O Amor que Definha – Capítulo 16 (Penúltimo Capítulo)

Cena 1 – Trinder/Escritório de Betrix/Int./Tarde

O rosto de Betrix fica em foco e lentamente a câmera vai a deixando de lado para focar uma foto que tinha na estante de seu escritório, na imagem estava Betrix, mais jovem, vestida como pilota, ela sorria ao lado de um jatinho, aparentemente era seu.

A câmera volta a focar o rosto de Betrix, que realizava uma ligação.

BETRIX (Cel.): Eu terminei a série. – Ela esperou a pessoa falar do outro lado, em seguida continua. – Eles nem desconfiaram de nada. – Ela gargalhava.

Atrás da porta, Julietty ouvia a tudo em silêncio.

 

Cena 2 – Restaurante/Int./Tarde

Mais tarde, Edilana, Wandi e Julietty encontram-se no restaurante para a confraternização em comemoração a respeito da série que haviam terminado.

EDILANA: Apesar de tudo, me sinto usada, nossas vidas foram expostas dessa maneira.

WANDI: Mas precisávamos do dinheiro.

JULIETTY: Eu to com uma pulga atrás da orelha.

EDILANA: Do que?

JULIETTY: Eu ouvi a Betrix falando no telefone com alguém, acho que nos usaram mesmo.

WANDI: Mas pra que?

JULIETTY: Talvez pra descobrir o que sabemos.

O assunto deles termina repentinamente quando Ângelo surge no restaurante.

ÂNGELO: Boa tarde, amigos.

Ele puxa uma cadeira e senta perto dos três.

EDILANA: Ainda estou tentando entender o motivo pelo qual tu entrou na série.

ÂNGELO: Ah. – Ele suspira. – Meu pai se afundou na bebida, ele morreu faz dois anos e deixou apenas dívidas pra minha mãe e eu.

EDILANA: Eu sinto muito. – Disse suspirando.

ÂNGELO: E tu Wandi, tem visto o Jean?

Wandi faz um sinal negativo com a cabeça.

ÂNGELO: Entendo. – Ele se levanta. – Eu peço desculpas pelo mal que causei a vocês no passado, entendo que parece falso agora, mas passamos por tantas coisas, guardamos tanta mágoa e tanto sofrimento dentro de nós e isso está nos matando pouco a pouco.

Os três amigos, ainda sentados à mesa entendiam perfeitamente o que Ângelo queria dizer com aquilo, despediram-se e Ângelo sai.

 

Cena 3 – Uma semana depois

É mostrado cenas da cidade e a movimentação das pessoas andando pela rua apressadamente, o sol nascendo e morrendo um dia após o outro.

 

Cena 4 – Presídio Municipal/Sala de Visitas/Int./Tarde

Julietty aguardava apreensiva quando finalmente Djavan aparece.

DJAVAN: Você veio.

Ela corre em sua direção e o abraça dando-lhe um beijo.

JULIETTY: Eu sempre venho.

Julietty visitava Djavan quase todos os dias durante os cinco anos que se passou e ele na cadeia.

DJAVAN: Alguma novidade?

JULIETTY: Terminamos a série.

DJAVAN: Tu sabe que eu sou contra isso, né?

JULIETTY: Não se preocupa, todos nós vamos ser recompensados com isso. – Disse ela sorrindo. – Ontem mesmo foi depositado o valor em minha conta.

DJAVAN: E então?

JULIETTY: Eu vou pagar a fiança Djavan. O nosso advogado disse que sua pena foi reduzida por bom comportamento, e após o pagamento de algumas cestas básicas tua pena passará a ser prisão domiciliar.

DJAVAN: Não quero que tu gaste meu dinheiro comigo.

JULIETTY: Deixe de ser orgulhoso, estou fazendo isso por nós.

Ela segura a mão de Djavan e os dois sorriem, o guarda surge na porta dizendo que o tempo da visita acabou, após mais um beijo de despedida, Julietty sai.

 

Cena 5 – Casa de Wandi/Sala/Int./Tarde

Wandi estava sentado enquanto mexia em seu celular, foi quando alguém bate na porta, imediatamente ele vai abrir.

WANDI: Edilana, já?

EDILANA: Desculpe não avisar que eu vinha antes do combinado, você está pronto?

Wandi solta um profundo suspiro e em seguida concorda.

WANDI: Sim.

 

Cena 6 – Algumas horas depois

 

Cena 7 – Casa de Fernanda/Sala/Int./Noite

Fernanda tomava sorvete enquanto assistia televisão, ao seu lado estava seu marido, Roberval, o qual conheceu dois anos depois da grande tragédia que marcou a vida de toda sua família, Fernanda alisava sua volumosa barriga de gestante, seu sorriso enorme se desfez com o anúncio na televisão divulgando a série intitulada “O Amor que Definha”, afinal ela sabia exatamente do que se tratava a série. Ela desliga a televisão no mesmo momento.

ROBERVAL: Por que desligou, querida?

FERNANDA: Eu não quero ver certas coisas.

Alguém bate na porta.

FERNANDA: Pode deixar que eu abro. – Disse sorrindo para seu marido.

Fernanda caminha com passos lentos até a porta e a abre revelando três rostos bem conhecidos de pessoas que firmaram parceria com ela alguns anos atrás.

FERNANDA: Que surpresa recebe-los aqui.

JULIETTY: Podemos entrar?

FERNANDA: Claro.

Julietty, Edilana e Wandi adentram a casa de Fernanda.

FERNANDA: E então, como foi o desenvolvimento da série?

EDILANA: Tu sabe que não foi nada agradável.

FERNANDA: Bom, venham comigo.

Fernanda aparentava uma mulher muito mais madura e articulada que antes, seriamente ela caminhou na frente enquanto conduzia o trio de amigos até seu escritório.

 

Cena 8 – Casa de Fernanda/Escritório/Int./Noite

Fernanda senta em uma cadeira de couro enquanto entrega alguns documentos para Julietty, Wandi e Edilana.

FERNANDA: Aqui estão as passagens para vocês.

Julietty analisa as passagens.

JULIETTY: Paris?

FERNANDA: Isso mesmo. – Ela ri.

EDILANA: Como você pode deduzir que a Etelvina está lá?

FERNANDA: Simples…

 

Cena 9 – FLASHBACK/Casa de Ódilon/Quarto de Fernanda/Int./Noite[2012]

Logo após a morte de Ódilon, Fernanda fez o que seu pai lhe pediu.

FERNANDA: Desculpe meu pai por não ter conseguido fazer nada para impedir sua morte. – Dizia ela cheia de ressentimentos.

Em seguida ela posta o último vídeo do canal anônimo criado por seu pai, o vídeo que seu pai pediu para que ela postasse caso alguma coisa acontecesse a ele.

 

Cena 10 – Casa de Clarita/Quarto/Noite/Int.

Clarita liga a câmera, foca em seu rosto, em seguida mostra que esta de pijama.

CLARITA: A festa acabou meus amores, estou agora pronta para dormir e amanhã me acordar belíssima para os eventos que me esperam. – Ela manda beijos para a câmera e em seguida encerra a transmissão ao vivo que estava fazendo em sua rede social daqueles momentos finais de sua festa.

Depois que ela termina a transmissão, ela mantém a câmera ligada e deixa atrás da penteadeira num ponto estratégico para gravar o quarto todo.

CLARITA: Ele provavelmente vai querer me provar de novo.

Foi nesse momento que alguém bateu na porta e Clarita correu abrir, mas surpreendeu-se ao ver Etelvina.

CLARITA: Dona Etelvina, o que está fazendo aqui?

ETELVINA: Vim lhe desejar feliz aniversário.

Ela entrou carregando consigo um vaso.

CLARITA: Suponho que este seja meu presente. – Disse olhando para o vaso, reparou nas luvas que Etelvina usava. – Belas luvas.

Etelvina sorri.

ETELVINA: Elas não deixam digitais.

CLARITA: Que graça. – Ela encara Etelvina. – Pode deixar o vaso sobre minha mesa e sair, acho que já me parabenizou o suficiente.

Etelvina sorri com o canto da boca, ela aproveita um momento de distração de Clarita e quebra o vaso na cabeça da garota, Clarita vai ao chão imediatamente, a velha Etelvina age rapidamente e com uma seringa ela aplica um conteúdo no braço de Clarita, após injetar todo o líquido, Etelvina sai do quarto.

Clarita abre os olhos, sua cabeça dói, ela olha em seu braço e vê a seringa ainda presa a sua veia, ela tenta gritar, mas não consegue, ela se arrasta até a penteadeira onde está seu celular e a câmera que gravou tudo, Clarita se apoia sobre o balcão e pega os aparelhos, mas os deixa cair no chão, a câmera filma apenas seu rosto repousado sobre o tapete, ela já estava com os olhos fechados e de sua boca saia uma espuma branca, provavelmente estava morta.

A porta abriu-se duas vezes naquela noite, a câmera não conseguiu gravar quem foi o primeiro que abriu, mas a pessoa apenas deparou-se com a cena e não entrou, já o segundo, ao abrir a porta e ver o que aconteceu se aproximou do corpo, é possível ver apenas seus sapatos, em seguida é possível ver alguém se agacha ao lado de Clarita e confirma que a mesma estava morta, seu olhar volta-se para câmera e percebe que estava ligada e filmando tudo.

Em seguia é possível ver as mãos de alguém indo em direção à tela e a câmera é desligada.

 

 

Cena 11 – FLASHBACK/Casa de Ódilon/Quarto de Fernanda/Int./Noite[2012]

Após terminar de assistir o conteúdo, Fernanda desliga o notebook e enxuga as lágrimas.

FERNANDA: Pronto, agora todos saberão que a assassina é a Etelvina e mesmo que ela já não possa mais ser presa por isso, pelo menos a pena do meu irmão vai ser reduzida com essas provas contra ela.

 

Cena 12 – Casa de Fernanda/Escritório/Int./Noite

EDILANA: Mas o que isso tem a ver com o paradeiro de Etelvina?

FERNANDA: Ela acompanhava o canal, pra receber a notificação de cada vídeo postado era só se cadastrar com uma conta do email, a Etelvina se cadastrou pra poder acompanhar de perto todos os vídeos que o meu pai postava, as vezes ela mandava ele postar alguns, outras vezes ele postava por simplesmente sentir vontade, acontece que ela temia que ele vazasse o vídeo dela matando a Clarita, e até aquele momento o vídeo não foi postado, mas quando meu pai morreu eu postei e adivinhem…

JULIETTY: Ela visualizou o vídeo?

Fernanda sorri.

FERNANDA: Isso mesmo, ela visualizou de Paris, eu tenho acesso a todos os locais que acessam o vídeo, pelo menos dos cadastrados, e como ela era cadastrada eu consegui identificar a localização dela.

EDILANA: E como tu tem tanta certeza de que ela ainda está em Paris agora?

Fernanda sorri novamente.

FERNANDA: Eu reativei o site que tava meio parado, tipo, uns cinco anos e postei um vídeo novo falando sobre a série “O Amor que Definha”.

WANDI: Não pode ser.

FERNANDA: Eu consegui acesso ao trailer antes mesmo de ser postado oficialmente e postei, e acreditem, novamente tive uma visualização de Paris da Etelvina.

JULIETTY: Eu não acredito.

FERNANDA: E agora, como o avanço da tecnologia eu consegui acesso do endereço dela. – Ela entrega um pequeno pedaço de papel para Julietty.

EDILANA: Tu é hacker?

FERNANDA: Digamos que cinco anos de faculdade serviram pra alguma coisa.

WANDI: Eu nem sei como agradecer, Fernanda.

FERNANDA: Não me agradeçam, apenas façam essa mulher pagar pelos crimes que cometeu.

EDILANA: Se tu sabia que a Etelvina estava em Paris esse tempo todo, porque não fez alguma coisa?

FERNANDA: Fala da polícia? Tu acha mesmo que iria adiantar? E durante esse tempo eu não tinha condições financeiras de pagar uma passagem pra lá, e nem saberia o que fazer, felizmente vocês três agora podem fazer alguma coisa e esse dinheiro da série vai servir pra colocar essa mulher atrás das grades.

EDILANA: Pode ter certeza disso.

Um firme aperto de mão sela a parceria dos três com Fernanda, em seguida eles saem deixando aquela mulher para trás.

 

Cena 13 – Paris/Casa de Etelvina/Sala/Int./Noite

Etelvina estava sentada no sofá quando alguém bate na porta no mesmo momento ela abre revelando o rosto de Betrix.

ETELVINA: Finalmente tu chegou.

BETRIX: O voo atrasou, como sempre.

Betrix solta as malas na sala e se joga no sofá.

BETRIX: Finalmente em Paris.

ETELVINA: Pensei que ficaria no Brasil divulgando a nossa série.

BETRIX: A estreia será daqui um mês, eu ainda tenho um tempo para descansar, e claro, deixei o trabalho sujo para os produtores eu estava precisando descansar um pouco eu não aguentava mais aqueles pirralhos.

Etelvina senta ao lado de Betrix soltando um suspiro.

ETELVINA: Faz muito tempo.

BETRIX: O que tu fez foi horrível.

ETELVINA: Não venha com essa logo agora, para revolucionar o mundo é preciso fazer alguns sacrifícios.

BETRIX: Eu te entendo minha irmã, espero que as pessoas também possam entender.

ETELVINA: E meu filho? – Ela encara Betrix. – O pior disso tudo é que sinto falta dele, tem notícias?

BETRIX: Quase nenhuma, mas ele está bem.

ETELVINA: É isso que importa.

Etelvina nem pareceu abater-se e desfez-se do assunto.

ETELVINA: Vá guardar suas coisas.

 

 

Cena 14 – Casa de Ildes/Sala/Int./Noite [Algum tempo depois]

Os três amigos encontravam-se sentados parcialmente em silêncio.

WANDI: O que faremos?

JULIETTY: Como assim?

WANDI: Não podemos simplesmente chegar lá e colocar a velha na cadeia.

EDILANA: Temos que dar uma boa surra antes.

Wandi sorri.

WANDI: Não to falando disso.

EDILANA: Calma Wandi, vai dar tudo certo, ok?

WANDI: Mas precisamos de um plano.

EDILANA: A encontrarmos já será um grande avanço, não acha?

Wandi suspira concordando.

EDILANA: Ótimo, agora vamos dormir logo que amanhã logo cedo temos que pegar nosso voo para Paris, nem acredito.

 

Cena 15 – Casa de Ângelo/Sala/Int./Noite

Ângelo estava deitado no sofá, sua mãe já tinha ido dormir quando alguém bate na porta, ele se apressa pra abrir e se depara com Jean.

ÂNGELO: Jean!?

JEAN: Posso entrar?

ÂNGELO: Claro.

Ângelo dá espaço deixando Jean entrar em sua casa.

ÂNGELO: Confesso que eu não esperava por sua visita.

JEAN: Eu não conseguia mais ficar esperando.

ÂNGELO: Pode falar.

JEAN: Como que tá o Wandi?

Ângelo ri com a pergunta e senta-se no sofá.

ÂNGELO: Tu me procurou pra perguntar do Wandi, por que não procurou por ele?

JEAN: Ele pediu pra eu sair da vida dele e eu sai…

ÂNGELO: Triste né, mas tu fez muita merda né, Jean.

JEAN: Eu não queria magoa-lo, desde aquele dia lá no hospital eu não consegui mais parar de pensar nele. – Ângelo percebe que Jean se emociona ao falar. – Eu fiquei com tanto medo que ele morresse, eu não conseguiria viver num mundo sem ele.

ÂNGELO: Eu sei que não, mas olha se tu quer mesmo saber, o Wandi ele tá bem e tá solteiro. – Ele ri.

JEAN: Ele me odeia?

ÂNGELO: Pelo o que ele falou, apenas sente mágoa. – Ele encara Jean. – Tu ama ele?

JEAN: Eu não sei.

ÂNGELO: Difícil eu te ajudar assim, mas eu tenho o número dele. – Ângelo vai até a gaveta e anota em um papel.

JEAN: Como você tem o número dele?

ÂNGELO: Convivência.

JEAN: Ah sim, fiquei sabendo que tu tava gravando a série com ele, a minha tia me convidou, mas eu recusei, eu não queria obrigar o Wandi a dividir o mesmo espaço que eu.

ÂNGELO: Espera aí… Que tia?

JEAN: A Betrix, ela não contou que ela é a irmã da minha mãe?

Ângelo encarava Jean em estado de pânico.

ÂNGELO: Meu Deus, eu preciso contar isso pro Wandi.

JEAN: Mas por que?

ÂNGELO: Tu já parou pra pensar que essa Betrix pode ser uma bandida também?

JEAN: Não viaja.

ÂNGELO: Eu não duvido de mais nada.

JEAN: De qualquer forma obrigado por ter me falado sobre o Wandi.

ÂNGELO: Não precisa agradecer, apenas faça alguma coisa, cinco anos passou e vocês não superaram isso, tem que jogar limpo desta vez.

Jean  apenas sorri e sai deixando Ângelo pensativo.

 

Cena 16 – Amanhecer/Cenas da Cidade

 

Cena 17 – Aeroporto/Int./Manhã

Wandi, Edilana e Julietty carregavam suas malas eles caminham em direção a área de embarque.

EDILANA: Finalmente pessoal, chegou a hora do embate final com a mulher que destruiu nossas vidas.

Nesse momento o celular de Wandi toca, ele olha no identificador de chamadas e percebe que se trata do Ângelo.

WANDI: Ai eu não acredito.

JULIETTY: O que foi?

WANDI: O Ângelo.

EDILANA: Eu não acredito que tu deu seu número pra esse chato.

JULIETTY: Atende logo, Wandi, vamos embarcar daqui a pouco.

Wandi atende.

WANDI (Cel): Alô?

ÂNGELO (Cel): Wandi eu preciso que tu me escute.

WANDI (Cel.): Pode falar.

ÂNGELO (Cel.): Eu descobri que a Betrix é a irmã da Etelvina e elas podem ser aliadas e esse tempo todo estarem nos enganando.

Wandi se surpreende.

WANDI (Cel.): O que? Como assim?

ÂNGELO (Cel.): Quando podemos nos encontrar pra falar melhor sobre isso?

WANDI (Cel.): Agora eu não posso, eu estou indo viajar.

ÂNGELO (Cel.): Tudo bem então, mas tome cuidado, Ah, já ia me esquecendo, o Jean esteve aqui e mandou um beijo.

Wandi fica sério e a ligação termina repentinamente, aparentemente havia caído o sinal.

JULIETTY: Que cara é essa, Wandi?

WANDI: O Ângelo disse que a Betrix é irmã da Etelvina.

EDILANA: O que? Que história é essa?

WANDI: Eu não sei, eu não entendi direito…

EDILANA: Se ela se meter no nosso caminho ela também vai se arrepender.

JULIETTY: Vamos manter a calma, amigos, vamos manter o foco, certo?

Eles respiram profundamente e seguem em frente.

A cena seguinte mostra eles na área de embarque e em seguida se dirigindo para a aeronave.

 

Cena 18 – Algumas horas depois

Imagens do avião chegando em Paris.

 

Cena 19 – Paris/Ruas da cidade/Ext./Tarde

Finalmente Wandi, Edilana e Julietty chegam à cidade luz, eles caminham entre a multidão enquanto admiram tudo ao redor.

WANDI: Essa cidade é linda. – Disse maravilhado.

Edilana parecia nervosa e não conseguia se animar com a novidade, ela tocou o ombro de Julietty.

EDILANA: Eu preciso ir no banheiro.

JULIETTY: Quer que eu vá contigo?

EDILANA: Não, apenas fique aqui com Wandi, acho que naquela lojinha. – Ela aponta. – Deve ter um banheiro, enquanto eu vou lá vocês me esperem aqui, não podemos se perder.

JULIETTY: Você tem razão.

Edilana os deixa seguindo para a lojinha que ficava alguns metros a frente enquanto Julietty e Wandi permaneciam segurando suas malas.

WANDI: Espero que ela não demore, estou muito cansado.

JULIETTY: Ela já volta, fique calmo.

 

Cena 20 – Loja/Int.

Edilana passou por todos os corredores, seus olhos atentos estava a procura de qualquer coisa que pudesse ajuda-la e que não pode trazer do Brasil, até que finalmente olhou sobre o balcão uma exposição de facas de prata, sem pensar duas vezes ela pega uma e se dirige ao caixa.

A mulher que lhe atendeu lhe disse algumas coisas, Edilana apenas sorri sem entender nada e lhe entrega o dinheiro, o produto é colocado dentro de uma sacola, em seguida Edilana o guarda dentro de sua bolsa e sai da loja.

 

Cena 21 – Paris/Casa de Etelvina/Sala/Int.

Julietty usava o google tradutor para se comunicar com o taxista para leva-la até o local, assim que chegaram os três deram-se de mãos dadas, suspiraram profundamente e Edilana bateu suavemente contra a porta até que Etelvina abriu.

EDILANA: Surpresa?

Etelvina não esperava pela chegada dos três em sua casa, Julietty a empurrou fazendo com que ela caísse no tapete da sala e os três invadiram fechando a porta logo em seguida.

JULIETTY: É a hora do acerto de contas, vaca!

A expressão de pânico invade o rosto de Etelvina que ainda encarava os três em silêncio absoluto.

 

CONTINUA…

 

 

Anúncios

39 thoughts on “O Amor que Definha – Capítulo 16 (Penúltimo Capítulo)

  1. Convenhamos que a Etelvina deu bobeira em se inscrever no canal (foi o que eu entendi). Mesmo assim, a justificativa não convenceu, foi mirabolante demais.

    Shocka que o Jean tá vivo. Com apenas uma frase, ele criou todo o enredo dessa terceira fase da trama. Além de pombo-correio, o Ângelo provavelmente terá a função de reaproximar o Jean do Wandi. Vem happy end por aí?

    Esse capítulo comprovou que o spin-off foi desnecessário. Ele contemplou todas as cenas do spin-off melhor do que o próprio spin-off (ficou repetitivo, mas ok). Certo, você optou pela spin-off porque não conseguiu encaixar aquelas cenas nos capítulos e não queria abrir mão de nos mostrá-las, mas… repito, não valeu o esforço.

    A cena 21 ficou bem confusa. Toda uma sequência foi comprimida em um único parágrafo, fiquei todo perdido.

    Critiquei muito o capítulo, né? Mas eu gostei dele. De verdade, um dos melhores da trama até agora. Curioso pra saber que corpo aquela faca vai cortar.

    Curtir

    • Bom a Etelvina se inscreveu no canal e a metade da cidade (Wandi, Ildes, Jean), enfim, o elenco todo, então meio que era uma coisa normal, todos eram movidos pela curiosidade, e Etelvina não viu maldade alguma em se inscrever.

      E acho que será um happy end sim, ao meu ver, mas será bem turbulento, espero que goste.

      Pulando do capítulo 15 para o 16 você sentiria uma lacuna (eu acho) sem a spin-off, eu acho, foi por isso, mas enfim, vamos matar a spin-off ok kkkk.

      E ficou mesmo, boatos de que a Betrix tomando banho era da cena 22 e que eu tirei não sei como raios ela foi parar ali kkkkkk, morri por completo, e peço desculpas pela gafe.

      Gente, nem foram críticas, amo, fico muito feliz de ver que esteja gostando da web, muito obrigado 😀

      Curtir

  2. E vamos a um resumão de toda a história. ✌😛😀♥

    O Amor que Definha – Capítulos 01 a 16

    O canal de televisão fechada Trider/Trinder (afinal de contas, qual é o nome do canal?), comandada por Betrix está produzindo uma série com os jovens amigos Julietty, Edilana e Wandi e logo depois, Ângelo sobre a morte de Clarita e as mortes que houveram na cidade de Cachoeiras do Sul. Em 2012, Clarita completava 18 anos e no dia do seu aniversário, ela resolveu filmar todos os acontecimentos do seu dia, até mesmo a sua morte… a sua morte poderia passaram despercebida para as pessoas, já que Clarita era odiada por muita gente, porém a sua morte desencadeou várias mortes pela cidade, enquanto os vídeos que gravou foram vazados em um canal anônimo no YouTube, pois a sua câmera foi roubada… no ano de 2012, Julietty era dona da Boutique Quartzo, namorava com Djavan e tinha sérias discussões com Ódilon, o pai de seu namorado; Edilana trabalhava na Boutique Quartzo e vivia com a irmã Valesca e o namorado Diogo; e Wandi trabalhava na Boutique Quartzo, morava com a mãe Alana e tinha uma forte amizade com Jean, por quem na verdade, era apaixonando… o primeiro vídeo de Clarita a ser vazado foi o vídeo em que ela joga a empregada Antenora na piscina de sua casa e depois deste vídeo, vem outros: como o vídeo em que ela transa com Jean, a mando de Etelvina, mãe do rapaz; o vídeo em que ela faz Edilana comer um sanduíche com cocô de gato por ela ser penetra da festa, porém Edilana se vinga, fazendo o melhor amigo de Clarita, Ângelo tomar um vidro de cachaça; outros vídeos que merecem destaque são: o vídeo que ela filma a sua mãe Salete transando com Ódilon; o vídeo que ela embriaga Djavan, tentando transar com ele e outros vídeos que eu não me lembro… na medida em que os vídeos são vazados, alguns personagens recebem uma carta, em que eles devem cometer suicídio em 24 horas, ou senão, a pessoa que eles (personagens) mais amam morrerão, nessa história, acabam morrendo, por suicídio, Gildo (pai de Clarita), Diogo (namorado de Edilana) e Salete (mãe de Clarita) e assassinados, morreram Valesca (irmã de Edilana, que recebeu a carta, mas não se suicidou) e Alana (mãe de Wandi, que recebeu a carta, mas não se suicidou)… após várias mortes e vídeos vazados, Julietty descobre quem roubou a câmera de Clarita: foi Ódilon, que roubou a câmera e vazou os vídeos com a intenção de impressionar Etelvina, por quem sempre foi apaixonado e que também é a pessoa que causou a onda de suicídios e assassinatos pela cidade… em meio a isso, temos Felipe, que seduz Jean com a intenção de se vingar de Etelvina, pois sabe que ela matou Clarita (ele era amigo da Clarita) e não aceita a homossexualidade do filho… uma das últimas a receber a carta de Etelvina é Wandi, que está internado no hospital após salvar Edilana de um abuso sexual coletivo; ele não comete suicídio e Etelvina, antes de fugir, sequestra Alana; na tentativa de salvar a mãe de Wandi da morte e prender Etelvina e Ódilon, Julietty, Djavan e Edilana os perseguem e vão até uma fazenda que é onde Ódilon e Etelvina estão escondidos, juntamente com Alana. O final dessa história é o seguinte: a Etelvina mata a Alana; o Djavan mata o Ódilon e é preso; e Etelvina consegue fugir, porém nesta noite, foram registrados 32 suicídios e em todos os casos, haviam parentes de Etelvina… após Julietty, Edilana, Wandi e Ângelo contarem toda a história, a série é finalizada e é revelado que Betrix e Etelvina são irmãs e esquematizaram a série por algum motivo que eu ainda não sei. Fernanda (filha de Ódilon) descobre que Etelvina está em Paris e faz com que Julietty, Edilana e Wandi vão atrás dela – ó, esse reencontro prometeu hein?

    “O Amor que Definha” possui quase todos os clichês que você usa nas suas webs: os protagonistas com personalidades fortes, mas ao mesmo tempo frágeis; vilões extremamente frios e interesseiros, só senti falta de uma dama, como Marguerite, Luciana, Cassie e Margelli… antes, eu considerava “Pedaços da Dama” a sua melhor web, porém ela perdeu o posto para “O Amor que Definha”, que é uma web maravilhosa e antigamente, eu considerava a Lavinia a sua vilã mais cruel, mas ela perdeu o posto para a Etelvina, que é extremamente fria e calculista.

    Me perdoe por não ter comentado em alguns capítulos.

    E parabéns, Hivan! 😀

    Espero ter feito um comentário a altura da web.

    Curtir

    • Meu Deus que resumo ❤ (Apenas uma correção, Etelvina passou a matar os pacientes e não parentes).

      Você nem sabe o quanto fico feliz por ter gostado da web. “O Amor que Definha” realmente é a web que tem minha cara em tudo, os personagens com nomes exóticos, suas personalidades extremas, tanto ao lado bom quanto o lado ruim. Como assim sentiu falta de uma dama? E a Edilana? A Julietty? Meu Deus, essas rainhas, donas da web inteira (tá parei kkkkkk), mas realmente, são as protagonistas que eu mais amei desenvolver, dei características próprias a elas, a Edilana alcoolatra, mais séria e focada, ela é determinada e destemida, já a Julietty é impulsiva, debochada, rica (adoramos) e poderosa, ela adora viver no limite, e segue Edilana em suas aventuras, umas damas, aceitaremos.
      E morro que entre as Damas não foram citadas Patrine e Janele, mas enfim, vamos ao foco (que é “O Amor que Definha”).
      Gente, eu nem acredito que tu considera a minha melhor web (cá entre nós eu amo essa web também). Etelvina uma vilã realmente fria e calculista, inspirada na Bia Falcão de Belíssima, amo.
      Muito obrigado 😀

      E fez sim ❤

      Curtido por 1 pessoa

      • Abafe, foi o corretor do meu tablet.

        Eu usei o termo “dama”, no sentido de um personagem secundário que se destaca, que é o que acontece em muitas novelas.

        Curtir

  3. Amigo desculpe por não estar podendo acompanhar a web. Estou estudando para fazer uma pós graduação e outra faculdade. Estou com pouco tempo, mas estou aqui participando para mais uma vez aplaudir o seu trabalho nesse penúltimo capítulo. Parabéns sempre e sucesso nas suas histórias. Que venha o último capítulo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s