Azarados – Episódio 07

Música: Lily Allen – Smile

Imagens áreas da cidade durante o dia, muita movimentação.
Fachada do Prédio Veneno de Cascavel

CENA 01. PRÉDIO VENENO DE CASCAVEL. TERRAÇO. INT. NOITE

Ema estava sentada na mesa da cozinha, lendo um jornal, e tomando café, quando Lola entra.

Lola: Ema me empresta o jornal, quero ler meu horóscopo, quero saber se ele ta prevendo que vou virar uma prostituta no futuro…
Ema: Tu nem precisa ler, tu já ta uma puta todinha!
Lola: Nossa, que caluniosa você, mas obrigada pelo elogio.

Ema entrega o jornal para Lola, que ler, sorrindo.

Ema: Você acredita nesse negócio de Horóscopo mesmo?
Lola: Não é minha religião, mas acredito. Às vezes ele acerta, às vezes erra… É como sexo, tem dia que ta ótimo, tem dia que não chego ao orgasmo…
Ema: Tu já acorda pensando em sexo?
Lola: Eu trabalho com isso… Diz-me o teu quero ler aqui…
Ema: Não ler, o meu sempre diz que alguma coisa vai dá errado, por isso nem perco mais meu tempo lendo…
Lola: Mas seu signo acerta sempre? To com inveja, porque você só se dá mal mesmo!

Lola começa a sorrir, e Ema olha com uma cara de espanto.

Lola: Diz-me logo teu signo…
Ema: Tá! Meu signo é touro…
Lola: Vou ler… Ema, aqui ta dizendo que você vai encontrar o tesouro!
Ema: Gente, e tu ainda ta querendo que eu acredite nessas besteiras?
Lola: Mas mulher, ta aqui vem ver!
Ema: Lola sai dessa vida…

Ema coloca a xícara de café na pia, e começa lavá-la.

Lola: Que tesouro será? Espero que seja um baú cheio de ouro!
Ema: Tem hora que eu esqueço que tu é a intelectual daqui…
Lola: Na vida a gente precisa de uma boa fantasia, se não ficamos doido! (Pausa) Ema, eu liberei uma prateleira para tu colocar os teus livros, aquelas caixas de papelão tão acabando com a decoração do meu apartamento…
Ema: Hoje tu acordou com todas!
Lola: É porque ontem a noite foi maravilhosa… Depois te conto, agora vamos arrumar os livros…

Ema sai da pia, enxuga as mãos e vai arrumar os livros com Lola. Até que um papel cai de dentro de um livro. Lola abaixa-se pega o papel, é tamanha surpresa quando ela nota do que se trata.

Lola: Olha Ema, é um mapa…
Ema: o que tem o mapa mundi?
Lola: Sua tapada! (acertando um tapinha de leve na testa de Ema) To falando que é um mapa do tesouro…

Ema olha para Lola, colocando a mão na testa dela.

Ema: Ai! Eu acho que tu ta doente!

Lola: Olha isso!

Ela mostra o mapa e Ema fica chocada quando ver o local que o tesouro está enterrado.

Ema: Essa é a nossa antiga cidade,
Lola: Viu como teu signo acertou hoje… Vai ser tua chance para sair da miséria, talvez o Otávio tenha enterrado um tesouro, talvez ele não tenha colocado todo dinheiro na Suíça. Vamos hoje mesmo, Limoeiro é a três horas daqui, vamos no meu fusquinha rosa… Espera ai, é na nossa antiga cidade, a gente não pode aparecer assim, vamos comprar fantasias…

Em Ema que esboça uma expressão de incompreensão.

Algumas horas depois…

CENA 02. LANCHONETE TOCA DO TATU. INT. DIA

Apolo entra na lanchonete, Marco que estava na caixa registradora, chama Jasmim.

Marco: Vai lá! Pergunta pelo Theo…
Jasmim: Eu tava pensando, acho melhor a gente não continuar/
Marco (com raiva): Nem pensa em desistir agora, a gente vai terminar esse plano!

Jasmim olha com medo, e vai até a mesa de Apolo.

Jasmim (tentando disfarçar o medo): O que vai querer hoje gostosão? Queria que fosse eu! (Ela solta um sorrisinho)
Apolo: Sabe que é só marcar a hora e o local! (Ele pisca para ela) E sobre o pedido, vou querer o Milk de amora, com um X-burguer!
Jasmim: Por que todas às vezes você muda o sabor do Milk?
Apolo: Porque a vida é curta demais para provar o mesmo sabor sempre!

Jasmim vai até o balcão, entrega o pedido, mas depois volta.

Jasmim: Cadê o Theo? Ele ta meio sumidinho daqui!
Apolo: O Theo, ele começou a namorar a Ema, nossa vizinha, que ta morando com a Lola, e agora passa o dia dentro de casa, parece que ele que é a mulher, porque hoje mesmo a Ema já foi viajar com a Lola… Me senti um geminiano agora, fuxicando da vida toda do meu amigo…
Jasmim: Ei! Eu sou geminiano, não sou fuxiqueira… Mas fico muito feliz pelo Theo, vou ver se teu pedido vai demorar muito pra sair…

Jasmim vai até o Marco.

Jasmim: Descobri que o Theo começou a namorar a Ema, então agora estou fora totalmente do plano, não vou separar o Theo do amor da vida dele, ele sempre foi legal comigo, não posso fazer isso com ele…
Marco: Eu também não queria fazer isso com o Theo, mas olha, eu não quero morrer pobre e trabalhando nessa lanchonete, ou a gente faz isso, ou vamos ser fracassados pro resta da vida…

CENA 03. ESTRADA RUMO A LIMOEIRO. EXT. DIA

Lola e Ema estavam vestidas com perucas pretas e loiras, respectivamente. As duas, além disso, trajavam uma roupa de safári, nas cores cinza. A primeira usava um óculos de oncinha, e a segunda um de coração vermelho.

Ema: Não entendi por que tu escolheu essas roupas para a gente, ta mais parecendo que vamos é fazer um safári na África, do que caçar um tesouro…
Lola: Você queria que nós aparecêssemos como lá? Com roupa de pirata?

Ema: Normal, só queria que a gente fosse normal…
Lola: Eu nunca que ia aparecer naquela cidade normal, não se lembra que prometemos nunca mais pisar lá… Olha a vergonha que íamos passar.

Algumas horas depois…

CENA 04. LANCHONETE TOCA DO TATU. INT. TARDE

Marco: Jasmim, pega essa garrafa de Vodca!
Jasmim: Pra quê?
Marco: Tu vai no apartamento do Theo, vai contar uma história bem triste, e vai pedir para ele beber contigo, tu deixa ele embriagado, e depois tira várias fotos com ele, assim vamos mostrar para Ema que ele anda traindo ela…
Jasmim: Não quero fazer isso…

Marco segura com força o braço de Jasmim, no seu olhar uma fúria muito grande. 

Marco: Cansei do teu charminho, vai fazer isso sim! Se tu não fizer tu vai apanhar quando tu chegar em casa…
Jasmim: Me solta, tá me machucando!
Marco: E posso machucar mais se não for agora.

Jasmim pega as garrafas de vodca, com medo, e sai do estabelecimento.

CENA 05. APARTAMENTO DO THEO. INT. NOITE

A campainha toca, e Theo, vai atender. Era Jasmim, que entra correndo, e logo abraça ele. Chorando. Ela não consegue dizer uma palavra.

Theo: O que aconteceu? Por que ta assim?
Jasmim (com a voz embargada): Foi o Marco, ele me traiu…
Theo: Como assim? Eu vou tomar satisfações com ele!
Jasmim: Não, por favor, não! Ele é violento tenho medo dele querer te bater, não quero te ver machucado… Apenas fica aqui comigo…

Theo leva Jasmim para o sofá, no móvel, ele coloca a cabeça dela sobre as pernas dele e começa a mexer no cabelo dela, sempre dizendo palavras de incentivo.
Depois de alguns minutos assim, Jasmim levanta a cabeça, olha para Theo, e diz:

Jasmim: Sabe o que cura ressaca de amor? É ressaca de bebida, então, vamos beber!

Ela tira de dentro da bolsa duas garrafas de vodca.
Theo olha com espanto.

Theo: Acho melhor não, o que você precisa é de carinho, não de álcool.
Jasmim: Eu preciso é dos dois!

Jasmim vai até a cozinha de Theo, abre as garrafas, e traz dois copos.
Os dois começam a beber. Ela sempre jogando as suas doses pela janela, ou na pia da cozinha. Ambos achavam muita graça, e jogavam conversa fora… Depois de muitos segundo, o Theo estava completamente bêbedo, quase inconsciente de si. Jasmim, então, se aproveita do momento. Leva o para cama, e começa a despi-lo, deixando seminu na cama. Logo faz o mesmo processo consigo.
Com a câmera do celular, Jasmim, começa a fotografar os dois, sempre tentando beijar Theo, que não deixa. Ele acaba adormecendo. Jasmim com um grande número de fotos, veste novamente sua roupa, e caminha pelo apartamento, desolada. Uma lágrima escorre do olho dela.

Lola: Quando nos despimos completamente da nossa moral, nada mais resta do nosso lado bom. È com ver ele se afogando, várias e várias vezes, lentamente. Mas o pior é que conseguimos sentir a dor da morte dele. É como se essa angústia nos provasse que estamos fadados a esquecer todo o passado, e embarcar em uma viagem sem voltar, onde ambos os lados vão sair feridos. E nada mais pode ser feito, nada mais pode ser mudado. E como consolo; só nós resta chorar. Porque nossa alma ela já está escura, inacreditavelmente, desestabilizada, para continuar no mesmo caminho que a luz. 

CONTINUA…

Anúncios

9 thoughts on “Azarados – Episódio 07

  1. Jasmim foi obrigada a passar a perna no Theo. Chance não faltou pra ela cair fora e se livrar do Marco, mas ela achou melhor continuar e ser fiel ao Marco até as últimas consequências.

    Curtir

  2. E vamos ao #AnalysisToday ✌😛 do episódio de hoje.

    Azarados – Episódio 07 ❤❤❤❤❤❤❤ (berro que a web já está no capítulo 7, parece que começou ontem).

    Lola e Ema conversam sobre horóscopo. Lola lê o horóscopo de Ema, que diz que ela encontrará um tesouro, Ema não acredita; após isso, Lola encontra nos livros de Ema um mapa da cidade onde elas moravam, onde tem marcado o local do tesouro. Lola e Ema decidem retornar a Limoeiro, cidade onde moravam, para encontrar esse tesouro, com um porém: elas vão fantasiadas – essa história do tesouro… melhor parte da web, insuperável… adoro a cena em que a Ema descobre que o tesouro na verdade são **************************** (cala-te boca)!

    Marco e Jasmim iniciam o seu plano contra TheoJasmim sonda Apolo, que revela que Theo está namorando com Ema. Marco manda Jasmim ir ao apartamento de Theo, embebedar ele e forjar fotos, como se ele estivesse traindo Ema… Jasmim pega duas garrafas de vodca e vai para o apartamento de Theo, fazendo ele beber a vodca, após isso, ela tira a roupa dele, em seguida a sua, e forjar fotos comprometedoras, para destruir o seu namoro com Ema.

    Parabéns, Brenddo e Manoel. Adorei o episódio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s