Insane Fears (2ª temporada): Inquisição – Episódio 01

CENA 1/PRAÇA PÚBLICA/INT./DIA

Uma multidão rodeava a pequena praça, no centro daquela vila. Em dois tronos de madeira estavam sentados os reis do reino, Daniel e Alexandra. Eles observavam fixamente o frei Pedro, que lia alguns trechos da Bíblia, enquanto algumas mulheres estavam amarradas em vários postes de madeiras, no centro da praça. Nos pés das mulheres presas havia uma quantidade absurda de palha.

PEDRO — E hoje, com a graça de Deus, mais sementes do mal serão retiradas de nossa comunidade!

O rei Daniel então se levantou, Alexandra fez o mesmo em seguida.

DANIEL — Que se inicie a destruição das servas do demônio!

Ambos sentaram-se novamente e alguns homens encapuzados chegaram no local, trazendo tochas de fogo.

PEDRO — E as mando para o Inferno, em nome do Senhor!

Pedro pega uma das tochas e a aproxima da palha. Logo o fogo começa a se espalhar, os outros homens fazem o mesmo. As mulheres que estavam presas começam a gritar, desesperadas, o fogo logo chega em seu corpo.

Primeiramente nos pés, logo chegando nas pernas. Por onde ele passava a pele ficava vermelha e em seguida, ela caía, deixando carne viva exposta. O fogo começou a subir cada vez mais pelo corpo delas, suas roupas eram queimas, seguidas pela pele. A carne ficava exposta no corpo delas e ia cozinhando, como animais.

Tdos na praça observavam aquela cena, em silêncio.

CENA 2/CAMPO/EXT./DIA

Joana trabalhava plantando algumas ervas, ao lado dos avós, Joaquim e Marta, com quem vivia desde a morte dos pais, quando ainda era criança. O Sol brilhava intensamente no céu, deixando eles cada vez mais cansados.

MARTA — Estou exausta…

JOANA — Descanse um pouco minha avó, eu posso cuidar de tudo aqui.

MARTA — Eu preciso trabalhar, odeio ficar parada.

Joana sorri, mas logo sua expressão muda ao olhar para ol ado e ver Joaquim, seu avô, cambaleando. Ela corre até ele.

JOANA (GRITANDO) — Vô! Vó, me ajude, por favor.

Joana segura Joaquim, que desmaiou. Marta corre até eles.

MARTA (DESESPERADA) — Temos que levá-lo para casa. Agora!

CENA 3/PRAÇA PÚBLICA/INT./DIA

As mulheres estavam como carnes sendo assadas, presas nos troncos. Não havia mais pele, cabelo, roupa. Estavam todas desfiguradas. Eram naquele momento grandes pedaços de carne. Daniel e Alexandra sorriam, enquanto elas eram queimadas.

ALEXANDRA — Vamos ver se com isso a peste se afastará de nosso reino.

DANIEL — Ela vai se afastar.

Todos começam a aplaudir, enquanto Pedro lia mais alguns trechos da Bíblia. De repente Daniel segura, com força, na mão de Alexandra, que se assusta.

ALEXANDRA (ASSUSTADA) — Meu marido,  o que está acontecendo?

DANIEL (COM DIFICULDADE) — Vamos embora, não estou bem.

Ele segura com mais força na mão de Alexandra, que acena para os guardas.

ALEXANDRA (GRITANDO) — Queremos ir embora, imediatamente! É uma ordem de vosso rei, Daniel!

ANOITECE

CENA 4/CASA DE MARTA E JOAQUIM/QUARTO DE JOAQUIM E MARTA/INT./NOITE

Joana entra no quarto trazendo um balde de madeira com um pouco de água e um pedaço de pano. Marta limpava Joaquim, que vomitava sangue.

MARTA (CHORANDO) — Seja forte, Joaquim!

Ele não responde nada, apenas vomita mais sangue, que suja Marta.

JOANA (CHORANDO) — É a pesta, não é?

MARTA (CHORANDO) — Nós vamos salvá-lo. Pegue toda erva medicinal que você encontrar nesta casa e traga aqui, eu tenho que salvá-lo!

Joana sai do quarto correndo, enquanto Marta chorava abraçada em Joaquim.

CENA 5/CASTELO/QUARTO REAL/INT./NOITE

Alexandra caminhava de um lado para o outro do quarto, enquanto Daniel vomitava sangue, deitado na cama. Pedro chega e caminha até a rainha.

ALEXANDRA (CHORANDO) — Frei, salve meu marido. Salve seu rei!

PEDRO — É  a peste, Majestade. Não há nada que eu possa fazer.

Alexandra segura o frei pelos braços.

ALEXANDRA (CHORANDO – GRITANDO) — Faça! É uma ordem de vossa rainha!

PEDRO — A única coisa que poderie fazer é pedir a Deus que tenha compaixão.

DANIEL (COM DIFCULDADE) — Alexandra… eu… eu te amo.

A rainha corre até o marido e o abraça.

ALEXANDRA (CHORANDO) — Eu também te amo.

Ele fica imóvel nos braços dela, que chora ainda mais alto. Ela frita desesperada, completamente suja de sangue.

CENA 6/CASA DE MARTA E JOAQUIM/QUARTO DE JOAQUIM E MARTA/INT./NOITE

Marta chorava com Joaquim em seus braços. Joana tentava acalmar a avó.

MARTA (CHORANDO) — Não me deixe, Joaquim!

JOANA (CHORANDO) — Vó, não há mais nada a se fazer…

MARTA (CHORANDO) — Eu sei, querida!

Joana abraça a avó, que enfim solta Joaquim, que já estava morto.

CENA 7/CASTELO/QUARTO REAL/INT./NOITE

Alexandra solta o corpo de Daniel e se levanta, caminhando até o espelho. Ela enxuga as lágrimas e Pedro observa

ALEXANDRA (FRIA)— Todos os responsáveis pagarão caro!

PEDRO —Majestade, fique calma.

ALEXANDRA — Intensifique a Caça às Bruxas! Toda a casa onde houve uma morte por conta da praga existe um servo do demônio, as mortes nas casas da plebe foram sacrifícios para o grande objetivo, a morte do rei!

PEDRO — Minha rainha…

ALEXANDRA (GRITANDO) — Faça o que eu lhe ordenei, ainda sou a rainha!

PEDRO — Como a senhora quiser.

AMANHECE

CENA 8/CAMPO/EXT./DIA

Marta e Joana estavam abraçadas ao lado da sepultura de Joaquim.

MARTA — Ainda não consigo acreditar que meu companheiro de anos morreu, nem todo meu conhecimento com ervas foi capaz de salvá-lo.

JOANA — Foi a peste, vó. Ela é incurável, não foi sua culpa.

MARTA — Mesmo assim, vou me sentir culpada pelo resto de minha vida.

JOANA — A senhora tem que ser forte, vovó não iria querer nos ver tristes.

MARTA — Será que eu conseguirei superar?

Joana sorri.

JOANA — Tenho certeza que sim!

CENA 9/CASTELO/SALA DO TRONO/INT./DIA

Alexandra entra, usando um grande vestido preto. Frei Pedro a observava, em silêncio.

PEDRO — Já enviei o maior número de soldados possíveis para caçar pelas responsáveis da morte de nosso soberano.

ALEXANDRA — Ótimo, quero ver todos tendo a punição necessária.

Ela caminha até o trono, sentando-se nele.

ALEXANDRA — Pegue todos os instrumentos de tortura que tivermos, esses malditos pagarão com a vida pela morte de meu amado, de nosso rei!

PEDRO — Sim, Majestade. Deus é justo e fiel, ele nunca irá nos abandonar.

ALEXANDRA — Eu sei.

ANOITECE

CENA 10/CASA DE MARTA E JOAQUIM/QUARTO DE JOAQUIM E MARTA/INT./NOITE

Joana estava sentada na cama, observando as roupas do falecido avô. Marta entra, sorrindo.

MARTA — Tenho certeza que ele está em um bom lugar.

JOANA — Também tenho esta certeza.

De repente um forte barulho invade o quarto, como se algo tivesse sido derrubado. Joana se levanta rapidamente.

JOANA — O que é isso?

Dois soldados chegam no quarto, cada um com uma espada na mão.

SOLDADO 1 — Vocês serão presas, bruxas. É uma ordem de rainha Alexandra!

A imagem foca em Joana e Marta assustadas e, em seguida, a tela fica vermelha, suja de sangue.

Anúncios

17 thoughts on “Insane Fears (2ª temporada): Inquisição – Episódio 01

  1. Excelente estreia, curta e objetiva. Achei muito bem escrito, o texto está ótimo. Foi um episódio triste, para todas as partes: para as mulheres acusadas de bruxaria que foram carbonizadas em praça pública; para a rainha Alexandra, que perdeu o marido vítima da peste que assola o reino; e para Joana e Marta, que perderam Joaquim, também vítima da peste. Mas isso despertou ainda mais a fúria de Alexandra, que está culpando inocentes e igualmente vítimas dessa peste pela morte do rei, e mandou punir todas as pessoas cuja casa teve uma vítima da praga. E Joana e Marta foram as primeiras a sofrer com essa ordem da rainha, o que acontecerá agora? Ansioso pelo próximo episódio, parabéns, Felipe 😀

    Curtir

    • Sim, o que mais houve nesta estreia foi sofrimento, muita gente sofreu e muitas ainda vão sofrer no decorrer da história.
      Posso dizer que a vida de Joana e Marta irá se complicar com a caça as bruxas.

      Obrigado, Jean!

      Curtido por 1 pessoa

    • Realmente a Idade Média é uma época muita rica, o que a torna mais complicada para adaptar, mas como é um dos períodos históricos que mais gosto não vejo com muita dificuldade.

      Obrigado pelos elogios, Airton!

      Curtido por 1 pessoa

  2. E vamos ao #AnalysisToday do episódio de hoje. 😀✌😛❤

    Insane Fears: Inquisição – Episódio 01

    A história de “Insane Fears – Inquisição” se inicia mostrando uma execução de várias mulheres que foram acusadas e condenadas de bruxaria pelo rei Daniel, pela rainha Alexandra e pelo frei Pedroessas cenas 1 e 3 foram as mais chocantes do capítulo, na minha opinião, me agoniei lendo essas cenas das mulheres sendo queimadas vivas – após a execução, Daniel começa a se sentir mal e Alexandra pede para os guardas levarem ela e o rei para o castelo – nessas cenas 1 e 3 já foram suficientes para eu odiar o Daniel e o Pedro, a Alexandra, ainda não sou capaz de opinar sobre ela.

    Enquanto isso… no campo, Joana, Marta e Joaquim plantavam algumas ervas. Marta diz estar muito cansada e Joana se dispõe a plantar as ervas sozinha, porém Marta diz que odeia ficar parada e prefere continuar a fazer o seu trabalho – apenas esse trecho foi o suficiente para eu ser fã da Marta, ela é uma mulher bastante forte e decidida… gostei da Joana também, ela e a Marta são duas personagens que prometem muito – de repente, Joaquim começa a passar mal, Joana o ampara e ele desmaia.

    No castelo real… a rainha Alexandra pede para o frei Pedro salvar a vida de Daniel, mas Pedro diz que não pode fazer nada, pois a peste é incurável… após isso, Daniel não resiste e morre – eu me surpreendi com a Alexandra, ela realmente amava o Daniel, pensei que ela era dessas mulherzinhas nojentas que se casa por dinheiro. 😛

    Enquanto isso, na casa de Marta, Joaquim e JoanaMarta tenta salvar a vida de Joaquim, mas não consegue, pois a peste é incurável e Joaquim morre – amei as duas cenas, foram bem emocionantes.

    Após a morte do rei Daniel, a rainha Alexandra manda o frei Pedro prender, torturar e matar todos os parentes das pessoas que foram vitimadas pela peste, pois pensa que isso afastará a epidemia da doença no reino – gente… essa mulher é louca, daqui a pouco, ela vai matar o reino dela todinho e não vai sobrar ninguém para ela governar… ela me lembra bastante a Clitmnestra de “Troia”: ambas são/eram rainhas e depois de um ocorrido com os seus maridos e filhos, elas enloqueceram.

    Joana consola Marta pela morte de Joaquim, dizendo que ela não poderia ter evitado a morte dele, pois ele foi vítima da peste, que é incurável – essas cenas de Joana e Marta são muito emocionantes. ❤ ❤ ❤ – de repente, os soldados reais invadem a casa e dá ordem de prisão a Joana e a Marta, dizendo que é uma ordem da rainha Alexandrao que será que a Marta vai fazer pra salvar a Joana? Vai dizer que ela não mora na casa? Não consegui fazer nenhuma teoria sobre isso até agora.

    “Insane Fears – Inquisição” está muito boa, gostei do capítulo e da escrita, só tem alguns errinhos na escrita… no mais, amei a história e meus parabéns, Felipe! 😀

    Curtir

    • Posso garantir que ainda teremos muitas cenas chocantes, ainda mais chocantes que essas citadas por você, já que tudo vai ficando mais sangrento no decorrer dos episódios.

      Realmente Marta é forte e decidida, amamos.

      Sim, Alexandra amava o rei, por esse sentimento ela fará coisas terríveis, infelizmente.

      Sim, Alexandra ficou louca e isso só vai piorar. Ela e Clitemnestra realmente são muito parecidas como você mesmo disse.

      Posso dizer que a ação tomará conta da fuga de Joana.

      Obrigado, Roberto!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Em seu primeiro episódio, Inquisição chocou, comoveu, deixou um interesse pelos próximos episódios, mas não justificou sua presença no projeto Insane Fears. Inquisição se mostrou apenas uma web-série de época, especialidade do Felipe, sem qualquer ligação aparente com a proposta de Insane Fears.

    Como o Roberto falou, Alexandra realmente parece ser uma reencarnação da Clitemnestra de Troia. A morte do rei Daniel mexeu profundamente não só com seu sentimental, mas também com seu raciocínio lógico. Não, não a chamo de louca ou débil mental, mas eu me impressionei com o lampejo dela. Na época medieval, alguns reinos consideravam seus monarcas como representantes de Deus na terra (algo que remete a maneira como nós, católicos, tratamos o Papa); por isso, a peste era considerada obra do demônio e os reis decidiram travar uma guerra contra o demônio, caçando e exterminando os bruxos, servos do demônio e responsáveis por trazer a peste para o reino. E como os reis identificavam um servo do demônio? Conferindo o histórico de peste na família de cada um de seus súditos; se houver um caso de morte por peste na família do indivíduo, ele é um servo do demônio em potencial. Quando o rei morreu pela peste, o exército do demônio deu um xeque-mate nos reis; para não perder o jogo, Alexandra apenas intensificou a sua força-tarefa de caça às bruxas para afastar a peste de seu reino e derrotar o demônio.

    Dois fatores puseram Joana e Marta na mira da rainha Alexandra (ainda não entendi como a morte do Joaquim chegou ao conhecimento dela): além da morte do Joaquim pela peste, a Marta é uma espécie de curandeira, já que sabe manipular ervas medicinais.

    Frei Pedro, o maior capacho que o reino respeita.

    Achei estranho o modo de ação da peste. Ao que se parece, ela só se manifesta muito tempo depois do contágio: o indivíduo tem um mal súbito e sangra até a morte.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s