O Amor que Definha – Capítulo 03

Observações: Cenas normais (sem ‘dramatização’ na descrição da cena) passam-se nos dias atuais (2017), cenas que tem ‘dramatização’ na descrição passam-se em 2012, e são cenas gravadas pela série produzida por Betrix.

Caso ainda não tenha lido, confira: Capítulo 0001 – 02

 

Cena 1 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

Wandi estava chorando, e Julietty o abraça, Edilana acaba entrando na sala para amparar o amigo.

WANDI: Se eu soubesse o que a mãe dele tinha feito pra ele, eu jamais teria o deixado naquele dia.

BETRIX: O que ela fez? – Perguntou do outro lado.

EDILANA: Agora não é hora, tu não percebeu que ele não está em condições?

BETRIX: A história precisa continuar, vamos Wandi, me diz o que a Etelvina fez pro Jean?

A câmera foca os olhos tristes de Wandi.

WANDI: Ela estuprou ele.

EDILANA: Não foi bem isso…

BETRIX: Então falem, como ocorreu?

 

Cena 2 – DRAMATIZAÇÃO/Boutique Quartzo/Manhã/Int.

Passou-se uma semana desde a morte de Clarita, naquele momento nem havia mais investigações acerca do acontecimento, todos encararam como uma fatalidade, mas nunca o viram como assassinato.

O fato é que depois do assassinato, alguém estava com a câmera de Clarita onde tinha salvo todas as filmagens daquele dia, isso incluía a cena de morte de Clarita, e descobriram isso quando a primeira cena foi vazada.

Edilana e Julietty comentavam sobre isso na boutique.

JULIETTY: Tu viu Edilana o vídeo que saiu da festa da Clarita?

EDILANA: Sim.

JULIETTY: Credo, quem será que tá fazendo isso? A garota morreu…

EDILANA: Mas não foram os pais dela que postaram, tipo como forma de homenagem?

JULIETTY: Tá louca? E iam postar numa conta anônima, aham.

EDILANA: Se bem que é bem estranho, ainda mais que o vídeo não é nada para se elogiar.

Wandi que estava até então dobrando algumas roupas do lado das duas percebe a conversa e fica curioso, então decide se aproximar e perguntar sobre o que elas tanto falavam.

WANDI: Do que vocês estão falando?

JULIETTY: Nada, sai daqui e volte a trabalhar.

Wandi silencia e volta para suas tarefas.

EDILANA: Coitadinho.

JULIETTY: Coitadinho nada, não queria ele aqui, ainda não engoli essa contratação mal feita da Etelvina, mas ela me paga.

As duas continuam conversando enquanto Wandi apenas observa de longe.

 

Cena 3 – DRAMATIZAÇÃO/Casa de Wandi/Quarto/Int./Tarde

A curiosidade levou Wandi até seu computador onde não precisou pesquisar muito para encontrar o vídeo o qual Edilana e Julietty mencionaram dentro da Boutique.

Wandi coloca o vídeo reproduzir.

 

Cena 4 – DRAMATIZAÇÃO/Cena do Vídeo/Casa de Clarita/Jardim/Ext./Noite

A cena é filmada pela própria Clarita, ela está apresentando alguns convidados, quando sua câmera foca em Antenora, a empregada da família.

CLARITA: Vejam a pobre Antenora em seu habitat natural. – Disse aos risos filmando a velha com uma bandeja na mão servindo os convidados. – Venha Ângelo.

Ângelo, o melhor amigo de Clarita, estava junto dela e os dois seguem Antenora até a área do outro lado do jardim onde se encontravam outros poucos convidados.

CLARITA: Antenora! – Gritou ela chamando a atenção da velha. – Venha nos servir, serviçal.

ÂNGELO: Não a trate dessa forma.

Clarita começa a rir.

CLARITA: Quer que eu a trate como?

Antes que Ângelo a respondesse, Antenora surge com a bandeja e um sorriso doloroso no rosto.

CLARITA: Mas é muita petulância uma pessoa de sua classe estar em minha festa.

ANTENORA: Alguma coisa hoje, dona Clarita? – Disse oferecendo os doces que trazia em sua bandeja e ignorando a forma rude como sua “sinhazinha” a tratava.

CLARITA: Que tal um copo de água?

Aos risos Clarita empurra Antenora dentro da piscina, a bandeja vai ao ar e a velha cai se debatendo naquela água transparente e morna, ao luar daquela noite, as lágrimas de humilhação da velha misturaram-se com o cloro daquela maldita piscina.

Os convidados de elite apontaram o dedo e riram descaradamente fazendo comentários depreciativos a respeito daquela coitada.

Clarita desliga a câmera.

 

Cena 5 – DRAMATIZAÇÃO/Casa de Wandi/Quarto/Int./Tarde

De volta ao quarto de Wandi, ele ainda encarava a tela de seu computador em estado de choque, ele nunca imaginou que o dito vídeo fosse aquele, estava mais do que claro que aquilo não era uma homenagem, na verdade alguém estava tentando expor os acontecimentos daquela noite, e mostrar a todos o que aconteceu.

WANDI: Meu Deus.

Foi nesse momento que uma batida na porta de seu quarto o despertou quase que de imediato fazendo-o saltar da cama.

ALANA: Filho, o seu amigo Jean está aqui.

WANDI: Pode dizer pra ele entrar.

Após autorizar a entrada do amigo, Alana deixa o quarto e segundos depois Jean aparece.

JEAN: E aí, como está sendo o trabalho?

WANDI: Poderia ter sido melhor. – Ele ri. – Mas logo me acostumo, as meninas parece que não aceitaram muito a ideia de eu ir trabalhar lá.

JEAN: Quer que eu fale com a minha mãe sobre isso?

WANDI: Não! – Ele respira. – Essa é uma coisa que precisamos falar.

JEAN: O que?

WANDI: Eu não quero mais que você meta sua mãe na minha vida.

Jean o encara meio estranho, mas em seguida desvia o olhar para o computador.

JEAN: Tá vendo sacanagem?

Antes mesmo que Wandi tentasse impedi-lo ele consegue ver o conteúdo que estava aberto.

JEAN: Então até você viu o vídeo?

WANDI: Desculpa, eu sei que tu era amigo dela, eu só fiquei curioso, tá todo mundo na cidade comentando sobre isso.

JEAN: É… – Ele mostra-se abatido e nervoso mais uma vez. – Sobre isso eu queria te contar uma coisa. – Ele começa a tremer e por um instante ele fica pálido.

WANDI: Pode falar.

JEAN: Na festa da Clarita…

Apreensivo Wandi segura as mãos de Jean, os olhares trocados pelos dois acendeu algo que estava pulsando entre ele há muito tempo.

WANDI: Confia em mim.

Antes que Jean dissesse alguma coisa, o computador de Wandi o notifica da postagem de mais um vídeo.

WANDI: O que é isso?

Os dois voltam-se para a tela do computador e deparam-se com a foto de descrição em destaque de Clarita nua, e o foco é na descrição do vídeo em negrito “Clarita dando em festa de aniversário.MP4”.

JEAN: Não abre o vídeo. – O medo tomava conta de Jean, que rapidamente desliga o computador de Wandi.

WANDI: Mas por que?

Jean começa a chorar desesperadamente, foi a primeira vez que ele chorou na frente de Wandi.

JEAN: Eu não acredito que isso tá acontecendo comigo.

WANDI: Eu juro que não estou te entendendo, por favor, me fala!

JEAN: Sou eu no vídeo, Wandi. – O olhar desesperado de Jean fez Wandi sentir uma forte pontada em seu coração, como se estivesse pronto para morrer, mas o que ele sentia era incerto. Ambos estavam perdidos em dolorosos acontecimentos.

JEAN: Promete pra mim Wandi, que tu não vai ver o vídeo, promete?

Mesmo sentindo-se fraco diante daquela tristeza que corroía seu coração amargo, Wandi teve forças para falar.

WANDI: Fica calmo tá. Eu não vou ver, agora me conta por que tu fez isso?

JEAN: Eu não fiz nada. – Ele chorava sem cessar. – Na verdade minha mãe me obrigou a isso, eu juro que eu não queria, ela me obrigou, me forçou a fazer sexo com Clarita e ainda gravar pra ela ter certeza de que eu havia deixado de ser virgem.

WANDI: Tu era virgem…?

JEAN: Wandi eu…

WANDI: Jean acho melhor tu ir pra casa.

JEAN: Wandi por favor, eu não tive culpa de nada.

WANDI: Eu sei que não teve, acontece que estou muito cansado e quero dormir um pouco, fica tranquilo eu sou seu amigo não vou ficar nessa de vídeo, bola pra frente, tá?

Mesmo tentando acalmar Jean, Wandi estava morto por dentro, e quando viu Jean partir naquela tarde, ele sentiu que o amava verdadeiramente.

 

Cena 6 – DRAMATIZAÇÃO/Boutique Quartzo/Manhã/Int.

Um dia se passou, e Wandi estava de volta ao trabalho, agora ouvia novamente os comentários de Julietty e Edilana.

JULIETTY: Tu viu o novo vídeo que saiu?

EDILANA: Capaz que eu não ia ver, eu nunca pensei.

JULIETTY: A polícia já esta investigando isso, mas eu tenho certeza de que o Ódilon deve estar por trás disso.

EDILANA: Como assim?

JULIETTY: O Ódilon rouba as coisas, provavelmente ele roubou a câmera da Clarita e agora está vazando os vídeos daquela noite.

EDILANA: Será que vão vazar a cena em que você chama ela de vaca?

As duas riem enquanto Wandi apenas observa de longe, a curiosidade de ver o vídeo o corria cada vez mais.

 

Cena 7 – DRAMATIZAÇÃO/Casa de Wandi/Quarto/Int./Tarde

Wandi estava de volta em casa. Seu olhar triste encarava a tela do computador e não sabia ao certo se seguia a promessa ou olhava o conteúdo de uma vez por todas.

ALANA: Filho, venha comer.

WANDI: To sem fome.

Alana tinha o costume de invadir o quarto de Wandi sem bater, em ocasiões raras ela batia apenas para anunciar a chegada de alguns poucos amigos de Wandi, que até o momento era apenas Jean, futuramente incluiria Edilana e Julietty.

WANDI: Mãe pode sair do meu quarto?

ALANA: Nossa, que grosso, não entro mais nessa merda.

Alana sai revoltada e Wandi se tranca, corre até a cômoda e pega seu fone de ouvido, ele finalmente criou coragem para ver o vídeo.

Ligou o computador e acessou o canal anônimo que estava postando os vídeos, e deu play.

 

Cena 8 – DRAMATIZAÇÃO/Casa de Clarita/Banheiro/Noite/Int.

O vídeo começa e já é possível ver exposta a pele nua, Clarita está de frente a um espelho e é possível ver sua barriga definida, ela ainda está ajeitando o ângulo da câmera e a medida que afasta o foco revela mais da cena, ela está aparentemente nua, e atrás está Jean, não é possível ver seu rosto direito, mas é possível ver a expressão de dor e nervosismo no pouco que é mostrado, o ângulo da câmera foca mais em Clarita e seus seios avantajados.

Clarita está apoiada na pia, enquanto Jean que está atrás dela aparentemente também está nu, dá apenas para ver parcialmente o peitoral definido dele, os dois compartilham de um momento breve, mas intenso.

As mãos de ambos invadem a privacidade um do outro, em meio a gemidos e sussurros de palavras que não são entendidas muito bem.

Mais uma vez, Clarita vai até a câmera e a desliga.

 

Cena 9 – DRAMATIZAÇÃO/Casa de Wandi/Quarto/Int./Tarde

A cena acabou com Wandi em prantos, ele nunca imaginou que Jean fizesse uma coisa dessas, foi quando alguém bate na porta.

WANDI: Quem é?

JEAN: Sou eu, Wandi abre a porta.

Wandi se desespera, ele limpa as lágrimas com seu lencinho, em seguida desliga o computador e abre a porta.

Jean o encara.

JEAN: Estava chorando?

WANDI: É, eu tava vendo uma série.

Jean suspira, e vai reto para a cama deitar.

JEAN: Eu to péssimo com o que aconteceu, na verdade minha mãe ficou feliz com isso.

WANDI: Por que?

JEAN: Agora todos acham que eu sou hétero.

Aquela frase faz Wandi sentir-se tonto e ao mesmo tempo confuso.

WANDI: E tu não é?

JEAN: Realmente tu acha que eu sou? A minha mãe acha que pode me curar, nem parece uma psiquiatra.

WANDI: Jean eu não sabia…

Wandi toca a mão de Jean que recua no mesmo momento.

JEAN: O que é isso Wandi?

WANDI: Eu pensei que não tivesse problema.

Jean salta da cama, e encarava Wandi com desprezo.

JEAN: Não é porque sou gay que vou ficar contigo, meu Deus de onde tu tirou essa ideia de que eu ficaria contigo?

WANDI: Jean me desculpa.

JEAN: Ai me esquece Wandi.

Jean sai enquanto Wandi chora em silêncio.

 

 

Cena 10 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

Betrix grita do outro lado.

BETRIX: Corta!

Nesse momento Edilana, Wandi e Julietty deixam a sala, indo para o corredor.

EDILANA: Tá bem, Wandinho?

WANDI: Estou. – Sua voz saiu rouca e quase sem força, querendo dizer o contrário.

Enfim, Betrix surge no corredor e se junta ao trio de amigos.

JULIETTY: Posso saber o motivo pelo qual tu cortou a gravação?

BETRIX: Acho que isso já está bom para um primeiro episódio.

EDILANA: E o gancho? A cena polêmica que prenderia atenção do público para o próximo capítulo?

BETRIX: Séries não precisam disso, podemos colocar vários teaser como anúncio do YouTube, até as pessoas voltarem a assistir a série. – Ela sorri. – Para o próximo episódio eu quero focar mais nas imagens vazadas da Edilana.

JULIETTY: E as mortes?

BETRIX: Começaremos a partir do terceiro.

Wandi sorri sem graça.

WANDI: Vai colocar uma bela de uma barriga nessa sua série, pensei que iriamos direto ao assunto.

BETRIX: E que graça teria começar a mostrar a morte dos personagens sem antes fazer o público amá-los?

Todos silenciam, então Betrix sai.

 

Cena 11 – Trider/Sala de espera/Tarde

Wandi caminhava de um lado para o outro enquanto Edilana e Julietty aguardavam sentadas.

EDILANA: Sabe que sou contra tudo isso que está acontecendo.

JULIETTY: Mas não tem outro jeito, tu sabe.

Edilana pega um vidrinho prata onde guardava no bolso de sua blusa e toma alguns goles de tequila.

EDILANA: Preciso molhar o bico e me preparar pra falar sobre minha vida.

JULIETTY: Calma Edilana, vai ficar tudo bem.

Elas continuam conversando enquanto o tempo passa rapidamente.

 

Cena 12 – Imagens da Cidade

Passagem de tempo, 1 dia depois.

 

Cena 13 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

Edilana estava sentada em um banco olhando diretamente para a câmera, ela vestia uma roupa preta, com uma maquiagem igualmente pesada, em suas mãos estava o vidrinho com tequila, antes de começar a falar ela toma tudo em poucos goles.

EDILANA: Agora eu estou pronta. – Sorriu, triste. – Naquela tarde eu e a Julietty estávamos falando sobre as teorias do que estava acontecendo…

Um corte rápido e a cena foca o rosto de Julietty.

JULIETTY: Eu e Edilana adorávamos conversar durante o trabalho.

 

Cena 14 – DRAMATIZAÇÃO/Boutique Quartzo/Int.

Julietty estava toda produzida, como se estivesse pronta para sair a uma festa chique, sua amiga a admira e elogia.

EDILANA: Tá linda, vai ir aonde?

JULIETTY: Djavan me convidou para o jantar de noivado do Ódilon e a amante dele.

EDILANA: Entendi.

JULIETTY: Tu nem sabe o que aconteceu.

EDILANA: Conta.

Julietty olha em volta para ver se Wandi não estava por perto, pois ele poderia ouvir a conversa das duas e assim que ela se certifica que ele não estava no salão principal ela decide falar.

JULIETTY: Tu acredita que o Gildo recebeu uma carta?

EDILANA: Que Gildo? E que carta é essa?

JULIETTY: Meu Deus Edilana, o Gildo o pai da defunta.

EDILANA: A tá.

 

Cena 15 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

É feito um corte rápido de volta a sala de gravações aonde Julietty e Edilana estavam contando a história.

JULIETTY: A Edilana não sabia quem era o Gildo.

Um corte para a Edilana.

EDILANA: Eu não sabia quem era o Gildo.

 

Cena 16 – DRAMATIZAÇÃO/Boutique Quartzo/Int.

De volta a cena de dramatização, Julietty continuava contando os detalhes.

EDILANA: Pera aí, o que a carta queria dizer?

JULIETTY: Na carta que o Gildo recebeu estava escrito que, ou ele cometia suicídio em até 24 horas ou alguém que ele amava muito morreria.

EDILANA: Nossa, isso é muito estranho.

 

Cena 17 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

De volta a sala, o foco é no rosto sério de Julietty.

JULIETTY: Edilana achou aquilo tudo muito estranho. – Ela suspira.

 

Cena 18 – DRAMATIZAÇÃO/Boutique Quartzo/Int.

Retomando a cena de onde havia parado, Edilana conclui.

EDILANA: Então isso significa que Clarita foi assassinada, e na verdade ela não morreu de uma simples overdose.

JULIETTY: Eu sei lá Edilana, só sei que o Gildo abriu o caso novamente para que a polícia investigasse melhor a morte da filha dele.

As duas encaravam-se seriamente.

JULIETTY: Mas pelo amor de Deus não conta isso pra ninguém, já pensou se a cidade inteira fica sabendo disso? Vão todos entrar em pânico.

EDILANA: Não, fica calma sua louca, isso pode ter sido apenas uma coincidência.

JULIETTY: Eu sei lá, isso tem cara de Ódilon.

EDILANA: Como que tu ficou sabendo disso?

JULIETTY: O Djavan que me contou, afinal o Gildo é tio dele, né Edilana.

EDILANA: Ah então daqui a pouco todo mundo da cidade vai ficar sabendo.

JULIETTY: Tá me chamando de fofoqueira?

EDILANA: Não, magina.

 

Cena 19 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

Julietty faz um comentário a respeito.

JULIETTY: Eu pensei que a Edilana tinha me chamado de fofoqueira.

Um corte rápido e é a vez de Edilana fazer o comentário.

EDILANA: Eu realmente chamei a Julietty de fofoqueira.

 

Cena 20 – DRAMATIZAÇÃO/Casa de Wandi/Quarto de Wandi/Noite/Int.

Wandi novamente estava em seu quarto fazendo o que sempre costumava fazer todas as noites, nada.

Wandi decide ligar o computador e acessar o canal anônimo que postava os vídeos para saber se mais algum tinha sido upado, pois fazia três dias desde o último vídeo que mais nenhum tinha sido postado e para sua surpresa tinha um novo vídeo.

“Convidada de Honra”.

 

Cena 21 – Trider/Sala de Gravações/Tarde

De volta a sala de gravações, Wandi olhava seriamente para a câmera.

WANDI: O vídeo vazado da vez era da Edilana, a minha patroa. – Ele fecha os olhos por segundos. – Foi horrível…

 

CONTINUA…

Anúncios

44 thoughts on “O Amor que Definha – Capítulo 03

  1. No início, eu imaginei que o Wandi estava chorando a morte do Jean. A Julietty ter falado em “mortes” nesse capítulo, obviamente denunciou que a Clarita não foi a única a ter morrido de 2012 até aqui. Teria sido o Jean outra vítima? Ficou claro nesse capítulo que o Wandi tá chorando a rejeição do Jean, mas estaria ele também chorando a morte dele?

    Com os depoimentos da Julietty e da Edilana, não tive como não lembrar disso:

    Curtir

    • Realmente acontece mais algumas mortes, será que o sentimento de Wandi era pela morte de Jean ou pela rejeição?

      E sobre os depoimentos (eu nem minto, RAO me inspirou muito para que eu criasse essa cena), eu na verdade coloquei pra tornar o capítulo cômico e engraçado (espero que tenha funcionado), mas não vai ser tão recorrente assim, mas é uma boa base para mostrar mais a característica da trama, e mostrar também mais naturalidade por parte dos personagens que narram a história.

      Muito obrigado Glay 😀

      Curtir

  2. Durante “O Amor que Definha” e as demais tramas adultas que eu acompanhar, farei análises semanais: toda sexta-feira eu comentarei sobre os capítulos da semana. Ainda não tive tempo de ler com calma esse capítulo, mas no entanto, deixo a minha participação na audiência e digo que a história está muito boa, considero OAQD como um dos seus melhores trabalhos.

    Parabéns, Hivan. 😀

    OBS: se você tivesse que escolher o mais cruel entre todos os vilões que você já escolheu nas suas webs, qual seria?

    Curtir

    • Nossa, pra mim é uma honra ouvir que esse é meu melhor trabalho, mesmo estando no começo, isso mostra que estou andando pelo caminho certo, e isso me deixou muito feliz, afinal “O Amor que Definha” é uma web que eu amo, estou amando escrevê-la.

      O mais cruel de todos os vilões que eu já criei, olha eu fico na dúvida entre o Geórdio e o Jiones, mas como é pra escolher só um eu acho que o Geórdio (de Alvos da Sociedade) era um vilão horrível e acho que a forma como a web foi concebida me marcou muito também, tinha uma aura pesada e cheia de ódio, o vilão só acrescentou, acho que por isso me marcou mais que Jiones.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: O Amor que Definha – Capítulo 05 | TV MIX ::. Audiência da Tv

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s