Descobertas – Capítulo 37 (últimos capítulos)

CENA 01: COLÉGIO MÁXIMO, EXTERIOR, MANHÃ.

A gritaria toma conta e Richard briga com Gustavo, tentando o fazer soltar o revólver. É quando, de repente, a arma dispara sozinha e acerta um tiro na cabeça de Wesley. Um silêncio mortal toma conta do ambiente e todos observam Wesley escorrer sangue pelo rosto. Imediatamente, ele cai no chão, imóvel.

(LUANA): – Não! – gritando e sentando no chão. – Wesley, fala comigo! – gritando.

(RICHARD): – Wesley, meu irmão, não! – gritando e sentando no chão.

Luana e Richard ficam sentados ao lado de Wesley, que começa a sangrar muito e esboça pouca reação, tenta falar algo, mas não consegue. Victor se ajoelha em frente a Wesley e entra em desespero emocional ao vê-lo naquele estado, os dois se olham com angústia. Richard coloca Wesley em seu colo e abraça o irmão ensanguentado, ainda vivo, mas fraco, enquanto Luana liga para uma ambulância, chorando muito. Stefanny e Gustavo se olham apavorados, pois não esperavam que aquilo acontecesse.

Imediatamente, eles aproveitam uma brecha na porta e correm empurrando a todos, saindo por ela e correndo desesperadamente até o final do pátio, pulando o muro e fugindo pela rua dos fundos, enquanto a polícia entra pelo acesso principal. Naquele momento, Maria e Jonathan saem da sala onde estavam e se chocam ao ver que Wesley levou um tiro. Luana e Richard choram compulsivamente, enquanto Wesley tenta falar algo, mas não consegue, apenas continua sangrando muito. Victor deixa escorrer uma lágrima, esquecendo um pouco a rixa com Wesley e envolvido pelo momento.

(LUANA): – Fique calmo, meu amigo, a ambulância já tá chegando! – chorando.

(RICHARD): – Tomara que ela venha rápido, eu não quero te perder, meu irmão, eu te amo muito! Eu sei que eu sou um irmão todo errado, mas eu te amo, não me deixa! – chorando.

(MARIA): – Agora a Stefanny passou dos limites, dessa vez ela vai pra cadeia.

(VICTOR): – Como assim? Foi a Stefanny que armou esse atentado?

(JONATHAN): – Foi ela sim, a Maria arrancou o capuz e descobriu que era a Stefanny. Teve mais alguém, mas não sabemos quem é, mas pelo menos a mentora a gente já tem e vamos entregar pra polícia, não podemos deixar ela escapar dessa vez.

(LUANA): – Cadela ordinária! Essa garota é uma doente!

(MARIA): – Ela não é doente não, muito pelo contrário, ela é muito lúcida, sabe bem o que faz. Pois bem, vai ter que arcar com as consequências!

Todos concordam e, logo depois, a ambulância chega na escola. Os enfermeiros descem e correm até Wesley, que já respira com dificuldades, colocando-o em cima da maca com um aparelho de respiração. Ao mesmo tempo, a polícia verifica se não há nenhum explosivo pela escola e, ao constatar que não, tranquiliza os alunos e arrombam a porta da sala dos professores e da sala da direção, liberando a todos após aquela tensão.

(RICHARD): – Luana, eu não posso sair do Colégio Máximo, eu tô jurado de morte pelo Ryan, então eu peço que você cuide do Wesley no hospital, cuida da minha mãe também e, quando puder, venha me dar alguma notícia ou pede pro Jonathan vir.

(LUANA): – Tudo bem, Richard, eu vou ver o que consigo fazer. Que Deus abençoe seu irmão, ele não pode morrer, tão jovem e de bom coração, seria muito injusto. Mas um tiro na cabeça é muito grave, tô com tanto medo!

Luana começa a chorar e Richard abraça ela, após meses afastados eles se aproximam novamente naquele momento de dor. Em seguida, Luana se afasta e entra na ambulância, juntamente com Maria, Jonathan e Victor, partindo ao hospital com urgência.

CENA 02: COLÉGIO MÁXIMO, SALA DOS PROFESSORES, INTERIOR, MANHÃ.

Um policial está conversando com Abigail, que já acordou do sonífero, enquanto tenta acalmar os demais professores, que estão em estado de choque.

(ABIGAIL): – Eu não entendo o que aconteceu, eu não lembro de nada, não vi nem ouvi nada. Acho que me doparam.

(POLICIAL): – Pelo visto, a senhora não vê nada nunca nesta escola, chegou ao ponto de permitir a entrada de alunos portando armas de fogo mesmo tendo matriculado um aluno envolvido com tráfico de drogas. Cadê a fiscalização?

(ABIGAIL): – Eu lamento o ocorrido, mas jamais poderíamos imaginar que fosse acontecer um atentado aqui no Colégio Máximo, uma escola tão pacífica, é inacreditável, tô chocada até agora.

(POLICIAL): – Apesar da senhora não ter presenciado os fatos, eu preciso que a senhora me acompanhe até a delegacia para prestar depoimento. Mas fique ciente de que seu afastamento da direção do Colégio Máximo é inevitável.

(ABIGAIL): – Como assim? Eu vou ser demitida? Fazem mais de 20 anos que estou à frente da direção desta escola, eu não tenho culpa nesse atentado!

(POLICIAL): – Tudo o que ocorre entre os menores de idade dentro deste ambiente, é de sua responsabilidade. Além disso, fui informado de que abriram um processo administrativo por irregularidades em sua gestão na Secretaria de Educação do município, então mesmo que a senhora não seja afastada pelo atentado, será afastada pelo processo.

(ABIGAIL): – Irregularidades? Tão me acusando agora de corrupta, é isso? – furiosa.

(POLICIAL): – Omissão em casos de bullying e cyberbullying, privilégios a determinados alunos, intimidação por hierarquia, suborno, entre outros. Foi um ex-professor daqui quem lhe denunciou, o Rômulo. Inclusive, é ele quem vai assumir a direção da escola, é uma forma de pedido de desculpas da Secretaria de Educação pela humilhação injusta que ele passou ao ser acusado de traficante e preso diante dos alunos.

(ABIGAIL): – O Rômulo vai virar diretor? Ele não era traficante então?

(POLICIAL): – Não, foi tudo armação. Precisamos ir na delegacia, queira me acompanhar?

Abigail fica pasma com a notícia, assim como Helena, Lauro e os demais professores. Ela pega sua bolsa e sai em silêncio da sala, acompanhando do policial, para prestar depoimento, enquanto os demais professores se arrumam para ir embora, ainda extremamente abalados.

CENA 03: RUA, EXTERIOR, MANHÃ.

Stefanny e Gustavo estão sentados em baixo de uma árvore, respirando ofegantes após correrem muito longe do Colégio Máximo para fugir da polícia.

(STEFANNY): – Que droga! Aquele tiro não era pra ter acertado o Wesley.

(GUSTAVO): – E se ele morrer, meu Deus? Eu vou me culpar pro resto da vida, não era pra isso ter acontecido, a gente combinou que ninguém ia sair ferido! – chorando.

(STEFANNY): – Mas o revólver disparou sozinho, não foi sua intenção, relaxa.

(GUSTAVO): – A polícia não vai querer saber disso, eles querem um culpado e vai ser a gente! Se o Wesley morrer, é óbvio que eles vão vir atrás de nós!

(STEFANNY): – Para de chilique, Gustavo, não vai acontecer nada, confie em mim. A gente não pode ser preso, somos de menor, o máximo é a Fundação Casa, logo seremos solto, falta pouco pra gente completar 18 anos. Mas nem isso vai acontecer porque a gente não deixou vestígios e temos álibis: você não foi na escola hoje e eu sai mais cedo pra ir a médico. Pronto!

(GUSTAVO): – É fácil descobrir que os álibis são falsos, a gente tá ferrado, Stefanny! Não é melhor a gente se entregar?

(STEFANNY): – Jamais! Você não ouse fazer isso, Gustavo, sem crise de consciência agora, por favor! Fica do meu lado, é melhor pra você, porque se você ficar contra mim, pode ter certeza que eu não vou hesitar em jogar toda culpa pra cima de você.

(GUSTAVO): – Ei, que isso, não tô te reconhecendo! O plano do atentado foi seu, você me convenceu a participar!

(STEFANNY): – É? Mas quem tava segurando o revólver que disparou no Wesley? Você né? Eu posso muito bem virar o jogo, tenho poder de convencimento excelente, não me enfrente pra conhecer isso, Gustavo.

Stefanny pega o revólver de Gustavo e coloca dentro de sua bolsa, juntamente com o capuz dos dois, e joga dentro de um bueiro aberto na rua. Após, ela chama um táxi e vai embora pra sua mansão, enquanto Gustavo permanece ali, sozinho, remoendo sua culpa.

CENA 04: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, INTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Numb (Link Park).

A mansão está vazia e silenciosa. Todos estão no hospital e os empregados foram dispensados. A maçaneta da porta que dá acesso do jardim a cozinha começa a girar até que, vagarosamente, ela se abre. Jorge entra, usando uma mochila grande nas costas, com uma lanterna nas mãos. Ele verifica se não há ninguém mesmo e, ao confirmar, ele fecha a porta e tranca com a cópia da chave que fez. Jorge caminha pela sala da mansão e observa o luxo do imóvel, iluminando os porta-retratos de família com sua lanterna. Ele vê as fotos de Catarina, Luiz e Jonathan felizes e remói um ódio profundo.

Jorge sobe as escadas da mansão e chega ao segundo andar, caminhando pelo corredor dos quartos. É quando ele avista uma porta aberta e percebe ser um quarto de casal, entrando e ligando a luz, percebendo ser o quarto de Catarina e Luiz. Jorge coloca sua mochila no chão e senta na cama, alisando o edredom da cama. Em seguida, ele pega o travesseiro de Catarina e cheira profundamente, sentindo o perfume doce e se excitando.

(JORGE): – Oh meu amor, que saudades de você, da tua pele… Mas a gente vai ter tempo pra matar essa saudade! – sorrindo sarcasticamente.

Jorge coloca o travesseiro no lugar e deita na cama, tirando o cinto de sua calça e abrindo o zíper, aliviando seu desejo íntimo. Como um perseguidor sádico e doentio, Jorge sente prazer no perigo e no proibido, se excitando por estar no quarto de Catarina e Luiz, imaginando que está transando com ela naquela cama do seu ex-amigo. Após atingir o ápice, Jorge vai até o banheiro do quarto e toma um banho longo, usando os produtos de Luiz. Por fim, ele se seca, se veste e pega sua mochila, subindo no teto da casa pela escada interna na parede para emergências, ficando escondido para agir em sua vingança quando achar que o momento chegou.

CENA 05: HOSPITAL, INTERIOR, NOITE.

Fernanda, Catarina, Luiz, Rosa, Jonathan, Maria, Luana e Victor aguardam por notícias de Wesley, que passou o fim da manhã e toda a tarde em uma cirurgia de alto risco no cérebro. Todos estão muito aflitos e ansiosos, rezando incansavelmente. Até que o médico entra na recepção e todos ficam em pé.

(FERNANDA): – Ai, finalmente, doutor, não aguentava mais esperar notícias do meu filho. E então, como foi a cirurgia? Ele tá bem? Ele tá vivo né? – com os olhos marejados.

(MÉDICO): – A cirurgia foi extensa e de alto risco, mas conseguimos concluir com sucesso. A bala que atingiu o cérebro do Wesley perfurou apenas um dos hemisférios e não atingiu áreas fundamentais. O seu filho está vivo, porém entrou em coma profundo.

(FERNANDA): – O quê? O Wesley tá em coma? Mas por quanto tempo?

(MÉDICO): – Não há como saber o tempo de duração de um coma, isso varia de pessoa a pessoa. O coma pode durar dias, semanas, meses ou anos, só nos resta aguardar. O estado de saúde do Wesley ainda é grave, mas ocorreu tudo bem com a cirurgia e pelo local aonde a bala ficou alojada, as chances de recuperação são altas, mesmo em coma.

Fernanda começa a chorar compulsivamente e é abraçada por Catarina e Rosa, suas amigas, que a confortam nesse momento difícil. Maria e Jonathan se abraçam e tentam conter as lágrimas, embora muito tristes por Wesley. Luana chora e se aproxima de Victor, que está com os olhos marejados.

(LUANA): – Tô surpresa com você aqui, Victor. Brigou de um jeito tão escroto com o Wesley, não pensei que se preocupava com ele ainda. – limpando as lágrimas.

(VICTOR): – Eu me preocupo sim, Luana. Esse tiro no Wesley mexeu comigo. – lágrima escorre.

(LUANA): – Tomara que não seja tarde pra você ter percebido quem você é de verdade porque o Wesley tentou te mostrar várias vezes.

Victor fica cabisbaixo e Luana se afasta, sentando no sofá e chorando. Ele senta ao lado dela e a abraça, chorando também, de tristeza e por algum sentimento que ele ainda não entende ao certo. Fernanda senta no sofá e Catarina lhe serve uma água.

(CATARINA): – Bebe isso, minha amiga, vai te fazer bem. – entregando copo.

(FERNANDA): – Eu não posso perder meu filho, Catarina. – chorando e pegando copo. – Eu já perdi meu marido, o Richard desapareceu com as drogas, eu só tenho o Wesley. – bebendo água e chorando. – Se o Wesley morrer, eu vou ficar sozinha no mundo, eu não vou aguentar! – chorando.

(ROSA): – Você nunca estará sozinha, você tem a mim e a Catarina, que somos tuas amigas. O Wesley é forte, é jovem, ele vai se recuperar, tenha fé em Deus! – segurando nas mãos dela.

(CATARINA): – O momento não é fácil, mas a gente vai estar do teu lado, acompanhando a recuperação do Wesley. Sobreviver a um tiro na cabeça já é um milagre de Deus, você não acha que Deus continuará operando no milagre da recuperação dele?

Fernanda compreende, mas está muito abalada e chora desesperadamente, enquanto é acalmada por Rosa e Catarina. Um pouco distante, Luiz conversava com Maria e Jonathan.

(LUIZ): – Vocês têm certeza que foi a Stefanny quem provocou esse atentado na escola?

(MARIA): – Certeza absoluta, eu arranquei o capuz dela e desmascarei, até dei uma surra, mas ela me agrediu e eu fiquei desacordada.

(JOANTHAN): – Acredita que ela me obrigou a beber uma água e mentiu depois dizendo que era veneno? Tô aqui vivo, só pode ser sonífero, ela fez isso pra deixar a Maria desesperada.

(LUIZ): – Essa garota é uma delinquente perigosa, tenho pena da Rosa ter uma filha assim. Do processo de cyberbullying ela se livrou, mas desse atentado ela não vai, eu vou conseguir a internação da Stefanny na Fundação Casa nem que seja a última coisa que eu faça na vida.

Maria e Jonathan compreendem, enquanto todos seguem com o estado emocional abalado na recepção do hospital após o diagnóstico, principalmente Fernanda.

CENA 06: COLÉGIO MÁXIMO, SALA DA DIREÇÃO, INTERIOR, NOITE.

Abigail está arrumando seus materiais em uma caixa, muito triste pela demissão. Helena a ajuda a recolher e guardar seus pertences.

(HELENA): – Eu lamento muito pelo que está acontecendo, Abigail. Você fará falta aqui na escola. Discordei de algumas atitudes suas, mas no geral, você foi uma diretora muito competente.

(ABIGAIL): – Acho que você é a única que sentirá falta de mim. Eu sei que eu não sou bem-vista pelos alunos nem pelos professores, sempre fui rígida e exigente demais, construí uma fama de carrancuda.

Helena se cala e continua a guardar os materiais juntamente com Abigail, quando ambas são surpreendidas pela entrada e Rômulo na sala. Abigail e Rômulo se enceram, enquanto Helena sorri e vai cumprimentá-lo com um aperto de mão.

(HELENA): – Oi Rômulo, quanto tempo! Tudo bem? Fiquei feliz que conseguiu provar sua inocência, eu sempre acreditei em você.

(RÔMULO): – Obrigado, Helena, eu tô bem sim. Não sabia que a senhora ainda estava aqui, Dona Abigail, senão teria ficado aguardando do lado de fora.

(ABIGAIL): – Não tem problema, pode ficar. Assim eu já falo contigo um pouco.

Rômulo fica calado e Helena percebe o clima, saindo da sala e deixando-os a sós. Um silêncio perdura por algum tempo, até que Abigail resolve romper com isso.

(ABIGAIL): – Quem diria… Eu saio e você entra. Parabéns, Rômulo, você conseguiu chegar no patamar mais elevado do Colégio Máximo.

(RÔMULO): – Gostaria de deixar bem claro que eu não tenho culpa da sua demissão, Dona Abigail, eu não vim aqui usurpar teu cargo. A senhora seria afastada de qualquer jeito, acabou que conciliou com minha soltura da prisão e a Secretaria de Educação me ofereceu o cargo como pedido de desculpas pela humilhação que passei.

(ABIGAIL): – Eu sei, Rômulo, não estou questionando você estar assumindo meu cargo, mas estou questionando a mim mesma. Eu, que tanto prezei pela competência e dedicação, agora termino minha carreira de professora com uma demissão e uma investigação.

(RÔMULO): – Sinto muito, mas isso é fruto de suas escolhas.

(ABIGAIL): – Sabe, Rômulo, me custa admitir isso, mas eu preciso: você é um excelente profissional. Você não imagina a saudade que esses alunos sentiram após seu afastamento pela prisão. Eu nunca tive nada contra seu trabalho, mas você representava aquilo que eu sempre detestei: alguém que questionasse meu trabalho. Hoje, eu reconheço que fui errada, deixei minha prepotência falar mais alto e olha onde eu cheguei. Enfim, não dá pra voltar atrás, agora o Colégio Máximo está em suas mãos e eu me sinto tranquilizada, por mais que eu não possa mais conduzir essa escola, eu sei que ele estará em boas mãos.

(RÔMULO): – Obrigado, Dona Abigail. Eu também nunca tive nada contra a senhora, mas sim contra sua administração. Eu farei diferente, farei do meu jeito, como acho justo.

(ABIGAIL): – Não sei o que será da minha vida agora. Minha vida era essa escola. Sem a escola, eu não tenho mais vida. – uma lágrima escorre. – Rômulo, não seja apenas o diretor do Colégio Máximo. Viva o Colégio Máximo! E se um dia você puder, me perdoe por ter acredito que você era um traficante e deposto contra você na delegacia. – limpando a lágrima.

Rômulo fica surpreso com a reação de Abigail, que pega a caixa com seus pertences e sua bolsa, saindo da sala e deixando-o sozinho para se instalar. Abigail caminha pelo pátio da escola, cabisbaixa e triste, sentindo uma grande humilhação e indo embora para nunca mais voltar.

CENA 07: MANSÃO DE CATARINA E LUIZ, QUARTO DE JONATHAN, INTERIOR, NOITE.

Trilha Sonora: Ciego (Reik).

Jonathan está terminando de arrumar a cama, quando Maria sai do banheiro vestindo um pijama, ambos ainda muito abalados pelo atentado. Os dois deitam na cama, apenas com um abajur ligado, e se dão às mãos.

(MARIA): – Que dia horrível. Primeiro o atentado, depois o coma do Wesley. Eu queria apagar esse dia da minha vida.

(JONATHAN): – E pensar que é tudo culpa da Stefanny. Como eu pude ser amigo dela por tantos anos, depois até namorei, essa garota é completamente fora do normal.

(MARIA): – Eu tive tanto medo que você morresse, Jonathan. Sério, eu achei que você morrido depois que bebeu aquela água, eu chorei tanto, me desesperei tanto… – acariciando seu rosto. – Eu não sei mais viver sem você, Jonathan!

(JONATHAN): – Eu também tive muito medo de te perder hoje, Maria, foi horrível só de pensar. Eu te amo, te amo mais que tudo, não consigo mais viver sem sentir você perto de mim. – beijando ela. – Se eu te pedisse em casamento a Dona Yolanda, você aceitava?

(MARIA): – Casamento? Tá falando sério? – sorrindo surpresa.

(JONATHAN): – Sério sim! Você é a garota da minha vida, não tenho dúvidas, eu te amo com tanta força, tô pensando em me casar contigo. Se você quiser, claro. – sorrindo.

(MARIA): – Nossa, tô pasma! Tipo, eu não esperava por isso! Ai Jonathan, que lindo, você é tão romântico… É claro que eu aceito, eu te amo! – beijando ele. – Só você mesmo pra me fazer feliz depois de um dia como o de hoje.

Jonathan sorri e beija Maria novamente. Aos poucos, os dois se deixam levar pelo momento e pelas sensações, trocando beijos e carícias cada vez mais intensos e despindo-se, até que por fim eles fazem amor, selando ainda mais o sentimento que os unem.

CENA 08: HOSPITAL, QUARTO DE WESLEY, INTERIOR, MANHÃ.

Fernanda está ao lado da maca de Wesley, sentada em uma cadeira, segurando um terço nas mãos e rezando incansavelmente. É quando alguém bate na porta e entra. Era Victor, meio sem jeito, mas aproxima vagarosamente, pasmo ao ver Wesley ligado a vários aparelhos e sem esboçar uma mínima reação.

(VICTOR): – Bom dia, Dona Fernanda. Como a senhora está? E ele, como está?

(FERNANDA): – Tô destruída ainda, Victor. Ele tá do mesmo jeito, à espera de um milagre.

(VICTOR): – Nem consegui dormir direito essa noite pensando nele. O Wesley não merecia viver isso, nem a senhora.

(FERNANDA): – Que bom que você pensa assim, Victor, pois eu sei da briga que aconteceu entre você e o Wesley quando ele se assumiu gay. Foi uma decepção muito grande pra mim saber que o melhor amigo do meu filho, a qual eu recebia tão bem em minha casa como se fosse da família, tinha dado uma surra por preconceito.

(VICTOR): – Desculpa, eu me sinto envergonhado por isso. Eu quero muito que o Wesley se recupere, quero pedir perdão a ele. Ver o Wesley levar um tiro, ver ele agonizando ensanguentado, me despertou pra verdade.

(FERNANDA): – Espero que tenha despertado você a todas as verdades, até aquela que você insistiu em não ouvir desde quando descobriu sobre aquela noite. – pegando sua bolsa e levantando. – Eu vou tomar um café, preciso beber algo forte. Se você quiser ficar aí, tudo bem.

Trilha Sonora: Como Fui? (Rio Roma).

Victor compreende e Fernanda sai do quarto, muito abalada. Ele observa fixamente Wesley e se aproxima lentamente, muito aflito. Ainda receoso, Victor aproxima sua mão do rosto de Wesley e toca suavemente, acariciando. Logo, ele afasta a mão e fecha os olhos, pensando um pouco no que sente. Victor aproxima seu rosto ao ouvido de Wesley.

(VICTOR): – Wesley, é o Victor. Não sei se você tá me ouvindo, nem sei se você me entende, mas dizem que quem entra em coma ouve e entende tudo. Então cara, eu tô arrependido pelo que eu te fiz, sinto muito pelo atentado que você sofreu, mas você vai se recuperar logo, eu tenho certeza! – segurando na mão dele. – Eu fui um idiota contigo, mas o tempo passou e agora eu entendo o que eu sinto. Ainda é estranho, mas eu entendo.

Victor afasta seu rosto do ouvido de Wesley e, lentamente, se aproxima da boca dele. Em seguida, Victor toca seus lábios nos lábios de Wesley, assumindo pela primeira vez para si próprio, sem estar alcoolizado, que ele sente mais que amizade por Wesley. Logo, Victor afasta seus lábios de Wesley e acaricia o rosto do amigo, sorrindo timidamente, tentando compreender melhor aquilo que acabou de fazer.

CENA 09: RUA, EXTERIOR, MANHÃ.

Trilha Sonora: Música e Crime (Chave Mestra).

Richard não consegue se conter dento de seu esconderijo na escola e resolve sair, pulando o muro dos fundos e caminhando desgovernado pela rua, na intenção de receber notícias de Wesley. Ele caminha por muito tempo, em direção ao condomínio onde Jonathan mora, para pedir ajuda. As pessoas na rua olham para Richard com receio, pois ele está malvestido, sujo e cheirando mal, extremamente magro. É quando ele é surpreendido por um carro que freia bruscamente ao seu lado, abre a porta e uma pessoa o puxa para dentro, arrancando em alta velocidade em sequência. Richard está na mira de dois revólveres, um em cada lado da cabeça, enquanto Ryan dirige o carro.

(RYAN): – Pensou que ia escapar de mim, seu vacilão? Tá pra nascer quem escapa do Ryan e do meu pai!

(RICHARD): – Cara, por favor, eu já consegui a grana, meu amigo vai pagar pra ti, mas me libera aí, eu preciso ver meu irmão no hospital, ele tá à beira da morte!

(RYAN): – Eu tô pouco me importante com o bicha do teu irmão! Sobre tua dívida, o tempo se esgotou, meu chapa, agora tu vai aprender o que acontece com quem vacila desse jeito com o meu pai.

(RICHARD): – Por favor, eu imploro, não me mate! Minha mãe já tá sofrendo muito com a morte do meu pai, agora com a quase morte do meu irmão, pensem nela!

(RYAN): – Olha aê, cambada, o cara quer que a gente pense na mamãezinha dele sendo que nem ele pensou nela quando ia na boca de fumo se drogar. – gargalhando. – Não tenho nada contra tua mãe, mas ela vai ter mais um velório pra fazer, tudo culpa tua, se tivesse pagado direitinho, nada disso ia acontecer.

Ryan continua dirigindo o carro, enquanto Richard está em pânico com os dois revólveres pressionando sua cabeça, temendo a morte.

CONTINUA…

NÃO PERCA AS SURPRESAS E EMOÇÕES DO ANTEPENÚLTIMO CAPÍTULO DE “DESCOBERTAS”! É AMANHÃ, ÀS 19H!

 

OUÇA A PLAYLIST ESPECIAL DA TRILHA SONORA DE “DESCOBERTAS”!

 

ENQUETE DO DIA

Anúncios

43 thoughts on “Descobertas – Capítulo 37 (últimos capítulos)

  1. Sensacional!
    Wesley não morreu que bom. Nem Jonatan.
    Victor finalmente assumiu que gosta de Wesley, mas demorou. Será que foi tarde demais para eles viverem um romance?
    Stefanny sempre se fazendo de coitada, ela é capaz de inverter qualquer situação. Coitado do Gustavo, uma pessoa que sofreu bullying mas não é maldoso. Foi manipulado.
    Abgail foi demitida, também cometeu vários erros em sua administração. Romulo voltou e é o diretor, amei.
    Policial humilhou Abgail, jogou toda verdade na cara dela.
    Jorge é doente, nojento e tudo de ruim que existe.
    Richard é legal, bom, mas errou ao se envolver nas drogas. Foi corajoso, mas será que terá um final feliz?
    Ryan pretende matá-lo. Que cenas extraordinárias hoje. Capítulo ágil, coeso e muito interessante. Surpresas e emoções é o que não faltam em Descobertas.
    Reta final top.

    Curtido por 1 pessoa

    • Wesley sobreviveu por um milagre mesmo, tiro na cabeça é algo fatal em 99% das vezes. Diante da morte, Victor assumiu seu sentimentos ao amigo em coma, complicado hein… Stefanny sempre arquiteta suas maldades de uma forma que as provas caiam sob outras pessoas, Gustavo é a vítima da vez. Abigail demorou, mas enfim perdeu o cargo, merecido após tantas omissões. Jorge iniciou sua vingança, mas como um obsessivo compulsivo, ele quer monitorar a vida de suas vítimas antes. Será que Richard vai morrer nas mãos de Ryan? Não perca amanhã, obrigado pelas opiniões, Gremista! ❤

      Curtir

  2. Jorge é um doente bicho, eu hein. Espero que esse louco não mate ninguém. Achei estanho o Jonathan, nem sequer questionou depois que acordou se realmente era veneno, ou procurou por um médico. Gustavo se arrepende, mas Stefanny sempre vira o jogo a favor dela. Wesley não morreu *respirado aliviado – Victor brija o amigo em coma, assumindo pra sí mesma, pela primeira vez. Ryan sequestra Richard. O Richard não merece morrer, a Fernanda não merece mais perder ninguém. Ótimo capítulo, e no aguardo do próximo capítulo. Parabéns, Airton 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Jorge é doentio mesmo, sua obsessão o faz entrar na mansão e se acomodar para ficar vigiando a vida de suas vítimas antes de atacar. Jonathan não procurou ajuda médica porque não sentiu sequelas do líquido que bebeu, obviamente era sonífero já que ele adormeceu e acordou um tempo depois. Gustavo se arrependeu tarde, agora ele está nas teias de Stefanny, será que tem como escapar? Wesley sobreviveu por um milagre, resta saber se ainda existe possibilidade de uma relação com Victor. Sobre o fim de Richard, só amanhã para saber, Ryan está possesso. Obrigado pelas opiniões, Flávio! ❤

      Curtir

  3. Jorge tem o que? Gzuis. Tenho certeza absoluta que alguém vai sair morto nessa história. O Jonathan nem foi investigar se era veneno mesmo? Estranho. Stefanny continua rainha, a Gustava se acha uma santa. Wesley não morreu aeeew, fiquei com tanto medo. Ai gente coitada da Fernanda, perder um é demais, imagine dois. Richard não pode morrer!

    Lacreeee ❤

    Agora vou ir comprar meu pacote de lencinhos para o desfecho 😦

    Curtido por 1 pessoa

  4. Amei o capítulo, vou vomitar arco íris aqui, que fofo esse Victor, finalmente esse beijo…Se casem seus lindos… Airton delicado na escrita do início ao fim .

    Curtido por 1 pessoa

  5. A continuação do atentado foi bem pesada em relação ao Wesley.
    Gustavo ta começando a se arrepender, se continuar assim, vai morrer.
    Jorge, esse cara e louco. Sou fã do personagem.
    Victor se aceita sua orientação sexual.
    Rômulo vira diretor, já tinha pensado nisso, no inicio da web.
    Jonathan pede Maria em casamento, um pedido não oficial.
    Ryan sequestro Richard , por causa da divida das drogas.

    Parabéns, Airton!!!
    ❤❤❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Wesley não morreu, mas entrou em coma profundo, quando será que ele se recupera? Diante da possível morte dele, Victor finalmente assumiu o que sente, mas será tarde? Jorge tem uma fixação doentia por Catarina e Jorge, não vai desistir de colocar em prática sua vingança final. Como será que Richard vai escapar do sequestro de Ryan? Não perca amanhã, obrigado pelas opiniões, Paulo! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  6. Me choca as atitudes doentias de Jorge, o perigo é enorme para Catarina, Luiz e Jonathan (uma surpresa estar vivo), espero que esse monstro suma de suas vidas logo logo 😮 Pois é, foi tarde para Victor reconhecer seus erros, este acontecimento o fez reaproximar de Wesley (amo esse personagem, alivia não ter morrido), e admito, de uma maneira bem fofa, achei lindo a cena do beijo ❤ Justa a demissão de Abigail e justa a colocação de Rômulo como diretor, ela colocou seus interesses acima da escola. Temo pelo Richard, esse Ryan é bastante perigoso 😮 Última semana, só emoções 😀 Parabéns 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Jorge é realmente perigoso, agora dentro da mansão vigiando todo mundo, vai ser tenso. Wesley ficou vivo, mas em coma, Victor não conseguiu segurar seu sofrimento e admitiu o que sente, será que é tarde? Abigail mereceu a demissão, ela foi péssima diretora, e Rômulo merecia assumir o cargo também, sofreu uma grande injustiça. Richard que se cuide, Ryan agora está sedente por vingança. Obrigado pelas opiniões, Wilson, te espero amanhã! ❤

      Curtir

  7. É claro que a Stefanny não mataria o Jonathan. Pra quê? Ela sofreria tanto quanto a Maria, e isso entregaria logo que ela tinha causado esse atentado. Ela e o Gustavo conseguiram fugir da polícia e a Stefanny enfim mostrou sua verdadeira face ao Gustavo… achei muito bem feito pra ele. Mas em breve o castigo virá pros dois.

    Justo quando a Abigail não tem culpa de nada, ela é punida. Ironias da vida. E o Rômulo vai assumir a direção do Máximo por ordens da Secretaria de Educação. Eu se fosse o Rômulo recusava, me contentava em ser restituído ao meu cargo original (nem lembro mais qual era, professor de Geografia?). Mas enfim, a escolha foi dele.

    Abigail e Rômulo acertaram as contas. Fico feliz em saber que essa desavença tenha sido resolvida pelo diálogo e pelo perdão.

    Que sorte, Wesley. Pelo visto, a bala ficou alojada numa área oca do cérebro. Claro que nem tudo são flores, ele entrou em coma. Dentro de dois dias ele acorda e descobre que ficou paralítico (o nome dele é Wesley, não Dimas, se poupe). Que sorte, Victor, conseguiu uma segunda chance pra pedir perdão ao Wesley e se declarar.

    Richard foi burro também, né? Sair sozinho à noite. Cara, o Máximo é o único lugar seguro que ele tem. Ou ele é pego pelo Ryan ou ele vai pra rehab (e ele não quer nem um nem outro). Acabou pego pelo Ryan… não tem outra, rapaz, você tá morto.

    Curtido por 1 pessoa

    • Abigail foi punida agora porque Rômulo saiu da prisão e fez uma denúncia contra ela na Secretaria de Educação, como um processo será aberto, ela será afastada do cargo. Wesley sobreviveu ao tiro na cabeça, são raros os casos de quem sobrevive a isso, mas ele está em coma e sem previsão de sair desse quadro. Richard fugiu da escola porque está desesperado por notícias do irmão, além de fissurado pela droga que há algum tempo não usa, mas isso acabou resultando em seu sequestro pelo Ryan, agora vai ser difícil pra ele escapar… Obrigado pelas opiniões, Glay! ❤

      Curtido por 1 pessoa

      • Eu já tinha entendido isso, só havia comentado que ela ironicamente foi punida dessa vez, quando ela realmente não tinha culpa do problema.

        Será que o Wesley será mais um caso de sobrevivência que a Medicina não consegue explicar?

        Procê ver. A pessoa perde completamente a noção do perigo. E vai pagar caro por isso.

        Curtido por 1 pessoa

  8. Victor e Wesley 😍 tomara que o Wesley se recupere 😍😍😍
    Stefanny tá bem ferrada, não vou mentir, adoooooro. 😂
    Eita que o Richard tá numa fria 😮 o que será q vai acontecer ? Tô ansioso.
    Abigail colheu o que plantou, então agora teve o que merece e viva o Rômulo 😀
    Parabéns Airton 😊 Essa web é fenomenal 😊

    Curtido por 1 pessoa

  9. Stefanny e Gustavo conseguiram escapar, ufa! A rainha não pode ser pega agora. Jorge conseguiu invadir a mansão de Catarina e agora espera o momento certo pra agir. Preparando minha bombinha de ar… Abigail perdeu a coordenação do Colégio Máximo, bem feito. Apenas queria Helena em seu lugar e não Rômulo, mas compreendo a decisão. Oi? Ela reconheceu o valor do professor? Gente… Quem diria, hein! Casamento? Mas Jonathan… Vem atentado novo da rainha caso isso aconteça. E Wesley não morreu, amém. Um alivio? Sim, um alivio. Ai Victor, para de passar vergonha. Acho teu sentimento tão forçado, sei lá. Não dá pra te defender. Ai meu Deus! 😮 O que eu temia aconteceu: Richard foi pego pelo Ryan. :/ O que vem por aí? Estou tenso.

    Parabéns, Airton! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Stefanny conseguiu escapar e ainda jogou as provas pra Gustavo, como já era de se esperar, qual o desfecho desses dois hein? Jorge está preparando sua ação, mas antes quer monitorar a família. Abigail demitida, Rômulo assumiu o cargo, justiça sendo feita. Felizmente, Wesley sobreviveu e agora Victor assumiu pra si mesmo o que sente, mas será tarde? Sobre Richard, só no próximo capítulo. Obrigado pelas opiniões, Fred! ❤

      Curtir

  10. Wesley sobrevive e é levado para o hospital. Ele é submetido a uma cirurgia, que felizmente ocorre bem, mas fica em coma. Mas o que importa é que ele tá vivo e agora tenho certeza que ele vai se recuperar.

    Pasmo com a reação da Abigail, adorei o acerto de contas pacífico entre ela e Rômulo, confesso até que fiquei com pena dela, nunca pensei.

    Jorge invade a casa de Luiz e Catarina e se esconde lá, chegando ao ponto de se masturbar na cama do casal, gente…

    Victor se arrepende e quer o perdão de Wesley, e até dá um beijo nele. Certo que o Victor merece uma segunda chance e blá blá blá, mas após tudo o que ele fez, não consigo gostar desse casal. Peguei ranço do Victor, infelizmente. Mas o caminho está livre para os dois, o desfecho deles juntos já está sendo desenhado.

    Richard resolveu sair na rua sozinho, e resultado? Foi capturado por Ryan. Tudo indica que o Richard vai morrer, mas não quero esse fim pra ele, nem pra Luana. Ela que está grávida e sem o apoio do pai do seu filho, vai sofrer ainda mais se o amado morrer. E tenho em mente que o Richard pode virar esse jogo e conseguir o controle da situação e matar Ryan, e confesso que iria gostar disso, Richard merece uma segunda chance, mais do que qualquer outro personagem nesse momento. Ele se redimindo com a Luana, ficando com ela e assumindo o filho seria lindo.

    Ansioso pelo desdobramento, parabéns, Airton ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Wesley conseguiu sobreviver por um milagre, felizmente, o reizinho não merecia partir, né nom? Abigail te emocionando, mas berro, realmente a cena de despedida dela foi humanista. Jorge está a cada dia chegando mais ao extremo de sua obsessão, o que ele fez hoje foi muito sádico e doentio. A possível morte de Wesley fez com que Victor refletisse tudo o que aconteceu para, finalmente, assumir seus sentimentos. O futuro de Richard está nas mãos de Ryan, muita tensão por aí, será que ele sobrevive ao traficante juvenil? Obrigado pelas opiniões, Jean! ❤

      Curtido por 1 pessoa

  11. Fiquei sem internet desde segunda e estou sofrendo horrores por isso, ‘e perdoa por não ter deixado o meu ponto, Airton, tô péssimo. No mais, essa reta final tá tiro, porrada e bomba e estou chocado com tudo que li, vem comentário específico em breve, nem que eu poste sem estar valendo um ponto.
    Parabéns, amigo, pise muito no luxo ❤

    Curtido por 1 pessoa

  12. GENTE COMO VC CONSEGUE NOS ATRAIR DESSA MANEIRA ????
    ESSES ÚLTIMOS CAPITULOS ESTÃO REALMENTE IMPERDÍVEIS! !!!
    AMEI A TRILHA DA NOVELA!!!
    DESDE A SINOPSE ATÉ A TRILHA SONORA VC ME SURPREENDEU! !!
    VALEU AIRTON! !!!
    JÁ TÁ BATENDO AQUELA SAYDADE SABE?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s