Sem Fronteiras – Capítulo 03

CENA 01: Casa de Carla / INT. / DIA.

Bruna entra no quarto para apressar a amiga, que está se arrumando.

Bruna (impaciente): Carla, você ainda tá se arrumando?!

Carla: Muita calma porque a escola pode esperar!

Bruna: Na verdade ela não pode não!

Carla: Ah, espera, amiga! Tô só terminando de passar uma maquiagem básica. – Começa a passar pó para tentar esconder o chupão em seu pescoço.

Bruna percebe que a amiga está passando mais maquiagem do que o habitual. Ela então acha estranho.

Bruna: Meu Deus, Carla, pra que tanta maquiagem assim? Você nunca foi de exagerar assim.

Carla: Ah, deve ser porque é o primeiro dia de aula, não sei.

Bruna cansa de esperar e resolve tirar a maquiagem das mãos de Carla, que fica um tanto que desesperada. A maquiagem acaba caindo no chão e Carla coloca a mão rapidamente em seu pescoço, afim de esconder a marca.

Bruna (desconfiada): Por que tá com a mão no pescoço?!

Carla (desconfortável): Eu? (t) Por nada, ué. – Sorri.

Bruna: Carla, o que tem aí? Vai, deixa eu ver!

Bruna tenta tirar a mão de Carla, que resiste. Depois de um certo esforço, Bruna consegue ver a marca em seu pescoço.

Bruna (surpresa): Carla, mas o que é isso?! Isso é um chupão?! (t) Carla, você tá traindo o Gabriel?!

Foco em Carla e Bruna, respectivamente.

Carla (desconfortável): Traindo o Gabriel? – Sorri – Nunca! Eu… Eu jamais faria isso…

Bruna: Então que marca é essa no seu pescoço?! (t) Anda, Carla, eu sei que não foi ele que fez isso! Quando a gente estava indo embora da festa você não tinha esse chupão no pescoço!

Carla percebe que não tem mais como mentir.

Carla: Ai, amiga, me desculpa! (t) Olha, promete que não vai contar nada pra ele?! Me promete?!

Bruna (indecisa): Carla, eu não acredito! Não acredito que você fez isso com o Gabriel, ele é o meu melhor amigo! (t) Olha, de verdade, eu não sei se vou conseguir esconder isso dele.

Carla (desesperada): Por favor, amiga, você não pode contar pra ele! Você não pode fazer uma coisa dessas comigo! Eu amo o Gabriel, você sabe disso!

Bruna: Mas você traiu ele! Com quem foi, em?!

Carla: Isso não interessa, não significou nada pra mim! – Se aproxima – Bruna, pela nossa amizade, você tem que me prometer que não vai contar nada! (t) Promete?!

Bruna pensa por alguns instantes antes de responder.

Bruna: Tá bom, eu não vou contar. Mas você tem que jurar que nunca mais vai trair o Gabriel!

Carla (feliz): Eu juro! Não vou nem olhar pra outro garoto que não seja ele! – Sorri.

Bruna (sorrindo): Tá, mas agora anda logo porque a gente já tá atrasada!

Carla volta a passar mais maquiagem em seu pescoço.

CENA 02: Colégio Escolhas / Diretoria.

Cíntia está sentada, conversando com Leandro, que está em pé.

Cíntia: Mais um ano de batalha!

Leandro (se sentando): Só de pensar que daqui a pouco a paz não vai mais fazer parte desse lugar… – Sorri.

Cíntia: Nem me fale! Mas esses alunos que não pensem que vou dar mole pra eles, não! Comigo o buraco é mais em baixo! Bem mais!

Leandro: E eu não sei? A gente tem uma relação além do profissional, esqueceu? Pena que ninguém pode saber. – Sorri – Bom, agora vou indo pra minha sala… Daqui a pouco os alunos começam a chegar.

Cíntia: Sim, vai indo… você sabe me dizer se aquela professora nova de matemática já chegou?

Leandro: Olha, eu ainda não vi ela por aqui não.

Cíntia: Tudo bem então, ela não deve ter chegado mesmo, depois eu procuro.

Leandro sai dali e Cíntia permanece na sala.

CENA 03: Colégio Escolhas / EXT.

Rebeca e Felipe estão em um carro, em frente ao colégio.

Rebeca (apressada): Essa garota não chega logo, eu preciso entrar!

Felipe (debochando): Nossa, quanta pressa pra virar professora! – Ri.

Rebeca: Nunca pensei que algum dia na minha vida eu fosse ter que me prestar a esse papel.

Felipe (irônico): Por que será que você foi fazer justo faculdade de matemática?

Rebeca: Eu não concluí a faculdade, queridinho… acontece que eu não sou só um rostinho bonito! – Ri – Só espero que não descubram que meu diploma é falso.

Felipe: Relaxa porque não vão nem notar. Você não vai ficar muito tempo aí, então vai dar pra enrolar com o pouco que você sabe.

Felipe avista Bruna se aproximando do colégio.

Felipe: Ali! Aquela é a garota!

Rebeca (observando): Então ela é a neta do velho? – Sorri – Ótimo! – Sai do carro.

Felipe: Já vai?

Rebeca: Tá na hora de começar a agir! E você trate de fazer o mesmo! – Sai andando.

CENA 04

Rebeca caminha até Bruna, que está acompanhada de Carla.

Rebeca (parando Bruna): Oi, licença… – Sorri – Vocês não me conhecem, mas eu sou a nova professora de matemática.

Carla (debochando): Péssimo jeito de se apresentar. – Ri.

Bruna: Não liga, ela tá só brincando!

Rebeca: Então, será que você pode me mostrar onde fica a sala da diretora?

Bruna: Ah, claro! Eu te levo lá! – Se vira para Carla – A gente se vê na sala! – Sai com Rebeca.

Carla caminha até a entrada do colégio, porém é barrada por Quezia.

Quezia: Você! Parada aí!

Carla (nervosa): Mas o que é isso?!

João: Quezia, para com isso!

Quezia (rondando Carla): Eu tô sentindo suas vibrações! (t) Você não é uma pessoa muito boa.

Carla: Como é que é?!

Isabela chega mais atrás com sua irmã, Camila. Ela percebe que Quezia está falando com Carla.

Isabela: Ah, Camila! Aquela sua amiguinha bruxa já tá com essas gracinhas de novo! Vai tirar ela de cima da Carla, anda!

Camila se aproxima de Quezia e tira ela dali. Isabela faz o mesmo com Carla.

Camila: Ai, amiga, você não pode ficar fazendo isso! – Olha para Carla – Tem gente que não gosta.

João (se aproximando): Eu tentei impedir! – Sorri.

Quezia: Não gosta do quê? Eu só disse a verdade, foi o que eu senti!

Camila: Mas você sabe como a Carla é… até parece que você não sabe… Qualquer dia ela acaba voando em cima de você! – Ri.

João: Eu odeio atrapalhar as moças, mas já tá na hora da gente entrar!

Camila (sorrindo): Ok, ok!

Quezia: Tá, mas ouçam o que eu estou dizendo! Essa garota é problema! E esse colégio deve ter uma maldição!

Camila e João, rindo, puxam Quezia para dentro do colégio.

CENA 05: Asilo / Quarto de Gilberto.

Gilberto é o avô de Bruna. Felipe abre a porta do quarto, se aproxima e senta na cama, ao lado de Gilberto.

Felipe: E então, senhor Gilberto? Como anda? Tudo bem por aqui?

Gilberto: Ah, você sabe… Tudo como sempre!

Felipe: Com saudade da sua família, certo?

Gilberto: Certíssimo! – Sorri.

Felipe: Se servir pra te alegrar, tenho certeza que mais tarde sua neta vai vir aqui te visitar!

Gilberto (animado): Ela vem?! Preciso mesmo falar com ela!

Felipe (interessado): Nossa, e pelo visto é um assunto bem importante…

Gilberto (sorrindo): E você acertou! (t) Preciso tratar com ela sobre umas coisas importantes! Na verdade eu já havia falado com a mãe dela sobre esse assunto, mas queria conversar diretamente com minha neta.

Felipe: Sim, eu te entendo! – Se levanta – Bom, vou deixar seus remédios aqui do lado, trate de tomar! – Sorri e sai.

Ao sair do quarto, Felipe pega seu celular e liga para Rebeca.

CENA 06: Colégio Escolhas / Diretoria.

Rebeca agradece a Bruna por ter a ajudado.

Rebeca (sorrindo): Nossa, muito obrigada! Esse colégio é tão grande!

Bruna (sorrindo): Não foi nada! Se precisar pode contar comigo!

Rebeca: E eu vou! – Sorri e percebe que seu celular toca – Bom, até depois, na sala. – Espera Bruna sair e atende o celular – Pode falar!

Felipe (ao cel): Como estão as coisas por aí?

Rebeca (sorrindo / ao cel): Por aqui tudo perfeito! Já consegui ter minha primeira proximidade com a neta do Gilberto! E por aí?

Felipe: Bom, ao que tudo indica, na próxima visita da neta, o Gilberto quer tratar com ela aquele assunto importante.

Rebeca: Ótimo! Aproveita e vê se descobre mais alguma coisa sobre esses pertences valiosos! – Avista Cíntia – Agora tenho que desligar, tchau! – Desliga.

Cíntia (se aproximando / sorrindo): Você deve ser a nova professora, certo?

Rebeca: Sim, eu mesma! Fiquei meio perdida aqui. – Sorri.

Cíntia: Bom, sua primeira aula é com a turma do segundo ano, vem comigo!

Cíntia sai e Rebeca a acompanha logo atrás, resmungando.

CENA 07: Colégio Escolhas / Sala do Terceiro Ano.

Carla e Gabriel conversam do lado de fora da sala, enquanto o professor não chega.

Carla: Só acho que a gente cair na mesma sala deve ser aquelas coisas de destino, sabe? – Sorri.

Gabriel: E eu só acho que vai ser muito difícil eu me concentrar estando na mesma sala que você… – Sorri.

Carla: E quem disse que eu quero me concentrar nessas aulas chatas? – Beija Gabriel.

Nesse momento, Bruna chega e interrompe os dois.

Bruna: Eu odeio atrapalhar o casal de pombinhos, mas se alguém ver vocês nessa pegação, vai rolar problema!

Gabriel (sorrindo): É, você tá certa! (t) Mas e como foi a festa ontem, Carla?

Nesse momento, Carla fica mais apreensiva, nervosa. Ela fala o tempo todo olhando para Bruna, que sabe do ocorrido.

Carla: Bom, não teve nada de mais… Na verdade eu fui pra casa alguns minutos depois de você! – Sorri.

Logo após isso, a professora Tina chega, interrompendo a conversa.

Tina: Vamos entrando, moçada? Nada de ficar aqui fora!

Todos entram na sala e Tina entra logo em seguida.

Tina (para os alunos): Bom, galera, eu sei que vocês têm muito papo pra colocar em dia, mas antes disso deixa eu me apresentar.

Daniella: Ah, nem precisa né, Tina… todo mundo aqui já te conhece do ano passado.

Tina (sorrindo): É, mas mesmo assim, é melhor eu me apresentar de qualquer jeito! (t) Bom, pra quem não me conhece, eu sou a professora Tina, vou dar aula de história pra vocês…

Tina então é interrompida por Marcelo, que entra na sala.

Marcelo (apressado): Foi mal, professora!

Tina: Atrasado já no primeiro dia? Vai se sentar, vai! – Sorri.

Marcelo caminha até uma cadeira próxima à Carla. Vendo isso, ela tenta impedir.

Carla (firme): Nem pensa em sentar perto de mim! Some daqui!

Marcelo fica decepcionado e imóvel por alguns segundos, então se senta um pouco mais afastado.

Tina: Agora vamos abrindo os cadernos, chega de moleza!

Os alunos fazem o que Tina manda e a aula começa.

CENA 08: Casa de Bruna / Sala.

Os pais de Bruna conversam.

Samantha: Eu não entendo essa sua preocupação toda. (t) A Bruna só vai lá pra conversar e ver o avô.

Giovane: Mesmo assim. Você sabe muito bem qual é o assunto que ele quer tratar com ela. (t) Tenho medo que todo esse dinheiro acabe atraindo a atenção de pessoas mal intencionadas.

Samantha (se aproximando): Ah, meu amor, eu também tenho esse medo. Mas não se preocupa, ninguém além de nós sabe disso. Além do mais, ela já está quase completando dezoito anos, já está na hora dela saber.

Giovane: Tudo bem, mas vai com ela, e fica bem esperta!

Samantha (sorrindo): Não precisa se preocupar, eu não vou poder ir, mas o Gabriel sim! Vai ficar tudo bem, fica tranquilo, meu amor!

Samantha dá um beijo em Giovane, que continua preocupado.

CENA 09

Imagens do Rio durante a tarde, ao som de Hear Me Now – Alok.

CENA 10: Colégio Escolhas / Corredor / Tarde.

As aulas acabaram. Diego e Fábio estão saindo da sala e caminhando pelo corredor. É nesse momento que Fábio pega uma garrafinha de bebida em sua bolsa. Vendo isso, Diego fica preocupado.

Diego (chocado): Ei, Fábio! (t) Você vai beber aqui?!

Fábio: Qual o problema?

Diego: O problema é que a gente tá na escola, cara! Se alguém te pega com bebida aqui dentro, você tá ferrado!

Fábio (parando de andar): Cara, você precisa aprender a viver mais sua vida! – Sorri – É sério! A vida não é só ficar seguindo e respeitando esse monte de regras chatas!

Diego: Cara, você não entende… Eu não posso me meter em confusão, minha irmã tá sempre de olho em mim!

Fábio (rindo): E desde quando você tem que ter medo da Letícia? Ah, fala sério! Ela deve estar ocupada demais com o Heitor! – Abre a garrafa e dá um gole – Nossa, isso é bom demais! – Sorri e entrega a garrafa para Diego – Vai! Experimenta, você vai curtir!

Diego (preocupado): Ah, cara! Não sei… Acho melhor sairmos do colégio primeiro. Além do mais eu nem bebo.

Fábio (insistente): Para com isso! Olha, pensa que é o seu último ano no colégio. (t) Você não vai querer que passe em branco, certo? – Sorri.

Diante da pressão, Diego cede. Porém, quando está prestes a beber, Fábio avista Leandro mais à frente.

Fábio: Sujou! O Leandro! – Aponta para Leandro – Ele tá vindo pra cá!

Diego (desesperado): E agora, cara? O que eu faço com isso?!

Diego e Fábio não têm sequer tempo de pensar. Quando se dão conta, Leandro já está bem à frente dos dois. Diego tenta esconder a garrafa que está segurando rapidamente, jogando as mãos para trás, mas Leandro acaba percebendo.

Leandro (intrigado): Vocês dois! O que estão escondendo?!

Foco em Fábio e Diego, se olhando, sem palavras e imóveis.

A imagem se escurece lentamente, até dar início ao encerramento.

Anúncios

10 thoughts on “Sem Fronteiras – Capítulo 03

  1. Carla até que tentou, mas não funcionou com Bruna e foi obrigada a contar que traiu Gabriel. Bruna é mais esperta do que eu tinha imaginado… Rebeca terá uma pedra no caminho pelo visto.

    Falando nela, já entrou no “Escolhas” e viu quem será a garota que levará ela e seu cúmplice para a vida que tanto almejam. O pai da garota tá atento que essa herança pode trazer muitas dores de cabeça pra eles.

    O “sexto sentido” de Quezia me fazer gritar aqui, eu amo demais. Carla aida deu atenção pra ela, morto.

    Diego e Fábio digerindo bebida alcoólica dentro de um ambiente de ensino. Fiquei perplexo com isso! E Leandro chegou no momento certo de “diversão” dos rapazes. Será que teremos advertências logo no primeiro dia de aula do “Escolhas”?

    Parabéns pelo capítulo, Bruno! 😉

    Curtir

  2. E agora, Fábio? E agora, Diego? Quero ver o que vocês vão fazer pra despistar o Leandro.

    Giovane já pressentiu a ameaça do Felipe e da Rebeca. Veremos o que o velho Gilberto tem a esconder…

    Sério, nem pra ajudar a Quezia a Camila e o João servem. Ao invés de tentar dar um jeito na situação embaraçosa que a Quezia causou (não entremos na questão dela ter tido ou não a intenção, isso é o mais irrelevante do caso), eles ficam rindo dela na frente dos outros. Se a intenção era ser uma cena cômica, falhou miseravelmente.

    Carla parece que vai passar um bom tempo tentando esconder esse chupão do Gabriel. Não sei porque, mas eu tenho a leve impressão de que a história acaba quando o Gabriel descobrir (ou não) esse chupão… porque parece que não há nada que sustente a história por mais tempo; segredo do Gilberto não conta, não sei o quanto essa história vai render e também não vejo com bons olhos a elevação desse assunto à condição de história principal. Talvez seja apenas eu enxergando a curto prazo mesmo.

    Curtir

  3. Enfim, consegui ler os 3 capítulos e também, consegui tempo para fazer um comentário específico.

    E vamos ao #AnalysisToday ✌😛 de hoje.

    Tim, Você Sem Fronteiras – Capítulos 01/02/03. 😛

    A história de “Sem Fronteiras” se inicia em uma festa que Heitor promove na sua casa para comemorar o último dia de férias… os personagens jogam o famoso “verdade ou consequência”. Entediada com o jogo, Carla resolve criar uma intriga entre Simone e Daniella, revelando que Daniella ficou com Fábio, por quem Simone é apaixonada. As duas acabam se desentendendo, mas logo depois fazem as pazes – socorro! A Carla já chegou mostrando para o que veio, adoro! – enquanto isso, as amigas de Carla, Letícia e Isabela estão saindo para a festa, mas acabam se encontrando com Marcelo, que lhes oferece uma carona, que é aceita por Isabela e recusada por Letícia, que acaba aceitando por causa de Isabela – não fui com a cara da Isabela, mas gostei da Letícia – Marcelo, Letícia e Isabela chegam justamente quando Bruna e Gabriel, a melhor amiga e o namorando de Carla estão saindo do local… após Bruna e Gabriel saírem, Marcelo e Carla vão se pegar escondidos no banheiro, os dois se beijam por algum tempo, mas logo depois, Carla termina a pegação, porém Marcelo acabou deixando uma marquinha vermelha no seu pescoço: um chupão! – pensei que a Carla fosse dar a ppk pro Marcelo, mas enfim – após isso, Carla, Marcelo, Letícia e Isabela vão embora da festa, porém acabam sofrendo um pequeno acidente, pois Marcelo estava bêbado!

    O acidente não foi muito grave e ninguém se machucou. Miguel, o irmão de Gabriel aparece no local e leva Carla para casa. Miguel volta para a sua casa e discute com Gabriel e Marta, sua mãe, por ela dar mais atenção a Gabriel do que a ele. Amanhece… Bruna e Carla se arrumam para irem para o colégio e Bruna acaba notando o chupão em Carla, que pede para que Bruna não a entregue a Gabriel. Bruna concorda e não entrega Carla a Gabriel… o novo ano letivo se inicia no colégio, Quezia sente as vibrações de Carla e diz que ela não é uma boa pessoa – scrr com a cena, não há mais vida em mim depois disso, Quezia só falou fatos: a Carla não presta – o primeiro dia de aula se encerra, Fábio ingere álcool no colégio e oferece ao seu melhor amigo, Diego, que inicialmente recusa, mas aceita, porém algo que irá lascá-los acontece: o professor Leandro os flagra com álcool… e agora? O que acontecerá?

    Estou amando “Sem Fronteiras” é uma história bem gostosa de ler, estou amando os personagens… já sou fã da Rebeca, quero ela se apossando da herança que o Gilberto vai dar pra Bruna. 😛

    Meus parabéns, Bruno. 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s