.

    Sem dúvidas, a cena 3 foi a melhor do capítulo. De início, achei os diálogos meio didáticos, mas depois de reler eu acabei gostando. A cena foi excelentemente conduzida, não deixou a desejar em nenhum aspecto. Olha, o Carlos me surpreendeu com seus argumentos.

    Curtido por 1 pessoa

    • Abordagem de drogas da forma explícita como está sendo, denota selo +14 sim. Você não sabe como será daqui pra frente entre Victor e Wesley, mas é algo que está na sua frente desde o início e que você já questionou muito, reflita. Catarina e Luiz decidiram por não contar nada a ninguém porque é uma tragédia muito dolorosa, recomeçaram a vida longe do Amapá justamente pra não lembrar ou ficar perto de alguém que lembrasse. Só há uma versão verdadeira a essa história e ela foi revelada hoje por Catarina, já ficou muito claro que não se deve esperar nada de bom do Jorge. Sobre Carlos, apenas chocado que concordou com a explosão dele contra Richard. Obrigado pela participação, Glay, até amanhã! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  6. Parabéns…Só reafirmando o seu talento!
    E esse confronto entre Wesley e Victor o que foi isso???
    A sua trama aborda tantos temas clichês, mas tão atuais…Um bom clichê reinventado de maneira inteligente é uma história sob um ângulo novo…(nem tão clichê assim)…

    Amigo, virão emoções fortes aí nesses capítulos, né?

    Não perco os próximos.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Que gancho maravilhoso foi esse amg arrasou. Finalmente Victor lembrou de tudo e agora como será que ele vai reagir? Pelo que ele falou já vi que vai botar toda a culpa no Wesley por querer se aproveitar da bebedeira dele. Realmente falta muito ainda pra ele se enxergar. To super curioso para ver as consequências amg. Parabéns querido.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Bem que eu desconfiava que Jonathan poderia ser filho de Jorge, embora também poderia ser outra com o suspense de Catarina e Luiz. Carlos é uma complicação para os filhos mesmo. Jorge viu Jonathan, como será que vão se conhecer? Victor tem certeza que dormiu com Wesley, coitado, medo de como serão as outras reações no próximo capítulo 😮 A cada dia, a web está ótima 😀

    Curtido por 1 pessoa

  9. Adorei esse capítulo Airton, um dos melhores da trama…. Wesley, se faz de louco, faz a Kátia Cega e diz que não se lembra de nada daquela noite…. Eu sabia que o Jonathan era filho do Jorge e finalmente…. Finalmente um capitulo sem a insossa da Stefanny
    Logo, PARABÉNS VADIA

    Curtido por 1 pessoa

  10. Socorro com esses capítulos: surras, revelações e descobertas.

    E vamos ao #AnalysisToday ✌😛 dos dois últimos capítulos – não fiz a análise passada porque o meu cansaço não me deixou, acabei dormindo e não assisti nem “Senhora do Destino”, nem “Novo Mundo” e nem comentei em “Descobertas”.

    Descobertas – Capítulos 23/24

    Maria se vinga de Stefanny dando uma mega surra nela – Maria, me possua, sua diva, linda e gostosa, só não abuse da minha pureza – essa surra foi bem mais impactante do que a do capítulo 12, lavou a minha alma e a de todos os leitores. Maria rainha, Stefanny nadinha. Enquanto isso, em um outro canto do colégio Máximo, Victor e Ryan tem um arranca-rabo e o Victor sai prejudicado – ele não merecia sair prejudicado, quem merecia era o Ryan.

    Na direção… Piranhaial chama Maria, Stefanny, Victor e Ryan e coloca a culpa em Maria e Victor – quero dar uma surra nessa velha maldita, escreva uma cena aos moldes de “Celebridade”, quero emocionar Maria Clara e Laura Cachorra. 😛 – e Maria enfrentou Piranhail, adoro! Maria rainha, Piranhail nadinha. Stefanny e Ryan são dispensados – o Ryan também suborna a Piranhail, é isso mesmo produção?

    Ryan, Bruna e Patrícia saem do colégio, Ryan por ser liberado por Piranhail e Patrícia e Bruna pulam o muro da escola. Após isso, eles vão para o Morro do Jaburu, onde eles iniciam uma conta em uma boca de fumo e fumam muita maconha e cheiram cocaína – Bruna e Patrícia cada vez mais envolvidas pelas drogas, socorro. Estou adorando a abordagem das drogas, tá muito boa. E sem falar que é uma abordagem explícita, digno de +14 com certeza.

    Jorge convence Rosa a ajudá-lo no plano de se aproximar de Catarina. Rosa arma um encontro para os dois, mas ao ver Jorge, Catarina sai correndo e leva Rosa junto. Jorge as segue, tenta segurá-las pelo elevador, mas Catarina o empurra, tenta segurá-las no carro, mas Rosa o golpeia – socorro com a Rosa ajudando a Catarina, mesmo sem saber de nada, ela subiu e muito no meu conceito – Catarina e Rosa vão embora, Jorge tenta segui-las mas acaba se lascando, pois Catarina o fecha e joga em um matagal – Jorge é um vilão azarado mesmo, hein?

    Maria visita Rômulo no presídio, ele diz que corre o risco de nunca mais poder lecionar pela maldade de Stefanny, a única saída é denunciar Stefanny pelas maldades cometidas, mas é preciso de uma testemunha: Jonathan – claramente, o Jonathan entregará a Stefanny, acho que a Patrícia também seria uma boa testemunha, mas ela sendo amiga da Stefanny e metida nas drogas, creio que ela não ajudará. 😐

    Que briga é essa entre Richard e Carlos, o Carlos não quer que o filho faça cinema pra se tornar uma pessoa que nem o pai? Mas que hipocrisia, que homem chato, eu odeio ele – e creio que com isso, o Richard se meterá nas drogas (como disse as chamadas) – essa briga entre Carlos e Richard vai sobrar pra Fernanda, tudo que acontecer nessa família sobrará para ela, sinto até pena.

    Descobrimos mais coisas sobre o passado de Catarina, ela e Jorge eram namorados, ele passou a ter crises de ciúmes, ela tinha que se dedicar a faculdade e isso resultou na crise de ciúmes deles, ele tocou fogo na casa dela para sair de herói, mas se deu mal, também descobrimos o mais importante: Jonathan é filho de Jorge e não de Luiz, socorro! O Luiz foi muito bom em ter ajudado a Catarina quando ela mais precisava. Catarina alerta Jonathan sobre Jorge, pois ele é muito perigoso – uma cena muito linda, bem-escrita e carregada de emoção.

    Os alunos jogam futebol e depois tomam banho e se trocam no vestiário, ao ver Wesley completamente nu, Victor se recorda da noite de sexo que teve com ele e o questiona se rolou algo entre os dois – creio que se o Wesley revelar tudo, o Victor se afastará dele, aposto.

    “Descobertas” é uma trama impressionante, o único defeito são alguns personagens que são desperdiçados, como Rosa, Gustavo e Helena, em especial o Gustavo, nas chamadas, ficava claro que ele seria seduzido pela Stefanny, mas até agora nada aconteceu, isso devia ter acontecido depois que a Stefanny largou o Jonathan, mas infelizmente, isso não aconteceu, creio que se isso acontecer por agora, não terá tanto impacto. Já sobre Rosa e Helena, eu até relevo, pois elas não possuem trama própria.

    Parabéns, Airton. 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Saudades das análises, que delícia. Adorei o comentário, mas vou me deter apenas nas perguntas: Rosa tem trama própria sim, mas ela fica meio em segundo plano por ser do núcleo adulto, mas a partir da semana que vem, ela terá muito destaque (não esqueça da carta do Lucas hein, Rosa tá no meio disso). Sobre Gustavo, ele terá sua história também, mas ainda não é o momento, tudo tem sua hora. Já Helena, de fato apenas um elenco de apoio, tal qual Lauro. No mais, obrigado pela participação, Roberto! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  11. Parabéns Airton, é o pai do Richard dando um tapa nele, bom na minha opinião ele não deveria desafiar o pai dele deveria convencer ele aos poucos, e o Jonathan descobrindo que o Jorge é seu pai foi bem comovente, E o Victor e o Wesley o bicho vai pegar..
    Na minha opinião bêbado lembra do que faz sim, tenho certesa absoluta..

    Curtido por 2 pessoas

  12. Uaaaaaaaaaaaauuuuuuuuuuuuuuu ! Víctor lembrou de tudo e agora? Perl visto ele vai rejeitar o Wesley com certeza e ainda vai ficar excluindo ele, infelizmente. 😢
    Jonathan soube que não é filho do Luiz e sim do Jorge, eita que há muitas emoções 😊
    Louco pro capítulo de hoje 😍

    Curtido por 1 pessoa

  13. Acabei de ler esse capítulo, e pela hora, não dará tempo de um comentário específico (até pq é do cap 12 ao 24 ne). Mas pretendo deixar meu comentário específico no capítulo 25. No mais, queria dizer que acho que Jonathan ficara frente a frente do Jorge no próximo capítulo, pq pela minha teoria, Maria vai convida-ló a ir a pensão para convencer ele a depor contra Stefanny. No mais, Parabéns 😀

    Curtido por 1 pessoa

  14. Meu Deus do céu que capítulo bomba…Gente esse pai do Richard é um babaca, já penso é quando souber do Wesley…EnfimEnfim soubemos tudo sobre a história do Jorge…e Victor lembrou, já vi que vou odiar esse garoto…

    Curtido por 1 pessoa

  15. Gente…que capítulo EMOCIONANTE !!!!
    Principalmente esse final. Eita Wesley…a hora chegou…
    ESSE JORGE É LOUCO, e o pior de tudo é que ele é tão astuto que ninguém na pensão desconfia que ele seja um psicopata de carteirinha.
    Muito legal a Luana ter aberto canal no YouTube
    PRÓXIMO CAPÍTULO aqui vou eu…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s