Descobertas – Capítulo 31 (últimos capítulos)

CENA 01: MANSÃO DE ROSA, QUARTO DE MARIA, INTERIOR, NOITE.

Stefanny se aproxima, agarrando no vestido e começando a puxar com força. Maria começa a gritar e a tentar empurrar Stefanny, mas não adianta, ela continua a puxar até começar a rasgar o vestido.

(MARIA): – Para com isso, sua louca, deixa meu vestido! – gritando.

(STEFANNY): – Você vai pra festa, mas vai vestir teus trapos do campo! – gritando.

Stefanny continua a rasgar o vestido de Maria, até que ela se irrita e empurra a rival no chão. As duas caem e rolam, trocando puxões de cabelos e bofetadas. Demora um pouco, até que Yolanda e Rosa entram no quarto e se apavoram com a cena, separando as duas imediatamente. Ambas estão com os cabelos bagunçados, enquanto Maria também está com o vestido completamente rasgado.

(ROSA): – Mas que absurdo foi esse, Stefaany, porque você rasgou o vestido da Maria? – segurando a filha.

(STEFANNY): – A senhora acha que eu ia engolir essa bastardinha ter uma festa de aniversário na minha mansão? – gargalhando. – Tá aí o meu presente pra ela, sua piranha!

(YOLANDA): – Epa, mais respeito com a minha afilhada, controle sua língua!

(STEFANNY): – E você não se mete, sua velha enxerida, vá cuidar da tua filha drogada! – gritando.

(MARIA): – Sai daqui, Stefanny! Sai do meu quarto! Some daqui, vaza! – gritando.

Stefanny encara Maria e ri sem parar, enquanto é arrastada por Rosa para fora do quarto. Yolanda consola Maria, pasmo com o estrago do vestido. Rosa empurra Stefanny para dentro de seu quarto e tira a chave da porta, mostrando a filha.

(ROSA): – Você tá bem grandinha, mas nunca é tarde pra deixar de castigo uma filha tão imatura como você. – batendo a porta e trancando com a chave. – Fica aí, sozinha, é o que você merece. Até amanhã de manhã!

Rosa se afasta e Stefanny bate na porta do quarto e grita, pedindo pra sair, mas é inútil. Ela caminha de um lado para outro e vai até a janela, vendo o jardim decorado para Maria e os convidados chegando, correndo-se de inveja e ódio.

CENA 02: MANSÃO DA ROSA, INTERIOR, NOITE.

Rosa está descendo a escadaria da mansão, transtornada após a discussão com Stefanny. É quando ela avista dois jovens com as roupas sujas e rasgadas, sentados no sofá da mansão, bebendo uma garrafa de wodka que encontraram na sala. Era Bruna e Ryan, que riem enquanto bebem. Rosa se aproxima deles, intrigada.

(ROSA): – Oi… É você, Bruna? Quem é ele? – surpresa.

(BRUNA): – Fala aê, perua, sou a Bruna sim, a ex-best friend da tua filha patricinha. Esse aqui é o Ryan, meu boy gostosão.

(RYAN): – E aí, coroa, tu tá bem conservada hein! – arrotando. – Essa bebida tá uma delícia, quer um gole? – apontando a garrafa pra Rosa.

(ROSA): – Não, muito obrigado. – cobrindo o nariz. – Olha, eu não sei se a Maria convidou vocês pra festa, ela não me disse nada e…

(BRUNA): – Relaxa, ela é afilhada da minha mãe, então automaticamente eu tô convidada. E o Ryan é meu convidado, pronto. Cadê a sem cérebro da Stefanny?

(ROSA): – Tá trancada no quarto, ela não virá a festa. Bom, fiquem à vontade, daqui a pouco sua mãe aparece, Bruna.

Rosa se afasta lentamente, cobrindo o nariz pelo odor forte que Bruna e Ryan expelem, pois há dias não tomam banho e estão cheirando a droga, além do mais o sofá branco está manchado pela sujeira de suas roupas. Ele levanta do sofá e caminha pela sala, analisando os objetos.

(RYAN): – Pô, casa de bacana mesmo hein, a Maria se deu bem… Só móveis e objetos finos, pura ostentação… Bem que podiam dividir com a gente né?

(BRUNA): – Já entendi tua jogada, tá querendo pegar uns negócios pra vender né? Pode pegar, aqui tudo vale muito, nem vão dar falta, eles já têm tanto.

Ryan ri e pega alguns objetos pequenos de valor, colocando na sua mochila velha. Logo, Bruna se levanta com a garrafa de wodka, se aproximando dele.

(BRUNA): – Ryan, tive uma ideia… Tô engasgada com uma coisa que a Stefanny fez pra mim lá no Colégio Máximo, agora eu tô na mansão dela e ela tá sozinha, que tal eu me vingar da escrota cor-de-rosa?

(RYAN): – Pô, acho da hora! Ela tá trancada no quarto, mas a gente arromba a porta com um grampo, é tranquilo. Bora?

Bruna concorda e os dois correm até as escadas para subir, quando Ryan tropeça no primeiro degrau e deixa a garrafa de wodka cair no chão e quebrar. Bruna e Ryan riem sem parar e logo sobem ao segundo andar da mansão.

CENA 03: MANSÃO DA ROSA, QUARTO DE STEFANNY, INTERIOR, NOITE.

Stefanny está sentada na cama, abraçada em um travesseiro, chorando de raiva, com os olhos vermelhos. É quando ela escuta barulhos na fechadura da porta e pensa ser sua mãe. De repente, a porta se abre e Bruna cai para dentro, seguida de Ryan, que cai sobre ela. Stefanny levanta da cama e encara os dois.

(STEFANNY): – Mas o que vocês dois fazem aqui, seus vermes?

(BRUNA): – Vim pra festa da Maria, mas não podia deixar de visitar minha querida amiga da onça. – levantando.

(STEFANNY): – Dispenso sua visita, sai do meu quarto agora porque não quero ser infectada com sua cor.

(RYAN): – Racismo é crime, dá cadeia, sabia? – levantando.

(STEFANNY): – Tráfico de drogas também, a pena é até maior! Vazem daqui, seus molambentos!

(BRUNA): – A gente vai embora, mas antes eu quero te dar um presentinho bem atrasado, mas nunca é tarde. – segurando os cabelos dela. – Lembra do dia em que você me humilhou no banheiro da escola, quando ficou sabendo que eu era pobre? Tu lembra o que fez comigo no banheiro?

(STEFANNY): – Me solta, sua drogada! Você não tá pensando em…

(BRUNA): – Em enfiar tua cara na privada? – gargalhando. – Mas é lógico que sim, acha que perderia essa oportunidade de ouro? Ninguém vai te socorrer, sua mimadinha de merda, tu vai provar o sabor do banheiro assim como eu!

Trilha Sonora: Criminal (Britney Spears).

Bruna começa a puxar Stefanny pelos cabelos em direção ao banheiro de dentro do quarto, mas logo Stefanny empurra Bruna com força e se solta, correndo em direção a porta do quarto, mas Ryan fecha. Stefanny começa a dar tapas em Ryan, mas ele mantém a porta fechada e Bruna puxa Stefanny para trás, dando duas bofetadas em seu rosto. Stefanny cai no chão e Bruna a segura pelos cabelos, erguendo do chão e levando até o banheiro. Logo, Bruna força Stefanny a se ajoelhar em frente ao vaso sanitário e, diante dos gritos histéricos dela, Bruna introduz a cabeça de Stefanny dentro da privada e segura por alguns instantes, tirando depois e segurando.

(BRUNA): – Tá bom? Tá gostando, sua vaca? – gritando.

(STEFANNY): – Ordinária! Você me paga, sua maconheira crackuda!

Bruna introduz o rosto de Stefanny novamente na privada e segura por alguns instantes, soltando depois. A vilã cai ao lado da privada, com o rosto e cabelos molhados, enquanto Bruna e Ryan a observam e riem sem parar.

(BRUNA): – Demorou, mas me vinguei. Engole essa, sua branquela azeda! – cuspindo.

Stefanny vira o rosto e Bruna sai do quarto, sendo seguida por Ryan. Sozinha, a patricinha chora desesperadamente, remoendo ainda mais ódio.

CENA 04: MANSÃO DE ROSA, EXTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Can’t Stop The Feeling (Justin Timberlake)

Maria está na festa, usando um outro vestido e com o penteado arrumado. Jonathan percebe a diferença e se aproxima, dando um selinho nela.

(JONATHAN): – Porque trocou o vestido? Tava tão linda!

(MARIA): – A louca da Stefanny rasgou, acredita? Mas não quero falar nessa imbecil, vamos aproveitar a festa que a Dona Rosa se dispôs a fazer com tanto carinho.

Jonathan compreende. Logo, Luana e Wesley se aproximam de Maria, cada um levando um pacote de presente. Eles abraçam Maria e entregam os pacotes.

(LUANA): – Parabéns, Maria, você merece tudo de melhor nesse teu aniver, tenho orgulho de dizer que você é minha melhor amiga!

(WESLEY): – Ah, então vamos ter que dividi-la, porque a Maria é minha melhor amiga também. Empatada contigo, Luana, mas ela é. – rindo. – Parabéns, Maria, tudo de bom!

(MARIA): – Obrigado, vocês são muito queridos e especiais, foram meus primeiros amigos quando cheguei do interior, tenho muito carinho por vocês, de coração!

Luana e Wesley sorriem e se afastam. Pouco depois, Catarina e Luiz entram no jardim da mansão e se aproximam de Maria, dando um abraço e entregando um presente.

(CATARINA): – Feliz aniversário, Maria! Que Deus te abençoe muito e que todos teus sonhos se realizem.

(LUIZ): – Feliz aniversário, Maria, muito sucesso na tua vida e que você continue colocando juízo na cabeça do Jonathan, porque ele precisa. – rindo.

(JONATHAN): – Oh pai, assim você me queima! – rindo.

Luiz acaricia o cabelo de Jonathan e se afasta com Catarina, que logo encontram Rosa e Yolanda. Os quatro se abraçam e conversam.

(CATARINA): – A Maria está linda, Dona Yolanda, hoje se torna uma mulher de 18 anos, tenho certeza que com muita fibra e força.

(YOLANDA): – Isso pode ter certeza que ela tem, Dona Catarina, minha afilhada será uma grande mulher.

(LUIZ): – Que bom que ela e o Jonathan se acertaram, é nítido como os dois se gostam. Um tem feito bem pro outro, fico feliz em ver isso. Meu filho se tornou mais humano ao conhecer a Maria.

Rosa observa a conversa ao mesmo tempo em que vê os convidados transitando pelo jardim, é quando alguém lhe chama atenção: era Jorge. Ela segura no braço de Catarina e, discretamente, aponta para ele.

(ROSA): – Amiga, aquele homem não é o mesmo que nos perseguiu aquele dia no shopping? – sussurrando.

(CATARINA): – Santo Deus, é ele mesmo! – encarando. – Mas o que ele tá fazendo aqui?

De repente, Jorge avista-os e sorri, se aproximando com uma taça de champanhe nas mãos, deixando Catarina e Rosa pálidas, enquanto Luiz com fúria nos olhos. Yolanda permanece tranquila, pois não sabe de nada, Jorge se aproxima dela e lhe abraça.

(JORGE): – Parabéns pela afilhada que completa a maioridade hoje, eu conheço a Maria e sei a garota excelente que ela é, tenho certeza que será uma grande pessoa, ainda mais recebendo a influência de uma madrinha excepcional como a senhora.

(YOLANDA): – Ai, não fala assim que eu fico sem-jeito, querido! – rindo.

(JORGE): – Eu soube que a senhora é madrasta da Maria, não é? Dona Rosa, certo? – cumprimentando Rosa. – Nunca lhe vi antes, mas tenho certeza que se a Dona Yolanda entregou a Maria em suas mãos, é porque a senhora é uma pessoa de bem.

(ROSA): – Obrigada pelo elogio. – disfarçando tensão.

(JORGE): – E vocês são os pais do Jonathan, certo? A Maria fala muito bem dele, já vi os dois juntos na pensão, são muito apaixonados. Dona Catarina e Seu Luiz, certo? – estendendo a mão. – Parabéns pela ótima criação do filho de vocês, o Jonathan é um grande homem, só pode ser por influência positiva de grandes pais. – sorrindo.

Catarina e Luiz encaram Jorge com indiferença, enquanto ele permanece com a mão estendida, aguardando o cumprimento. Yolanda estranha e Rosa está aflita. Surpreendentemente, Luiz cumprimenta Jorge e sorri levemente, enquanto os dois se olham fixamente. Porém, Catarina se afasta, incomodada, e é seguida por Rosa. Logo, Jorge também se afasta, bebendo champanhe e encarando Luiz à distância. Próximo a piscina, Rosa tenta controlar Catarina, que está visivelmente nervosa.

(ROSA): – Se acalme, minha amiga, eu também tô apavorada com a cara de pau desse homem, mas não fique assim, o que ele pode tentar contra nós aqui na minha mansão? Ele tá no nosso território, tá neutralizado, fique tranquila!

(CATARINA): – Você não entende, Rosa, você não sabe de nada, esse homem é um psicopata que tá perseguindo eu e minha família. Se eu soubesse que ele estaria aqui, obviamente não viria. Acho melhor eu ir embora, ficar no mesmo ambiente que esse desgraçado é demais pra mim!

(ROSA): – Ah não, fique! Pela Maria, que é sua nora, e por mim, que sou tua amiga. Porque você não desabafa comigo hein? O que existe entre esse tal de Jorge e você?

(CATARINA): – Eu não quero falar sobre isso, por favor, Rosa, respeita meu espaço! Eu te adoro, você é uma grande amiga, mas esquece isso, ok?

Rosa fica aflita e Catarina se afasta, sendo seguida pelos olhares perversos de Jorge.

CENA 05: CASA DE VICTOR, QUARTO DE VICTOR, INTERIOR, NOITE.

Vitor está só de cuecas, beijando uma garota de sutiã e calcinha, na cama de seu quarto. Ambos acabaram de voltar de uma boate e estão envolvidos, trocando beijos quentes e carícias ousadas. Só que Victor começa a se sentir incomodado, pois mesmo com vários minutos nas preliminares, ele não se excita. O tempo vai passando, as carícias aumentam, mas não adianta, Victor não consegue se excitar e, para piorar, flashs dele transando com Wesley invadem sua mente. No mesmo instante, ele se afasta da garota e deita ao seu lado, ofegante e transtornado. A garota senta na cama e o encara, deitado.

(GAROTA): – É sério isso, cara?

(VICTOR): – Desculpa, mas nunca aconteceu antes.

(GAROTA): – Sei… Tenho uma amiga que saiu contigo esses dias e me contou que você broxou também.

(VICTOR): – O quê? – sentando. – É mentira, eu nunca broxei antes! – agarrando ela. – Vem cá, vamos tentar de novo, vou te mostrar o homem que eu sou!

(GAROTA): – Ai, para, me solta, seu idiota! – empurrando e levantando. – Não quero mais, acabou o clima. Tô vazando!

Trilha Sonora: Como Fui? (Rio Roma).

Victor fica cabisbaixo e indignado, enquanto a garota se veste e vai embora sem se despedir. Sozinho no quarto, ele lembra-se de outras garotas com quem tentou transar, mas não se excitou, nas últimas semanas. Desde que descobriu o que aconteceu entre ele e Wesley, Victor tem uma espécie de bloqueio sexual com mulheres, o que o deixa furioso.

(VICTOR): – Que saco, o que tá acontecendo comigo, poxa? Eu não sou gay, pô, eu não sou gay igual ao Wesley! Mas porque eu não consigo mais ter tesão em garotas? Não pode ser, velho, não pode ser…

Victor segue pensativo em sua cama, tentando entender o que está sentindo nessa fase conturbada de sua vida. Ele levanta e vai até o banheiro do seu quarto e encara seu reflexo no espalho, enquanto respira ofegante. 

FLASHBACK

Vitor empurra Wesley na cama e começa a se despir, ficando apenas de cueca, enquanto Wesley observa tudo, incrédulo. Logo, Victor deita em cima de Wesley e começa a beijar seu pescoço, seu rosto e, por fim, sua boca. Wesley retribui na mesma intensidade, com beijos e carícias, começando a se despir também, ficando apenas de cueca. Eles permanecem aos beijos por algum tempo, o clima esquenta e Wesley levanta da cama, ofegante.

(WESLEY): – Tem certeza que é isso que você quer, Victor? – confuso.

(VICTOR): – Claro, vem logo! – sorrindo.

Wesley sorri timidamente, mas fica imóvel. Victor levanta e se aproxima dele, meio zonzo pela bebida, e segura em sua mão. Eles se beijam e Victor traz Wesley até a cama onde, por fim, eles transam.

FIM DO FLASHBACK

Victor fica cabisbaixo e dá um murro na pia. Em seguida, ele encara seu reflexo de novo no espelho, com os olhos marejados.

(VICTOR): – Eu não posso escolher não ser assim, mas eu posso escolher não viver assim. – lágrima escorre. – Que droga de vida!

Victor controla-se para não chorar mais e leva o rosto na pia do banheiro, retornando a cama e deitando, com dor de cabeça após toda a tensão que passou e a pressão interna que sente.

CENA 06: MANSÃO DA ROSA, EXTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Chained To The Rhythm (Katty Perry).

No jardim da mansão, há uma pista de dança com um DJ, com uma música alta e luzes piscantes. Maria e Jonathan dançam juntos, trocando beijos às vezes. Luana e Wesley dançam próximos, enquanto bebem um energético. Gustavo que chegou depois, dança com eles também. Algumas pessoas da pensão, se divertem entre os jovens. Sentados em um sofá, Rosa e Catarina conversam com Yolanda, enquanto são observadas de longe por Jorge. Luiz aproxima-se vagarosamente por trás de Jorge.

(LUIZ): – Eu ainda estou tentando entender tua vinda na festa da Maria.

(JORGE): – Eu sempre deixei claro que estou mais próximos de vocês do que vocês imaginam, que eu sei mais coisa sobre vocês do que vocês supõem. – virando.

(LUIZ): – Mantenha-se longe de nós. Em respeito à Maria e a Rosa, eu não te coloco pra fora da mansão a socos, pois é o que você merece. – encarando.

(JORGE): – Não fique ameaçando aquilo que você não tem cacife pra cumprir. Teu jogo é por baixo dos panos, você armou pra casar com a Catarina e conseguiu, mas agora eu tô de volta e vim cobrar essa dívida do passado.

(LUIZ): – Você já falou isso um milhão de vezes e não fez nada até agora, tudo não passou de ameaças. Sabe o que eu tô achando? Que essa tua vingançazinha não passa de um grande blefe!

(JORGE): – Eu não trabalho com blefes, meu caro, eu só sei esperar a hora certa pra agir e ainda não chegou o momento. Mas sabe, algo me diz que essa noite é o momento propício pra dar um grande passo em minha vingança. O destino sabe conspirar a meu favor e eu sei como aproveitar disso. – colocando a mão em seu ombro. – Fique esperto!

Jorge se afasta e deixa Luiz preocupado, enquanto os jovens continuam a dançar entusiasmados na pista de dança. É quando Bruna e Ryan se aproximam da pista, ambos com as roupas sujas e cheirando mal, deixando todos constrangidos. Yolanda vê a filha naquele estado deplorável, escorrendo uma lágrima de seus olhos.

(RYAN): – Tá bebendo o quê aí, Luana?

(LUANA): – Energético. – disfarçando o incômodo.

(BRUNA): – Credo, que porcaria! Não tem nada com álcool nessa festa?

(MARIA): – Não, a Dona Rosa proibiu.

(BRUNA): – Tinha que ser aquela velha chata! Pega um cigarrinho aí, Ryan.

(RYAN): – Opa, pode deixar! – tirando do bolso e entregando a ela. – Alguém mais vai querer?

(WESLEY): – A gente não curte essas paradas, obrigado. – virando a cara.

(RYAN): – É, tô sabendo as paradas que tu curte, mas aí eu também não curto, nem olha pra mim. – gargalhando.

Wesley ignora a indireta a sua orientação sexual e segue dançando. Ao ver Bruna fumar, Yolanda se aborrece e levanta do sofá, indo até a pista de dança. Ela puxa o braço da filha, tira do cigarro da mão e joga no chão, pisando.

(BRUNA): – Pô mãe, isso custa caro, sabia?

(YOLANDA): – Maconha aqui não! Nem aqui, nem eu nenhum lugar! Minha filha, quando você vai criar juízo? Fica dias fora de casa, aparece sempre nesse estado humilhante, vive pra cima e pra baixo com esse delinquente… Que futuro você quer?

(BRUNA): – Eu quero que a senhora me deixe em paz, sua chata, me deixa viver assim que eu tô adorando essa vibe!

Naquele momento, Bruna começa a tossir sem parar, uma tosse longa e forte, que assusta Yolanda e Ryan. Ela cobre a boca enquanto tosse, quando de repente vê sangue em sua mão.

(YOLANDA): – Meu Deus, Bruna, isso aí é sangue! Tá vendo onde esse maldito vício vai te levar, minha filha!

(BRUNA): – Que vício, eu não sou viciada, eu só curto uma erva e um pó às vezes, eu sei me controlar! – tossindo. – Ai Ryan, vamos embora, isso aqui tá uma chatice.

(YOLANDA): – Não, venha comigo, antes você vai tomar um chá ou um remédio pra essa tosse, isso não é normal.

(BRUNA): – Chá? Tá doidona né, eu tenho cara de velha pra tomar chá? – rindo e segurando na mão de Ryan. – Aí Maria, feliz aniver hein, muita sacanagem nesses teus 18 aninhos, pire o cabeção que faz bem, falou? Beijinhos, meu povo, tô indo, fui!

Bruna vai sair com Ryan, mas Yolanda segura seu braço, só que logo Bruna arranha a mão de Yolanda com força, fazendo-a sangrar. Yolanda solta o braço de Bruna, que sai correndo da mansão com Ryan. Maria percebe e se aproxima da madrinha, vendo sua mão sangrar.

(MARIA): – Oh madrinha, que absurdo, a Bruna tá completamente drogada mesmo. Vamos lá dentro, eu faço um curativo na senhora.

Yolanda concorda e vai com Maria para dentro da mansão, cabisbaixa e desolada, enquanto a festa continua.

CENA 07: MANSÃO DE ROSA, INTERIOR, NOITE.

Jorge está caminhando pela sala da mansão de Rosa, observando o luxo do local e, principalmente, os porta-retratos na mesa atrás dos sofás. Ele cuida cada detalhe, cada informação que pode lhe ser útil. É quando Stefanny, após tomar um banho, desce as escadas e estranha sua presença, pois nunca o viu antes. Frente a frente, Jorge e Stefanny se veem pela primeira vez, encarando-se fixamente.

(STEFANNY): – Quem é você? O que faz aqui? – intrigada.

(JORGE): – Eu sou o Jorge, morador da pensão da Dona Yolanda, muito prazer. – estendendo a mão. – E você? Deve ser a filha legítima da Dona Rosa, acertei?

(STEFANNY): – Só podia ser daquela pensão imunda, guarde essa mão porque eu não cumprimento pobres. Sou filha da Rosa sim, a única filha, porque aquela tal de Maria não passa de uma bastarda.

(JORGE): – Acho que estou reconhecendo você… É a Stefanny, por quem a Maria nutre um profundo rancor? Já ouvi falar muito de você lá na pensão.

(STEFANNY): – Meu nome já fez sucesso em lugares mais bem frequentados, mas enfim, eu sei causar em qualquer lugar sempre. Eu odeio a Maria sim, odeio toda essa gente que tá aqui hoje e meu único desejo é acabar com todos, principalmente com essa felicidade entre a Maria e o Jonathan, eu detesto isso!

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Jorge abre um sorriso sarcástico e encara Stefanny fixamente, enquanto ela estranha e se afasta, sentando no sofá. Vagarosamente, ele se aproxima e senta ao lado dela.

(JORGE): – Sabe Stefanny, nós temos muitas coisas em comum, acho que seria legal a gente se aproximar, nos tornar amigos.

(STEFANNY): – Ah é? E porque eu me tornaria amiga de alguém do seu tipo?

(JORGE): – Porque eu também quero destruir algumas pessoas que estão nessa festa. Você quer destruir a Maria e quem a cerca, eu quero destruir o Jonathan e quem o cerca. Juntos, acho que somos mais fortes, você não acha?

(STEFANNY): – Porque você quer destruir o Jonathan e a família dele? De onde vocês se conhecem? – intrigada.

(JORGE): – Eu posso te explicar tudo isso, mas aqui e agora não dá. – entregando um cartão. – Meu número está aí, eu trabalho nessa pizzaria. Liga pra mim, a gente marca algum dia e conversa sobre isso. Mas olha, eu gostei de você, do seu jeito, me identifiquei. Acho que pode nascer uma grande amizade entre nós, com um propósito em comum: a destruição alheia!

Stefanny sorri e fica confusa, enquanto Jorge levanta do sofá e sai da sala da mansão, deixando-a pensativa e olhando fixamente o cartão.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: Maria e Stefanny se enfrentam no Fórum.

Anúncios

41 thoughts on “Descobertas – Capítulo 31 (últimos capítulos)

  1. E vamos ao #MeuResumãodeDescobertas ✌😛

    Descobertas – Capítulos 28/29/30/31

    Maria e Wesley vão morar na mansão de Rosa e assim que chegam, passam a sofrer perseguições de Stefanny, que joga a mala de Maria no chão, a toalha da mesa também, rasga o vestido de Maria, mas acaba sendo tombada: eu estou morto com a cena da Bruna e o Ryan invadindo o quarto da Stefanny e com a Bruna enfiando a cabeça dela na privada, se fosse eu, teria enfiado a cabeça dela na privada e ainda teria dado uns cascudos. Bem feito, vadia. 😛

    Patrícia foi internada em uma clínica de reabilitação… socorro, será que a dama retornará a trama e achará a sua calcinha? – e enquanto isso, Richard e Bruna estão cada vez mais viciados em drogas… Luana está grávida de Richard e ele não quer assumir a criança – mas que garoto escroto, a Luana só cedeu pra você, ridículo – que cena foi aquela da Abigail alucicrazy? A-D-O-R-E-I, coloque sempre duas pastilhas de LSD na água dela, ela vira uma diva gostosa, porque sem LSD é uma velha azeda.

    Jorge tenta se aproximar de Jonathan, mas o seu plano deu errado (bem-feito), e bege que ele foi na festa da Maria e afrontou Luiz e Catarina. Stefanny e Jorge se conhecem, e ele propõe uma união para destruirem Maria e Jonathan – algo me diz que a Stefanny vai ceder pra ele, porque quando os vilões se unem pra destruir os mocinhos, a vilã sempre cede pro vilão, hehehehe. 😛

    Entre todos os viciados no núcleo Patrícia-Bruna-Richard-Ryan, Bruna é a mais envolvida, as cenas dela com a Yolanda estão de tirar o fôlego: primeiro com o enfarto da Yolanda; e agora a Bruna tossindo sangue e arranhando a mão da Yolanda – eu nunca achei que a Bruna fosse se tornar viciada, e essa surpresa foi um ótimo plot.

    “Descobertas” é uma ótima trama, mas houveram dois plots que deram errado: o do Rômulo com a Abigail, eu esperava mais embates entre os dois; e o do Gustavo, mesmo com a Stefanny se aproximando dele nessa reta-final, não vai ser algo tão relevante.

    No mais, a trama está muito boa. 😉
    Parabéns, Airton! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Roberto atualizado, eu adoro, eu me amarro! Adorei suas análises, sempre ótimas e descontraídas, mas vou me centrar a responder os questionamentos ok? Então… Os embates entre Rômulo e Abigail renderam na primeira metade da trama, pois logo em seguida ele foi preso, mas teremos uma reviravolta nesses personagens agora na reta-final. Sobre o Gustavo, ele tem uma função importante na trama sim e agora na reta-final, a Stefanny vai se aproximar dele e posso garantir que será algo muito relevante, até diria primordial, pro desfecho da história. Obrigado pelas opiniões, querido! ❤

      Curtido por 2 pessoas

  2. Adoreiiiii amg e o Victor com um bloqueio cada vez maior. Mesmo ele não querendo sentir o que ele tá sentindo, ele tá mostrando que só pensa no Wesley mesmo no instinto, inconscientemente. Tá tentando lutar contra o próprio desejo. Amei a cena amg ficou perfeita e mostrou que ele não tá conseguindo mais lutar contra o que é e o que sente. Vamos ver se ele vai continuar negando. Parabéns amg.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Victor bobão querendo reprimir a verdade de seus sentimentos pelo Wesley, tomara que não fique nesse impasse pra sempre, e vai logo ter outra noite de amor, mas dessa vez sóbrio, claro😁😀 adoro 😊
    Stefanny com a cabeça no vaso 😂😂😂 tomou peruca e isso ainda é muito pouco.
    Coitada da Luana, sozinha, pois o Richard tá enterrado na droga.
    Esse Jorge não perde mesmo a lavagem dos porcos, eta bichin perseguidor chato do baralho.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Parabéns!
    Adorei o capítulo.
    Só cenas top. Stefanny mereceu as humilhações que recebeu. Os drogados estão cada vez mais perdidos.
    Victor brochando, acho que ele vai transar com Wesley pra ver se o problema é ele ou não.
    Maria mereceu essa festa. Jorge um cara de pau sem limites;
    Bruna se vingou de Steffany.
    Jorge e Stefanny aliados, não esperava. Mas enfim gostei muito do capítulo.
    A trama está excelente nessa reta final, aliás sempre esteve.
    Parabéns!
    Show!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Stefanny fez o que queria com Maria e Rosa lhe deu um castigo, ponto pra Rosa! Agora a intrometida da Bruna não tinha nada que ir lá atazanar a menina! Eu sei que ela queria se vingar, mas eu não consigo engolir a Bruna, me desculpe, Airton, mas ela é a mais odiada por mim atualmente… só o que me dá pena dela é saber o estado em que ela se encontra, isso é lamentável!

    Victor aos poucos está descobrindo que as coisas são diferentes do que ele imaginava.

    STEFANNY E JORGE JUNTOS!!! Não prevejo coisas boas saindo daí, principalmente porque eu acho que ela vai aceitar a proposta dele.

    Meus parabéns pelo capítulo, amigo! Amo sua web ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Bruna se vingou de Stefanny, mas isso não apaga os erros da própria personagem, que afundada no vício, está fazendo mal não só a ela, mas a Yolanda também. Victor está se descobrindo e lutando contra todos os sinais que seu corpo já demonstrou (o maior deles foi ter ido pra cama com Wesley, né nom?). A união entre Stefanny e Jorge promete deixar a reta-final eletrizante, não perca! Obrigado pelas opiniões, Bruninho, feliz pela trama te envolver tanto assim! ❤

      Curtir

  6. Cheguei! :*

    Muita porrada, muita confusão… Tem certeza que “Descobertas” não é um web novelão? 🎵

    Estou gritando com tudo, sério. Stefanny acabou com o vestido de Maria, mas em contrapartida Bruna a fez beber água de vaso. E as consequências de Bruna só estão começando… Bem feito, vadia! Não liga pra mãe e chegou tirar sangue dela! 😮 Quando eu falo que essa perdida é uma vagabunda vocês não acreditam… Agora vamos ver se o gostosão dela Ryan vai ajuda-la. E Jorge continua fazendo a vida de Catarina e Luiz um inferno. Agora que se aliou com Stefanny, ou seja, prevejo novos planos que serão muito bem arquitetados. E Victor broxou. Que decepção em velho? Espero que quando ele se revelar, Wesley não o queira. Seria um trouxa? Ah se seria…

    Parabéns, Airton! Que venha o desenrolar que promete muito. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Chegou chegando, adoro! Trouxe a bombinha de asma, espero? Risos, enfim… Bruna é muito ordinária mesmo, mas felizmente colocou a Stefanny no seu devido lugar, se vingou do passado. Jorge não desiste de perseguir Catarina e Luiz, agora se aliando a Stefanny, isso só tende a piorar. Sobre Victor, ele tem sido muito resistente a entender quem ele é, mas até quando vai lutar contra algo que não tem escolha? Obrigado pelas opiniões, Fred, espero corresponder suas expectativas nos últimos capítulos! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  7. Rosa deixou de ser frouxa. Parabéns, achei que você não era capaz de se impor diante da Stefanny.

    Enfim Bruna se vingou da Stefanny. Pelo menos serviu pra alguma coisa ela fazer a Morena metida com drogas.

    Jorge e sua análise clínica da vida da Catarina em Vitória. Luiz tem razão em duvidar desse plano de vingança do Jorge, tanto quanto devia temê-lo. Afinal, ele é um dos alvos.

    Demorou, mas enfim veio. A fama de machão do Victor tá começando a ir por água abaixo. Acho que é a consciência dele pesando pelo que ele fez com aquele que já foi seu melhor amigo. Agora ele sabe que o Wesley não abusou dele… mesmo estando embriagado, foi ele quem tomou a iniciativa.

    O Jorge tava indo tão bem… ele tinha que revelar escancaradamente suas verdadeiras intenções. Ele tinha que destruir com a sua característica mais interessante, que era a sua dubiedade. Definitivamente, o Jonathan puxou ao pai.

    Jorge falou que o seu alvo era o Jonathan só pra agradar a Stefanny, vdd. Seu principal alvo é a Catarina, senão o Luiz.

    Curtido por 1 pessoa

    • Rosa mudou definitivamente com Stefanny e sua rigidez com a filha permanecerá até o fim. Victor finalmente reconheceu pra si mesmo o que aconteceu entre ele e Wesley, mas se recusa a viver assim, um drama bem complexo, será que ele vai aguentar? Jorge sempre deixou claro suas intenções, mesmo que por metáforas, agora que ele conheceu Stefanny e viu nela uma oportunidade de colocar em prática seu vingança obsessiva, ele não ia desperdiçar né? Obrigado pelas opiniões, Glay! ❤

      Curtido por 1 pessoa

      • Até que enfim, né non?
        E veremos se ele será homem para assumir os seus atos.
        É, mas eu gostava do Jorge dúbio por motivos de: não importava o quão claro ele fosse, ele ainda conseguia pôr dúvidas na nossa cabeça. Vê-lo agindo às claras foi brochante, antes ele jogando suas palavras no ar pra nós mesmos pegarmos e organizarmos do nosso jeito do que ele jogando os fatos nas nossas mãos.

        Curtido por 1 pessoa

  8. A steffany mereceu bem feito ficou com a cara no vaso pela Bruna igual ela fez aquele dia, a Bruna cada vez mas mergulhando nas drogas com o traste do Ryan e esse Jorge tem a cara de pau de ir na festa, agora que ele e a Steffany pensam em se aliar vem mais maldades por aí.. quem sabe não nasce um romance entre eles dois bandidos.. Parabéns Airton..

    Curtido por 1 pessoa

  9. Ai, grito sabe. Stefanny não cansa de ser tombada, né. Bruna deu o que ela merecia, aliás, chumbo trocado não dói, risos. Mas gente, Jorge é um cara de pau mesmo, quero só ver quando Yolanda descobrir a cobra que ela acolheu na sua pensão. E Bruna com seus surtos, tá um absurdo isso, gente. Interna logo que dá tempo. Victor de garanhão à brocha, quem diria. Espero que você não una ele com Wesley, odiaria. E shippo Gustavo e Wesley, sim. Mesmo sabendo que é muito improvável e que os dois quase nunca se cruzaram, nem lembro se eles se falaram, mas enfim. Jorge e Stefanny se unem para destruir seus desafetos, amo, e que os jogos comecem! Hahaha. Parabéns :*

    Curtido por 1 pessoa

    • Stefanny é aquela vilã que toca o terror, mas que sofre muito também, adoramos? Jorge não tem escrúpulos, foi a festa e ainda forçou aproximação com Catarina e Luiz, pior ainda foi ter conhecido Stefanny, ele viu nela uma oportunidade irrecusável. Victor está passando por um momento difícil de entender quem ele é, se isso vai aproximá-lo de Wesley ou não, só o destino dirá. Obrigado pelas opiniões, Thay! ❤

      Curtir

  10. Grito com a Bruna enfiando a cara da Steffany na privada, adorei, a vaca mereceu. Ryan e Bruna causam constrangimento e até fumam maconha na festa de Maria, gggggggg. Jorge está na festa, como sempre, está em todo lugar que a Catarina está. E ele ainda ameaça Luiz. Berro que o Victor virou broxa, não se excitou com mais nenhuma mulher. E o babaca sabe que foi ele quem deu o primeiro passo com o Wesley, mas não admite o que está em baixo do seu nariz. Jorge propõe uma aliança com Stefanny, que fica bem interessada. Parceira de demônios, só
    vem.

    E chegamos a reta-final, sofremos? Sim, e muito. Parabéns, Airton ❤

    Curtido por 1 pessoa

  11. Capítulo lacrante!!! Destaque para Bruna a trama dela cresceu muito… Jorge e Estefany juntos? Isso não vai prestar Victor seu enrustido vai dar uns pegas no Wesley, garanto que com ele, vc volta a ” funcionar”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s