Descobertas – Capítulo 33 (últimos capítulos)

CENA 01: SHOPPING, INTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Bring Me To Life (Evanescence).

Fernanda, Carlos e Wesley correm desesperadamente, em meio a outras pessoas muito assustadas, que são roubadas por vários usuários de drogas. De repente, Fernanda sente sua bolsa ser puxada e vira-se para o lado, ficando perplexa ao ver Richard lhe apontando um revólver e segurando não apenas sua bolsa, mas várias outras bolsas. Carlos e Wesley também percebem a presença de Richard, que está extremamente magro e desfigurado pelo uso de crack. Fernanda e Richard, mãe e filho separados pelo revólver, se encaram em meio ao caos do arrastão. Logo, Ryan aparece e puxa Richard.

(RYAN): – Corre, cara! Já chamaram a polícia, não podem nos pegar com drogas.

Richard escuta Ryan enquanto encara fixamente Fernanda, apontando o revólver para ela. Uma lágrima escorre dos olhos da mãe e do filho, mas Richard foge com Ryan. Em meio ao tumulto, Fernanda começa a chorar compulsivamente e Carlos a abraça, também horrorizado com o que presenciou.

(WESLEY): – Então, era verdade tudo o que dizem por aí, o Richard tá usando drogas mesmo.

(CARLOS): – Vagabundo! Roubou a própria mãe pra se drogar! – acariciando os cabelos dela. – Fique calma, Fernanda, vamos embora, vem.

(FERNANDA): – Eu não posso acreditar nisso, meu Deus! Meu filho, drogado e assaltante, eu não merecia isso… – chorando.

Carlos está indignado, mas segue abraçado em Fernanda. Wesley se aproxima vagarosa e beija o rosto da mãe, depois encara o pai e vai embora. Vagarosamente, Fernanda e Carlos saem do shopping, que já está mais calmo pelo fim do arrastão, embora exista um rastro de destruição e pânico ainda visível no local.

CENA 02: FÓRUM, SALA DE AUDIÊNCIA, INTERIOR, MANHÃ.

Jonathan começa a depor, enquanto é observando por todos.

(JONATHAN): – Quando a Maria chegou ao Colégio Máximo, eu era namorado da Stefanny. Desde o começo, a Stefanny provocou a Maria com apelidos pejorativos, organizando situações constrangedoras para a escola rir dela, enfim… Mas as perseguições foram se intensificando até que um dia a Stefanny me sugeriu um plano maquiavélico: ela queria que eu seduzisse a Maria, tirasse sua virgindade, filmasse isso e espalhasse o vídeo para todo mundo da escola. No início, eu recusei, achei um absurdo, mas depois eu acabei aceitando participar disso. Naquela época, eu era muito vaidoso, muito imaturo e valorizava muito a aparência e o status. Durante minha sedução a Maria, eu acabei conhecendo ela de verdade e descobri a garota incrível que ela era e ainda é, me apaixonei e resolvi desistir do plano, mas já era tarde: a Stefanny já tinha pego a gravação da transa e, contra minha vontade, disponibilizou não só para a escola, mas na internet também. A Stefanny nutre um grande ódio pela Maria que não época eu não entendia, mas hoje eu sei que é porque ela não aceita a Maria como sua meia-irmã, fruto de um relacionamento extraconjugal do seu pai já falecido.

(ADVOGADO 2): – Meritíssimo, com vossa licença, mas eu gostaria de questionar o jovem a respeito do seu depoimento. Existe alguma prova do envolvimento da Stefanny neste cyberbullying contra a Maria? Alguma conversa nas redes sociais, alguma foto, algum vídeo, enfim… Existe?

(JONATHAN): – Existe o meu depoimento, senhor advogado, eu fui testemunha de tudo.

(JUIZ): – Mais que testemunha, o senhor foi responsável por tudo, afinal seduziu a jovem e aparece no vídeo. O seu depoimento pode se transformar em uma confissão e reverter em alguma punição, o senhor está ciente disso?

(JONATHAN): – Estou, Meritíssimo. Eu confesso minha culpa e se tiver que ser punido, é justo, eu fui um canalha. Porém, também é justo que a Stefanny seja punida, ela foi a mentora de tudo por pura prepotência e rancor.

Stefanny dá um sorriso leve enquanto encara Jonathan, que sai da sala sob os olhares apaixonados de Maria, feliz por sua coragem.

(JUIZ): – Que entre a testemunha, Abigail Ortiz.

Abigail, direto do Colégio Máximo, entra na sala e senta-se a ponta da mesa, preparando-se para depor.

CENA 03: BOCA DE FUMO, EXTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Música e Crime (Chave Mestra).

Os usuários de drogas estão verificando os pertences que encontram nas bolsas que roubaram, procurando algo de valor para vender e pagar as dívidas na boca de fumo. Eles fazem uma fila e, um a um, entram no casebre do chefe da boca, o pai de Ryan, para mostrar o que conseguiram e ver quanto convertem em dinheiro. Richard sai do casebre, cabisbaixo e desorientado, se aproximando de Ryan, que está encostado no muro.

(RICHARD): – Teu pai disse que eu consigo descolar uns 200 reais com o que roubei. Será que quita a dívida, cara?

(RYAN): – Isso aí paga só um terço do que tu deve, Richard, mas já ajuda ok. É bom tu se mexer, rapaz, meu pai te deu um prazo e ele não gosta de atrasos.

(RICHARD): – Tá, eu vou dar um jeito de conseguir, fica frio.

(RYAN): – É bom mesmo porque eu acho que tu não gostaria que ele desse cabo da vida da tua mamãezinha né?

(RICHARD): – Deixa minha mãe fora disso, Ryan!

(RYAN): – Paga que ela fica de fora, é simples. Aqui na boca as coisas funcionam assim: pagou, levou ou então deveu, matou!

Ryan desfere um soco no estômago de Richard, que se contorce de dor e começa a tossir. O traficante jovem se afasta rindo, enquanto Richard sente muita dor e cospe sangue, pois há tempos não se alimenta direito e o soco lesionou seu estômago.

CENA 04: FÓRUM, SALA DE AUDIÊNCIA, INTERIOR, MANHÃ.

Abigail começa a depor, enquanto o juiz a escuta com atenção.

(ABIGAIL): – Eu sou diretora do Colégio Máximo há quase 20 anos e conheço a Stefanny desde a antiga pré-escola, que hoje já nem usam mais esse termo, não é… Enfim, ela é uma aluna exemplar, muito dedicada, simpática, querida, popular entre todas. A Maria chegou à escola esse ano e é uma boa aluna, porém participou de vários atritos dentro e fora da escola envolvendo colegas, em especial a Stefanny. Existe uma rivalidade entre as duas, é um fato, mas qual escola não tem alunos rivais? Faz parte da adolescência, é normal. Como diretora, eu procuro ouvir as duas partes, tentar uma conciliação, mas nem sempre é possível. Nessa questão do vídeo íntimo, eu sinceramente não acredito na culpa da Stefanny, a Maria acusa porque sempre foram rivais, mas até agora eu não tive acesso a nenhuma prova do envolvimento dela.

(MARIA): – Vem cá, quanto você recebeu pra dar esse depoimento? Que tal contar pro juiz que você recebia propina da mãe da Stefanny pra ignorar todos os erros dessa patricinha mimada dentro da escola hein? – encarando.

(JUIZ): – Silêncio! – batendo martelo. – Aguarde seu momento para falar. Algo mais a depor, senhora Abigail? – ela nega. – Queira se retirar. Que entre a testemunha, Patrícia Vazz.

Stefanny fica pálida ao saber que sua melhor amiga vai depor a favor de Maria. As duas se encaram e Abigail sai da sala, enquanto Patrícia entra, ainda desfigurada pelo uso de drogas, mas um pouco melhor de aparência pelo tratamento na clínica.

(PATRÍCIA): – Eu era a melhor amiga da Stefanny na época do plano contra a Maria. Eu fui testemunha de tudo, Meritíssimo. A Stefanny odiou a Maria desde o primeiro dia que ela pisou no Colégio Máximo e fazia bullying com ela, eu e a Bruna ajudávamos, nós tínhamos um grupinho de garotas populares que menosprezavam os novatos. Eu lembro quando a Stefanny arquitetou esse plano do Jonathan seduzir a Maria e filmar a transa pra expor, na época eu achei incrível, mas hoje eu me sinto envergonhada por ter apoiado essa loucura. O Jonathan só aceitou fazer isso porque a Stefanny insistiu em excesso e o vídeo foi disponibilizado no Whats’App pela própria Stefanny, que quebrou o chip do celular depois pra não ser rastreado. O vídeo foi publicado na internet em uma lan house, assim ninguém podia acusá-la também. A página no Facebook, “Caipira Vadia”, foi criado por mim a mando da Stefanny, nós duas organizávamos as publicações, mas todas foram postadas pelo meu computador. Teve um professor lá na escola, o Rômulo, que investigou esse cyberbullying e eu fiquei com medo, resolvi confessar pra polícia, mas a Stefanny me ameaçou, disse que se eu fizesse isso, ela jogaria toda a culpa sobre mim porque as provas apontavam pra mim mesmo. Eu fui culpada, afinal sou cúmplice, mas a mentora de tudo é a Stefanny!

(ADVOGADO 2): – Meritíssimo, com vossa licença, gostaria que a testemunha mencionasse onde se encontra o ex-professor que supostamente investigou minha cliente.

(PATRÍCIA): – Ele foi preso, acusado de tráfico de drogas dentro do Colégio Máximo.

(ADVOGADO 2): – Não preciso dizer mais nada, Meritíssimo. Não é possível validar o depoimento de uma testemunha que cita um professor preso por traficar drogas dentro da escola, sendo que a própria testemunha usava drogas e veio depor pela clínica de dependentes químicos.

(PATRÍCIA): – O professor não traficava drogas, foi a Stefanny quem colocou cocaína na mochila dele no lugar das provas que ele conseguiu pelo cyberbullying.

(JUIZ): – Sua acusação é muito grave. Há como provar isso?

(PATRÍCIA): – Meu testemunho não vale?

(STEFANNY): – Testemunho de quem cheirava pó até ficar com o nariz branco vale tanto quanto um dinheiro falso, meu bem. – rindo.

(PATRÍCIA): – Ordinária! – avançando nos cabelos dela e puxando. – Patricinha desgraçada! – seguranças separando. – Eu te odeio, Stefanny, tomara que você sofra muito! – gritando.

Patrícia é retirada a força da sala, enquanto Stefanny ri e arruma os cabelos, sendo encarada fixamente por Maria.

CENA 05: CASA DE FERNANDA E CARLOS, INTERIOR, MANHÃ.

Fernanda está tomando um chá, muito nervosa após o assalto de Richard. Carlos está caminhando de um lado para outro, indignado. Richard está em frente a casa e se aproxima vagarosamente, resolvendo bater na porta, quando ele começa a escutar uma discussão dos pais e senta no degrau da porta, prestando atenção.

(FERNANDA): – Eu dediquei minha vida a essa família e agora ela se desintegrou. Um filho expulso de casa e o outro virando bandido pra se drogar. Tô me sentindo um fracasso de pessoa! – chorando.

(CARLOS): – E com razão, Fernanda, é tudo culpa sua! Eu me matei trabalhando a vida inteira pra colocar dinheiro dentro de casa, pra colocar comida na barriga de vocês. Enquanto isso, você ficava responsável pela educação dos nossos filhos e olha aí o que eles viraram: um viado e um drogado! Você foi uma péssima mãe!

(FERNANDA): – A criação dos filhos não depende só da mãe, é necessário ter um pai presente e isso você nunca foi! Ninguém tem culpa pela homossexualidade do Wesley, isso é natural. Sobre o vício do Richard, talvez nós dois tenhamos culpa, essa casa virou um hospício pelo teu preconceito e machismo!

(CARLOS): – Eu passava o dia todo fora de casa trabalhando e você quer que eu me preocupe com educação dos filhos? Isso é dever da mulher e você não cumpriu, se o Wesley e o Richard se desviaram desse jeito, a culpa é única e exclusivamente sua!

(FERNANDA): – Chega, Carlos, eu não aguento mais! Eu tô cansada de carregar a culpa sozinha do fim da nossa família. Eu posso ter errado em algum momento, mas você errou muito mais! Você afastou nossos filhos com teus pensamentos retrógrados e autoritários!

Fernanda vai para o quarto, chorando, enquanto Carlos vai até a geladeira e abre uma cerveja, bebendo toda a garrafa em minutos, muito revoltado. Do lado de fora, Richard chora compulsivamente, agravando seu estado de depressão pelo vício de drogas, sentindo-se mais culpado e triste.

CENA 06: FÓRUM, EXTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

A rua está com pouco movimento, o normal de rotina. Vagarosamente, vemos os passos de alguém, que caminha com um cigarro nas mãos. Quando a pessoa vai tragar, revela-se ser Jorge, que fuma e sorri sarcasticamente. Ele para próximo a um carro e joga o cigarro no chão, pisando nele. Jorge olha para todos os lados e percebe que não há câmeras de vigilância e que o movimento está fraco na rua. Imediatamente, ele tira um canivete do bolso e fura os quatro pneus do carro, que pertence a Luiz. Em seguida, discretamente, Jorge começa a riscar a lataria do carro com o canivete, fazendo um estrago na pintura.

Logo, ele tira um batom do bolso, que roubou da pensão de Yolanda, e escreve na porta do vidro do motorista a seguinte frase: “Eu vou destruir a felicidade que vocês construíram sob a minha desgraça. Eu serei o fim das suas vidas malditas”. Por fim, ele pega um paralelepípedo solto na rua e atira com toda força no para-brisa do veículo, que se estilhaça e aciona o alarme do carro. O barulho chama atenção na rua e Jorge coloca seus fones de ouvido, saindo se exercitar como uma pessoa comum, sem levantar suspeitas, enquanto ri da situação.

CENA 07: FÓRUM, SALA DE AUDIÊNCIA, INTERIOR, MANHÃ.

O advogado de Maria entregou ao juiz o resultado da investigação da delegacia especializada em crimes cibernéticos em Vitória, que rastrearam todas as publicações difamatórias que a adolescente sofreu, seja do vídeo íntimo ou da página no Facebook.

(ADVOGADO 1): – Meritíssimo, a delegacia de crimes cibernéticos investigou durante meses as publicações difamatórias que minha cliente sofreu na internet e no laudo consta o IP do computador de Patrícia Vazz, melhor amiga de Stefanny, e acredito que o depoimento dela possa ser relacionado com o resultado da investigação.

(ADVOGADO 2): – Meritíssimo, está ocorrendo um grande equívoco aqui. Minha cliente está sendo acusada de difamação, calúnia e injúria, mas não existem provas concretas contra ela. Há o testemunho do garoto que seduziu a Maria, há o testemunho de uma dependente química, há os relatos de um ex-professor traficante. As testemunhas são muito tendenciosas, Meritíssimo, e na ausência de provas concretas que acusem minha cliente, eu peço que essa audiência seja finalizada para evitar incômodos maiores.

(JUIZ): – Analisando as provas, não há nada que indique a participação de Stefanny Bittencourt no cyberbullying a Maria. Os depoimentos apresentados são importantes, mas de fato, são tendenciosos. Se for do interesse de Maria Bittencourt, ela tem todo o direito de mover um processo contra Patrícia Vazz e Jonathan Abreu.

(MARIA): – Eu não quero mover processo contra eles, eu quero que a Stefanny seja punida, ela é a culpada de tudo!

(STEFANNY): – Cadê as provas, querida? Não existem! Sabe porquê? Porque é tudo invenção da tua cabeça! Olha Meritíssimo, eu sempre tive problemas com a Maria, mas eu jamais seria capaz de arquitetar planos tão maquiavélicos assim. Eu tô sendo acusada porque a Maria tem inveja de mim e o Jonathan é um recalcado porque eu deixei de namorar com ele depois ficou deformado. A Patrícia me acusa também porque eu deixei de ser amiga dela quando começou a usar maconha. É um complô contra mim!

(MARIA): – Cínica! Admite logo que foi você a responsável por tudo isso! Que ódio, garota, a vontade que eu tenho é te dar uma surra!

(STEFANNY): – Olha aí, Meritíssimo, veja o comportamento agressivo dessa garota, eu posso mover um processo por ameaça a minha integridade física?

(JUIZ): – Silêncio as duas! – batendo martelo. – Na ausência de provas concretas que responsabilizem a ré e na condição tendenciosa das testemunhas, julgo indeferido o processo por danos morais que Maria Bittencourt moveu contra Stefanny Bittencourt. – batendo martelo. – Está encerrada a audiência.

Stefanny encara Maria com um sorriso sarcástico, sentindo-se vitoriosa e levantando da cadeira com seu advogado.

(ADVOGADO 1): – Eu sinto muito, Maria, mas eu fiz o possível. Sua irmã armou tudo muito bem, sem provas ninguém é incriminado. Lamento profundamente.

Maria fica cabisbaixa e o advogado se levanta, saindo da sala. Catarina, Luiz, Jonathan, Yolanda, Rosa, Luana e Wesley se aproximam de Maria e ficam em sua volta, a consolando. Logo, Stefanny se aproxima e as duas se encaram.

(STEFANNY): – Eu avisei, Maria. Existem pessoas que nasceram pra vencer, como eu. E pessoas que nasceram pra perder, como você. Aceite!

(MARIA): – Isso não vai ficar assim. Eu juro!

Stefanny ri e sai da sala, sendo seguida por Rosa. Jonathan dá um selinho em Maria, que deixa escorrer uma lágrima de seus olhos.

(JONATHAN): – Oh meu amor, eu sinto muito, de verdade! Não sabe como eu tô angustiado, eu sou culpado disso tudo também, se eu não tivesse aceitado aquele plano doentio da Stefanny, nada disso estaria acontecendo agora.

(LUIZ): – Agora é tarde pra arrependimentos, meu filho. Nós fizemos o possível, Maria, mas era um caso difícil, desde sempre nós sabíamos disso, sem provas é difícil.

(MARIA): – Tudo bem, Seu Luiz, eu entendo. – ficando em pé e limpando as lágrimas. – Mas agora vai ser diferente. Eu fiz tudo pelos meios certos e o que eu ganhei em troca? A Stefanny sendo inocentada! Eu cansei, chega! Se a justiça não puniu essa delinquente, então eu vou punir do meu jeito.

(YOLANDA): – Como assim, minha querida? O que você vai fazer?

(MARIA): – Aguarde e verá! Aliás, vou começar agora mesmo. A Stefanny que se prepare!

Maria pega sua bolsa na cadeira e sai apressadamente da sala, deixando todos preocupados e saem atrás dela.

CENA 08: FÓRUM, EXTERIOR, MANHÃ.

Maria está saindo do Fórum e avista um táxi cruzando e faz sinal, em que ele estaciona e ela entra, partindo para algum lugar. Todos chamam por Maria, mas ela não escuta. É quando um alarme chama atenção de todos e Luiz reconhece ser de seu carro, se aproximando e ficando pasmo ao ver a destruição do veículo, juntamente com Catarina e Jonathan.

(LUIZ): – Filho da mãe! Foi o Jorge, é óbvio!

(CATARINA): – Ele tá cada vez mais obsessivo, estou com muito medo!

(JONATHAN): – Porque a gente não denuncia pra polícia? O Jorge já passou dos limites há muito tempo, isso dá cadeia e ele não é ré primário.

(CATARINA): – Eu não quero polícia envolvida nisso, logo a imprensa fica sabendo e divulga. Eu não quero meu passado se tornando público.

(LUIZ): – Mas alguma coisa a gente precisa fazer, Catarina. Você não quer expor teu passado, mas é o teu futuro que está em jogo, o meu e o do teu filho também. Ou a gente faz algo agora contra o Jorge ou talvez não exista amanhã e você entendeu muito bem o que eu tô querendo dizer. Pra esse maníaco perseguidor, matar de novo não vai ser nenhum pouco difícil.

Catarina fica gelada ao escutar aquelas palavras de Luiz e fica pensativa, sendo abraçada por Jonathan, enquanto Luiz liga para o guincho buscar seu veículo.

CENA 09: MORRO DO JABURU, EXTERIOR, TARDE.

Maria está sentada em um bar na entrada da favela onde ouviu falar que fica a boca de fumo do pai do Ryan. Ela está há algumas horas ali, com medo, mas decide permanecer e aguardar. É quando, finalmente, ela avista Ryan chegando ao morro para subir e o chama. Ele estranha a presença de Maria e se aproxima, desconfiado.

(RYAN): – Maria? Tu por aqui? Tá perdida, mina?

(MARIA): – Não, eu vim falar com você mesmo. Ryan, eu tô desesperada e preciso da tua ajuda.

(RYAN): – Ah sei… Olha, vamos subir na boca do meu pai, tu melhora rapidinho…

(MARIA): – Não é esse tipo de ajuda, isso eu quero distância. Ryan, eu sei que você vendeu drogas pra Stefanny colocar na mochila do prof Rômulo e ele ser preso por traficar dentro da escola.

(RYAN): – Eu não sei do que você tá falando, mina, te orienta!

(MARIA): – Não precisa negar, eu já sei de tudo, a Patrícia me contou. Eu não acho justo o professor ficar preso injustamente por causa de um capricho da Stefanny, por isso eu vim te procurar. – respirando fundo. – Ryan, eu tô disposta a pagar o dobro do que minha insuportável irmã te pagou naquela vez, se você for até a delegacia e contar tudo, assim o Rômulo é solto e a Stefanny será punida!

(RYAN): – Tu tá bem louca né? Eu não posso ir na delegacia senão eu vou direto pra Fundação Casa, eu já não tô indo na escola há meses por isso, desde que a Patty foi pega com maconha na escola eu tô sendo procurando.

(MARIA): – Você completa 18 anos quando, Ryan?

(RYAN): – Daqui um mês, mais ou menos.

(MARIA): – Então cara, você já passou anos lá dentro, o que custa ficar só mais um mês? Pense: você vai ser preso na Fundação Casa, ok, mas quando sair de lá vai ter muita grana pra recomeçar, eu vou te pagar! Eu não quero que você minta a polícia, pelo contrário, eu quero que você diga toda a verdade, a verdade que a Stefanny quer esconder.

(RYAN): – Sei não… Será que eu posso confiar em tu, Maria? – encarando.

(MARIA): – Pra que já confiou na cobra da Stefanny… Você não tem escrúpulos, Ryan, você funciona a dinheiro e a droga. A Stefanny te pagou, você fez o trabalho que ela pediu. Pronto, agora eu tô te pagando e você faz, é só isso! E aí, você topa?

Ryan fica pensativo, enquanto Maria aguarda uma resposta, decidida a tudo para punir Stefanny.

CONTINUA…

NO PRÓXIMO CAPÍTULO: cobrança da dívida de Bruna acaba de forma trágica.

Anúncios

30 thoughts on “Descobertas – Capítulo 33 (últimos capítulos)

  1. O que dizer desse capitulo, então vamos lá:

    O capitulo começa com Richard roubando a própria mãe e depois senti uma aproximação de pai e filho em um encaramento;
    Depois também teve a contabilidade do roubo feita pelo povo da boca de fumo, que resultou em uma porrada que o Richard, levou;
    O Jorge tem sua historia, quero saber qual é logo, não aqueto mais esperar;
    O que falar do julgamento, UMA REPRESENTAÇÃO DO ATUAL MOMENTO DO PAIS, nada mais que isso, mais um dia vai passar como águas de um rio que nunca voltam(Heráclito);
    Por fim Maria vira a grande heroína da sua própria historia, a partir de agora…

    Parabéns, Garoto!

    Curtido por 1 pessoa

    • A história de Jorge já foi revelada há muitos capítulos, desde então ele só vem se desenvolvendo. Ele é um stalker, um perseguidor obsessivo, e essa obsessão o faz querer estar próximo de Catarina o tempo inteiro e buscar uma vingança sem justificativa. Sobre Maria, ela se cansou de ir pelos meios corretos, quer punir Stefanny a todo custo, nem que pra isso tenha que comprar Ryan. Obrigado pelas opiniões, Paulo! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  2. Sensacional.
    Trama boa demais
    Gosto muito. Hoje a Steffany venceu, realmente faltava provas concretas. Mas Jonatan falou a verdade e Patrícia também.
    Cenas terríveis são as relacionadas com as drogas. Richard drogado e entrando em depressão. Bruna muito drogada. Ryan cobrando a dívida dos drogados e ameaçando a família, triste isso.
    Jorge é louco mesmo.
    Maria agorá irá trilhar caminhos não tão certos, mas que no final valerão a pena para a Stefanny ser condenada.
    Airton, capítulo ótimo. To sentindo saudades já dessa web. Muito boa.
    Top!

    Curtido por 1 pessoa

    • Stefanny conseguiu vencer Maria pela falta de provas concretas, mas isso despertou em Maria uma fúria pelas injustiças que já sofreu e vai querer puni-la de qualquer jeito, nem que pra isso tenha que comprar Ryan, será que ele vai aceitar? O núcleo das drogas está cada vez mais pesado e vai ficar muito mais ainda, aguarde. Obrigado pelas opiniões, Gremista, não sinta saudades ainda, temos 7 capítulos pra aproveitar! heheehehehe ❤

      Curtir

  3. Quem é vivo sempre aparece, não é mexxmo? E cá estou, com a maior cara lavada depois de trilhões de capítulos importantíssimos sem comentar… Airton, eu acho que deveria ter colocado um cinto de segurança antes de ter começado minha atualização, real.

    O QUE FORAM TODAS AQUELAS COISAS?!

    Wesley descobre a carta de despedida de Lucas, finalmente revelando aos leitores que Maria e Stefanny são irmãs, cadê o gif da Rita Cadilac falando “PQPFDP”? Estou realmente jogado com isso, não pensei que esse seria o segredo da carta de Lucas. Fora isso, vimos o desenrolar do personagem Jorge, um louco de pedra daqueles… Até achava ele meio humanizado, verdade, mas ele é um diabo. Fora tudo isso ainda, vi que Victor conseguiu finalmente lembrar da transa que teve com o Wesley, e eu me choquei porque achei mesmo que ele nunca lembraria e que acabaria ali. Felizmente parece que ele vai querer ficar com o Wesley, porque nem tesão por mulher ele esta sentindo, só pode (tem) que ser paixão. Agora, eu estava lendo normal até onde Bruna e Patty estava usando drogas por causa do safado do Ryan, mas quando o Richard também começou a usar eu me choquei muito, sabe? Você está conseguindo conduzir isso extremamente bem, Airton, cada capítulo é uma bomba, a novela não tem barriga e é muito bem escrita. Realmente não sei como consegui ficar tanto tempo longe de “Descobertas”, é uma das minhas prediletas, cara! OBRIGADO!

    Mas agora vamos comentar o capítulo em questão, tentando mesmo me redimir por não ter comentado todos os outros. E que isso mude real nessa reta-final eletrizante.

    CAPÍTULO 33

    Carlos, Fernanda e Wesley simplesmente acabados com o que aconteceu com Richard. É muito triste ler essa cena, filho apontando arma pra mãe, completamente possuído pelo vício. Eu realmente não sei como o Richard foi chegar a esse ponto, malditas seja essas drogas! Logo agora que ele estava ganhando a minha torcida, virando um bom garoto ao lado de Luana, cara… Pô, ela tá grávida, eu achei de verdade que ele não iria usar a droga aquele dia na boate, mas foi ao contrário, ele se tornou um viciado tanto quanto Bruna. Estou triste demais pelo personagem, que realmente se destacou muito mais depois de seu envolvimento com drogas, mas espero que esse não seja o fim dele. No mais, aos berros com o arrastão no shopping, Ryan eu te odeio. Na minha cidade já teve um arrastão do tipo num shopping também, sofremos com os delinquentes?

    As reviravoltas de “Descobertas” me chocam, sabe? Quando que eu imaginei que Stefanny entraria num fórum para ser julgada por tudo que fez com a Maria?! Sério, berrei com isso também, o mundo dá muitas voltas e a vida é mesmo uma roda gigante. Relembrarei rapidinho um dos melhores momentos da trama, já que toquei no nome da cobra: A cena em que Rosa cai em si sobre a filha que tem e dá uma surra de cinto em Stefanny está entre as melhores dessa web-novela. Foi extremamente forte, eu senti daqui a dor no coração que a Stefanny deve ter sentido ali, totalmente humilhada, fora a dor nas nádegas, claramente.

    Mas enfim, voltando à cena do capítulo 33, Jonathan realmente mudou, e mudou até um pouco antes do acidente em que o deixou desfigurado, é bom demais ver a roda gigante em que esse personagem viveu. Começou um embuste e terminou herói, verdade, e hoje eu bato palmas de pé para Jonathan. O depoimento que ele deu foi incrível, e ele fez isso completamente ciente de que tudo poderia se reverter e ele mesmo poderia entrar em julgamento… Amamos a mudança do mocinho?

    No mais, Stefanny é louca e está merecendo passar por tudo isso, e vai sofrer ainda mais porque ela não aprende com os tombos que a vida dá nela. E bjs de Lucas.

    A trilha sonora dos viciados, “Música e Crime”, já se tornou quase um hino na novela e eu começo a ouvir quase toda vez em que vejo a trilha na cena, responsável por umas cenas tristes, que é o envolvimento dos adolescentes com drogas. Ai, Richard, o que você foi arrumar da sua vida, rapaz? Devendo dinheiro pro filho da p@&# do pai do Ryan, sofrendo ao extremo com essa situação. E o pior é o que o Ryan nem se abala com nada e mesmo sabendo que a Bruna, por exemplo, estava endividada até o pescoço, foi um cara horrível com ela! Ryan merece cair de um precipício, esse diabo, odeio ele com todas as minhas forças. Ou então esse cara que vá se tratar numa clínica especializada e parar de atrapalhar a vida alheia, porque não está sendo fácil.

    E gritei com o depoimento de Abigail. O cerco parece que está se fechando cada vez mais para Stefanny, ela só vai ficando sozinha e mesmo assim a diretora omissa segue defendendo a vadia… Vai entender as loucuras dessa mulher.
    Patricia chegou para depor e mais uma vez “Descobertas” nos mostrando as imensas voltas desse Brasil. Eu podia jurar que a Patty iria seguir sem uma função bacana na web e iria apenas ajudar a vilã em todos os planos que ela executaria, ficando ao seu lado sempre, mas não foi isso que aconteceu e a Patricia conseguiu ganhar destaque na trama e foi cada vez mais sendo humanizada, um autor competente? E sobre o seu depoimento no fórum, foi o melhor de todos, adorei o esmurro que ela deu na Stefanny. Berro com o breve esculacho que a cobra levou da ex-melhor amiga, amo de paixão. E a louca ainda ri depois de ter apanhado, Stefanny não presta, essa aí n tem jeito mesmo.

    Bem, sobre Jorge, apenas sentir esse louco e o obcecado em que ele se tornou com o passar do tempo… Eu acho que isso vai terminar de forma muito trágica envolvendo Fernanda, espero que ela não morra por causa de Jorge, que está disposto a tudo para destruir aquela família.

    GENTE COMO ASSIM?! A cobra foi simplesmente liberada do fórum e foi declarada como não culpada de nada, e o juiz ainda fala para a Maria mover uma ação contra Jonathan e Patricia. Gente???? Eu não creio real que a Stefanny conseguiu sair ilesa dessa acusação, como esse mundo é injusto! Mas felizmente Stefanny deve sofrer e pagar por tudo que fez com o passar da reta final, bem feito pra essa imunda. Paciência, Guilherme, paciência, porque os humilhados serão exautados. A vida de Maria já mudou pra melhor da água pro vinho, ela realmente virou outra pessoa depois que enfrentou Bruna no colégio, mas a Stefanny realmente não tem jeito, pelo visto, ela não consegue ter sentimentos ou um pingo que seja de amor por alguém. É triste ver uma pessoa como ela, que poderia ter de tudo na vida, ser tão baixa.

    Depois de cenas tão eletrizantes, cheguemos à cena final é responsável por um gancho gostoso pra caramba. Nunca pensei que veria Maria subindo o morro, tomei um susto, berro. Ainda bem que ela não se revoltou e foi procurar drogas com o bandido do Ryan no morro do Jaburu. Pera, Maria realmente não é a mesma e eu amo isso. É assim que se faz! Já que a justiça não fez a sua parte e prendeu Stefanny, a Maria está certíssima em bolar esse plano e oferecer dinheiro ao Ryan para ele contar a verdade pra polícia e tirar finalmente o professor Romulo da prisão. Com isso, a Stefanny vai enfim ter o que ela merece. Ryan fazendo jogo duro pra aceitar? Que ele se toque e veja que vai fazer a melhor escolha indo pro lado da Maria… Protagonista boa faz assim!

    Finalmente atualizadissimo, Airton, adoramos? “Descobertas” entra em sua reta-final me marcando muito, tudo que eu li foi incrível e um exemplo para mim, que estou começando como web autor e irei estrear na mesma faixa bem em breve… Cada cena foi muito bem conduzida, tava morrendo de saudades de ler isso aqui e de comentar, espero real que eu consiga comentar em todos os capítulos a partir de agora até o grande final!

    Parabéns mesmo por essa obra, Airton, de coração! Agora baile comigo o tema de abertura, depois de tanto tempo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Você de novo aqui, que saudades! E atualizadíssimo, amo forte! Fico muito satisfeito em saber que você gostou dos capítulos em que ficou ausente, que a condução da trama está lhe agradando, me dediquei muito a produção pra evitar barrigas. Pois então, vamos ao capítulo de hoje… O arrastão no shopping provocado por Ryan foi muito tenso mesmo, o embate entre Fernanda e Richard naquela situação é muito forte e triste, o personagem está no fundo do poço pelas drogas. Jonathan felizmente se regenerou e está fazendo de tudo pra provar a Maria que a ama e que se arrependeu, inclusive aceitando sua própria punição na justiça. Patrícia foi capacho da Stefanny a trama inteira, mas seu envolvimento com drogas deu destaque a ela, que foi crescendo e agora está buscando a cura do vício, além de depor contra a ex-amiga (e dar uns bons puxões de cabelo na frente do juiz, adoramos). A megera saiu impune da audiência, mas Maria tentará fazer justiça de outro jeito: comprando um depoimento de Ryan, será que ele aceita? Muito obrigado pelas opiniões, carinho e elogios, conto com você nos últimos 7 capítulos! E vamo bailar a abertura sim, adoooooooooooooro! ❤

      Curtir

  4. Ai, Richard… Vê você se entregando a essa porcaria me deixa muito mal. Quem te viu no início e quem te ver agora, verá muitas diferenças em ti. Mesmo num momento tão difícil e delicado, Carlos joga a culpa pra cima de Fernanda. Ô cara desumano. Espero que após ouvir a discussão de seus pais atrás da porta, Richard pare pra pensar e refletir.

    Stefanny foi inocentada? AHHHHHHHHHHHH ❤ Ai Maria… A rainha pensou em tudo não falei? Ela é uma gênia. Nem adianta correr atrás de Ryan e Rômulo pra tentar ferrar a diva não. Jonathan e a caipira, shippo sim.

    Jorge está bem confiante de que vai acabar com Catarina e Luiz. Esse ataque ao automóvel foi um absurdo. Se o casal não agir logo, quando ver poderá ser tarde demais.

    Fico muito feliz por Patrícia está se recuperando. Espero em breve ela 100% curada.

    O que será que vai acontecer com Bruna? 😮 😮 Já estou mal por causa da Yolanda. :/

    Parabéns pelo ótimo capítulo, Airton! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Richard se perdeu completamente mesmo, mas será que existe um caminho de volta, assim como Patrícia está trilhando? Stefanny foi inocentada, mas isso despertou em Maria uma fúria que a fará de tudo para punir a irmã, será que ela consegue? A vingança de Jorge está sendo elaborada na mente dele há muitos anos, sua união com Stefanny será crucial para a realização dela. Obrigado pelas opiniões, Fred! ❤

      Curtir

  5. Parabéns pelo capítulo.. esse pai do Richard é muito autoritário, e esse audiência no fórum a Stéfany saiu por cima mais acho que não será por muito tempo, será que o Ryan vai topar ajudar Maria? aguardando….

    Curtido por 1 pessoa

  6. Capítulo anterior…

    Berro com esse capítulo, sabe? Eu realmente grito com tudo. Stefanny tirou a virgindade do who do Gustavo, será que ela vai tentar usá-lo nos seus planos? Só assim pra Gustavo ter relevância na trama. O processo de Maria contra a Stefanny avança e elas se encontram no tribunal. Espero que Stefanny caia e seja punida pelo juiz, mas acho que ainda está cedo para isso acontecer, a web está na reta-final e precisa da vilã em ação. Wesley está no shopping e se encontra com Carlos e Fernanda e Carlos continua o mesmo escroto de sempre. Porém, um arrastão desvia o foco da cena e o caos se instala. Richard está participando do arrastão, e sua família está no shopping… Claro que eles iriam se encontrar. E Richard apontou a arma justamente para sua mãe, que horror, que situação. A abordagem das drogas é excelente e a situação do Richard é lamentável. No mais, ganchão​ maravilhoso​, um dos melhores e mais impactantes até agora.

    Capítulo atual…

    Stefanny se livra da punição judicial porque não tem provas concretas contra ela, sofro. Fernanda se lamenta pela destruição de sua família e num eclipse, ela enfrentou o Carlos. Maria não se conforma com a impunidade à Stefanny e decide fazer justiça com as próprias mãos. Ela procura Ryan e lhe oferece dinheiro para contar a verdade para a polícia sobre a prisão do Rômulo, mas ele fica dividido. E parece que no próximo capítulo finalmente teremos a presença do pai do Ryan. Ele é muito citado na trama, mas até agora não apareceu. Se cuide, Bruna, apenas.

    Reta-final excelente, parabéns, Airton.

    Curtido por 1 pessoa

    • Atualizou e aprovou, pois muito que bem, vou chorar. Que bom que está curtindo a reta-final, felizmente está frenética. A sedução de Stefanny a Gustavo tem segundas intenções, claramente, ela não ia ficar com o “nerd virjão” da turma sem motivos perversos. O arrastão no shopping uniu da pior forma possível a família Fernanda, Carlos, Wesley e Richard, a droga está sendo destruidora mesmo. Stefanny conseguiu escapar de uma punição agora, mas Maria não ficará imóvel e vai atrás de alguma forma de castigar a irmã. Sobre a situação de Bruna, não sou capaz de opinar, só digo que tá perigoso pro lado dela. Obrigado pelas opiniões e elogios, Jean! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  7. E vamos ao #AnalysisToday✌😛 de hoje, mesclada a análise do capítulo anterior… eu ia fazer ontem, mas houveram uns imprevistos e eu não consegui.

    Descobertas – Capítulo 32/33

    MEU DEUS DO CÉU, ESSA FESTA DA MARIA FOI UM BABADO: Stefanny rasga o vestido de Maria, Bruna enfia a cabeça de Stefanny na privada… e agora, a Stefanny seduziu o Gustavo e cedeu pra ele – AAAAAAAALELUIA! Já era mais do que esperado, as chamadas diziam que ela cederia pro Gustavo, pensei que seria quando o Jonathan ficasse deformado, porque assim, ela manteria o seu status… como ela vai introduzir ele no seu plano com o Jorge?

    A Luana pensou em abortar o bebê que espera, SOCOOOOOOOOORRO, AAAAAAAAAAAAAH! Logo ela, uma garota tão humana cometer uma atitude tão desumana… mas eu não tiro a razão dela em pensar em aborto, porque ela tá lascada, o Richard não tá querendo ajudar, acho que a única alternativa para ela conseguir criar essa criança é se o canal dela no YouTube fizer muito sucesso.

    Ryan planeja um arrastão no shopping para os viciados em drogas poderem pagar as suas dívidas, Bruna e Richard resolvem entrar no esquema, pois estão com a corda no pescoço, cansados de tanto fumar crack e muito debilitados… o que falar dessa cena do arrastão no shopping, com além da Bruna e do Richard participarem do arrastão, Carlos, Fernanda e Wesley também estão no shopping – berro que a Rosa não tá no shopping, porque ela vive lá, se safou dessa. 😛 – olha… essa cena entre Fernanda e Richard ficou top, emocionante demais… só achei um absurdo o embuste do Carlos não ter levado um tiro e nem ter morrido. 😛 e que asco dele na cena dele discutindo com a Fernanda, pior personagem EVER.

    E se iniciou a audiência do processo de Maria contra Stefanny, Jonathan, Patrícia e Abigail foram testemunhas… os depoimentos de Jonathan e Patrícia foram os mais relevantes, porque ele assumiu ter feito tudo o que a Stefanny mandou ele fazer, já ela, jogou na roda um outro crime de Stefanny: acusar o professor Rômulo de tráfico de drogas. O depoimento da Abigail foi extremamente irrelevante: ela não falou nada demais… nem algo que comprometesse a Stefanny, nem que comprometesse a Maria, seria melhor que a Rosa ou a Yolanda tivessem sido testemunhas… Stefanny se safou! Vadia! Cachorra! Puta! Era pra ter se fudido! Nojenta! Como diz a Regina Duarte: AI, QUE ÓDIO! Mas se a justiça não pune a Stefanny, a Maria pune do jeito que ela merece, adoro! Maria procura Ryan para ajudá-lo a punir Stefanny… será que ele aceitará? Tomara que sim!

    Bruna vai morrer, adoro! Tá na cara que isso vai acontecer: o Richard comentou que viu um homem sendo alvejado.

    A trama está nota 10! Apesar de uns deslizes que relevaremos.
    Parabéns, Airton. 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Stefanny seduziu Gustavo e com a intenção de usá-lo em um plano maquiavélico, aguarde… Luana está tão assustada com sua gravidez que cogita em abortar, mas será que ela vai ter coragem? O encontro de Fernanda e Richard no arrastão foi muito chocante, as drogas realmente o consumiram. Stefanny se safou por falta de provas, mas agora Maria vai tentar reunir uma prova, nem que seja comprando Ryan, resta saber se ele vai aceitar. Obrigado pelas opiniões, Roberto, e lamento pelos deslizes! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  8. Não poderei opinar nem ler agora, por hora deixo meu ponto, amanhã teremos opiniões gostosinhas. Ah, acho que a Bruna vai ser baleada pelo pai do Ryan mas não morrerá, eu coloquei lá como doença mas ela não é uma consequência das drogas (acho né), aí ela vai se regenerar, sofro com minhas teorias. Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Capítulo 25
    Eu estou sem palavras pra esse capítulo, serio mesmo. Victor é um babaca, eu entendo que ele sempre teve a convicção de sua heterossexualidade, e da forma que ele lembrou (por flashs) não facilita as coisas; mas nada disso teria acontecido se não fosse ele, se não fosse por vontade dele. Toda a culpa, é dele. Maria se mostrou ser uma pessoa muito fria, ela apenas retribuiu o beijo do Jonathan. Eu sei do amor dela por ele, do feio que ele fez a ela. Mas eu no lugar dela, após o beijo, sentiria uma coisa estranha, sei lá; afinal, não é fácil tudo que ela passou. Wesley se revelou gay pra família, e Carlos como é preconceituoso e homofóbico, não aceitou. E acabou agredindo toda a família, até mesmo sua esposa. A sequência da cena foi ótima. Transmitiu a tensão e o drama que tinha o que ser passado. Simplesmente, ótima cena (em questão de sequência, óbvio).

    Capítulo 26
    Gente… Que capítulo é esse? Socorro. Eu gritei com a cena da Patricia KKKKK. Épico d+, a cena dela procurando a calcinha kkk. Jonathan enfim, foi tolerável nesse capítulo. Eu sei que ele errou, e quem merecia sim uma segunda chance, todo mundo erra, todos somos humanos. Eu não curto ele e Maria, ok, direito meu; mas acho super válido essa mudança nele como serumano. Wesley após ser expulso de casa, vai morar com Maria na pensão. Richard deu uma surra no Victor, adorooo. Confesso que sou contra violência, mas isso é consequência do Victor, por ele agredir o Wesley. Infelizmente Richard começou a se drogar… Wesley procura Rosa e expõe tudo sobre ele e Lucas. Depois ele acessa o computador do Lucas e acham o esboço da carta. Eu to chocado! Vem revelações, só vem!!!

    Capítulo 27
    “Bruna, tu ta metida com droga, minha filha” Esse meme descreve exatamente esse momento. Jonathan aceita depôr, mesmo sabendo que sera prejudicado, em favor da Maria. O personagem está ganhando pontos positivos comigo… Mas apenas pontos positivos, nada mais que isso. Luana encontra Richard dormindo no meio da rua, drogado. Estou adorando o canal da Luana. Rainha faz assim. #SalveYolanda. Rainha não pode morrer, não pode. Após uma discussão tensa com Bruna, onde ela descobre que a filha esta consumindo drogas, Yolanda enfarta, e Bruna aproveita a situação para roubar a mãe e todo o seu dinheiro. Rosa deu uma surra na Stefanny, super merecido.

    Capítulo 28
    Patty vai ao seu limite e consome drogas dentro do Colégio Máximo. Em um ‘acerto se contas’ com Stefanny, Stefanny revela a Abigail sobre Patty. Abigail estava pra punir Patty, mas Ryan elabora um plano e ambos saem da escola. Apesar da situação da Patty, a personagem acaba se saindo como um alívio cômico. A cirurgia de Yolanda ocorre tudo bem, e a rainha receberá alta médica, adorassem. Wesley e Maria se mudam pra mansão, e logo criam treta com Stefanny, por ela ser contra. Gente, eu realmente adorei esse embate do Wesley e Victor. Wesley pisou muito no Victor, deixou ele sem reação… Pisa mais, Wesley, eu te imploro! Stefanny promete vingança. Vamos ver até onde ela ira chegar!

    Capítulo 29
    Jorge e Jonathan se confrontam. Infelizmente Maria volta pro Jonathan. Stefanny faz da vida de Wesley e Maria um verdadeiro inferno. Richard procura Ryan em busca de crack. Estou com pena do Richard… Luana descobre que está grávida. Logo agora, nesse momento difícil, que tudo está desmoronando!

    Capítulo 30
    Me julguem, mas eu acho que a Stefanny está em uma das suas melhores performances. Tudo que ela faz, tem um peso em cima de Maria, Wesley, Luana e tantos outros. Richard não aceita o filho de Luana. Fiquei surpreso de ele não ter procurado ela quando estivesse sóbrio, já que tudo que ele faz, é por efeito de drogas. Patty confessou tudo e foi internada em uma clínica de reabilitação e cancelou sua matrícula no Colégio Máximo. Gostei dessa recuperação da personagem, só é uma pena que agora, ela deve sair da trama. E se voltar a aparecer, deve ser no último capítulo. O que é uma pena, já que apesar de tudo, era uma ótima personagem sim!

    Capítulo 31
    Bruna está totalmente entregue ao vício por drogas. Jorge e Catarina poderiam simplesmente acionar a polícia pro Jorge, ne? Mas não iria adiantar de nada. Eles não tem nada contra o mesmo, sem falar que ele já cumpriu sua pena na prisão, o que faz que Jorge fique praticamente livre. Bruna se vingou de Stefanny, e fez a mesma coisa que Stefanny fez com ela. Eu grito. Victor não consegue mais ter ereção com garotas, e flashs dele com o Wesley lhe toma a mente. Parece que o jogo virou, não é mesmo? Bruna esta doente, e sinceramente? Sinto muita pena da Yolanda, ela não merecia isso… Jorge e Stefanny estão a um passo de se unir. E por fim, no próximo capítulo, chega o dia da audiência entre Maria e Stefanny no fórum.

    Capítulo 32**
    Felizmente Gustavo ganhou destaque nesse capítulo. Um personagem desses bicho, que infelizmente se tornou figurante de luxo. Eu realmente não faço ideia do que esperar desse plano da Stefanny. Engravidar do Gustavo e dizer que o filho é do Jonathan? Acho meio improvável, mas enfim, veremos como ira se desenrolar esse núcleo. Bruna e Richard estão em um fria: devendo dinheiro para um traficante, que começou a ameaçar eles. A desculpa de Wesley de que ele fora de casa, dificulta a ajudar o irmão, pra mim, não serviu. Ele e o Jonathan podem sim, ajudar o Richard a sair dessas. Resta apenas eles querer realmente. A audiência entre Maria e Stefanny começa. E está bem real. Os diálogos deixaram a cena, bem real. Eu nunca fui em um fórum de audiência, mas não precisa ter ido pra saber, ne? Essa última cena do gancho foi bem “forte” e intensa. Impactou, foi profunda, foi tensa…

    Capítulo 33
    Stefanny ‘ganha’ o processo movido por Maria. Estou boquiaberto com o plano. Olhando de uma visão geral, eu vejo que a Stefanny foi minuciosamente detalhista, e muito calculista. Ela soube se livrar exatamente tudo, que relacionasse o crime a ela. Maria também foi espera: procurou Ryan, o propôs muito dinheiro. E eu espero que ele aceite ‘ajuda-lá’. Caso ele faça isso, o processo pode ser reaberto, e não terá como Stefanny fugir: todas as provas irão fazer sentindo, tudo ira se ligar a ela, e ela irá cair.

    Teoria
    Lembra quando eu disse que não imaginava um desfecho para o núcleo dos drogados. Mas agora, com essa reta-final, eu conseguir criar uma teoria de desfecho. Patty foi a primeira, ela se reabilitou, e trilha o caminho pra se livrar do vício. Bruna será morta (como o spoiler no final deixou subtendido). Yolanda não merecia, ela só queria fazer da família dela, uma família feliz, coitada. Ryan não deve aceitar de primeira a proposta de Maria, mas com o acontecimento de Bruna, ele deve se render, ir para a fundação casa, para quando sair, sair com dinheiro e ‘seguir em frente’ (da forma dele). Acho que Wesley e Jonathan se uniram para ‘salvar’ o irmão do vício. E assim, ele seguirá para um clínica de reabilitação, e ira trilhar pelo caminho da pra se livrar do vício. E também sendo feliz com Luana, e assumindo o filho que ela espera .

    E
    Estou atualizado, adorassem? E agora com um comentário específico melhor do que dá outra vez, amamos? E vamos nos preparando para os últimos capítulos de Descobertas. Parabéns, Airton 😀 ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Você atualizado, adoooooooooooooooro, um comentário específico luxuoso desses, bicho. Nem sei o que responder a altura, mas enfim, fico muito feliz que tenha conseguido se atualizar e esteja curtindo os rumos dos personagens, em especial que está compreendendo melhor as mudanças no caráter de Jonathan e Victor, assim como os planos da Stefanny. Sobre as teorias, adorei hein, muito bem boladas, mas será que elas vão se confirmar? Obrigado pelas opiniões, Flávio! ❤

      Curtir

  10. Situação bem triste para uma mãe como Fernanda ver Richard apontando revólver pra se afundar cada vez mais nas drogas por causa de um pai inconsequente como Carlos, o qual eles deviam ter abandonado faz tempo e deixando o próprio se afundar com as bebidas :/ O ruim da Luana ter um bebê na adolescência é que ela não é tão madura a ponto de cuidar de uma criança, esse assunto é bem questionado nos dias de hoje se deve abortar ou não, devido a uma lei de legalização do aborto, interessante, me lembrei disto. Stefanny se safou 😡 Ryan pelo menos vai prestar pra algo bom. Mais um capítulo ótimo 😀

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s