A Flor do Sertão – Capítulo 10

A Flor do Sertão - Logo

RESUMÃO DA SEMANA PASSADA

CAPÍTULO 06:

O homem afirma que Ramiro matou Herculano, mas Omar nega. Os dois têm uma conversa misteriosa. Ramiro está sentado em sua cadeira com uma garrafa de cachaça na mão. Ele observa uma foto que está sobre a mesa e lembranças invadem sua mente. FLASHBACK 1 : Ramiro está na sala lendo um jornal na sala. Sandra entra e diz ter visto a esposa dele com o capataz da fazenda. FLASHBACK 2: Ramiro e Lívia descem do carro e seguem a caminhada andando. Após muito andarem, eles chegam ao topo de uma montanha. Ramiro pega uma arma e aponta pra esposa. Ramiro dispara contra sua esposa, que morre. O coronel pega o corpo e arrasta até onde está o carro. Ele e o capataz brigam. Ramiro atira no capataz. Ele coloca os dois corpos dentro do carro e começa a empurra-lo até que ele cai ribanceira abaixo. Ouve-se um barulho de explosão. José não permite que Regina se case com Bento. Francisca está deitada em sua cama, quando uma camareira bate na porta e avisa que o jantar está pronto. Francisca desce a escada e percebe que Gustavo ligou para o telefone da pensão.Com a ajuda de Geraldo, Regina se encontra com Bento. Amanhece no vilarejo. Aurora escuta conversa e descobre quem é Sandra de verdade. Aurora em no quarto chorando e decide fugir. Raimundo chega na casa de José e briga com ele por causa de Maria. Aurora despista Matias e sai da fazenda. Arivalda conversa com seu amante e percebe que Gilson ouviu. Ela pega uma faca e mata o marido. Francisca chega na casa de Gustavo e a mãe dele a reconhece como antiga empregada.

CAPÍTULO 07:

Francisca é desmascarada. Gustavo pega Francisca pelo braço e a leva pra fora da casa. Ele a empurra. Ela cai próximo às flores no jardim. Francisca se levanta e vai embora. Porém, antes de se afastar da casa de Gustavo, ela avista um homem vindo em sua direção. Quando ele se aproxima, ela finge torcer o pé, forçando-o a ajudá-la. Aproveitando sua distração, Francisca lhe furta a carteira. Aurora passa na frente da casa de José no momento em que Regina sai de casa. Uma Kombi lotada de meninas segue andando pela rua e para perto de Aurora. Um homem desce do veículo e tenta pegar a garota, mas Regina corre para ajudar Aurora. Arivalda sai de casa. Instantes depois, Laís entra com uma sacola de pão e se desespera ao ver o pai morto. Regina deixa Aurora em casa e vai pra lavoura. Bento e Regina se trocam um beijo e são interrompidos por Ramiro. DOIS DIAS DEPOIS… Galvão discursa para os moradores e Regina o enfrenta. Geraldo se encontra com Aurora e eles pensam em fugir. Ramiro humilha Sandra e ela diz que vai se vingar. Inicia-se o baile. Um homem pega Regina e dança com ela. Ele passa a mão nas nádegas dele e ganha um tapa no rosto. Bento vai até lá e dá um soco no homem. Um ônibus estaciona próximo à pracinha do vilarejo. Francisca vai até a casa dos pais e ao ver que está vazia, segue para o baile. Geraldo é desafiado em uma corrida de cavalo e se machuca. Ramiro estaciona seu carro próximo a um galpão e entra. Instantes depois, Ramiro sai do local com algumas caixas na mão e as coloca porta-malas . Ele entra no carro e se prepara para dar a partida, quando um homem vestido de preto para na frente do veiculo. Ramiro começa acelerar o carro. O homem coloca a mão em seu casaco, tira uma pistola e aponta para o carro de Ramiro.

CAPÍTULO 08:                                  

A arma dispara.  O homem caminha rumo ao carro. Ele abre a porta e vê o coronel desacordado. Satisfeito, o homem se vira e segue caminhando. Ramiro se levanta e o surpreende por trás. Ele tira o capuz do homem e o reconhece. Eles brigam. Aurora decide fugir sozinha e Matias a impede. Francisca chega ao baile e segue Regina até o banheiro. Lá as duas discutem e Francisca finge que apanhou da irmã, chamando assim a atenção dos pais. Matias faz uma ronda na fazenda e encontra Geraldo. O capataz leva o menino para o baile. Laís está deitada no sofá chorando pela morte do pai. Arivalda chega em casa com um homem e chama a menina, dizendo que vai vende-la. O homem leva Laís pelo braço. A menina grita. Regina e sua família chegam ao posto. Ela vai até a recepcionista, que não dá atenção. Regina resolve abordar um médico que entra na recepção e ele diz que Geraldo tem que ir pra capital. Matias sai do posto e se encontra com Ramiro. Regina sai do hospital e corre em direção ao veículo do coronel para pedir ajuda pro seu irmão. Omar chega na fazenda procurando por Ramiro e Sandra conversa com ele. TRÊS DIAS DEPOIS… Regina está dormindo em uma cadeira da recepção do hospital. Ramiro chega ao local e se senta em uma cadeira ao lado. Ele fica a olhando. Regina acorda e começa a chorar pelo estado do irmão. Ramiro abraça Regina. Nesse momento Bento chega e deixa cair no chão um buque de flores ao ver aquela cena.

CAPÍTULO 09:

Imediatamente, Ramiro e Regina se afastam. Regina se levanta e vai até Bento e tenta abraça-lo, mas ele se esquiva. Ela estranha a sua frieza. Bento tem um ataque de ciúmes e ofende Regina. O médico dá alta para Geraldo. O carro de Ramiro volta a Aroazes e chama a atenção dos moradores. Regina agradece Ramiro. Antes de chegar em casa, a moça pergunta para Arivalda sobre o paradeiro de Laís. É mostrada uma Kombi com algumas meninas dentro. Uma delas é Laís. Ramiro e Matias entram no escritório. O coronel se senta e manda o capataz bater em Bento. Omar chega na casa de Ramiro e o interroga sobre a morte de Herculano. Um homem vigia a fazenda e Regina vê. Eles lutam e o homem consegue fugir. Regina interrompe seu trabalho ao perceber a aproximação de alguém. Ela se surpreende ao perceber que se trata de Ramiro: timidamente, o coronel oferece uma flor à moça. Francisca caminha pela rua onde Bento mora. Ela se encontra com Raimundo, que a deixa esperar Bento sozinha na casa. Francisca entra no quarto e fecha a porta. Ela fica nua a espera de Bento. Regina chega no escritório de Ramiro para a reunião. Ramiro se levanta e vai até Regina. Ele pega em suas mãos e diz estar apaixonado. Regina se afasta. Ramiro se aproxima novamente. Ele agarra Regina, que dá-lhe um tapa imediatamente. Ramiro tenta agarrá-la novamente. Ramiro rasga sua camisa e abre o zíper de sua calça. Ramiro e Regina se encaram, rodeando a mesa.

CAPÍTULO 10

CENA 01: CASARÃO DE RAMIRO/ESCRITÓRIO/INT./TARDE

Regina bate na porta e entra no escritório.

REGINA: Licença, coronel.

RAMIRO: Entre, Regina.

REGINA: Eu vim pra nossa conversa. Nós, trabalhadores, tamo trabalhando por demais, sem descanso…

Ramiro olha atentamente para Regina e fica disperso sobre o assunto. De repente, Regina bate palma em sua frente, despertando-o do transe.

REGINA: Ramiro?

RAMIRO: Pra que falar disso agora?

Ramiro se levanta e vai até Regina. Ele pega em suas mãos.

RAMIRO: Desde que minha mulher morreu, eu num olhei pra ninguém, só pra ti.

Regina se afasta. Ramiro se aproxima novamente. Ele agarra Regina, que dá-lhe um tapa imediatamente. Ramiro tenta agarrá-la novamente.

RAMIRO: Ninguém me nega desse jeito. Tu vai ser minha!

Ramiro rasga sua camisa e abre o zíper de sua calça.

RAMIRO: Agora tu vai receber uma lição. Eu vou te domar!

Ramiro e Regina se encaram, rodeando a mesa. Regina vai em direção à porta, mas Ramiro tenta impedir. Ela o empurra, mas ele se aproxima dela novamente.

RAMIRO: Daqui tu num sai!

Ramiro pega Regina pelo braço e tenta tirar a roupa dela. A moça dá-lhe um soco e o imobiliza. Regina joga Ramiro no chão e pega a chave da porta e a tranca. Em seguida, ela dali correndo.

CENA 02: CASARÃO DE RAMIRO/EXT./TARDE

Regina sai apressada do casarão de Ramiro e a esbarra em Matias. Ao fundo, Ramiro ainda sem camisa, abre a porta. Regina percebe e foge antes de se desculpar com Matias.

Ramiro se aproxima de Matias.

RAMIRO: Onde é que tá o carro, Matias?

MATIAS: Tá lá na garagem, seu coronel.

Ramiro se prepara para ir até lá, quando Matias entra em sua frente.

MATIAS: O que foi que o senhor fez com a moça pra ela sair daquele jeito, seu coronel? Num é melhor ficar por aqui mesmo?

RAMIRO: Sai da minha frente, Matias!

Matias continua firme. Ramiro lhe dá um soco e sai com o carro.

CENA 03: CASA DE BENTO/SALA DE ESTAR/INT./TARDE

Bento chega exausto em casa e começa a procurar Raimundo pelo olhar.

BENTO: Pai, cheguei!

Bento percebe que Raimundo não está em casa.

BENTO: (ri) Que cabeça… Ele saiu.

Bento vai para o banheiro. A câmera foca o relógio de parede que, em um efeito flash-foward, avança vários minutos no tempo. Findado o efeito, a câmera volta a focar a porta do banheiro: Bento sai do banheiro todo molhado, mas sua nudez não é mostrada. Ele entra no quarto.

CENA 04: CASA DE BENTO/QUARTO DE BENTO/INT./TARDE

Bento entra no quarto e se assusta ao ver Francisca nua em cima da cama. Ela, por sua vez, o observa nu e cultiva um sorriso malicioso.

FRANCISCA: A Regina teve um bom gosto ao ter escolher.

Bento tenta esconder suas partes íntimas, que se encontram fora do foco da câmera.

BENTO: Francisca?!

FRANCISCA: Num adianta esconder… Eu já vi o Bentinho… Quer dizer, Bentão!

BENTO (envergonhado): O que tu tá fazendo aqui?

Francisca se levanta e se aproxima de Bento. O foco impede a visualização das partes íntimas de Francisca. Ela tenta pôr sua mão em seu peitoral, mas ele se afasta.

FRANCISCA: Eu sou tão feia assim, Bentão?

BENTO: Eu namoro a sua irmã.

FRANCISCA: É só uma diversão…

O foco da câmera se limita à cabeça e os ombros dos dois. Francisca volta a tentar pôr as mãos no peitoral de Bento, e ele não oferece resistência.

FRANCISCA: Tu vai gostar.

Os dois se agarram e trocam um beijo voraz e demorado. A cena escurece lentamente.

CENA 05: VILAREJO/ESTRADA/EXT./TARDE

Regina caminha pela estrada, ainda assustada e decepcionada com a atitude de Ramiro.

REGINA: Aquele coronel é pior do que eu pensava… Num vou trabalhar mais na fazenda desse crápula. Hei de conseguir um emprego melhor para ajudar minha família.

Regina fica pensativa.

REGINA: E eu briguei com o Bento por causa dele. Vou ter que ir lá pedir desculpas e me acertar com ele.

Regina decide ir até a casa de Bento e segue um caminho oposto do qual estava indo.

CENA 06: CARRO DE RAMIRO/INT./TARDE

Ramiro dirige em alta velocidade.

RAMIRO (com raiva): A Regina não vai me escapar. Ninguém me despreza. NINGUÉM!

Ramiro vira o carro para a esquerda.

RAMIRO: Ela vai se arrepender. Eu te pego, Regina.

Ramiro vira o carro para a direita. Na rua tranversal, um veículo em alta velocidade é surpreendido pela entrada de Ramiro na estrada. Ramiro consegue desviar, mas acaba ficando de frente a uma árvore. A batida é inevitável.

A cena escurece. Ouve-se um barulho de batida. A cena clareia: o carro de Ramiro colidiu com a árvore. O capô do carro está totalmente danificado. Ramiro desacordado. A fumaça que sai do capô alimenta um princípio de incêndio.

CENA 07: CASA DE BENTO/SALA DE ESTAR/INT./TARDE

Regina chega na casa de Bento. Ela bate na porta três vezes, mas ninguém atende. Após ouvir algumas risadas, Regina decide entra.

REGINA: Ele deixou o rádio ligado alto por demais. Que bom que vamo nos acertar!

Após andar pelos cômodos da casa, Regina chega ao quarto Bento. Ela se coloca em frente a ele. Do lado de fora era possível ouvir aqueles barulhos. Parecia um casal em seu momento intimo. Regina fica nervosa, sua respiração ofegante mostrava o medo de ver o que estava acontecendo ali dentro.

Regina hesita em abrir a porta, até que ouve um gemido de prazer. Ela respira fundo e coloca mão sobre a maçaneta e a gira lentamente. O close vai para seus olhos assustados com a cena que vê.

Bento e Francisca param de transar e encaram Regina.  Eles se entreolharam. O silencio toma conta do lugar. A decepção de Regina era evidente. Francisca e Bento se enrolam nos lençóis e se levantam.

REGINA: Bento… Eu num acredito!

BENTO: Regina…

Regina vai até Francisca.

REGINA: Como tu foi capaz?

FRANCISCA: Tu que não soube segurar um homem.

Regina dá um tapa no rosto de Francisca. Ela tenta revidar, mas Regina segura seu braço.

BENTO: Calma Regina!

Regina olha friamente para Bento.

REGINA: Acabou, Bento! Nunca mais me procure. E tu Francisca, vai ter uma lição que tava merecendo há muito tempo.

Regina dá outro tapa em Francisca e a empurra no chão.

FRANCISCA: Me solta, sua perdedora. Aceita que tu perdão o seu homem pra mim.

Em seguida, Regina se senta sobre a irmã e começa a preferir-lhe vários tapas.

REGINA: Quenga! Serigaita! Ordinária!                    

BENTO: Para com isso, Regina.

Vendo aquilo, Bento puxa Regina e a segura.

REGINA: Vai defender sua amante, é?

Regina dá um chute nas partes intimas de Bento, que cai no chão com dor.

REGINA: Isso é pra tu aprender a num trair mais ninguém, seu safado.

Francisca aproveita para sair dali. Só que Regina vê e vai atrás dela.

REGINA: Eu ainda não acabei com tu, sua sirigaita! Mas já que tu quer ir pra rua, vamo na rua. Todo mundo vai saber quem é tu.

CENA 08: CASA DE BENTO/EXT./TARDE

Regina pega Francisca pelos cabelos e a arrasta pela rua.

REGINA (gritando): Tão vendo essa daqui? É uma sirigaita! Ficou com o noivo da própria irmã.

Muitos moradores curiosos vão se aproximando com a gritaria. Regina pega Francisca e estrega sua cara no barro.

REGINA (gritando): Eu vou abaixar seu fogo!

Regina pega um galho de um cacto e bate em Francisca.

REGINA (gritando): Agora eu e tu vamo pra casa e esperar painho chegar. Ele vai saber quem tu é de verdade.

Francisca empurra Regina e tenta correr, mas é alcançada pela irmã.

REGINA: Tu vai pra casa mais eu e é agora!

Regina leva Francisca até em casa pelos cabelos.

CENA 09: VILAREJO/ESTRADA/TARDE

Matias cavalga pela estrada procurando Ramiro. Ele avista o carro do coronel batido na árvore e se aproxima. Matias tenta abrir a porta do carro, mas não consegue devido ao estrago causado pelo acidente. O fogo começa a se espalhar rapidamente. Matias tenta quebrar a porta dos bancos dos passageiros com um pedaço de pau.

As chamas atingem o banco do acompanhante. Matias consegue entrar no carro e tirar Ramiro de lá. O capataz leva o coronel para o asfalto. Segundos depois, ocorrem explosões. Ramiro acorda tossindo devido a fumaça que inalou.

RAMIRO: Regina…

MATIAS: Seu coronel, tá tudo bem?

Matias ajuda Ramiro a levantar.

RAMIRO: Me larga! Eu vou atrás da Regina.

MATIAS: Vem pra fazenda, coronel. É melhor tu se acalmar. A moça deve de tar longe.

Matias tenta conduzir Ramiro até o cavalo.

CENA 10: TERESINA/MERCADO MUNICIPAL/TARDE

A Kombi chega ao Mercado Municipal de Teresina. Um homem conversa com seu comparsa.

HOMEM 1: Vamo pra parte de atrás senão nós se lasca com os guarda.

HOMEM 2: Tá bom. Aí dá pra divulgar mais nossas mercadorias.

O veículo vai para os fundos do Mercado Municipal e estaciona.

HOMEM 1: Chegamos, menininhas. Agora vocês vão ganhar uma nova família.

HOMEM 2 (rindo): E vão render uma boa grana pros tio aqui.

A fisionomia das meninas é de pavor e medo. Um dos homens abre a porta da Kombi para as meninas saírem. Laís aproveita a confusão e sai correndo. Ela entra no interior do Mercado Municipal. Um homem corre atrás dela. A menina para de correr quando alguns comerciantes passam com um carrinho de verduras, impedindo o caminho. Laís volta e entra em baixo de uma barraca de doces, mas o homem a encontra e a leva pelo braço.

HOMEM 1 (gritando): Compre uma menina! Elas são bonitas e educadas. Fazem serviço doméstico e outros mais. Aproveite a promoção.

Um homem alto e elegante, vestido com um terno cinza, se aproxima das meninas.

HOMEM 1 : Ô, meu senhor. Aproveite a promoção! Essas meninas fazem de tudo, lavam, limpam, cozinham e até satisfazem desejos, se é que tu me entende.

Aquele elegante homem se aproxima das meninas e olha uma a uma. Ele fica frente a frente com Laís.

HOMEM: Vou levar essa! (apontando para Laís)

O homem paga um dos sequestradores e sai de mão dada com Laís.

CENA 11: IMAGENS ALEATÓRIAS/ NOITE

São mostradas imagens intercaladas entre os pontos turísticos de Teresina e o Vilarejo Serra Branca. O sol se põe e anoitece.

Trilha Sonora: The Ecstacy of Gold (Ennio Morricone)

CENA 12: CASA DE BENTO/INT./NOITE

Bento está sentado no sofá pensativo. Raimundo entra em casa.

RAIMUNDO: Oi, filho. Tudo bem?

BENTO: Tudo péssimo! Eu sou uma anta.

RAIMUNDO: O que foi?

BENTO: Melhor tu nem saber.

Raimundo se levanta.

RAIMUNDO: Ia me esquecendo… Tu conversou mais aquela moça, a irmã da Regina? Ela teve aqui procurando tu e deixei ela entrar.

BENTO: Pai, eu trai a Regina e ela viu. Tenho que consertar isso!

CENA 13: VILAREJO/RUA/NOITE

Bento sai de casa com o objetivo de conversar com Regina. Ele caminha apressadamente. Bento dá alguns passos e a impressão de estar sendo seguido. Ele olha pra trás e avista três homens encapuzados vindo. O rapaz caminha mais rápido, só que os homens começam a correr. Bento também corre e é cercado por um quarto homem. Os quatros homem encaram Bento e se aproximam. A fisionomia do rapaz é de medo. Aqueles homens começam a agredir Bento com socos, chutes e pauladas.

Um dos homens tira o capuz e a câmera revela sua face. É Matias.    

MATIAS: Tá aqui a grana.

Matias tira três bolos de dinheiro e entrega aos demais homens. Todos saem de cena. A câmera vai se afastando e a imagem se escurece.

CENA 14: CASA DE JOSÉ/SALA/INT./NOITE

Regina e Francisca estão em casa esperando os pais chegarem. José, Maria e Geraldo entram em casa. Francisca imediatamente se aproxima de José e o abraça.

FRANCISCA (fingindo choro): Painho, olha o que a Regina fez. (mostra os machucados) Ela me arrastou pelos cabelos na rua. Tudo mundo viu.

JOSÉ: REGINA! Por que tu fez isso com a tua irmã?

Regina se aproxima.

REGINA: Conte porque eu Francisca. Ou eu vou ter que contar?

Francisca fica em silêncio.

REGINA: Eu vi o Bento e a Francisca na cama dele na maior sem-vergonhice. Ela me traiu!

FRANCISCA (fingindo): Eu tava na rua, aí ele pegou eu e abusou de mim.

Regina dá um tapa em Francisca.

REGINA: Chega, Francisca! Tua mascara caiu! Tu tava gostando era por demais. Confessa que tu voltou pra cá porque tava sem dinheiro. Tu num gosta da sua família.

Regina vai para o quarto e leva Geraldo junto, deixando Francisca, Maria e José sozinhos na sala.

FRANCISCA: Tá bom. Eu cansei! Eu odeio ser pobre, morar nessa porcaria de lugar. Mãinha sempre gostou da Regina. Geraldo é um moleque chato. Tu, meu pai, até que gosta de mim, mas tu é pobre! Vocês são meus pais, mas são pobres! Nunca me deram o que eu mereço. Quando eu ficar rica, eu vou ajudar os dois porque apesar de vocês serem pobretões, são meus pais.

MARIA: Pois eu num quero dinheiro teu.

JOSÉ: Vai-te embora daqui, Francisca!

FRANCISCA: Quê isso, painho?

JOSÉ: Se tu num gosta da tua família, então vai embora. Vai procurar quem te dê a vida de rainha que tu quer ter. Pega tuas coisas e chispa daqui!

Continua…

Anúncios

60 thoughts on “A Flor do Sertão – Capítulo 10

  1. Morto com a pancadaria. Adorei a parte de abaixar o fogo com um pedaço de galho que Regina protagonizou. Gritei aqui. Laís tentou fugir do homem que a sequestrou, mas nn conseguiu. O drama dessa menina é o que me toca por demais. Nossa, Ramiro passou do ponto. Um cara apaixonado nn seria capaz de tanto. E Francisca hein? Teve o que merece, hahaha… Mesmo achando a reação dela e dos pais meio rápida, ficou ótima o mandato dela para fora de casa. Gostei muito dos detalhes apresentados no capítulo, mas acho que faltou diálogos para preencher tantos detalhes. Parabéns, amigo, adorando sua web. 😀 E esse resumo foi uma boa sacada, além de esta muito bem escrita. 😉

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ramiro tenta estrupar Regina
    Regina foge
    Ramiro bate o carro
    E quase morre
    Ari censura Bento-AFFFF o momento mais esperado!
    Bento fode a Francisca
    Regina pega no flagra
    Regina espanca Francisca-Coitada da rainha!
    Bento é espancado a mando de Matias
    Laís é vendida-mereçeu
    Arivalda não teve participação
    Sandra não teve participação
    Francisca é desmascarada
    Francisca é expulsa de casa

    Que isso Ari ta querendo me matar? quantos acontecimentos
    Quase tive um ataque do coração!
    Parabéns achei esse o melhor capítulo até agora!
    Chuca do Sertão pisando em Sarue feiz a chuca!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Parabéns Ari.
    Ótimo capítulo.
    Regina foi forte e conseguiu fugir do Ramiro, esse está louco por ela.
    Ela pegou Bento e Francisca na cama, foi uma cena bem escrita. Adorei todos xingamentos e a surra que Regina deu em sua irmã; Bento foi espancado por ordem de Ramiro que esta apaixonado por Regina.
    Foi triste a parte da venda de Laís. Finalmente Francisca falou o que realmente pensa de sua família, mas eu não esperava que ela fosse expulsa, no máximo uma surra. Foi uma surpresa. Parabéns por isso Ari.

    Curtir

  4. Ramiro não consegue ter Regina. O destino está a favor da nossa protagonista, pois, pra ter certeza de que o Ramiro não conseguisse encostar na Regina, fez com que ele sofresse um acidente para neutralizá-lo temporariamente.

    Enquanto isso, Francisca conseguiu seduzir Bento e fazê-lo trair Regina. Ela ainda tentou se fazer de coitadinha, mas a máscara dela caiu. BEM FEI-TO!

    Laís foi vendida. E agora? Hm, sei lá, essa venda tá com ares de despedida… será que a Laís continuará aparecendo na trama após essa venda?

    Bento até que tentou se explicar com a Regina, mas não teve como. Insistiu, mas o destino a favor da protagonista se certificou de que ele não conseguisse: as ordens de Ramiro trataram de neutralizá-lo temporariamente.

    #MomentoDivulgaçã1: https://audienciadatvmix.wordpress.com/2016/08/08/mundos-opostos-capitulo-06/

    Curtido por 1 pessoa

  5. Chocadissimo com os acontecimentos. Pois bem, Ramiro se diz apaixonado por Regina mas tenta estrupá-la, migo, não tem como te defender. Bento é outro péssimo, achei pouco o chute nas bolas, Regina devia ter feito mais. Porque o Matias atacou o Bento desse jeito gente? Francisca expulsa de casa, pois é merecido.

    Parabéns Ari.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Felizmente Ramiro não conseguiu abusar de Regina, mas a atitude dele foi horrível. Raiva desse Bento, nunca imaginei que ele iria trair tão fácil assim a Regina, um ridículo. Morto com a Chica vendo o Bentão, será que vale a pena mesmo? Risos.
    Regina fraga o seu namorando com a sua irmã, coitada! Mas eu gostei da reação dela, o que eu gosto da Regina é que ela não é igual outras protagonista que fica chorando ela é forte e encara as coisa de frente, eu gosto assim. Foi pouco o chute que ela deu nele, Chica mereceu a surra kkk. Laís foi vendida, pobre menina. Bento sequestrado? Risos. Chica revela para os pais sua verdadeira face, José não aceitou e a expulsou de casa, o que será dela agora? Ansioso para saber, e se a diva não arrumar lugar ela tem lugar aqui no meu coração ❤ .
    Parabéns, rei! ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s