Descobertas – Capítulo 40 (Último Capítulo)

CENA 01: RUA, EXTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Solo por Amor – Instrumental (Samo).

A mansão está em chamas e é visível do lado de fora. Maria assiste tudo, enquanto aciona o corpo de bombeiros com seu celular, tremendo de nervosismo. Não demora muito e a polícia chega, juntamente com Catarina, ambos foram avisados por Maria há poucos minutos. Catarina desce do carro e corre até o portão de sua mansão, ficando paralisada ao ver tudo em chamas e em saber que Luiz e Jonathan estão lá dentro com Jorge. Imediatamente, sua memória viaja no tempo, no dia em que ela chegou em frente a sua casa em chamas em Macapá, onde toda sua família morreu por culpa de Jorge. Flashs intercalados do incêndio do passado com o incêndio do presente invadem a mente de Catarina, que começa a chorar e sentir uma grande revolta.

(CATARINA): – Meu Deus, não pode ser… De novo não, por favor! Eu preciso fazer algo, não posso deixar a tragédia se repetir!

Catarina continua a observar o incêndio, enquanto o corpo de bombeiros chega ao local e Maria se aproxima dela.

(MARIA): – Vem, Dona Catarina, deixa os bombeiros entrarem pra apagar o incêndio.

Maria puxa Catarina pelo braço, mas é inútil, ela continua agarrada nas grades do portão, com um olhar gélido e melancólico. Logo, ela se solta de Maria, abre o portão e corre em direção a mansão em chamas, sob os gritos de Maria, dos policias e dos bombeiros. Catarina ignora a todos e corre desesperadamente, lembrando os pais e do irmão, mortos carbonizados por Jorge no passado, decidida a fazer algo pra impedir que a tragédia se repita.

CENA 02: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, INTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Catarina entra na sala da mansão, que está em chamas, com muita fumaça. Ela cobre o nariz com a mão e começa a tossir, ficando com a visão turva, mas tentando procurar por alguém naquele cômodo. Muito nervosa, ela caminha entre o fogo e resolve subir as escadarias, quando é puxada pelo braço com força por Jorge. Eles se encaram, frente a frente.

(JORGE): – Você veio pra festa, que maravilha! Tua presença é a mais especial de todas.

(CATARINA): – Seu doente, olha a desgraça que você tá causando! – gritando.

(JORGE): – Vem comigo pro jardim, vamos observar o fogo consumir tudo juntinhos pra depois a gente recomeçar nossas vidas longe de tudo e de todos. – sorrindo e puxando.

(CATARINA): – Me solta, seu louco!

Catarina consegue se soltar das mãos de Jorge e pega um pedaço de madeira que despencou do teto durante o incêndio, dando uma pancada com força na cabeça dele. Jorge desmaia na sala em chamas e Catarina solta a madeira, subindo as escadas rapidamente. Catarina caminha pelo corredor, cuidando para desviar do fogo que está por toda parte. Ela vê a porta de seu quarto aberta e entra, se desesperando ao ver Luiz amarrado em uma cadeira, desacordado, com um círculo de fogo ao seu redor. Catarina se desespera e abre o guarda-roupa, pegando um grande casaco e começando a jogar contra as chamas por várias vezes, até que consegue apagar parte das chamas que compunham o círculo de fogo. Ela se aproxima e tira a mordaça de Luiz, movendo seu rosto de um lado para outro e chamando por ele. Demora até que ele abre os olhos, muito zonzo pela fumaça.

(LUIZ): – Catarina… Sai daqui… Você corre perigo… – falando com dificuldade.

(CATARINA): – Você que precisa sair daqui senão vai morrer! Vem, eu te ajudo!

Catarina desamarra as mãos e pés de Luiz, apoiando-o em seus ombros, tirando-o do quarto com muita dificuldade. É quando ela passa em frente ao quarto de Jonathan e ouve a voz do filho, ficando com um aperto no coração.

(CATARINA): – Filho, fique calmo, eu vou te tirar daí! – gritando.

(JONATHAN): – Mãe, por favor, seja rápida, tem muito fogo aqui e a janela tá trancada com cadeado, não tô aguentando mais! – gritando do lado de dentro e tossindo.

(CATARINA): – Aguenta firme! – soltando Luiz e o apoiando na parede. – Você consegue sair sozinho, meu amor? Eu preciso salvar nosso filho! – aflita.

(LUIZ): – Consigo, vou me esforçar. Salve ele, deixa que eu vou indo. – falando com dificuldade.

Catarina beija Luiz e logo se afasta, começando a dar chutes na porta do quarto de Jonathan, enquanto Luiz caminha entre o fogo do corredor, tossindo e muito fraco. Catarina chuta várias vezes, mas é inútil, até que ela lembra-se do grampo que usa no cabelo e o retira, começando a utilizá-lo na fechadura, tentando abri-la. Após muito tempo, enfim a porta se abre e Jonathan sai correndo, abraçando fortemente a mãe.

(JONATHAN): – Graças a Deus que você conseguiu, mãe! Eu tive tanto medo de morrer! Cadê o papai?

(CATARINA): – Ele tá descendo, vamos rápido, temos que ajudar ele e sair desse inferno.

Jonathan concorda e corre pelo corredor em chamas juntamente com Catarina. Naquele momento, Jorge está começando a acordar da pancada que levou e, ainda caído, ele vê Luiz descendo o fim da escadaria e caminhando com dificuldade em direção a porta. Jorge tira o revólver da calça e aponta para as costas de Luiz, quando Catarina e Jonathan surgem no topo da escada e percebem a cena. Imediatamente, Catarina desce correndo as escadas e, quando Jorge vai apertar o gatilho do revólver, ela desfere um chute em seu rosto, fazendo-o cair para o lado e deixar o revólver no chão. Jonathan desce as escadas e segura no braço da mãe.

(JONATHAN): – Vem, vamos sair daqui! – gritando e puxando.

(CATARINA): – Não, eu tenho que acertar uma dívida antiga. – se soltando e pegando o revólver no chão. – Ajude seu pai a sair da mansão e me deixe aqui, eu já vou.

Jonathan fica receoso e com medo, mas corre até Luiz e o ajuda a sair da mansão em chamas, enquanto Catarina aponta o revólver a Jorge, que tá com o rosto sangrando pelo chute.

(CATARINA): – Levanta daí, vamos! – gritando.

(JORGE): – O que a madame quer conversar nesse momento? – levantando e rindo.

Catarina e Jorge ficam frente a frente, encarando-se fixamente, com um revólver separando eles e um incêndio de grandes proporções envolvendo aos dois.

CENA 03: FUNDAÇÃO CASA, QUARTO, INTERIOR, TARDE.

Stefanny está encostada na parede do quarto, bastante séria, enquanto as outras garotas do quarto estão deitadas em suas camas. Logo, a garota que chefia aquele quarto se aproxima com materiais de limpeza.

(GAROTA): – Toma, pode começar a faxina, dondoca.

(STEFANNY): – Tá me achando com cara de empregada?

(GAROTA): – Não, mas você vai ficar com a cara quebrada se não limpar esse quarto agora. – jogando os materiais aos pés dela. – Vamos, rápido!

(STEFANNY): –  Eu não nasci pra ser empregada de ninguém, muito menos de uma bagaceira como você.

Stefanny vai se afastar, mas a garota a puxa pelo braço e a atira no chão, sentando em cima dela e desferindo várias bofetadas em sequência em seu rosto. Stefanny grita, mas ninguém ajuda, as demais garotas incentivam a violência.

(GAROTA): – Quem manda aqui sou eu, sua patricinha mimada! – batendo. – Vai aprender a entrar na linha por bem ou por mal! – batendo.

(STEFANNY): – Socorro! Para com isso, sua ridícula! – gritando.

A garota segue esbofeteando Stefanny por algum tempo até que para e levanta, recebendo aplauso das demais garotas. Stefanny levanta vagarosamente, se apoiando no beliche.

(GAROTA): – Só pelo teu desaforo, hoje você não vai jantar no refeitório, vai doar teu prato de comida pra mim. Se alguém perguntar desses machucados, diz que você caiu no banheiro.

(STEFANNY): – Isso não vai ficar assim!

(GAROTA): – Claro que não, vai ficar roxo. – rindo. – Agora, comece a limpar o quarto se não quiser levar outra surra, mas agora de todas as garotas ao mesmo tempo. Entendeu ou eu tô falando grego?

Trilha Sonora: Team (Iggy Azelea).

Stefanny se cala e pega os materiais de limpeza, começando a fazer a faxina no quarto, enquanto as demais garotas ficam em suas respectivas camas, observando tudo e rindo entre si. Com dor pela surra e sentindo-se humilhada, Stefanny limpa o quarto, furiosa com aquela realidade, mas apenas pensando no dia em que será libertada.

CENA 04: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, INTERIOR, TARDE.

Catarina segue apontando o revólver para Jorge, em meio ao incêndio.

(JORGE): – Abaixa essa arma, Catarina, vamos conversar…

(CATARINA): – Eu não tenho nada pra conversar contigo, seu doente! Você jurou que ia se vingar de nós e eu jurei que não ia permitir que minha família fosse destruída. Pois bem, nós cumprimos com nossos juramentos, mas eu sobressai! – gritando.

(JORGE): – Tudo podia ter sido tão diferente pra nós, Catarina, eu não queria vingança nenhuma, mas vocês não me deixaram outra saída. Eu te amo e sei que você me ama também, no fundo eu sei que você ainda me ama!

(CATARINA): – Eu nunca te amei! Talvez eu tenha te amado antes daquele incêndio, mas depois que você matou toda minha família, eu só nutri um sentimento por você: ódio! E é esse sentimento que eu nutro até hoje por você! Eu te odeio, você destruiu minha vida no passado, mas eu não vou permitir que você destrua agora de novo! – gritando.

(JORGE): – Peraí, Catarina, abaixa essa arma, não faça algo que se arrependa depois, você não é capaz disso, não é do seu perfil! – nervoso.

(CATARINA): – Pela minha família, eu sou capaz de ser aquilo que eu nunca fui.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Catarina e Jorge se encaram fixamente em meio ao fogo e, sem pensar mais, ela dispara um tiro certeiro no peito dele. Logo, Jorge cai no chão, com os olhos arregalados e respirando com dificuldades, pela fumaça inalada e pelo tiro no coração. Catarina olha com desprezo a ele, lembrando de seus pais e seu irmão mortos carbonizados no passado e vira-se de costas, saindo da mansão incendiada.

CENA 05: RUA, EXTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

Maria, Jonathan e Luiz estão extremamente preocupados com Catarina, enquanto os bombeiros tentam apagar o incêndio incansavelmente e os policiais aguardam para prender Jorge. De repente, eles avistam Catarina saindo da mansão e correndo até eles, que dão um abraço coletivo e emocionados. Logo, um bombeiro se aproxima.

(BOMBEIRO): – Agora o fogo está mais brando, nós podemos entrar na mansão para resgatar alguém. Tem algum empregado, algum familiar ou amigo, o próprio culpado pelo incêndio…

Catarina olha para a mansão em chamas e lembra-se que há apenas Jorge, dando um suspiro.

(CATARINA): – Não há mais ninguém, podem apagar o incêndio e não se preocupem em salvar alguém, todos já saíram da mansão.

O bombeiro compreende e se afasta, enquanto Catarina segue abraçada em Jonathan e dá um beijo em Luiz, ao mesmo tempo em que Maria acaricia os cabelos da sogra. Catarina encara a mansão em chamas e se tranquiliza ao saber que a partir daquele momento, Jorge não vai mais persegui-la e acredita que fez justiça pela memória de seus familiares.

CENA 06: MESES DEPOIS.

Três meses se passaram. Já é dezembro. O ano letivo no Colégio Máximo chegou ao fim. Wesley terminou as consultas com a fonoaudióloga para melhorar das pequenas sequelas na fala que teve pelo tiro. Ele e Victor assumiram namoro diante de suas famílias e da escola, sendo recebidos com preconceitos, mas principalmente com apoio da maioria. Luana segue com sua gestação, estando com uma visível barriga de seis meses, continuando a fazer vídeo em seu canal no YouTube e crescendo em seguidores. Fernanda não teve notícias de Richard, para ela e para todos, ele está apenas desaparecido, ninguém sabe que ele foi assassinado na favela. Patrícia e Bruna encerram o tratamento contra a dependência química, retornando a suas casas e tentando recomeçar a vida. Ryan continua no tráfico de drogas com o pai. Rômulo se mantém na direção do Colégio Máximo, enquanto Abigail foi condenada pelos processos administrativos que respondia. Catarina e Luiz reconstruíram a mansão com o dinheiro que possuem guardado, vivendo mais tranquilos após a morte de Jorge. Maria e Jonathan seguem cada vez mais apaixonados, tanto que resolveram se casar. Stefanny sofreu diversas humilhações na Fundação Casa, mas ao completar 18 anos, foi liberada.

CENA 07: FUNDAÇÃO CASA, EXTERIOR, MANHÃ.

Stefanny está saindo da Fundação Casa, segurando uma mala, vestindo uma roupa bem simples, com os cabelos bagunçados e uma expressão facial de cansaço. Ela olha para todos os lados e não vê sua mãe e nem ninguém conhecido lhe esperando. Uma angústia invade seu peito e ela retorna à portaria da fundação, chamando atenção do guarda.

(STEFANNY): – Ei, me dê uma informação: a família é avisada quando a gente sai da fundação?

(GUARDA): – Sim, nós sempre avisamos da liberação.

(STEFANNY): – Mas minha mãe não está aqui… Será que esqueceram de avisar ela?

(GUARDA): – Impossível, nós sempre avisamos a todos. É comum pais não virem buscar seus filhos ao sair da fundação, você não é a única. Boa sorte!

Stefanny fica abismada com a indiferença de Rosa e caminha pela calçada da rua da Fundação Casa, deixando uma lágrima escorrer de seus olhos e remoendo sua solidão.

CENA 08: MANSÃO DE ROSA, INTERIOR, MANHÃ.

Na sala da mansão, Maria está se admirando no grande espelho, usando o vestido de noiva para o casamento com Jonathan, que será logo mais. Rosa e Yolanda arrumam os últimos detalhes e admiram a beleza de Maria, que está muito sorridente e feliz.

(YOLANDA): – Você está linda, minha querida, a noiva mais linda que eu já vi!

(MARIA): – Bondade sua, madrinha! Mas eu adorei o vestido, é tão bonito, a senhora e a Dona Rosa acertaram na escolha, eu amei. – alisando o vestido.

(ROSA): – Se seu pai estivesse vivo, ele ia se emocionar muito. Ele sempre dizia que o sonho dele era levar uma filha ao altar. Infelizmente, não será possível, mas saiba que ele vai estar olhando por você onde quer que ele esteja. – segurando na mão de Yolanda. – Querida, me ajude a escolher uma joia pra Maria usar no casamento? Algo que remeta um pouco a idade dela, até porque é raro vermos uma noiva de 18 anos né!

Maria e Yolanda riem e Rosa sobe ao segundo andar com Yolanda, enquanto Maria segue admirando seu reflexo no espelho. Naquele momento, Stefanny entra na mansão devagar, intrigada com o silêncio do local. Logo, ela vê Maria usando o vestido de noiva e deixa a mala cair no chão, fazendo um barulho. Maria vê o reflexo de Stefanny no espelho e vira-se para trás, surpresa. Maria e Stefanny se encaram a distância.

(STEFANNY): – Você vai casar, Maria? – pasma.

(MARIA): – O que você tá fazendo aqui, Stefanny? Fugiu da Fundação Casa? – nervosa.

(STEFANNY): – Eu completei 18 anos ontem, tô livre, só que minha mãe esqueceu de ir me buscar. Cadê ela?

(MARIA): – Tá lá em cima com a Yolanda.

Um silêncio perdura por alguns segundos. Maria e Stefanny seguem se encarando fixamente, com rancor nos olhos.

(STEFANNY): – Você conseguiu roubar tudo de mim, Maria, até o amor da minha mãe.

(MARIA): – Eu não roubei nada de você, Stefanny. Se a Dona Rosa deixou de te amar, é por culpa das tuas atitudes. Na verdade, ela ainda te ama, vocês são mãe e filha, mas a decepção superou o amor.

(STEFANNY): – Porque você não foi embora de Vitória quando o vídeo vazou? Foi essa a intenção daquele plano, que você desaparecesse daqui depois daquela humilhação! Mas não, você resolveu ficar e me enfrentar, que ódio! – gritando.

(MARIA): – Pelo jeito, tua internação na Fundação Casa não adiantou de nada, Stefanny, você continua a mesma arrogante e prepotente. Você não vai conseguir estragar o meu dia, eu tô muito feliz com o casamento com o Jonathan e ninguém vai estragar esse momento.

(STEFANNY): – Eu perdi o interesse no Jonathan quando ele ficou deformado, mesmo depois da plástica eu não tive mais interesse. Só que o Jonathan não vai ficar comigo, mas também não vai ficar com você. Chega de roubar tudo o que era meu, sua caipira! – gritando.

(MARIA): – Chega de me encher o saco, garota, vai embora daqui, você não é bem-vinda nessa mansão, muito menos nesse dia tão especial pra mim! – gritando.

Maria se vira e Stefanny corre até ela na intenção de rasgar o vestido, mas quando ela vai tocar no tecido, uma mão a puxa com força para trás, fazendo-a cair no chão e impedindo sua ação. Era Catarina, que tinha acabado de chegar à mansão para ver Maria, sua nora.

(CATARINA): – Garota, você não cansa de ser infantil e passar vergonha com tanta inveja? Tenha dignidade e admita que perdeu, que chegou ao fundo do poço.

Stefanny fica calada e Maria observa com desprezo. Logo, Rosa e Yolanda descem as escadas e se surpreendem com a presença de Stefanny, que fica em pé e encara a mãe.

(ROSA): – O que essa garota está fazendo aqui? – séria.

(STEFANNY): – Mãe, sou eu, tua filha, eu fui liberada hoje da Fundação Casa.

(ROSA): – Minha filha? Que filha? Eu deixei de ter uma filha. Esqueceu que eu prometi que se fosse provado teu envolvimento no atentado do Colégio Máximo, você deixaria de ser minha filha?

(STEFANNY): – A senhora não seria capaz de ser tão fria a esse ponto né… Eu já cumpri minha pena, agora tô livre, tenho direito de voltar pra essa mansão e a senhora é minha mãe!

(ROSA): – Eu deixei de ser tua mãe depois do que você fez. Aqui você não fica, pode ir embora. Você fez muitas maldades pra muitas pessoas, inclusive pra mim. Eu te renego como filha, fora daqui! – gritando.

Stefanny deixa escorrer uma lágrima no rosto, enquanto Rosa a encara com indiferença. Catarina, Yolanda e Maria permanecem em silêncio, logo Stefanny pega sua mala no chão e sai lentamente da mansão, cabisbaixa e angustiada. Rosa começa a chorar e Catarina a abraça, consolando a amiga naquela situação difícil.

CENA 09: PRAIA, EXTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Música e Crime (Chave Mestra).

Stefanny estava sentada na areia, observando o mar com os olhos marejados, se sentindo destruída. A avenida que contorna a praia está com o trânsito engarrafado, volta e meia ouve-se barulho de buzinas de motoristas irritados. Porém, de repente, ouve-se disparos de tiro e uma gritaria. Stefanny se assusta e olha para a avenida, avistando Ryan e outros jovens com revólveres, assaltando os carros engarrafados, disparando tiros ao alto às vezes, gerando pânico. Rapidamente, ela se esconde atrás de um trailer de lanches que estava fechado.

(RYAN): – Perdeu, perdeu! Passa tudo, cacete! – gritando e apontando revólver.

Ryan vai em vários carros e faz isso, em que as pessoas entregam seus pertences sem chance de reagir ou fugir, com muito medo. O pai de Ryan, chefe do tráfico na favela onde reside, também participa do arrastão. Logo, é possível escutar a sirene da polícia, que se aproxima da avenida engarrafada após uma denúncia. Duas viaturas estacionam no início do engarrafamento e duas viaturas estacionam no fim do engarrafamento, deixando os bandidos encurralados entre os veículos de inocentes.

Inicia-se uma intensa troca de tiros entre os policiais e os bandidos. A gritaria toma conta do local, pessoas desesperadas por suas vidas se encolhem dentro dos carros, enquanto os moradores fecham suas casas com medo. Stefanny observa tudo de longe, trêmula. O tiroteio é longo e intenso, alguns policiais e bandidos se ferem e morrem, mas a troca de tiros não para em segundo sequer. É quando, de repente, um policial acerta um tiro na cabeça de Ryan, que imediatamente cai no asfalto entre os carros e uma extensa poça de sangue se forma ao redor de seu corpo.

O pai de Ryan se distrai vendo o corpo do filho estirado no chão e acaba sendo atingido por um tiro na cabeça por outro policial, caindo morto no asfalto também. Os bandidos que permanecem vivos, erguem as mãos sinalizando que se entregam, já que os chefes foram mortos. Os policiais se aproximam com cuidado de todos os usuários de drogas e bandidos, algemando um a um e levando para o camburão. As pessoas se tranquilizam pelo fim do tiroteio, embora alguns estejam feridos, mas todos vivos. De longe, Stefanny avista o corpo de Ryan caído e ensanguentado, ficando chocada. Logo, ela percebe que alguns carros estão vazios, pois algumas pessoas abandonaram os veículos na hora.

(STEFANNY): – A Maria e o Jonathan não podem ser felizes e eu ficar aqui, imóvel, aceitando a alegria deles. Eu tenho que fazer alguma coisa! – pensando e tendo uma ideia, abrindo um sorriso. – Já sei como deixar esse casamento inesquecível! – rindo.

Stefanny aproxima-se vagarosamente de um carro que estava vazio e percebe que a chave está no volante. Ela olha disfarçadamente para todos os lados e percebe que os policiais estão ocupados com a prisão dos delinquentes, enquanto as pessoas estão observando a ação ou indo embora, pois o trânsito está fluindo aos poucos. Imediatamente, Stefanny entra no carro, vira a chave e liga o motor, saindo com o veículo mesmo sem saber dirigir, mas decidida a se vingar de Maria e Jonathan.

CENA 10: NARCÓTICOS ANÔNIMOS, SALA DE REUNIÕES, INTERIOR, TARDE.

A sala reúne vários dependentes químicos em tratamento sentados em círculo, em que no início está o mediador da conversa. Yolanda está sentada ao lado de Bruna, assim com os pais de Patrícia estão ao lado dela.

(MEDIADOR) – É com muita alegria que eu entrego a medalha de recuperação para Bruna e Patrícia. Todos nós sabemos o quanto elas lutaram e como elas foram fortes diante de todos os obstáculos que surgiam no caminho.

Todos aplaudem e o mediador coloca a medalha de recuperação ao vício de drogas no pescoço de Bruna e de Patrícia, que dão um tímido sorriso, ambas ainda bastante magras e com os rostos abatidos.

(BRUNA/PATRÍCIA): – Eu sou uma dependente química em recuperação. Só por hoje eu não bebi. Só por hoje eu não me droguei.

(BRUNA): – É muito difícil viver um dia de cada vez.

(PATRÍCIA): – É muito difícil viver uma vida inteira em um dia.

(BRUNA): – Eu perdi muitos acontecimentos na minha vida. Eu deixei muitas coisas para trás. Algumas eu conseguirei recuperar, mas eu sei que muitas eu nunca mais vou ter.

(PATRÍCIA): – A doença da dependência química faz muitas pessoas pensarem que não existe um caminho de volta, que a pessoa está condenada a morrer. Mas não é verdade! É possível voltar a ter uma vida normal, mas é um caminho espinhoso de se passar.

(BRUNA): – Com ajuda de quem a gente ama é possível vencer. – segurando nas mãos de Yolanda. – Eu sei que eu terei que conviver até a morte com essa doença, já está no meu DNA ser uma dependente química, mas eu vou lutar sempre.

(PATRÍCIA): – Eu superei o vício e vou seguir a minha vida, levando para sempre os ensinamentos que eu aprendi com todos vocês.

(BRUNA/PATRÍCIA): – Muito obrigada!

Todos aplaudem novamente e Yolanda beija o rosto de Bruna, dando-lhe um forte abraço, ambas com os olhos marejados pela vitória ao vício. Os pais de Patrícia a beijam e a abraçam também, muito emocionados. Por fim, Bruna e Patrícia se olham profundamente, lembrando de tudo o que viveram pelo vício em drogas e agora alcançaram a cura juntas. Elas dão um abraço forte e choram.

(BRUNA): – Conseguimos! – chorando.

(PATRÍCIA): – A gente venceu! – chorando.

Todos seguem aplaudindo, enquanto Bruna e Patrícia se confortam uma na outra, ao lado de suas famílias.

CENA 11: SANTUÁRIO DE SANTO ANTÔNIO, INTERIOR, TARDE.

A Igreja estava lotada. Jonathan já estava no altar, com seu terno, tendo a ansiedade acalmada por Luiz, seu pai. Wesley, Victor, Bruna e Patrícia estão sentados no primeiro banco, enquanto Catarina, Luiz e Yolanda estão no altar no lado da família dos noivos e Luana e Rômulo estão do lado dos padrinhos de casamento.

(WESLEY): – Será que um dia a gente também vai casar assim?

(VICTOR): – Se um dia o Papa liberar o casamento gay na Igreja, quem sabe? – rindo.

Wesley dá um selinho em Victor, deixando Bruna e Patrícia surpresas.

(PATRÍCIA): – Nossa, eu perdi muita coisa nesse tempo em que estive na clínica…

(BRUNA): – Vocês estão ficando? Mas o Victor não era um mulherengo de primeira?

(VICTOR): – Sou bissexual, no momento com preferência única e exclusiva ao Wesley. – abraçando ele. – Algum problema?

Bruna e Patrícia se olham surpresas, mas sorriem.

(PATRÍCIA): – Nenhum, só não esperávamos.

(WESLEY): – Ninguém esperava, nem eu. – rindo e recebendo um selinho de Victor.

(BRUNA): – Bom, então sejam felizes! Vocês são lindos, formam um casal top.

Wesley e Victor riem, enquanto Patrícia vira-se para Bruna.

(PATRÍCIA): – Amiga, como está o tratamento do seu HIV?

(BRUNA): – Tá bem, agora já tô com o vírus controlado e não há possibilidade de desenvolver a AIDS, que é a doença do vírus HIV, é só manter os medicamentos. No início foi bem difícil, os remédios me faziam ter efeitos colaterais complicados, como diarreia, vômitos, insônia, entre outros. Mas agora já tô mais estabilizada e as consultas com a psicóloga tem que ajudado a entender melhor essa situação.

Trilha Sonora: Ciego (Reik).

Patrícia compreende, mas logo a Igreja fica em silêncio ao escutarem a marcha nupcial começar a tocar. Todos os convidados ficam em pé e a porta se abre, desvendando Maria vestida de noiva, com um buquê de rosas amarelas. Jonathan observa fixamente Maria caminhar pelo corredor da Igreja, encantado com sua beleza e muito apaixonado. Ao Maria chegar ao altar, Jonathan beija sua mão e ambos se ajoelham em frente ao altar, em que todos os convidados sentam novamente e o padre dá início à cerimônia. Maria e Jonathan trocam olhares e sorrisos apaixonados, enquanto recebem a bênção do padre. Logo, eles unem suas mãos direitas e trocam as alianças.

(JONATHAN): – Eu, Jonathan Abreu, recebo por minha esposa, Maria Bittencourt, e prometo ser fiel, amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, até que a morte nos separe.

(MARIA): – Eu, Maria Bittencourt, recebo por meu esposo, Jonathan Abreu, e prometo ser fiel, amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, até que a morte nos separe.

(PADRE): – Existe alguém contra esse casamento, fale agora ou cale-se para sempre. – ninguém se move. – O que Deus uniu o homem não separa! Eu vos declaro marido e mulher.

Os convidados ficam em pé e aplaudem. Maria e Jonathan ficam em pé também e dão um beijo apaixonado diante de todos, selando ali a união absoluta de seus sentimentos.

CENA 12: SANTUÁRIO DE SANTO ANTÔNIO, EXTERIOR, TARDE.

Os convidados estão dispersos pela escadaria da entrada da Igreja, enquanto Maria e Jonathan descem lado a lado, recebendo uma chuva de arroz. Eles descem o último degrau e ficam na rua, que está sem movimento algum. Os dois acariciam seus rostos e se beijam.

(JONATHAN): – A gente vai ser muito feliz, eu prometo!

(MARIA): – Do teu lado, eu não tenho dúvida de nada!

Maria e Jonathan sorriem e se beijam novamente, sob aplausos dos convidados. Naquele momento, Stefanny está com o carro roubado na esquina da Igreja e encara fixamente o casal a distância, com as mãos no volante.

(STEFANNY): – Eu vou acabar com a alegria de vocês, seus vermes!

Stefanny liga o carro e pisa no acelerador, indo em direção a Maria e Jonathan, que continuam se beijando. É quando Luiz vê um carro se aproximar em alta velocidade e corre até o casal, puxando-os com força para cima dos degraus da Igreja, em fração de segundos o carro de Stefanny não consegue atropelá-los e todos os convidados ficam apavorados. Stefanny se distrai no volante e não consegue frear a tempo, colidindo o veículo com uma árvore. Como estava sem cinto de segurança, o impacto com a árvore faz com que seu corpo seja arremessado em direção ao para-brisa, que quebra e Stefanny voa para fora do carro. Havia um barranco grande e Stefanny rola tudo até chegar no asfalto da rua abaixo da Igreja, ferindo-se muito pelos cortes no impacto do para-brisa e de rolar o barranco, ficando desacordada e com o rosto coberto por sangue, além de cortes pelos braços e pernas.

CENA 13: HOSPITAL, QUARTO DE STEFANNY, INTERIOR, NOITE.

Após passar por uma cirurgia, Stefanny está em seu quarto, sendo acompanhada por Rosa. Ainda com sedativo, a jovem está tonta e sente dores, mas está consciente, com o rosto enfaixado, apenas os olhos e a boca de fora. Rosa observa a filha em silêncio, pasma com o que ela foi capaz de fazer e gerar o acidente. Minutos depois, o médico entra no quarto hospital e cumprimenta Rosa, aproximando-se da maca.

(MÉDICO): – E então, como você se sente?

(STEFANNY): – Pergunta idiota, olha como eu estou!

(ROSA): – Stefanny, menos né! Doutor, qual o diagnóstico dela após esse acidente?

(MÉDICO): – A colisão com o para-brisa do carro fez com que provocasse cortes significativos no rosto da paciente, alguns superficiais, mas a maioria foram profundos. Nós fizemos o possível durante a cirurgia, mas é inevitável que carregará cicatrizes pelo resto da vida. Você ficará com o rosto deformado, Stefanny.

Stefanny fica paralisada com a notícia, com os olhos marejados. Rosa mantém a seriedade, embora abalada.

(STEFANNY): – E meu corpo, doutor? Porque eu não consigo mexer meu corpo? – nervosa.

(MÉDICO): – A sua coluna sofreu uma lesão grave pelo impacto da colisão do carro na árvore e também por rolar o barranco. Eu lamento informar, mas você está tetraplégica. A lesão foi muito grave e, eu preciso ser realista, as chances de recuperar os movimentos dos braços e pernas são mínimos, mas recomendo que inicie a fisioterapia o quanto antes.

Stefanny não acredita na notícia que recebe e começa a chorar compulsivamente, enquanto o médico sai do quarto e Rosa aproxima-se da maca, se compadecendo com o estado da filha.

(STEFANNY): – Não! Eu não aceito! Eu virei um monstro! Eu sou uma inválida! Não! – gritando.

(ROSA): – Porque você tinha que inventar de atropelar a Maria e o Jonathan? Você não cansa nunca de fazer maldades, minha filha?

(STEFANNY): – Filha? Agora você lembrou que eu sou tua filha? Falsa! – gritando.

(ROSA): – Mesmo sendo contra tudo o que você fez, eu não posso negar que você saiu de dentro de mim, que eu sou tua mãe. Minha decepção por ter uma filha como você superam o amor materno, mas não apagam ele. Pelo mínimo de amor materno que eu ainda sinto por você, eu vou ficar do teu lado nesse momento difícil e espero, sinceramente, que isso sirva de lição pra você refletir sobre todos os teus erros, Stefanny.

Stefanny continua a chorar compulsivamente, enquanto Rosa pega sua bolsa e sai do quarto hospital, deixando-a sozinha e remoendo seu rancor pela condição em que se encontra, extremamente revoltada e triste.

CENA 14: DIAS DEPOIS.

Alguns dias se passam e o rumo dos adolescentes e seus conflitos se encaminha para as consequências positivas ou negativas.

CENA 15: CASA DE FERNANDA E CARLOS, QUARTO DE WESLEY, INTERIOR, TARDE.

Trilha Sonora: Como Fui? (Rio Roma).

Wesley está deitado de bruços na cama, vendo fotos dele com Lucas em seu celular, com um sorriso tímido. Logo, Victor deita ao seu lado, também de bruços, vendo as fotos.

(VICTOR): – Saudades dele?

(WESLEY): – Sim, ele era alguém muito especial pra mim. Foi a primeira pessoa que soube que eu era gay, foi com quem eu dei meu primeiro beijo. Hoje fazem 9 meses que ele se matou, Victor.

(VICTOR): – Nossa, parece que foi ontem! Eu não tinha muito contato com ele, era muito calado e fechadão, mas parecia ser um cara legal. – virando de barriga pra cima e olhando para ele. – E você amava mais ele ou eu?

(WESLEY): – Ai, que pergunta mais besta! – rindo e guardando o celular. – Com o Lucas, eu me descobri, foi algo lindo, eu gostava muito dele. Mas amar, amar mesmo, eu sempre amei você, Victor. Amava em silêncio, mas agora eu posso gritar pro mundo o que eu sinto porque não tenho mais medo da opinião alheia e sei que é um sentimento recíproco.

(VICTOR): – Eu já vivi momentos incríveis com várias garotas, mas nenhuma me atraiu como você, Wesley, nenhuma me despertou tanto sentimento como você. – acariciando seu rosto. – Eu te amo!

Wesley sorri e beija Victor com muita paixão. Logo, ele deita sob Victor e ambos trocam muitos beijos e carícias, o clima esquenta e eles tiram as blusas, continuando a se beijar. Completamente envolvidos e apaixonados, Wesley e Victor transam pela primeira vez desde aquela fatídica noite. Entregues ao prazer, eles vivem esse sentimento com muita intensidade e felicidade.

CENA 16: CASA DE FERNANDA E CARLOS, INTERIOR, TARDE.

Fernanda está tomando uma xícara de chá e olhando pela janela de sua casa, pensando em Richard, na esperança que o filho reapareça após meses sem notícias. Seu destino era esperar e rezar. De repente, Luana entra correndo na sala, aos gritos, com seu celular nas mãos, assustando Fernanda.

(FERNANDA): – Que isso, minha querida, tá sentindo alguma contração?

(LUANA): – Não, ainda falta muito tempo pro bebê nascer! Ai Dona Fernanda, eu nem acredito, mas meu canal no YouTube conseguiu 1 milhão de inscritos! – dando pulinhos.

(FERNANDA): – Um milhão? Tudo isso? Nossa, mas é muita gente que te assiste!

(LUANA): – Minha sogra, eu já tô na lista dos youtubers com maior número de inscritos do Brasil, acredita? Meu conteúdo diferenciado sobre bullying fez muito sucesso, ai eu nem acredito! Tô famosa, Dona Fernanda, vou poder ganhar dinheiro com isso, será o meu trabalho!

Fernanda sorri e Luana corre até ela, dando um forte abraço na sogra. A partir daquele momento, Luana começa a traçar seu caminho profissional no YouTube ao atingir o sucesso virtual pela sua linguagem descontraída sobre algo lamentavelmente tão comum na vida escolar dos adolescentes: o bullying.

CENA 17: PENSÃO DA YOLANDA, INTERIOR, TARDE.

Yolanda está lavando a louça após o almoço dos pensionistas, quando Bruna entra na cozinha e se aproxima da pia.

(BRUNA): – Mãe, deixa que eu lavo pra senhora.

(YOLANDA): – Imagina, minha filha, pode deixar, eu lavo.

(BRUNA): – Deixa eu lavar, a senhora já fez demais por hoje. Eu quero muito ajudar a senhora em tudo na pensão, quero trabalhar aqui.

(YOLANDA): – Oh Bruna, que bom que você pensa assim agora… – parando de lavar.

(BRUNA): – Eu queria muito te pedir perdão, por todas as coisas erradas que eu fiz pra senhora. Eu roubava o dinheiro do caixa da pensão pra comprar droga, ignorei aquele infarto que a senhora sofreu quando encontrou cocaína na minha mochila, te xingava de coisas horríveis… – se aproximando e segurando nas mãos dela. – Mãe, eu não tenho mais vergonha da senhora, eu mudei, hoje eu vejo tudo diferente. Eu tenho orgulho de ser filha de uma mulher tão batalhadora, generosa e honesta como a senhora! E eu também não tenho mais vergonha de ser pobre. Eu te amo, mãe! Me perdoa?

(YOLANDA): – Você não sabe o quanto essas palavras deixam meu coração feliz. É lógico que eu te perdoo, minha filha!

Yolanda abraça Bruna e ambas selam a paz em família após anos de atritos. Curada do vício em drogas e em tratamento pelo vírus do HIV, Bruna resolve ajudar Yolanda na pensão, tornando-se braço-direito da mãe nos serviços aos pensionistas, conciliando o trabalho com os estudos no Colégio Máximo, pois precisará repetir o 3º ano devido seu afastamento para se tratar da dependência química.

CENA 18: COLÉGIO MÁXIMO, EXTERIOR, TARDE.

O Colégio Máximo segue sob a direção de Rômulo, com vice direção de Helena. As mudanças na escola entre a gestão de Abigail e Rômulo já são notórias em todos os aspectos e os pais dos alunos rendem muito elogios ao professor, que vem conquistando cada vez os alunos e suas famílias, seja com seu carisma ou com sua conduta de trabalho. A satisfação pessoal de Rômulo é indescritível, visto que ele viveu momentos de terror na prisão injustamente e correu o risco de perder o diploma, mas agora ele deu a volta por cima e conduz o prestigiado Colégio Máximo com eficiência e dedicação.

CENA 19: MANSÃO DE ROSA, INTERIOR, TARDE.

Maria está descendo com as malas na escadaria com ajuda de Jonathan, enquanto Rosa se despede de Catarina e Luiz com beijos e abraços na sala.

(ROSA): – Queridos, façam uma boa viagem!

(CATARINA): – Obrigado, minha amiga. Voltar ao Amapá depois de quase 20 anos será emocionante.

(LUIZ): – É, mas vamos logo que faltam poucos minutos pro avião decolar e o aeroporto não é tão perto daqui do condomínio.

Maria e Jonathan se aproximam com as malas. Ela dá um abraço forte em Rosa e se afasta.

(MARIA): – Obrigada por tudo, Dona Rosa. A senhora foi um anjo pra mim. Vou viajar agora e, quando voltar, vou morar na mansão da família do meu marido. Mas aqui no condomínio mesmo, a gente vai continuar se vendo.

(ROSA): – Oh querida, eu desejo que você seja muito feliz, você merece tudo de melhor. Aproveita essa viagem e que seu casamento com o Jonathan seja duradouro não só em tempo, mas em amor também.

(JONATHAN): – E será, amém!

Todos riem e Maria observa Stefanny com o rosto deformado, na cadeira de rodas, isolada no canto da sala. Ela aproxima-se vagarosamente da meia-irmã e se ajoelha.

(MARIA): – Tchau, Stefanny. Até algum dia, espero que você se recupere e aprenda a ser feliz sem denegrir os outros.

(STEFANNY): – Tchau. – séria.

Maria observa Stefanny por alguns segundos em silêncio, mas logo levanta-se e vai embora da mansão com Catarina, Luiz e Jonathan. Em seguida, Rosa vê Stefanny naquele estado e se aproxima, acariciando seu cabelo.

(ROSA): – Você quer ir em algum lugar, minha filha?

(STEFANNY): – Tanto faz. Eu me sinto mal em todo lugar mesmo.

Trilha Sonora: Team (Iggy Azelea).

Rosa fica calada e para de acariciar os cabelos da filha, saindo da sala. Stefanny fica sozinha na sala, em sua cadeira de rodas como tetraplégica, com o rosto deformado pior do que Jonathan teve, com os olhos marejados, provando o sabor da solidão e tendo que admitir a felicidade alheia sem poder fazer nada para impedir naquelas condições. O castigo que a vida pregou em Stefanny foi viver solitária em plena juventude e perder a vaidade que tanto cultuava.

CENA 20: CEMITÉRIO, EXTERIOR, MANHÃ.

No Amapá, Catarina está em frente ao túmulo de sua família pela primeira vez após 17 anos do crime cometido por Jorge. Mesmo usando óculos escuros, é possível ver as lágrimas escorrendo de seus olhos. Luiz a consola com a mão em seu ombro, enquanto Maria e Jonathan veem o túmulo pela primeira vez. Catarina coloca um buquê de rosas brancas no vaso em frente ao túmulo e acaricia a foto dos pais e do irmão, fazendo o sinal da cruz. Em seguida, eles vão embora do cemitério, um pouco angustiados, mas também sentindo-se livres, principalmente Catarina, por ter conseguido visitar aquele monumento depois de tantos anos com medo de voltar ao Amapá pela presença de Jorge, que hoje já não existe mais.

CENA 21: FORTALEZA DE SÃO JOSÉ, EXTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Ciego (Reik).

Maria e Jonathan caminham pela imensidão da Fortaleza de São José, um dos principais pontos turísticos de Macapá, capital do estado do Amapá. Enquanto caminham e conhecem o local, eles tiram muitas fotos e trocam beijos apaixonados. Por fim, eles ficam ao lado do farol, que dá uma visão do horizonte do majestoso Rio Amazonas.

(MARIA): – Que lugar lindo… E pensar que eu sai do interior do Espírito Santo, onde não tinha nem luz elétrica, nem sabia o que era internet, e agora eu tô viajando pelo Brasil! – rindo.

(JONATHAN): – Isso é só o começo, a gente ainda vai viajar muito, dentro e fora do Brasil. Todas as férias, vamos escolher algum destino pra desbravar!

(MARIA): – Adorei a ideia! – eles se beijam. – Nosso amor enfrentou tantas barreiras, mas se ele resistiu e superou, é porque ele é verdadeiro. Eu te amo, Jonathan!

(JONATHAN): – Podem nos criticar dizendo que somos jovens demais pra saber o que sentimos ou o que queremos do futuro, mas tipo, não existe idade para amar e viver esse sentimento, idiota é quem espera a idade certa, pois ela não existe. – acariciando o rosto dela. – Eu também te amo, Maria!

Maria e Jonathan sorriem e se beijam com muito amor naquela paisagem deslumbrante, selando finalmente a paz e o afeto entre o jovem casal que descobriram o amor de um jeito inusitado e controverso, mas que com o tempo souberam descobrir e construir juntos uma relação de respeito e carinho, que acabou em paixão e amor. E sendo o amor o mais nobre dos sentimentos, é nele que a vida renasce todos os dias.

FIM!

 

OUÇA A PLAYLIST ESPECIAL DA TRILHA SONORA DE “DESCOBERTAS”!

 

ENQUETE DO DIA

Anúncios

80 thoughts on “Descobertas – Capítulo 40 (Último Capítulo)

  1. Então, chegamos ao final. Depois de 40 capítulos, eis aqui o desfecho desses jovens protagonistas. Quero agradecer especialmente ao @willianmx, coordenador da faixa teen, que aprovou minha sinopse, me acompanhou durante todo o processo criativo e, principalmente, deu carta branca para ter total liberdade na linguagem da trama, pois desde o princípio tive como propósito produzir uma web-novela teen que retratasse a realidade nua e crua, sem filtros. Agradeço a todos que leram a trama e deram suas opiniões, é fundamental saber o que estão achando daquilo que passo horas escrevendo. Espero que gostem do último capítulo, aguardo a participação de todos! 😀 ❤

    Agora chega senão eu vou chorar, ok… Ops, já tô chorando!

    Curtir

  2. Parabéns por essa história linda, Airton. Até o ponto onde estou, consigo torcer pela Maria, tenho um pouco de raiva do Jonathan, sofri horrores quando o Lucas se matou, odeio Bruna, odeio Abigail. Confesso que tô curiosíssimo sobre Victor e Wesley. Espero que Maria dê a volta por cima.
    Então, agora me resta ler.
    Infelizmente, não deu pra acompanhar sempre nem me atualizar antes do desfecho, pois tô cheio de livros da universidade (Letras é leitura, leitura e leitura rsrsrs mas é o que amo, fazer o quê!?!)
    Parabéns mais uma vez e te desejo mais e mais inspiração.

    Curtido por 1 pessoa

    • Então Thyago, eu entendo sua falta de tempo, já estive na faculdade e sei como é, mas fico muito feliz em saber que mesmo assim, você arranjou um tempinho para ler minha humilde trama e que está gostando do que leu, isso me deixa muito satisfeito. Quando concluir a leitura dos 40 capítulos, deixe seu comentário aqui novamente que eu leio, quero muito saber sua opinião. Obrigado pela participação! ❤

      Curtir

  3. Bem descobertas foi uma web que me fisgou desde o primeiro capítulo, o ritmo frenético e o belo texto de Airton Guites tornaram a trama fascinante…O casal lucas e Wesley foi o que me fez acompanhar, mas logo Lucas se foi e eu fiquei triste demais, acredito que daria um belo triângulo junto a Victor, que tive antipatia ddesde o princípio mas que se redimiu agira no fim e me fez torcer por ele, você tratou de forma linda a homossexualidade sempre com sutileza, para nós gays é muito importante essa identificação que tive com os personagens, com os três, eu já me senti depre como o Lucas, já me apaixonei pelo meu melhor amigo hétero como o Wesley e já me neguei como Victor, e hoje tem um gatinho pra chamar de meu, obrigado por abordar esse tema…Luana e Riçharde sempre foram apagados, mas acho que não caberia morte a ele e sim pra alguns personagens que ficaram vivos como Bruna, que virou santa em 3 meses, a morte dela doeria menos que a do Richard… Núcleo das drogas foi pesado mas foi muito interessante, amei o Ryan sendo pipocado…Os adultos foram meio chatos, essa trama do Jorge e companhia me entediou um pouco mas rendeu momentos eletrizantes…Quanto aos protagonistas Jonathan e Maria, eles foram bem, não convenceram no começo mas melhorou muito, destaque pra Stefany nossa vilã de ouro que brilhou do começo ao fim…Enfim obrigado Airton! Onde vejo resultados das enquetes?

    Curtido por 2 pessoas

    • Nossa, você não sabe como é recompensador para mim saber que um leitor se identificou tanto assim com meus personagens, é uma sensação de dever cumprido inexplicável. Agradeço por todos os elogios, as críticas e a participação sua nos capítulos da minha web-novela, lamento por desapontá-lo em alguns quesitos, mas fico feliz pelo saldo geral ter sido muito mais positivo a você. Sobre a enquete, os resultados sairão amanhã de noite. Obrigado pelas opiniões, Carlos! ❤

      Curtir

  4. Que capítulo especial amg. Totalmente coerente esse final com tudo que acompanhamos durante a trama. A mesma sensibilidade no tratamento dos temas. Você brilhou nas abordagens amigo. Linda cena do meu casal preferido Wesley e Victor, tinha que terminar dessa forma mesmo, com amor, com sentimento, os dois se doando, vivendo esse amor, tão sufocado durante tanto tempo. Ryan teve o final que procurou. Esse é o fim de quem se envolve no mundo do crime. Cedo ou tarde. Amei os finais amg. Stephanie aprontando do começo ao fim e no final perdeu o que ela tanto valorizava: sua vaidade. Parabéns amg pela web maravilhosa e por mais um sucesso no blog.

    Curtido por 2 pessoas

    • Ai que bom que você achou tudo isso! O fim de Wesley e Victor não podia ser diferente depois de tudo o que eles viveram, estava na hora de uma trégua e nada melhor do que o amor. Ryan era um adolescente criminoso, teve o fim que muitos tem. Sobre a Stefanny, pensei muito antes de criar o final dela, mas achei coerente com sua trajetória fazê-la perder a beleza e ficar na solidão eterna em sua cadeira de rodas. Obrigado pelas opiniões e elogios, Gui! ❤

      Curtir

  5. Primeiro de tudo, quero agradecer por ter se empenhado tanto pra essa web INCRÍVEL. PELA 1VEZ EM MUITOS ANOS EU ME SURPREENDI COM O ÚLTIMO CAPITULO.
    NUNCA IMAGINEI que a Catarina teria coragem de atirar no Jorge. TOTALMENTE DEMAIS!!!
    A Fernanda não ficou sabendo do Richard? TALVEZ FOI O MELHOR…ela sofreu tanto nas mãos do Carlos coitada.
    LUANA, minha personagem preferida da novela, mereceu esses 1 milhão de inscritos.Assim, ela pode ajudar muitos que sofrem bullying a aprender a ser fortes como ela está se mostrando ser, mesmo passando por muitos percalços!!
    CONTINUA…

    Curtido por 1 pessoa

    • Que bom que consegui te surpreender com esse final, era essa a intenção! A Catarina não queria ter matado o Jorge, mas diante de tanta perseguição e do incêndio, ela resolveu fazer isso porque sabia que ele ia continuar sempre. A morte de Richard continua oculta para os personagens, como ele foi morto na favela, não foi divulgado a ninguém e Fernanda acredita que seu filho está apenas desaparecido. Luana conseguiu um número alto de inscritos no YouTube e a partir disso vai trabalhar para sustentar ela e o filho. Obrigado pelas opiniões! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  6. CONTINUANDO. ..
    WESLEY e VICTOR, principalmente WESLEY merecia mesmo toda essa felicidade. Sempre foi bonzinho e respeitoso com todos.
    A MORTE DO RYAN foi um tempero do que estava por vir. ..A QUEDA DEFINITIVA DOS SUPERVILOES KKK
    O FIM DA STEFANNY ME CHOCOU…
    EU ESPERAVA QUE ELA FICASSE PRESA, OU MENDIGANDO, OU MORRESSE…MAS ESSE CASTIGO É PIOR DO QUE ESSAS TRES POSSIBILIDADES JUNTAS;Fiquei de queixo caído de boca aberta (quase babei kkk)
    AMEI MARIA E JONATHAN…LINDOS MESMOS E MAIS LINDO AINDA FOI A FRASE FINAL QUE VOCÊ COLOCOU AIRTON.
    MAS O QUE DE FATO ME MARCOU NESSE CAPITULO, que mexeu comigo, foi a RECUPERAÇÃO DE BRUNA e PATRÍCIA.PORQUE EU ESCUTO MUITA GENTE FALAR QUE DROGAS, OU QUALQUER VÍCIO É UM CAMINHO SEM VOLTA…mas você AIRTON, MOSTROU QUE COM MUITA FORÇA DE VONTADE E APOIO, É POSSÍVEL VENCER!!!
    ESSE ÚLTIMO CAPITULO DEIXOU UMA MENSAGEM BOA… REALMENTE HOUVE MUITAS DESCOBERTAS : de Amor, do verdadeiro eu e de caminhos que podem ter volta se tomamos a DECISÃO CORRETA!!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Wesley e Victor já sofreram tanto, em especial Wesley, eles mereciam um final feliz mesmo. Já o Ryan fez tanta gente sofrer, merecia o fim trágico que teve. As drogas, muitas vezes, são um caminho sem volta mesmo, mas é possível se recuperar, Bruna e Patrícia estão aí para provar isso. Sobre a Stefanny, pensei em vários finais pra ela, mas o melhor foi esse mesmo: deformada, tetraplégica e solitária. Muito obrigado por todos os elogios, fico tão feliz com seu esforço em começar a ler “Descobertas” há poucos dias e já se atualizar em todos seus 40 capítulos, é sinal de que a trama lhe agradou demais mesmo e isso me deixa muito satisfeito! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  7. Essa web novela me prendeu desde o início, é sem dúvidas, espetacular 😍
    Jorge foi tarde, mas foi merecido.
    Stefanny definitivamente colheu o que plantou, e não satisfeita, colheu muito mais, esse fim dela foi além do merecido, mas necessário.
    Luana e seu canal no YouTube bombaram 😍
    Ryan morreu, vish e foi pra marcar, juro que pensei que a Stefanny levaria um tiro tipo aquela cena de mulheres apaixonadas 😂
    Wesley e Victor finalmente felizes, juntinhos 😍 adorável esses dois e Wesley merecia mesmo 😊
    Maria e Jonathan, dois lindos que finalmente tiveram paz , e que frase maravilhosa essa do final ❤
    Torço para que um dia a Globo deixe os autores das temporadas de malhação ousarem maravilhosamente bem com o você fez nessa web fantástica 😍😍😍😍
    Parabéns Airton por esses personagens tão bem construídos, por essa trama tão envolvente. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Catarina matou o Jorge para proteger sua família, afinal se ele permanecesse vivo, continuaria a persegui-los. Stefanny não aprendeu com seus erros e acabou tendo um grande castigo da vida. Ryan também colheu o que plantou, tão jovem e já no mundo do crime, acabou sofrendo as consequências. A felicidade para Wesley e Victor, assim como Maria e Jonathan, foi necessária e justa, os casais mereciam depois de tudo o que passaram. Muito obrigado pelos elogios e opiniões, Jair, fico satisfeito em saber que minha humilde trama lhe agradou tanto assim! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  8. Catarina acertou as contas com o Jorge matando-o a sangue frio no meio do incêndio. E depois disso, o Jorge simplesmente desapareceu. Presumo eu que o corpo foi carbonizado… mas os bombeiros já não tinham meio que controlado um pouco as chamas (“o fogo já está mais brando”, disse um deles)? E outra, a Catarina mente muito mal: se eu fosse um daqueles bombeiros, eu no mínimo desconfiaria do que ela disse.

    A sequência do resgate do Jonathan e do Luiz prometia ser algo bem frenético, mas não foi bem isso o que aconteceu. Tive a impressão de que a cena demorou uma eternidade, e não foi no bom sentido: não fiquei apreensivo, não fiquei tenso, fiquei apático.

    Assim como o acidente do Jonathan e o headshot do Wesley, o incêndio da casa da Catarina não gerou consequências a longo prazo. Tiveram sim sua serventia, atenderam aos interesses do autor de maneira satisfatória, mas tudo foi revertido num estalar de dedos. Tudo bem que a desfiguração do Jonathan deu uma lição em específica a ele em relação à sua metrossexualidade, mas depois tudo voltou ao normal: ele fez uma plástica e voltou a ser o que era antes, literalmente, como se tudo isso fosse completamente descartado. Tudo bem que o tiro que o Wesley levou na cabeça fez o Victor enfim se declarar a ele e tudo mais, mas o Wesley se recuperou na base de milagres… dava pra ter sido melhor, dava pra substituir o tiro na cabeça por qualquer outro acidente, ficou parecendo que realmente o Wesley levou esse tiro na cabeça pra chocar o leitor… o problema não foi o motivo desse acidente, não foram as consequências indiretas desse acidente, foram as suas consequências diretas (a recuperação do Wesley). Agora: a sequência do incêndio foi ótima, não poderia ter sido melhor… mas o que aconteceu depois do seu desfecho me incomodou, porque tudo foi desfeito num estalar de dedos, muito rápido e fácil… certo que essa era realmente a intenção, mas não me convenceu.

    Stefanny sofreu durante esses três meses de Fundação Casa. E o sofrimento ainda não acabou: viu Maria tomar o seu lugar na mansão (querendo ou não, isso é verdade) e a Rosa renegá-la como filha. Mesmo assim, ela ainda não desistiu de acabar com a Maria: aproveitou o caos causado por Ryan & Cia. (que morreram numa troca de tiros com a polícia) para roubar um carro e causar outro caos no casamento da Maria e do Jonathan. Como resultado, quem sofreu um acidente foi ela: ficou tetraplégica e desfigurada. Imagina que irônico se ela dependesse só da Maria e do Jonathan para sobreviver?

    Falando em Maria e Jonathan… eles mal terminaram o Ensino Médio e já se casaram? Oi? Não, não tô duvidando do amor de vocês, mas… era realmente necessário vocês se casarem agora? Assim, a decisão foi de vocês, mas vocês têm certeza de que não foi cedo demais?

    Falando em rapidez… Luana comemorou a marca de um milhão de inscritos depois de (axo) seis meses de canal. Não diria que você é uma das maiores YouTubers do Brasil, tá longe (se fossem 5 milhões, eu até concordaria), mas diria que você foi uma das YouTubers de maior popularidade da história da plataforma (não é todo mundo que consegue juntar um milhão de inscritos em seis meses de canal). Não tiro o seu mérito, claro que não é impossível uma pessoa conseguir juntar um milhão de inscritos num canal criado há seis meses, mas não deixa de ser surreal (ao menos pra mim). O lance da gravidez ficou em aberto, e isso não foi positivo…

    Voltando à Stefanny… que engraçado que a Rosa a renegou como filha e a expulsou de casa depois que ela saiu da Fundação Casa. E agora que ela sofreu esse acidente, ficou desfigurada e tetraplégica, agora a Rosa a reconheceu como filha, a acolheu de volta na sua casa… faço coro com a Stefanny: FALSA!

    Beleza, a Stefanny comeu o pão que o diabo amassou na Fundação Casa por três meses por causa do atentado. Agora e o Gustavo, o que aconteceu com ele? Olha que a infração dele foi mais grave: além do atentado, ele ainda disparou na cabeça do Wesley (sem querer, mas disparou). Ele foi punido? Foi pra Fundação Casa também? Fugiu? Ou foi poupado da internação porque era réu confesso e as próprias consequências desses atos já o puniam o suficiente?

    Lembrei também da Abigail. Certo, ela foi punida por causa da má administração do Máximo e foi afastada do cargo. Ok, mas punida como? Foi proibida de exercer esse cargo? Perdeu o diploma? Como ficou sua vida depois de sair do Máximo?

    Bruna e Patrícia estão se mantendo firmes no combate à dependência química. Só achei meio estranho a Patrícia falar “a doença da dependência química”. Eu falaria ou um ou outro, e não os dois. Ficou bem panfletário mesmo. Feliz por elas, pena que o Richard não tenha a mesma sorte. Falando em Richard, adorei o final dele: teve uma morte cruel, mas ninguém soube até o FIM. Ficou legal, talvez o melhor final de Descobertas.

    Olha, Victor, duvido que o papa libere a união matrimonial para pessoas do mesmo sexo. Se esse dia chegar, acho que vocês não terão tempo para aproveitá-la. Se contente com a união civil estável.

    Curtir

    • O fato de Catarina ter dito que não havia ninguém na mansão não significa que ela sabia que havia alguém, quando os bombeiros ou a polícia encontraram o corpo de Jorge, ela poda muito bem se defender dizendo que não o viu e que o tiro foi um suicídio dele diante do fracasso do plano, simples assim. Jonathan voltou ao normal em questão física sim, mas ele mudou de caráter também, o acidente o fez ver a vida de outro jeito, fora que ele sentiu o peso dos castigos dos pais que o fizeram refletir e mudar. Wesley levou o tiro na cabeça por uma decisão própria mesmo, não queria outro tipo de acidente, queria algo incomum e há algo mais incomum do que levar um tiro na cabeça e sobreviver sem sequelas? Isso é possível, procure notícias e verá, a questão do “milagre” é dita pelos próprios médicos, pesquise aí, não foi forçação não. Maria e Jonathan foram apressados mesmo, mas acontece por aí, mesmo que pareça estranho, mas muitos jovens se casam cedo, eu conheço alguns. O canal da Luana tem quase 1 ano, não seis meses, ela começou antes disso, mesmo assim, é um curto tempo mesmo, mas não impossível, alguns youtubers estão com tempo e inscritos semelhante, é só pesquisar. Rosa não foi falsa, apesar de tudo, ela é mãe e isso ficou provado hoje: ela renegou Stefanny, mas diante daquela tragédia, ela resolveu abrigar a filha de novo, porém sem demonstrar grande afetividade, vai cuidar dela para não deixá-la na rua naquelas condições deploráveis, só que de qualquer forma, Stefanny será infeliz e Rosa nunca mais terá o mesmo sentimento por ela. Gustavo ficou internado na Fundação Casa sim, até completar 18 anos, se ele não apareceu no final, é porque ele ainda não completou a maioridade e tá internado, esse foi seu fim. Abigail foi punida, logo aconteceu aquilo que foi dito que aconteceria capítulos atrás: ela foi demitida do cargo e pagou multa. No mais, obrigado pelas opiniões, Glay! ❤

      Curtido por 1 pessoa

      • A maneira como ela falou ficou muito suspeita. Mas teria como a teoria do suicídio ser refutada: a Catarina pegou na arma de mãos nuas, pode ser que a perícia detecte as digitais dela na arma. Então não, não é tão simples assim.

        Não fui claro: eu entendo perfeitamente o que você quis passar nesses casos. Eu sei que o Jonathan mudou, mas a maneira como esse plot se encerrou SOOU como se a desfiguração fosse algo temporário e descartável depois de atingido o efeito desejado, como se fosse uma configuração de um computador. Eu sei que era possível o Wesley sobreviver sem sequelas desse tiro na cabeça, mas o contexto SOOU como forçação.

        Eu sei que acontece. Já aconteceu numa obra minha. Já aconteceu com pessoas próximas a mim. Não entenda como um deslize de sua parte, mas sim como uma interação minha com os personagens.

        Eu sei disso, inclusive comentei que isso não é impossível. Como você mesmo disse, “alguns YouTubers”, não se trata de uma regra. Não é impossível, mas é difícil. Parabéns à Luana por ter conseguido se enquadrar nas exceções.

        Como a própria Rosa disse, ela deixou de ser mãe a partir do momento que descobriu que a Stefanny era culpada. A Rosa sempre será refém da Stefanny… antes, era refém das armações dela; agora, é refém do instinto materno que tem por ela. As duas vão sofrer juntas pelo resto dos seus dias.

        Pois é, não tinha ficado claro. Achei que o Gustavo merecia uma cena na Fundação Casa, ou então ter mostrado a prisão dele.

        A punição foi a demissão e o pagamento de multa? E volto a perguntar, o que aconteceu depois disso?

        ❤ ❤ ❤

        Curtido por 1 pessoa

      • E quem disse que Catarina não pode ter pego a arma em algum momento durante uma briga e depois soltado, para então Jorge se matar? São muitas possibilidades, mas o fato principal aqui é que isso tudo foi suprimido para o andamento do último capítulo e o mais importante é que Catarina não foi responsabilizada e que se livrou do perseguidor doentio do Jorge. Se os casos de Jonathan e Wesley soaram como forçados, só posso lamentar você pensar assim, pois não foi essa intenção, a maioria dos leitores não viram dessa forma. Gustavo sempre foi um personagem aquém, seu fim foi a interação e acabou ali. Da mesma forma que o fim de Richard foi suprimido aos personagens, o fim de Abigail foi suprimido aos leitores: ela foi punida e sua vida acabou ali, ela mesma disse em conversa ao Rômulo que não sabia como viver fora daquela escola, ou seja, está sofrendo as consequências de seus atos longe daquilo que mais amava fazer (e fazia errado ainda). 😉

        Curtir

      • Verdade, são muitas possibilidades, já estamos entrando naquilo que não diz respeito ao que o capítulo quer contemplar. Confesso, eu tava querendo demais nessa parte.

        Essa supressão me incomodou, porque deixou lacunas e coisas em aberto que eu acho que não deveriam ter ficado em aberto. Sim, porque uma coisa é eu imaginar como a trama é gerenciada, e outra coisa é você gerenciar a trama. Parece que ambos os casos tiveram suas desconformidades.

        É, eu sei que essa não foi a sua intenção. Mas acontece, e eu como leitor me vejo no dever de dizer isso, para ajudar a evitar que isso aconteça em futuras obras suas. Como eu sempre digo, a relação entre autor e leitor é uma relação de troca, onde todos saem ganhando (principalmente se o leitor chegar a ser autor em algum momento): autor e leitor devem trabalhar juntos para ver possíveis fraquezas do texto e evitar que elas se repitam. Por isso eu, quando leitor, praticamente disseco o texto alheio, a fim de gerar a mesma relação quando eu estiver na condição de autor.

        E que venha a próxima web do Mix, né non? ❤

        Curtido por 1 pessoa

  9. Aqui estou eu, com muita dor no coração, mas respirei fundo e fui!

    A cena do incêndio na casa de Catarina foi tensa! Até me lembrei de umas cenas de “Safira”, sei como da um trabalho enooorme escrever! Eu, de verdade, não acreditei que ela fosse atirar no Jorge, mesmo com tudo o que ele fez, eu realmente não acreditei e felizmente fui surpreendido.

    Wesley e Vitor felizes juntos, amei? Amei!
    Bruna e Paty recuperadas (continuo odiando Bruna), mas também amei que ela realmente se arrependeu e está tratando a mãe como ela merece!

    Stefanny saiu da fundação casa e foi esquecida pela própria mãe, morto! E, como se não bastasse, ela tem que voltar bem no dia do casamento da nossa mocinha. MAS O FIM DELA, O QUE DIZER SOBRE? Na parte do rosto deformado, me lembrei da Jéssica de “Haja Coração”, foi um fim muito triste (sofri de verdade), mas foi merecido sim!

    Maria e Jonathan realmente terminaram juntos, quem diria, hein? Apesar de eu amar a parceria que existia entre ele e a Stefanny, fiquei bem feliz com o final.

    Parabéns pela web, amigo, espero que em breve você possa estar de volta com essas obras que só você sabe fazer! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Realmente, a cena do incêndio foi bem trabalhosa, mas recompensadora: Catarina salvou a família, matou o Jorge e vingou o passado, tem coisa melhor? Wesley e Victor mereciam paz e felicidade depois de tantos atritos né… Bruna aprendeu com a vida e o tratamento, agora ela está em harmonia com a mãe, Yolanda merece. O fim da Stefanny foi a altura de todas as maldades que ela fez, em nenhum momento ela demonstrou arrependimento ou aprendizado com seus erros, precisou que a vida lhe punisse de forma bastante cruel. Muito obrigado por todos os elogios, Bruninho, fico feliz que tenha envolvido você durante a trama e neste final. ❤

      OBS: veja o privado do seu Facabook…

      Curtido por 1 pessoa

  10. E chegamos ao derradeiro capítulo. Por onde começar esse comentário? Aí gente, sofro horrores com a despedida, mas vamos lá porque tem muita coisa pra dizer.

    Catarina se torna a heroína da história e salva Luiz e Jonathan, e antes de deixar a sua mansão em chamas, tem seu último embate com Jorge. Por fim, ele não conseguiu concluir sua vingança, e foi morto pela mulher que perseguiu por tanto tempo, com um tiro certeiro no coração. Catarina e sua família finalmente estão livres, posso ouvir um amém?

    Stefanny completa 18 anos e é liberada da fundação Casa justamente no dia do casamento de Jonathan e Maria (que rápidos, hein?). E no meio de um tiroteio causado por Ryan e sua turma, ela consegue roubar um carro. Falando em Ryan, ele teve um fim trágico: foi baleado na cabeça e morreu na hora, não teve a mesma sorte que o Wesley teve. Enfim, Jonathan e Maria se casam e na porta da igreja, Stefanny avança com o carro contra eles, mas não consegue atropelá-los pois Luiz consegue tirá-los do rumo que o veículo estava seguindo. E com isso, quem se ferrou foi a vilã, que colidiu com uma árvore e acabou rolando o barranco. E vou dizer uma coisa: iria adorar que Stefanny tivesse atropelado o Jonathan e a Maria e eles morressem juntos, logo após o casamento. Seria trágico e diferente, fugiria do convencional. Mas vamos abafar esse meu lado dark e seguir com os acontecimentos.

    Stefanny fica tetraplégica e fica deformada. Um fim bem duro pra ela, perdeu tudo o que amava em si e agora se sente uma inválida. Porém, Rosa que após renegar a filha, se compadece e como é mãe, não consegue deixar a filha desamparada e a abriga de novo.

    Ninguém ficou sabendo que o Richard morreu, mas gente… Enquanto isso, Patrícia e Bruna se curam do vício e se redimem. Luana segue sua gestação e alcança um milhão de inscritos no YouTube, podendo viver desse trabalho. Uma dama dessa. Wesley revê suas fotos com Lucas, amo, melhor par que o Wesley teve, Victor nunca será, sorry.

    Luiz, Catarina, Jonathan​ e Maria viajam para o Amapá, e Catarina visita o túmulo da sua família após muitos anos. E a web chega ao fim com Jonathan e Maria apaixonados, mas continuo imaginando como seria se eles tivessem morrido na porta da igreja, apenas sentir.

    Então, Airton, o que posso dizer de Descobertas? De todas as webs teens que já li aqui no blog (e até escrevi uma), Descobertas foi com toda certeza a mais ousada no que diz respeito a escrita. A abordagem das drogas foi realmente muito bem feita e crua, tudo foi muito explícito e chocante, nunca tinha lido nada parecido que envolvesse esse tema até agora. Além da abordagem das drogas, a gravidez na adolescência também foi muito bem conduzida através da Luana, e claro, o pano de fundo da trama não pode deixar de ser citado: as descobertas da adolescência. Todos os jovens da web tiveram histórias densas (até mesmo o who do Gustavo), realmente, se descobriram ao longo da trama, e essa premissa foi cumprida com sucesso. Com sucesso também foi encerrada essa web, após 40 capítulos chegamos ao fim de mais uma web sua, Airton, e você novamente comprovou quão bom autor é, mostrando mais uma vez que é um dos mais experientes no assunto daqui do blog. Só posso te parabenizar por Descobertas, a web foi maravilhosa, muito bem escrita e construída, com certeza marcou a quem leu. Parabéns, amigo, e no aguardo de novas produções suas! 😀 ❤

    Agora, com licença, vou ali no cantinho me isolar e chorar após o fim dessa trama que tanto me envolveu.

    Curtido por 1 pessoa

    • Ai Jean, tu não me arrasa não! Que cometário destruidor, olha não sei como proceder. Catarina mostrou ser uma mãe leoa, por sua família ela foi capaz de matar, acabou ainda vingando seus familiares do passado, Jorge mereceu, se ele não morresse, ia continuar a perseguir sim. Grito com o dark querendo a morte dos protagonistas, realmente seria bem diferente, mas tadinhos, eles não mereciam, fiquei com dó… Depois de tanto atormentar todos os núcleos, Stefanny teve um fim trágico: acabou sozinha, deformada e tetraplégica, a vida deu chances pra ela se regenerar, mas ela ignorou todas e agora sofrerá as consequências pesadas. Como Richard morreu na favela, seu corpo nem foi encontrado, ele ficou dado como desaparecido e Fernanda acaba nutrindo a esperança do filho voltar sem drogas. Enfim, agradeço muito por todos os elogios, nem sei como agradecer o suficiente! Saber que consegui retratar tão bem a adolescência e temas tabus como drogas e aborto, me deixam muito feliz mesmo, sinal que atingi meu objetivo. Obrigado por tudo, querido! E me empreste os lencinhos porque eu também quero chorar! 😥 ❤

      Curtido por 1 pessoa

  11. Sequências tensas, emocionantes e frenéticas.

    Começamos o Último Capítulo (Dói, sabe?) com a mansão de Catarina em chamas por causa de Jorge. Ela conseguiu vingar a morte de seus familiares da maneira mais cabível possível. O desfecho desse núcleo não foi mais que merecido. Se não tivesse Fernanda, Catarina seria sim a melhor mãe de Descobertas. O jeito que ela lutou contra o fogo para salvar seu marido e seu filho foi uma atitude heróica, de uma mulher maravilha, digamos assim. O jogo virou e nele Jorge virou junto.

    Sabia que Stefanny apareceria para dar o seu ponto final nessa história. Sabia que caso houvesse um casamento, ela apareceria pra tentar estragar. Rosa não foi buscar sua filha na fundação Casa após ela ser liberada, ok. Disse na cara de sua filha que a renega, ok. Perdeu pontos comigo, querida, aceite.

    Maria chegou e roubou tudo o que era de Stefanny sim! Não quero acreditar que ela conseguiu, apesar de tudo. Quem dera Stefanny ter rasgado o vestido; Quem dera Rosa tivesse pelo menos ter dado um abraço de mãe na filha. Assim como Patrícia e Bruna tiveram apoio de seus respectivos pais num momento conturbado em sua vida, Stefanny poderia ter tido também. Os casos são totalmente opostos, eu sei, mas acho que alguém poderia ter feito isso por ela agora que saiu daquela fundação.

    Ryan teve um final surpreendente e assustador. Até cheguei a pensar em uma união entre ele e minha dama de copas, porém não teve, ufa! Esse delinquente teve o que mereceu. Sua trajetória na web foi voltada por desgraças. Acabou, playboy! Stefanny roubou um carro! Ahhhh 😮

    Falando de Bruna e Patrícia, que bom que se recuperaram. Fico muito feliz por elas duas, de verdade. Bruna pedindo desculpas pra dona Yolanda… 😭 Eu esperei tanto por esse momento, sério. Bruna se tornou a segunda melhor personagem da web sim!

    E chegou o momento do casamento. Socorro! 😮 Stefanny não conseguiu impedir o casório, aceito isso, mas ela perder a direção e bater com o carro se cortando e se ferindo? Não, Airtoooooon! .tapa Você não poderia ter feito isso comigo, monamour, não podia!

    Oi? O que Rosa está fazendo ali vendo a desgraça que aconteceu com sua filha? Não tinha a renegado? Ah sim… Mais falsa que Maria sim! Ai não… 😢 Ela não pode ficar tetraplégica! Ahhhhhhh

    Wesley poderia ter ficado sozinho, minha opinião. Não nego que esse era o final ideal pra ele após os atos vergonhosos de Victor durante o decorrer da trama. Não shippo eles e ponto.

    A família de Fernanda não ficou sabendo da morte de Richard. Quer saber? Acho melhor assim, deixe eles pensarem que o filho está desaparecido. É uma dor? É! Mas vamos deixar camuflado.

    Rômulo agora é o responsável pelo Colégio Máximo e está se saindo muito bem em seu cargo. Parabéns pra ele e um beijo pra Abigail e Helena.

    Esse ar debochado de Maria não me desce. Ficava em duvida se curtia ou não ela, até que decidi que não. Jonathan ganhou minha torcida por mérito próprio, por ele que torço pela sua felicidade. Se eu fosse Stefanny nem nessa mansão entrava, mas como não tem outro lugar pra ir e nem quem cuide dela…

    E o casal XXI teve seu final feliz após tantos momentos. Foi o destino que os uniu, ou foi o acaso? Não sabemos, ou sabemos… Não sei lhe dizer, apenas dizer que chegou o FIM.

    Como foi difícil ler esse último capítulo sem ter um momento “nostalgia”. A cada cena fui me lembrando o início de cada personagem e me impressionando com o que 40 capítulos fazer em cada um. Tivemos no início uma caipira ingênua que se transformou em uma mulher afrontosa; Dois jovens que queriam apenas se divertir com uma coleguinha, que tiveram desfechos imagináveis; O garoto gay que se escondia; A falsa rica que se envolveu com drogas… Enfim, muitas reviravoltas.

    Só tenho que lhe parabenizar, Airton, por Descobertas– a web teen. Pra uma primeira experiência você surpreendeu. Prometeu que retrataria temas de maneira nua e crua, e cumpriu com o prometido. Nada de superficial, tudo pura realidade. Outro ponto que o senhor acertou em cheio foi dar destaque aos personagens adultos, fugindo assim no “tradicional”, digamos. Quando fiquei sabendo dessa ousadia sua em um certo privado, você viu que fiquei super empolgado, sério e de verdade, risos.

    Bom, Stefanny é a melhor personagem sim! Bem construída, bem maquiavélica, bem classuda e Patricinha. Tudo que uma jovem vilã merece. ❤❤

    Enfim, amigo, já digitei muito, eu sei. Descobertas foi uma trama bem surpreendente e realista. Meus sinceros parabéns a ti. Você arrasou! ❤

    Agora vou ir ali… Não vou chorar! Não vou chorar… Chorei! Me deixe, ok? Ok. 😭

    Curtido por 1 pessoa

    • Maria não roubou nada de Stefanny, ela apenas assumiu aquilo que era seu por direito, afinal é sua meia-irmã e tem parte na mansão e na fortuna. Rosa renegou Stefanny após sair da fundação porque não suportou tantas decepções com a filha, que inclusive foi responsável pelo suicídio do Lucas, seu irmão. Bruna se recuperou do vício e aprendeu a valorizar Yolanda como mãe, finalmente a paz reinará na pensão. Victor não teve atitudes legais com Wesley sim, mas o desenvolvimento do romance deles teve esse propósito, ser diferente do convencional, um amor que desenvolve diante de conflitos internos pela descoberta da sexualidade. Victor se arrependeu, mudou e agora Wesley o aceitou. Muito obrigado por todos os elogios, Fred, fico muito satisfeito em ter atingido meu objetivo, que era retratar a adolescência com realismo e tocar fundo em assuntos tabus. E não me arrasa não, tô chorando aqui também, para de me derrubar! 😥 ❤

      Curtir

  12. E vamos chegando pra comentar o Último Capítulo… Depois de 40 capítulos, a trama chegou ao fim. E vamos chorando desde já com o final desse luxo da faixa teen. Não sou bom com comentários específicos (ou pelo menos acho que não sou), mas vamos fazendo, como sempre faço.

    Catarina consegue invadir a casa e salvar Jonathan e Luiz. Logo após isso, ela atira em Jorge, que morre logo em seguida. Gostei do embate deles, mesmo que provavelmente os bombeiros encontraram o corpo carbonizado, à tornando suspeita do crime. Mas isso não é assunto pra agora (e nem pra depois, afinal, é o último capítulo). Stefanny sofre muito na Fundação Casa. E logo depois, após sair, ela invade o casamento de Maria e Jonathan, e acaba sofrendo um acidente. Tudo bem que Stefanny foi uma mal caráter por tudo que fez, mas Rosa simplesmente desprezou ela, pra enaltecer Maria. Sim, Rosa disse que iria renegar Stefanny, mas isso não é o motivo de tudo isso. No mais, Stefanny terminou a trama de cadeira de rodas e triste. Karen, Guilherme e Stefanny conectados, adorooo. Ryan e o pai é mortos pela polícia em uma perseguição policial. Patty retornou a trama, amo. Patty e Bruna superam o vício das drogas, mesmo com as marcas que isso deixara nelas, superando ou não. Bruna e Yolanda encontraram um caminho do amor e perdão uma na outra. E sinceramente? Foi bonito de se ver. Wesley e Victor terminam juntos e felizes se assumindo pra todos. Mesmo não gostando do embuste do Victor, fico feliz pelo Wesley, ele merece ser feliz após tudo que enfrentou. Esperava ver o Gustavo nesse final, nem que seja pra saber o seu final, o que aconteceu após ele ir pra Fundação Casa, mas enfim. Luana conseguiu 1 milhão de escritos, amo. Rainha! Jonathan e Maria se casaram. Muitos jovens pra isso, como o próprio Jonathan disse, eu hein. Mas como eu não sou muito fã do casal, tanto faz.

    E acabou! .chorando; Uma ótima trama, que vai deixar sua marca no horário, claramente. E Parabéns pro toda a trama em geral 😀 ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Rosa até demorou pra desprezar Stefanny, ela foi aturando muitas maldades da filha, que incluem a influência no suicídio do Lucas, seu próprio irmão. Rosa chegou ao limite, renegou a filha, mas depois acabou aceitando abrigá-la, porém sem muita afetividade. Gustavo não apareceu no final, mas seu final já tinha sido decretado: ele foi internado na Fundação Casa e só sairá de lá ao completar 18 anos, se ele não apareceu é porque está internado ainda. Obrigado por tudo, Flávio, fico feliz que tenha gostado tanto assim da trama! ❤

      Curtido por 1 pessoa

      • Eu não acho a Rosa tão inocente assim. Ela tem grande influência em quem é Stefanny se tornou, e até mesmo uma pequena parcela no.suicídio do Lucas. Afinal ela sabia do que Stefanny fazia todos os anos do Ensino Médio, no seu desvio de caráter e conduta. E a única coisa que fez, foi apoiar a filha em tudo. Sim, no momento que ela pagava pra as maldades de Stefanny ser “ocultada”, ela estava influenciando a filha.

        Curtido por 1 pessoa

      • Rosa teve culpa nisso tudo, mas quando descobriu as maldades da Stefanny, ela puniu a filha, lhe deu lições de moral e oportunidades para se regenerar, mas nada adiantou. Rosa errou e se redimiu, diferente de Stefanny que errou e quis permanecer errando. Ela é mãe, mas antes de tudo, ela é humana também, mesmo que possa parecer estranho, essa aversão de mãe pra filha não é impossível de ocorrer. 😉

        Curtido por 1 pessoa

      • Sim, ela errou, mas já era tarde demais. Stefanny também se arrependeu, mesmo não dizendo em voz alta. Pelo menos as cenas dela no começo do capítulo, deixaram isso “claro”. Mas quando ela viu que não tinha ninguém que pudesse mudar com ela (ou acompanhar ela nesse processo de mudança), ela surtou. Ainda mais pq foi desprezada (por motivos já explicados) pra ser trocada por uma outra garota que tinha entrado na vida de Rosa a menos se um ano. Se Rosa mereceu uma chance de se redimir, Stefanny também merecia, mas ninguém deu uma nova chance a ela.

        Curtido por 1 pessoa

      • Stefanny não se redimiu em nenhum momento, antes mesmo da Rosa a renegar como filha, ela já queria prejudicar Maria, logo quando chegou a mansão. Ela é uma pessoa com índole cruel de berço, diferente de Jonathan, Bruna, Patrícia, que tiveram momentos de caráter duvidoso, mas mudaram, ja Stefanny não quis mudar e não quer mudar, é má e vai continuar sendo má, mesmo nessa condição.

        Curtir

  13. Minha crítica final para Descobertas 😥 … Bom, vamos começar: Catarina se vingou de Jorge e fiquei aliviado por Catarina ter se livrado de mais um pesadelo. Stefanny não se cansa, né? Vai à mansão azucrinar Maria e expulsa, tenta matar ela e Jonathan no casamento dos pombinhos e acaba tendo um castigo pior do que a Fundação Casa: perder seus movimentos e sua beleza. Ryan e seu pai acabam mortos, dois ordinários 😡 Tenho raiva do primeiro citado desde que matou Richard. Descobertas se encerrou com dois casais terminando juntos: Maria e Jonathan e Wesley e Victor e eles tem semelhanças, um foi injusto com o outro, embora as mágoas, o amor foi maior que tudo para ambos e adorei os seus desfechos. Descobertas terminou como uma trama bem amarrada e redonda, o mesmo texto ótimo de ficção misturado com informação e alcançando a mesma qualidade de suas obras anteriores. 😀 Até a próxima o/

    Curtido por 1 pessoa

    • Catarina conseguiu salvar sua família de Jorge e agora vão viver felizes sem um perseguidor doentio atrás deles. Stefanny não aprendeu com seus erros, persistiu em fazer maldades e acabou recendo um castigo terrível da vida. Interessante sua observação sobre os casais, eles tem semelhanças mesmo, olha que nem tinha reparado, mas gostei de ver. Muito obrigado por todos os elogios e carinho, Wilson, adorei saber que minha humilde trama lhe envolveu tanto dessa forma! ❤

      Curtir

  14. É, chegamos mesmo ao fim de “Descobertas” depois desses 40 capítulos… Foram uns dois meses (me corrija se eu estiver errado) de web, foram ganchos e mais ganchos, tanto tempo acompanhando a vida inteira desses personagens… Personagens esses que eu vou guardar bem no meu coração. Agora vou respirar fundo, não vou chorar, não vou me emocionar e seguirei firme pra comentar sobre o grande final de “Descobertas”, ok.

    De cara vemos Catarina querendo se fazer de heroína ao som do luxo “Solo por Amor”, amo. A mansão em chamas, eu nem consigo imaginar o que ela estava sentindo no momento, deve ter sido um desespero enorme e senti isso conforme a cena foi sendo conduzida. Ela se arriscou como podia e como não podia, uma verdadeira mulher maravilha. O que uma mulher não faz pra defender sua família, né? Catarina entrou na mansão decidida a ir até às últimas consequências e eu achei isso tão fantástico nela, cara. Normalmente nos fins de capítulo, é sempre o homem que salva a mulher e vice e versa, mas ela se mostrou uma guerreira e tanto desfazendo o círculo de fogo que Luiz estava e ainda tentando arrombar a porta (mesmo que ela não tenha conseguido) e finalmente resgatando Jonathan, que como o pai já não estava aguentando tanta fumacê. Eu sabia que não ia ficar assim… Duvidei mesmo que Catarina apenas saísse da mansão com o marido e o filho e não fizesse mais nada em relação ao Jorge, eu senti que teria um acerto de contas final, e assim foi feito, numa cena forte e um dos melhores momentos do capítulo. Depois de uma conversa tensa e envolvendo o passado, Catarina deu fim à tudo isso e finalmente atirou em Jorge, o matando e acabando o sofrimento de todos da família. Ufa! Primeiro vilão teve seu fim merecido com sucesso, falta o Ryan e a Stefanny. Ah, e a cena do abraço coletivo foi linda, adorei, realmente emocionante.

    Stefanny saiu da fundação casa depois que completou seus 18 anos e depois de sofrer um bocado nas mãos das detentas tão marginais quanto ela. A vilã que tanto fez mal aos outros saiu da fundação, sendo liberta, mas absolutamente ninguém se importou com isso, literalmente ligaram o botão de “dane-se”, pra não falar outra coisa. O castigo dela ja tem inicio aí né, ui delícia. Tem coisa pior do que a rejeição de uma mãe?

    Grito com o casamento de Maria e do Jonathan, não esperava, tão novinhos e já decidindo de vez fazer essa união tão importante na vida dos dois. Já quero dois filhos e um cachorro, e anote o pedido, Airton. Maria deslumbrante ao lado de duas pessoas muito importantes na vida dela, que são Yolanda e Rosa. Falar nisso, a Rosa se tornou uma pessoa tão carismática desde que soube da verdadeira face da Stefanny. Amo a relação dela com Maria e Wesley.

    Stefanny apareceu na mansão logo no dia em que Maria estava se preparando para um momento super importante na vida dela. O diálogo das duas me deixou todo tremendo, esperei elas sairem no tapa ali mesmo, a conversa foi bem tensa e forte, um dos momentos que eu estava mais aguardando. E como de costume, Stefanny não aprendeu nada passando as férias na fundação casa, eu grito, ela tentando atacar a Maria, mas foi barrada pela Rosa e Yolanda que chegaram a tempo. No mais, a vadia seguiu sua índole desde o início e cuspiu fogo, querendo vingança.

    Ai, o meu momento chegou pô: a morte do Ryan. Eu queria que ele tivesse sofrido muito mais, mas muito mais mesmo, extremamente. Sei lá, uma facção rival podia ter o capturado para um acerto de contas pendentes e esquartejado ele todinho, porque o que esse cara fez não com as pessoas não têm perdão e ele pra mim é o pior vilão de “Descobertas”, tá feliz Stefanny? Ai, ainda bem que ele morreu logo e o pai ordinário foi junto, ambos com um tiro bem gostoso na cabeça, não vou negar, adoro.

    Infelizmente a Stefanny estava lá no momento do tiroteio e viu a deixa para realizar sua vingança final contra o casal protagonista, sofri pq cheguei a achar que ela morreria ali de bala perdida.

    Bruna e Patricia num momento lindo, se recuperando das drogas, cena bem bonita e agradável de se ler, me enche os olhos a recuperação das duas, principalmente da de Bruna, que tanto fez pra chegar naquele estado deplorável.

    Wesley e Victor curtindo uma lua de mel antecipada. Wesley se lembrando do Lucas me deu um negócio aqui, tive que me ausentar por uns instantes, ok… Ainda sinto saudades do Lucas, claramente o melhor personagem da trama. Quem diria que o Victor estaria deitado junto com o Wesley no maior love, a vida é uma roda-gigante mesmo. A cena deles foi bem legal, apesar de o Victor continuar sendo um chato pra mim, não superei, desculpe.

    Sei que a cena foi bem depois, mas já comento aqui o fim de Luana, toda feliz e grávida, amo. O canal dela realmente bombou, urrei aqui com os 1 milhão de inscritos, gente pra dedeu! Ela merece estar feliz desse jeito, foi uma das personagens mais fofas e com maior torcida da trama. Ai, pena que o Richard não ta aqui pra compartilhar esse momento com ela, mas vamos mudar de assunto pra eu não chorar.

    E chegou a hora, o grande trunfo do capítulo: o casamento de Maria e Jonathan. Eles conseguiram se casar e foi tudo lindo, achei que alguém (todos sabem quem) estragaria tudo no momento do “sim, eu aceito”. Mas enfim tudo aconteceu perfeitamente bem dentro da igreja, porem nem tudo são flores né… Stefanny sedente por vingança tentou passar por cima de Maria e Jonathan com o carro que a delinquente roubou na rua, sofro demais, sabe? E vamos rindo com a doida se dando mal, o feitiço virou contra o feiticeiro e Stefanny se deu extremamente mal, mas nos presenteou com o momento mais tenso do capítulo e talvez da web toda, quando o carro bateu e ela saltou pra fora, cortando seu rosto todo e como se não bastasse ela ainda rola um barranco e cai no asfalto. Caraca, bem forte esse acidente, viu, muito bem escrito, deu pra imaginar direitinho.

    E chegamos ao momento em que, na minha opinião, os leitores em geral estavam mais aguardando: o fim da vilã. Stefanny teve o pior castigo de todos os vilões da web, ficando deformada e o pior, sem poder se mover. Cara, o que é isso, o desespero e a angústia que invadiram Stefanny me atingiu daqui, verdade. Ela perdeu tudo. Perdeu o amor de geral, a admiração de todos, perdeu o respeito que tinha no colégio, perdeu sua beleza e seus movimentos, só não morreu, mas passou de tudo do ruim e do pior, pagando firmemente por tudo que fez nesses quarenta capítulos. Ótimo final, Airton, destaque à ele.

    Bom, depois de tantos acontecimentos, Maria e Jonathan podem se ver felizes. Adorei a cena em que todos estão se movendo, contentes, aos risos, na maior felicidade, indo viajar e tudo mais enquanto Stefanny estava numa cadeira de rodas, totalmente invalida. Confesso que gostei demais da cena em que a Maria se aproxima da irmã e começa a falar com ela numa boa, foi até emocionante, achei que Stefanny ainda pudesse se redimir depois de tanto mal que ela causou e por estar sofrendo cruelmente as consequências, seria muito melhor ela passar por tudo que está passando rodeada de amor, porque dizem que o amor cura tudo, mas ela tem algo no coração dela que não dá pra explicar, uma pedra, uma barreira mesmo… Rosa vai seguir sua vida cuidando da filha apesar de tudo. Mães…

    E esse foi o fim da Stefanny. O mais cruel possível. Será que um dia ela pode aprender com tudo ainda?

    Bom, a cena final foi uma graça, realmente Jonathan e Maria passaram por tanta coisa pra viverem felizes e em paz. Se conheceram de maneira inusitada, passaram poucas e boas, entre idas e vindas… Um amor puro que foi sendo construído com o tempo, nessa fase de “Descobertas”.

    E assim, com uma declaração e um beijo apaixonado dos nossos protagonista, essa grande história chega ao FIM.

    Airton, “Descobertas” foi uma trama teen excelente, foi algo maravilhoso de se acompanhar e que me prendeu bastante. Uma trama em que eu ficava ruim quando não conseguia ler um capítulo. Você conduziu essa trama de maneira magnífica, meus parabéns, foram 40 capítulos de muitos acontecimentos, sem barriga, sem bla bla bla, apenas a vida dos nossos jovens e seus dilemas… Meus sinceros cumprimentos por mais essa trama concluída, Airton, pode ter certeza que tu cumpriu muito bem o seu papel. Eu comentei tanto aqui, e sempre comentários bem grandinhos (esse foi o que mais tomou meu tempo e atenção), e agora fico muito chateado de estar dando um “adeus” pra essa história… Bom, aqui encerro a minha humilde contribuição, meu comentário e análise final para essa trama envolvente.

    Parabéns, Airton!
    Adeus, “Descobertas”, vai fazer falta ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Catarina foi uma heroína mesmo, tirou forças do além para salvar sua família e ainda se vingou de Jorge. Stefanny não aprendeu nada na Fundação Casa, já saiu querendo fazer maldade, tá no seu DNA mesmo. Berro com o sádico querendo o esquartejamento de Ryan, mas realmente, ele foi um vilão terrível, mas ao menos ele morreu. Stefanny tentou estragar a felicidade de Maria e Jonathan, mas no fim ela se deu muito mal e teve um terrível castigo da vida. Após tantas tragédias aos vilões, merecidamente por sinal, os demais personagens puderam ser felizes. Muito obrigado por todos os elogios e opiniões, Guilherme, não imagina como é satisfatório para mim saber que os conflitos dos meus jovens personagens te envolveram dessa forma! ❤

      Curtir

  15. O tempo voa… a web começou quase ontem e já acabou.

    E vamos ao último #AnalysisToday ✌😛 para essa web.

    Descobertas – Capítulo 40 (último capítulo) – a única web com 40 capítulos que eu li.

    Catarina consegue salvar Jonathan e Luiz das garras de Jorge e ainda acerta as contas com ele, após ele matar a sua família há 17 anos atrás: ela mata ele friamente – socorro! Adorei esse final… Catarina rainha demais, que seja muito feliz ao lado do Luiz. ❤❤❤❤❤ que reconstrua a sua vida feliz sem o embuste do Jorge.

    Três meses se passam… Stefanny, já com 18 anos completos, é liberta da Fundação Casa e fica morta de ódio quando vê que Rosa não fui buscá-la… após isso, ela vai na mansão aonde morava para importunar Maria, que está prestes a se casar com Jonathan, mas é pisada por Rosa e Catarina, principalmente por Rosa, que joga na cara dela que a abomina – olha… tu mereceu, Stefanny – após isso, Stefanny presencia um arrastão que acaba com a vida de Ryan e seu pai, e após isso, ela rouba um carro para impedir o casamento de Maria e Jonathan – o Ryan mereceu morrer dessa forma, embuste! – na hora do casamento, Stefanny tenta atropelar Maria e Jonathan, mas acaba sofrendo um acidente que leva a sua beleza e a sua movimentação para fazer o mal contra as pessoas, ficando deformada e tetraplégica – bem-feito.

    Maria e Jonathan se casam, Victor e Wesley começam a namorar, ninguém sabe que o Richard morreu assassinado pelo Ryan e acreditam que ele desapareceu, Patrícia e Bruna se recuperam da dependência química, tendo que repetir o 3° ano e Bruna faz as pazes com Yolanda, após uma série de brigas, Rômulo e Helena continuam administrando o Colégio Máximo, Luiz e Catarina reconstruíram a vida e a casa, após a morte de Jorge, Stefanny termina desfigurada e tetraplégica, pior que Jonathan, Ryan morre no arrastão, e Luana continua gerando o seu filho e agora trabalhando como youtuber e com 1 milhão de inscritos – finais maravilhosos… amei todos, mas os meus favoritos foram a desfiguração da Stefanny que ninguém soube da morte do Richard.

    Maria, Jonathan, Luiz e Catarina viajam para o Amapá a turismo e Catarina visita o túmulo de sua família, pois não visitava por causa de Jorge, que estava no Amapá e podia voltar para atormentá-la – adorei essa cena, muito emocionante. ❤❤❤

    FIM.

    “Descobertas” foi uma trama que continuou com uma trajetória de tramas teens um poucos pesadas no blog, iniciada com “Mundos Opostos” (a considero meio pesadinha), cheia de reviravoltas, cenas marcantes, personagens inesquecíveis, apesar de alguns deslizes.. em uma escala de 0 a 10, eu dou nota 10 para “Descobertas”, a melhor trama de 2017, juntamente com “Cadeia sem Grades”.

    Meus parabéns, Airton. 😀
    Adorei ler “Descobertas” e quero ser um web-autor como você (o que é perfect illusion).

    ❤❤❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Catarina matou Jorge e protegeu sua família, não deixou a história trágica se repetir. Stefanny não aprendeu nada na Fundação Casa, saiu de lá sedenta por destruir a felicidade alheia, mas quem acabou destruída foi ela mesma. Que bom que você gostou do final dos demais personagens, que bom que você gostou tanto assim de “Descobertas” no geral, fico muito feliz mesmo. Obrigado por tudo, Roberto! E sobre ser um autor como eu, que isso, não sou tanto assim, mas desejo que você trilhe um caminho maravilhoso na web-dramaturgia do blog, você merece! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  16. Vamos cometar o fim da cada personagem, dessa historia;
    Maria: Seu final foi extremante justo, pois depois de tudo que ela passou, esse seria o melhor final;
    Jonathan: Seu final também foi super merecido, por mais do que seja seu final poderia ser trágico em duas situações o atentando e o incêndio;
    Stefanny: Foi muito justo esse fim por que ela sempre mostrou que a aparência Wesley: Uma final romântico e co muitas pedra pelo caminho;
    Victor: Assumiu e descobriu a felicidade.
    Luana: Descobriu uma segunda mãe é virou sucesso no youtube;
    Patricia: Conseguiu uma segunda chace de viver;
    Bruna: Também conseguiu uma segunda chace de viver é porcina de tudo aceitou sua origem;
    Ryan: Seu final provou do remédio que fez os outros sentir na pela;
    Gustavo: O bandido arrependido;
    Rosa: Uma mãe, por cima de tudo uma guerreira;
    Catarina: Outra super mãe, que precisou vencer seu passado para ser feliz com sua família;
    Luiz: Ajudou sua família a superar todos os desafios;
    Fernanda: Uma pessoa que viu sua família a se destruir em sua frete com mãos atadas e sem poder fazer nada, uma guerreira e uma legitima MÃE;
    Abigail: Cumpriu seu papel de diretora bem, mais seu erro foi aceitar dinheiro para proteger alunos;
    Rômulo: Ganhou grande destaque por sua carreira como um diretor justo, isso que todos vinha nele se concretizou;
    Helena: Uma outra boa pessoa, que segue os passos do Rômulo;
    Lauro: Continua trabalhando bem no Colégio Maximo;
    Yolanda: Uma vencedora, junto com sua filha.

    Vamos destacar as mortes:
    Lucas: Uma morte que precisou para o futuro da trama;
    Carlos: Uma morte causada pelo próprio filho, de forma indireta;
    Richard: Uma morte que mostra a realidade;
    Jorge: Tinha que morrer para o futuro feliz dos protogonistas.

    Vou fazer uma cometário conservador:
    Sou contra o casamento gay na Igreja Católica Apostólica Romana, E você Airton?

    Uma duvida essa ultima cena em Fortaleza de São José e uma lugar no extremo norte do Brasil?

    Que pena que acabou
    Uô, uô, uô, uô
    E o meu coração chorou
    Uô, uô, uô, uô
    Que pena que acabou
    Uô, uô

    Parabéns, Airton Guites

    Tem Facebook, se sim e poder me passar, no cometário de resposta.
    Meu computador não esta visualizando o comentário, por isso publico de novo…

    Curtido por 1 pessoa

    • Adorei o resumo dos finais dos personagens e fico feliz que você tenha gostado de todos. Sobre o casamento gay na Igreja Católica, acho que podemos generalizar a todas as Igrejas (outras religiões, no caso), eu não tenho uma opinião formada, não sei o que opinar, mas creio sim que a Igreja deve abrir a mente sobre relacionamentos homoafetivos, o Papa Francisco tem feito isso e acho necessário. Sobre a Fortaleza de São José, ela existe sim e fica em Macapá, capital do Amapá, tá escrito ali na cena. Abaixo, tem a foto desse lugar, é lindo! No mais, obrigado pela participação, fico muito satisfeito em saber que você gostou tanto assim da minha humilde trama! ❤

      OBS: eu tenho Facebook, mas utilizo para contatos de estudos ou profissionais. Tô sempre pelo blog, quando quiser falar comigo, só comentar que eu apareço, querido! 😀

      Curtir

  17. chorando

    Nunca imaginei que Catarina iria pegar uma armar e matar Jorge, pensava que Luiz iria morrer e antes de partir iria atirar. Stefanny foi a empregada da fundação aodro, kkk. E amei o que Rosa fez, pisou na Cútefanny. Ryan teve o que mereceu, a morte.

    Bruna e Patty finalmente livres desse mundo horrível, que é o das drogas! Ai genty como o Wesley é fofo. Morri com esse casamento de Maria e Jonathan, tão novos já assumindo uma grande responsabilidade em suas vidas.

    Stefanny acabou muito mal, socorro. E essa transa aí papai? Lendo e imaginando cada movimento ( um impuro desses). Luana conseguiu finalmente 1 milhão de inscritos, rainha mereceu bicho.

    E que final lindo bicho, o famoso “eu te amo” aí que alaguei tudo aqui, chorei muito, ai vem meu pai perguntando por que estou chorando!?

    E chega ao fim “Descobertas” uma trama que soube dosar tudo muito bem, soube construir bem os personagens, retratar a realidade do mundo de hoje em dia. Uma trama de humor, romance, tragédia, drama, e muito mais. 40 capítulos de pura emoção. Vai fazer falta!

    Parabéns Airton, por mais um sucesso. Ai migo chorei muito, passar 8 semanas e ter que se despedir desse jeito, não é pra qualquer um!

    #Descobertas 😥

    Curtido por 1 pessoa

    • Ninguém esperava que Catarina tomaria essa atitude, mas para proteger sua família da tragédia de Jorge e repetir, ela foi capaz disso. Stefanny foi pisada por todos, até por Rosa, quem diria hein? E quando tentou tombar Maria e Jonathan novamente, quem ficou tombada foi ela, um final cruel pra uma vilã cruel. Safadinho você, pensando nos movimentos entre Wesley e Victor, apenas observo… Chocado que chorou tanto assim, não sei como proceder, mas não nego que também estou emocionado pelo fim da trama, foi um trabalho árduo que agora chega ao final, estou muito satisfeito. Obrigado pelas opiniões, Gabriel! ❤

      Curtir

  18. Airton, finalmente li o último capítulo de Descobertas. Adorei.
    Sexta e ontem não pude ler.
    Li agora e digo, o final foi coerente e muito mais que eu esperava. Esperava que Stefanny ficasse sozinha, nunca o que aconteceu com ela. Foi um castigo daqueles heim. Mereceu. Stefanny nunca aprendeu nada, sempre odiou Maria. Pior de tudo foi perder Jonatan pra ela, a quem chamava de caipira.
    O embate final de Catarina e Jorge aconteceu, após tudo o que Jorge fez a ela no passado e agora no Espírito Santo, Catarina pode se vingar. Matou sem dó, penso aqui quanto tempo ela esperou pra se livrar desse tormento. Ainda foi fria ao dizer que não tinha ninguém na mansão. Nesse momento ela conseguiu superar tudo o que Jorge a fez, pois ele não representava mais nenhum perigo a ela e a algum ente querido. Só cenas fantásticas.
    O vício de drogas leva as pessoas a terem destinos ruins e tristes. Bruna e Patrícia superaram o vício, mas carregam em seus dnas essa marca que as drogas deixam. Bruna ainda vive com Hiv, embora controlado ela o tem. A cena na clínica foi bonita e emocionante, prova que a esperança, que as pessoas conseguem parar de usá-las, basta ter alguém que as ampare na hora da internação.
    Wesley e Victor vivem felizes e cada dia mais se amam. Superam o preconceito com a felicidade deles. A transa foi o desfecho mais lindo que poderia ter acontecido. A simbolização desse amor que passou por muitas coisas ruins e agora só haverá felicidade e cumplicidade.
    Desfecho forte e verdadeiro o do Ryan e de seu pai. As drogas viciam muita gente, após viciadas se não terem dinheiro pra pagar morrem, como aconteceu com o Richard. Troca de tiros intensa entre bandidos e drogados contra a polícia. A morte de Ryan e de seu pai comprova que o crime não compensa e que a justiça tarda mas não falha. Airton sua abordagem sobre as drogas foi muito interessante, horas foi didática (no ponto e no momento certo) e retratou a situação dos drogados muito bem. Parabéns por ter tido coragem de falar sobre esse tema e de outro em Descobertas, como a homossexualidade, bissexualidade, bullying e gravidez na adolescência e hoje do casamento aos 18 anos.
    Maria e Jonatan superaram tudo e a todos até mesmo após o casamento. Esse amor veio pra completar o coração deles. Casal forte, lindo e que me emocionou nesses 40 capítulos de web.
    Final bonito, divertido e que me surpreendeu. Aírton você é um ótimo escritor, já li seus trabalhos adultos e agora o juvenil. Digo que escreves muito bem e aborda temas relevantes.
    Nota mil pra sua web, que foi sucesso.
    Desejo a você muitas felicidades. Descobertas me fez refletir muito.
    Foi um sucesso bonito de se ler e acompanhar.
    PARABÉNS! AMEI DESCOBERTAS!!!!!!!!!
    Peço desculpas novamente por ter lido e comentado só hoje. Mas valeu a pena ter lido.

    Curtido por 1 pessoa

    • Gremista, fico tão feliz que você tenha conseguido ler e opinar sobre o desfecho de minha humilde trama e, principalmente, que você tenha curtindo tanto assim o meu projeto. Desenvolver “Descobertas” foi um prazer e saber que consegui atingir o objetivo de retratar a adolescência com realismo e ousadia. Obrigado por cada palavra, obrigado por acompanhar a web-novela mesmo com o tempo corrido pela faculdade, obrigado por tudo, querido! ❤

      OBS: já tinha entrado de férias aqui no blog, mas abri uma exceção e voltei rapidinho pra te responder, um leitor simpático desses! 😀

      Curtir

      • Obrigado. Vi hoje só. Airton sua web me fez refletir muito. Você me surpreendeu bastante com essa web, cada capítulo era uma novidade ou uma reviravolta inesperada. Mereceu esse sucesso todo! Esperando seu novo projeto na web dramaturgia do blog.
        A faculdade tem dessas, o tempo é corrido, mas eu tirei um tempo para ler sua obra.
        Respondi hoje, porque achei que estava de férias né. Merecidas diga-se de passagem.
        Boas férias amigo!!!!!

        Curtir

  19. Ai, amigo. Sinto tanto por não ter comentado dignamente no último capítulo. No dia em questão não pude comparecer, aí acabei adiando e adiando o dia que eu opinaria sobre o capítulo final. Talvez essa seja a última opinião de web-produção que escrevo, decidi me afastar definitivamente do blog, afinal eu já não frequento mais o Mix como antes mas quem sabe se eu não retorno novamente em algum dia. Sobre Descobertas, foi uma produção maravilhosa, muito bem escrita e produzida, com um enredo que retrata a fase da juventude de forma mais impactante e crível, como realmente é. Como sempre, você escrevendo tramas ótimas e com grande repercussão, felizmente você merece, gosto muito de ti e te desejo de verdade tudo de bom nessa vida, não preciso ser falso pois senão nem me daria ao trabalho de falar isso, né. Do último capítulo eu gostei de tudo, menos Victor e Wesley ser um casal, imperdoável. Te desejo sucesso no próximo projeto seu, que sei que é uma coluna e parabéns pela web-teen, ficará marcado assim como suas outras produções.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s