Azarados – Episódio 04

CENA 01 – CLUBE DAS MULHERES – INT. – NOITE

Lola, raivosa, caminha até o palco, e sobe. Alex reconhece Lola, e tenta fugir, porém, ela defere um forte e certeiro tapa na cara dele, que cai no chão. A música para, os dançarinos param, e todos olham a cena, surpresas. Lola pega o microfone no chão.

Lola: Eu estou aqui pra dizer que esse homem é um cachorro, pilantra, mentiroso! Ele era meu namorado… E ele me traiu… E pra dizer que… Que… Ele tem o pênis pequeno!

Uma lágrima escorre dos olhos de Lola. Todas as mulheres se compadecem e começam a vaiar e jogar objetos em Alex.

Lola: Ele se aproveitou do meu corpo, do meu dinheiro e da minha inocência!
Ema que estava na platéia, se engasga ao ouvir Lola dizer isso. Lola lança um olhar fulminante para Ema, que se encolhe de medo.

Alex: Ela ta mentido, eu nunca conheci essa mulher!
Lola: Não era isso que você falava quando gritava meu nome entre quatro paredes… Além disso, ele ama um meio fio.

Todas as mulheres ficam chocadas com as revelações.

Alex: Eu nunca gostei de um meio fio…
Lola: Sério? Tenho gravações que provam o contrário!
Alex: Tu filmou a gente?

 Lola solta um sorriso debochado para Alex. Ele volta para a platéia, que assistia a cena.

Ema: Isso aqui ta parecendo o 7×1 do Brasil!
Alex: Isso aqui é uma brincadeira. Não liguem pro que essa mulher ta falando!
Lola: Brincadeira é ter você me traído por uma qualquer, uma puta amanhecida… Diga-me com quantas você se deitou enquanto a gente namorava?
Alex (irônico): Com várias!

Uma lágrima começa a rolar pelo rosto de Lola, e ela começa acertar vários tapas em Alex. Ele segura os braços dela. Os dois ficam frente a frente.

Lola: Eu tenho nojo de você!

Os dois se encaram enfurecidamente.

CENA 02 – APARTAMENTO DE JASMIM – INT. – NOITE

Era um apartamento simples, apenas dois cômodos, a cozinha se misturava com a sala. Jasmim estava cozinhando, enquanto Marco, bebia cerveja e assistia futebol.

Jasmim: Além de passar o dia todo em pé naquele restaurante servindo mesas, ainda tenho que ficar esquentando minha barriga no fogão… Quando me mudei pro Rio pensei que seria tudo diferente…

Sem tirar os olhos da TV, Marco rebate.

Marco: Eu já te dei a saída, vamos roubar o Theo, é nossa melhor opção para sair dessa vida miserável…
Jasmim: Eu tenho medo de ser presa, prefiro essa vida a perder a liberdade…
Marco: Isso aqui é quase uma prisão, ainda se deu conta? Você não pode fazer nada porque não tem dinheiro, não pode comprar um vestido novo, um sapato, maquiagem… Tu parece que finge não perceber que nossa vida é uma masmorra.

Jasmim fica pensativa, Marco conta a assistir TV. Porém, nesse exato momento, o gás que Jasmim cozinhava acaba, o fogo se apaga, as luzes e a TV começam a dar sinal de interferência e logo desligam. Jasmim corre para acender velas.

Marco: Viu Jasmim? Nem televisão, nem gás para cozinhar… Me diz se isso não é uma prisão?

Música: Beyoncé – Haunted

Lágrimas começam a escorrer pelo rosto de Jasmim, ela as enxuga rapidamente e senta-se ao lado do namorado, fixando seus olhos aos dele e pegando em suas mãos.

Jasmim: Marco eu, eu aceito. Vamos roubar todo o dinheiro do Theo.

Ele sorri maliciosamente.

Jasmim: Só me promete uma coisa, nós não vamos machucar ele. E se tudo começar a ficar perigoso demais, nós pulamos fora!
Marco: Eu prometo, agora vem vamos comemorar…

Ele dá um beijo prolongado em Jasmim, depois morde os lábios dela, e a encara com um olhar safado.

CENA 03 – CLUBE DAS MULHERES – NOITE

Música: Jessie J – Domino

Alex está bufando de raiva devido a tudo o que Lola provocou, a moça vai mais a fundo.

Lola(em tom alto): E sabem, mulheres… Eu disse que ele tem o instrumento pequeno, mas vocês estão vendo um grande volume aqui, não estão? Então, eu vou mostrar o que da esse volume, e vou mostrar AGORA!

A mulher pula em cima de Alex, que cai no chão, todos da plateia olham a cena abismados.
Alex tenta fugir se arrastando, mas ela faz pressão com seu peso e logo enfia a mão por dentro da cueca do rapaz.

Ema: MEUS DEUS, O QUE ESSA LOUCA VAI FAZER?

Lola tira a mão de lá, e se levanta, com o braço erguido, mostrando um par de meias enroladas que estava dentro da cueca de Alex.

Lola: É isso, minha gente, vocês foram enganadas, se eu fosse vocês pedia o dinheiro de volta, hein?

Ela joga o as meias do chão, olha para Alex com desprezo, desce do palco, vai até a mesa e pega sua bolsa.

Lola: Vamos Ema, o show terminou por hoje!
Ema: Logo agora que tava ficando bom…

Lola lança o mesmo olhar fulminante para Ema.

Ema: Ok! Não precisa me matar com esse olhar…

As duas saem do clube.

CENA 04 – EM FRENTE AO CLUBE DAS MULHERES – NOITE

Lola e Ema estavam na beira na calçada, tentavam parar um táxi, é quando de repente Alex surge e segura com força o braço da namorada. Ela vira-se, assusta.

Lola: Me solta, tu tá me machucando!
Alex: A gente tem muita coisa pra conversar ainda…
Lola: A gente não tem nada para conversar, tudo já foi esclarecido.
Alex: Tu não pode vir até o meu trabalho, fazer esse showzinho e depois ir embora como se estivesse tudo bem.
Lola: Tanto posso, como fiz, e se tu não quiser que todo mundo saiba o quanto tu é rapidinho na cama, é melhor me soltar.
Alex: Tu não seria capaz de fazer isso.
Lola: Então duvida… Agora me solta!
Alex: Só solto quando tu apagar o vídeo.

Ema que estava olhando, já impaciente, acerta uma joelhada nos órgãos sexuais de Alex, que cai no chão, com dor.

Ema: Deixa de ser insistente, nenhuma mulher gosta de pressão. E tenta na próxima vez demorar mais na cama.

Lola olha assustada para Ema.

Ema: Eu não sei nem o que tá doendo aí, pequeno do jeito que é. Agora vamos embora, porque eu to com fome.

Lola fica boquiaberta e começa a rir.
As duas param um táxi e vão embora dali.

Amanhece…

CENA 05 – LANCHONETE TOCA DO TATU – INT. – DIA

Os dois estavam sentados na mesa de canto do restaurante, com a conversa já iniciada, esperavam seus respectivos pedidos.

Theo: Apolo, eu queria tanto chamar a Ema para sair!
Apolo: E porque não chama?
Theo: To com medo dela dizer não, de ela me achar um tarado, de ela fugir e ir embora da cidade.
Apolo: Ela já disse não, aquela bebida jogada na tua cabeça era simbolizando um não. Esqueceu?
Theo: Que história é essa? Ah, Apolo, o que você sussurrou pra ela naquele dia?

Apolo desconversa;
Apolo: Vamos falar de uma coisa boa, vamos falar da vizinha gostosa do 82…

Nesse momento Jasmim aparece na mesa dos meninos segurando uma jarra de suco, servindo os dois rapazes.

Jasmim: Nosso Theo, cheio de machucados emocionais , se quiser eu posso cuidar de você, e eu sei cuidar muito bem…
Apolo: O que o Marco vai falar te vendo dando em cima do Theo?
Jasmim: Ele não vai falar nada, sei como dominar aquele homem…

Jasmim solta um sorriso safado e pisca para Theo, e ele olha a cena com vergonha. Na caixa registradora estava Marco, olhava para a cena com uma cara de poucos amigos.

 CENA 06 – VENENO DE CASCAVEL – CORREDOR – INT. – DIA

Música: Último Romance – Los Hermanos 

Theo estava em frente à porta do apartamento de Lola, andava em círculos, segurando um farto buquê de rosas vermelhas e uma caixa de chocolates.

Theo (com medo): Será que eu chamo? Será que eu não chamo? E se ela for alérgica a flores? Ai, meu Deus, e se ela for diabética e não puder comer chocolates?

Apolo estava na porta de seu apartamento, de braços cruzados.

Apolo: Será que isso sai hoje?
Theo: Calma não é fácil…

Apolo aperta a campainha do apartamento de Lola, e entra rapidamente em seu apartamento, trancando a porta. Theo fica paralisado, e o quadro piora, quando Ema abre a porta.
Theo esconde as flores e os chocolates atrás de si.

Ema: O que foi Theo?
Theo (com a voz trêmula): Eu to fazendo um bolo, aí queria pedir açúcar emprestado, pois acabou, preciso só de dois dedinhos…
Ema: Pois me espera só um minutinho que vou pegar.
Ema entra no apartamento.

Theo: Ai como eu sou idiota, porque não disse logo? Coragem homem, eu sei que tu pode! Pelo os poderes de Grayskull, eu tenho a força…
Ema chega justamente na hora que ele estar levantando a mão, ela solta um sorriso, e Theo fica envergonhado.

Theo: Obrigado!
Jasmim: Quando sair do fogo eu quero um pedaço! Sabe, amo comida…

Theo faz que sim com a cabeça, e começa a dar passos para trás, indo para a porta de seu apartamento, mas ainda de frente para Ema, afim de esconder o presente que levou para ela, é quando resolve tomar coragem e voltar para perguntar.

Theo: Na verdade não tem bolo nenhum, pega tua xícara novamente! Eu realmente vim aqui perguntar se tu quer sair comigo, aceita? A resposta é não, né? Então ta, tchau, desculpa o incomodo. Sabia que você não ia aceitar…

Theo se descuida e coloca aos mãos pra frente enquanto fala, os olhos de Ema brilham, e ela o interrompe.

Ema: Theo, essas flores e chocolates são pra mim? – Sorrindo
Theo: Eram, eram sim, mas… Mas eu levo lá pro túmulo da minha avó, acho que ela sente saudade de chocolate, aliás, eu vou lá agora, tá bom? Tchau, e desculpa de novo.

Ema sorri.

Ema: Calma, eu aceito sim.

Theo hipnotizado, entrega as flores para ela.

Ema: Até 20h, ok?
Theo: Ok – Com um sorriso bobo no rosto

Ela sorri e fecha a porta do apartamento.
E Theo, no corredor, começa a correr, pular e dançar estranhamente.

CENA 07 – CANTINA ITALIANA – INT. – NOITE

Ema e Theo estão sentados em uma mesa bem no escurinho do restaurante, o encontro se passa sob luz de velas.

Ema: Eu nunca tinha comida italiana em uma cantina, é tão fofo e aconchegante.

Theo: Sério?

Ema: Sim, eu sempre morei em cidade pequena, e nesses lugares o máximo de comida italiana que você encontra é pizza.
Theo: Acho que você nunca tinha vindo aqui, porque tava te aguardando para vim comigo.

Theo encara Ema, depois solta um sorriso.

Ema: Então porque demorou demais? Sabe que amo uma boa comida!

Corta para:

CENA 08 – CALÇADÃO DE IPANEMA – INT. NOITE.

Música: Eclipse de Luna – Maite Perroni

Theo e Ema andam lado a lado, porém, não se dão as mãos, ou nenhum outro tipo contato físico. Os dois estão conversam…

Ema: … Foi assim que vim morar no apartamento de Lola…
Theo: Não sabia que você tinha passado por essa barra, se eu soubesse que aquele dia era seu primeiro dia no Rio depois disso tudo eu teria evitado o Apolo te abordar daquela maneira…
Ema: Desculpas novamente por ter feito aquilo com você, agora você sabe o motivo.

Os dois descem para a areia, continuam observando a lua, o movimento das ondas.
As mãos dos dois se tocam, ambos se olham.

Theo: Você é tão linda…

Ele a beija, Ema se entrega ao beijo, por alguns minutos, mas logo se lembra do que aconteceu, e se solta.

Ema: Theo, eu não estou preparada, desculpa…

Ema se levanta, tira seus sapatos de salto, e vai embora correndo, deixando Theo ali parado, anestesiado com o beijo que ele conseguiu rouba da bela moça.

Lola: Quando o amor nos destrói, acabamos nos fechando para novos relacionamentos, para um novo amor, para a vida. È como se na nossa porta tivesse uma placa dizendo: estou frágil, abalada, e totalmente fechada para balanço, só volte quando tiver certeza que vai me amar. É como pedir um momento sozinho; para reestrutura às células, redefinir as defesas. Caminhar sozinha, para então ter a certeza que quer caminhar a dois.

CONTINUA…

Anúncios

4 thoughts on “Azarados – Episódio 04

  1. Meu nome é Glaydson, sou web-autor, e o Theo me representa.

    Alex bem que tentou se sair por cima, mas não tem como. E Shocka com a Ema se soltando.

    Jasmin foi encurralada pelo próprio destino, se viu obrigada a aceitar a proposta indecente do Marco.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s