Azarados – Episódio 10

CENA 01 – RUAS DA CIDADE – NOITE

Lola e Ema saem do prédio.

Ema: Lola eu to ridícula com essas luvas!

Lola: Querida, para defender teu macho, você tem que ser ridícula, só não mais ridícula da piranha que pegou ele. Agora caminha – Segundos se passam e Lola vê Jasmim – Olha lá a rapariga fechando a lanchonete…

As duas caminham apressadamente, de forma absurdamente rápida, Lola recebe uma paulada na cabeça, caindo desacordada no chão. Ema se assusta, e vira para trás, para ver quem é, porém, uma mão pressiona um pano de clorofórmio em seu nariz, a moça cai desmaiada nos braços do sequestrador.

O ângulo muda, revelando nos braços de quem Ema estava, era Marco, com olhar dissimulado e aparência tensa.

CENA 02 – RUAS DA CIDADE – NOITE

Apolo ainda segurava Theo, levando-o para cassa.

Theo: Deixa eu voltar lá, preciso acabar com o Marco, cara.

Apolo: Não! Tu precisa é de um calmante, deixa para a polícia resolver o resto…

Theo: Cara, ele queria me matar, tu ouviu? Como dinheiro mexe com as pessoas…

Apolo: Vamos esquecer isso, agora tu precisa só contar a verdade pra Ema, vocês dois vão voltar, fazer sexo, se beijar, mais sexo, sexo, sexo…

Theo não responde nada, apenas corre para ajudar Lola que estava desacordada no chão.

Theo: Corre! A Lola ta aqui desmaiada no chão, vamos levar ela pro nosso apartamento.

CENA 03 – APARTAMENTO DO THEO – NOITE

Longos minutos se passaram…

Deitada no sofá, Lola acordava lentamente, sua cabeça estava sobre o colo de Apolo, que acariciava seus fios loiros.

Lola: Ai… Minha cabeça! – Desnorteada

Apolo: Lola? Como ta se sentindo?

Lola: Como se um elefante tivesse sambado na minha cabeça…

Apolo: A gente te encontrou na calçada, desmaiada, o que aconteceu?

Lola: Eu só lembro que íamos à Toca do Tatu, Ema ia bater na Jasmim por ter roubado o Theo dela, de repente senti uma pancada forte na cabeça, e agora to acordando nas tuas pernas… Falando em Ema, cadê ela? E cadê o Theo? Preciso conversar com ele sobre essa história de traição… Ele sempre me pareceu certinho demais para isso!

Apolo: O Theo não traiu a Ema, na verdade aquilo foi uma armação do Marco, ele queria roubar a herança do Theo, usando a Jasmim! Porém, Jasmim confessou tudo, Theo e Marco até brigaram lá na lanchonete…

Lola: Gente. Esse Marco é sem criatividade, copiou descaradamente a Carminha em Avenida Brasil!

Theo entra na sala.

Theo: Lola me diz onde está Ema, preciso dizer que foi um mal entendido, que nunca a trai. Já bati na porta do apartamento de vocês, liguei, e nada…

Lola: Meu Deus do Céu, mas… Mas não pode ter sido a Jasmim, estávamos vendo ela quando tudo isso aconteceu.

Lola começa a contar toda a história novamente.

CENA 04 – IGREJA ABANDONADA – NOITE

Na torre da igreja estava Ema, amarrada por várias cordas, Ema acorda, olhando para os lados vê Marco sentado a encarando.

Ema: Marco? O que é isso? Um sequestro? O que eu lhe fiz?

Marco: Contigo eu não quero nada! Apenas to querendo arrumar um dinheiro para fugir…

Ema: Pois sequestrou a pessoa errada, eu to vivendo de favor na casa da Lola, sou mais a mais lascada dos seis!

Marco: Você não pode ter, mas seu namoradinho tem, e muito!

Ema: Eu não namoro mais com o Theo, ele me traiu, inclusive me traiu com a tua namorada!

Marco: Tu é muito anta mesmo. Aquelas fotos eram falsas, aquilo foi tudo uma armação minha, íamos separar vocês dois e depois roubar a grana, mas não Jasmim quis bancar a boa moça e resolveu contar tudo, não tive outra saída, tive que te seqüestrar, sei que Theo vai me entregar todo dinheiro que precisar.

Marco bufa de raiva, Ema fica completamente intrigada.

CENA 05 – APARTAMENTO DO THEO – NOITE

Lola estava preocupada, não tirava os olhos do celular.  Apolo estava fazendo café para eles, enquanto Theo andava de um lado para o outro. O som da campainha ecoa pelo ambiente, apressado, Theo vai atender. Para a surpresa dos amigos, era Jasmim!

Theo: Jasmim, o que tu ta querendo aqui?

Jasmim: Eu vim me desculpar novamente, principalmente com a Ema… Sei dos problemas que ela teve, deve estar arrasada… Quero resolver toda a confusão que criei.

Lola: Você deveria ter pensando nisso antes de aceitar o plano do Marco, ok?

Jasmim: Eu não tive escolha, ele falou que ia me matar. Você tem noção do que é ter sua própria vida ameaçada? o Marco é muito violento!

Lola: Não importa mais também, Ema sumiu, ninguém sabe onde ta.

Jasmim: Sumiu? Gente, então foi… Foi o Marco, ele me falou que ia acertar certas dividas com o Theo, depois vinha me matar…

Apolo: E tu fala nessa maior tranquilidade?

Lola: Também me surpreendi com isso!

Theo: Tu sabe onde ela ta agora?

Jasmim: Não, ele com certeza não a levou para o nosso apartamento, vários vizinhos fuxiqueiros!

O telefone toca. Theo corre para atender. Era Marco.

Marco (tel.): Como ta? Pois é! Eu estou muito bem aqui com a tua namoradinha…

Theo: Olha, se tu fizer alguma coisa com ela eu te mato!

Marco: To morrendo de medo! – Em tom debochado

Theo: Diz logo o que a gente precisa fazer para resgatar a Ema. Tu quer dinheiro, não é?

Marco: Opa, estamos falando a mesma língua.

Theo: Sem tempo para showzinho, diz logo quanto quer.

Marco: Eu quero 2o milhões, ao vivo e a cores. È o dinheiro que preciso pra fugir do Brasil e começar uma nova vida!

Theo: Isso tudo? – Relutante, porém, o valor era irrisório perto da vida de Ema – Tá eu vou te dar, só preciso de um tempo para explicar no banco…

Marco:24 horas é o tempo que te dou. Amanhã nesse mesmo horário eu ligo para fazemos a troca! Boa sorte…

O dia passa depressa, como se quisesse que toda a angústia se encerrasse…

CENA 06 – APARTAMENTO DO THEO –  NOITE 

Jasmim, Theo, Lola e Apolo esperavam o telefonema de Marco.
Todos apreensivos e nervosos, a maleta de dinheiro estava sobre a mesa.

Lola: Ainda acho melhor chamar a policia!

Theo: E se ele matar a Ema quando a policia chegar?

Jasmim: O Marco tava estranho esses últimos dias, acredito que teria coragem de fazer isso!

Apolo: Esses minutos parecem uma eternidade!

O telefone toca.

Marco: Olá! Como vai você? Pois então, sua namoradinha ta aqui bem quietinha, só esperando o príncipe encantado dela vir salvá-la dos dragões… Já ta com a grana?

Theo: Diz onde é o local da entrega!

Marco: Sabe aquela igreja subindo a serra? A que está abandonada há décadas e só o sino ainda está em funcionamento? Então, me encontra lá, estaremos na torre… Sem policia, se eu ouvir barulho de sirenes eu mato a Ema… E vem sozinho!

Ele desliga.

Lola: Então, onde é o esconderijo?

Theo: Não posso falar, ele mandou eu ir sozinho!

Lola: Olha, é a vida de Ema que ta em perigo, me diz onde é o esconderijo!

Theo: Não posso Lola, ela corre mais perigo se eu te falar!

Ele pega a maleta com o dinheiro e sai.

Lola:
Nada é impossível para Lola, quem vem comigo?

Jasmim levanta-se e pega sua bolsa, Apolo também levanta-se, os dois seguem Lola.

Lola: Um de vocês dois, liguem pra polícia, proteção nunca é demais!

CENA 07 – IGREJA ABANDONADA – NOITE

Theo estaciona o carro e entra no prédio, logo atrás vinha Lola no seu nada discreto fusquinha rosa.
Os três também descem do carro e vão para dentro do prédio.

TORRE DA IGREJA…

Ema estava deitada no chão, chorando, com as mãos e pés amarrados. Marco a olhava de forma dissimulada. É quando Theo sobe a escadaria e chega ao local.

Theo: Eu trouxe o dinheiro, já podemos acabar com esse joguinho!

Ema: Theo, meu amor, me tira daqui, por favor!

Marco puxa o cabelo de Ema.

Marco: Cala a boca, vagabunda.

Em fúria, Theo se prepara para partir para cima do rapaz. É quando Lola, Jasmim e Apolo entram sobem a escadaria, o salto de Lola ecoa muito barulho, Marco se assusta e leva Ema para a borda do andar, deixando-a apenas com a ponta dos pés sobre a beirada, apenas segurando com uma mão.

Marco: Eu falei para tu vim sozinho!

Theo: Cara, eles não são da policia, aliás, ta aqui o dinheiro, vamos fazer isso logo, vamos acabar com esse sofrimento…

Marco: Tu se aliou a turminha Jasmim? Olha que lindo, virou mocinha agora?  Sua prostituta!

Jasmim chorando retira uma arma da bolsa. Todos se assustam. O olhar de Jasmim transforma-se em uma mistura de medo e ódio, ela aponta a arma firmemente.

Jasmim: Larga ela, ou eu mato você!

Marco: Tu não teria coragem! Você ainda me ama, não teria coragem de matar seu amor.

Jasmim: Eu deixei de amar você, naquele dia que tu me bateu, quis me enforcar… Eu sei que não tive uma vida limpa, sei que a pobreza fez eu virar uma prostituta, o dinheiro fácil vicia, mas saiba que eu nunca quis roubar ninguém, nunca quis ferir ninguém. Mas tu eu tenho coragem de ferir, porque tu só me trouxe desgraça, tu foi o maior azar que eu poderia ter minha vida. Não vou te perdoar nunca, te mando por inferno em segundos!

Marco joga Ema bruscamente para frente, Lola corre para socorrer a amiga.

Marco: larga isso jasmim, tu sabe que não aguentaria uma morte nas tuas costas, tu sabe o quanto me ama ainda… Só ta sendo manipulada por esse grupinho, a gente ta com a grana podemos fugir! Vamos recomeçar a vida em outro canto.

Jasmim: Tu não vai mais ter vida pra recomeçar, desgraçado.

As mãos de Jasmim estão trêmulas, ela puxa o gatilho, disparando em direção a Marco, vemos a bala saindo do revólver e atingindo-o no estômago. Marco cambaleia e começa  a dar passos para trás, não satisfeita, Jasmim dispara novamente, fazendo com que o rapaz bata no sino, que começa a ecoar um ensurdecedor badalar, Marco cai no vão que se posiciona abaixo do objeto de aço; O corpo de Marco desaba, caindo em cima do altar da Igreja.

NO ALTO DA TORRE…

Jasmim derruba a arma no chão. Seu rosto estava pálido, com dificuldade ela diz:

Jasmim: Eu matei o Marco, eu matei o Marco.

O som das sirenes do carro de polícia começam a ser ouvidos. Fazendo com que Jasmim se desespere.

Jasmim: Polícia? Meu Deus, eles vão me levar, eu vou passar o resto da vida presa. Meu Deus… O que eu fiz?

Ema se compadece.

Ema: A gente não pode deixar que ela seja presa. Ela me salvou… Aliás, salvou todos nós. Vai saber o que esse louco tava planejado.

Todos olham-se com tensão por alguns segundos..

Theo: Não precisa desse desespero todo. A Jasmim fez isso pra nos defender, não foi?  Eu pago um bom advogado e ela se livra fácil dessa.

Ainda em choque, Jasmim balança a cabeça de um lado para o outro.

Jasmim: Não… Não é tão fácil assim, eu já tive passagem pela polícia por briga nas ruas de Copacabana, por furtos que o Marco me obrigava a fazer… Eles vão acabar comigo lá dentro…

Lola: Foge Jasmim, foge enquanto a policia não chega, tu foi uma heroína hoje, tu não pode ir presa assim!

Jasmim: Mas… Não vai ser justo com vocês. Eu vou ficar aqui, vou pagar por essa morte!

Theo pega a mala no chão e estende-a até Jasmim.

Theo: Não, não vamos fazer isso! Pega esse dinheiro, foge.

Apolo vai até Jasmim, a fixa nos olhos e diz:

Apolo: E pra todo caso… Você nunca esteve aqui!

Jasmim olha para todos eles, visivelmente emocionada.

Jasmim: Eu não sei como agradecer vocês…

Theo: Você não tem que agradecer. Aliás, eu que tenho que te agradecer por ser uma pessoa boa, ter se arrependido, e principalmente… Por ter salvado o amor da minha vida – Ele olha para Ema, que sorri.

Jasmim: Quem sabe um dia eu encontro vocês novamente.

Lola: Agora vai, corre, a polícia tá bem próxima daqui…

Apolo: Boa sorte na nova vida!

Jasmim coloca a bolsa entre seu braço, puxa o capuz de sua blusa sobre a cabeça e foge correndo dali, enquanto o som das viaturas ganhava força.

Os quatro amigos caminham até perto do sino, e de lá observam o corpo de Marco caído. Eles se entreolham num clima de angustia e tensão.

Lola: E de súbito a vida se vai, o tempo acaba, o ultimo suspirado é dado. De repente As cicatrizes já não serão mais tão doloridas, e o peso da vida é tirado das nossas costas, assim, meio que por improviso, sem aviso. Os amores já não importam tanto, as palavras já não cabem mais nas nossas bocas. As lembranças serão lentamente esquecidas. Porque nada é eterno! O que fizemos aqui vai ecoar nos corações daqueles que um dia aprendeu nos amar.

CONTINUA…

Anúncios

17 thoughts on “Azarados – Episódio 10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s