Descobertas – Capítulo 30

CENA 01: MANSÃO DE ROSA, INTERIOR, TARDE.

No canto da sala, próximo à escadaria, Maria caminhava de um lado para outro, roendo as unhas. Logo, Luana desde as escadas com o teste de farmácia nas mãos, e as duas se encaram.

(MARIA): – E aí, amiga? Qual o resultado? – aflita.

(LUANA): – Tô grávida! E agora, o que eu faço, Maria? – aflita.

Maria se choca e abraça Luana, que deixa uma lágrima escorrer. Ela percebe a presença de Fernanda, sua sogra, na sala, e pensa se revela ou não sua gravidez.

(MARIA): – A mãe do Richard está aí, porque não fala com ela? – se afastando. – A Fernanda parece muito compreensível, ela vai entender e te ajudar, Luana.

(LUANA): – Não, eu não quero falar nada pra ninguém, só você vai saber disso. Eu vou contar ao Richard, óbvio, ele é o principal, quero saber com ele o que vamos fazer agora. Meu Deus, eu não tô preparada pra ser mãe, porque isso tinha que acontecer agora?

Uma lágrima escorre dos olhos de Luana e Maria se compadece, abraçando a amiga novamente. Wesley percebe algo de estranho, mas se mantém no sofá com Fernanda e Rosa, conversando sobre vários assuntos.

CENA 02: ATELIÊ, INTERIOR, TARDE.

Catarina está terminando de atender um cliente em seu ateliê, que acaba de levar uma peça de cerâmica chinesa. É quando Jonathan entra, ofegante e aflito, despertando atenção de Catarina. Após o cliente ir embora, os dois se abraçam.

(CATARINA): – Oi, meu filho, o que você tem? Não ia passar a tarde com o Richard?

(JONATHAN): – Ia, mas ele furou comigo. – se afastando. – Só que aconteceu algo pior, mãe. Eu conheci o meu pai biológico.

(CATARINA): – O quê? O Jorge te procurou? Ai meu Deus!

(JONATHAN): – Não sei como ele me achou, deve ter me seguido, sei lá, mas eu tava no shopping e ele apareceu, começou falar umas cosias estranhas até que se assumiu ser meu pai. Eu lembrei na hora das coisas que a senhora me contou, fiquei com tanto medo que sai correndo, mas ele me perseguiu pelo shopping até que me encontrou, me levou pra um canto e conversou comigo.

(CATARINA): – Desgraçado! Que ódio, eu não queria que isso tivesse acontecido. O que ele te falou?

(JONATHAN): – Ele veio se justificar, disse que foi injustiçado, que ele não matou ninguém e que só veio pro Espírito Santo pra me conhecer, essas coisas. Eu senti um vazio tão grande no olhar dele, mas também algo que eu não consegui identificar. O Jorge é assustador! E sabe, eu já conhecia ele, mas não sabia do parentesco, ele é morador na pensão da madrinha da Maria.

(CATARINA): – Ah é? Bom saber… Mas Jonathan, por favor, não enfrente mais o Jorge, é perigoso, ele pode te fazer algum mal. Você não acreditou nas coisas que ele te disse né?

(JONATHAN): – Apesar da mentira ter sido bem contada, eu não acreditei, óbvio que tô do seu lado, mamãe. Fique tranquila, eu só quero esquecer que esse encontro aconteceu.

Catarina fica angustiada e abraça Jonathan, pensando em como encerrar essa situação melindrosa.

CENA 03: CASA DE FERNANDA E CARLOS, INTERIOR, TARDE.

Richard está deitado no sofá da sala, com o cabelo desarrumado e roupa suja de terra, com os olhos vermelhos e uma expressão abatida, após usar crack na boca de fumo. Como a porta estava aberta, Luana entrou vagarosamente e se choca ao ver o namorado naquele estado, aproximando-se e se ajoelhando em frente ao sofá.

(LUANA): – Richard, mas o que é isso? O que aconteceu contigo? – pasma.

(RICHARD): – Nada. Tô ótimo!

(LUANA): – Não parece, tá todo desajeitado e que cheiro forte é esse? – intrigada.

(RICHARD): – Ah, para de me controlar, que saco! – levantando. – Tu é minha namorada, não minha esposa, ok?

(LUANA): – Justamente por ser tua namorada que eu me preocupo. Mas tudo bem, se você não quer falar, então ok. Meu amor, eu vim até aqui porque preciso te dar uma notícia muito séria, a gente precisa conversar.

(RICHARD): – Pô, discutir a relação agora não né!

(LUANA): – Não é discutir a relação, é algo sério mesmo! – se aproximando e segurando nas mãos. – Richard, faz alguns dias que tô sentindo enjoo e tonturas, hoje eu resolvi fazer um teste e deu positivo. Eu tô grávida!

Richard solta as mãos de Luana no mesmo instante e se afasta, encarando-a muito sério e tentando absorver a informação, ainda alucinado pelo crack.

(RICHARD): – Grávida? Tu tá grávida? E quem é o pai?

(LUANA): – Como assim, Richard? É você né, que pergunta idiota! Eu só transei uma vez até hoje e foi contigo, a gente vacilou em não usar camisinha, agora tô grávida. O que a gente faz?

(RICHARD): – A gente? Te vira! Eu não tô preparado pra ser pai agora, eu não quero esse filho! – gritando.

(LUANA): – Que isso, eu não tô te reconhecendo, Richard, você parece outra pessoa, você nunca falou assim comigo! Eu também não tô preparada pra ser mãe agora, mas aconteceu, a gente precisa se unir.

(RICHARD): – O filho tá dentro de ti, se vira, problema é teu! Se eu tivesse certeza que esse filho é meu, aí ok, mas vai saber se tu não transou com outro também?

Luana fica perplexa e dá uma bofetada no rosto de Richard, que revida dando uma bofetada no rosto de Luana devido à violência gerada no organismo pela droga.

(RICHARD): – Vai embora daqui! Me deixa sozinho! – gritando.

(LUANA): – Você é a maior decepção da minha vida, Richard. Nunca mais me procure, seu idiota! – gritando.

Luana sai chorando da casa, enquanto Richard caminha de um lado para outro, ainda alucinado pela droga e sem entender ao exato a situação.

CENA 04: PENSÃO DA YOLANDA, INTERIOR, TARDE.

A campainha toca e um morador atende. Era Catarina, que entra e o cumprimenta.

(CATARINA): – Boa tarde. Eu gostaria de falar com o Jorge, ele se encontra?

(MORADOR): – Boa tarde. Sim, está no quarto dele. Quer que eu o chame?

Catarina afirma que sim e o morador vai chamar. Ela permanece na sala, caminhando de um lado para outro, muito angustiada. Até que Jorge entra na sala e se surpreende ao ver Catarina, abrindo um sorriso sarcástico. Imediatamente, ela corre até ele e desfere uma bofetada em seu rosto.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

(CATARINA): – Desgraçado! Eu avisei pra você não se aproximar do meu filho!

(JORGE): – Seu filho? Nosso filho, Catarina!

(CATARINA): – O Jonathan tem o azar de ter teu sangue, mas graças a Deus que ele foi criado por mim e pelo Luiz e não vai ser o mesmo monstro que você. Com que direito você procura pelo Jonathan e inventa uma história sobre o passado, querendo colocá-lo contra mim?

(JORGE): – Toda história tem duas versões, meu amor, basta saber em qual o Jonathan vai acreditar agora.

(CATARINA): – Ordinário! Se afasta da minha família, nunca mais ouse se aproximar do meu filho, senão eu te mato!

(JORGE): – Ora, a dama da sociedade vai sujar as mãos de sangue…

(CATARINA): – Pelo meu filho, eu sou capaz de tudo! Você já destruiu minha família uma vez, eu não vou deixar você destruir de novo! Vai embora, nos deixe em paz!

(JORGE): – Eu voltei pra me vingar e vou até o fim. Eu vou deixar você sozinha de novo, Catarina, sem ninguém por perto, e aí nesse dia você vai vir até mim pedir ajuda. Eu vou acabar com a tua vida igual você acabou com a minha ao me jogar naquele presídio!

(CATARINA): – Se você foi preso, foi por culpa dos teus atos. Nem que você fosse a última pessoa da Terra, eu me recusaria a procurar tua ajuda. É melhor a solidão do que a companhia de um demônio!

Jorge ri e Catarina vai embora da pensão, transtornada. Ele senta no sofá e pensa nas próximas ações que fará, acariciando o lado do rosto que levou a bofetada.

CENA 05: COLÉGIO MÁXIMO, SALA DA DIREÇÃO, INTERIOR, TARDE.

Abigail está se despedindo de Patrícia e seus pais, que saem da sala e logo Helena entra, sentando em frente a colega.

(HELENA): – E aí, como foi a conversa?

(ABIGAIL): – A Patrícia confessou tudo, Helena. Ela usa maconha, cocaína e crack, fornecidos pela boca de fumo do pai do Ryan. Aliás, foi o próprio Ryan quem colocou pastilhas de LSD no meu copo de água, por isso eu fiquei daquele jeito deplorável na reunião.

(HELENA): – Meu Deus, que absurdo! E os pais da Patrícia, o que vão fazer?

(ABIGAIL): – Eles vão internar a Patrícia em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, saíram daqui direto para uma clínica. A matrícula da Patrícia está cancelada no Colégio Máximo. Sobre o Ryan, eu terei o prazer de comunicar o Conselho Tutelar sobre o que ele fez, esse marginal vai voltar pra Fundação Casa de onde nunca devia ter saído, só aceitei ele aqui porque era uma ordem judicial.

(HELENA): – Que absurdo, eu não acredito que uma aluna com todas as condições que a Patrícia tinha, resolveu trilhar por esse caminho. Por falar em drogas, você não teve mais notícias do Rômulo?

(ABIGAIL): – Não e nem quero ter. Foi uma bênção ele ter saído dessa escola, me deixou em paz um pouco.

(HELENA): – Coitado, eu gostava do Rômulo, era muito querido e um bom professor. Eu me recuso a acreditar que ele traficava drogas dentro da escola, isso é um absurdo.

(ABIGAIL): – A polícia encontrou cocaína na mochila dele em quantidade suspeita, Helena, se ele está preso é porque alguma culpa teve. Agora, se você me der licença, eu tenho um exame de sangue pra fazer, quero saber como está minha saúde depois de ingerir LSD sem saber. Eu mereço, Senhor!

Helena compreende e sai da sala, seguida de Abigail.

CENA 06: MANSÃO DA ROSA, INTERIOR, NOITE.

Maria e Jonathan estão se beijando no sofá da sala, trocando carícias românticas e ousadas.

(MARIA): – Que bom que você veio, estava com saudades. – sorrindo.

(JONATHAN): – Eu tive dúvidas em vir por causa da louca da Stefanny, mas tipo, se você vai morar aqui agora e nós estamos namorando, não tem como escapar, mais cedo ou mais tarde eu vou ter que vir aqui. – beijando. – Sabe, é inacreditável que você e a Stefanny são irmãs, vocês são tão diferentes em todos os sentidos.

(MARIA): – Espero que eu seja melhor em todos os sentidos… – rindo.

(JONATHAN): – Isso você é, com toda certeza do mundo! Eu te amo, Maria!

(MARIA): – Também te amo, Jonathan, te amo muito!

Maria e Jonathan se beijam novamente com muita paixão. É quando Stefanny está entrando na mansão e se choca ao vê-los no sofá. Ela solta um grito ensurdecedor, fazendo Maria e Jonathan ficarem em pé, assustados. Os três se encaram.

(STEFANNY): – Mas que pouca vergonha é essa? Como você tem coragem de pisar na minha mansão e ficar de agarramento com essa daí, Jonathan?

(MARIA): – Essa daí tem nome, é Maria, tua irmãzinha!

(STEFANNY): – Cala boca, garota, eu tô falando com o teu boy deformado!

(JONATHAN): – A Maria tá morando nessa casa, nós namoramos, só vim fazer uma visita. Qual o problema?

(STEFANNY): – O problema é que você já foi meu namorado, tirou a virgindade da caipira e expôs na internet comigo, agora você entra na minha mansão pra namorar com ela e quer que eu ache normal? Vai embora, Jonathan!

(MARIA): – O Jonathan fica! Ele mudou, Stefanny, se arrependeu de ter feito parte desse seu plano sujo.

(STEFANNY): – Mas é muito otária mesmo, até parece que esse imbecil se regenerou, ele tá é se aproveitando de você! O Jonathan tá horrível com esse rosto deformado, todo mundo sente nojo dele, todo mundo se afastou dele. Só a Maria que ficou próxima, então não me surpreende você namorar com ela, Jonathan, afinal é sua única opção. Na falta de algo melhor, vai a caipira vadia mesmo.

(JONATHAN): – Otária! Eu me arrependo do dia em que aceitei namorar contigo!

(STEFANNY): – Aceitou porque era conveniente pro teu status dentro da escola, porque eu sou atraente, a gente formava o casal perfeito até você virar esse retalho. Agora, você e a Maria também formam o casal perfeito: os excluídos horrorosos!

(MARIA): – Cala essa boca e sai daqui, sua ridícula!

(STEFANNY): – Vou sair sim, mas não porque você tá mandando e sim porque eu não quero que meus olhos queimem ao ver dois seres tão sofríveis juntos. Divirtam-se, mas cuidado pra não sujar o tapete, é importado. Pra necessidades físicas, tem o matinho no fundo do jardim, a Maria deve conhecer bem, veio do campo, deve ter usado muitas moitas.

Maria vai se aproximar de Stefanny, mas Jonathan a segura. A megera ri e sobe ao seu quarto, enquanto o casal continua na sala, abraçados e chocados com a discussão.

CENA 07: MESES DEPOIS.

Três meses depois, a vida de nossos personagens está cheia de mudanças. Maria e Jonathan continuam namorando firme, cada vez mais apaixonados. Stefanny não suporta a presença de Maria e Wesley na mansão, tendo discussões diárias com eles, mas recebendo sermões de Rosa. Richard e Bruna se afundaram no vício em drogas, ficando extremamente endividados na boca de fumo do Ryan e com problemas de saúde. Patrícia continua internada na clínica de reabilitação. Yolanda se recuperou da cirurgia e foi morar na mansão por um tempo, retornando a pensão pouco depois. Jorge continua atormentando Catarina, Luiz e Jonathan, com ligações anônimas, bilhetes ameaçadores, perseguindo com sua moto, enquanto arquiteta sua vingança final. Wesley e Victor não convivem mais, a amizade acabou, mas raramente quando se cruzam na escola, trocam farpas. Luana manteve sua gravidez em sigilo, procurou por Richard outras vezes, mas foi inútil, ele não quer saber do bebê. Ela continua com seu canal no YouTube, fazendo vídeos com mais frequência e aumentando consideravelmente o número de inscritos. Fernanda e Carlos seguem com seu casamento em ruínas, Rômulo continua preso injustamente, Ryan nunca mais foi a escola e se mantém foragido da polícia para não ser internado na Fundação Casa por ter dopado Abigail, Jonathan fez uma cirurgia plástica e ficou com rosto perfeito de novo.

CENA 08: MANSÃO DE ROSA, QUARTO DE MARIA, INTERIOR, NOITE.

Maria está em frente ao grande espelho, usando um vestido luxuosos e um novo penteado de cabelo, agora mais moderno, com brincos e colar de joias, presente de aniversário de Rosa. Jonathan está ao seu lado, deslumbrado com sua beleza.

(JONATHAN): – Você está linda, meu amor! Sempre foi, mas agora está mais!

(MARIA): – Obrigada, meu amor. Nem acredito que tô usando um vestido tão caro, a Dona Rosa não exagerou não?

(JONATHAN): – É, talvez, mas ela é excêntrica mesmo. – rindo. – Eu vou descer agora, te espero daqui a pouco. A festa tá linda, você merece!

Maria sorri e Jonathan a beija apaixonadamente, saindo do quarto. Sozinha, ela se admira no reflexo do espelho, lembrando do seu passado humilde no campo. De repente, a porta do quarto se abre e Stefanny entra, vestindo preto e se aproximando da irmã. As duas se encaram.

(STEFANNY): – Quem diria… A caipira pobretona vai ter uma festa de aniversário na minha mansão.

(MARIA): – Não começa, Stefanny. Hoje não, tá!

(STEFANNY): – Hoje e sempre! A mamãe só pode estar louca em fazer uma festa pra uma bastarda, isso é uma grande humilhação e toda sociedade vai saber.

(MARIA): – Humilhação será quando a sociedade souber dos teus crimes no dia em que for punida. Não esqueça que nossa audiência no Fórum está marcada pra essa semana, finalmente eu vou te ver sendo julgada pelas maldades que fez comigo.

(STEFANNY): – Podem julgar, tô nem aí, não existem provas contra mim e ninguém é punido sem provas. E mesmo que existam provas, o que pode acontecer comigo? Ficar uns meses na Fundação Casa, ser liberada e com a ficha limpa, como se nunca tivesse cometido crime nenhum. – rindo. – Ai Maria, você é tão ridícula, eu tenho vergonha de ter o mesmo sangue que você.

(MARIA): – Eu que tenho vergonha de ter o mesmo sangue que você, uma pessoa tão vazia e desumana, tão cruel e mimada. Agora, dá licença que eu quero terminar de me arrumar, tenho que descer pra minha festa. Você tá convidada, por conveniência né, porque se fosse por vontade, eu queria você longe de mim nesse dia.

(STEFANNY): – Você está coberta com um vestido luxuoso e com joias, mas não adianta, continua a mesma caipira burra, ignorante e pobre de sempre. Você pode estar coberta de ouro, mas continuará sempre uma pobretona cafona. Aproveite sua festa, queridinha, mas mostrando quem você é de verdade…

Maria não compreende e Stefanny se aproxima, agarrando no vestido e começando a puxar com força. Maria começa a gritar e a tentar empurrar Stefanny, mas não adianta, ela continua a puxar até começar a rasgar o vestido.

(MARIA): – Para com isso, sua louca, deixa meu vestido! – gritando.

(STEFANNY): – Você vai pra festa, mas vai vestir teus trapos do campo! – gritando.

Stefanny continua a rasgar o vestido de Maria, até que ela se irrita e empurra a rival no chão. As duas caem e rolam, trocando puxões de cabelos e bofetadas.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Bruna e Ryan causam confusão na festa de Maria.

Anúncios

43 thoughts on “Descobertas – Capítulo 30

    • Tudo bem, Paulo, mas o que você achou do capítulo anterior e desse capítulo atual? Sobre meus futuros projetos, serão duas web-séries, uma de época e outra contemporânea, a de época vai estrear no segundo semestre de 2017, a contemporânea eu não sei ainda, talvez no segundo semestre de 2017 também ou no primeiro semestre de 2018. Obrigado pela participação! 😀

      Curtir

  1. Parabéns! Muito bom!
    Luana apanhou do Richard, olha o que as drogas fazem.
    Amei o capítulo.
    Jonatan e Catarina juntos para se defenderem do escroto do Jorge. Mereceu a bofetada que ganhou de Catarina. Patrícia internada ainda bem. Abgail continua sendo egoísta, mesmo após ter sido drogada.
    Bem criativa essa passagem de tempo, andou muito com a trama. Gostei.
    Stefanny rasgou o vestido de Maria, não esperava por menos dessa cobra.
    Maria e Stefanny se rolando no chão, segunda promete muito o capítulo.
    Os dois drogados na festa e o desenrolar dessa briga.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Capitulo 29:
    O flashback, deu uma pintada de romance e saudade do Lucas; Stefanny infernizou bestante a vidas dos novos moradores da mansão coitada de Maria e Wesley; Abigail rainha do capitulo, Richard e Carlos brigaram mais uma vez(todo dia e praticamente assim); boca de fumo como boca de fumo(não conheço boca de fumo); Jonathan descobre da pior forma que e filho de Jorge; Luana descobre que está gravida, ja tinha imaginado.

    Capitulo 30:
    O capitulo de hoje foi marcado pela passagem de tempo e mais uma discussão das irmãs, mais também pela confissão de Jonathan; senti uma paninha da Abigail por Rômulo.
    Qual e seu palpite para a estreia de Azarados, no Vale a Pana Ver de Novo, já que você e o coordenador. Depois dou o meu.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Creio eu que se Luana contasse para Rosa sobre a gravidez seria compreendida e ganharia um grande apoio. Não acredito que Richard foi capaz disso, gente. 😮 Estou chocado com a agressão e com o modo que ele agiu com a jovem. Infelizmente ele não está bem, precisa de ajuda urgentemente.

    Catarina e Jonathan deverão ter bastante cuidado de agora em diante porque Jorge já está ultrapassando de todos os limites.

    Patrícia abriu o jogo pra Abigail e contou tudo. Tudo mesmo! Até que Ryan foi o culpado pelo momento “loka”. Agora resta torcer para que esse jovem tome juízo, e que Paty encontre sua calcinha, ops, se recupere e volte a reinar com Stefanny.

    Falando na rainha, genten! Ela acabou literalmente com o casal quinze. Mostrou quem manda na mansão mesmo ninguém ligando pra isso, mas eu ligo. ❤ Estou começando a aceitar o casal #MaJona, me julgue.

    Passagem de Tempo

    E Ryan não foi pra fundação casa, sofro. O marginal continuou a solta levando Bruna e Richard pra seu caminho sujo. Falando na vagabunda, ela ainda tá na pensão?

    ISSO, RAINHA! DEIXA BEM CLARO QUEM MANDA! ❤❤❤

    Um capítulo tiro, bastante porrada e bomba, eu adorei. Parabéns, Airton! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Pois é, a droga fez o Richard ser capaz de bater na Luana. Patrícia contou tudo, foi internada numa clínica e agora Ryan é caçado pela polícia. Grito que está mudando de ideia sobre Maria e Jonathan, não vou mentir, eu adoro! Bruna tá mais na rua do que na pensão, viciada do jeito que ela está, dorme em qualquer lugar. Muito obrigado pelas opiniões, Fred! ❤

      Curtir

  4. Uma pena Richard se perder assim e entrar no mundo das drogas por causa do maluco do pai 😦 Catarina precisa tanto dele e até a criança de Luana 😦 Saudades da Yolanda aparecendo 😦 Stefanny sempre a estraga prazeres 😡 Mais um capítulo ótimo 😀

    Curtido por 1 pessoa

  5. Luana grávida sem desejar e o pai é um drogado, o que dizer sobre? Richard teve uma reação muito infeliz e já tem uma parcela do meu ódio, desculpe Airton. A Bruna também está se afundando nas drogas, eu odeio ela, mas isso é péssimo! Esperamos que acabe tudo bem, enfim.

    Jonathan se encontrou com Jorge e Catarina ficou desesperada, com motivo! Esse safado não para de atormentar a vida dela, esperamos que dê tudo certo também!

    E eu que estava com saudades da Stefanny posso garantir que depois desse capítulo a saudade passou! Assim que li o nome dela, sabia que não ia ter coisa boa… ela rasgou o vestido de Maria, como assim, gente??? E nem quando se toca no assunto do julgamento ela dá o braço a a torcer.

    Parabéns pelo capítulo, amigo! ❤

    Curtido por 1 pessoa

  6. Catarina tá se preocupando à toa com a relação do Jorge com o Jonathan. Ele é leal à mãe. Se ela fraquejar, aí sim ele vai começar a pender pro lado do Jorge. Catarina é valente ameaçando o Jorge, mas quando ele não vê ela se amedronta. Saia da ofensiva covarde e aposte na defensiva que você tem chance de vencer o Jorge.

    Stefanny só tá infernizando a Maria e o Wesley porque eles se deixam atingir pelas provocações dela. Experimentem tirar um dia pra fingir que ela não existe, não respondam nenhuma de suas provocações, não reajam quando ela apelar pra agressão física e nem mesmo devolvam com indiretas. Eu sei que é difícil, afinal agora vocês são agressivos, mas aposto que isso será mais eficiente do que retrucar.

    Definitivamente, o acidente do Jonathan se mostrou um plot desnecessário. Não influenciou em absolutamente nada. Não justificou a rejeição do Jonathan (as próprias consequências do vídeo que ele gravou da Maria poderiam ter feito isso por si só). Não justificou a sua angústia de ser deformado (ele tinha medo de nunca mais ter de volta o rosto de antes, e ele teve). Só serviu pra “afastá-lo” da Stefanny (entre aspas, porque o que aconteceu nesse capítulo mostrou que ela ainda sentia algo por ele mesmo deformado; e claramente agora que ele não é mais deformado, o triângulo amoroso Maria-Jonathan-Stefanny vai voltar a esquentar). Se esse acidente e deformação foram utilizados no intuito de simbolizar uma redenção do Jonathan, fracassou miseravelmente: ele já havia se arrependido muito tempo antes.

    Como eu imaginei: o plot do Lucas não esquentou de novo. Descobrimos o grande segredo da carta do Lucas: a Maria é meia-irmã do Lucas e da Stefanny. Esse segredo foi revelado de uma maneira meio confusa, não consegui entender a história. Assim como também não consegui entender porque o Lucas falou sobre a paternidade da Maria. Aparentemente, a Stefanny era a única que não sabia da verdade, me levando a crer que ele escreveu essa carta para a Stefanny, sabe-se lá por qual motivo. E ainda há perguntas lançadas que não foram respondidas. Já não me importo mais, desisti desse plot, tal qual todo mundo; ele esfriou de novo depois que a Rosa abrigou a Maria e o Wesley em sua casa. A morte do Lucas teve uma bela serventia para a trama, mas, no que se refere à carta de suicídio, o plot é meio furado.

    Eu sinceramente não entendi porque o Richard duvidou da gravidez da Luana. Ele se recusar a assumir o filho é até entendível, agora duvidar da paternidade? Independente dele estar ou não em seu juízo perfeito, não faz sentido.

    Curtido por 1 pessoa

    • É impossível Catarina não se mostrar frágil às vezes em frente a Jorge, o trauma do passado ainda é muito forte, mas ainda assim ela consegue enfrentá-lo. Maria e Wesley já ficaram muito calados pra Stefanny, chegou a hora de enfrentar e revidar. O acidente de Jonathan serviu para o personagem entender que sua beleza física não é o mais importante, como ele achava, quem gostava dele de verdade permaneceu ao seu lado, que foi sua família, o Richard e a Maria. As respostas da carta do Lucas estão na cena em que Rosa conversa com Maria no hospital enquanto Yolanda passa por uma cirurgia, tá tudo explicado lá. Richard duvidou da paternidade de Luana porque estava sob efeito do crack, logo ele não estava em seu juízo, a droga desnorteia as pessoas, faz sentido sim. Obrigado pelas opiniões, Glay! ❤

      Curtir

  7. Gostei do Capítulo e pela nova fase da história coitada da Luana agora grávida e o Richard não quer nem saber.. E a Maria e a Stefanny sempre brigando e trocando farpas.. Enfim parabéns pelo capítulo!!..

    Curtido por 1 pessoa

  8. Eu não consigo acreditar no que o Richard se transformou… Gostava tanto dele, era um dos personagens mais queridos. Mas o vício em drogas o transformou, o que ele fez com a Luana é um absurdo, covardia. O Richard se tornou outra pessoa, no capítulo de hoje ele teve exatamente o MESMO comportamento do seu pai, a quem ele tanto abominava justamente por tais atitudes… Triste. Meses se passam e Maria ganha uma festa de aniversário. Porém, a recalcada da Steffany aparece e parte pra cima da irmã, rasgando o seu vestido especialmente para a festa. Felizmente, Maria não é mais songamonga e também partiu pra cima da vagabunda, adoro. Muitos tapas e puxões de cabelo, eu amo, uma briga dessa.

    Ótimo capítulo, parabéns, Airton.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Achei exagero essa reação do Richard, o personagem sempre teve bom caráter, tudo bem ele falar enquanto drogado desse jeito com a Luana, mas depois… Estefany é uma baita invejosa rsrsrsrs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s