Insane Fears (1ª Temporada): Jogos Mentais – Episódio 03

Insane Fears – Jogos Mentais
01×03 – Os Demônios Que Nos Cercam

CENA 01/ CASA ABANDONADAS/ INT./ NOITE

Luan e Hugo prestam atenção na letra, atentos e sem entender. Então, Luan decide chamar por Diana, que para de cantar, assim que ouve a voz dele.

DIANA (Voz alterada) – Olar, garotos!

Ao perceberem que a voz dela está alterada, Luan e Hugo dão alguns passos para trás, temendo.

LUAN – Ela está… Possuída!

Luan e Hugo olham assustados pra Diana, e voltam a se encarar.

HUGO – Sim! É melhor a gente correr… Faz um círculo de sal, rápido!

LUAN – O sal ficou com os outros, temos que voltar, ou vamos ser possuídos.

Diana começa a sorri descontroladamente, e eles se desesperam. As velas que Hugo e Luan tinham em mãos, se apagam. Eles se apressam pra sair do local.

DIANA (Voz Distorcida) – Pra quê a pressa? Não vai restar nenhum de vocês! Eu vou acabar com todos. (Sorrindo descontroladamente).

Não era Diana quem falava, mas sim o homem da meia-noite, que possuía o corpo dela. Luan e Hugo saem do cômodo que Diana estava, e começam a caminhar pelo corredor escuro, cujo a única iluminação era a das velas, que eles tinham ascendido de novo. Hugo e Luan procuram por um tempo, até encontrarem onde Maya e Tomás estavam.

CENA 02/ CASA ABANDONADAS/ INT./ NOITE

Tomás e Maya observavam atentamente o quadro da mulher, com que Maya tinha pesadelos. Eles estavam assustados, sem entender como a pintura estava naquele casa a abandonada.

TOMÁS – Mas, há quanto tempo você sonha com essa mulher?

MAYA – Tudo começou no mesmo dia em que a gente veio parar aqui, nessa casa abandonada.

Tomás fica desconfiado, afinal, seria muita coincidência. Antes que eles retornem a conversa, Luan e Hugo interrompem os dois, adentrando o local. Maya e Tomás se viram para eles, o que acaba “escondendo” o retrato.

HUGO (Ordenando) – Vocês dois, fechem a entrada da porta com sal! Rápido, ou vocês estão surdos? – Referindo-se a Maya e Tomás.

Sem questionar o motivo, Maya e Tomás apenas fazem o que foi pedido, saindo da frente do quadro. Porém Luan não viu o quadro, seu olhar apenas acompanhou o caminhar da Maya.

Maya e Tomás fazem uma linha reta na entrada da porta, pra evitar que espíritos ou qualquer coisa do tipo, entrasse no ambiente.

TOMÁS – Pronto… (T/ Questionando) Mas o que aconteceu?

LUAN – Nossas velas se apagaram no caminho, isso significa que ele deveria estar por perto. Infelizmente, não encontramos a Diana…

Luan mentiu, mesmo sabendo toda a verdade. Ele não queria magoar Maya, não queria que ela soubesse do fim trágico de sua melhor amiga.

HUGO (interrompendo) – Como não encontramos? Encontramos ela… –

LUAN (cortando) – Não termina de falar, cara. A Maya… Elas eram melhores amigas.

Maya apenas observava a conversa sem reação nenhuma, ela temia a resposta. Seu coração estava acelerado, alguma coisa dizia que algo de ruim tinha acontecido.

HUGO – Ela precisa saber! (Pra Maya) A Diana foi possuída pelo homem da meia-noite. A alma dela, agora pertencente a ele.

Aquelas palavras foram como uma faca no coração da Maya. Sua melhor amiga, teve aquele horrível fim. Maya não consegue segurar as lágrimas, que rolam inevitavelmente pelo seu rosto.

MAYA (Gritando) – A culpa é sua, Hugo!

Ela avança pra cima dele, acertando um tapa no seu rosto. Hugo encara Maya, transbordando de raiva.

HUGO – A culpa não é minha. Você que é uma vadia, Maya. Você sabia que a Diana gostava do Luan, e mesmo assim fez suas sacanagens com ele. (Gritando) Por culpa sua, que ela foi possuída!

MAYA – Ela só viu eu e o Luan juntos por causa de você… Esse maldito jogo, só começou por causa de você.

HUGO – Agora você é a vítima? Se não queria participar, que dormisse no carro. Você é tão culpada, quanto eu. Não adianta se vitimizar.

Maya chega ao seu limite com as palavras de Hugo, e parte pra cima dele. Tomás e Luan olhavam a briga sem reação, mas logo separou os dois. O rosto de Hugo estava vermelho pelo tapa que levou.

TOMÁS – Vem Hugo, vamos sair daqui.

Tomás pega a vela no chão, e junto com Hugo, saem do local. Maya volta a chorar compulsivamente, se sentando no chão. Luan se aproxima dela.

LUAN – Não foi culpa sua…

Ela deita sua cabeça no ombro do Luan e continua a chorar, por tudo que aconteceu com a amiga. Se culpando por tudo, principalmente depois das palavras desferidas por Hugo contra ela.

CENA 03/ CASA ABANDONADAS/ INT./ NOITE

Hugo e Tomás já estavam em outro cômodo. O lugar era iluminado pela luz da vela. Hugo dá um soco na parede, extravasando sua raiva.

HUGO (Gritando) – Desgraçada! Quem ela pensa que é, hein?

Após extravasar sua raiva, Hugo se senta no chão. Hugo olha pra seus punhos, e percebe que cortou a mão, após o soco na parede.  Tomás que observava tudo de pé, e decide se aproximar.

TOMÁS – Eu posso cuidar do ferimento, se você quiser…

HUGO – Mas não tem nada médico aqui, não vai adiantar de nada.

Tomás se senta ao lado de Hugo, que o observa. Tomás tira o casaco que vestia, e começa a enrolar o casaco na mão de Hugo, como uma forma de “curativo” pra diminuir a dor. Hugo encarava Tomás tocar seu braço. Após terminar, Tomás percebeu que Hugo o encarava, ele aproximou lentamente seu rosto do de Hugo, e acaba encostando seus lábios. Hugo não resiste, apenas retribuiu o beijo. Os dois começam a trocar vários beijos, até que Hugo interrompe o ato.

HUGO – Não vai acontecer nada entre a gente, não adianta me forçar a te beijar.

TOMÁS – Eu não te forçei à nada, você que retribuiu. Será que é isso que você quer? (T/ Provocante) Sou eu que você quer, Hugo?

Tomás provocativo, aproximá seu rosto do de Hugo, que respira ofegante. Hugo não resiste e volta a beijar ele, pressionado Tomás contra a parede.

HUGO (Ofegante) – Preparado pra ser meu, Tomás? É sexy fazer isso no meio do jogo, não?

Os dois voltam a se beijar e o clima vai esquentando.

CENA 04/ CASA ABANDONADA/ INT./ NOITE

2:00h

Maya sentada no chão, Luan ao seu lado. Um silêncio mortal tomava conta do ambiente, mas Luan decide quebrar o silêncio.

LUAN – Você está melhor, Maya?

MAYA – Não, não estou melhor. E nem devo ficar. É uma dor na alma, e dores na alma, não devem ser curadas.

O local volta a ficar silencioso, mas nesse momento, Maya se lembra do quadro da mulher do seus pesadelos, que ela encontrou pintado no quadro.

MAYA – Eu tenho algo pra te mostrar, já estava esquecendo…

LUAN (Curioso) – O que é?

MAYA – Eu encontrei um quadro, com uma pintura da mulher que eu vi nos meus sonhos. Estranho, não é? Mas eu quero te mostar.

Luan não questiona, ele apenas segue Maya, após ambos se levantar. Maya mostra o quadro à Luan, que após ver a imagem da mulher, fica trêmulo e sem reação. Maya se surpreende com a reação dele.

MAYA – O que aconteceu, Luan? Você está estranho…

Luan fica paralisado, ainda encarando o quadro. Suas mãos ficam trêmulas. Ela de um soco no quadro, fazendo a tela da pintura rasgar. Logo em seguida, ele começa a quebrar o quadro, com muita raiva. Maya apenas observa, chocada com tudo e sem entender.

CENA 05/ CASA ABANDONADAS/ INT./ NOITE

Luan está sentado no chão, ofegante, após quebrar todo o quadro. Lágrimas escorrem pelo rosto dele. Maya ainda observa tudo, de pé, encarando ele. Assustada, porém calma.

MAYA – Você estava fora de sí, Luan. Por que você fez isso, hein? Você conhece a mulher do quadro?

Luan continua de cabeça baixa, ele tenta disfarçar de Maya a tensão, mas de nada adianta.

LUAN – Eu… Eu não conheço. (T) Eu quebrei o quadro pra extravasar a agonia que é está aqui, nesse jogo dos infernos, preso nessa casa velha.

MAYA – Eu não nasci ontem, Luan. Eu sei que você sabe quem ela é. (T) Quem é ela, o que ela te fez?

Maya continua se mantendo firme em relação a Luan, esperando uma resposta. Luan não responde, tornando aquela conversa silenciosa e mais longa.

MAYA – Não vai me responder, ne? Eu deveria saber… Eu pensei que não teria mais segredo entre a gente, mas vejo que eu estou errada. (T) O mundo desabando ao meu redor, e todo mundo decide me apunhalar pelas costas.

LUAN – Todo mundo te apunhalando, ou você que é egoísta demais pra pensar apenas em você mesma!?

Maya pega sua vela e saí da sala, sem nem olhar pra cara de Luan. Luan percebe o que acabará de falar e levanta do chão, gritando por Maya, pra que ela retorne: Mas sem sucesso, ela já foi embora. Luan esmurra a parede, com raiva.

CENA 06/ CASA ABANDONADAS/ INT./ NOITE

Maya está caminhando pelo corredor, ela deixa que lágrimas rolem pelo seu rosto. Maya caminha mais um pouco, até chegar em frente a uma porta. Ela estranha, pois ainda não tinha visto aquele lugar. Temerosa, ela empurra a porta: revelando uma escada. A escada dava acesso ao subterrâneo da casa. Maya se vira pra ir embora, mas é surpreendida quando é puxada por alguma coisa. Ela começa a rolar a escada enquanto grita. Sua vela cai no chão, apagando. E a porta fecha, bruscamente.

CENA 07/ CASA ABANDONADAS/ INT./ NOITE

Cômodo escuro. Uma vela acessa localizada no centro do lugar, que é a única visão que a visão que a porta proporciona.

Um vulto passa pelo lugar. A única visão que temos, é que há um personagem no cômodo, pela sobre que se forma na parede. A vela começa a ter sua luz diminuída, querendo se apagar. A madeira do piso começa a fazer soada, como se alguem estivesse caminhando sobre ela. Um vento forte toma conta do lugar, fazendo com que a porta abra mais um pouco: revelando que o personagem estava de costas, vestido apenas com uma cueca de cor preta.

A vela se apaga, deixando o ambiente todo escuro. Vemos um isqueiro acendendo, mas antes de iluminar o local, ele apaga novamente, acompanhando de um grito forte. Ouvimos o corpo do personagem bater várias vezes a cabeça na madeira, enquanto ele grita.

Os gritos cessam. Já era tarde, o homem da meia-noite acabará de possuir mais alguém do grupo de amigos. Enquanto o corpo de Diana, que antes foi possuído, estava deitado ao lado, sem vida nenhuma.

CENA 08/ CASA ABANDONADAS/ PORÃO/ INT./ NOITE

Maya estava deitada no chão, após ser arrastada. Ela estava assustada, observando o lugar atentamente. Maya levanta do chão, agora tendo uma visão mais ampla. O era assustador: no chão havia velas pretas, sal… Parecia que o lugar tinha sido usado para algum tipo de ritual. Uma mesinha no centro com alguns objetos pessoais. Maya se aproxima, atônita, e caminha até a mesinha. Se chocando com o que encontra.

MAYA (Chocada) – Meu Deus… – Ela coloca a mão sobre a boca, pasma.

A câmera vira-se e revela o que Maya olhava: Era porta-retrato com a foto da mulher que ela tinha pesadelos, ao lado de dois homens, um deles, era Luan. Maya pega a fotografia e vira ao averso, lendo o que tinha escrito atrás do retrato: “De Luan / Para: Margarete”.

CENA 09/ CASA ABANDONADA/ CORREDOR/ INT./ NOITE

Luan caminhava com sua vela em mãos, a procura de Maya. Ele evita chamar o nome dela, com medo que aquilo atraísse o homem da meia-noite. Ele olha para as paredes, percebendo que em uma das paredes, tem uma marcada de tiro. Luan estranha, é como se ele já tivesse visto aquilo, e como se ele já estivesse alí antes. Uma sensação de angústia invade seu peito, fazendo com que ele reflita. O trazendo demônios do passado, para atormentar sua mente. Ele torna a procurar Maya, e acaba encontrando a mesma porta que dá acesso ao subterrâneo da casa abandonada.

CENA 10/ CASA ABANDONADAS/ PORÃO/ INT./ NOITE

Maya ainda continuava a olhar o retrato, tentando entender ou encontrar uma ligação de Luan com a mulher do seus pesadelos. Ela é surpreendida pela porta abrindo, nem se recordava mais que teria sido trancada alí, por alguma coisa desconhecida. A porta se abre e Luan adentra, com sua vela em mãos. Luan e Maya se encaram, em um momento de tensão.

LUAN – Eu estava procurando com você. Me desculpa, ok? Falei sem querer, não queria te magoar.

MAYA (mudando de assunto) – Margarete, o nome dela, não é? Talvez um pedido de desculpas não seja suficiente, quando se falta confiança.

LUAN – Maya… –

MAYA (Interrompendo)- Eu estou cheia disso tudo, de segredos, da milha melhor amiga, uma das pessoas que eu mais amo, ser possuída, desse maldito jogo.

Ela pega a fotografia que encontrou de Margarete e Luan, e entrega a ele. Luan fica incrédulo com o que vê. Maya encara ele, esperando uma resposta.

LUAN – É a verdade que você quer, Maya? Então eu vou falar tudo pra ti. Você está preparada?

Maya encara Luan, ela queria muito saber a verdade, mas agora estava com medo do que poderia ouvir. Luan olha pra Maya, receoso com a história, mas precisava contar a verdade.

CONGELA EM LUAN E MAYA SE OLHANDO E A IMAGEM SE FUNDE COM UM TABULEIRO DE JOGO.

Anúncios

28 thoughts on “Insane Fears (1ª Temporada): Jogos Mentais – Episódio 03

  1. Hoje foi a vez do Hugo perder pontos comigo. Ele só mandou bem quando falou a verdade pra Maya (a respeito da possessão da Diana, que fique bem claro) e quando criticou ela por por estar se vitimizando. De resto, foi um fracasso. Nem pra pisar decentemente na Maya…

    Luan também perdeu pontos comigo. Que cara chato, porra… definitivamente, ele e a Maya se merecem. Bom, vamos ver o que ele tem a dizer sobre esse famigerado segredo.

    Hugo e Tomás cederam aos desejos. Da última vez que isso aconteceu, alguém foi possuído… como, de fato aconteceu. Apenas indignado que o homem da meia-noite foi atrás do Hugo e do Tomás ao invés de possuir a Maya… tu não dá uma dentro, né, desgraçado?

    Pasmem, Tomás e Maya se manteram no meu conceito.

    E infelizmente, Diana morreu. Ai gente, Maya não pode ser a única a sobreviver.

    Curtido por 1 pessoa

    • O pisão ainda vem, revelei, cê nem imagina como ~correndo. Sim, os dois se merecem kkk. Sobre o segredo, saberemos todo sobre o mesmo, no episódio 4. Gritando, e o homem da meia-noite deve não gostar de indecências huehue. Será que a Maya será a única sobrevivente? Obrigado pela partição, Glay 😀 ❤

      Curtir

  2. Para começar, Diana não devia ter morrido, rainha da série.
    Ansioso para descobrir o segredo do Luan, acho que ele foi responsável, de alguma maneira, pela morte de Margarete.

    Parabéns pelo excelente episódio, Flavio!

    Curtido por 1 pessoa

    • Diana acabou morrendo, sendo a primeira vítima do homem da meia-noite. Agora que sabemos queb o Luan tem ligação com a Margarete, tudo é possível. Obrigado, Felipe 😀 ❤

      Curtir

  3. Maya é chata pra cacete, vontade de jogar da escada, bicho. O embuste do Hugo tem razão quando diz que ela está se vitimizando. Falando em Hugo… Ele cedeu às investidas de Tomás, e pasmem: um dos dois foi possuído. Aposto que Tomás tenha sido possuído, e consequentemente, tenha perdido sua alma para o homem da meia-noite​. Maya é levada a força para o porão da casa, onde ela encontra uma imagem de Luan com um homem desconhecido, e o mais importante e revelador: com a mulher de seus pesadelos, que descobrimos se chamar Margarete. Parece que tem algo (ou alguém), forçando o Luan a revelar o seu segredo e avisar pra Maya que o seu amado pode ser perigoso. Sim, acho que Luan matou Margarete, e talvez possa fazer o mesmo com Maya.

    Ótimo e revelador episódio, ansioso pelo próximo, para finalmente descobrir o que Luan esconde. Parabéns, Flavin! Agora vou ali rever a abertura luxosa mais uma vez, risos.

    Curtido por 1 pessoa

    • Falando em escada, Maya foi arrastada escada abaixo. Será que o espírito é a Nazaré? Kkk. Hugo cedeu as ijvestidas de Tomás, e isso trouxe consequências. E bege, será que foi o Tomás? Morto com o teoria, gente… Seria Luan um assassino psicótico? Eu to gritando com a teoria, real.

      Essa abertura, amo. Que luxão bicho, Bruno sempre pisando ❤ Obrigado, Jean 😀 ❤

      Curtido por 1 pessoa

  4. Ai, amigo, mais uma vez acho que não dá tempo de ler e fazer um comentário específico antes da contagem terminar. Logo, deixo por agora o meu ponto pra esse luxo total que amo, parabéns por mais um episódio amigo! Conta sempre, cê sabe né? E ❤

    Agora vamos bailar ao som de Adriana Calcanhoto? Rasgue as minhas cartas e não me procure mais…

    Curtido por 1 pessoa

    • Tudo bem, amigo. Sei que sua vida está um correria. E obrigado pela participação 😀 ❤

      Adoro, vamos! Assim será melhor, meu bem! O retrato que eu te dei. Se ainda tens, não sei. Mas se tiver, devolva-me! Deixe-me sozinho… 🎵

      Curtir

  5. Então, estou deixando a minha colaboração na audiência do lacre, li o episódio, mas não estou com condições para fazer um comentário específico agora. E outra coisa: adorei a abertura, não canso de ver, ficou perfect.

    E creio que a nova vítima do homem da meia-noite foi o Tomás, pois ele é o personagem mais fraco entre os 4 personagens vivos.

    Parabéns, Flávio!

    Curtido por 2 pessoas

  6. Socorro com a briga entre Maya e Hugo, não vou mentir, adorei os tabefes que ele levou, mereceu por ser um embuste. A briga foi um motivo pra Tomás levar Hugo pra um cômodo isolado e, enfim, eles se entregaram, mas que danadinhos… Porque Luan reagiu daquela forma ao ver o quadro da mulher dos sonhos de Maya? Fiquei intrigado aqui, aí tem… Grito com a Maya empurrada da escada por um espírito, que horror! Esse gancho destruir, eu não tô bem, só terça agora, AAAAAAAAAAAAAAAAAA. Parabéns Flávio, cada episódio fica melhor, amando! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Essa briga, eu grito. Hugo se rendeu as investidas do Tomás, e acabou rolando. Luan ficou realmente em choque, e sim, tem coisa aí, e não é pouca kkk. Um gancho que é uma deixa para o 4, e penúltimo, episódio. Fico muito feliz que Insane Fears – Jogos Mentais tenha mostrado uma evolução a cada episódio. Obrigado, Airton 😀 ❤

      Curtido por 1 pessoa

  7. Gente. Estou chocada. Flavio, você me deixou muito curioso agora, mêu. O que o Zzz do Luan esconde, hein? Acho que ele possa ser filho de Margarete :/
    Hugo e Tomáz, simplesmente melhor casal. Sério. Estou adorando os dois. Espero que nesta história, haja um final feliz para os dois. ❤
    Parece que os personagens amam esmurrar a parede. Né nón? Parabéns, Flavio. Aguardando ansiosamente pelo 1×04.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s